As Águas do Rio

As Águas do Rio G.G. Diniz




Resenhas - As águas do rio


57 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4


... 05/05/2021

Uma delícia
A narrativa é fluida e fácil de ler, a trama é bem tecida com uns toques de horror. Gostei muito do conto, ele 3 bem rapidinho e gostosinho.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



thiago 21/02/2021

Bem curto, mas não deixa de ser satisfatório. E é sempre bom saber mais do folclore brasileiro.
comentários(0)comente



Fernanda.Alves 31/01/2021

Amigos, camping, rio e um grande mistério folclórico
É um conto bem pequeno mas de fácil leitura. Por mais que é pequeno e não aprofunda nos personagens é uma leitura gostosa e fácil, que tem um tema que pra mim é super envolvente que é o folclore brasileiro e ainda se passa na Amazônia que também é uma paixão desta Mineira, foi uma das melhores viagens que já fiz na vida. Fora que além do folclore e do local onde se passa o conto, tem um grande hobbie meu na história que é camping, amo acampar em beira de rio. Então recomendo demais a leitura e adorei, quem sabe o autor não faz mais contos sobre outros personagens folclóricos e vai completando a história e as vezes criando até uma coleção, esta é uma boa ideia.

Kindle Unlimited fazendo uma grande importância na minha vida. Estou viciando em ler contos ??????

Sobre o autor:
Gabriele Gomes Diniz tem 21 anos e é escritora de fantasia, ficção científica e horror. Mantém o site literário ?Usina de Universos?, voltado para escrita criativa e representatividade dentro desses três gêneros. Nas horas vagas, cursa Bacharelado em Química na Universidade Federal do Ceará.
comentários(0)comente



hugo 25/01/2021

Folclórico com um toque de suspense
É um ótimo conto, com partes que te deixam arrepiado, leitura rápida e leve a autora é bem objetiva na escrita não se aprofundando muito em personagens ou detalhes, que faz um pouco de falta. É daqueles contos que te fazem pensar depois de ler te trazendo a nostalgia de lendas urbanas que ouvia na infância, eu adorei. Já quero conhecer mais livros da autora.
Fernanda.Alves 28/01/2021minha estante
Adoro contos folclóricos. Recomendo a leitura do conto antes que a morte morra, adorei este que também se passa no Amazonas, mas em uma cidadezinha onde ninguém morre... Boa leitura!!!! Este já anotei e vou ler aqui também. ?


hugo 29/01/2021minha estante
Obrigado pela indicação, vou adicionar aqui e ler logo! ?? sempre gosto desses contos que valorizam o folclore brasileiro. Ótima leitura para você.




Vi. 24/01/2021

Um conto bem místico, que mostra muito da nossa cultura e do nosso folclore. Ótimo para quem procura uma leitura rápida.
comentários(0)comente



Julia Simões 14/01/2021

As Águas do Rio
Conto de terror interessante e rápido de ler. Recomendo
comentários(0)comente



Luana 09/01/2021

Conto macabro com sereias
Acompanho o perfeito canal do youtube da G. G. Diniz, vi que ela tinha publicado algumas coisas e essa foi a primeira que eu li. Amei esse conto, muito bom ler o folclore brasileiro misturado com elementos de horror (e olha que eu nem sou acostumada a ler histórias de horror/gore). Enfim, a Gabi é perfeita e esse conto é maravilhoso, leiam!!
comentários(0)comente



Debyh 07/01/2021

Este conto tem aquele elemento que eu sempre acho assustador quando bem trabalhado em histórias nacionais: o nosso folclore. Se você sabe o mínimo sobre os seres do folclore brasileiro sabe como todos eles são assustadores. Sério pare para pensar é assustador. Neste conto temos um acampamento no meio da floresta que pode acabar sendo muito assustador. Gostei muito da escrita da autora e espero ler mais coisas.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Nana | @cantocultzineo 29/11/2020

Vamos de continho de terror 100% brasileiro.

Em menos de vinte páginas, a autora G.G. Diniz constrói um cenário perturbador na vida do jovem Bruno e de seus amigos da faculdade - que decidem acampar à beira do Rio Amazonas. Mesmo com os conselhos da mãe e de sua Dinda, Bruno insiste que não há nenhum perigo no local e todos partem para relaxar perante toda a pressão de um final de semestre.

As lendas locais jamais deixaram de perambular entre os sussurros dos moradores. A própria Dinda deixa subentendido que Bruno é "filho do boto"; o rapaz nada sabe sobre sua conexão paterna. Mas as próximas horas serão definitivas para Bruno conhecer parte de seu passado. O véu da fantasia dissipa após a chegada dos amigos às margens do rio - onde irão testemunhar parte do folclore ganhar vida... de uma maneira cruel.

"Não é só jacaré, sucuri e afogamento que tu tem que se preocupar. Se tu tem algum juízo nessa cabeça, não vai entrar no rio de noite."

Primeira experiência com a autora, e é impossível não ficar encantado com essa capa belíssima, né? Um arraso. Mas encanto ainda maior é deparar-se com uma história ambientada em solo nacional e repleta de elementos da nossa cultura. A narrativa é predominada pelo suspense - aquela expectativa que paira no leitor se realmente irá acontecer algo com o grupo de Bruno -, além de alguns segredos que o protagonista irá encontrar. A escrita de Diniz é ágil, de diálogos joviais e descontraídos, sem drama para escolher e entregar a face de sua vítima fatal.

O enredo não é tão complicado; similar ao que a gente sempre assiste em filmes do estilo protagonizado por personagens mais jovens. A interação é típica do esperado, com certas piadinhas e implicâncias para nos aproximar da conexão entre eles. Mas vocês notaram que a quantidade de páginas é mínima, e acaba tornando-se uma vilã ao tentarmos oferecer qualquer simpatia pelos amigos de Bruno. Há apenas um que se destaca por estar envolvido em um grande mistério que perturba a mente dele. Por isso almejei mais páginas. O conto merecia mais: uma longa história de suspense com pitadas sombrias. E teríamos mais vítimas e foco maior nas ações e motivações.

A leitura de As Águas do Rio só confirma - ainda mais - o quanto é válido vocês tentarem adaptar o solo brasileiro em seus projetos. Muitas histórias bacanas podem surgir e, olha, de qualquer gênero. Comentei em resenhas anteriores de nacionais, com cenário gringo, que lindamente daria para adaptar para o cenário brasileiro. Um foi de uma fantasia, aliás, que teria ficado ótima na região nortenha do país.

O conto não traz um final tão feliz, mas também não é tão dominado por cenas sanguinolentas; o suspense é o grande marco. É uma ótima pedida para quem está iniciando no gênero, mas ainda não se sente tão corajoso.

"Não é culpa minha se ela não sabia o que estava pedindo."

Edição lida em e-book. Como mencionado, fiquei encantada pela capa. Curti a formatação, apesar de ter notado mínimas faltas na revisão. A autora tem outras publicações independentes pela loja. Quero conhecê-las assim que possível.

site: https://cantocultzineo.blogspot.com/2020/08/conto-as-aguas-do-rio-gg-diniz.html
comentários(0)comente



Inês Montenegro 11/11/2020

"A premissa d’As águas do rio não é inovadora nem tampouco surpreende o leitor com reviravoltas inesperadas: um grupo de amigos decide acampar perto de um rio, e, naturalmente, algo corre mal. O que o distingue e torna interessante à leitura é o uso dos elementos folclóricos brasileiros – reconhecíveis e bem utilizados –, e a construção narrativa, a qual se vai realizando num crescendo, desde a apresentação das personagens até ao evento final. (...)"

Resenha completa em:

site: https://booktalesblog.wordpress.com/2020/11/11/as-aguas-do-rio-g-g-diniz/
comentários(0)comente



Anny Ways 11/11/2020

Bom!
Que conto intrigante, fiquei com dúvidas em alguns trechos, mesmo assim achei muito legal! O fato de ser sobre o folclore brasileiro já é um ponto super positivo, instiga as pessoas a buscar mais sobre. Recomendo a leitura!
comentários(0)comente



Bibs | @queriaestarlendo 06/11/2020

Uma fantasia urbana rápida e com a cara do Brasil. Gostei de ver o boto e a Iara em uma mesma história.
A narrativa é bem leve, apesar dos toques de horror, e correu super rápida. Um conto bem curtinho e fácil de ler. Ótimo para quem tá se sentindo estagnado nas leituras e não vê elas andarem. Li em uns 15 minutinhos. Super recomendo!
comentários(0)comente



Yara Andrade 05/11/2020

Antes de iniciar esta leitura, eu não sabia muito sobre a história, só queria ler algo rápido e bacana (e escolhi esse conto porque acho a capa LINDA também, não vou mentir). Apesar de ser uma leitura muito rápida, desde o começo o conto tem uma atmosfera envolvente e eu realmente conseguia sentir a alegria e angústia(??) daqueles personagens. É um conto um pouco previsível, mas isso não me incomodou em nada tendo em vista que é uma história super legal com personagens do folclore brasileiro num cenário mais atual, e terminei a leitura com um gostinho de quero mais.
Gostei tanto dessa história e da escrita que quando terminei a leitura, já procurei mais contos da autora para ler (inclusive já peguei Uyara para ler).

site: https://www.instagram.com/estacaomortica/
comentários(0)comente



57 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4