Cidade dos Anjos Caídos

Cidade dos Anjos Caídos Cassandra Clare




Resenhas - Cidade dos Anjos Caídos


247 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Giovana 14/08/2019

Esse livro é de longe o que eu menos gostei da série até agora. Senti falta da agitação que o 3° livro trouxe. Confesso que esperava mais ação nesse devido o que aconteceu no anterior, bom as minhas expectativas não foram atendidas. Algumas partes, na minha opinião, a Cassandra colocou ali "para encher linguiça", não fazia diferença. E o fato da Clare e o Jace ficarem fazendo o que eles estavam fazendo por conta daquilo que não posso falar me deu nos nervos.


MAAAAS, não foi de todo ruim. Gostei de algumas partes, do desenvolvimento do Simon, da Izy do meu casal Malec e aparição forte de um personagem ai. Para mim a história começou a ficar boa mesmo nos últimos capítulos. A escrita continua fluida e leve. Enfim, gostei desse livro mas foi aquele "gostei, mas pode melhorar." Comecei o 5° livro hoje e estou criando uma expectativa boa para ele ia que começou bem, digamos assim.
comentários(0)comente



Kaua.Santos 08/08/2019

Esse livro tem tudo para ser bom, mas prefiro o anterior, Cidade de Vidro daria um ótimo final para a série. Esse livro é um pouco enrolado e tem cenas até um pouco desnecessárias, por isso fiquei um bom tempo lendo ele.
comentários(0)comente



Anna Maia @livrosdashesha 26/07/2019

Meu Deus, que livro!
O final do terceiro livro não deixa muita coisa em aberto, não o suficiente para saber o que esperar desse livro, eu assisti a série da Netflix então tinha um pouco (pouco, pouquinho mesmo) de noção do que poderia acontecer, e mesmo assim fui surpreendida e fiquei totalmente chocada.

No começo da leitura tive a impressão de que esse livro seria um pouco parado em relação aos que já li, porém estava enganada, assim como os livros anteriores esse teve ação, emoção, novos personagens e revelações surpreendentes.

Estava terminando a leitura e pensando que iria acabar tudo "numa boa", mas, o livro acaba com uma bomba, algo surpreendente e inesperado, que me deixou de boca aberta e surtada.

Eu amei esse livro tanto quanto amei o anterior, a cada livro que leio a Cassandra me surpreende e me conquista mais, a cada livro me apaixono mais por esse universo, sem dúvida essa mulher já virou uma das minhas autoras favoritas.
??
? "Talvez, independentemente do quanto se amasse, ainda fosse possível que a pessoa escapasse por entre seus dedos como água, sem que houvesse nada para fazer a respeito."

@livrosdashesha
comentários(0)comente



Kristine Albuquerque 10/04/2019

Os Instrumentos Mortais #4
Me surpreendi com o quanto foi fácil ler essa estória, já que praticamente não há um enredo ou fio condutor aqui, assim como não há tanta ação quanto no livro anterior. Apesar disso e dos deslizes cometidos durante a sua execução, dá para perceber que a escrita da Cassandra continua boa e muito envolvente. Em meio aos dilemas juvenis e humanos dos personagens, o contexto se torna um pouco mais sombrio e complexo e essa alternância de tons na narrativa é bem interessante de se acompanhar.

E, infelizmente, esse é o único elogio que eu posso fazer para este livro e é por isso que ele só terá três estrelas. O que eu lamento muito, de verdade.

O fato de tudo aqui soar como uma introdução, e não como uma continuação, foi desgastante por dois motivos: primeiro, pela repetição de problemas e explicações; problemas semelhantes aos que já ocorreram e explicações excessivas sobre o que já sabemos; segundo, pela regressão das personalidades de Clary e Jace.

Aqui estamos no quarto livro, e Clary continua se comportando como nos livros 1 e 2. As mesmas inseguranças e atitudes estúpidas e impulsivas! E para que colocar cenas de mulheres com diálogos aparentemente desconstruídos e empoderadores, se para cada uma dessas há o triplo de cenas de Clary reclamando da sua falta de curvas, de como Jace não tem motivos para amá-la, de como suas sardas a tornam menos atraente que Isabelle, ou agindo sem pensar, ou se culpando por tudo o que aconteceu, ou precisando ser salva de um grande drama... POR FAVOR! Ela não faz nada de útil ou relevante o tempo quase todo. Já chega de produzir personagens femininas que não tem presença e personalidade além de algum poder mágico.

E o Jace agiu de forma igualmente irritante com seus dramas intermináveis, claramente retratando os homens que se sentem com medo de expressar seus medos e sentimentos para não parecerem fracos. A tal da masculinidade frágil, viu... E como se não fosse o bastante, a autora ainda coloca todos os meninos em situações ridículas e desnecessárias de desonestidade, sendo incompreendidos ou imaturos. E sobre o melhor casal da série, Alec e Magnus, também me incomodou a forma como eles continuam sendo esquecidos pela autora, parecendo que não são importantes para a trama ou - pior ainda - servindo como um alívio cômico e como uma falsa representatividade.

A escolha de mudar o foco para o Simon foi a melhor das escolhas, porque eu não sei se iria suportar os dramas e crises do casal principal por mais páginas. Outros personagens e suas tramas paralelas também ganham foco aqui, mas sem muita profundidade, o que é uma pena e um desperdício do potencial que a série tem.

Em parte, esse livro lida com ressentimentos, mágoas, e como lidar com isso e tentar seguir em frente (o que nem sempre acontece aqui). Mesmo sem tantas coisas acontecendo, as pequenas pistas que vão surgindo sobre o plot twist são o suficiente para manter a curiosidade - mas nem sempre a empolgação. Agora a expectativa está maior para iniciar logo As Peças Infernais do que para terminar Os Instrumentos Mortais, de fato.
comentários(0)comente



lua 30/03/2019

Magnus e Alec são TUDO pra mim. Sinceramente! Do clubinho dos que eu amo, só Alec, Magnus, Izzy e Maia. Do clubinho dos que não suporto: Clary e Simon.
Clary melhorou em diversos aspectos, e não dá para ignorar que ela tem poderes incríveis e que vai chegar longe. Mas a personalidade dela ainda é desconcertante. Acho o Simon bem insuportável.
E honestamente, shippei demais Maia e Izzy.
O livro é o mais parado até agora, mas não perdeu sua qualidade. Vamos ver o que nos aguarda nos próximos.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Paula 26/05/2019minha estante
Tbm tô achando esse amor impossível dos dois um porre. Que saco mano dps de descobrirem que não são irmãos, apareceu mil e um empecilhos. CHATOOO


Yngrid Borges 27/05/2019minha estante
Simm! Mas não desiste da série, valeu muito a pena pra mim


Paula 28/05/2019minha estante
Estou gostando bastante do quinto livro ?




Ranor Victor 15/02/2019

Muito bom
A melhor parte do livro é quando lilith aparece e a história se desenvolve, muito bom. Isabele está muito maravilhosa nesse livro! Não aguento mais jace e clary!?
comentários(0)comente



Yza 27/01/2019

Esse é o quarto livro da série que como muitos já devem saber deveria ter sido uma trilogia, mas a autora optou por dar continuidade. Cidade dos anjos caídos é um recomeço, temos novos mistérios, novos vilões, novas histórias e um foco maior nos outros personagens, mesmo que Jace e Clary continuem sendo a parte central da história.


Por se tratar de um recomeço e não uma continuação, esse livro voltou a ser introdutório e quem leu minha resenha de Cidade dos Ossos sabe que eu achei o começo do livro bem arrastado, então voltar para introdução foi bem arriscado para a autora, pois saímos de um livro incrível como foi Cidade de vidro e voltamos a uma narrativa morna e sem muito movimento, mas por outro lado temos a oportunidade de perceber a evolução da Cassandra, já que mesmo sendo um livro de introdução o nível da narrativa melhorou absurdamente, para vocês terem uma noção eu li muito rápido.

Esse livro tem um foco maior no Simon, aquele que eu amo não amar, vocês precisam entender que eu tenho uma pequena antipatia com o personagem, seria injusto e mentiroso dizer que ele não evoluiu e melhorou muito, mas em comparação com outros personagens acho que um foco maior nele foi desnecessário nesse momento, é complicado falar já que eu terminei a série e já sei de muita coisa, o que vocês precisam saber é que NESSE momento eu achei que não precisava focar tanto nele, por mais que sua história seja interessante e que graças a ele tenha acrescentado novos personagens dos quais eu gosto bastante.

Não tenho muito que falar sobre a personalidade dos personagens, eles estão lidando com os efeitos da guerra e tentando reconstruir suas vidas, não teve muita evolução de um livro para o outro, o único que realmente teve uma mudança mais perceptível foi o Alec, acho que o personagem ficou mais acessível, todo o lance da descoberta sexual, drama de namorar um ser do submundo aproximaram o personagem dos leitores, pelo menos de mim que o enxergo de uma maneira completamente diferente.

Vou concluir dizendo que antes de pegar o livro para ler eu achei que essa leitura seria uma tortura, mas contradizendo todas as minhas certezas esse foi um livro que superou as minhas expectativas, foi muito agradável e como eu já disse rápido de ler. Então eu recomendo muito a leitura.
comentários(0)comente



Romane 15/01/2019

CIDADE DOS ANJOS CAÍDOS
Gente. Gente. Até que em fim eu voltei a acertar a mão nos livros, mas verdade seja dita, Cassandra Clare não tem erro. Li e assisti várias resenhas dizendo que os livros seguintes a "Cidade de vidro" eram desnecessários, mas eu não acho. Naquele livro resolvemos a história do jace e da Clary. Nessa nos aventuramos mais pelo Simon e Isabelle, e claro, o desgraçado do Sebastian. Estou angustiada para ler o próximo, e mesmo sabendo que ao final do último livro tudo voltará ao seu devido lugar, eu fico angustiada por eles. É algo que só a Cassandra Clare consegue fazer, porque terminei "Corte de névoa e fúria" no domingo e não fiquei apreensiva como sempre fico nos livros da Cass. Eu gostei. Gostei muito. Gostei de verdade. Bem, era só isso que eu tinha para dizer.
comentários(0)comente



Naty 07/01/2019

*vomitando*
Ok, tudo o que a Cassandra Clare tinha melhorado em Cidade de Vidro ela cagou em Cidade dos Anjos Caídos. Esse foi o PIOR livro da saga
comentários(0)comente



Carola 10/12/2018

Enredo bacana, texto fluido, história desnecessária
A saga veio numa evolução muito boa, porém, neste 4°livro a autora fica dando voltas e tentando criar artifícios para uma "nova aventura". Vou começar a ler o próximo, mas até aqui me parece que ela poderia ter terminado a saga no livro 3, cidade de vidro.
Julia 10/12/2018minha estante
Exato! Esse foi um dos motivos que me fez abandonar a série. Esse livro foi uma enrolação! Na minha opinião, no terceiro já estava enrolando um pouco, mas terminou bem.


Carola 10/12/2018minha estante
Vou insistir Julinha! Só pra completar! Já que cheguei no fim de fallen...kkk #nãomebata


Julia 11/12/2018minha estante
kkkkkkkk amo Fallen, mas sei que a Luce é chatíssima!! Se vc chegou ao fim de Fallen com a Luce, com a Clary vc consegue chegar no fim da saga.




Amanda | @oparaisodaleitura 02/12/2018

Cidade dos Anjos Caídos
Esse quarto livro da saga é aquele típico livro que mostra quando as coisas estão começando a ficar bem, algo ruim vem à tona e acaba com a felicidade, tranquilidade e paz dos personagens. Preocupações novas e abismantes surgem, ou seja, muita coisa acaba por dar errado na vida dos personagens. Achei mais intrigante as novas preocupações e dificuldades que surgem, nessa sequência, do que as que foram vindo acontecendo nos volumes anteriores.

É um livro que envolve maior mistério e curiosidade de forma diferenciada. Percebi a autora “segurando” os acontecimentos só que de uma maneira diferente, ela colocou quase que um Spin-off de Simon acoplado a história. Um maior foco nos vampiros, presentes na trama, se seguiu. Senti, com isso, o quarto volume mais abrangente, suas pontas se estendem mais e os relatos não são tão fechados só nos personagens principais.

Mesmo sentindo um diferencial na escrita, a imaturidade ainda se faz presente. É como se, apesar de a autora ter amadurecido em sua escrita, ela tivesse que deixar algo imaturo durante a leitura. Talvez, para manter o livro no formato infantojuvenil.

Um ponto que acabei por não gostar foi entre Jace e Clary que se tornou uma extrema enrolação. Então, entendi que o foco da história não é um potencial romance entre o casal, e sim os mistérios que rondam os Shadowhunters.

@oparaisodaleitura

site: https://oparaisodaleitura.com/
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Rafael 10/06/2018

...
...
comentários(0)comente



Emerson 27/05/2018

Eu apenas não Aguentava mais...
O livro deveria ter umas 100 páginas apenas, pq esse romance do casal principal apenas cansa, cansa e cansa. Essa devoção besta e a forma como a autora fica falando como a menina é feia e como o cara é bonitão, só cansa!
O livro apenas se salvou por conta de Simon, e as duas últimas páginas
Paula 26/05/2019minha estante
Tbm acho




247 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |