Quem É Você, Alasca?

Quem É Você, Alasca? John Green




Resenhas - Quem é Você, Alasca?


2059 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Etiene 14/12/2010

Em busca de um grande talvez
Existem livros que te fazem ver que a vida é engraçada e você morre de rir de situações imprevisíveis e hilárias.

Existem livros que vão te fazer morrer de amores por um garoto ou por uma garota e ver que a vida é uma eterna busca pelo grande talvez, aquela possibilidade intrinseca de ver que a vida valhe a pena, que você tem amigos, familia e pessoas que você ama e que te amam.

Existem livros que vão fazer você se debulhar em lágrimas, vão fazê-lo ficar horas se perguntando qual é o real sentido da vida, se existe esperança e qual o objetivo em continuar vivendo.

Existem livros que vão te encher de duvidas em relação a tudo em que você tinha convicções fortes e formadas e te deixarão perplexo diante da sua incapacidade de compreender tudo.

Existem livros que não vão te dar uma resposta mas vão te mostrar um caminho para ela, um caminho de esperança em construir um sentido e não se sentir tão perdido assim no labirinto da vida.

Existem livros que vão te encher de esperança na possibilidade de não se desesperar para sair do labirinto rápido e diretamente e sim fazer com que você lute pela busca de um grande talvez e a partir dele encontre sua saída do labirinto.

Existem livros, vários livros. Este livro do John Green foi o que melhor me mostrou tudo isso e muito mais.

Então, ignore o fato de achar a capa ou o nome feios ou incompativéis, a beleza da história está a partir da primeira página, quando você é convidado para juntamente com Miles ir em busca do grande talvez, e acaba indo para Culver Creek, um internato onde conhece seus melhores amigos - Coronel, Takumi, Lara - e o amor da sua vida - Alaska.

Então amigos, o que estão esperando? Corram, corram, corram.
Juh Sutti 13/12/2010minha estante
Nossa, amei a resenha, super intensa, já estava doida para ler, agora então!!!


KariVegas 14/12/2010minha estante
Run run run run run! Excelente Eti! Obrigada! Obrigada!


Gabi Wegner 31/01/2013minha estante
Renha linda! Amei!


Lívia 05/03/2013minha estante
Nossa, amei a resenha, super intensa, já estava doida para ler, agora então!!!²


Driih (@dinbookerland) 07/03/2013minha estante
Nossa, amei a resenha, super intensa, já estava doida para ler, agora então!!!³


Biula 02/06/2013minha estante
É exatamente este tipo de resenha que nos incentiva a ler o livro, pequena mas gigante no impacto. Gostei :)


Nanah 06/06/2013minha estante
Gente para quem ainda não comprou, compra lá no site do extra : http://www.extra.com.br/livros/LivrodeLiteraturaEstrangeira/LivrosdeLiteraturaEstrangeiraRomance/Quem-e-Voce-Alasca-o-Primeiro-Amigo-a-Primeira-Garota-as-Ultimas-Palavras-280808.html?IdSku=280808
tá em promoção *--* esse livro em qualquer lugar é 39,90 e lá tá por 22,41 :)


Jeanne 06/08/2013minha estante
Esta resenha, me deixou muito animada para ler o livro.


Klara 12/01/2014minha estante
acabei agora o livro, e simplesmente, você colocou todo o meu sentimento junto a sua resenha


15/01/2014minha estante
Esse livro é bem simples de ler, mas não achei lá essas coisas, eu esperava muito mais.


Amanda 17/01/2014minha estante
Eu amei o livro! Só fiquei meio irritada porque alguns acontecimentos não foram o que eu esperava haha e sempre acontece isso quando eu me envolvo demais com algum livro. No mais, o livro é sensacional tal como John Green. E é impossível não se apaixonar pela Alasca.


Maria Janir Pir 15/02/2014minha estante
Gente, descobri que a Casas Bahia vende livros pelo site e também bem baratinho "Quem é você Alasca" esta por R$ 17,91, ja comprei ouros livros la e eles entregam rapidinho em 2 dias.


Ana Claudia Car 05/03/2014minha estante


Ana Claudia Car 05/03/2014minha estante
Quem é você Alasca?
eu vou te dizer: é muito fácil reconhecer na alasca. traços de uma depressão.
aquela auto confiança toda,a sua melancolia, hoje estou bem, hoje estou mal.
estava na cara só não viu quem não quis, como os amigos dela, poe exemplo, e o garoto, com a sua paixonite infantil.
ficaram tão preocupados em fazer trotes ridiculos, que , nem perceberam o que estava por vir.
depois ficou aquela , lenga, lenga... deles tentando descobrir o que tinha acontecido, que era tão óbvio!
mas quem poderia saber, afinal, ninguém conhecia a alasca realmente.


Mi 12/04/2014minha estante
Gostei do livro , porém não é aquilo que eu esperava.Leva você pensar um pouco sobre sua vida e o labrinto que as vezes vivemos.


re 21/06/2014minha estante
Exatamente isso!!!! Foi o 2 melhor livro que eu ja li, isso que voce escreveu define extamente o que eu sinto a respeito desse livro!


Marina Viana 04/01/2015minha estante
Meu Deus, já estava super ansiosa para ler este livro agora fiquei mais ainda!!!


Nica 27/02/2015minha estante
Eu entrei na página desse livro anteontem e li sua resenha. Eu pensei exatamente seguinte: "que escolha aleatória de frases de impacto, mas legal, lerei o livro" comecei a ler e ontem quando cheguei na metade, fiquei muito chateada e pensei em abandonar! Terminei o livro agora pouco e é incrível sua resenha, obrigada!


Dany.Sousa 21/05/2015minha estante
achei o começo meio chatinho, acho que é pq a vida do miles tbm era, mais depois a história vai transbordando de um jeito, que tudo fica lindo demais! é um livro que faz a gente pensar o quanto a vida é imprevisível, amei!


Nati 29/06/2015minha estante
Uau, amei a resenha! Ansiosa para ler!


Di 01/07/2015minha estante
Não sentia vontade de ler , mas depois dessa resenha , me deu muita vontade.
Parece ser daqueles livros que nos deixam tristes qdo acabamos de ler


DiegovMedeiros 30/04/2016minha estante
Melhor resenha


Mah corazza 19/12/2018minha estante
outro livro com história chata e personagens insuportaveis e descepcionantes.


Keizy.Mirelly 15/01/2020minha estante
Apaixonada pela resenha, parabéns! esse livro é incrivel!


Jacque.Santos 08/05/2020minha estante
Como faz pra ler?


Kari 13/06/2020minha estante
Um dos piores livros q já li. O primeiro livro de John Green q li e me decepcionei logo no início. Nem Alasca é boa, personagens sem carisma, narrativa ridícula. Aí péssimo, nem consegui terminar.


caloreffect 15/06/2020minha estante
?


Beatriz.Silva 29/06/2020minha estante
Gente sou nova por aqui e queria saber como Fasso para ler algum livro


Nany 19/01/2021minha estante
Livro maravilhoso!!!




ka mcd 06/03/2013

Quem É Você, Alasca?
Bom, esse é um livro difícil. Por que, não é aquele tipo de livro que te encanta pela história. Me atrevo até mesmo a dizer que ele é feito de sua... O que? Lição de vida? Filosofia alternativa? Inteligência sagaz? Ou de seu drama completamente real? É difícil dizer, mas esse é o tipo de história que vale mais por sua inteligência e sinceridade do que pela trama em si. Principalmente por que nem mesmo os personagens são apaixonantes como em outros livros que vemos por aí.

Alasca é inconstante, excessivamente impulsiva, um tanto egocêntrica e extremamente inteligente, o que faz dela alguém completamente irritante e impossível de amar. E o Miles (ou Gordo) não fica muito atrás. Ele também é egocêntrico, sente auto-piedade demais e não consegue viver sem criar uma fantasia para fingir que sua vida é mais interessante do que na verdade é. E, mesmo os dois sendo tão imperfeitos, é impossível não sentir certa simpatia por eles ou por qualquer outro personagem. Todos eles são completamente humanos com seus problemas, sonhos, medos e inseguranças. Exatamente como eu ou você. E é assim que vemos toda a grandeza do livro.

Ele é tão real, tão honesto, com situações que podem estar acontecendo neste exato momento em algum lugar do mundo. Nenhuma escolha, nenhum personagem e nenhum acontecimento é perfeito. Exatamente como a vida é para todos nós. E, com isso, você sente como se fizesse parte daquele grupo de amigos que gostavam de fazer trotes, beber para se divertir e fumar escondido. Tanto que você se sente tão abalado quanto eles conforme os acontecimentos vão se desenrolando.

John Green escreveu uma história que deixa sua mente saturada dela mesmo depois de terminá-la. Ele conseguiu amarrar todas as pontas, mas deixa pequenos detalhes que incomodarão o leitor e os próprios personagens sempre que se lembrarem da história. E, para isso, ele usou a filosofia de ícones para criar sua própria filosofia que engloba lindamente todas as outras, te fazendo pensar nesse livro por muito tempo depois de terminá-lo.


http://blogminha-bagunca.blogspot.com.br/2011/08/resenha-quem-e-voce-alasca.html
Vih 12/12/2012minha estante
Puuuts! Agora deu mais vontade ainda de ler ! hahahaha


Lívia 05/03/2013minha estante
Ain...quero ler!


Douglas 15/03/2013minha estante
Ótima resenha :)


Aline Stechitti 16/04/2013minha estante
Muito boa sua resenha, mas ela aumentou a minha angústia pq eu não acho esse livro p comprar em canto algum :@


Babi 09/09/2013minha estante
Muito boa


Maria Júlia 23/01/2014minha estante
nossa muito boa a sua resenha, iria ler o livro só porque um amigo/amor estar lendo mas depois de sua resenha estou muito curiosa...


Lívia @escritoraliviamessias 05/05/2015minha estante
Adorei sua resenha porque descreveu exatamente como me senti depois que li o livro. Bjs!




Guilherme Braga Alves 29/06/2011

Alasca, quem sou eu?
Uma livraria, uma dúvida, um o que ler. Dei de cara com "Quem é Você, Alasca?" algumas vezes, buscando títulos sobre o 49º estado americano. Era só mais um livro bobo se intrometendo numa pesquisa séria. No entanto, um dia, sem saber o que comprar ou o que ler dei uma chance a Alasca. E dei uma chance a mim mesmo de ler um dos melhores livros da minha vida, o melhor quando se trata em livros juvenis.

Gordo é genial, Coronel é intrigante, Takumi é coadjuvante, Lara é "bonitééénha", e Alasca... bem, a pergunta do título mostra: Alasca é indefinível.

Não vou falar da história ou tentar definir Alasca, não vou tentar te convencer a ler o livro (na verdade imploro para que o faça), ou contar os motivos que fazem com que ele seja tão especial. A única coisa que tenho a dizer é: Toda pessoa, principalmente adolescentes devem ler "Quem é Você, Alasca?". Por favor, leiam. Eu tenho certeza que essas páginas vão mudar sua vida.

E se no fim o "The End" não seja do modo que você esperava, não fique chateado com o livro, como fiquei da primeira vez que o li. A vida é assim mesmo.
Helder 21/02/2014minha estante
Perfeito. A vida é assim mesmo!


Victória Ferraz 29/12/2014minha estante
Puta merda! (desculpe a expressão... ou não). Posso dizer que estou em transe. Tenho escutado muito sobre ele livro, comentários como "Ele é perfeito!" ou "Você deveria ler", então resolvi ler. No começo pensei "como alguém pode conseguir ler uma história tão mas tão absurdamente chata como essa? e ainda por cima gostar?" Julguei-o superestimado de cara, tendo lido cerca de apenas 25% do livro, e rezando para que o final me surpreender, pra que não fosse tão... bleh. E continuei lendo. Terminei o livro. Não sabia/sei o que pensar. Na minha cabeça há uma linha tênue entre um livro bobo, um livro que tem se tornado modinha (apesar de eu amar algumas pequenas questões como o "Grande Talvez" ou o "Labirinto" ou as duas últimas páginas com as escritas do Gordo), ou um livro que traz uma mensagem escondida, ou não, e que faça parar e pensar "Meu Deus! Quanta perplexidade!", e espero, de coração que seja a segunda opção, pois já li outros livros do John Green (Eu realmente admiro o cara!), e ele é cheio de truques e lições que você pode nunca mais esquecer (meu caso). E não quero, não posso me desapontar. "A vida é assim mesmo" gostaria de dizer que você ferrou bastante minha cabeça com essa frase. Juro. Senti um pequeno choque, até adrenalina e ansiedade vieram à tona tentando desvendar o que acho desse livro e posso dizer que sua resenha foi a única que me 'tocou'.
Então Guilherme, após escrever tudo isso, já posso afirmar que ele é complexo (certo?), e te peço uma resposta: Quais são os motivos que fazem com que ele seja tão especial?




Beatriz 01/10/2013

Meu favorito
Há algum tempo eu li o melhor livro de todos, pra mim pelo menos, ele não tem 500pg, e não tem uma aventura sobrenatural. Mas me deixou uma lição que eu vou levar até meu ultimo folego de vida, ou mais alem, quem sabe. O livro é do John Green, meu autor preferido, Desculpe J. K. Rowling.
Mas esse infeliz fala de coisas que é impossível você não parar pra ficar matutando, quem já leu uma obra dele sabe muito bem do que eu estou falando.
Quem é você, Alasca? é um ouro que eu tive a oportunidade de ler, a historia no inicio não achei lá muito promissora, Mas depois...

mas no blog avante:

site: http://revistaavante.blogspot.com.br/2013/09/resenha-quem-e-voce-alasca.html
comentários(0)comente



Welliton.Moreira 07/01/2021

Minha primeira experiência com John Green - Simplesmente Incrível
GREEN, John. Quem é Você Alasca?. Ed. WMF Martins Fontes. 2010

A capa dele já me chamou muito a atenção, quando vejo o nome John Green automaticamente associava o mesmo com o seu sucesso A Culpa é das Estrelas, não li esse ainda e resolvi experimentar esse autor nesse livro com uma pegada bem adolescente onde os hormônios estão a flor da pele. O livro conta a história de Miles, um jovem magricela que tem o curioso hábito de sempre decorar as últimas palavras de algumas pessoas famosas, como presidentes, físicos, entre outros, e não tinha nenhum amigo em sua escola e decide entrar para o colégio interno de Culver Creek, onde conhece seu primeiro e melhor amigo "O Coronel" e o ás da história a jovem Alasca por quem ficou completamente apaixonado desde o momento em que a viu e como esperado dos alertas que recebi sobre esse autor sempre tem uma tragédia, porém não direi kk. A história aborda assuntos muitos interessantes, e mostra fielmente diversos tipos de problemas que todo adolescente passa. Os personagens me conquistaram de tal forma que eu não conseguia parar de ler, me lembra um pouco de minha época de escola, me vejo um pouco em Miles e pra mim foi fascinante, eu recomendo a todos por que é uma leitura prazerosa e pretendo ler muitas outras histórias de John Green.
Ray Lelis 07/01/2021minha estante
Amo esse livro


Alice.Barbosa 15/01/2021minha estante
Do João verde eu super indico tartarugas até lá embaixo?




spoiler visualizar
Mari 03/01/2021minha estante
Eu baixei o app não consigo acessar a leitura




Marezinha 05/02/2011

Como sair deste labirinto?
Albert Camus escreveu: Abençoados sejam os corações flexíveis, pois nunca serão partidos.
E é com essa frase que gostaria de começar a resenha.

O livro gira em torno do Grande Talvez. Miles decide sair de sua vidinha de merda e correr atrás do que François Rebelais chama de o Grande Talvez. Para isso, muda de escola onde finalmente se torna imperador de seu mundo, até ela acontecer. Ela, Alasca Young. Nossa verdadeira protagonista. Você vai se apaixonar. Eu me apaixonei perdidamente por essa criatura. Alasca é incrivelmente intensa, ao seu modo. Enlouquecida, profundamente infeliz, extremamente impulsiva, meio bipolar e muitas vezes sem um motivo. Você a amará e odiará. Porque ela é incrível.
Tudo o que Alasca quer é sair do que ela chama de labirinto de sofrimento e essa questão nos colocará a pensar. Como EU vou sair do meu labirinto de sofrimento?
Quais são as regras deste jogo e qual a melhor maneira de jogá-lo? (Página 33)
Eu divagarei a respeito disso: Nós escolhemos quais são as nossas regras e jogamos com tudo o que acreditamos. Exatamente como Alasca fez. Mas tudo o que é construído desmorona imperceptivelmente devagar. (Página 225) e não poderia ser diferente.
Você deve estar se perguntando o que este livro tem de tão especial. A própria sinopse não é atrativa, mas ele é construído a base de detalhes de sutileza. Ele te convidará a pensar. Eu li este livro querendo parar, pois não queria que acabasse. E queria terminar logo simplesmente porque precisava saber o final.
Então você tem duas opções agora:
(1) Você pode ler este livro, entender o que é o labirinto e correr, correr, correr.
(2) Você pode ler este livro, entender o que é o labirinto e tentar descobrir como sair deste sofrimento.

Algumas perguntas da vida terão de ficar sem resposta. Apesar disso, devemos aprender a perdoar e sem o blábláblá piegas de religioso fanático. Todos nós somos um pouco como Alaska.
Por agora, se vocês me dão licença, eu preciso pensar sobre como sair do meu labirinto.

http://livrosmemordam.blogspot.com
comentários(0)comente



Mey 22/08/2013

Decepção!
Eu tenho a péssima mania de acrediatar que quando um autor escreve um livro MARAVILHOSO todos os seus outros livros também são assim. E foi pensando assim que resolvi ler "Quem é você Alasca?" do John Green, isso porque ele escreveu um dos livros mais incríveis que eu já li: "A culpa é das estrelas". Resolvi que queria ler tudo que ele escrevesse, porque tinha certeza de que seria perfeito, mas eu não poderia estar mais enganada.

Não procurei saber do que se tratava o livro "Quem é você Alasca?", eu só meti na cabeça de que precisava lê-lo. Então depois de o tê-lo em mãos é que fui ler a sinopse do livro, quando terminei de lê-la imaginei que a estória era parecida com "As vantagens de ser invisível" e me animei mais ainda em começar a leitura.

Como era de se esperar de John Green temos um livro fácil de se ler, com uma linguagem informal, com gírias e palavrões. Mas muito bem escrito, é inegável que o autor é muito inteligente e gosta de demonstrar isso através de seus personagens, que tal qual a seu criador são inteligentissímos, beirando ao nerdismo. Porém alguma coisa faltou a esses personagens, eles não são tão encantadores quanto Hazel Grace e Augustus Waters, são pedantes e um pouco esnobes, sempre se achando superiores aos coadjuvantes, algo que me irritou bastante. A estória "tenta" ser triste, mas não me comoveu, acredito que isso aconteceu devido a minha falta de simpatia com os personagens.

A minha grande implicância com essa obra de John Green é devido a antipatia que pela personagem principal: Alasca Young. Que garota insuportável! Ela quer todos a amando e a indolatrando. Sempre quer ajudar os amigos, mas essa bondade não me convence, acho que ela só quer provar que eles precisam dela. Além disso tem a questão de ela ser bipolar, ao mesmo tempo que está bem, ela está chorando e pisando nos outros, é muito maluca! E mesmo tendo seus problemas pessoais, acho que suas atitudes não são justificaveis, e ela nem mesmo tem um tumor no cérebro para mudar sua personalidade, ela é uma megera, sem fazer esforço.

Todos esses motivos que citei acima me fizeram achar o livro do John Green bom, mas só porque ele escreve bem, já que estória em si não me tocou. Posso dizer que fiquei um pouco decepcionada, porque acreditava que finalmente tinha encontrado o autor que me faria amar tudo que escreve, por isso em alguns momentos eu me esforçava para gostar do livro, só pelo simples fato de ser escrito pelo Sr. Green, mas não foi dessa vez. Espero ansiosamente o próximo livro do autor "Teorema de Katherine" que pode fazer com que essa impressão ruim seja apagada.


site: http://agoraqueeusoucritica.blogspot.com.br/2013/03/quem-e-voce-alasca.html
Douglas 21/03/2013minha estante
Achei a sua resenha no mínimo péssima. Comecei a ler o livro hoje, estou no ínicio, na página 6 pra ser mais específico, mas nem precisou eu ter lido pra discordar das suas críticas "imaturas" ao livro. Primeiro que você acha que quando um autor escreve um bom livro ele não falha nunca e todos os outros precisam ser bons, mas o pior é você esperar que o livro seja igual "A Culpa é das Estrelas", com personagens encantadores e outros 500. Eu pesquisei muito a respeito de "Quem é você, Alasca?" O suficiente pra saber que os personagens não foram feitos para encantar com suas qualidades e que o autor tem maturidade suficiente pra não impor clichê a um livro fazendo sempre personagens cheios de qualidades, mas personagens que assim como nós somos cheios de defeitos, e pesquisei o suficiente pra saber que o objetivo do livro "todos tem um, intencional ou não, e diferente sempre" que esse livro foca mais na mensagem que passa ao leitor do que fazer você se tornar fã de Alasca ou de qualquer outro personagem do livro. Acho que mesmo eu que não li o livro poderia ter feito uma melhor resenha do que a sua. Preste mais atenção, e pare de assistir novelas, se for o caso. Pesquise bem um livro antes de ler, o Skoob foi feito pra isso, se não quiser ter outra "decepção" com "Teorema de Katherine". Aviso de amigo. :)


Mey 21/03/2013minha estante
Oi Douglas, que bom que você pesquisou sobre o livro, mas acho que você tem que pesquisar principalmente sobre uma coisinha chamada: OPINIÃO. Você tem todos os motivos para considerar minha resenha ruim, afinal é a opinião que você tem sobre o livro.
Não queria que o livro fosse igual "A culpa é das estrelas", mas esperava um tão bom quanto. Mas como afirmei, o livro não me cativou por não ter sentido uma identificação com os personagens como senti no outro livro. Simples assim!
Também gosto de pesquisar sobre os livros que leio, mas devido ao grande número de spoilers espalhados pela internet, incluindo o scoob, em alguns momentos prefiro me jogar em uma leitura sem conhecimentos prévios.
Concordo com você que personagens tem que ter defeitos, inclusive, gosto dos que tem defeitos porque isso os torna real. Mas esse não foi o motivo de não gostar desse personagens em questão, foi apenas uma falta de simpatia com eles e até mesmo uma expectativa exacerbada de que iria adorá-los.Algo, que como você criticou foi causado, pelo mal hábito de acreditar que um bom autor escreve sempre bons livros. Confesso que tenho essa péssima mania, temos defeitos como você disse.
E também não se deixe levar pelas opiniões alheias que você viu por aí, você, como eu, pode ter uma opinião diferenciada daquelas que fizeram parte de sua pesquisa.
Ah, também quero afirmar que não tenho tempo e nem simpatia por novelas, gasto mais o meu tempo estudando, trabalhando e lendo. E em momento algum citei algo sobre novelas, ou seja, você retirou isso de sua cabeça preconceituosa.
Aguardo ansiosamente para ler sua resenha, para ver o livro com outros olhos, além dos meus imaturos.


Aline Ramos 27/03/2013minha estante
Adorei sua resenha e concordo com vc. Por ter amado A culpa, esperei mais deste livro e fiquei um pouco decepcionada. Me lembrei tb de as vantagens de ser invisivel... tb achei a Alasca bem irritante. E na metade do livro desconfiei do que iria acontecer...


Paula 01/05/2013minha estante
Concordo com você. A culpa é das estrelas é excelente mas esse... A maioria das resenhas que li do Theorema Katherine tb não foram positivas, embora eu ainda não possa dar minha opinão com propriedade pq ainda não li, espero que seja melhor que esse.


Ana 02/10/2013minha estante
Você conseguiu definir tudo o que eu senti ao ler esse livro. Eu posso dizer que odiei a Alasca por ela ser uma megera, e odiei o Miles por ele ser egoísta, digo isso por que (inclusive foi uma das coisas que mais me deu raiva no livro) quando a Alasca morreu, ele não ficou triste pela tragedia, e sim por que ela não poderia voltar e cumprir a promessa de ''terminar depois''.


Ju 11/11/2013minha estante
Já esclarecendo: Eu não achei esse livro uma maravilha, longe disso. Achei ele "bonzinho" (mas ainda acho melhor que A Culpa é Das Estrelas, enfim).

Alasca é uma pessoa como tantas outras, que um dia acorda de um jeito, outro dia acorda totalmente diferente. E o Miles é a coisa mais comum que existe: é egoísta. Porque convenhamos, todos somos egoístas (em graus diferentes, é claro). Não achei nada de absurdo na composição dos personagens. John Green só quis mostrar pessoas normais, com defeitos e qualidades. =)


vic 13/04/2014minha estante
Eu só achei errado você ter comparado A Culpa é das Estrelas com Quem é Você, Alasca?


Adrian 09/05/2014minha estante
Mey, concordo com vc.. para mim tb foi uma decepção, não consegui tirar nada deste livro. Decepção!


Gisele 25/06/2014minha estante
É o terceiro livro do Autor que li e não gostei muito...Mas ele descreve bem certinho a arrogância de alguns adolescentes....eu tb estou com o Teorema KAtherine para ler, espero que esse me surpreenda.


Lari 18/08/2014minha estante
só existem dois tipos de leitores de quem é você, alasca? Um deles é o que odeia a Alasca e julga o livro ruim e o outro é que é apaixonado pela Alasca e ama o livro também. Eu sou do tipo que ama o livro porque acredito que os únicos capazes de entender o verdadeiro significado dessa história são aqueles que já passaram por algo parecido ou conseguem colocar-se no lugar dos personagens. Alasca é uma garota extremamente cheia de qualidades, ela é do tipo que sabe provocar, do tipo que você olha e pensa "ela não se importa, ela não tem sentimentos, ela só pensa em si mesma, ela é como uma cobra, seduz, chama atenção por causa de suas perfeições e faz todos provarem do seu veneno". Mas, na verdade, se pararem pra pensar, é com esse tipo de pessoa que a Alasca DEVE parecer para que o livro tenha um significado, porque o livro mostra que por mais perfeitas e felizes que as pessoas sejam, mais sofridas elas são por dentro. A Alasca tinha um grande problema, ela se culpava pela morte da mãe dela, quando na verdade não deveria, ela mesma diz no livro "vocês fumam pra se divertir, eu fumo pra momrer", ou seja, ela estava gritando por ajuda, ela estava desesperada, mas a imagem que passa é de vilã, quando na verdade é a vítima. A beleza do livro está em mostrar a realidade de muitas pessoas, no caso da Alasca, ela não foi ajudada, mas precisamos aprender com a história dela e reconhecer que muitas vezes aqueles que julgamos são os que mais precisam de atenção, de ajuda. O livro é extremamente inteligente, inclusive ao deixar o suspense: ela se matou? Ou não? Creio que sim, mas quem sabe?


Jul 23/01/2015minha estante
Entendo que é sua opinião, mas acho que você não soube se expressar bem.

Eu amei o livro e pra isso não precisei idolatrar Alasca. Tive que aturá-la, ao ler, convivi com seus defeitos, sua bipolaridade e sua história. Na verdade, acho o melhor livro que Green publicou. Porque me desafiou a pensar, me fez aturar os defeitos dos personagens (que não eram poucos), me fez ver que é realmente o que acontece na vida. Todos são um pouco Alasca. mesmo que não percebam.

Acho difícil gostar de "Teorema de Katherine", pois é mais um livro genial e que poucos simpatizam.


Caroline 26/08/2015minha estante
Nem consegui dar três estrelas pro livro.. tive que dar apenas duas mesmo. Realmente, a Alasca é um saco! Muito dramática, achando que tem todas as justificativas do mundo para ser louca e deixar todos girando ao redor dela. Até a escrita de Green não estava em boa forma neste livro. Pena que os "fanboys" e "fangirls" não consigam aturar críticas sobre o autor. Começo a achar que John Green é autor de um livro só, porque me decepcionei com os outros 2 livros dele. Apenas em "A culpa é das Estrelas" ele mostrou que um livro adolescente pode ser cheio de complexidade emocional. Nos demais, tenho me deparado com personagens egocêntricos, cheios de filosofia que a vida é feita de porres, drogas e cigarro. Que pena.


Drika 18/03/2016minha estante
Concordo com as suas críticas. Talvez por ser o primeiro livro do autor a narrativa foi mais "sem graça". Na verdade achei chatooooooooooo prá caralho. Custei a chegar na metade do livro e depois do "acontecimento" chave desisti. :p


Alexandra 26/04/2016minha estante
Sua resenha definiu bastante o que senti lendo esse livro. Na verdade, confesso que precisei me obrigar a lê-lo, porque na metade do livro eu já não aguentava mais. Na minha opinião, a leitura é entediante e vazia, os personagens não são tão marcantes e o enredo é, no mínimo, água com açúcar. Muito antes do "àpice" da história, quando o grande acontecimento ocorre e há o turbilhão psicológico na vida do protagonista, eu já havia deduzido o que iria acontecer, o que me fez perder totalmente a graça com a leitura. Então exceto pela boa escrita do autor, nada nesse livro me cativou ou me acrescentou algo além de tédio, o que é realmente uma pena.




spoiler visualizar
Andressa 06/01/2021minha estante
Preciso reler! Foi um dos meus livros preferidos também. Já faz tempo...




laura 17/12/2020

Como todo livro do John Green eu amei porém tenho ressalvas. Toda a parte do "Antes" é muito boa porque dá para se apegar com todos os personagens porém a partir do "Depois" com eles tentando descobrir exatamente o que aconteceu, poderia ter sido bem menos comprido. Achei que poderia ter dado mais destaque ao antes do que ao depois.
Gabi 17/12/2020minha estante
Achei a mesma coisa. Fui iludida até o final achando que ia descobrir quais foram as últimas palavras da Alasca...


laura 17/12/2020minha estante
Fiquei esperando muito as últimas palavras dela também. Achei que ia focar bem mais nisso, já que o Miles ama últimas palavras.


Nina 17/12/2020minha estante
Fui ler o comentário e levei um leve spoiler ?????


Bruno Oliveira 17/12/2020minha estante
Sempre achei o "antes" bem mais interessante, é a parte que faz valer a pena a leitura do livro. Achei a série da Hulu melhor que todo o livro.


Gabi 18/12/2020minha estante
Eu ainda não vi a série. Necessito assistir




bea 09/08/2020

Eu literalmente não senti nada lendo esse livro, achei muito sem pé nem cabeça e não teve nenhuma emoção para mim.
Andressa Gusmão 09/08/2020minha estante
Também não gostei... Uma amiga me presenteou com ele dizendo que era ótimo, mas foi um sofrimento pra terminar


Simei 09/08/2020minha estante
Também não gostei, li recentemente e achei muito ????


bea 09/08/2020minha estante
Tenho sempre a sensação de que li errado por conhecer pessoas que acharem ele incrível haha


Andressa Gusmão 09/08/2020minha estante
Simm KKKKKK Sinceramente, pra mim "tartarugas até lá embaixo" é infinitamente superior. Tudo o que não senti em "quem é você, Alaska" senti nesse outro




Eduardo Victor Souza 16/08/2012

Quem é você, Alasca?
Eu não sei como e nem porque me apaixonei por esse livro. Não sei se foi o fato de Alasca simplesmente ser Alasca, ou se foi pelo título, pela escrita ou pela maneira em que John Green nos conta esta maravilhosa história.

Miles, adolescente, um novo colégio, novos amigos, garota perfeita e comprometida, ele se apaixona. Cerne do clichê, com certeza. Mas o que está nas entrelinhas é a maneira em que o livro segue, toma um rumo diferente tanto no enredo quanto na forma em que é escrito, tornando-se algo fora do comum.

Quem é você, Alasca? retrata uma visão cotidiana e simplória, mostrando-nos a fragilidade da vida e o que podemos fazer com ela, nossas escolhas e os rumos que tomamos. Filosófico e juvenil, me prendeu no ponto certo, não por ser uma leitura fácil, mas sim por surpreender-me com cada página.
comentários(0)comente



gio 13/01/2021

Quem é você, Alasca?
Socorro, acabei agora e to destruída. Eu simplesmente amei esse livro! Fiz 10 marcações e achei esplêndida cada frase desse livro. Por mais que não seja o foco principal, adorei saber mais sobre algumas religiões.

Algumas frases que gostei:
(Se você ainda não leu, e gostaria de ler, não tem problema ler essa parte, pois não contém spoiler ü)

?Passamos a vida inteira presos no labirinto, pensando em como vamos escapar dele um dia, e como vai ser quando fizermos isso, e imaginando o que o futuro guarda para nós, mas nunca conseguimos de fato sair. Só usamos o futuro para fugir do presente.?
?Não dá para simplesmente ficar prolongando certas coisas para sempre. Chega uma hora em que o melhor a fazer é arrancar o Band-Aid. Isso dói, mas depois passa, e então vem o alívio.?
?Se as pessoas fossem chuva, eu seria uma garoa e ela, um furacão.?
?Chega uma hora em que tomamos consciência de que nossos pais não podem se salvar nem nos salvar, que todo mundo é arrastado pelas ondas para o fundo do mar - para onde, em suma, todos nós iremos.?

Amei essa edição, nela temos perguntas que são respondidas por John Green, algumas cenas cortadas e diversas outras coisas.

Agora vou em busca de um grande talvez.:))
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Juh 14/04/2020

Horrível
Li no ano passado e foi o pior livro que já li na vida. O livro é, resumidamente, uma garota extremamente confusa e sem a menor responsabilidade afetiva com as pessoas ao seu redor, imatura e obstinada por atenção e o garoto é obcecado por ela e em descobrir por quê ela morreu, fim.
carolis 14/04/2020minha estante
Hmmm achei ofensivo ein ?


jean 14/04/2020minha estante
Achei polêmico, posta mais


lumalindolfo 14/04/2020minha estante
Tb não gostei


Nanda 14/04/2020minha estante
Esse eu não li mas li Cidade de papel e odiei


Juh 14/04/2020minha estante
Cidades de papel eu so assiti ao filme mas tmb nao gostei, outro garoto obcecado...


Thalyta 21/04/2020minha estante
Também não gostei, tive que abandonar! ?


Dani 24/04/2020minha estante
Eu também odiei. Esperava pelo menos que no final do livro, descobriríamos sobre a morte da Alasca mas nem isso o autor se deu o trabalho de fazer, parece que largou a história pela metade.


Rikkk 29/11/2020minha estante
OLHA O SPOILER FILHA DA PUTA




2059 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |