Amante Desperto

Amante Desperto J. R. Ward




Resenhas - Amante Desperto


203 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Cris Paiva 02/09/2010

Ai que meigo...
Estou totalmente indignada com o Skoob por não ter mais do que 5 estrelinhas pra dar pra esse livro. Deviam abrir uma categoria nova para livros como esse!

O Z. aparecia nos outros livros como o membro mais perigoso e descontrolado da irmandade e que estava pouco se lixando para os outros! E sim, ele é tudo isso: descontrolado, perigoso, doido de pedra e tá pouco se lixando pra todo mundo!
Mas o livro mostra o que esta por trás dele, da aparência perigoso e da falta de sentimentos. E o que a autora mostra dói na alma! Houve partes no livro que eu tive de parar a leitura e dar um tempo, porque estava achando muito intensa, e outras é de chorar! É terrível ver como ele foi destruído e toda sua humanidade foi extirpada, pisada e esmigalhada.
Mas quando ele encontra a Bella, a sua vida dá uma guinada, e ele começa a sentir coisas. Pela primeira vez em muito tempo, ele está “sentindo”, está tendo emoções e ai começa a sua redenção...

Não vou contar mais para não estragar, mas o livro é lindo, e tem partes de chorar. No final vc quer pegar o Zsadist e por no colinho, mesmo que ele esperneie, rosne e morda sua mão.

Outra coisa, o livro da Universo dos Livros veio sem o EPÍLOGO. A editora simplesmente cortou essa parte da edição final. Quando descobri isso, surtei legal e dei barraco na editora, eles me explicaram o que aconteceu e me mandaram o epílogo em PDF, eu imprimi e encaixei no final, mas definitivamente não é a mesma coisa... Poxa, o epílogo é a melhor parte do livro e eles dão uma mancada dessas com a gente... To inconformada até agora.
Rachel 02/09/2010minha estante
Esse é sem sombra de duvidas o meu livro favorito dessa serie, eu sou simplesmente apaixonada pelo Z, ja li todos publicados ate agora, mais nenhum até agora na minha opinião superou o do Z!! Vc precisa ler o compêndio, ler a historia q tem dele e da familia, é emocionante!


Cristine 02/09/2010minha estante
kkk
essa mulher sabe escrever! e sabe como fazer a gente chorar.
o compendio é interessante, nele ela mostra que as coisas não se resolve de uma hora para outra e que o felizes para sempre, talvez dure só até próxima página.


Bibi 03/09/2010minha estante
Onde achei mais importante foi o fato da Bella, ter mostrado o prazer para o Z... MUito lindo a descoberta dele!


ClaudiaS 09/09/2010minha estante
Menina eu amo o Z. na verdade eu amo toda essa série!! Sou totalmente louquinha por eles!! 5 estrelas??!! Pelo menos umas mil!!


Linne 09/03/2011minha estante
Estou relendo o livro ao som da música "Far Away" do Nickelback, o desespero do Z quando a Bella é sequestrada... Nossa, sem plavras!!!
Esse livro merece muito mais que 1000 estrelas!!! :)


Tatiane Buendía Mantovani 28/04/2011minha estante
Sabe que na impossibilidade de ter mais estrelas pra dar, eu já fui baixando logo as estrelas dos anteriores. Os parâmetros realmente parecem ter virado de pernas pro ar!
Que livro é esse, por Fade!
Me sinto ainda grogue (terminei hoje)


Dayana Ferreira 10/07/2011minha estante
Simplesmente o mais lindo de todos.
Z. é o cara e está a altura de Bella.
Esse livro merece todas as estrelas do mundo!!!


Katty 13/08/2011minha estante
Eu senti a mesma coisa quando terminei... "Meu Deus, 5 estrelas é pouco"!!!
E lembro quando li o 1º pensei em desistir, pq não era sobre o Wrath. #aloka
Z é sem dúvida o meu preferido!!!
E sim... chorei horrores!


Milly 15/09/2011minha estante
Com certeza P E R F E I T O!!!!!!!
Também tive que rever as estrelinhas dos anteriores, e já tô até desanimada para ler o próximo, porque tenho certeza que não chegará nem aos pés...que venha o Livro do John...


Gislene 02/04/2013minha estante
Amante Desperto realmente é o melhor, não só em relação ao Z. como em relação a Bella, vi nela uma vampira que ñ se intimida com a situação e adorei a continuidade da história de Z., Bella e Nalla no guia...


09/05/2013minha estante
"Não vou contar mais para não estragar, mas o livro é lindo, e tem partes de chorar. No final vc quer pegar o Zsadist e por no colinho, mesmo que ele esperneie, rosne e morda sua mão." Falou tudo, apenas!


Mila 01/11/2013minha estante
Confeço que me emocionei em várias partes, até nas mais absurdas.. Amo esse livro, e o recomendo demais! bjbj


Nathalia Girao 16/02/2014minha estante
O meu veio com epílogo o.O


vana 02/06/2014minha estante
Eu amei esse livro, até agora o melhor, depois vem de Amante sombrio, me apaixonei por Z, queria ele pra mim.


Emi 06/04/2015minha estante
Agora conta...O que aconteceu para a editora tirar o epílogo?? Nada justifica. Vc pode me enviar o PDF, pleassseeee???? e_1000n@hotmail.com


Marcy 15/10/2015minha estante
Lii e ameei... Até agora esse com certeza é o meu preferido da série


Lah 06/09/2016minha estante
Amo a série inteira!!! O Zsadist é um dos meus preferidos!! Muito bom essa série!!




Milo SF 28/09/2010

Meu Deus, olha a responsabilidade de fazer uma resenha de um dos livros que realmente mecheram comigo!!!

Z é um dos guerreiros da irmandade mais poderoso, não por poder fazer "algo" diferente como no caso do Rhage ( se trasformar em um dragão), mas sim por ter Sangue Frio o bastante de literalmente não se importar, sendo ele Temido até pelo nosso Rei ( Wrath ).
Tendo uma história realmente triste, Z foi separado de seu irmão Gêmeo quando eram bebês e se transformou em um Escravo de Sangue sofrendo todos os tipos de danificações tanto físicas como psicológicas e por fim resgatado pelo seu irmão gêmeo ( Phury ).

Vamos a definição do nosso Z nos olhos de Bela:
"Uma imagem do Zsadist lhe veio à mente, clara como uma fotografia. Viu seus escuros olhos selvagens. A cicatriz que atravessava sua cara e lhe deformava o lábio superior.
O escravo de sangue com tatuagens na garganta e nos punhos. Recordou os sinais dos açoites sobre suas costas. E os piercings que penduravam de seus mamilos. E os músculos, também o magro corpo."

Z gosta da Dor
Z não come "comida"
Z não sorri
Z não fala muito
Z tem cicatrizes profundas
Z não tem piedade

Até que Tudo muda!!!!!

Agora simmmmmmmmm vcs vão entender o porque eu AMO o Z e porque essa é um Responsabilidade Muuuuito grande!

Eisss que surge nossa Bela, forte, insistente, teimosa e que vê em Z o que ninguem jamais viu: " um Homem, não um Monstro".

Bela ( cara de pau ) corre atrás dele e ele "foge" dela ( que lindo )
Até que ela é raptada pelos Lessers. Onde Tudo nele Muda Drasticamente

Z gosta dela.. Muito... Muito mesmooo
e tenta resgatá-la de qualquer jeito.
e quando a acha!!!
Ohnnnnn que lindooooo
Sabe aquela coisa de "Macho possessivo" (ela é minha, ninguem encosta e eu não sinto dor alguma por ser perfurado na perna porque eu quero tirar ela de lá)
Pois então, até o Médico teve medo dele.
Os irmãos tiveram que segurá-lo pra ele nao cair quando viu as "marcas" que fizeram nela.

Durante a sua recuperação Z cuida dela com todo carinho, amor, atenção, dedicação
mas nao dessa forma que vcs imaginam!!!

Gente ele nem encostava nela.

Ele dormia no chão - ela ia atrás dele pra dormir no chão
ele voltava na cama - ela ia atrás dele pra deita na cama
tiraram ela do quarto dele - ela voltou pro quarto dele
ele deitava na ponta da cama quase caindo pra nao encosta nela - ela quase subia nele
( essa é das minhassss )

ela queria ser alimentada e ele.......bom..... ele.....
ele chamou o irmão para alimentá-la!
so que ela NÃO quer o Phury, quer ELE ( uhullllllllllll )
( já disse que adoro a Bela?)

Pois eh, essa parte me comoveu, ele nao quer alimentar ela porque acha que o Sangue dele é Sujo e ela teimou querendo SÓ ELE.
é..... então.... essa parte em que ele "tenta" limpar o sangue é forte demais e linda demais para se colocar em apenas uma resenha então serei malvada e deixarei vcs lerem o livro.

Acha que acabou por ai???
negativooooooo
nossa Bela entra em estado de Necessidade (uuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiii) dentro da Irmandade. É aii que os homens ficaram Doidões.
Nosso rei pulou na Beth
Nosso Rhage pulo na Mary
e os outros... nada que um cigarro vermelho não resolve
mas... e a Bela???
ela sente dor
que só parará quando ... vcs entenderammm né.
então... quem vai????
Z,Z,Z,Z,Z ( torcida organizada )

e ele FOIIII
(goooOOOOOOOoooooolllllllllllllllllllllllLLLLLLL)
kkkkk

Mas eles tem desavenças ( gente n vou contar né perde a graçaaaa)
e no final ele.....
kkkk
ta achando que vou dizer????
Negativoo....
Sim, eu sei, sou Muuuuito Má!!!!

Leiemmmmmmmmmmm Tudinhoooooooooooooooooooooo
A história deles se iniciam quase no final do 2º
hihihihihi
Divirtam-se


Podem me odiar, eu amo vcs!!!
F
U
I
DALLAS 04/10/2010minha estante
Milo amei sua resenha sobre esse livro... agora num vejo a hora de terminar a leiruta...rs
bjoka
Dallas


Carol Canato 25/04/2011minha estante
O final é lindo de chorar! O Z é perfeito e realmente a parte do banho foi fofa, e as cenas da cama no minimo engraçadas. Eu me apaixonei por ele quando ele mandou ela deitar no chão da quadra enquanto ela esperava pelo John e pela Mary. haha


Ingrid Mayara 03/07/2011minha estante
Amei sua resenha :) fiquei loca pra ler o livro rs


Leticia 02/01/2013minha estante
Amei sua resenha; estou louca para ler o livro!
Bjs!


Leticia 02/01/2013minha estante
Amei sua resenha; estou louca para ler o livro!
Bjs!


Luciana 13/03/2013minha estante
me deixou mais curiosa para ler...adorei.


Gislene 02/04/2013minha estante
Adorei a resenha e concordo com tudo o que disse sobre Z. e Bella... De todos os livros e casais, eles dois são meus preferidos... amoooooo


Lilian Morango 10/12/2013minha estante
Adorei essa resenha parecia até que era eu quem estava fazendo! Amo o Z. e o final da história deles é linda.




Tícia 22/01/2013

Pagando a língua
Sempre reclamei de história de amor com sobrenatural e já estava apostando todas as minhas 5 moedas de um centavo que não iria achar nenhum livro neste estilo que eu gostasse.

Bem, cá estou eu pagando minha língua comprida porque esse Amante desperto é bom demais.
Bom com força.
Muito mais do que eu imaginei nos meus delírios mais criativos.
E pior: me 'despertou' para o resto da série.

Tudo bem que o trocadilho é medonho e a criatividade mandou lembranças, mas o que posso fazer se ainda estou sob o impacto de Z., o vampirão/mocinho e, por isso, perdi a capacidade de pensar com coerência?

Imagina um vampiro que ficou um tantão de anos sendo um escravo de sangue e de sexo e, por isso, sofreu horrores nas mãos da sua "dona".
E quando foi liberto pelo irmão, passou a ser um bad-boy-vamp.

E como eu adoro um mocinho atormentado com fartura em testosterona e um pezinho na delinquência, já era. Estou aqui, oferecendo meu pescocitio com muito gosto.

A história é ótima e me surpreendi, já que não tinha expectativa alguma.
Adorei o casal, eles têm uma química maravilhosa e, pelo que pude perceber, a coisa toda entre eles começa no livro anterior que eu, previsivelmente, esqueci o nome.

E não poderia deixar de dizer que a escrira da autora é muito boa. Ela conduz a história de forma perfeita.
Sem comentários para as cenas acaloradas.

Recomendo!!!
; )
Flaveth 22/01/2013minha estante
Ticia, sua vampiresca

Euzinha, ja tinha desistido da seria IAN,dai la vem vc com sua resenha maravilhosa me despertar a vontade de ler novamente!!! aiaiaiai uiuiuiui kkkkk

bjo


Tícia 23/01/2013minha estante
Vampiresca? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Qualquer dia vou juntar todos os nomes que vc me chamou, vai ficar ótimo! kkkkkkkkkkkk

POis é. Tá um problema sério esse negócio. Se todos os livros da IAN forem bons como esse, o trem ferrou pro meu lado pq os livros são caros.
Vou acabar lendo em ebook mesmo.

bjooooooooooo


Letícia 26/02/2016minha estante
"E como eu adoro um mocinho atormentado com fartura em testosterona e um pezinho na delinquência, já era." Nossa, quantas vezes tente descrever isso e não conseguia, e você deu conta com poucas palavras. Suas resenhas são maravilhosas!




Drica Bitarello 13/10/2010

Amansando a fera
Bem, vamos lá. São 02:02 da manhã e eu realmente deveria estar dormindo, pois amanhã será um longo dia. Mas estou tão entusiasmada com o que acabei de ler que não conseguiria ir dormir sem escrever esta resenha.
Comprei "Amante Desperto" no fim da tarde de segunda feira e terminei de lê-lo agora, madrugada de quarta, pós-feriado. Larguei todos os outros (3) livros que estava lendo e me atraquei com o furioso Zsadist (quem me dera que não fosse só no papel, ai, ai...).
O gêmeo masoquista de Phury, que é apresentado nos dois primeiros livros como o mais sombrio, mais letal e mais repugnante dos Irmãos, é completamente desnudado neste terceiro livro que - na minha opinião - é o divisor de águas da série criada por J R Ward.
Sim, os dois primeiros livros foram MUITO BONS, mas este consegue superá-los em carga dramática. Ok, o apelo sexual está lá, as descrições físicas dos machos-alfa idem, pois este é um dos ingredientes que apimenta e faz a fama da série. No entanto, o que percebi é que, pouco a pouco, J R Ward vai colocando esses apelos em segundo plano e revelando as outras camadas de sua escrita e da história.
O sex appeal é a isca brilhante e, quando a mordemos, já era. Ah, é ÓBVIO que as partes hot do livro vão deliciar as leitoras. Mas as outras - as mais intensas e dramáticas - são, definitivamente, as melhores. Começando pelas revelações acerca do passado de Zsadist, as razões pelas quais ele é tão perverso, selvagem e quase inumano. Na verdade, quando a série se iniciou, ele era pouco mais do que um animal, mantido na coleira pelo frágil controle que Phury ainda tinha sobre ele.
No segundo livro Zsadist já havia começado a dar sinais de que chegara ao limite extremo de sua existência. Seu breve embate com Bella foi o prenúncio de "Amante Desperto", que tem como argumento inicial o sequestro da fêmea pelo doentio Sr O., um dos top-killers da Sociedade Redutora.
O caráter obcecado de Zsadist o leva até o cativeiro de Bella. Ao resgatá-la e cuidar dela, Zsadist dá seu definitivo passo de volta ao mundo dos vivos. Embora relutante, identifica-se com a mulher brutalmente torturada e violada em sua dignidade, assim como ele mesmo o foi. E apesar da aversão ao contato físico, a qualquer tipo de sentimento, conforto ou envolvimento, ele pouco a pouco vai sendo enredado pela própria necessidade de ser humano. Daí para que se desenvolva um profundo amor entre os dois é um tico. Naturalmente esta admissão não será fácil, nem suave. Há cenas intensas, quase pervertidas, em que a revolta e a raiva de Zsadist se voltam contra aqueles que o amam, mas nenhuma delas é gratuita. As camadas se tornam cada vez mais evidentes, bem como as metáforas presentes no texto. A evolução de Zsadist é simplesmente assustadora e... fascinante.
Este terceiro livro guarda também mudanças radicais no equilíbrio da Irmandade. As tramas paralelas seguem no mesmo ritmo vertiginoso para, no final, se entrelaçarem de maneira surpreendente. Muitos acontecimentos dramáticos, e outros tantos reveladores, abrem caminho para o quarto livro, que contará a história de Butch, o humano que se juntou aos Vampiros da Irmandade. Novos personagens surgem, e outros, até então secundários, se revelam peças importantes do jogo.
Quanto à polêmica que envolveu o corte do epílogo (explicado pela editora como acidental, e não intencional) eu digo o seguinte. Ele não compromete, de maneira alguma, o entendimento do texto. Porém, a impressão que o leitor tem é a de um daqueles filmes que acabam abruptamente. Sabe quando a tela fica preta, a luz do cinema acende e você pergunta pro cara da poltrona do lado: "Ué, já acabou?" Para acalmar a fúria dos fãs, a editora disponibilizou o epílogo (2 páginas muito fofas) para download.
Tirando este fato, a edição - assim como as anteriores - é bem caprichada, sem erros na revisão, papel de boa qualidade e capa idem.
A conclusão: o livro é TOP, prende do início ao fim e vale cada centavo pago por ele.

http://catalivrosromances2.blogspot.com/2010/10/amante-desperto-j-r-ward.html
Cris Paiva 13/10/2010minha estante
Lindo, lindo, lindo!!! O que eu gostei mesmo, foi que a Bella, desde o início sempre acreditou no Zsadist, e nunca abriu mão de ficar com ele. Mulherzinha corajosa! Eu já tinha saido correndo e gritando desde o livro 2. Kkkkkkk


Flá 13/10/2010minha estante
Linda resenhaaaa!linda, linda, linda...
realmente digna do livro!!
*.* *.*



Lizzy 13/10/2010minha estante
Realmente, a transformação do Z., ou seja, quando ele é pouco a pouco literalmente "despertado" é muito envolvente. Até a forma como Z. trata o seu órgão sexual muda conforme ele vai mudando. A "coisa" deixa de ser "coisa'. Achei muito interessante a forma como a autora escreve, como se o persoagem falasse diretamente com o leitor. Não poderia deixar de registrar a minha admiração pelo amor de Phury por Z, que foi capaz de se multilar para salvá-lo. Muito lindo.


Alexandrina 14/10/2010minha estante
Dricaaaaa.

Arrasou querida. É isso aí.




Jéssica 11/11/2010

Tenho que ser honesta, quando eu me apaixonei pelo Z nesse livro, primeiro foi por compaixão e... bem, por pena. (Por mais que eu saiba que ele odiaria isso)

Não pude evitar. Afinal ele não retém aquela aura de poder do Wrath e nem é belo como Rhage. Zsadist era puro ódio, frieza, violência e selvageria...

Ainda assim cada vez que eu era levada pelas páginas para o passado dele... E pensava em tudo o que ele havia vivido. Na maneira como devia ter sido pra ele... Não havia como não se compadecer. E não o enxergar de uma maneira diferente.

E então, aos poucos, fui percebendo que não se tratava de nada disso. Que ele não era só isso. E que eu gostava do personagem, por quem ele era. Por causa do cara incrível e adorável que ele era, independente do passado de merda e de todas as cicatrizes: Z era digno de ser amado inteiramente...

E que ele tinha, apesar de tudo, muito amor para dar.

Bella é até agora minha personagem feminina favorita da série, não só porque ela ama o Zsadist da maneira como ele realmente merecia ser amado, mas principalmente por causa do final, mesmo com toda a super proteção do Z, é ela quem dá o fim naquele maldito lesser.

Adorei o Phury também, por sua bondade e por sua "estupidez" heróica.

Amante Desperto é o livro mais triste, na minha opinião e o mais bonito também...

Meu favorito.
CaYa 11/07/2013minha estante
Realmente esse livro é perfeito.
O anti-herói e a mocinha que se apaixona e não larga mais do pé dele




Rose 13/09/2010

O melhor ja lido!
Este livro merecia 1000 estrelas, pois nada do que eu li até hoje pode superar esta série da J R Ward, é uma série maravilhosa, com guerreiros garanhões que são durões e amantes maravilhosos... com muitas partes eróticas! E este terceiro livro da série superou os outros... tem uma parte q Z diz a Bella:
"Quando me encontrou, estava morto, embora respirasse. Estava cego, embora pudesse ver. E então você chegou... e eu fui despertado".
Pois neste livro mostra o passado triste e sofrido de um guerreiro, uma época que ele foi escravo de sangue, o nojo que ele tem de si próprio cada vez que ve suas tatuagens e cicatrizes, explica o porque dele ter se tornado a pessoa fria que é. E Bella mostrou a ele que ainda estava vivo para sentir alguma coisa dentro dele, sentimentos que todos pensavam que nunca mais seriam despertados.
O que posso dizer é que iniciei esta leitura e devorei de tal modo, que agora estou lamentando de não ter lido mais devagar e apreciado cada parte.
Gente quem não leu, "LEIA", porque não sabem o que estão perdendo... :)
Evelyn Ruani 16/09/2010minha estante
Nossa! Que resenha entusiasta :)
Fiquei até com vontade de ler mesmo, mas ainda tenho alguns na lista antes de ler vampiros novamente. Mas valeu a dica, está anotado! :)
Bjos!


Thaciane :* 26/03/2011minha estante
Logo quando acabei de ler fiquei com a mesma sensação 'o melhor livro da minha vida'... esse livro realmente é demais!!! Estou esperando um tempinho para poder reler :D


kelly.plinta 11/04/2011minha estante
To loucaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
pra ler esse livro, na vdd a série toda




Jules 19/10/2010

Resenha – “Amante Desperto” – J.R. Ward
Sensacional, provocante, arrasador e viciante. Essas são as definições para este livro. J.R. Ward mostra – mais uma vez – que a Irmandade da Adaga Negra é uma das melhores séries sobrenaturais que existe. A construção da história é fascinante e o ritmo com que a narrativa é desenvolvida deixa o leitor completamente envolvido. Este livro irá torná-lo escravo de suas páginas. Acredite, uma vez que você começar a lê-lo, não irá parar até chegar ao fim.

Sou completamente apaixonada por essa série. Me seguro para não ler os ebooks, o que de certa forma, é até masoquismo, uma vez que a espera pelas edições brasileiras me deixam por demais agoniada e com o coração na mão. Mas, vale à pena. Nada melhor do que ter a edição em mãos e poder encher o livro com post-its. Resenhei o primeiro e o segundo livro desta série, e é com imenso prazer – paixão, fixação, e todos os ões possíveis – que venho resenhar “Amante Desperto”, o terceiro volume desta saga maravilhosa. A única ressalva que tenho a fazer é com relação ao epílogo, que a editora cortou. Se eu não tivesse conversado com umas amigas que leram o ebook, jamais saberia que havia epílogo. E tenho que dizer: é lindo! Não entendo o porquê não traduziram este trecho final do livro.

O personagem central deste terceiro volume da série é um dos guerreiros por quem eu tenho mais apreço – apesar de nutrir um amor incondicional por Rhage. Todos os Irmãos são queridos e devo dizer que amo a todos, mas Zsadist – ou carinhosamente Z. – é especial. Ele possui uma das histórias mais marcantes de todos os guerreiros da Irmandade e devo confessar: chorei em algumas partes desse livro.

Z. é o membro mais sombrio da Irmandade. Todos os irmãos o “temem”, por seu temperamento explosivo e sua fama de violência. O guerreiro exala medo e fúria. Seu irmão gêmeo – Phury – acredita que Zsadist não possui mais alma, por conta do passado sombrio do irmão, que era um escravo de sangue. Z. passou séculos como escravo, recebendo um tratamento pra lá de doentio por parte de sua Ama. As conseqüências deste passado o marcaram – pra sempre. Ele não se deixa envolver por ninguém, não suporta ser tocado, é frio e o campo de batalha e a dor são suas companheiras.

Entretanto, quando a jovem – e aristocrática – Bella o conhece, algo acontece entre eles. Bella não o julga por sua face desfigurada pela imensa cicatriz que ele carrega e nem se deixa estremecer pelo perigo que aquele guerreiro exalava. Ela o desejava. Contudo, um redutor a seqüestrou e a Irmandade inteira passa a se mobilizar para encontrá-la. E adivinha qual dos Irmãos fica mais alucinado a procurando? Sim, o Z.

Neste livro, a história completa de Zsadist é retratada. A autora nos leva ao passado, na época em que Z. era um escravo de sangue. E nos relata com detalhes todas as violações que o guerreiro sofreu e em como ele se tornou um macho perigoso entre seus Irmãos de batalha. Devo dizer que foi emocionante conhecer a história desse vampiro. Me vi no cenário de seu cativeiro e vivenciei todos os seus momentos de tortura. Se é que me permitem dizer: eu sofri com Zsadist do começou ao fim deste livro.

O amor nunca foi um sentimento que ele tivesse conhecimento. Sua inexperiência no quesito “mulheres” só fez a minha adoração por ele crescer. É realmente belo ver a transformação deste personagem, – em sua luta interna e externa para proteger Bella. Além de quê, as cenas hot do livro – como sempre – são descritas com excelência. A autora nunca deixa suas cenas eróticas vulgares, pelo contrário. A forma como ela narra o ato sexual é realmente fantástico. E claro, é preciso que tenhamos um ventilador de alta potência por perto.

Como disse – e repito – este livro é sensacional. Emoções a flor da pele nos tomam e mais fatores importantes – importantíssimos! – são desenvolvidos para as próximas seqüências da saga.

Preparem seus corações, pois esta que aqui vos fala esta tentando juntar os pedaços esmigalhados do seu. Acreditem: este livro causa sérios dados emocionais.
comentários(0)comente



Claire Scorzi 08/10/2010

Vampiros com personalidade
J.R. Ward criou uma mitologia que parece rica e detalhada, mas, por enquanto, fácil do leitor seguir. Um elogio pela mitologia, e pela decisão simples porém fascinante de criar um 'background' diferente para cada um dos seus vampiros guerreiros.

Os defeitos, a meu ver, ficam em alguns vícios estilísticos do gênero romântico - o repisar de sentimentos e sensações da heroína (Bella) em relação ao herói (Zsadist) é um deles. Um certo desleixo com a linguagem - o "Cara" e outras expressões semelhantes - também incomoda. Até porque a autora coloca todos os vampiros com a mesma linguagem, danificando assim as nuances de personalidade que elabora.
Outro problema é que, quando o encontro sexual entre os protagonsitas afinal acontece, cai no exagero: a repetição de cenas de sexo acaba soando cansativa, o que não deveria ocorrer, em vista da tensão erótica que J.R. Ward vinha tecendo entre Bella e Zsadist desde livros anteriores da série.
A insistência em transformar o ato de sugar sangue em algo sexual também incomoda; é, em minha opinião, de extremo mau gosto, e tolda a beleza de algumas sequencias.

A elogiar: de novo, a criação de uma mitologia; o ritmo, muito bem estabelecido; a caracterização do vampiro Zsadist; e alguns personagens secundários que chamam a atenção, como Butch, por exemplo.
Lizzy 13/10/2010minha estante
Claire, entedi a sua colocação. Mas confesso que busquei o livro por entretenimento sem nenhuma preocupação com o valor literário. Tanto que já li livros de outra séries que apresentam elementos bem parecidos, por isso essa questão da "mitologia" da autora na realidade não é original (semelhança com obras de Lara Adrian, Gena Showalter e Shannon K. Butcher). Gostei mesmo da construção do personagem Z. Quanto ao ato de sugar com conotação sexual, isso existe desde Drácula de Bram Stoker. Acho que ficaria difícil riscar isso em uma estória de vampiros alfa. No geral, me prendeu e adorei.


Claire Scorzi 18/10/2010minha estante
Lizzy, admirei muito a forma como você se colocou. A diferença de opiniões entre nós não se desviou para o desrespeito ou a mordacidade. Muito, muito bacana a sua maneira de 'discordar'. :)




Aline Mendes 20/05/2013

Me apaixonei pela história do Z. Muito triste mas ele aprende amar e isso é lindo. ^^
comentários(0)comente



Queria Estar Lendo 21/04/2015

Resenha: Amante Desperto
Chegando ao terceiro livro da série A Irmandade da Adaga Negra, da fanática por Red Sox J. R. Ward, somos levadas a uma viagem pelas sombras da noite de Caldwell em uma busca implacável por uma fêmea aristocrata desaparecida e arrebatadas pelos sentimentos de Zsadist - porque a Ward não tem qualquer consideração com o nosso coração fraco.

Z., como é chamado por todos, assusta até mesmo os seus irmãos e é um dos personagens queridinhos das leitoras - mas devo confessar que não é o meu queridinho. Eu adoro o Z. e adoro como a história dele se desenrola e o futuro dele dentro da série, a pessoa que ele se tornou e quantos ele consegue ajudar desta forma. Mas Rhage, V e Rehvenge tomam conta do meu top 3 Irmãos, sóri.

Junto de Phury, seu gêmeo, Z. é um dos últimos iniciados na Irmandade e faz o que pode para manter-se longe dos outros. Ele usa de um exterior frio e apavorante para manter as pessoas afastadas e impedir que cheguem a conhecê-lo de verdade - porque se o fizessem, veriam o que Bella vê: alguém perturbado, carinhoso e marcado.

"Dedicado a você: nunca haverá outro como você. Para mim... Você é único. Yeah, eu não tenho palavras o suficiente para isso."

Zsadist faz de tudo para afastar as pessoas de seu caminho e não tem problema algum em fazer os outros tremerem com a sua presença - mesmo os Irmãos não se arriscam perto do guerreiro. Porém, Bella está determinada a conhecê-lo melhor.

Ela é filha de uma Escolhida caída (as fêmeas suprassumo da raça) e por isso viveu a vida inteira sobre os preceitos rígidos que a glymera impõe as fêmeas. Mas depois de passar pela transição e por uma leve rebeldia, ela se livra do mundo cheio de regras e da presença sufocante do irmão, Rehvenge e acaba como a vizinha de Mary.

"- Você está em uma prisão sem barras. Eu me preocupo com você."

O romance de Mary e Rhage acaba trazendo certas consequencias a porta de Bella e Z., que perturbado pela maneira com a qual ela o faz sentir, acaba em um frenesi desenfreado e quase suícida para encontrá-la.

Sequestrada por redutores e humilhada por pelo senhor D., em um jogo obsessivo e quase letal, Bella escapa da experiência com profundas cicatrizes - física e mentais - e não está em um lugar melhor do que Z. viveu a vida inteira. Lutando para se recuperar, ela também precisa lutar com os sentimentos que invadiram seu coração: está apaixonada por Zsadist, mas sua constante rejeição faz com que ela se vire para seu gêmeo, Phury, e os sinais confusos e relutantes de Z. acabam levando-a ao limite.

"- Meu gêmeo não está quebrado, Bella, ele está destruído."

Amante Desperto é o terceiro livro da série A Irmandade da Adaga Negra e traz aquele que deveria ser o mais letal dos Irmãos. Mas a verdade é que Z. está traumatizado e viveu uma vida indigna por muito tempo. Ele não acredita que merece ser amado e reluta em amar a qualquer um que não seja seu gêmeo. Ele está apavorado na maior parte do tempo e luta com todas as suas forças para parecer apavorante. Ele aprendeu que ficar indefeso e vulnerável vai lhe causar dor e quer garantir que isso jamais volte a acontecer.

Por outro lado, Bella foi a primeira a ignorar as placas de perigo e aproximar-se mais do que deveria e a natureza de Zsadist, que rejeita qualquer tipo de crueldade opressora e abusos, faz com que ele se sinta responsável por Bella.

"- Eu estava morto até que você me encontrou, embora eu respirasse. Eu estava cego, embora pudesse enxergar. E então você chegou... E eu estava acordado."

Eu realmente adoro a história desses dois, o Z. é tão bonito e a Bella está tão determinada a quebrar as barreiras dele e colocar-se para dentro que você realmente torce pelos dois. Torce para que o Z. seja capaz de exteriorizar a pessoa incrível que é no interior, torce para que ele consiga superar o passado e as condições nas quais foi criado, torce para que ele perdoe e se deixe perdoar. E torce incansavelmente para que ele consiga ver toda a beleza de sua alma que Bella reflete.

E também torce muito para que Bella não desista, para que ela persista, para que ela acredita e que tenha forças. Torce para ela ser a rocha que o Z. indubitavelmente vai precisar.

Confesso, no entanto, que eu não gostei realmente foi do triângulo amoroso - ou a pífia tentativa de um - entre Bella e os gêmeos. Acho que a Ward levou o lance com o Phury e a Bella longe demais, o que foi um plot desnecessário tanto para Amante Desperto quanto para os dois livros que o seguiram e o livro do Phury, Amante Consagrado - que, convenhamos, tinha bastante plot e podia dispensar esse nuance.

"- Eu não estou quebrado, estou arruinado. Você entende a diferença? Se estivesse quebrado talvez você pudesse me consertar. Com arruinado? Tudo que pode fazer é esperar para me enterrar."

No mais, Amante Desperto é um dos meus preferidos da série, especialmente por dar espaço para a guerra com os redutores e colocá-la no quintal da casa da Irmandade. Eu realmente adoro quando essa guerra atingi diretamente aos Irmãos e sinto muito a falta disso nos últimos livros que tem saído.

Link original da resenha: http://migre.me/pz398
comentários(0)comente



Camila Abrantes 27/09/2010

Emocionante *.*
Meu Deeeus, que livro é esse? tentei ir devagar pra não terminar logo, mas não teve jeito, a história de Zsadist e Bella me prendeu totalmente! Esqueça tudo que achava de Zsadist pelos outros livros e prepare-se pra se encantar com este guerreiro!
E diferentemente de Amante Eterno, que praticamente só trata do romance entre Rhage e Mary, esse livro traz novos acontecimentos importantes ligados aos outros personagens.

Com mistério, sensualidade e muito romance, este livro é mais do que recomendado! Aguardando loucamente o próximo :)
comentários(0)comente



Bianca Soares 30/07/2013

A historia de Zsadist é realmente muito sofrida.Tem cenas em que não tem como não chorar...

FRASE INESQUECÍVEL:

Quando me encontrou, estava morto, embora respirasse. Estava cego, embora pudesse ver. E então você chegou... e eu fui despertado.

página 448
comentários(0)comente



Erika Oliveira 10/06/2013

Loucamente a paixonada pelo Z.
A história de Bella e Z começou no livro Amante Eterno e eu fiquei roendo as unhas com a historia do sequestro.
comentários(0)comente



Tati 09/08/2010

RECOMENDADISSIMO
Maravilhoso, a estória de amor entre Bella e Zsadist é a mais linda de toda a serie na minha opinião (tb bem que a serie ainda não acabou de ser escrita kk...), acho o Zsadist muito intenso, e o fato dele ter sofrido tanto só o torna mais apaixonante. É maravilhoso ver a força do amor deles, e a superação pela qual Z tem que passar para se sentir digno do amor de Bella é linda, adorei quando ele escreveu "Eu te amo" para Bella, foi uma das partes mais lindas do livro, simplesmente amo este livro e o Z.
natalia-luz 11/08/2010minha estante
minha parte preferida tbm...simplesmente lindooo *__*




*Janne* 19/12/2010

Depois de ler Amante Sombrio e Amante Eterno, os primeiros da série respectivamente, eu achei que nenhum dos outros irmãos pudesse me cativar mais. Principalmente depois de conhecer o Rhage, do segundo livro. O Rhage era uma contradição tão mirabolante que me encantou tremendamente. Mas não é sobre ele que vim falar. Amante Desperto é a estória trágica e cruel do Z. O Zsadist.
Z é intenso, é frio e tem atitudes que o distorcem. Nem acho que ele pode ser chamado de mocinho. Não, ele não é doce nem gentil. E as marcas que carrega em seu corpo e em sua mente o transforma em algo com quem ninguém quer se envolver. Até que aparece Bella. Bella é linda, rica e de uma família tradicional do mundo vampiro. Quando ele a resgata de um cruel seqüestro acaba por ter que lidar com uma garota que por alguma razão muito misteriosa, se sente atraída por ele.
O interessante é observar as deficiências do Z e em contrapartida, sua raiva, sua fúria em lidar com todos aqueles que o ameaçam. Á princípio, ele considera Bella uma ameaça porque ele não a compreende, já que enquanto todos se afastam, ela é a única que se aproxima e não parece ter medo nenhum. Se você espera um mocinho cheio de piadas e galanteios, desista. Amante Desperto trás uma estória bem marcante, intensa, muitas vezes, dura. Além do romance dos dois, que é absurdamente lindo e emocionante, tem a estória particular de Z com seu irmão gêmeo, Phury. E é essa relação que trás umas das frases mais marcantes do livro pra mim.


"Deus, Zsadist, sigo pensando que a nossa tragédia vai terminar. Mas não se acabará, verdade?”

De longe, Amante Desperto é o meu livro favorito na série e olha que ainda nem li todos. É diferente de tudo aquilo que já tinha visto, tratando os vampiros como seres com grandes debilidades, mostrando seus pontos mais fracos e tudo o que eles precisam abdicar pelo bem estar dos outros, principalmente os guerreiros da Irmandade. O romance é totalmente cheio de coisas novas - coisas comuns também - mas ainda assim, é bastante tenso e ao mesmo tempo, sutil. E o Z é meu irmão predileto agora =D
comentários(0)comente



203 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |