O Último Adeus

O Último Adeus Cynthia Hand




Resenhas - O Último Adeus


1200 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Victor Almeida 16/07/2016

Tem um caroço na minha garganta. Quero deitar no chão abraçado com esse livro e ficar ali.

Amei essa leitura, acho que ficou claro, né? Me surpreendi com a rapidez e o dinamismo do livro, mas o que mais me deixou preso e encantando foi a percepção e a vulnerabilidade da autora. O domínio das palavras. A sinceridade e a sua verdade crua. Eu estou apaixonado pelos personagens, eu estive de luto com eles, eu cresci junto a eles ao longo da jornada, eu vivi cada palavra. É um livro lindo.

A temática de suicídio e todo processo de luto e cura foi abordado aqui de uma forma muito real, emocionante e valorosa. Não foi escrito pra te entreter e emocionar, foi escrito pra gritar essas palavras na sua cara. É uma leitura indispensável.

Sendo um pouco técnico, só tenho a dizer que amei a narrativa, a sucessão dos acontecimentos, a relação dos personagens, a ambientação... tudo. É um livro muito gostoso de ler, apesar de te deixar com uma dor no coração ao acabar. Alguns chamam de sensibilidade, eu chamo de arte.
mara 16/07/2016minha estante
preciso desse livro na minha vidaaaaa


Diego Transpadini | @merosdevaneios 16/07/2016minha estante
Não vejo a hora do meu chegar.


josé 17/07/2016minha estante
Perciso dele??


Erica.Viana 03/12/2016minha estante
Victor , digo o mesmo , fiquei de luto , me emocionei e aceitei junto com cada personagem , é um livro que queria continuar lendo por toda vida , perfeição


Lucia 28/01/2017minha estante
Que resenha bacana.... vou ter que ler o livro.


Fran Carvalho 03/03/2017minha estante
É lindo, é emocionante, é envolvente. Eu já disse que é lindo < 3


Daniela 31/03/2017minha estante
Terminei de ler nesse exato momento e estou aqui parada respirando fundo e pensando "caramba" que livro...muito tocante...recomendadissimo...estou tentanto recuperar o folego ainda.


Tânia (@ritmoliterario) 18/07/2017minha estante
Senti exatamente como você, faz mias se 7 dias que li e esse caroço na garganta não me abandona. B


Leandro 28/07/2017minha estante
Esse livro é realmente maravilhoso!


Lary.Momentolitera 01/01/2018minha estante
Amei a resenha. Já favoritei na minha lista?


Lary.Momentolitera 03/01/2018minha estante
Amei a resenha. Já está favoritado na minha lista?


Raquel 06/01/2018minha estante
Quando tomo minha decisão de início de ano. Não vou comprar nenhum livro em 2018!!!!
Leio essa resenha e tudo vai por água abaixo. ?
Já tá na minha lista de desejos. ?


Lary.Momentolitera 07/01/2018minha estante
Já está favoritado. Amei a resenha


Drica 21/10/2019minha estante
Terminei de ler agora e tive a mesma percepçao que você teve em sua leitura. Ele e uma obra de arte. E como se eu tivesse entrado dentro da cabeça da Lexie e pudesse passar por todo o processo. E lindo, apesar de triste e de tema pesado, mas foi escrito com um encanto sem igual!


Andresa 24/03/2020minha estante
Incrível!!!


Thami 20/04/2020minha estante
Quero muito esse livro, mais não acho em lugar nenhum pra comprar ?


Gabriellafv 24/09/2020minha estante
Acabei de ler e acho que essa resenha transmite tudo que eu penso. Amei amei amei


Rodrigo 09/02/2021minha estante
"Sendo um pouco técnico" diz a pessoa que acha Duna "complicado" demais rsrs


Char5 10/04/2023minha estante
faço das suas, as minhas palavras! li esse livro em um dia e ainda estou devastada com ele. nunca chorei tanto lendo um livro... me senti hora sendo tyler, hora lex... um misto de sentimentos e sofrimento.




Marlonbsan 22/06/2021

O Último Adeus
Alerta para possíveis gatilhos.

A pedido de seu terapeuta, Lex começa a escrever um diário para conseguir expressar seus sentimentos retraídos após a perda de seu irmão mais novo, tudo para descobrir se é possível voltar a sentir depois de algo assim acontecer.

O livro é narrado em primeira pessoa por Lex, a linguagem é extremamente simples e fluída, os capítulos são curtos e intercala entre presente e algumas lembranças, o que dá uma ótima dinâmica.

A ambientação do livro, que relata o período final do ensino médio, é do meu agrado, assim como ver as questões que são abordadas. No caso da perda de um ente querido, é interessante ver a maneira que isso foi trazido.

O livro pode incomodar algumas pessoas por conta de repetições sobre determinados fatos, por segurar algumas informações ou pela forma que alguns personagens lidam com as situações. Mas que eu achei bem condizente com o processo que estava ocorrendo, além do mais, a autora tem propriedade para escrever e transmitir os sentimentos que são expostos e por ser um processo, cada passo é importante.

Assim, o quebra-cabeça vai sendo montado e a construção do livro segue uma progressão muito boa, sendo impossível não se emocionar com algumas partes, afinal a perda é algo doloroso, e o livro mostra como as pessoas ao redor são afetadas, as que lidam com o luto e como a vida muda com aquele vazio. Se você tiver algum ente querido que se foi, ao ler esse livro vai conseguir associar ainda mais os sentimentos.

Esse é o tipo de livro que a jornada acaba sendo o mais importante, acompanhar cada decisão e acontecimento e entender como cada passo é fundamental para chegar ao seu desfecho, e sim, o final também fecha bem a história. Um livro comovente e sensível que aborda questões importantes.


Conteúdo literário no meu IG @marlonbsan
Mily 09/04/2022minha estante
Quais os tipos de gatilhos?


Marlonbsan 09/04/2022minha estante
o tema central o livro é suicídio.




NathyFischer 26/12/2020

No começo achei a leitura um pouco lenta, mas na medida que a leitura foi avançando eu percebi que a intenção era essa, nos mostrar a forma de vivenciar o luto da personagem.
Esse livro foi um teste muito bom pra minha empatia. Me fez pensar e refletir muito sobre a vida.
No final era uma página, uma lágrima hahah parecia que a dor da Lex estava em mim. Terminei aos prantos e sentindo que o livro foi libertador para a personagem.

Eu amei esse livro, muito bom. Porém é um livro muito triste e pesado. Me sugou um pouco por causa da temática. Mas vale muito a pena a leitora.
comentários(0)comente



Rosangela Max 18/08/2021

Uma escrita fácil. Uma história difícil.
É sempre sofrido ler sobre a dor da perda, do luto e, muitas vezes, da culpa de quem fica. Principalmente quando quem partiu era tão jovem, com expectativas de muitos anos de vida pela frente.
Quem perdeu alguém assim, tão próximo, sabe como é. Não consigo imaginar o quão difícil é quando a situação envolve suicídio, como no caso da história.
A autora contou com muita sensibilidade, através de seus personagens, como é o processo de lidar com tudo isso e de tentar seguir em frente. E no final, ela explica o porquê disso.
Roberta 18/08/2021minha estante
Acho que eu gostaria de ler esse livro...


Tassio 18/08/2021minha estante
Meu favorito da vida?


Tassio 18/08/2021minha estante
Algumas pessoas não gostaram por ter romance, acho que queriam mais do assunto em si


Rosangela Max 18/08/2021minha estante
Para mim, o fato de ter fez toda diferença. Achei que a autora foi muito coerente colocando um toque de romance na história. Afinal, a maioria dos personagens ali são jovens.
Muita gente banaliza o romance, caracterizando apenas pelo lado romântico. Mas, enfim, respeito o ponto de vista deles. ??


Vinicius 18/08/2021minha estante
Gostei muito desse livro único livro que dei 5 estrelas esse ano




chris 08/03/2021

UM LIVRO SOBRE SEGUIR EM FRENTE
Mais que uma história sobre suicídio, O Último Adeus é sobre a dor da perda e a superação diante do recomeço de uma vida pós-luto.

A narrativa foca em Alexis Riggs como protagonista e como ela, sua mãe, seu pai e seus amigos reagem e se comportam após a morte de seu irmão mais novo, Tyler, vítima de suicídio que teve como forma de despedida um único bilhete em post-it escrito: "desculpe mãe, mas eu estava muito vazio".

Uma história bastante crível e realista. O drama familiar e o psicológico afetado da Alexis fez com que a experiência da dor, do sofrimento e do vazio fossem bem transmitidos para o leitor, pois vemos o outro lado da história vindo do olhar de quem ficou para suportar o luto e não de quem cometeu o ato em si. Com isso, esse não é um livro sobre o Tyler 100% e seus motivos para sua morte, e sim, sobre sua irmã e sua trajetória de sofrimento e culpas até encontrar a paz e a cura junto de quem a ama. Recomendo muito!
IngridPamplona 09/03/2021minha estante
Amo esse livro!


Evaldo7 09/03/2021minha estante
Adorei a resenha! E esse livro realmente toca a gente de uma forma ímpar!

Muito boa a resenha!




Isadora 11/06/2021

O último adeus
Eu amei o livro, acho muito interessante a forma que fala sobre o suicidio, a edição é linda, toda em azul, vai contar sobre uma garota ao qual o irmão suicidou-se e ela meio que investiga o porque ele fez isso, a circunstância que teve na vida dela e da família, muito lindo
comentários(0)comente



alie ;D 04/01/2022

Muito bom, o final foi bem emocionante. Eu fiquei na expectativa e não me decepcionou, quase me fez chorar; é um livro sobre assuntos sensíveis mas que eu recomendo 100%, a leitura foi super fluída.
Bri 04/01/2022minha estante
Quero mtoo lerr af


alie ;D 04/01/2022minha estante
é muito bom bri, recomendo dmssss, acho q c vai gostar




emysants 26/03/2023

?Desculpa, mãe, mas eu estava muito vazio.?
Esse livro é incrivelmente bom. Ele é lindo, tenso e triste. A escrita é super fluida e através dela podemos sentir a dor dos personagens e a autora não deixa pontas soltas. Eu chorei, mas tenho que dizer que não foi pelo Ty. Quando começamos a leitura Ty já se foi, e somente aos poucos percebemos como ele era. Já Lex, é nossa narradora, então naturalmente fiquei mais ?apegada? a ela. Houve vezes durante a leitura que eu queria abraçar Lexie e dizer que ficaria tudo bem, em outros momentos eu queria sacudi-la para que parasse de fazer burrada. Ela machuca o ex-namorado com frequência, mesmo ele estando ao seu lado, nunca forçando a barra, ou julgando seus sentimentos. Afasta-se dos amigos, se irrita com as pessoas, que parecem todas muito solidárias, mas eu não a julgo. Cada pessoa reage de uma forma diferente diante do luto. E no fim, descobrimos que ela apenas não quer que mais ninguém morra. É um livro que eu vou recomendar para sempre, uma história maravilhosa e inesperada, que passa muitos valores diferentes e trata de assuntos delicadíssimos com muita delicadeza.
comentários(0)comente



GuScarabelot 28/06/2021

O Último Adeus
Uma interessante abordagem sobre suicídio e sobre o impacto dele nas vidas das pessoas que ficam para trás.

Gostei bastante da forma como a autora mostra a protagonista lidando com o luto, a raiva e os sentimentos deixados após a morte do irmão.
comentários(0)comente



Júlia Morales 24/08/2020

Pesado
Gatilho: suicídio
Ainda estou tentando me recuperar dessa leitura.
Essa leitura acabou mexendo muito comigo por conta da minha vida pessoal, ela foi pesadíssima para mim, mas muito necessária.
É dolorido demais todos os relatos da Lex, irmã de Ty que se suicida, mas durante o livro você vê todo o processo de recuperação para quem fica.
De verdade, essa leitura mexeu muito comigo. Recomendo o livro, mas cuidado para pessoas que são sensíveis a esse tipo de assunto, porque no meu caso foi pesado e ficarei um tempo refletindo sobre.
comentários(0)comente



Ana Cristina 03/08/2022

O último adeus
O que dizer dessa obra maravilhosa, a autora escreveu tão bem que era possível sentir todas as emoções da Lex o luto em si, dor das pessoas que também o perderam.
É um dos melhores e mais tristes livros que já li.
O luto e o suicídio são questão difíceis de ser abordadas e autora conseguiu isso. Quem leu as notas entendeu todo esse conceito.
Terminei arrasada, com uma vontade imensa de abraçar a Lex.
Ty era o único que poderia tê-lo salvado. Ele não queria ser salvo queria dar o último adeus.
comentários(0)comente



Rodrigo Silvestre 10/03/2020

"O perdão é confuso, porque, no fim, tem mais a ver com você do que com a pessoa que está sendo perdoada"

Gostei muito do livro, ele não é exatamente aquele tipo de livro que coloca frases só pra fazer chorar e também achei bastante responsável a forma que tratou o suicídio.

(Eu ia dar 4.5 estrelas, mas a nota da autora me fez fechar a nota e ainda favoritar)
comentários(0)comente



Angélica 05/01/2021

O Último Adeus
Isso nem vai ser uma resenha ksksks só queria deixar registrado que eu amei esse livro e deixar também meu trecho favorito

"Eu não sabia aproveitar aquele momento, entender como ele era bonito e raro, frágil, efêmero (...) quando estávamos todos felizes, e estávamos todos juntos e estávamos seguros."
comentários(0)comente



Nerdvino 31/07/2016

Eleanor Rigby - The Beatles
Acompanhe o relato em primeira pessoa de Lexie, uma garota de 18 anos que ao começar a escrever um diário a pedido de seu terapeuta como forma de exercício para expressar seus sentimentos retraídos, acaba descortinando os limites sobre tristeza, desilusões, pesares, felicidade reprimida e esperança.
Contudo, e o mais importante de tudo, atente-se para a depressão, porque ela é silenciosa e arrebatadora.

O livro faz parte da série Darklove da editora Darkside e com seu enredo belíssimo e sem sentimentalismos baratos a escritora Cinthya Hand, nos conduz através de um caleidoscópio de emoções contraditórias, mostrando que a beleza existe nas coisas mais simples, e que todo momento é tempo de consertar as coisas.

Desculpa, mãe, mas eu estava muito vazio
Como dito acima O Último Adeus, de Cinthya Hand, nos transporta para o cotidiano pós suicídio do irmão de Lexie, fato já explorado nas primeiras linhas do livro, sem menções aos motivos ou explicações por trás desse ato.
O livro transcorre dia após dia, mostrando o que um ato isolado pode causar na vida das pessoas, desde as mais próximas até as que não possuem relação direta com o ocorrido.

Chamo a atenção para a sutileza da narrativa, ao abordar um assunto pesado com tamanha delicadeza, no entanto, sem perder a mão e deixar descambar para o rio de lágrimas das lamentações.

Temas como abandono, solidão, tristeza, conflitos internos, necessidade de aceitação, primeiros amores e todas as suas consequências boas ou não de todos esses sentimentos são deixados claros à mostra de qualquer um em seus detalhes e como moldam as atitudes e propiciam desculpas para as fugas da realidade muitas vezes implacável.

"O perdão é confuso, Alexis, porque, no fim, tem mais a ver com você do que com a pessoa que está sendo perdoada."

Agora o tema que permeia o livro, a depressão, silenciosa que abate sem deixar rastros e que envia sinais discretos. Uma viúva negra que oferece beijos de Dementador e não deixa ser notada, leva aos poucos a felicidade, o ânimo e a vontade de ser e estar. Muito julgam ser frescura, preguiça ou corpo mole, mas muito pelo contrário é algo que deve ser tratado porque mata de verdade, todos os dias se não tratada. O enredo explicita isso claramente, demonstrando que quando ela chega é difícil notar e quando é notada é tarde demais e arrasta todos no entorno para dentro desse turbilhão de confusão e falta de atenção devida.

Tyler, irmão de Alexis, que comete o suicídio deixa uma declaração somente, a de que estava “muito vazio”, com o decorrer do livro percebemos que se trata justamente do contrário. Acredito que nosso coração é como uma caixa e possui um limite, quando chegamos ao ponto de sentir esse vazio é porque já temos tantas coisas dentro do peito que deixamos de caber lá dentro e é aí que o perigo mora, dependendo da quantidade de coisas, magoas, rejeições, medos, inseguranças, não há volta para casa nesse caminho entulhado de coisas, nesse momento nos perdemos e já era, não há um caminho feliz para casa.

“ As pessoas que amamos nunca se vão realmente”
Recomendo a leitura de olhos fechados e abertos, muitos assuntos são tratados de forma adorável, a superação, recuperação e como saímos de situações de improvável sucesso, compensam toda a leitura e nos deixa com saudades assim que a última linha surge.

Uma experiência única e que acaricia quem deseja sair da zona de conforto e conhecer pessoas simples, criveis e que sofrem assim como eu e como você.

Por fim, deixo vocês com a música que escutei escrevendo essa resenha: I Better Be Quiet Now by Elliot Smith.
Música linda, a letra combina com o clima do livro, linda e devastadora e infelizmente há um ponto coincidente com Tyler, Elliot Smith também se suicidou.

Façam um favor a vocês e leiam esse livro, absorvam tudo de bom que ele honestamente compartilha e aprendam que cada última palavra, gesto ou ação podem de fato ser o último contato.

Bom dia, boa tarde e boa noite!
comentários(0)comente



1200 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR