Radiante

Radiante Alyson Noël




Resenhas - Radiante


114 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Sandra de Oliveira 04/07/2011

Riley Bloom, a irmã fofa e divertida de Ever Bloom (Os Imortais) com um livro só para ela. Corre comprar e ler, por que deve ser incrivelmente legal, certo? ERRADO!

Se você espera encontrar aquela menina tão cheia de encanto e charme, sempre com uma pérola para lá de engraçada na ponta da língua, dividindo sua vida (ou melhor, pós vida) da maneira mais leve, terna e interessante, vai se decepcionar com esse livro. Pelo menos, foi assim que me senti: decepcionada e jogada numa leitura infanto-juvenil que peca em vários quesitos.

Alyson Noël já havia dado uma bela e federal derrapada na série Os Imortais, sobretudo nos dois últimos livros lançados aqui, Terra de Sombras e Chama Negra.

Mas ainda dávamos o direito de nos gabar de que a personagem de Riley roubava a cena quando aparecia, era uma das poucas coisas boas que salvavam a história e lamentamos até dizer chega quando ela foi meio que tirada da história.

Pensar então num livro que conta sua passagem da vida para a morte foi um grande chamariz para atrair a nós, os desavisados.

Particularmente, a impressão que tive ao acompanhar a aventura de Riley com Buttercup e agora a companhia do “guia” Bhodi, treinando e orientando a garota em sua nova função como Apanhadora de Almas, com a primeira missão de convencer a travessia do Garoto Radiante, mais um dentre tantos outros fantasmas que não aceitam deixar o plano terreno, é de que Riley se tornou Ever, o que significa em outras palavras que o encanto se perdeu e ela adquiriu todos os vícios chatos de sua irmã: deixou de ser descolada, engraçada e divertida e ficou reclamona.

Alyson Noël deu uma estrutura redondinha à história, situando os personagens numa trama que até pode agradar alguns, principalmente se você não leu a série Os Imortais, com soluções rápidas, tudo muito bem explicadinho, inclusive no que se refere ao título do livro, capa, cores usadas e afins, mas errou a mão ao nos mostrar uma Riley um pouco diferente daquela garota legal de Os Imortais.

E alguém POR FAVOR ME EXPLICA a mutação sofrida por Buttercup, o animal de estimação de Riley? Não vou detalhar por ser um tremendo SPOILER, mas gostaria muito, muito mesmo de entender se isso é algo que passou batido pela tradução ou foi uma mudança feita pela autora. Não é o fim do mundo, mas faz toda a diferença no contexto se você pensar que histórias que rendem outras histórias devem ter certo cuidado em manter características e detalhes do seu início.

A leitura decepcionou, e quanto à sua continuação, ainda sem título em português, é um caso para se pensar e ainda não sei se vou continuar a acompanhá-la. Por hora, vale lembrar que é uma leitura tão rápida quanto esquecível.
RENAN. ' 13/11/2011minha estante
eu comprei este livro recentemente e pretendo ler o mais rapido possivel >.


Danieli 11/01/2014minha estante
Oie, queria saber se ele é um tipo de continuição de imortais, pois compreis os 2 primeiros por 4 reais cada, e nn li imortais, e nem tenho será que devo ler imortais antes??Obrigado




Camila Ramos 23/02/2012

Radiante. O que dizer de um livro quando se espera muito e vem pouco? Não vou nem falar tanto.

Tudo bem que quando li Radiante, a série Os Imortais não estava lá num momento bom. Mas eu fui esperançosa com esse livro porque a personagem principal é a Riley. E eu sempre gostei dela na série Os Imortais. Mas definitivamente essa Riley que eu li aqui não era a mesma de antes. Ainda queria saber o que a autora fez com ela?...

O livro foi chato, o cenário foi chato, os personagens foram chatos. A narrativa foi cansativa, o que parecia impossível num livro desse tamanho. Eu li num dia só, mas minha cabeça já não agüentava mais. Eu tava contando cada página pra terminar. Dei 2 estrelas pro livro, por que? Teve uma página ou outra que me prendeu. E um único personagem que TALVEZ tenha salvado a estória: o cachorro Buttercup.

Tá, exagero. Mas dá pra ver como foi difícil e decepcionante esse livro. Não sei se vou continuar a ler os próximos volumes. É uma pena, porque eu adoro as capas dessa série, todas lindas! Quem sabe um dia... :/
Gabi 13/11/2012minha estante
Concordo plenamente, não sei se foi o fato da autora não ter muito o que contar e ficou enrolando um tempão até chegar no ponto...
Me senti desconfortável, louca para que a leitura acabasse e absurdamente cansada '-'


Gabi 13/11/2012minha estante
Concordo plenamente, não sei se foi o fato da autora não ter muito o que contar e ficou enrolando um tempão até chegar no ponto...
Me senti desconfortável, louca para que a leitura acabasse e absurdamente cansada '-'


Gabi 13/11/2012minha estante
Concordo plenamente, não sei se foi o fato da autora não ter muito o que contar e ficou enrolando um tempão até chegar no ponto...
Me senti desconfortável, louca para que a leitura acabasse e absurdamente cansada '-'


Gabi 13/11/2012minha estante
Concordo plenamente, não sei se foi o fato da autora não ter muito o que contar e ficou enrolando um tempão até chegar no ponto...
Me senti desconfortável, louca para que a leitura acabasse e absurdamente cansada '-'


Danieli 11/01/2014minha estante
Oie, queria saber se ele é um tipo de continuição de imortais, pois compreis os 2 primeiros por 4 reais cada, e nn li imortais, e nem tenho será que devo ler imortais antes??Obrigado


Mandy luizari 04/04/2015minha estante
Concordo em tudo.
Este livro e mto chato em tudo mesmo só li este livro ate o final porque comprei eu sou daquelas que tudo que eu compro eu leio ate o final mesmo não gostando do livros pois como gastei o dinheiro tenho que no minimo ler .
mais com certeza não irei continuar este serie e provavelmente irei trocar este livro no sebo e pegar outro melhor.




Rachel L 24/05/2011

Radiante (Riley Bloom #2)
Radiante é o primeiro livro da série Riley Bloom, que é uma série paralela a “Os Imortais”. Não pude esconder minha animação quando soube desta série, da Alyson. Uma só da Riley, uau! Eu sempre gostei da Riley e senti muita falta dela no segundo livro.

O livro inicia-se, basicamente, com a morte de Riley. Depois de cruzar a ponte e ir para o Aqui e Agora. Este é o lugar e essas são as horas, para qualquer um a quem você pergunte. Riley reencontrou os pais e até o Buttercup, que está bem presente a história inteira. Logo, ela descobre que também tem que ir para a escola, que é bem diferente da terrena: ninguém te obriga a ficar lá dentro, você não recebe uma agenda de horários e muito menos de matérias, o que deixa Riley perdida.

Ela já não estava gostado de Aqui; sempre amara sua antiga vida e insistia que era lá onde pertencia, para onde queria voltar. Tanto que ficou tanto tempo com Ever. Mas ela percebe que vai gostar menos ainda quando tem que ir para uma espécie de Conselho, onde revêem sua vida inteira – o que, por ela, é simplesmente terrível. Depois, o Conselho descobre um função que lhe é apropriada: Apanhadora de Almas.

Junto a Bodhi – popularmente conhecido como Bobão – ela volta para a Terra para participar da sua primeira lição, que é fazer com que o Menino Radiante parasse de assombrar pelo plano terreno e cruzasse a ponte, como ela fez. Sua primeira missão como Apanhadora de Almas. Instruir pessoas que já morreram a fazer exatamente o que ela resistiu tanto: cruzar a ponte.

Eu simplesmente adorei este livro, tanto que li num segundo. Não é tão grande quanto os da série ”Os Imortais”, mas é ótimo. Você mal percebe o tempo passando, as páginas acabando… Enfim. A diagramação também ficou ótima! O livro é todo lindo, os números dos capítulos com aquele floreio, a capa! E que capa! Ela explica tanta coisa. E ainda temos narração rápida da Alyson, com os pensamentos divertidos da Riley, adorei!

Mal posso esperar pelo segundo! O livro dois da série chama Shimmer, o terceiro Dreamdland e o quarto, Whisper. Mundialmente falando, temos até o segundo livro lançado. Aqui no Brasil Radiante acabou de sair.

FICHA TÉCNICA:
Título Original: Radiance
Autora: Alyson Noel
Editora: Intrínseca
Danieli 11/01/2014minha estante
Oie, queria saber se ele é um tipo de continuição de imortais, pois compreis os 2 primeiros por 4 reais cada, e nn li imortais, e nem tenho será que devo ler imortais antes??Obrigado




Camila 29/05/2011

Radiante
Depois de me decepcionar cada vez mais com o andamento da série Os Imortais, fiquei na dúvida se leria ou não essa série! Mas decidi que daria uma chance à autora e pensei que gostaria mesmo de saber o que aconteceu com a Riley.
Dessa vez não me decepcionei! Adorei a proposta criada pela autora e fiquei realmente surpresa! Gostei em especial do Bhodi! Espero que a série continue nesse ritmo agradável e não caia na desgraça como Os Imortais! Se bem que, eu reclamo, mas vou ler a série até o final! hehehe

www.leitoracompulsiva.com.br
milena 02/09/2011minha estante
Eu reclamo e muito de Os Imortais e ja comentei isso em resenhas mas também quero ler até o final! Vai ser dificil aturar Ever por mais dois livros mas nao faz meu estilo deixar uma série inacabada :(


Indi 20/03/2012minha estante
hahaha, essa é a saga de todo bom leitor, nunca abandonamos uma leitura pela metade... Também tive vontade de desistir do livro, mas li até o final, e até que valeu a pena, o ultimo livro foi o menos enrolado de tdos.


Danieli 11/01/2014minha estante
Oie, queria saber se ele é um tipo de continuição de imortais, pois compreis os 2 primeiros por 4 reais cada, e nn li imortais, e nem tenho será que devo ler imortais antes??Obrigado




Liz 09/09/2012

Adorável !
Achei esse livro em uma pilha de outros livros. E só. Não estava procurando por ele, nunca nem tinha ouvido falar dele. Conhecia Alyson por conta da série '' Os imortais'' mas tinha um certo preconceito com ela. Me envergonho totalmente disso depois de ler Radiante. Nunca mais vou julgar uma autora antes de ler alguma coisa dela. Radiante é incrível ! E sinceramente, estou até pensando em ler '' Os imortais'' *0*

O que me atraiu foi a sinopse. Me lembrou muito A Mediadora, mas na verdade é bem diferente. Susannah trabalha da terra pro céu ( ou não ), Riley trabalha do céu pro céu. E isso é muito legal. Primeiro porque toda a concepção de ''céu'' que alyson constrói é tão legal que seria muito, muito bom mesmo se fosse assim de verdade. Talvez até seja.

Radiante conta a estória de Riley Bloom, personagem também de outra série da autora Alyson Noel. Mas se você não leu, não se preocupe, não vai deixar de entender nada. Riley morreu em um acidente de carro junto com seus pais e seu cachorro Buttercup. Agora ela se econtra em Aqui, junto com outras almas e, curiosamente, as coisas são bem diferentes do que ela pensava. Tanto que recebe uma missão. Acompanhada por seu guia, que descobre ser um garoto bem esquisitão chamado Bodhi, Riley deve convencer um dos fantasmas mais teimosos do mundo a '' ir para a luz ''. O que Riley ( e nem eu ) sabia é tudo isso seria tão divertido !

Riley é muito engraçada e Bodhi muito fofo. Sou louca por cães, então a presença de Buttercup pra mim foi muito legal mesmo. A estória é bem amarrada e, o que me surpreendeu, muito madura. Não vejo a hora de ganhar os outros livros da série que eu espero que seja enorme *o* . Súper recomendo !
Danieli 11/01/2014minha estante
Oie, queria saber se ele é um tipo de continuição de imortais, pois compreis os 2 primeiros por 4 reais cada, e nn li imortais, e nem tenho será que devo ler imortais antes??Obrigado


Liz 09/08/2014minha estante
Oi Danieli,

Eu li sem ter lido Imortais e realmente isso nao me incomodou e eu gostei muito de Radiante mesmo assim. Mas acho que lendo Imortais antes a experiencia de ler Radiante vai ser mais completa e talvez vc ate entenda coisas que para mim nem me chamaram a atencao no livro. Mas necessario de ler nao e nao :)




Maíra K. 15/04/2012

RADIANTE - RILEY BLOOM #1
Confesso que não li NADA da série Os Imortais, mas fiquei muito curiosa pra ler as aventuras de Riley Bloom, (risos).

“(…) A maioria da pessoas acha que a morte é o fim.
O fim da vida - dos bons tempos -, o fim de... bem, praticamente tudo.
Mas essas pessoas estão enganadas.
Completamente enganadas.
Eu sei muito bem. Faz quase um ano que morri.”

Riley Bloom é uma menina chata, egoísta, irônica, sarcástica e só faz o que quer sem, é claro, pensar nas consequências. Além, de também, ser frustrada porque morreu antes de completar 13 anos (ela fala o tempo todo sobre isso! E dá vontade de bater nela!). E, por isso, passa a maior parte da história reclamando sobre como sente bastante falta de sua vida terrena, na qual era uma garota que seguia todo e qualquer passo da irmã mais velha, tentando tornar-se visível. Mas calma! Não abandone a leitura agora!

“(…) - Pedi pra ficar fora disso. Mas nããão, você não me escutou. Você nunca escuta. Tem problemas sérios em escutar - Ele balançou a cabeça e continuou: - E a verdade é que eu não sei bem o que fazer com você, Riley. Nem mesmo tenho certeza de ser mesmo o guia certo pra você. Quer dizer, é bem óbvio o quão é difícil pra você tentar me respeitar.”

Após realizar a travessia, Riley descobre que a morte não é exatamente como ela imaginava. Em Aqui e Agora (como é denominado o céu), todos executam tarefas determinadas pelo Conselho, ou seja, todos têm o seu papel, o que faz com que haja harmonia plena naquele lugar (pra esse pré-adolescente, revela-se um local mais que monótono e, por isso, ela vai reclamar bastante também, haha). Ela, então, torna-se uma Apanhadora de Almas e, juntamente com seu guia, Bodhi, e seu querido Labrador, Buttercup, ela terá que livrar um castelo da Inglaterra de uma assombração centenária: o garoto Radiante.

E, a partir daí, a trama desenvolve-se, completamente diferente, daquilo que eu esperava! Um livro que é uma graça e, simplesmente, doce e muito agradável de ler nas horas vagas.

Resenha publicada aqui: http://gabiiem.blogspot.com.br/2012/03/resenha-do-leitor-radiante-riley-bloom.html
comentários(0)comente



Flávia C. 02/06/2011

Mesmo que a série Os Imortais esteja me decepcionando cada vez mais, assim que vi Radiante vendendo, resolvi ler. Foram 3 os principais motivos que me levaram a comprar:
1. Eu amei a capa. Eu sei que não devemos julgar um livro pela capa e blábláblá, mas ela é tão fofa.
2. Eu adoro Riley. Ela foi uma das minhas personagens preferidas, senão a preferida, de Os Imortais.
3. O livro é muito pequeno. Muito menor do que eu imaginava. Ou seja, é rapidinho de ler e barato também. Win-win.

Radiance conta a história de Riley, a irmã de Ever, que morreu e agora, finalmente, atravessou a ponte. O que tem depois da ponte? O que, afinal, acontece após morrermos?
A idéia é boa e as primeiras páginas me lembraram muito um outro livro que eu li (Em Outrolugar), porém depois de alguns capítulos descobri que não tinham realmente nada a ver um com o outro.
Riley é engraçadinha, mas, bem, ela tem 12 anos. E o livro é narrado por ela, então a narração é bem infantil e bem pré-adolescente mesmo.
O livro é fofo. Muito fofo. Foi essa a impressão que eu tive; passei a primeira metade inteira do livro querendo abraçá-lo. Mas só isso também. A história em si não é muito emocionante. A "missão" de Riley é super fácil e resolvida em um piscar de olhos, fiquei achando que ia acontecer algum revira-volta, porque não podia ser só aquilo, mas nada mais aconteceu.
Eu fiquei esperando por um cross-over com Ever, mas não teve nenhum, talvez até tenha nos próximos livros, não sei.

Resumindo, o livro não é um must-read nem nada, mas é bonitinho e rápido de ler, dá para ser lido em poucas horas. Acho que é bom para relaxar um pouco; dar uma pausa em livros mais sérios e tensos, ou até mesmo para quem não anda com muito tempo de ler e quer ler alguma coisa despreocupante.
Vih 30/09/2012minha estante
Ah... odiei o livro.
Só isso que tenho a dizer.
Esperava mais. E para mim o livro
é pra ser lidos pra criancinhas de 5 anos dormirem.
sem ofenças...depois de li ate a pagina 102 estava me roendo de raiva por ter comprado um livro tão ruim!




Sam 08/10/2012

Radiante - Alyson Noel
Quem foi que disse que a morte é o fim de tudo? No livro de Alyson Noel, Radiante, Riley, descobre que a morte não é o fim. Ela descobre que ao morrer existe um local chamado Aqui & Agora a esperando.

Leia mais em: http://prologando.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Ali 08/02/2014

Entediante, mas valeu a compra na promoção
Comprei este livro em uma promoção do Submarino e esperava algo melhor, muito melhor do que li. O livro em si não é ruim, mas é uma literatura muito "idiota" sabe. É um livro que eu adoraria há uns 5 anos atrás (ao auge dos meus 11 anos), mas hoje não é o que me atrai. Um livro muito fantasioso, até para mim que gosto de fantasias. Demorei para lê-lo, talvez por não ter me interessado o suficiente, mas acredito que possam ter pessoas que gostem, pois as opiniões são sempre diferentes.


site: http://falandocomaali.blogspot.com.br/2014/02/livro-radiante.html
comentários(0)comente



Lanne 15/02/2012

Fiquei bastante decepcionada. No decorrer do tempo que fui lendo, a autora não conseguiu mim agradar nem um pouco, é um pouco muito infantil demais, algumas coisas não tem sentido, definitivamente foi um fracasso. Infelizmente a autora não conseguiu mim prender com a estoria.
O livro tem 174 folhas, é um livro que demora somente um dia pra ler, pois é, eu demorei mais ou menos três dias, de tão chato que é. Tudo aconteceu tão rápido, que não deu tempo nem de pensar a respeito do que se estava lendo.
Onde foi que autora errou? (tudo).
O lugar para onde as almas vão, tenha dó! Ela poderia ser mais criativa. Onde foi que ela tava quando teve a ideia de criar essa estoria? Dizer que as almas vão para um lugar idêntico de quando elas moravam quando eram vivas, e que lá as almas adolescentes estudam e ainda dormem! Foi a criatividade mais não-criativa que eu já li.
Eu acho que Alyson deve ter pensado assim; é, a série "os imortais" fez bastante sucesso, acho que vou continuar, fazendo uma série com a irmã da protagonista dos "os imortais," e vou mim dar bem outra vez, (risos). E foi aí que nasceu "Radiante" mas, na verdade "Radiante" não virou um best-seller, pelo menos aqui no Brasil.
De 1/10 a nota que eu dou é 6. (estou sendo bem generosa).
Silvia 13/06/2012minha estante
Meu pai eterno não me admiro porque nem tenho vontade de ler este livro, nem vou perder tempo.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Biah 15/10/2011

Não posso dizer que esse livro me decepcionou por que pra começar não tinha muitas espectativas sobre ele. Mas é claro que quando gastamos nosso dinheiro, nosso tempo esperamos no minimo uma boa leitura, certo? E era isso que eu queria desse livro, e não consegui. Não foi o pior livro que li, tem um crédito por isso dou nota 2 e não 1, porém ficou longe de ser um bom livro. É chato, enrolado, e tem efeito sonífero. Então se tem insonia ele é tiro e queda.
comentários(0)comente



Cris Oliveira 23/12/2012

Um livro leve e divertido. Riley consegue dar leveza a todo a transformação que está passando. Vou confessar que esperava mais .. algo parecido com Os Imortais, mas mesmo assim valeu como uma leitura para distrair.
comentários(0)comente



Cat 14/03/2012

Gostei muito, pena que é curto.
Já tinha ouvido falar do trabalho da autora Alyson Noël por sua Série Os Imortais. Tenho o primeiro volume da série "Para Sempre", mas até agora não li. O livro está encostado na minha pilha de livros faz meses. Um dos motivos que me faz não ler foram algumas resenhas falando que a Série Os Imortais é uma mistura de Crepúsculo e True Blood. E como eu não gosto das duas continuo a fugir.


Um dia vi no site Submarino o livro "Radiante" o primeiro da Série Riley Bloom e pela sinopse o livro parecia interessante.
Gostei do livro, ele tem uma identidade própria e isso faz com que a história seja criativa e diferente. É a primeira vez que leio um livro falando da vida pós morte.


A maneira como a autora divide os setores celestiais é criativo e até dá para acreditar.
Uma das minhas partes favoritas é a presença do cachorro Buttercup.
Sei que pode parecer estupido e infantil, mas eu acredito que os animais vão para o céu. E que nossos animais de estimação são os primeiros a nos receber no paraíso. Se isso for verdade, tenho uns 10 cachorros, 5 periquitos, um coelho e uma galinha esperando por mim.


Vamos a história:
Em "Radiante" vemos Riley Bloom se preparando para seu primeiro dia de aula. Há aulas no céu? Na verdade, é uma espécie de conselho angelical, que decide seu devido lugar no céu. Como Riley ainda continua apegada a sua vida mortal e a sua irmã Ever, que ficou na Terra. O conselho decide que ela deve voltar a Terra e virar Apanhadora de Almas, isso é, dar uma mãozinha as almas que teimam em continuar na Terra.


Riley começa sua missão com o pé esquerdo. Logo de cara ela implica com seu guia Bodhi, que ganha o apelido de Bobão. Fora que ela não quer acatar ordens e é metida a sabe tudo.


A única coisa chata do livro é que ele é muito bum. As coisas acontecem muito rápido e quando você começa a pegar gosto, acaba.
Muita gente detestou o livro, dizendo que Riley ficou chata... fresquinha como a Ever. Como eu não li Os Imortais, achei o livro bom.


Vamos aos personagens:


Riley - Uma típica irmã caçula de 12 anos chata, irritante, metida e que adora pegar no pé.


Bodhi - Um guia ainda em fase de aprendizado. Vê-lo treinar a Riley, foi como o sujo tentando limpar o mal lavado.


Buttercup - Meu personagem favorito. Ele me lembrou uma cachorra que eu tinha, super domesticado, covarde, fominha e se era deixada sozinha em casa, sentava na escada e uivava até alguém voltar.

http://catalinaterrassa.blogspot.com/2012/03/resenha-radiante-alyson-noel.html
comentários(0)comente



Robson 04/09/2012

AMEI
Olá leitores, hoje vou falar um pouquinho de um livro que não estava nos meus planos de leitura, muito menos na minha lista de desejados. O livro Radiante entrou na minha estante por um acaso muito grande, pois Alyson Nöel é uma autora que muitos não gostam e isso acabou me desanimando para ler algo dela. Mas eis que surge o famoso preço baixo da saraiva e eu como bom leitor, não me aguento e compro o livro.

Bom eu fui totalmente surpreendido pela estória de Riley Bloom, eu realmente não esperava que fosse me apegar tanto assim a um livro de uma autora que recebe diversas criticas ruins. Eis que depois de ler este livro, uma vontade imensa de ler a série Os Imortais, que deu origem ao spin-off Riley Bloom.

O primeiro livro da série se desenvolve de forma única, apresentando uma trama consistente guiada através da trajetória de Riley após sua morte. Riley precisa entender que agora possui uma “nova” vida e que uma nova missão será estabelecida para ela, mas o fato da garota ser muito apegada ao plano “terreno” acaba lhe dando algumas oportunidades bem interessantes.

De inicio o livro acaba por nos dar algumas lições de vida, que eu julgo um diferencial imenso e muito atrativo, mas ao decorrer nós podemos acompanhar a transformação de algo mais espiritual em algo um clima mais fantástico. Essa fantasia acabou por me surpreender muito e certamente juntou diversos pontos positivos.

A personagem principal, Riley, é uma fofa completa em todos os aspectos principalmente por ter apenas 12 anos. Eu entendi muito bem o motivo de sua rebeldia e também o porquê dela não entender de inicio porque havia morrido e deixado sua irmã Ever sozinha. É claro, Riley tem um comportamento bem característico de uma criança de 12 anos, mas ela toma algumas decisões tão maduras que acabei por ter meu queixo caído.

Ao receber sua tarefa como apanhadora de almas, Riley se junta ao seu guia Bodhi, que é um garoto extremamente interessante em meu ponto de vista. Bodhi acaba por não ser somente um bom guia para Riley, mas também um ótimo novo amigo. Eu adorei a definição sobre o que é ser uma apanhadora de almas e achei que a habilidade foi muito bem desenvolvida durante a estória.

A linda Alyson acabou por inserir uma estória de fantasmas no meio do livro para dar o ar mais fantástico que eu tanto esperava. O tema foi tão bem amarrado a trama que eu acabei por me apaixonar ainda mais pelo livro.

Eu adorei o trabalho que a editora fez com a diagramação, tornando a leitura algo leve e agradável. Eu demorei apenas algumas horas para ler este livro e simplesmente me emocionei a cada passo que era dado, alguns foram suficientes para chorar e outros o suficientes para arrancar suspiros de satisfação. A minha única pergunta para os fãs de Os Imortais é: Buttercup é macho ou fêmea? Porque na sinopse de Os Imortais o labrador é tido como fêmea, mas em Riley Bloom ele é macho. Gostaria de saber se foi erro de tradução da editora ou se a autora se contradiz nesse ponto.

Espero que gostem da resenha e peguem este livro para ler, aproveita que é pequeno e de leitura gostosa.

P.S: Quem não leu Os Imortais, pode ler o livro tranquilamente, pois não são dados spoiler significativos.

Resenha publicada em: http://perdidoempalavras.wordpress.com/2012/09/04/resenha-radiante/#more-118
comentários(0)comente



114 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |