Volta Para Casa

Volta Para Casa Harlan Coben


Compartilhe


Resenhas - Volta Para Casa


54 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Taynara Lima / @resenhasdatay_ 03/04/2018

Será a última história de Myron Bolitar?
Eu estava bem ansiosa para esse livro, Myron Bolitar é um dos meus personagens favoritos. Apesar da editora divulgar que o lançamento seria dia 02/04, nas lojas físicas a previsão é dia 6 e minha ansiedade não podia esperar. Comprei o e-book na Amazon mesmo e devorei em um dia.

O livro começa um ano após o final de “Alta Tensão”. Win sumiu do mapa, deixando Myron sem saber seu paradeiro por um ano. Sem mensagens, telefonemas, nadinha. Até que um dia o telefone toca e é ele pedindo a ajuda do Myron.

Dez anos antes, o primo de 6 anos de Win sumiu junto com um amiguinho do colégio da mesma idade. Eles estavam na casa desse primo com uma au pair (babá intercambista) brincando, quando foram surpreendidos por dois homens encapuzados que prenderam a babá no porão e levaram as duas crianças. Todos foram investigados (os pais, a babá), porém, nenhum suspeito foi preso e nem acusado.

10 anos depois Win recebe um e-mail com uma dica sobre um dos meninos e vai até Londres seguir a dica e liga para Myron pedindo ajuda dele no caso.

Nem preciso dizer que estava morrendo de saudades de amizade, né? Friendship goals

Eles começam a seguir as pistas, muito soltas, na verdade. Até o final do livro você continuar que nem eles, sem entender. Nada do que eles descobrem encaixa, é tudo muito esquisito e mal contado. Mas no final, bem no final mesmo eles descobriram.

Para desvendar o mistério eles também contam com a ajuda de Esperanza e Big Cindy, Mickey (continua um chato), colherada e Emma, agora oficialmente namorada de Mickey.

O livro mostra a força da amizade de Myron e Win, que continuou indestrutível, um final feliz para Myron e uma bomba descoberta no epílogo (que foi narrado pelo Win). Eu fiquei chocada com um segredo que ele revela bem no final, me deixou com gostinho de quero mais, talvez Harlan tenha pena desse meu coração e escreva mais livros do Myron, sigo esperando.
Fabii.Fernan 03/04/2018minha estante
É preciso ler a sequência?


Silmara 04/04/2018minha estante
Se eu ler somente a série do Myron e não ler os livros do Mickey mesmo assim consigo ler entender esse??


Taynara Lima / @resenhasdatay_ 04/04/2018minha estante
Consegue sim. O Mickey aparece só algumas vezes e o Harlan explica a "historinha" dele. Pode ler sem problemas :D


Silmara 05/04/2018minha estante
Em todo livro o Harlan faz um "resuminho" ??


Monica 18/04/2018minha estante
Não te conheço mas você salvou meu dia!!! kkk Estou lendo a série Myron Bolitar e já estava receosa da série acabar, apesar de ainda faltarem 6 livros (desespero define) e agora descobri que vem mais uma história aí... E se meus desejos forem plenamente atendidos, quem sabe não vem uma nova história que não seja da série Myron Bolitar?




spoiler visualizar
Ander 19/04/2018minha estante
Que resenha maravilhosa =D


Cecília 20/04/2018minha estante
Que comentário maravilhoso, Andy *a* ~obg!~




Junior.Silva 25/06/2018

Resenha postada no site Leitor Compulsivo
Publicado em 2016 nos EUA, “Volta Para Casa” do autor Harlan Coben chegou ao Brasil recentemente publicado pela Editora Arqueiro. O livro é o 11º volume da série Myron Bolitar e tem todas as credenciais que nos fazem ser fãs de carteirinha do autor: drama, investigação, reviravoltas e histórias que nada mais são do que um turbilhão de emoções. Apesar de ser uma história independente, o livro retrata a vida de personagens que já estiveram em volumes anteriores da série, podendo trazer pequenos spoilers da vida desses personagens caso você esteja lendo a série fora de ordem, porém não é nada tão pesado, que vá impactar significativamente a sua leitura.

Na história revemos não só Myron, mas outros personagens, como Win, nesse caso o personagem central dessa investigação. A história começa há 10 anos quando sua prima Brooke deixa o filho Rhys e Patrick (um amiguinho dele) com uma babá. Pouco tempo depois a jovem é encontrada amarrada e os dois meninos simplesmente desaparecem. Não há contato dos sequestradores, não há pistas do que pode realmente ter acontecido, simplesmente não há nada que possa levar há lugar algum para encontrar as crianças desaparecidas. Tempos depois, Win recebe um e-mail anonimo que dá uma pista sobre a localização dos meninos em outro país e sai em busca dos dois. Daí, começa de fato toda a trama para desvendar o que está acontecendo.

Trazendo a tona temas bastante delicados, o livro nos leva a uma reflexão sobre o que estamos fazendo com as nossas crianças. É impossível ler e não pensar o quanto temos falhado em protege-las e em construir uma mundo melhor para que possamos viver o nosso futuro. Com capítulos curtos e diretos, a leitura flui naturalmente, bem ao estilo que já estamos acostumados com o autor. Sem se apegar a detalhes desnecessários, tudo nesse livro acontece de forma muito dinâmica, sem trechos cansativos, envolvendo o leitor do início ao fim.

Assim como as demais obras do autor, o que algumas vezes se torna repetitivo, mas não menos atraente, o livro conta com diversas reviravoltas na história nos levando a caminhos que são meramente uma distração para a surpresa do seu final, valendo a pena ler cada página, mas decepcionando por utilizar, de certa forma, as mesmas fórmulas de outras histórias. Nada que tire o brilhe do conjunto do livro, que fique bem claro.

Volta Para Casa é mais um livro surpreendente e que vale a pena ser lido pelos fãs de Coben ou para os apaixonados por uma boa trama investigativa. Cheio de reviravoltas e acontecimentos estarrecedores, a história mexe com o nosso emocional por deixar exposto o quanto somos vulneráveis enquanto sociedade. Nessa história Coben mostra todo seu talento, já conhecido do público, e os motivos que o levaram a vender mais de 60 milhões de livros em todo o mundo.

site: http://leitorcompulsivo.com.br
comentários(0)comente



Book.Obsession 02/05/2018

A trama traz à tona, um caso de desaparecimento de dois garotos que já completa dez anos. Aos seis anos de idade os amigos, Rhys e Patrick, estavam em casa brincando quando simplesmente foram varridos do mapa.

Agora com essa passagem de tempo de dez anos, Win, tio de Rhys, recebe um email anônimo com uma possível localização desses garotos em Londres. Depois de vasculhar as coordenadas enviadas, Win acaba em uma situação complicada e Patrick acaba fugindo e o único a quem confia na busca dos meninos é seu grande amigo Myron Bolitar.

"Estamos em King's Cross, uma área inteiramente revitalizada ao longo dos últimos vinte anos, com a chegada de museus e bibliotecas, do Eurostar na estação ferroviária e até de uma placa indicando a plataforma 9 3/4 onde Harry Potter embarcava no trem para Hogwarts."

Myron se surpreende com a ligação de Win, visto que seu amigo não dava notícias há um bom tempo. Mas sabe que não pode ignorar um pedido de ajuda, pois Win não faz o tipo que pede com frequência.

“A lembrança nunca vai embora”, declarou ela. “Nunca larga do seu pé. A gente até tenta correr e fugir, mas dali a pouco lá está ela, cutucando seu ombro, puxando a manga da sua camisa.”

A partir daí, eles tentam traçar planos e começam a buscar mais informações para trazer os meninos de volta em segurança. Eles conseguem resgatar Patrick, mas precisam saber o paradeiro de Rhys. E quanto mais buscam uma solução, mais se dão conta de que estão deixando passar alguma informação importante que há dez anos atrás não viram.

“O que quer que tenha acontecido àqueles dois meninos, não foi em Londres que tudo começou, mas na sua casa.”

O que será que aconteceu com Rhys? Estaria vivo ou morto? Patrick realmente saberá dar as informações necessárias para a solução desse caso?

Quando li A grande ilusão, livro único do autor, fiquei completamente apaixonada pelo enredo e a forma do Harlan de nos envolver em seus mistérios. Apesar de Volta para casa, ser um livro que pertence ao universo de uma série extensa do aclamado personagem Myron Bolitar, não tive dificuldades em entender a trama e muito menos sobre os personagens, ou seja, você poderá ler esse livro sem problemas algum.

Entre os personagens também temos a participação de Mickey, sobrinho de Myron e bastante conhecido do público, dando um plus no ritmo da trama. E claro, como menciono temos Win, e fica bem claro o quanto temos compartilhamento sobre amizade em meio ao drama policial dessas duas famílias.

Ao longo dos capítulos vamos tentando encaixar as peças desse quebra cabeça. Não consegui parar a leitura enquanto não descobri o que realmente aconteceu com esses meninos.

Cheio de referências ao universo do esporte e de histórias consagradas como Harry Potter, Harlan exerce esse fascínio nos leitores, ficamos completamente envolvidos e sedentos com cada migalha de informação e quando conhecemos a verdade por trás dos fatos, fica impossível não permanecer boquiaberto, sobretudo com um epílogo tão impactante e narrado por Win, grande destaque dessa história.

Recebi esse ebook em parceria com a editora Arqueiro e terminei com a sensação de que preciso pegar toda essa série para conhecer mais de todos os personagens desse universo criado por Harlan Coben e sua mente genial. Se você gosta de leituras com grandes suspenses e repleto de reviravoltas, vale a pena incluir esse autor na sua lista de desejados. Tenho certeza de que irá se surpreender a cada página.

site: http://www.bookobsessionblog.com/2018/05/resenha-volta-para-casa-harlan-coben.html
comentários(0)comente



Minha Velha Estante 25/06/2018

Resenha da Mylena Suarez
“ Mas os interesses próprios sempre têm um peso grande nas decisões.”

Gente.do.Céu! Para o mundo que eu preciso de um tempo para digerir tudo que esse livro provocou em mim!!! Santa.Mãe! Eu amo de paixão a escrita de Harlan Coben e essa série de Myron Bolitar é muito cara de seriado de TV e meio James Bond, meio Hercule Poirot, meio A Gata e o Rato, só que no caso em questão os amigos Myron-Win roubam a cena tornando a trama totalmente delícia.

O mistério que vai reunir nossos queridos Myron e Win (que sumiu sem deixar vestígio há um tempo) começou há dez anos atrás com o sumiço do primo de Win, Rhys, e do amigo Patrick, ambos com seis anos na época. Os garotos sumiram sem deixar rastro.

Agora Win recebe um misterioso email informando o suposto paradeiro deles. Claro que Win vai ao local e é ai que começa a tortuosa corrida para juntar as peças soltas deste cabeça-quebra. Precisando urgentemente de ajuda, Win convoca Myron que está curtindo seu momento romance, mas não pensa duas vezes, larga tudo e vai ao encontro de Win.



Unindo alta tecnologia, perseguições, lutas e muitas emoções, essa dupla precisará de muito sangue frio e paciência se quiser desvendar o que aconteceu às crianças. Como nada é muito simples quando Harlan Coben está envolvido, Myron e Win correrão contra o tempo ao resgatar Patrick e deixar Rhys escapar por seus dedos. A dupla contará com a ajuda de seus amigos de outras aventuras como Esperanza, Mickey, Zorra, entre outros, que trarão mais dinâmica ainda a trama.

Com uma reviravolta de tirar o fôlego já nos últimos segundos do segundo tempo, Volta para Casa levanta questões éticas sobre escolhas e atitudes eminentemente humanas e, para suavizar o clima tenso e denso, apresenta uma trama cheia de revivals, nostalgia, declarações eternas de amizade e um final cheio de amor com um momento surpreendente daqueles que te deixa de queixo caído por horas.
“Em suma, se tudo no amor é questão de reação química, como acredito que seja, o composto resultante desses dois elementos é, no mínimo,um composto luminoso.”


Narrado alternadamente sob o ponto de vista de Win e de Myron, repleto de diálogos mordazes e sarcásticos, típicos da dupla, o livro só pecou, ao meu ver, com algumas repetições desnecessárias de frases e com certas situações acontecendo ao mesmo tempo que não tinham exatamente a ver com a resolução do mistério e, para mim, acabou desanimando um pouco a ansiedade para descobrir o que realmente estava acontecendo. Mas falando em repetição, torno a dizer que as revelações finais valem a pena qualquer espera e foram tão, tão, que nem, nem... Bem isso e só faltei gritar para Harlan dizendo: Perae, amigo, como assim? Volta aqui e conta direito tudinho isso!!!!! AGORA!

Recomendo demais para os fãs da série e do escritor.

site: http://www.minhavelhaestante.com.br/2018/05/volta-para-casa-harlan-coben.html
comentários(0)comente



Letícia 05/05/2018

Preparados para articular mais uma vez?
O livro mais emocionante de toda a Série. Para quem acompanha o Myron por todos esses anos durante todos os 10 livros anteriores, ‘Volta Para Casa’ tem um clima de despedida, de conclusão de um ciclo, se é o último livro da série, nós não sabemos, só sabemos que foi incrível virar cada uma dessas 299 páginas para mais uma vez ser enganado pelo Harlan e se apaixonar pelo Myron, Win, Esperanza, Big Cindy e pela amizade deles.

Antes de comentar a história do livro propriamente dita, preciso dar um alerta: leia os livros na ordem e leia a série do Mickey também, eu sei que são 13 livros (10 do Myron e 3 do Mickey), mas eu garanto que a experiência lendo ‘Volta Para Casa’ será muito mais incrível se você já conhecer todos esses personagens e entender o porquê de tudo o que eles fazem no livro 11. ‘Ah, mas eu quero ler só esse’, Tudo bem. A trama principal do livro, assim como em todos os livros da série se inicia e termina no livro, mas os fatos para além da história sobre a vida de cada um dos personagens que é o diferencial do livro, se você ler só esse, antes dos outros será um festival de spoliers. Dica dada, vamos voltar para casa!

O livro se inicia com uma bela surpresa, pela primeira vez em todos esses livros, a gente pode entrar na cabeça do Win, o melhor amigo do Myron e quem sempre o tira das piores enrascadas, para alguns, Win é só um ricaço, com todos os estereótipos possíveis, mas quem o conhece sabe que não se deve analisa-lo só pela aparência, o melhor é nunca entrar no caminho dele. Para quem se lembra de ‘Alta Tensão’, ao final do livro o Win desaparece devido aos acontecimentos, e nas primeiras páginas de ‘Volta Para Casa’ descobrimos que ele está em Londres, ele está no rastro de uma pista quanto a dois meninos sequestrados 10 anos atrás, um dos meninos, Rhys é o filho da prima de Win. Rhys e seu amigo Patrick, foram sequestrados aos 6 anos e desde então não havia nenhum indício de que estavam vivos.

Quando Win vê o adolescente que ele acredita que seja Patrick, ele não hesita em agir, mas como seus modos não são nem um pouco convencionais, as coisas saem do controle e não resta nenhuma opção a não ser pedir ajuda do seu velho e melhor amigo.

Myron está em paz, depois dos acontecimentos do último livro da série do Mickey ‘A Toda Prova’, um peso saiu das costas dele. Ele voltou a morar no apartamento de Win no coração de Nova York, vendeu a MB Representações para uma agência maior e o melhor de tudo, sua noiva, Terese finalmente voltou da África, os dois estão vivendo uma espécie de bolha de felicidade, até que o telefone toca e ploft, Myron tem que escolher entre continuar ali com Terese ou viajar para ajudar seu melhor amigo.

É fácil chutar o que Myron escolheu, né?! Para ele não é nem uma escolha, é simplesmente um fato, Win nunca pensou duas vezes antes de ajuda-lo e pela primeira vez, é Myron quem precisa ir ao encontro do amigo para ajuda-lo. Ele embarca para Londres e depois de um ano, vê novamente o seu melhor amigo, é óbvio que sendo do Myron que estamos falando, teve que rolar um abraço.

Win coloca Myron a par dos acontecimentos, diz que perdeu o tal Patrick de vista e que precisa que Myron vá até o mesmo lugar e descubra onde está o garoto. O tal lugar era simplesmente o ponto físico de prostituição de Londres, lá tinha opções para todos os gostos. Myron é levado até o quartel general do dono da rua, um homem estranho conhecido como Fat Gandhi, tudo indica que é ele quem está com os dois meninos presos como espécie de escravos sexuais.

Após Myron colocar sua vida em risco em uma sequência desesperadora, ele consegue resgatar o Patrick, mas é nesse momento que tudo fica ainda mais complicado. Será que ele é realmente o Patrick? Onde está o Rhys? Com Fat Gandhi também? Por onde os dois estiveram durante todos esses anos? Pelas ruas?

A busca por essas respostas será feita em duas frentes, na Europa com Win continuando a investigar Fat Gandhi com a ajuda de ninguém mesmo que Zorra e nos EUA, Myron com o auxílio de Mickey, Ema, Colherada, além de claro, Esperanza e Big Cindy, ah, sabe uma certa liga de lutadoras da qual as duas faziam parte? Vou dizer apenas: Pequena Pocahontas está de volta!

Mas tudo parece fazer sentindo novamente apenas quando enfim Myron e Win juntam suas forças para descobrir toda a verdade, já que ela é sempre a melhor opção em detrimento da mais bela mentira.

O Harlan nos surpreende como sempre, não consegui adivinhar o quê ou quem estava por trás disso tudo, como sempre criei várias teorias, envolvendo as coisas mais loucas, mas no final não era nada disso, se não for assim não vale né?! Haha O presente para os fãs da série, que acompanham todos os personagens durante esses vários anos é o epílogo, já o li umas três vezes, a primeira leitura foi muito embaçada porque não conseguia segurar as lágrimas. Bem, o Harlan já disse algumas vezes que o final da série seria quando o Myron estivesse feliz, leia e tire suas próprias conclusões, mas prepare o coração.

“Segundo diziam, o esporte devia ser um reflexo da vida, uma lição de vida, um teste de força e resistência, uma excelente preparação para o mundo real. Isso era o diziam. Mas esse não havia sido o caso para Myron. Para Myron, tudo rolava com facilidade na quadra de basquete, Na vida real, nem tanto.”

site: http://myronbolitarloversbr.blogspot.com.br/2018/05/resenha-volta-para-casa-harlan-coben.html
comentários(0)comente



Nati Amend @livrosdanati 19/10/2018

Surpreendente e maravilhoso!
Por que eu demorei tanto para ler Harlan Coben? Logo no meu primeiro contato com seus livros, já sou arrebatadoramente surpreendida!

A narrativa traz o caso de dois meninos que foram sequestrados enquanto brincavam em casa. Após o pedido de resgate, as famílias nunca mais tiveram notícias de seus filhos. Dez anos depois, uma pista anônima leva ao paradeiro de uma dessas vítimas.

"O garoto, desaparecido há dez anos, ressurge. Dez anos, e agora não mais que uns 50 metros, me separam do garoto desaparecido."

“Volta pra casa” é o 11° volume da série que trata do personagem Myron Bolitar e suas investigações criminais. Apesar dos livros não precisarem ser lidos na sequência, acho que se eu tivesse conhecido as outras histórias na ordem correta a experiência teria sido um pouco melhor. Mesmo assim, sem saber do passado dos personagens principais, é muito fácil se apegar a eles e isso se deve à escrita fluída e despretensiosa do autor. Os diálogos são rápidos, consistentes e alguns até divertidos.

“- Não acha que está usando um canhão para matar uma formiga?
- Eu sempre uso canhão.”

Além disso, os personagens secundários merecem destaque, pois são adoráveis e nos proporcionam uma leitura confortável. O livro é um suspense policial que tem um pouco de tudo em seu enredo: drama, investigações, mistério, reviravoltas e muitas emoções.

Achei a trama muito bem construída e amarrada, ao ponto do leitor conseguir identificar os pontos que serão cruciais para a resolução do caso, mas, ainda assim, não desvendar o seu final. E quando chega a hora do plot twist, somos pegos desprevenidos e ficamos sem chão!

Com certeza a história mexeu muito com o meu emocional e em diversos momentos eu me peguei imaginando como seria estar no lugar das famílias envolvidas. Já consigo entender o fascínio de todos por este autor e posso me considerar parte desse grupo de fãs!

site: https://www.instagram.com/livrosdanati
comentários(0)comente



"Ana Paula" 09/07/2018

É difícil imaginar que Harlan Coben ficou 5 anos sem escrever nenhum livro dessa série e, quando escreve, nos trás uma história única, cheia de reviravoltas e com conceitos tão necessitados nos dias de hoje. Volta para Casa não é só mais um livro da série, é O livro. O motivo? Win Lockwood. Sou apaixonada por Myron sim, mas Win sempre me despertou aquele lado amigo/psicopata sabe? Então foi uma surpresa maravilhosa quando comecei a leitura e descobri que Win seria muito mais que o amigo de Myron nessa história.

Há 10 anos, Brooke, prima de Win, deixou seu filho, Rhys, e o amigo, Patrick, brincando em casa com a babá. Ao retornar para casa, encontra a babá amarrada e os dois garotos desaparecidos. Ao longo dos anos, eles ficam no escuro e sem receber nenhum contato dos sequestradores ou de algum tipo de resgate. Porém, tudo parece mudar quando Win recebe um e-mail.

"Uma imagem foi surgindo na tela: uma cela com paredes de cimento e, no centro dela, Patrick. Hematomas nos olhos. Lábios inchados e sujos de sangue."

Nesse e-mail, Win encontra possíveis pistas sobre a localização dos garotos. Agora, em outro país, ele se vê no meio de um esquema complicado e acreditando ter visto Patrick. Para conseguir seguir em busca de pistas e de seu primo, ele chama Myron para ajudá-lo.
Claro que Myron não negaria ajuda ao seu melhor amigo e, mesmo com seu casamento chegando, ele não mede esforços para ajudar Win e tentar desvendar esse mistério.

Este é o primeiro livro do Harlan que resenho aqui no blog da Fernanda, mas no meu blog (Livros de Elite) vocês vão encontrar outras resenhas do autor e dessa série.
Me apaixonei por Myron e Win logo de cara. Ambos são personagens maravilhosos e a escrita do autor não deixa a desejar: quando o leitor percebe, já está finalizando a obra e clamando por mais!

"As pessoas não entendem como é possível conviver com tanta dor. Vou lhe dizer por quê. Porque a dor é melhor. Porque viver a dor é melhor do que dar meu filho como morto e tocar o barco adiante. Não há mãe que faça isso, que desista de encontrar um filho desaparecido.”

Volta para Casa é um livro gostoso de ler, que trás questionamentos atuais. Harlan aborda vários temas e nos instiga a descobrir o que virá.
Com capítulos curtos, por isso a leitura flui rapidamente. A edição é simples, como os demais livros da série. Este volume me trouxe uma surpresa que eu não esperava: capítulos na visão de Win. Imagina minha alegria por conhecer mais dele, saber mais sobre seus pensamentos e atitudes! Meu lado psicomântico agradece!

site: http://www.lendoeesmaltando.com/2018/07/resenha-volta-para-casa-myron-bolitar.html
comentários(0)comente



Paraíso das Ideias 13/06/2018

Mais um queridinho
Acho sinceramente que tomei um enxurrada de spoilers kkk, mas confesso que descobri isso depois de finalizar a leitura, agora paciência e bola pra frente. Mês passado vi a oportunidade de enfim conhecer a escrita de Harlan Cobe, e finalmente matar uma curiosidade que já perpetua há um tempo.

Para quem, assim como eu, não leu os dez volumes anteriores, em Volta para casa conheceremos os amigos Win e Myron. Win um mega milionário um pouco bruto e misterioso, mas com um coração gigantesco, e Win aparentemente um detetive? (Não consegui chegar a uma conclusão), que só deseja sossego e sua amada recém conuistada.

Win recebeu um e-mail anônimo avisando onde poderia encontrar Patrick, o menino que foi sequestrado aos 6 anos de idade junto com Rhys o filho de sua prima Broken. Na esperança de encontrar os meninos 10 anos após o sequestro, Win parte para o ataque, mas as coisas fogem do controle e ele precisa da ajuda de seu amigo Myron para resgatar os garotos e enfim solucionar o caso. O problema é que quando enfim Patrick volta para o lar, o problema não acaba, e agora os amigos se encontram com algo muito maior, desvendar o que realmente aconteceu com os meninos há dez anos atrás!!!

"Em suma, se tudo no amor é questão de reação química, como acredito que seja, o composto resultante desses dois elementos é, no mínimo, um composto luminoso."

Logo de cara já gostei da escrita do Harlan, não é cheia de termos técnicos e nem pesada, pelo contrário, a narrativa acontece de forma fluida e digamos que até divertida, e logo me vi na metade da leitura.

Os personagens são cativantes, e apesar de não ter lido os anteriores confesso que não senti falta, claro, peguei alguns spoillers, e fiquei viajando em alguns momentos, como por exemplo, onde Win esteve nesse um ano que andou desaparecido? Quem já leu depois me conta por favor kkk.

A escrita de Coben é muito gostosa, e seu suspense é bem construído, prende o leitor e o mantém concentrado enquanto o próprio tenta desvendar o mistério. Tá explicado porque o homem é tão amado. Seu enredo é bem construído e confesso que fiquei bem curioso para conhecer melhor esses amigos e entender tudo que aconteceu para que eles chegassem a esse momento.

Harlen não é um suspense pesado e de difícil leitura como estou acostumada, nada de cenas fortes ou de embrulhar o estômago por aqui. Apenas um bom mistério para ser revelado com um pouco de ação e comédia que fica garantida por Win e Myron.

O livro traz à tona debates importantes sobe maternidade e amor, até onde uma mãe é capaz de ir para proteger um filho? Além dos sentimentos entre os protagonistas e os amigo mais próximos. E apesar de ser uma série, os livros podem ser lidos independentes, mais um motivo para você se jogar na leitura.

Adorei a leitura e valeu muito a experiência, agora já posso embarcar nos outros títulos do autor que tenho por aqui sem medo de me decepcionar. Leitura mais que indicada para quem pretende se aventurar no mundo de Mistério e Suspense, e para quem gosta de um bom policial de leitura bem rápida e fluída.

Leitura super indicada!!

site: http://www.paraisodasideias.com
comentários(0)comente



Lívia | @descobrindoleituras 23/09/2018

VOLTA PARA CASA - HARLAN COBEN - 5/5
Começo a resenha com uma indagação: porque não havia lido ou conhecido Harlan Coben antes? Não sei se outros livros do autor seguem a mesma veracidade, mas esse me conquistou por completo.

Os personagens são densos e profundos, mais do que o esperado para um livro de ação e por vezes a amizade entre Myron e Win me fizeram suspirar. A amizade aliás, para mim, foi o ponto forte na história, ver adultos mantendo tão intrínsecas suas relações foi algo bonito de se ler e ver.

Infelizmente, não posso falar muito mais sobre tais personagens, pois, o livro faz parte de uma serie composta por 11 livros, qualquer coisa que eu tentar explanar, ficará vago e sem conhecimento. Iniciei a leitura ciente de que fazia parte de uma série, mas não afetou o entendimento dos fatos e ao meu ver é possível fazer a leitura independente dos livros.

Já sobre o enredo, foi algo sutil e ao mesmo tempo complexo. É ação do início ao fim e por isso chega a ser angustiante largar as páginas sem respostas. Comentei uma vez, sobre conseguir matar charadas logo de cara, esse livro nos leva numa jornada em que é impossível antecipar qualquer situação, vamos acompanhando as descobertas junto com os personagens, o autor me ganhou aí.

Fiquei literalmente de cara com o desfecho e pelo epilogo que nos amarra pelo coração e nos enche de expectativas para uma próxima leitura.


site: @descobrindoleituras
comentários(0)comente



Blog Virando a Página 28/08/2018

|| Resenhado por Mary Reis ||
Fico pensando em como não amar as histórias de Harlan Coben, principalmente as que envolvem o meu queridíssimo detetive, Myron Bolitar. Só pela sinopse já pensei que iria amar a leitura. Dito e feito! Volta Para Casa é sem dúvida uma das melhores obras desse autor.

Bom, na verdade esse livro não é pelo ponto de vista de Myron e sim de Win, seu grande amigo. E mesmo assim o autor não deixa nada a desejar, até porque com essa dupla é difícil algo ser ruim.

Há dez anos duas crianças foram sequestradas em uma mansão, que por sinal era parente de Win. Os sequestradores pediram resgate, mas nunca pegaram o dinheiro e ninguém nunca mais viu as crianças.

Até que Win descobre uma nova pista sobre o caso e resolve ir atrás para desvendar esse mistério. Chegando no local do possível paradeiro, ele encontra um rapaz em um ponto de prostituição que tem as características de Patrick, uma das crianças desaparecida. Ao tentar abordar o adolescente, Win se mete em uma confusão e seu alvo consegue fugir. Deparando-se com a gravidade da situação ele resolve chamar Myron para lhe ajudar a descobrir o que realmente aconteceu com as crianças. E onde está Rhys, a outra criança desaparecida?

Em um jogo de muito suspense e mistério, eles percebem que nem sempre as coisas são o que parecem. E o final... Aah o final! Sempre com uma grande reviravolta que só Harlan Coben sabe fazer. Impossível não se surpreender!

Eu sempre fico com uma bela ressaca literária ao ler esses suspenses. E tenho aquela vontade de “desler” só para poder sentir toda a emoção novamente. Volta Para Casa tem um enredo espetacular, a cada capítulo a gente fica com mais vontade ainda de ler e de não querer largar o livro nunca. É viciante! Mais do que recomendada essa leitura!

Para mais informações, leia a resenha completa no blog.

site: http://www.blogvirandoapagina.com.br/2018/06/resenha-volta-para-casa-harlan-coben.html
comentários(0)comente



Notas.Literarias 19/07/2018

Hello pessoal, Myron Bolitar está de volta, para nossa alegria!! Eu sei que você lembrou daquele vídeo da música, mas vamos focar aqui na história... para nossa alegriaaaaa risos.

Depois de algum tempo sem escrever nenhuma história do universo de Myron, Win e companhia, Harlan nos traz uma história definitivamente impactante e completamente envolvente.
"Estamos em King's Cross, uma área inteiramente "revitalizada" ao longo dos últimos vinte anos, com a chegada de museus e bibliotecas, do Eurostar na estação ferroviária e até de uma placa indicando a plataforma 9 3/4 onde Harry Potter embarcava no trem para Hogwarts."
Há dez anos, dois meninos desaparecem da mansão da prima de Win. Seu priminho, Rhys e o amigo Patrick. Ninguém conseguiu descobrir absolutamente nada durante todo esse tempo. Mas agora Win tem uma pista, e ao investigar encontra o adolescente Patrick Moore num conhecido antro de prostituição londrino, mas as coisas fogem ao seu controle e o menino também.

Ciente de seu atropelo, ele liga para a única pessoa em quem confia para ajudá-lo, Myron Bolitar. Quando ele chega em Londres descobre tudo em que Win está envolvido, sabe que algo muito maior está acontecendo e eles estão perdendo algum gancho.

Depois de acertarem alguns detalhes, eles partem para a ação, e precisam encontrar esses meninos. Eles só não esperavam cair em uma rede de prostituição, lavagem de dinheiro e tráfico em suas buscas pelos meninos. Quando enfim conseguem um acordo com um conhecido bandido, as coisas novamente saem de controle, mas dessa vez um dos meninos é resgatado, e aí o tormento de Brooke, prima de Win, permanece.
"Portanto, não posso me precipitar. Preciso ser paciente. O que quer que tenha acontecido dez anos atrás, qualquer que tenha sido o golpe cruel da humanidade (não acredito em golpes cruéis do destino [...]) que tirou esses meninos da opulência de uma mansão para colocá-los na imundice das ruas, meu receio é dar um passo em falso e fazer com que ele suma de novo, dessa vez para sempre."
Na volta aos EUA eles precisam descobrir o que de fato aconteceu naquele dia há dez anos. A volta de Patrick não tem sido exatamente o retorno de um adolescente ao lar, seu comportamento e o de sua mãe deixam, Myron e Win desconfiados de que tem mais coisa acontecendo que um sequestro e nisso, passamos por momentos tortuosos tentando acompanhar tanto acontecimento.

Em uma história completamente envolvente, e com descrições tão realistas e descritivas, somos envolvidos de uma forma intensa e visceral na história dessas duas famílias. E a cada segredo descoberto e a cada segredo desfeito, nos vemos sem conseguir pensar em outra coisa que não seja, cadê Rhys.
"A dúvida ou a esperança... isso acaba sendo uma tortura ainda maior que a certeza da morte. O que torna uma tragédia dessas ainda mais obscena."
Com um desfecho emocionante, como não poderia deixar de ser, e enfim a descoberta da verdade, nos traz algum conforto, mas como sempre ele precisa só de uma página e meia para nos deixar ansiando pela próxima história. Com um livro basicamente narrado por Win, será que podemos ansiar uma série só dele?!?! Ou pelo menos um livrinho?!?!

Preparem-se para reencontrar Esperanza, Big Cindy, Mickey, Ema e até Colherada, então já sabem que tem muita confusão, muita emoção e até Hester Crimstein mostrando todo o seu poder.
"Mães protegem seus filhos. Assim é a vida e ponto final."
Cinco notas para Volta para Casa.

site: http://www.notasliterarias.com/2018/04/resenha-volta-para-casa.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Michel.Rodrigo 29/06/2018

Esse livro te prende desde o começo
Li muito rápido e em momento algum fica entediante. Fiquei muito apegado nos personagens o que sempre me causa ressaca literária. O final foi surpreendente. O desfecho de alguns episódios subjetivo a interpretação! Amei.
comentários(0)comente



Alex Nascimentto 19/07/2018

Olá, amigos leitores! Anteontem acabei a leitura desse livro maravilhoso que estava tão empolgado a ler, e fiz isso. Foram poucos dias e já conclui a leitura que mais uma vez o autor me deixou atônito, acho que essa palavra define a grandiosidade desse livro. Uma narrativa elétrica, ágil e que vai virando um filme na mente. Sim, faz parte de uma série, esse é o 11° livro, porém não é necessário ler os anteriores, pois não há nada que atrapalhe o andar da leitura. Agora vamos falar do que se trata Volte Para Casa. ???????????????????
Nesse livro temos duas crianças ricas, Patrick e Rhys, que são sequestradas e que ninguém nunca conseguiu explicar o porquê nem o paradeiro dois dois. Só que 10 anos após o desaparecimento dos garotos, Win tem a impressão de ver Patrick em Londres, e isso acaba mexendo muito com ele que decide, mais uma vez, começar a investigar esse caso, juntamente com seu companheiro de trabalho, Myron. ???????????????????
Um livro surpreendente que vai da dúvida a tensão, quero ler mais desse autor, ano passado tive meu primeiro contato com ele quando fiz a leitura de Não Conte a Ninguém e sabia que ele não iria me decepcionar em nenhum quesito. Gostei bastante da obra, das pitadas de ação e suspense, afinal Harlan é sensacional. ???????????????????
comentários(0)comente



54 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4