A Livraria dos Achados e Perdidos

A Livraria dos Achados e Perdidos Susan Wiggs




Resenhas - A Livraria dos Achados e Perdidos


1430 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Annanda 04/02/2021

?Há um livro para tudo...?
?A Livraria dos Achados e Perdidos?, fiquei encantada com o título e a capa desse livro, não resisti, tive que comprá-lo! Estou feliz por esses dois detalhes terem me chamado a atenção, foi uma das minhas melhores compras literárias.


Gostei muito da narrativa da autora, bem fluida e rica em detalhes; os personagens são incríveis, principalmente a Dorothy, que me encantou logo de cara; o cenário principal é magnífico, nada melhor que uma livraria como parte principal da história.
Foi lindo ver a conectividade dos personagens, Andrew e Dorothy (fofinhos ?), Peach e Andrew, o amor de Natalie pelo seu avô (Andrew), e Natalie e Peach, achei incrível como a autora desenvolveu de forma esplêndida a conexão entre eles, me emocionei muito com algumas partes.
Só achei que a autora poderia ter colocado mais detalhes nos dois últimos capítulos, 24 e 25, principalmente mostrado mais sobre o final dos personagens, fiquei com um gostinho de ?quero mais?. Mas isso não mudou a minha opinião em relação ao livro em geral, continuo achando esse livro MARAVILHOSO!



Fiquei muito envolvida com a história e com os personagens (a realidade é que fiquei muito apegada ??), já tô sentindo falta, ainda bem que marquei muitas partes pra reler.


?A Livraria dos Achados e Perdidos?, leitura gostosa, leve e encantadora, vale a pena aproveitá-la! ?
Moni 01/03/2021minha estante
Obrigada!
Acabei de comprar após ler o seu relato.


Annanda 01/03/2021minha estante
Ah, fico feliz por isso ??


Moni 15/04/2021minha estante
Tive que voltar aqui para contar. Amei o livro!! Obrigada!


Annanda 15/04/2021minha estante
Que maravilha! ???


Rayanne.Stephany 04/01/2022minha estante
Esse livro é lindo!


Dayane.Bruno 07/03/2022minha estante
Livro envolvente, leve e maravilhoso. Queria muito uma continuação


Sofi 27/08/2022minha estante
Qual a classificação?


Maria 22/12/2022minha estante
Qual é a classificação indicativa por favor ?


Manu 03/08/2023minha estante
Pra quem tá perguntando a classificação indicativa, acho que 12 anos pode ler esse livro numa boa


LetAcia1104 02/04/2024minha estante
Comecei a ler, tenho gostado bastante, só achei monótona e arrastada a parte do velório do noivo e da mãe da protagonista.




AnaLi3 29/06/2023

Sozinha sim, sem livros nunca
Do dia para noite Natalie vivência uma tragédia que muda sua vida para sempre e a faz questionar sobre a verdadeira importância das suas escolhas. O que resta agora para ela é um grande desafio: seguir com a a livraria a beira falência, deixada pela mãe, e tomar conta do avô doente.

A criação da Natalie foi uma riqueza. Cresceu com livros, em uma família nada convencional mas com muito, muito amor e uma livraria como lar. Natalie é uma personagem real, com medos e defeitos e nada como as protagonistas ?especiais? que estamos acostumadas. Enquanto lia, me inundei no cenário da livraria e das aventuras vividas pelos seus antepassados.

Foi uma história tocante sobre luto, superação e determinação. Eu me identifiquei com algumas coisinhas que ela passou e isso me deixou um pouco mais sensível durante a leitura. Amei o avô dela, a forma como ela cuidou dele e a Dorothy foi à aliviação cômica nos momentos tensos.

O livro começa com um bom ritmo, depois vai ficando meio lento e no fim fica super corrido. A escrita é muito estendida (pode ser bom ou ruim) e algumas partes um pouco confundíveis. Terminei com um bom gostinho de quero mais, já que a autora é bem detalhista esperava algo mais bem feito no fim. T.T
Louise.Lina 08/09/2023minha estante
Estou doida para ler esse livro


AnaLi3 08/09/2023minha estante
Leia, ele uma mistura de amor entre fofura e tristeza


Luana.Meneses 01/10/2023minha estante
Parece ser encantador, eu quero ler ele.. é uma leitura que eu estou adiantando e eu nem sei o porquê.




Marina 18/07/2023

Muito bom o início e um pouco lento mais compensa e uma história onde tudo e contado com muita calma e detalhes que não ficam entediante, os personagens são maravilhosos e o romance que acontece e ótimo e super apaixonante.

E bom ver a personagem que no começo transbordava melancolia se reerguendo aos poucos em uma história super acolhedora e linda.
comentários(0)comente



resenhasdajulia 23/02/2021

Natalie tinha um namoro confortável e um emprego que, apesar de garantir estabilidade, ela não gostava nem um pouco. Mas sua vida muda drasticamente após uma tragédia. Agora ela precisa assumir a livraria de sua família, que está falindo, além de cuidar de seu avô, que está com a saúde mais debilitada a cada dia.

Enfrentando vários desafios, Natalie tenta superar o que aconteceu, ajudar seu avô, salvar a livraria, e lidar com seus sentimentos conflitantes em relação a Peach, o faz tudo que está reformando o local.

É um livro que não foca tanto no casal, apesar de o romance ser muito fofo. Foca mais nas mudanças de Natalie, sua relação com o avô, e o amor pelos livros.

É um livro que aquece o coração e me emocionou muito no final!
comentários(0)comente



Michela Wakami 17/06/2022

Um conflito interno, surgiu
Eu comecei o livro gostando bastante, e conforme a leitura foi avançando eu fui me apegando aos personagens, mas és que na minha humilde opinião, a escritora deixou muito a desejar na construção da história.
Mas mesmo assim, quando finalizei a história, lágrimas correram.
Pois eu realmente me apaixonei pelos personagens.
E histórias que se passam em livrarias são meu fraco.

O vovô Andrew é maravilhoso.
Carolina165 17/06/2022minha estante
?




Priii Reis 17/12/2023

Lidos 2022 - Add Resenha

**O objetivo é seguir firme. Tomara que eu consiga. Sempre acreditei que livros tem um quê de magia. Algumas folhas de papel e tinta que podem mudar sua vida.**

É um livro muito envolvente,até a parte do luto é acolhedor.
As dificuldades do dia a dia da personagem vão aumentando e o desespero também,mas quando ela percebe que pode contar com os funcionários da livraria,sua amiga e aparecer do nada um anjo chamado Peach. Tudo começa a ficar mais leve e ela consegue ver a solução em meio ao caos. (com uma ajuda especial da filha de Peach) Mas no outro ponto está perdendo o avô,para a demência.

O final foi super corrido o envolvimento romântico foi em três páginas e de repente um pedido de casamento.

Um terremoto e mais um tesouro dado a família dela, que finalmente foi vendido e o dinheiro foi para o milagre da livraria,reforma e institutos.
Fora a paz de espírito que eles tanto precisavam.
--------------------------------
**O que você mudaria em sua vida se pudesse começar tudo de novo, o que faria, quem seria, para onde iria e o que abraçaria?**

Natalie é super perfeccionista e entende que só chegou no patamar da empresa que trabalha,com muito esforço. Fazendo mais que todos,e mesmo quando os outros não faziam o seu próprio trabalho ela ia lá e fazia.

Tudo isso para lhe render o título de chefe tóxica,e que estavam felizes em ficar em uma sala separada dela finalmente. No mesmo dia de sua promoção,onde acreditava ter pelo menos algumas pessoas que gostassem dela na empresa.

Queria sua mãe lá,assim como o namorado. Nenhum deles apareceu,ela tentou não se ressentir.O namorado estava em um voo de teste do qual ele era piloto,e ela pensava que apesar de ficarem bem juntos não sentia paixão por ele.

Depois de passar a tarde com sua melhor amiga e esparecer,ela descobre pela rádio que um avião da empresa do namorado havia caído e tanto o piloto quanto a passageira estariam mortos. Quando passa por lá para descobrir quem foi,ela recebe a notícia de que era o namorado e a mãe dela que estariam no avião.

O avô sempre fora uma constante em sua vida. Mesmo nas lembranças mais antigas dela,ele sempre estivera presente, restaurando livros antigos no
porão ou conversando com clientes na loja.
E agora ele precisava dela. Na última semana,Andrew vinha confundindo Natalie com a mãe dela. Talvez a tristeza fosse grande demais para suportar, e sua mente frágil tinha começado a ver os traços de Blythe no rosto de Natalie.

Outros sintomas da doença foram na verdade uma intoxicação por Mercúrio que infelizmente foi descoberta tarde para a mente,e felizmente cedo para o restante dos órgãos (graças ao Peach!)
O avô entende que a neta descobriu as dívidas,e que ela queira vender a livraria urgente já que em breve o próprio banco a tiraria deles.
Mas não podia permitir que acontecesse. Não antes de descobrir onde sua familiar escondeu um tesouro,dentro da casa e tudo isso enquanto sua memória estava boa,já que a demência começava a carrega-lo.

**Meu Deus, eu odeio este emprego, ela pensou.
Um único dia na livraria falida havia feito Natalie mais feliz do que um ano daquela rotina desgastante.**

E foi o suficiente para ela ser impulsiva e largar o emprego e ainda de um jeito bem 🤬 #$%!& (literalmente).

Enquanto eles vão arrumando a livraria, vão encontrando vários "tesouros" de pessoas que nunca ouviram falar da época da guerra,e antes dela.
Alguns valiosos que dariam muito lucro mas que o avô como dono do prédio que tinha que dizer se podia vender ou não e ele escolheu devolver.
(Mesmo que a mente de Natalie gritasse que precisavam de dinheiro;o prédio estava em situação de risco e as reformas sendo feitas com o dinheiro dela.)
Em busca por autores importantes,um anjo chamado Dorothy filha de Peach consegue a visita do autor infantil mais popular dos Estados Unidos.
E ele Trevor está super afim dela,assim como Peach.

Peach a conquistou no final mas foi tão estranho,rápido e desleixado a forma como a autora fez o pedido de casamento.
Que fiquei de cara... se ele não queria o dinheiro o método não seria o contrário?
Fiquei confusa.
Tudo aconteceu bem rápido depois que eles acharam a edição rara perdida do livro de pássaros e venderam onde o comprador deixou em um museu. (Aposto que foi Trevor).
Continuaram na livraria,mas teve que ser reformada depois do terremoto.

E doaram para causas que criaram,e então veio o filho deles.
Tudo corrido,estranho e sendo contado assim em 1 página. Decepção total com esse final.
comentários(0)comente



Jozy.Cristiani 09/12/2020

Divino
?Um livro pode ser uma estrela ... um fogo para iluminar a escuridão, levando ao universo em expansão.- Madeleine L?Engle
Mavyh 14/01/2021minha estante
Vale apena adquirir pra ler ??




Juliana Rodrigues 23/06/2021

Foi meu primeiro contato com a autora e acabei demorando um pouco para conseguir terminar pela falta de tempo disponível, mas realmente adorei a escrita e o modo como alguns temas mais sensíveis foram tratados, como o luto e as relações familiares.

Concordo muito com algumas resenhas que dizem que o final poderia ter sido melhor construído, pois gosto muito da "parte romântica" da história, e acho que o casal principal poderia ter sido melhor desenvolvido.

"E, acima de tudo, observe o mundo ao seu redor com olhos curiosos, porque os maiores segredos estão sempre escondidos nos lugares mais improváveis. Aqueles que não acreditam em magia nunca irão encontrá-los."

Recomendo!
Angela.Rocha 23/06/2021minha estante
Obrigada por compartilhar. Está na minha lista. Me incentivou!


Juliana Rodrigues 23/06/2021minha estante
Fico muito feliz em saber que incentivei você de algum modo, Ângela ?

Realmente gostei muito da história, uma pena que não consegui ler com tanta regularidade (demorei muito para terminar), por isso acho que talvez não tenha conseguido me envolver o quanto poderia com os personagens, mas é uma história muito bonita, espero que consiga ler em breve!




Aione 15/07/2022

A Livraria dos Achados e Perdidos é o romance de Susan Wiggs publicado pela editora Harlequin. Mesclando drama com romance e leveza, o livro entrega uma leitura que, acima de tudo, homenageia o poder e a mágica de boas histórias.

Após uma tragédia, Natalie herda a Livraria dos Achados e Perdidos, gerenciada há gerações por sua família. Além do lugar estar à beira da falência e caindo aos pedaços, seu avô está com demência e se recusa a vender o imóvel, colocando Natalie em uma situação ainda mais delicada. Contudo, é entre os livros e um novo estilo de vida que ela passa a refletir suas escolhas.

Em terceira pessoa, a narrativa de Susan Wiggs é muito gostosa de se acompanhar. Apesar dos eventos trágicos iniciais, que conferem o tom dramático à leitura, a escrita em geral é leve. Aliás, a partir de determinado momento, com a inserção do romance, há até mesmo certa mudança de tom narrativo, o que acaba gerando estranhamento em relação ao início.

Susan Wiggs, também, coloca diferentes acontecimentos na história a fim de torná-la mais dinâmica e intensa. Com isso, A Livraria dos Achados e Perdidos entrega um romance cativante, uma gostosa aventura com pitadas de mistério em relação aos antepassados de Natalie, além de desenvolver bem os conflitos da protagonista, seja sobre a livraria, seja sobre a saúde do avô — um dos pontos altos da leitura, conferindo ternura e sensibilidade a ela — ou sobre suas próprias inseguranças com relacionamentos — algo que adorei como foi trabalhado.

Por outro lado, algumas situações não foram tão bem abordadas, deixando a sensação de que poderiam não existir na trama ou mesmo serem mais simples, a fim de não parecerem deixadas de lado. Me incomodou, acima de tudo, como a relação de Natalie com o noivo é praticamente ignorada. Independentemente das intenções dela, era esperado um maior impacto emocional, considerando tudo que ocorre no início da história.

Apesar dos poréns, A Livraria dos Achados e Perdidos foi uma leitura gostosa e cativante, cuja associação com a literatura foi irresistível para mim, assim como a escrita leve da autora me proporcionou bons momentos. Não foi um livro que amei ou que mesmo me marcou, mas foi uma experiência agradável pelos dias em que me acompanhou.

site: https://www.minhavidaliteraria.com.br/2022/07/05/resenha-a-livraria-dos-achados-e-perdidos-susan-wiggs/
comentários(0)comente



CinthiaGonçalves 03/05/2024

Não é um livro ruim. Mas também não é um livro que eu tenha amado e indique para alguém.
Achei a construção dos personagens fraca e o final muito corrido. Além disso, faltou química no casal principal.
Miria 09/05/2024minha estante
Faço de suas palavras as minhas, total!!




Janaina Edwiges 26/11/2022

Livrarias eram importantes. As pessoas as amavam!
Livrarias são alguns dos meus lugares favoritos no mundo e todas as histórias que as retratam automaticamente me atraem. Este livro é sobretudo sobre relações familiares e o que elas despertam em nós, como, amor, cuidado, perdas, afetos, conflitos, inseguranças.

A narrativa também nos faz refletir sobre uma oposição de sentimentos que é bem comum na vida de muitas pessoas: é melhor buscar uma vida estável, de segurança, previsibilidade ou se aventurar, correr riscos e estar aberto às mudanças?

Recomendo muito a leitura e já quero conhecer novas histórias da autora.
Rebeca 26/11/2022minha estante
Dela eu li também "Mesa para cinco" (já tem muito tempo, foi da biblioteca da escola) e me lembro de ser bem legal.


Janaina Edwiges 26/11/2022minha estante
Obrigada pela dica, Rebeca! Vou procurar mais informações sobre ele.


Tamara Ferraz.As3Artes 27/11/2022minha estante
Adorei ????




Badu 06/08/2022

Um achado, apropriadamente ?
Skoob influencer! Mas essa não é a primeira vez que essa rede social influencia minha leitura. Se não fosse pelo Skoob, não teria lido Evelyn Hugo ? E, felizmente, encontrei outro livro fantástico a partir de um Histórico de Leitura aqui (e no momento certo! um dia antes de ir a uma feira do livro em BSB hehe ?).
Faz um bom tempo que não leio romances. Sinceramente, não gosto muito do gênero. Muitas vezes, a criatividade passa longe e os autores se entregam aos clichês. Não me entenda mal, AMO clichês, mas existem alguns que não descem mais.
"A Livraria dos Achados e Perdidos" foi, apropriadamente, um achado! Que romancezinho gostoso de ler ??
A leitura começou bem devagar, confesso. Li só pra fazer Histórico de Leitura e não tava muito interessada ? mas isso mudou rapidinho e, assim que a história me cativou, terminei o livro em apenas dois dias. NÃO CONSEGUI LARGAR, DE VERDADE!
A autora tem uma escrita perfeita, sem exagerar nos detalhes e mantendo um certo mistério ao longo da história. Os personagens são fantásticos e, em muitos sentidos, me vi na pele da protagonista, o que deixou a leitura mais interessante.
Além disso, um livro que fala sobre uma livraria é excelente! As referências a outras obras e autores te faz se sentir inteligente ao reconhecer as passagens e também te faz querer ler o que não conhece.
É um livro para presentear e recomendar! Então, não perca seu tempo e leia ?
Ju 06/08/2022minha estante
Qual a classificação??


Tifani Antunes 06/08/2022minha estante
Aaah, eu quero muito esse livro!


Gabi 06/08/2022minha estante
Amo esse livro


Badu 06/08/2022minha estante
Procurei na Amazon, mas não tem classificação. Mas eu sugiro a partir dos 14 anos ??




Bianca2406 28/04/2021

A LIVRARIA DOS ACHADOS E PERDIDOS É UMA HISTÓRIA SOBRE FAMÍLIA E SE REENCONTRAR
A Livraria dos Achados e Perdidos é um romance de Susan Wiggs, publicado pela Editora Halerquin e é mais um desses livros que a leitura é encantadora. Não dá vontade de largar a história até chegar ao fim, os personagens são ótimos e a trama faz você oscilar de humor junto com a personagem principal.

Natalie Haper acabou de receber uma promoção no trabalho, com direito a uma sala nova com vista panorâmica, uma festa de comemoração e um emprego estável e seguro. Tudo o que ela sempre sonhou, contudo, ela não se sentia tão feliz sendo Gerenciadora de Inventário Digital. Além disso, acreditava ser uma boa chefe, já que encobria todos os problemas da sua equipe, sempre consertando documentos e relatórios que chegavam errados em suas mãos, só para ninguém sair prejudicado.
No dia da festa da promoção, sua mãe prometeu aparecer para comemorar, mas na hora ela não foi e também não avisou. Blythe era assim, marcava as coisas, desmarcava e não avisava, então, Natalie já estava acostumada. Ao sair da casa de Tess, após a festa, a mocinha escuta no rádio que um pequeno avião, justamente no lugar onde seu namorado trabalhava, sofreu um acidente. Ela muda o trajeto e vai para o local, sob o intuito de prestar as condolências, porém, para sua surpresa as condolências seriam direcionadas a ela, porque o acidente envolvia sua mãe e o namorado.

Quando Natalie descobre sobre as mortes, o livro toma um rumo extremamente melancólico por umas 20 páginas, não é maçante, mas é incômodo, por causa dos sentimentos conflituosos da personagem, que fica em uma espécie de looping da culpa. Ela planejava terminar com Rick, não porque o relacionamento fosse ruim, muito pelo contrário ele era o tipo de cara perfeito e que fazia tudo por ela, eles tinham um relacionamento estável. O problema era que Natalie sentia que o amor que sentia por Rick não era daqueles arrebatadores e ela queria isso, ela sentia que o relacionamento estava acomodado, pelo menos da parte dela.

Nas páginas seguintes Natalie carrega uma culpa profunda por conta dos pensamentos sobre o término, porque ela descobre que Rick pretendia pedi-la em casamento no dia do acidente. Além disso, ela sente um pesar profundo pela mãe, porque fica uma sensação de que talvez não conhecesse Blythe tão bem assim, ela sente que poderia ter passado mais tempo com ela, que poderia ter aproveitado mais a vida com a mãe e o avô e sente muito medo de perder as memórias que tem dela.

A leitura dessa história é muito prazerosa, tudo no livro é perfeito, tem suas cargas emocionais em alguns momentos, toda a dificuldade da personagem principal é palpável, não só em reerguer a livraria, mas também em cuidar do avô e a todo momento precisar lembrá-lo que a mãe morreu ou mostrar que ela, apesar de ser muito parecida com Blythe não é ela. Toda a situação é desgastante. Ainda mais que o prédio está caindo aos pedaços, toda hora surge um problema, suas tentativas de fazer eventos na livraria e chamar público são falhas algumas vezes. A frustração na escrita da autora é sensacional, os momentos de alívio são quando Peach está por perto, porque é ele que causa essa quebra na melancolia. Tudo nesse livro exala perfeição.


site: https://submundoliterario.wordpress.com/2021/04/17/resenha-a-livraria-dos-achados-e-perdidos/
comentários(0)comente



Dany 10/02/2021

"Você nunca está sozinho quando está lendo um livro."

A livraria dos achados e perdidos é um livro para ser ?sentido?, sobre tragédias pessoais, recomeços, escolhas e renúncias. Sobre valorizar mais o tempo com quem a gente ama (?) e aceitar as pessoas como elas são, bem como suas decisões! O avô e a pequena Dorothy foram meus personagens favoritos.
comentários(0)comente



Lucimar.Paiva 09/07/2021

Eu precisava muito ler este livro. Ler sobre o que mais amamos. ?, crianças, família e amor. Em todas as suas formas.

Apaixonante e envolvente.
Não é possível desgrudar até a última página
comentários(0)comente



1430 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com a Política de Privacidade. ACEITAR