1º a Morrer

1º a Morrer James Patterson




Resenhas - 1º a Morrer


52 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Zana 26/04/2020

Surpresa e reviravolta!
Um serial killer matando com requintes brutais noivos e noivas no dia dos seus casamentos. São estes tipos de assassinatos que a inspetora de homicídio Lindsay tem que lidar profissionalmente ao mesmo tempo em que circunstância de vida e morte acontece em sua vida privada. Fragilizada, talvez única explicação aceitável para essa decisão antiprofissional perante a envergadura do seu cargo, recruta três amigas interligadas em seu ambiente de trabalho para executar investigações paralelas. Seus objetivos são descobrir e pender mais rapidamente o assassino. Dentre outros adjetivos elas se intitulam o 'Clube das Mulheres contra o crime'.

( 1º a morrer é o primeiro livro de James Petterson derivado desse clube. Ao todo são nove livros que compõem a
Série Clube das Mulheres contra o crime, a saber:
1º a morrer
2ª chance
3º grau
4 de julho
5º cavaleiro
6º alvo
7º céu
8ª confissão
9º julgamento).

James Petterson tem uma escrita clara e direta, sem nenhuma enrolação ou mimimi, o que torna a trama ágil e bem palatável! Ele conduz magistralmente o leitor a ter dúvidas e suspeitar da direção em que se desenrola os acontecimentos. A elaborar teorias e certezas para no final apresentar reviravoltas surpreendentes e deixar o leitor com cara de tacho!

Para essa leitora que se autodenomina uma anta investigativa foi uma armadilha fatal, Petterson com certeza surpreendeu! Talvez para quem seja 'Cérebro' não funcione tanto assim, mas pela história fluída e pela escrita vale a leitura. Recomendo!
comentários(0)comente



Naomi.Nisiyama 20/03/2020

Investigação criminal e um clube de mulheres
Não sei o que mais me chamou atenção... A investigação em si, os personagens fascinantes ou o poder feminino retratado com uma sensibilidade incrível.
Vale a pena ler!
comentários(0)comente



Tati.Lima 18/03/2020

Sobre esse livro...
Este livro foi meu primeiro contato com o escritor James Patterson, e só posso dizer q estou impactada. Q livrão!!! Q história tensa. A gente vai lendo, e a história te leva a uma linha de pensamento, vc crê na identidade do assassino. Então, acontece uma situação e aquilo q vc pensava, cai por terra, e a história ruma pra outro desfecho, levando os fatos e revelando outro assassino. Então, eu pensei : " Ahhhh, realmente esse desfecho faz mais sentido". Acontece, então o q eu e tenho certeza q ninguém q tenha lido este livro pensou. NAS DUAS ÚLTIMAS PÁGINAS, PODE ACREDITAR, ACONTE OUTRA SURPREENDENTE REVIRAVOLTA Q, PELO MENOS A MIM, SURPREENDEU ABSURDAMENTE..Eu não esperava nem de longe por aquele desfecho. Nossa, totalmente incrível e perfeito. Eu amei e achei estupendo. É o Clube das Mulheres contra o Crime, mais maravilhoso. Q incrível a sintonia entre elas e a amizade q elas passam a ter. Q personagens maravilhosas. Recomendado este livro demais. UMA LEITURA SENSACIONAL. Nota : 5 / 5
comentários(0)comente



Andressa.Soares 27/02/2020

Clube das Mulheres contra o Crime
Primeiro livro do clube das mulheres contra o crime. Um livro cheio de reviravoltas. Gostei
comentários(0)comente



mirna 21/04/2019

1° a Morrer - Clube das Mulheres Contra o Crime
Adrenalina do começo ao fim!!!
James Patterson arrasou nesse suspense policial. Colocou uma protagonista policial com um problema nada comum em um personagem, reuniu 4 mulheres fortes, inteligentes e decididas que dão início a essa série fantástica de livros. Com uma trama repleta de reviravoltas, o livro me conquistou do início ao fim. O olhe que fim foi muuito surpreendente e revelador. Só teve uma coisa que me entristeceu. Não passo revelar rsrs.
comentários(0)comente



Myrelando 17/09/2018

Clube das Mulheres contra o Crime
Lindsay (Inspetora da homicídios), é designada para solucionar um caso de assassinatos contra recém-casados, mas ela não vai fazer isso só, ela conta com a ajuda das meninas Claire (Médica Legista), Cindy (Repórter Policial) e Jill (Assistente da Promotoria), assim nascendo o 'Clube das Mulheres Contra o Crime'. Mesmo doente, a Detetive está empenhada a achar esse psicopata, e com a ajuda das meninas, isso pode ser possível. O Caso fica cada fez pior, as mortes cada vez mais horríveis, e só o que pode ajudar a solucionar tudo isso, são os detalhes. .

Uma Narrativa que te prende do começo ao fim, e a curiosidade de saber quem é esse louco, e com o poder das mulheres em ação, me fez AMAR esse primeiro livro da série. Recomendo de mais.

site: https://www.instagram.com/p/BdTdYzND8nC/?utm_source=ig_web_copy_link
comentários(0)comente



Andrey Duarte 21/01/2018

Drama, ação, romance e suspense garantidos
James Patterson entrega aqui não somente um romance policial repleto de ação, principalmente no final, como também consegue tocar no seu emocional e lhe trazer diversos momentos tristes no decorrer da história.

Uma das coisas mais sensacionais em 1° a morrer é, sem dúvidas, a descrição das mortes, tendo em vista que o próprio assassino descreve como tudo acontece e como tudo aconteceu, mesmo que você não saiba a identidade do mesmo.

Por mais que seja um dos melhores pontos do livro, a descrição vai pecar um pouco quando nos referimos aos personagens, visto que são mais detalhadas no decorrer da história e não de uma vez, mudando diversas vezes como você imaginava o personagem.

Apesar disso, o livro entrega um casal com uma química notória e promete partes tristes no que se refere também ao problema de saúde enfrentado por Lindsay.

Nessa alternância entre o drama, o romance e a ação, o suspense não é deixado de lado, quando pensamos ter desvendado todo o caso, o autor nos traz um epílogo fantástico, portanto, espere revelações até o último parágrafo.

O livro consegue prender você de uma incrível, com capítulos curtinhos que sempre deixam um gostinho de "quero mais" na última linha.

Nota: 5/5
comentários(0)comente



Hester 15/08/2017

Achei bem fraquinho, naif.
comentários(0)comente



Bells - @brumbells 06/04/2017

Este livro, que dá início à extensa série O clube das Mulheres Contra o Crime, apresenta Lindsay Boxer, a policial da divisão de homicídios de sua cidade que acaba de se deparar com um duplo assassinato que está chocando a todos: um casal fora brutalmente assassinado em sua noite de casamente num luxuoso hotel no estado da Califórnia. Caberá então à Lindsay investigar este caso, que está sendo um verdadeiro mistério a todos na polícia da região.
Enquanto Lindsay conduz as investigações com Chris Raleigh, um capitão designado pelo governo para acompanhar Lindsay neste caso em específico, a jornalista Cindy Thomas vê no brutal duplo homicídio uma chance de mostrar seu potencial como repórter da seção policial do jornal onde trabalha, e assim decide ir até a cena do crime para tentar obter seu “furo de reportagem”, onde conhece meio que por acaso a policial Lindsay.
No decorrer das investigações, Lindsay decide visitar o necrotério onde trabalha a médica legista Claire Washburn, sua amiga e conselheira, que com sua exímia habilidade de investigação através da morte, será de vital importância para a solução deste caso.
Entretanto, mesmo com todo aparato a sua disposição, a polícia local ainda vê o caso como um grande mistério, o que leva Lindsay, Cindy e Claire a unirem forças e formarem o “Clube das Mulheres Contra o Crime”, fazendo investigações por conta própria, cada uma em suas respectivas áreas de atuação. Então outro casal é assassinado da mesma forma, o que leva Lindsay a crer que se trata de um serial killer maníaco por recém casados - o que já facilita nas buscas pelo assassino. Eis então que surge Jill Bernhardt, assistente da promotoria conhecida por seu exímio talento nos tribunais e que servirá de grande ajuda às investigações “paralelas” do grupo.
Agora a descoberta do assassino está nas mãos dessas quatro mulheres, que se mostram as melhores no que fazem tendo ainda que lutar por suas carreiras - que poderão ficar em risco - num mundo profissional dominado pelos homens.

Não sabemos para que lado o trem foi se olhamos só para os trilhos.
(James Patterson)

Com uma trama repleta de reviravoltas, o livro me conquistou do início ao fim (literalmente ao fim, já que até o último parágrafo foi revelador). Estou fascinada com essa história e mal posso esperar para continuar a ler essa série do James Patterson, que sem dúvida já ganhou uma nova fã!

site: http://attraverso-le-pagine.blogspot.com.br/2017/04/resenha-livro-1-morrer-james-patterson.html
Thais 04/07/2017minha estante
Tô querendo muito ler esse livro ? onde vc achou pra comprar?


Bells - @brumbells 05/07/2017minha estante
Comprei ele usado, direto com a antiga dona. Acho que você deve encontrar pra comprar no site Estante Virtual ;)


Thais 05/07/2017minha estante
Vou procurar, obrigada :)




Eder Ribeiro 28/03/2017

Trama boa, enredo sofrível
A trama até que é boa, mas o enredo é pueril. Das trezentas e poucas páginas, se retirasse duzentas, o livro seria ótimo. Enfadonho, previsivel, e o pior de tudo, nenhuma personagem causa empatia. E para finalizar, parece que a construção do vilão foi esquecida pelo autor e devido a isso, o livro é sofrível por falta de drama e suspense. Não recomendo.
comentários(0)comente



HARRY BOSCH 04/03/2017

Suspense
É o primeiro livro da Série "Clube das Mulheres contra o crime",apresenta um bom suspense,porém previsíveis em alguns capítulos,mas que promete surpresas até a última pagina.
comentários(0)comente



Lari 02/02/2017

1ª A MORRER
Anteriormente publiquei uma resenha do 5º livro desta série que descobri ser longa, mas por enquanto irei continuá-la. Um gênero que gosto de ver em séries mas nunca tinha lido nada até agora. Com suspense, investigação policiais, dramas familiares, doenças e romances iniciados e terminados de forma trágica são coisas que nos aguardam neste primeiro volume.

O Clube das Mulheres Contra o Crime se forma no meio da leitura. No início conhecemos a tenente e inspetora Lindsay Boxer que ainda está se acostumando com seu novo cargo, em diante temos a médica legista Claire Washburn - foi com ela que me identifiquei, sua força de vontade, o amor ao seu trabalho e ao seu marido me tocaram bastante -, a repórter policial Cindy Thomas, - quero ser jornalista mas não de campo como ela, nos meus planos estão em ficar em um escritório no começo, quem sabe depois viajar pelo mundo ein, hahaha- e por última e não menos importante a assistente de promotoria Jill Bernhardt.

Neste primeiro volume já nos traz crimes que mexerem um pouco comigo. Um assassino está a solta, onde ele escolhe alguns casais de noivos que irão se casar em breve e simplesmente os mata e pra piorar e me deixar com mais raiva, ele ainda abusa das esposas, depois de matá-las. Ai, juro que fiquei indignada com isso.

"Estava tudo em aberto agora. O caso, a minha carreira, todos os objetivos da minha vida. Os riscos também tinham mudado. Eu estava andando por aí com uma bomba-relógio tiquetaqueando no meu peito, muito bem presa, incendiária. E o pavio lento que ia desaparecendo era tudo que eu pensava que podia ser."

Lindsay fica totalmente perplexa quando chega a cena do primeiro crime e claro, se emociona com a cena. Uma mulher vestida de noiva morta, onde não pôde nem aproveitar sua noite de núpcias com seu atual marido. Cindy é uma repórter destemida que sempre faz de tudo para chegar o mais próximo possível das cenas dos crimes e assim ela conhece Lindsay e depois elas mantém um pequeno acordo, onde Lindsay irá lhe dizer em primeira mão, algumas informações, mas nada para deixar a investigação em risco.

Claire é amiga de longa data de Lindsay. Médica-legista muito respeitada e com ótimas descobertas criminais em seu currículo, é a ela que nossa tenente corre em busca sempre que precisa de novas provas para ter um melhor andamento nos seus casos. Jill é a promotora mas que neste livro, pra mim não teve tanta importância, contudo no 5º livro que li antes deste primeiro volume, ela tem um grande destaque.

Além de todas se juntarem em um bar, em alguns dias na semana, para se ajudarem no caso. Sim, elas vão tentar resolver o caso juntas e assim ter um rápido andamento e prender este serial killer que mata inocentes, temos pequenos detalhes da vida pessoal de algumas delas.

"- Eu sou médica. Vejo a morte todos os dias. Conheço as causas e os sintomas, a ciência de trás para frente. Mas não posso curar.""-Você nos cura o tempo todo - disse Edmund. - Você me cura todos os dias da minha vida. Mas há momento em que nem todo o seu amor e sua incrível inteligência são capazes de mudar as coisas."

Lindsay tem a companhia de sua cachorra Martha, sua companheira fiel que lhe escuta já que esta mora sozinha, mas ela tem um pequeno romance com seu novo companheiro mas que este não se batem no começo, e não acaba bem para os dois no final. Confesso que fiquei bastante triste com o desfecho que James fez para os dois, mas entendo seus motivos já que nem tudo são flores e pra "melhorar" mais a situação, Lindsay descobre que tem uma doença que pode colocar sua vida em risco.

Vou logo avisando, que esta série não é para quem tem corações fracos e gostam de romances fofos e não estão acostumados com assassino frios e sem coração. Para mim, foi uma leitura bastante agradável, apesar de não ter muito contato com livros que tem mais detalhes das cenas, e o enredo é mais rico do que filmes e séries.

As personagens são bem aproveitadas, cada um com seu papel e com sua importância, pena que algumas tiveram mais atenção neste volume e outras ficaram um pouco atrás. A capa é linda tendo a ponte Golden Gate de São Francisco onde a premissa ocorre durante todo o livro. Não encontrei erros de diagramação e as folhas amareladas ajudam na leitura. Os capítulos são pequenos e rápidos e não atrapalham em nada na leitura. Ansiosa para continuar a leitura desta série eletrizante.

site: http://brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br/2016/09/resenha-1311-morrer-clube-das-mulheres.html
Thais 04/07/2017minha estante
Onde vc achou pra comprar esse livro? Tô atrás, sem sucesso ?




uaidessa 15/11/2016

adorei
romance policial do jeito que eu gosto, super recomendado.
trama envolvente e personagens cativantes.
Lia 15/11/2016minha estante
Quero ler!!!


uaidessa 15/11/2016minha estante
É ótimo. Estilo a série mortal




Dâmares Dias 31/10/2016

1º casar, depois morrer...
Comecei a ler os livros do "Clube das Mulheres contra o crime", de James Patterson, com o livro "4 de Julho", só depois soube da existência dos três livros anteriores: 1º a morrer, 2ª Chance e 3º Grau...
Como já havia lido os outros livros da série (4 de Julho, 5º Cavaleiro, 6º Alvo, 7º Céu, 8ª Confissão e 9º Julgamento), já conhecia as suas personagens principais: Lindsay Boxer, a investigadora de Homicídios de São Francisco; Claire Washburn, médica legista; Cindy, a repórter; e Jill, que trabalha na promotoria (que é a única personagem que não aparece nos livros "4 de Julho" e seguintes).
Nesse livro de James Patterson, o caso que está sendo investigado é o de um assassino de noivos, que mata casais recém casados sem deixar pistas, ou melhor, deixando pistas que levam os investigadores justamente para onde ele quer.
Lindsay se vê com esse caso nas mãos, e ao mesmo tempo que acompanhamos as investigações, o autor também traça um perfil mais pessoal dessa personagem, que lida ainda com os resquícios do seu divórcio e com um novo parceiro no seu trabalho.
Diante da dificuldade que a policia encontra em resolver o mistério, Lindsay resolve juntar-se as suas amigas, para que cada uma, dentro de sua especialidade ajude na solução do mistério.
E aqui está o primeiro motivo pelo qual gosto da série (e gostei desse livro em particular): não é só a investigação dos assassinatos, mais também a amizade e os desafios de cada uma das personagens, não é um livro apenas "policial", mais aqui há aquele "papo de mulher", que dá um pouco de leveza a narrativa e as vezes desvia o foco para a vida particular das personagens.
Outro ponto legal desse livro (que também se repete em outros dessa série) é que a narrativa do crime é feita em 1ª pessoa, pelo assassino... Ou seja, o leitor não sabe quem é, mas tem a descrição de como tudo ocorreu, e até uma certa noção do "motivo".
Todo desenrolar da história foi bom, os capítulos são curtos e há a alternação dos personagens na narrativa...
Porém apesar da história ser boa, achei o final meio surreal, daquele tipo: surpresa na última linha, da última página.
Mesmo assim "1º a morrer" está lido e recomendado...

site: lifalei.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Ana Paula Dalla Lana 19/10/2016

1º a morrer
1º livro da série O Clube das Mulheres Contra o Crime, é uma trama envolvente, quando comecei a ler lembrei de outro livro do James Patterson, Assassinos do Cartão Postal, achei que seria meio parecido, mas nada disso, totalmente diferente, com um assassino frio que mata casais em lua de mel.
Neste livro o autor nos apresenta os principais personagens e como vai se formando aos poucos o clube das mulheres contra o crime.
Conta também um pouco da vida de nossa protagonista, a inspetora Lindsay Boxer.
Com reviravoltas e um final surpreendente (como já é marca registrada de James Patterson), é de tirar o fôlego.
comentários(0)comente



52 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4