Supernova - O Encantador de Flechas

Supernova - O Encantador de Flechas





Resenhas - Supernova - O Encantador de Flechas


106 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Telma 07/04/2013

O Encantador de Emoções - Renan Carvalho
Supernova – O encantador de Flechas – Renan Carvalho
Livro 1 – Editora Novo Século

Resumo:

Cercada por muros e proibições, Acigam destaca-se do resto do mundo por sua falta de conhecimento científico. Seu retardo no avanço da tecnologia é notável. Fora dos muros a Ciência já atingiu patamares que permite o controle das 18 energias presentes nas Leis que regem o mundo: Fogo, Ar, Luz, Água, Terra e Trevas e mais 12 secundárias que são apresentadas no decorrer da história.

O sossego de Acigam é quebrado por revolucionários que decidem agir ao invés de sucumbir às ordens repressoras dos Líderes da cidade e, não apenas estudam magia (controle das energias), como também planejam modificar o futuro da atrasada Acigam.

Alheio a toda essa rebelião, com toda a energia e curiosidade que a juventude exibe, Leran aprende secretamente a arte de dominar a energia com seu avó, depois das aulas.
O dia em que Leran recebe um elogio do seu professor, é marcado não apenas pelo presente de um arco e flechas, como também por presenciar um assassinato muito diferente dos comuns: um assassinato onde a magia em sua grandeza e poder, foi vista pela primeira vez pelo protagonista, o que selaria o início de sua já fomentada revolução interior.

Ele, em sua sede de aprender magia, percebe que o conhecimento liberta, mas para ser livre é preciso enfrentar a possibilidade da morte.


Opinião:

UAU!!!!!

É exatamente assim que defino Supernova! WOOOOOOOW!

Supernova me deixou sem fôlego, à medida que fui lendo (deliciada) sobre a manipulação das energias e suas consequências, experimentei várias delas. Senti raiva, desespero, carinho, empatia, antipatia e melancolia. Senti idenficação com Leran e com Judra (dentre outros).

Tive meu interior chacoalhado pelo encantador de emoções, Renan Carvalho.

Quem me conhece sabe o pavor que eu tenho a spoilers. Terminei esse livro com vontade de soltar spoilers por todos os lados. Estou me policiando nesse momento (MUITO!) porque estou louca de vontade de contar pra você os pontos altos de cada um dos capítulos mas... “no way”!!!! Você tem que ler pra crer!

O que posso adiantar é que cada uma das quatro partes surpreende. Cada uma delas dá uma aula, cheia de didática (de primeira qualidade), sobre Ciência, Sociologia, Psicologia, Política e Magia. Mesmo que você não queira, a reflexão é constante.


Trechos deliciosos:

O Prólogo é uma beleza à parte: a história de como os deuses Terra, Ar, Água, Fogo e Treva, entediados, resolveram criar juntos o Mundo é ma-ra-vi-lho-sa. Olha o trechinho do final da criação, onde a deusa Treva faz o “grand finale”:

“A partir daquele momento, a esfera teria as mesmas proporções de luz e sombras, de frio e calor, de alegria e tristeza, de bem e de mal... Sem deixar que os irmãos percebessem, ela despejou, em cada pequena parte do mundo, um pouco de trevas”. ( p.12)

“Ao me olhar, o assassino inclina a cabeça para o lado e mostra os dentes, como se sorrisse para mim. Ele pode ver minha expressão de medo e parece se deliciar com isso. A criatura agacha e chega com a cara mais próxima ao meu rosto, permitindo-me sentir o odor horrendo que exala de sua boca...
... Ele passa a longa língua na lâmina, mostrando o quanto aprecia esse momento, sorri novamente e, em um movimento brusco, crava a arma no meu peito.”(p.34)


Leran narra quase toda a história. Eu disse quaaaaaaaaaaase... esta foi outra coisa que amei! Ver sob diversas óticas. Enriqueceu o conteúdo já farto em qualidade.

A diagramação está abusada (boa demais).

O tamanho da letra? Ideal até pra mim, que uso óculos para perto.

O autor me surpreendeu positivamente (demais!). Eu já esperava que o livro fosse bom ao assistir ao vídeo de entrevista que o blog Livro com Dieta fez com Renan. Ele é articulado pra caramba e sabe contar uma história. Soube aguçar minha curiosidade. Eu já apostava que o livro seria bom, mas é mais que isso: É maravilhoso!

Público Ideal? O público inteligente, que não seja preconceituoso (mente aberta a novos horizontes) que goste de magia (em todos os sentidos da palavra), de metáforas e de boa escrita. Isso independe de idade.

Ao final o livro traz um apêndice, com os personagens e com verbetes e pontos interessantes da cidade de Acigam.

E quando você, já com saudade do livro, pensa que acabou, descobre que o final é só o início! O início do segundo livro: “A Estrela dos Mortos”.

;)
Silvia 07/04/2013minha estante
Amei a resenha, e quero ler este livroooooooo


Baltazar 07/04/2013minha estante
Deu água na boca de vontade de ler, babando aqui, me lembrou um outro livro nacional que eu adoro ^^


Telma 07/04/2013minha estante
Silvinha,
tenho certeza absoluta de que você vai amar!


Telma 07/04/2013minha estante
Balta,
Esse livro realmente me surpreendeu muito! Tô feliz por você estar babando. Babei muito antes de tê-lo!...rs* (babei durante a leitura mas, confessar isso é dizer que sou babona). ;)
Obrigada, lindo!


Vini 08/04/2013minha estante
Um livro que está me deixando louco! Louco de ansiedade e curiosidade! Quero conhecer todos os personagens e a trama que O Encantador de Flechas trás.
Super resenha, parceira!
Abração!
www.blogumjovemleitor.blogspot.com.br


Camila Bico 08/04/2013minha estante
Preciso ler esse livro urgentemente, principalmente depois desta resenha. Telma, a cada dia sou mais fã das suas resenhas, são perfeitas. O livro parece ser incrível e único, estou ansiosa *---*


Gabi Layme 08/04/2013minha estante
AAAAAH! Preciso ler esse livro A-G-O-R-A. A história parece ser muuuuito boa. *-*


Henrique Lacerda 12/04/2013minha estante
Estou muito curioso para ler esse livro, só ouço comentários positivos sobre ele!


Telma 12/04/2013minha estante
Vini, Mylla, Gabi e Henrique.
Muito obrigada pelos comentários, seus queridos.
Estou certa de que vocês vão amar o livro.
Me contem depois.
beijos


Cidinha 14/04/2013minha estante
Preciso ler esse livro!


Lucas 14/04/2013minha estante
Cara, eu preciso realmente ler esse livro depois dessa resenha *_* hehe.


Samuel 14/04/2013minha estante
eu quero!!!


Camy 14/04/2013minha estante
Muito boa a resenha!!!
Me fez ter vontade de ler o livro!!! :)


Camy 14/04/2013minha estante
Muito boa a resenha!!!
Me fez ter vontade de ler o livro!!! :)


Lucas 14/04/2013minha estante
Parabéns pela resenha!! Eu estou cada vez mais ansioso em ler esse livro :)


Telma 14/04/2013minha estante
Lucas, Camy, Samuel, o outro Lucas e Cidinha.
Muito obrigada pelos comentários.
*smack*


Oscar 14/04/2013minha estante
UAU! O booktrailer do livro é um máximo, e a sinopse me deixou com muita vontade de ler esse livro, procurei em uma livraria e infelizmente não achei. Querendo muito ler esse livro


Isa 15/04/2013minha estante
Simplesmente uma delicia de resenha,estou muito curiosa para ler esse livro


Marcelo 15/04/2013minha estante
Ótima resenha, ansioso para ler o livro!! ;D


Ray 15/04/2013minha estante
A resenha está incrível... Agora fiquei muito ansiosa para lê-lo, vi o book trailer e estou super empolgada...Grandes expectativas ;)


Fernanda @condutaliteraria 16/04/2013minha estante
Telma você arrasou na resenha. Passou a ideia do livro, encantou e despertou minha curiosidade pra ler!!!!


Bruno Leitor 16/04/2013minha estante
Depois dessa, vai entrar pra minha lista de leitura porque até então nao tinha me interessado, rsrsrs


Soniajam 16/04/2013minha estante
Resenha que só me deixou com ++ vontade de lê-lo,, então vou participar da Promo!!


Rafael 16/04/2013minha estante
Bacanissimo!


Vinicius 16/04/2013minha estante
Gostei =D boa resenha


Thaynan 17/04/2013minha estante
Ahhh, deu mais vontade ainda de ler. Estou super animada para ler esse livro. Ótima resenha.


Meell 17/04/2013minha estante
Simplesmente perfeito esse livro! Quero muito ler!


Marcos Ogre 18/04/2013minha estante
Esse livro promete ser um sucesso incrível brasileiro. Quero muito ler ele, estou certo de que seria minha leitura do ano


Jaque 18/04/2013minha estante
Amo livros de ficção, e só pelo pouco que li sobre ele, sei que será um dos meus favoritos. Parece ser algo novo, uma ideia nova. Não só mais uma histórinha igual a todas as outras. Nem li, e já achei demais!! Quero muito ler!


Larissa 20/04/2013minha estante
UUAU! Bela resenha! Com certeza vai ser por ela que vou adicionar o livro no "Vou Ler", pois a capa não me chamou muito a atenção. Mas, quem vê capa não vê conteúdo. Essa aventura com certeza vai entrar pra minha lista de favoritos ;D


Bruna Costenaro 21/04/2013minha estante
Adorooo livros que criam seu próprio mundo, com diversos detalhes peculiares a eles. Esse livro soa bem original com essa história de controlar energias.
A capa parece mto com o tipo de coisa que eu gosto de ler, td bem não julgue pela capa, mas que a capa ajuda, ow se ajuda neh!

miquilis


Leey 21/04/2013minha estante
Sou super apaixonada por livros de aventura, minha imaginação cria mais asas do que em qualquer outra coisa, adoro magia, adoro livros, e agora eu quero esse também,tenho que ter ele e le-lo agora, eu quero, eu quero!rs


Daiani 22/04/2013minha estante
me deixou com gostinho de quero mais, acho que só será possível dizer mais depois de ler o livro né, aparenta ser realmente espetacular, cheio de magias etc ...
muito lindo!


Patricia 22/04/2013minha estante
Parabéns pela resenha!! Eu estou cada vez mais louca para ler esse livro.


Rossana Batista 23/04/2013minha estante
Queria eu ter a arte de dominar a energia *--*
O livro parece que te deixa em com diversas sensações. Adoro livros com temática magias e poderes. Quero muito ler (:


Nícolas Vieira 23/04/2013minha estante
Resenha perfeita!
Fiquei morrendo de vontade de ler o livro! :DD


luluzinhapinkgv 29/04/2013minha estante
Quero muito ler esse livro, porque tá todo mundo dando cinco estrelas pra ele... e como é dificil ver isso! Estou simplesmente louca para ler essa história! Parabéns pela resenha, está otima!


Lorena 30/04/2013minha estante
Uau, que resenha... mágica! Quero muito lê-lo e também desfrutar de todas essas maravilhas que esse livro proporcionou a você :))


@injoyce_ 01/05/2013minha estante
Realmente adoro livros que tenham "energias" se assim é dito no livro hehe'.
Adoro livros de magias e poder, espero que eu consiga tê-lo um dia, sou fissurada em livros de ficção fantástica. Bjs!


Luh 03/05/2013minha estante
Sempre é bom ler um livro que a definição seja "UAU!!!!!" Gostei dos quotes que li e você pela resenha demostrou que realmente gostou muito do livro :)Gosto muito quando os livros trazem novos mundos e fiquei curiosa para conhecer Acigam.


Maristela 04/05/2013minha estante
Sua resenha está excelente e eu gostei demais da história, tanto que pretendo ler o livro o mais breve possível.


Cagól 07/05/2013minha estante
Nossa, parece demais! Preciso muito ler, ainda mais depois dessa resenha *-*


Duque 07/05/2013minha estante
Adorei , quero muito esse livro!


Matheus 07/05/2013minha estante
Deu vontade de ler hehe


Najara 10/05/2013minha estante
É uma leitura extremamente atraente, com certeza deliciará-nos com expectativas únicas...


Nadja Moreno - Blog Escrev'Arte 10/05/2013minha estante
Uau? Eita, com uma definição destas, só me resta quere muito ler este livro!!

Parabéns pela resenha... tomara que eu faça parte do público inteligente e sem preconceito, pois magia? Isso eu já amo. hahahaha

beijos.

http://entreresenhas.blogspot.com.br


Tainá 10/05/2013minha estante
Uau!! Quero ler! Parece ser um otimo livro,super interessante e que nos prende ate o fim


Raquel Cristine 10/05/2013minha estante
A resenha deixou aquela grande vontade de entrar em Acigam e conhecer este mundo cheio de ciência, magia e aventuras. Nossa quero muito ler!!!


Natalia 11/05/2013minha estante
aaaaaaaah, quero ler *-*




Jemilly 31/08/2020

LEIAM AGORA ESSE LIVRO
Eu estou muito indecisa com o meu sentimento sobre esse livro, não sei se o classifico como "o melhor livro de literatura fantástica nacional que já li até hoje", ou simplesmente como "um dos melhores livros de literatura fantástica que já li até hoje", é muita pressão!

Eu deveria ter me derretido por ele no fim, pois provavelmente já falei o que vocês queriam saber que é "sim, indico, leiam, porque é maravilhoso", mas não resisti, precisava falar de uma vez! Agora à resenha.

Primeiramente preciso dizer que SuperNova tem um dos universos mais bem construídos que eu tive o prazer de conhecer, eu não sei exatamente em que o autor se inspirou para sua construção, mas no Prólogo em que ele conta em duas páginas a mitologia da Criação do Mundo no contexto do livro, ele simplesmente fez que eu me rendesse a escrita dele (é tão sério isso que em todos esses anos dessa indústria vital de resenhas para esse blog, é a primeira vez que falo de um prólogo).

 "Sem dúvida a briga é muito desequilibrada. Eles podem matar sem ser punidos. Eles ditam as regras. Quantos o governo já assassinou sem ninguém saber? Dezenas? Centenas?"

O livro é em certo ponto uma mistura de fantasia com ficção cientifica e meio que distopia, parece que não faz sentido, mas posso garantir que faz muito. A história se passa em Acigam que é uma cidade com as fronteiras fechadas em relação ao resto do mundo (ninguém entra e ninguém sai), e nesse lugar existe uma política bem limitante do que a população pode ou não aprender ou saber, dentre uma dessas coisas que a maioria é alheia é a existência dos magos, que o Governo tenta mascarar, e com quem ele vive em uma "guerra" meio que nas escuras, principalmente com a ajuda dos Silenciadores (que é um grupo de elite secreto do governo que são usados para caçar os magos). 

Mas o que me chamou mais atenção em relação a essa existência de magos é o fato de eles não estarem inseridos como "seres fantásticos que existem no submundo e que pessoas racionais não acreditam e não sabem da existência", mas que nesse contexto a capacidade de ter a magia está relacionada a verdadeira ciência, e tem toda uma explicação científica relacionada a magia com as energias, enquanto a versão difundida para população sobre a criação é na verdade é a mitologia sobre os deuses. 

 "Ouvi falar em alguns indivíduos que modificam o ambiente a sua volta (...). Eles eram chamados vulgarmente de magos e, no passado, foram caçados e punidos por essa prática. (...) Meu avô me confirmou que em outros lugares esse magos existiam mesmo, mas em Acigam a prática dessa curiosa ciência é proibida."

É difícil de explicar! Mas basicamente a magia é relacionada a ciência e não a fantasia, e é uma coisa muito complexa, estou tentando ser sucinta. (Se saírem dessa resenha confusos, sugiro que leiam o livro o mais rápido possível ou se não, leiam mesmo assim rs). 

Inserido nesse mundo temos o nosso protagonista Leran Yandel um jovem que está descobrindo que existe mais coisas por trás de todo esse submundo da verdadeira ciência do que ele imagina.

Bom, eu não vou detalhar os acontecimentos do livro passo a passo, mas eu realmente adorei o protagonista e o caminho que esse primeiro livro percorreu, eu estava esperando algo mais clichê (pois até gosto, confesso), mas ele me surpreendeu em vários momentos, principalmente com a construção dos personagens (Judra, Bretor e Luana Yandel e etc, alguns tem um toquezinho na loucura, mas todos são bons personagens), e houve também situações que achei que ocorreram rápido demais em primeiro momento na narrativa, mas acabei mais para frente descobrindo o motivo, e o autor conseguiu interligar tudo muito bem.

Em alguns momentos eu queria mais de Leran e que certos diálogos fossem mais desenvolvidos, mas isso não atrapalhou em nada a leitura, na verdade eu fiquei bastante satisfeita com os diálogos, pois infelizmente em alguns nacionais que li, via uma história muito boa, mas com diálogos fracos, e isso sempre me irritava, e posso falar com toda certeza de alguém que lê muitos livros de fantasia (e em segundo de ficção cientifica), que esse foi um dos livros mais completos em relação a desenvolvimento do enredo, diálogos e de todo o universo criado, e o final me deixou muito ansiosa para ler as continuações, não sei quando vou poder adquirir o segundo livro, mas estou com as expectativas bem altas e vou dar o feedback sobre ele aqui. Mas por enquanto recomendo muito esse livro, vamos dar mais chances para autores incríveis que temos aqui no Brasil, e se você gosta de fantasia não vai se arrepender por dar uma chance para esse. Boa leitura.

P.S: Edição maravilhosa! Com ilustrações lindas demais. Vale muito a pena a aquisição.  

 (..) Como meu avô disse: "Isso é só o começo". De quê, eu ainda não sei. Mas estarei pronto para enfrentar o que vier..."
Manu 31/08/2020minha estante
Oii eu sou nova como faz pra ler o livro que eu escolhi??


Jemilly 31/08/2020minha estante
O Skoob é apenas para marca os livros que você já leu, resenhar eles e etc. Mas vc pode baixar livros no site le livro (só jogar esse nome no Google que aparece)


Vanessa Sueroz 31/08/2020minha estante
Li este livro faz alguns anos, mas não me lembro a história. Agora que te vi tão empolgada fiquei curiosa para reler


Jemilly 31/08/2020minha estante
eu li faz um tempo tbm e amei muito, a resenha eu tinha feito faz um tempo no blog e agora que passei pra cá e fiquei com muita vontade de reler tbm




Queria Estar Lendo 19/06/2013

Só mais um - Supernova - O Encantador de Flechas
Só mais um - Supernova
Resenha: Supernova - O Encantador de Flechas
Link oficial da resenha: http://migre.me/f649g

Ok, eu nem sei direito como escrever essa resenha, porque quando leio um livro muito bom tenho essa dificuldade. Mas vá lá, vou fazer o meu melhor, espero que isso sirva.

De que livro estou falando? De Supernova O Encantador de Flechas, lançado agora no finzinho de fevereiro pelo selo da Novo Século, Novos Talentos da Literatura Brasileira (sim, o mesmo selo que o meu! *-*), escrito por Renan Carvalho.

A partir daquele momento, a esfera teria as mesmas proporções de luz e sombras, de frio e calor, de alegria e tristeza, de bem e de mal... Sem deixar que os irmãos percebessem, ela despejou, em cada pequena parte do mundo, um pouco de trevas.

Trata-se de uma trama distópica e segue a história de Leran, um rapaz bem humorado e ligeiramente avoado que vive em Acigam, uma cidade oprimida por um governo totalitário. Governo este responsável por banir a mágica deste lugar. Isso mesmo! Eles mantêm a população sob ameaças silenciosas, pois todos sabem o destino terrível se alguém tentar usar magia silenciadores serão mandados atrás de você. E não queira saber sobre eles, não são criaturas nada legais.

Após arrancar a adaga do cadáver, ele se levanta e fica de costas para mim. Tomba cabeça para o lado, como se tivesse percebido algo, e se vira por completo na minha direção, encarando o beco. Tomo um susto com seu movimento e me encolho tentando evitar que ele me note. Em seu rosto vejo dois pontos amarelados, acesos na escuridão dentro do capuz; são os olhos da criatura. Ele continua ali por alguns segundos até ser distraído por mais silenciadores que chegam e recolhem os corpos.

Pois bem, a vida de Leran começa a mudar a partir do momento em que ele descobre alguns detalhes sobre pessoas que conhecia. Coisas envolvendo uma organização rebelde secreta formada por aqueles que desejam acabar com a opressão à magia; uma guerra civil está prestes a estourar e, devido a alguns acontecimentos bastante surpreendentes, Leran se verá envolvido com ela.

Ok, se eu falar mais alguma coisa da história, vou acabar divulgando spoiler e essa não é a minha intenção. Como sempre, falarei um pouco dos personagens e dos meus sentimentos em relação ao livro, então vamos lá.

Sobre o protagonista, que foi o que mais me cativou, eu só tenho elogios. Leran é tão AJNFSIAUBFSAIUGFA por falta de palavra melhor. A narração de 3 das 4 partes do livro fica por conta dele, e desafio você a não se apaixonar por esse arqueiro. ARQUEIRO, isso mesmo. Quem me conhece bem sabe que eu tenho um grande fraco por arqueiros, e Leran entrou pro hall de arqueiros favoritos da minha vida.

Judra, outra personagem muito importante, teve um destaque surpreendente. Não, eu não amo muito ela, já expressei meus sentimentos para o Renan, mas sei que muita gente a ama. Sou uma pessoa do contra algumas vezes, sinto muito. Boom é a minha personagem feminina favorita (ela é tão estressadinha e discute adoravelmente com o Leran o tempo todo, não dá pra não amar) e logo depois vem a Luana.

- E a dona Laura, vai bem, Leran?
- Sim. Por quê?
- Porque gorda é a sua mãe!.

O livro é cheio de ação e de reviravoltas do tipo MEU DEUS, O QUE?! EU NÃO IMAGINAVA QUE ISSO FOSSE ACONTECER! Momentos em que, por exemplo, o título da obra passa a ser explicado te deixam caído, e coisas envolvendo traições te matam. Estou em espírito escrevendo esta resenha, thank you very much. Tudo isso torna o livro ainda mais legal. Está cheio de mortes também, então não se apeguem a muitos personagens, você nunca sabe quem será o próximo (eu sofri muito por causa de dois deles, vocês entenderão quando lerem).

Achei o final excelente e a última página me deixou morrendo pela continuação. Não me aventurei a ler o prólogo do segundo livro (que está disponível no final deste) porque tenho problemas com ansiedade e meu coração não aguenta.

Mais uma vez parabéns ao Renan pelo livro! Supernova leva cinco estrelas bem merecidas. E eu estarei aqui morrendo enquanto aguardo a publicação do segundo livro.

Quando eu menos esperar, estarei frente a frente com inúmeros novos desafios. Afinal, como meu avô disse: "Isso é só o começo". De quê, eu ainda não sei. Mas estarei pronto para enfrentar o que vier...

____________________________________

Gostou da resenha, quer mais? Então acesse o blog 'Só mais um' e venha viver este vício conosco! :)

Esta resenha foi feita por Denise Flaibam, membro do blog 'Só mais um', e a reprodução integral ou parcial da mesma é proibida. Plágio é crime.

Só mais um
http://migre.me/akZTi
comentários(0)comente



Ju 26/03/2013

Supernova - o Encantador de Flechas
Supernova - O Encantador de Flechas é o primeiro livro de uma série de fantasia. Acompanhamos a personagem principal, Leran, em uma jornada cheia de descobertas e reviravoltas. O garoto está terminando o colégio - o nível educacional máximo oferecido em Acigam.

Acigam é uma cidade à parte do resto do mundo. Teve suas fronteiras fechadas há 15 anos e, desde então, o que se ensina dentro de seus muros são coisas diferentes das que são ensinadas fora deles. Leran tem consciência disso graças a seu avô, Bretor, que lhe mostra uma ciência bem diferente da que está nos livros.

Fora de Acigam, é normal lidar com energias. As pessoas aprendem desde criança a usá-las de acordo com sua vontade. Para esclarecer, exercer o controle delas nada mais é que praticar magia. E a magia é permitida, e ensinada livremente. Já em Acigam, é proibida. No início de forma velada, sem que isso seja citado. Mas chega um momento em que o Governo precisa começar a combatê-la abertamente, e faz questão de assustar a população para que ela ajude na localização dos magos.

Todas as personagens são muito bem construídas, e teve algo que eu achei muito legal. As pessoas já nascem com afinidade com um determinado tipo de energia, e isso pode ser percebido pela personalidade delas. Por exemplo, pessoas mais tranquilas provavelmente demonstrarão afinidade com a água; pessoas firmes, com a terra.

Supernova é dividido em 4 partes. As duas primeiras são narradas por Leran. Na terceira acontece uma alteração na narração, que foi feita de forma tão natural que eu a aceitei facilmente. E podemos ver o outro lado. Até essa parte começar, para mim estava bem claro quem eram os mocinhos e quem eram os bandidos. Aí chega o Renan e dá um tapa na cara do leitor... rs... E nos lembra que é bem complicado julgar sem conhecer todos os lados de uma questão.

Tem uma frase no blog do autor que eu gostaria de citar aqui antes de continuar: Se você encontrar referências e críticas no que eu escrevo, saiba que estas estão em sua mente e não em minhas palavras. Não sei o quanto isso é verdade, mas tenho certeza que meu lado marketeiro contribuiu para a visão que tive do livro. Relembrei várias coisas da época da faculdade. O Renan não fala diretamente sobre os conceitos que estudei, mas eles permeiam a narrativa.

"O fato é que quando é necessário lutar para comer, a vontade de lutar por liberdade fica em segundo plano. A briga por direitos só acontece quando nossas necessidades básicas estão sanadas."

O livro tem descrições na medida certa. Consegui visualizar tudo, de uma forma extraordinária. No final da segunda parte, consegui ouvir até gritos no cinema... Pois é, eu estava assistindo a um filme na minha cabeça enquanto lia. rs...

Supernova tem bastante ação, é quase impossível parar de ler. Eu pensava o tempo todo: "só mais uma página" e, quando via, já estava há várias horas lendo, sem parar nem para comer alguma coisa. Só quando precisei sair de casa foi que percebi que estava faminta! hahaha...

A história tem um final, apesar de ser óbvio que ela precisa continuar. Um final que é um recomeço, na verdade. Que deixa o leitor ansioso, mas sem fazê-lo ficar completamente desesperado. Sempre prefiro quando é assim. Acho maldade terminar um livro no meio de uma cena... rs...

O primeiro capítulo do livro seguinte foi disponibilizado no final deste volume, e já dá pra sentir que muitas surpresas virão. Não posso falar mais do que isso porque acabaria soltando algum spoiler.

Amei a capa, ela ilustra um momento essencial na trama. A fonte é bem confortável de ler. O autor não deixa pontas soltas, tudo é esclarecido na hora certa. O livro me fez refletir bastante, sem que eu me desligasse nem por um momento do universo fantástico que visitei. Entrou para a lista de favoritos, com certeza.

Renan, muito obrigada, mais uma vez, pela confiança. Eu realmente amei Supernova.

Acredito que vocês vão ouvir falar bastante desse livro por aqui, e espero que em muitos outros lugares também. Leiam assim que puderem, tenho certeza que não vão se arrepender!

"Poderia estar com medo agora. No entanto, pela primeira vez eu desisti de especular sobre o futuro. Ele virá, eu sei. (...) Quando eu menos esperar, estarei frente a frente com inúmeros novos desafios. Afinal, como meu avô disse: "Isso é só o começo". De quê, eu ainda não sei. Mas estarei pronto para enfrentar o que vier..."

Postada originalmente em: http://entrepalcoselivros.blogspot.com.br/2013/03/resenha-supernova.html
Lua 28/03/2013minha estante
Me apaixonei por esse livro desde da sua postagem de lançamentos. Confesso que estava esperando sua resenha a respeito deste, que bom que você gostou, pois, me dá mais vontade lê-lo. Tem tudo o que amo, sobrenatural, mistérios, romance... A capa é muito bonita também e melhor ainda saber que faz parte de um momento da história!
Beijos!


Adriane Rod 29/03/2013minha estante
Adorei a sua resenha, o livro parecer ser realmente muito bom. Sem falar no nome do livro, que eu achei muito lindo, gostei mesmo. Vou coloca-lo na minha lista de desejados. ;)


Baah 07/04/2013minha estante
a sua resenha fico otima, achei cheia de misterio, uma leitur a perfeita


Thaís 07/04/2013minha estante
Estou louca por este livro, sua resenha esta bem explicada, e só fez aumentar minha curiosidade, achei a capa incrivel, ainda mais depois de saber que é sobre uma parte do livro, e isso é muito bom pois mostra que tudo esta envolvido nesta história (diferente de algumas capas que não tem nada haver com o livro...)
Beijos!


Dani 13/04/2013minha estante
Achei a história super louca @@
E eu gosto disso :)
Depois de ler Feios fiquei super ligada em livros malucos, fora que a capa dá ainda mais vontade de ler.


Leilane 10/06/2013minha estante
Olha só, a sua foi a primeira resenha do skoob. =D
Estou lendo, Ju, só o prólogo já me deixou encantada.


Leilane 21/06/2013minha estante
E agora, depois de ler, estou apaixonada!


Sarah 01/08/2013minha estante
Adorei sua resenha Ju, fiquei super a fim de ler este livro! Eu gosto de séries de fantasia, acho que vou gostar desse também!


Manypok 07/08/2013minha estante
É bom saber que o livro é cheio de aventura!
Antecipei ele na minha lista de metas XD.
Adorei a resenha.




PorEssasPáginas 23/05/2015

Resenha: Supernova - O Encantador de Flechas
Insatisfação. Sono. Pressa. Desapego. Em poucas palavras, esses são os sentimentos que você terá ao ler Supernova. Com um mundo razoável, roteiro interessante, personagens enfadonhos e abuso de clichês, Supernova consegue ser apenas mais um na lista de fracassos da alta fantasia brasileira. Para agilidade da resenha os clichês estarão marcados em roxo. Vamos dissecar o cadáver.

Supernova conta a história de Leran (tive que olhar no livro porque não lembrava o nome do personagem), garoto órfão de pai, muito bom no arco e flecha, que vive em um mundo a magia é proibida e seus praticantes são caçados. Leran se descobre capaz de usar magia, e juntamente com outros magos, tentará derrubar o poder, proteger sua família, salvar o dia e ficar com a garota. Poxa, escrevendo assim o livro até parece bom.

Começamos o livro com um prólogo de criação do mundo, muito inútil e desnecessário assim como vários capítulos e cenas futuras. Explicações sobre magias (fogo!terra!água!ar! coração!luz!trevas!) e cenas inteiras de estudos sobre magia e como ela funciona tornam a leitura de Supernova ainda mais arrastada.

Um detalhe muito criativo de Supernova são os silenciadores, caçadores de magos que são cheios de apetrechos e são assassinos muito bem treinados. Eles foram muito bem aproveitados no livro e quando aparecem são um sopro de ar fresco.

Quanto aos demais companheiros da aventura de Leran, nenhum se destaque a não ser talvez Galek que possui motivos para vingar seu pai dos silenciadores, sua irmã Laura e sua namoradinha Judra - ambas não são oque parecem.

O livro muda bastante de tom pelo capitulo 16, quando temos a visão de um silenciador - parece até que estamos lendo outro autor! Onde estava esse cara antes? Mas alegria de leitor dura pouco e logo voltamos a algumas cenas ensebadas na corte do rei e diálogos que não adicionam em nada a trama.

Possui um final levemente surpreendente, mas nada de novo no gênero. A irmã de Leran - Luana (sim, eu tive que consultar no livro de novo) deixa de ser um peso morto e torna-se uma personagem muito útil, assim como a rainha Nagisa mostra sua verdadeira face.

Este livro poderia ter se beneficiado muito de outro escritor. O autor poderia ter vendido suas idéias e elas estariam melhor cuidadas na mão de alguém bom, que soubesse criar personagens envolventes - dos quais o livro carece muito, tornar a história concisa e deixar somente o relevante. Leran não consegue capturar o leitor em momento algum, principalmente com tantos clichês no começo do livro.

Supernova também possui algumas ilustrações bonitas e esta edição vem com acréscimo de um capítulo do segundo livro - o qual dispensei completamente pois não acompanharei a série de forma alguma.

Se o vir na livraria, ignore.

site: http://poressaspaginas.com/resenha-supernova-o-encantador-de-flechas
Bella Nine 22/10/2015minha estante
Sabe o que parece? O autor se preocupou tanto em criar esse monte de informações - muito clichê - que esqueceu uma das coisas mais importante: entender seu personagem. O autor inventou de escrever em primeira pessoa , por quê? Escolher primeira pessoa te obriga a conhecer seu personagem, a como ele enxerga o mundo - forma coerente, please, porque o autor foi muito infeliz nas criações das poucas reflexões que fez na visão do Leran. - Será que se a obra fosse em terceira pessoa ela seria melhor?




Nat 09/08/2013

Supernova - O Encantador de Flechas(e de corações <3 )
Resenha: Supernova - O Encantador de Flechas.
Autor: Renan Carvalho

Sinopse: Imersa em uma ditadura ideológica, a isolada cidade de Acigam sofre com a ameaça da guerra civil. De um lado, a Guilda, um grupo que usa os ensinamentos da Ciência das Energias para exigir os direitos da população. Do outro, um governo tirano, com soldados especialistas em aniquilar magos, nome vulgar dado aos praticantes de tal ciência. No meio desse conflito vive Leran, um garoto prestes a se formar na escola e não sabe qual futuro pode ter em uma cidade como Acigam. Após o envolvimento dos membros de sua família na rebelião, ele percebe que também está fadado a participar da guerra e vive uma aventura alucinante para descobrir mais sobre a misteriosa ciência que permite encantar objetos com a energia dos elementos. Leran deverá conciliar suas preocupações com a irmã mais nova, a recente vida amorosa e o medo de ser capturado pelos terríveis silenciadores.
OPINIÃO::
Certamente nada que eu escreva aqui vai ficar bom o bastante, então eu vou escrever, pensar, apagar e reescrever.
O livro é incrível! Tão incrível que eu atrasei a leitura para não chegar ao fim(mas,infelizmente,isso é inevitável). Quando eu cheguei ao fim, a única coisa que estava na minha cabeça era o verso da musica "The Scientist" do coldplay,que dizia "oh,me leve de volta ao começo".
Uma leitura fácil, com muita ação, aventura e até mesmo romance! Supernova é aquele tipo de livro que vai te fazer pular, gritar e se emocionar sem dar bola se tem alguém por perto ou não. (:
Os personagens são bem trabalhados e os eventos acontecem em um bom ritmo, sendo que não é rápido e nem devagar demais.
O final realmente me surpreendeu e me deixou sem palavras, procurei por páginas inexistentes e personagens que já tinham ido embora. Eu ri, chorei , me identifiquei e confesso que não vou reler tão cedo... Ai você pergunta "por que não? Afinal você gostou do livro!" e eu respondo... Porque se eu reler ele, eu vou precisar chegar ao fim novamente e isso é um pouco doloroso.( Eu sei que vai ter a continuação logo logo, mas no momento eu estou abalada emocionalmente por esse,então SHHHHHHHHHH me deixem U.U). Bem, essa é a minha opinião e eu super recomendo o livro ^.^
P.S: Na história tem muito sangue, cabeças rolando(literalmente) e confrontos para os mais violentos e para os fãs de ação.
comentários(0)comente



Marcos 17/03/2015

Supernova – O Encantador de Flechas
Leran Yandel é um jovem de 17 anos que vive com a sua irmã Lauana e sua mãe Laura, na isolada cidade de Acigam e está para terminar seu último ano de escola e entrar para vida adulta. Sem expectativas para o futuro, Leran treina encantamentos com seu avô Bretor em sua loja de móveis e decorações, porém essa prática deve ser mantida em segredo, pois é proibida pelo governo e punida com a morte. Depois de descobrir alguns segredos que estavam escondidos no passado, inclusive sobre a suspeita morte do seu pai, Leran se vê envolvido cada vez mais nesse mundo de ciência e guerra, colocando-o em perigos mortais e mudando completamente tanto a sua vida, como a de sua família.

A aventura criada por Renan Carvalho trouxe de volta a minha empolgação de acompanhar um universo de magia e ação que já havia visto na série/desenho “A Lenda de Aang” e no jogo da Nintendo “The Legend of Zelda”, porém de uma forma totalmente inovadora e criativa. O uso do arco e flecha, assim como a manipulação dos elementos foram as características básicas que me animaram com a leitura.

No começo, talvez por ainda estar me adaptando a esse novo universo, a leitura foi bem lenta. Já que conhecer os personagens e o ambiente em que eles vivem leva tempo, pois tudo é muito bem descrito e com muitos detalhes, assim como os conflitos que existem na cidade. Durante a parte em que essa magia, essa ciência existente nesse universo, começa a ser mais explicada e utilizada pelos personagens, o livro fica extremamente viciante e cria muita curiosidade, você se vê na expectativa de que a maior parte de suas dúvidas sejam respondidas nesse volume. Particularmente, tenho o costume de gostar mais dos personagens secundários da história, e esse não dá garantia nenhuma de que eles possam se manter vivos até o final do livro. O final é bem surpreendente, mas não superou a minha empolgação com outros momentos do livro.

O livro foi inicialmente publicado em 2013 pela editora “Novo Século”, porém sendo relançado pela editora “Novo Conceito” com uma formatação parcialmente diferente dia 18/03/2015. As capas foram feitas pelo mesmo ilustrador, que manteve a mesma capa apesar de levemente modificada e mais clara. O novo livro ganhou ilustrações para dar vida a algumas cenas, assim como um capítulo extra após o final da história, narrada por “Judra”, que eu achei estranhamente divertido.

Espero ansioso pela continuação dessa saga, tendo o segundo livro o nome de “A Estrela da Morte” com uma introdução a ele no final do livro nas duas edições, e que nesse volume seja mais explorado a manipulação do elemento água e suas variações, assim como personagens que eu posso me identificar mais, sejam vilões ou heróis ;D

site: http://nuncadesnorteados.blogspot.com.br/2015/03/resenha-supernova-o-encantador-de.html
comentários(0)comente



Khrys Anjos 27/03/2015

Uma flechada no silêncio
O prólogo deste livro já nos mostra uma grande lição. Entre os 6 deuses irmãos que decidiram criar o planeta foi exatamente aquela que todos imaginam que só traz destruição que conseguiu fazer a melhor parte da criação. Graças a deusa Treva o mundo pode ter o equilíbrio necessário para existir.

A história é dividida por partes assim podemos conhecer os pensamentos e os sentimentos dos personagens já que eles alternam entre si.

Leran é um jovem de 17 anos que está começando a desenvolver sua habilidade de dominar os elementos. Este dom vem passando de geração em geração e até agora era um grande segredo de família. Mas devido à necessidade ele e sua irmã Luana precisaram aprender a força como lidar com este poder.

Eles acabam se unindo aos rebeldes da Guilda e treinam técnicas de luta. Assim nasce o Encantador de Flechas e Luana descobre sua verdadeira razão para existir.

Leran sofreu muito quando seu pai morreu mas não tinha ideia que ele havia sido assassinado. Quando fica ciente do fato quer vingança.

Enquanto tem que lidar com toda a reviravolta que está acontecendo em sua vida eis que surge uma jovem em seu caminho e o ensina a amar. Porém ela também o ensina que o amor é apenas um dos lados da moeda que ao ser jogada para cima pode revelar sua outra face, o ódio, e causar muita dor, tanto física quanto emocional.

Judra não é uma mocinha à espera do príncipe encantado. Ela foi forjada literalmente no fogo e moldada para ser uma assassina. Este é o mundo que ela conhece. É o ódio que alimenta sua sede de sangue. E é o Leran quem lhe mostra o outro lado da moeda, o amor.

Os dois têm que lidar com o amor e o ódio na mesma proporção. Até aceitarem que mesmo que a mente ache errado o coração já fez sua escolha. Agora só depende decidirem se irão aceitar a redenção que cada um significa para o outro.

Na cidade de Acigam quem manipula os elementos é chamado pejorativamente de mago e caçado por soldados e silenciadores. Estes formam um grupo de elite cujo único objetivo é exterminar a ameaça representada pelos magos.

As cenas das lutas são simplesmente magníficas. A adrenalina corre solta nas nossas veias ao imaginar cada uma delas. Além de nos deixar banhados de sangue.


O Renan tem uma narrativa extremamente envolvente. Sua história prende o leitor como se ele fosse um personagem da narrativa. A cada página lida a ansiedade aumenta e fica aquela sensação de fome insaciada.

Enquanto o Leran descobriu que seu maior dom era ser O Encantador de Flechas posso dizer que o Renan também tem um dom: O Encantador de Leitores.

E a pergunta que surge ao chegar ao final da leitura é esta: QUANDO?

Quando será publicado o Livro II A Estrela dos Mortos?


site: http://minhamontanharussadeemocoes.blogspot.com.br/2015/03/resenha-supernova-o-encantador-de.html
comentários(0)comente



Daniel Batista 24/06/2013

Uma Comovente e Fantástica Crítica ao Brasil
Talvez o segundo livro de um autor brasileiro emergente que li (precedido apenas da Adriana Armony, minha ex-professora de literatura), comecei encarando "Supernova" sem a menor ideia do que se tratava e foi com uma gratíssima surpresa que me redescobri no mundo da fantasia, da literatura fantástica da qual tanto gostei quando era menor. Imerso na muito-bem-definida atmosfera de guerra de "O Encantador de Flechas", abismei-me com o quanto Renan Carvalho me ganhou neste livro. A narrativa, no presente do indicativo, agilizou muito a história. Tudo na obra acontece com muita velocidade, e as descrições, precisas no sentido mais íntimo da palavra, cabiam hermética e perfeitamente nos curtos parágrafos que davam à história o tom medieval-fantasia que outrora tanto curti em "Deltora", a minha fantasia preferida por excelência.
O mais legal é que "Supernova" conseguiu chegar ao mesmo patamar com facilidade alarmante. O enredo é bem construído, há paixão, há mortes, há surpresas e há a inevitável tristeza ao descobrir que o livro alguma hora chega ao fim.
Além de tudo que podia ser, "Supernova" me ganhou por causa de Acigam, e suas incontáveis referências ao nosso Brasil (a má-gestão, as favelas, a depredação, falta de escolas de qualidade, o déficit no ensino da ciência em Acigam e até mesmo as rebeliões dos rebeldes, que me lembraram justamente deste momento em que o Brasil se encontra): Claras evidências de que Renan Carvalho é um promissor artista e compromissado escritor que já faz um sucesso inestimável conquistando leitores de todo o Brasil através da internet. Dá vontade de ser um mago, dá vontade de viver em Acigam, dá vontade de lutar em favor da liberdade!
Simplesmente mágico. Simplesmente 5 estrelas.
comentários(0)comente



AndyinhA 31/05/2015

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

Falta de foco e muita enrolação.
Uma pena uma história tão interessante e realmente diferente do que anda sendo publicada ter esses itens como lembranças principais ao terminar de ler. Não sei se este é o primeiro livro do autor, mas faltou uma lapidação em algumas partes e com isso sua história poderia ter atingido outros patamares.

A história de Leran é confusa. Ela começa falando da criação de um mundo, muda de foco para o rapaz que será protagonista que ao mesmo tempo não sabe de nada que se passa ao redor e em próximos capítulos já nos conta toda a política do seu mundo em detalhes que talvez só quem estivesse na base da resistência poderia nos fornecer, volta para a irmã quem na verdade tem um certo destaque, mas que quase nunca é mencionada. Fala de lutas, amores, brigas, mas tudo é extremamente exagerado, indo do 8 ao 80 em questão de páginas. Tudo é em excesso, seja as explicações, as cenas de lutas, a politicagem ou os outros detalhes no livro e isso deixou a leitura bem arrastada.

A ideia do enredo é boa, um mundo com uma criação envolta em deuses e energia, com magos e resistência à magia e claro, alguém que quer usar isso para seu próprio benefício, ok, muitos diriam que já leram isso em outros lugares e eu também, mas o autor consegue fugir do mais do mesmo. Apesar de não exatamente acertar a mão, vemos as ideias ali e se a história tivesse sofrido uma revisão mais intensa e cortado alguns pontos em excesso ou ter sintetizado tudo em um único livro (sim, é uma série e nem sei quantos livros teremos) acho que iríamos nos lembrar dele rapidamente.

Para saber mais, acesse:

site: http://www.monpetitpoison.com/2015/04/poison-books-o-encantador-de-flechas.html
Taisa 31/05/2015minha estante
:/


Bella Nine 22/10/2015minha estante
Exatamente o que tá me incomodando. Ainda tô na parte III, com a Judra e, de verdade, como isso tá enfadonho. Uma coisa que eu questiono é: por que o livro em primeira pessoa, se o autor não sabe trabalhar com a coisa do ponto de vista? E outra, essa falta de pensamentos coerentes, reflexões realmente condizentes com o que tá acontecendo, de verdade, como eu tô achando TODOS os personagens vazios, sem graça, tudo muito forçado.
Uma coisa que minha amiga e eu estamos questionando: quando o Leran começou as aulas de encanto, ele nunca quis saber porquê o avô tava ensinando ele em segredo? O avô nunca falou a verdade e conseguiu ensinar algo sem precisar dar satisfação? E é como você disse: Em um parágrafo o garoto fala como as pessoa são medíocres aceitando tudo do governo e como ele não quer ser como eles e, no parágrafo seguinte, ele diz que o destino dele é ser comerciante como avô porque ele não sabe p que é viver lá fora e é isso que ele tem que se contentar. NÃO FAZ SENTIDOOOO!!!!




May Scruz 30/03/2015

Hey, Galera. Tudo bem?

Hoje eu vim resenhar um livro que me causou uma impressão mais do que positiva.
Eu recebi pela parceria o livro "Supernova - O Encantador de Flechas" do Renan Carvalho e fiquei fascinada pela qualidade de escrita, pela trama... Bem, por tudo. Achei o livro excelente, adorei os personagens, os nomes...
O ritmo é bom e a trama bem desenvolvida. A estória vai se formando diante dos seus olhos, junto com os narradores.
O mundo é bem desenvolvido, assim como os personagens.

O Renan me concedeu uma entrevista super bacana, você pode conferi-la clicando aqui!

Vem comigo que eu te conto tudo sobre o que achei do livro!

PERSONAGENS

Leran é o personagem principal do livro, ele é extremamente observador e ótimo aluno em Arqueria.
Você pode sentir o desenvolvimento dele no decorrer do livro. Ele costuma ter lições de magia, escondido, no porão da loja de seu avô.

Judra é uma menina doce e muito enigmática, teve uma vida difícil, por quem o Leran se apaixona após eles toparem na rua.

Rei Cadorcia é o um tirano e governa Acigam, ele e a rainha Nagisa comandam com punhos de ferro a cidade. Foram os responsáveis pelo fechamento das fronteiras. Ninguém nunca o viu de verdade, apenas seu busto que fica no centro da cidade.

Silenciadores são soldados letais do governo, foram treinados para caçar e exterminar os magos. São chamados silenciadores pois tem o poder de criar silêncio, o que enfraquece o mago e o deixa incapacitado de controlar.

*O fim do livro tem um apêndice e em um deles tem um apanhado dos personagens, bem bacana.

No fim do livro tem também o primeiro capítulo do próximo livro só pra te deixar com água na boca!


PROJETO GRÁFICO



De bom gosto e repleto de ilustrações bem bacanas. Eu achei a diagramação boa, bom espaçamento e corpo de letra.
A adição de algumas ilustrações que antes não existiam é, inclusive, uma das novidades dessa edição.
A capa em um primeiro momento não me foi tão atrativa.


Temos dois momentos na narrativa que é em primeira pessoa. A perspectiva de Leran e a de Judra.


Os elementos - Arco e Sol foram desenhados pelo próprio Renan, já as ilustrações são do Licínio Souza

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Este é um livro repleto de ação e críticas importantes à sociedade, ele também fala sobre amizade, lealdade, valores entre outras coisas. Você vai encontrar também um misto delicioso de aventura, drama, mistério e romance! Tudo de bom que um livro pode ter está aqui!

Eu achei a leitura excelente! O livro e a escrita do Renan me deixaram positivamente impressionada. É notável o amadurecimento do Leran durante o livro, assim como o ritmo e escrita. Em alguns momentos eu o achava extremamente imaturo, mas ele era mesmo...Quando a narrativa troca pra Judra eu pude sentir a diferença e isso me deixou muito satisfeita. Na verdade em alguns momentos eu achava a Judra tão forte e adulta que eu pensava nela sendo mais velha rs.

Eu fico extremamente feliz em ver livros assim, com estórias bem estruturadas e boa narrativa no cenário nacional. É gratificante ver o quanto nossos "novos" autores são talentosos e competentes!

Espero que tenham gostado.
Beijos e até a próxima!


site: www.ensaiodemonomania.com.br
comentários(0)comente



Victor Hugo 10/09/2013

Supernova - O Encantador de Flechas
Acigam é uma cidade isolada do mundo por muros, ninguém entra nem sai. O que é ensinado lá é diferente do restante do mundo, principalmente a Ciência. Leran está terminando seu ensino e com seu avô aprende a verdadeira Ciência, a Ciências das Energias, como manipular e controlar.
Após presenciar um fato muito marcante, Leran percebe o quão perigoso por ser aprender essa magia, ou controle de energia e o quanto o governo de Acigam é controlador.
Então, primeiro ponto que eu gostei muito foi o fato do Leran não ser o mais poderoso da história, porque sempre vemos o principal o mais fodão né haha... Gostei muito da ideia da "magia”/ciência e a cidade de Acigam, mesmo com todo o seu controle.
Achei as descrições na medida certa, descrevendo o necessário para entender o livro, o único ponto que eu senti um pouco mais de descrição são as cenas de lutas e batalhas, achei que foram melhorando no decorrer do livro, mas ainda sim queria um pouco mais de detalhes, porém isso não tira a emoção da história.
Os personagens são bem cativantes. Gabriel Galek, Judra, Mael, Luana, Boom... Todos. Até mesmo os vilões, a raiva que sentimos por eles, é muito bom livros que causam isso nos leitores.
Em nenhum momento achei que a história fica monótona, mesmo quando não tem ação (principalmente no começo, com as explicações das magias e na parte 3 do livro, o começo pelo mesmo) fiquei muito ligado, querendo saber o que ia acontecer em seguida.
Gostei muito mesmo das críticas sociais incluídas no livro, sobre a desigualdade social, falta de infraestrutura, precariedade na saúde e educação.
E o final eu achei muito bom, com toda a explicação do que aconteceu/acontecia em Acigam foi muito convincente e de acordo com a história toda.
E agora 3 coisas que me fez lembrar de Harry Potter, mas não tive problema com isso.
- O silenciador lembrou-me dos Dementadores, mas só no primeiro momento, depois vi que não tinha nada a ver mesmo hahaha...
- A Magda Selartin me lembrou da Profª Minerva
- E a outra coisa que não posso falar, pois seria um spoiler, mas se remete ao Harry Potter e a Pedra Filosofal.
A Parte 3 do livro se resume em: Surpresa, Gostei, Não gostei, Aceitei e Raiva/Surpresa. Muita raiva do senhor Renan nessa parte do livro hahaha
Ficou curioso?! Então leia o livro que é mais do que recomendado. 5 estrelas com certeza e um dos melhores do ano. Super ansioso para sua continuação A Estrela dos Mortos. E ainda por cima o Renan Carvalho é super simpático com seus fãs.
E para finalizar a edição da Novo Século, simplesmente muito boa e a capa então, sem palavras.
comentários(0)comente



Thays 01/04/2015

RESENHA:
Supernova tem o melhor dos dois mundo da distopia e da fantasia.
O mundo ao redor de Acigam tem ciência e liberdade para manipular os elementos ao seu redor, pelas pessoas que nascem com esse dom, Acigam é uma cidade isolada que vive sob uma ditadura implacável, impedindo como são chamados os manipuladores "os magos" de realizarem livremente a magia. Os silenciadores são responsáveis por mantem a cidade livre dos rebeldes e magos, matando-os, eliminando-os a qualquer custo, é abominável qualquer uso de magia.
Toda ditadura começou quando fecham as fronteiras, não permitindo os comerciantes a exportarem e importarem mercadorias, mas tudo isso foi o começo para uma rebelião lutando por todos os direitos.
Nessa história temos o Leran um jovem que está preste a fazer 18 anos e se formar na escola, ele é o melhor aluno arqueiro, Leran vive com sua irmã e sua mãe, seu avô tem uma lojinha, onde sempre que pode escondido do governo ensina o seu neto um pouco da manipulação. Mas até então Leran não sabia muito sobre esse mundo da ciência pois eram privados até do conhecimento, apenas alguns sabem, incluindo seu avô, é quando ele esta voltando para casa com seu avô que presencia a morte de um mago rebelde por um silenciador obrigando o seu avô a revelar o por que de tudo isso, até então Leran não sabia a existência deles, apenas dos guardas, mais tudo que Leran descobre no inicio é apenas a "ponta do iceberg", Esse livro é cheio de mistérios, ação, romance, drama, guerra, magia e suspense.

IMPRESSÕES:
O livro do Renan Carvalho um autor brasileiro, que ganhou meu respeito e admiração, um talento da literatura nacional.
A qualidade da escrita é enorme, o autor em apenas um livro conseguiu nos mostrar tudo sem deixar pontas soltas, as ilustrações feita pela editora Novo Conceito ficaram perfeitas, o crescimento e desenvolvimento dos personagem, foram essenciais, os suspenses feito nas divisões das partes me deixaram de boca aberta e com uma ansiedade enorme de terminar a leitura.
Bom o livro é perfeito, sem dúvidas aguardo ansiosa pelo livro 2.
comentários(0)comente



Mari 27/03/2015

"Desenvolvi minha própria especialidade e a aprimorei ao máximo. Farei o governo tremer apenas ao ouvir sobre mim... Ao ouvir sobre o Encantador de Flechas."

Renan Carvalho publicou a primeira edição de Supernova - O Encantador de Flechas em 2013 e a mesma logo esgotou. Este ano o livro ganhou nova edição, publicada pelo selo Novas Páginas, do Grupo Editorial Novo Conceito, com capa nova, ilustrações inéditas e um capítulo extra. Renan juntou dois dos meus gêneros favoritos (fantasia e distopia) em um só livro e o resultado é incrível.
"- Eu esperava mais, Leran - afirma Cortez, em tom sério. Mas em seguida abre um sorriso. - De qualquer forma, você é o melhor atirador que já ensinei."
Leran é um menino que, para sua família, é muito desligado, mas seu professor de treinamento de arco e flecha discorda. Ele costuma dizer que Le, como é chamado pelos mais próximos, é totalmente o contrário: um garoto com ótima capacidade de concentração. Acontece que ele presta atenção em coisas específicas que o fazem se desligar de tudo a sua volta para focar apenas nelas. Leran vive com sua mãe, Laura, e a irmã dois anos mais nova, Luana. Seu pai, Caio, faleceu quando o menino tinha 8 anos e, desde então, sua mãe não tem uma boa relação com seu avô paterno, Bretor, que é um poderoso encantador. Em um primeiro momento podemos pensar que a "birra" de Laura com Bretor é por conta disso, mas logo descobriremos que vai muito além.
"Guilda de magos? Rebelião? Foi isso que eu ouvi? Os homens assassinados estariam lutando contra o governo? Como poderia haver algo assim em Acigam, bem debaixo do nosso nariz?"
Depois de uma de suas aulas de encantamento e controle de energias com o avô, Leran e ele acabam sendo testemunhas de assassinatos. Os silenciadores, que eram considerados até pouco tempo lenda, estão agindo a mando do governo para acabar com as pessoas que tentam revelar ou fazem uso da ciência das energias, ou seja, os magos. Leran tem muitas perguntas e, para saber as respostas, precisaremos acompanhá-lo nessa aventura.
"Comerciantes exigindo mudanças eram um problema, mas disso os guardas poderiam cuidar. Agora, magos... estes eram capazes de abalar o que Acigam pregava como verdade."
Logo nas primeiras páginas Leran já ganha o leitor. Ele consegue nos envolver em seus pensamentos e logo estamos querendo saber mais sobre seu mundo. Por outro lado, demorei um pouco para me acostumar com a narrativa. A mesma é em primeira pessoa e bastante detalhada. Eu gosto de detalhes, principalmente quando estes nos colocam a par do ambiente distópico e das coisas emocionantes em uma cena de ação, mas Leran nos contava absolutamente tudo o que acontecia. Posso dizer que a partir dos primeiros descobrimentos de Leran sobre seu pai e a Guilda, por exemplo, consegui entender o motivo de tantos detalhes: o protagonista é detalhista. Quando tal característica é mencionada no início, não é por acaso.

Só que o autor nos surpreende. O livro é dividido em quatro partes (Segredos, A Guilda, Silêncio e Encontrando o Poder) e três delas são narradas por Leran. A terceira é narrada por um personagem que não direi qual é, mas que desde sua aparição me deixou com o pé atrás. Na verdade, não cheguei a desconfiar da pessoa logo de cara, mas achei que existia um motivo para ela estar naquele momento no "lugar certo". Renan também consegue mudar a narrativa e nos apresentar outras características desse narrador que logo nos fazem querer saber mais dele e, mesmo com as descobertas e segredos que o cercam, torcer para que faça as escolhas certas e fique bem no final. Quem leu com certeza irá entender e, quem não leu, sugiro que se surpreenda lendo.
"Apesar de às vezes minha irmã me irritar, eu gosto muito dela. Sempre tem as palavras certas."
Algo que gostei bastante do livro (e que, sem dúvidas, é algo inovador) é o fato de o autor não fazer do protagonista o único herói, o único salvador, o único motivo para que tudo aconteça. Achei a reviravolta incrível e, mesmo que eu pudesse estar tentando adivinhar o algo mais da história e o que realmente motivava todos os acontecimentos, não foi logo que consegui. Gostei também de o Prólogo mostrar ter importância para a história, mas não revelar nada. Cheguei até esquecer dele em certo ponto da leitura e, de repente, a verdade veio. Renan conseguiu me surpreender em vários momentos.

[...] CONTINUE LENDO EM: http://www.magialiteraria.net/2015/03/resenha-supernova-o-encantador-de.html

Supernova - O Encantador de Flechas é um livro repleto de segredos, mistério e ação, onde acompanharemos o protagonista Leran obtendo respostas e amadurecimento, ao mesmo tempo em que seremos surpreendidos por aparições e revelações que nos deixarão ansiando por mais a cada página. Renan Carvalho consegue envolver e prender o leitor ao apresentar personagens bem construídos e uma história com ótimas reviravoltas.
comentários(0)comente



Thais de Lioncourt 23/04/2013

"Supernova- o encantador de flechas" (Renan Carvalho)
No começo de tudo seis Deuses criaram o mundo, eles eram TERRA, FOGO, ÁGUA, AR, LUZ e TREVAS...

Acigam é uma cidade dominada pela ditadura de um governo que não permite que seus habitantes conheçam a ciência que controla os elementos a nossa volta. Essa ciência é chamada de magia; há anos atrás o governo impediu que seus comerciantes viajassem pra outros lugares, fechando suas fronteiras e proibindo o povo de usar magia em sua cidade.
As pessoas que se rebelaram a essa causa foram caçadas pelos soldados e seus novos aliados chamados de silenciadores, um grupo especial treinado para caçar os magos, as mortes foram catalogadas como acidentais, não atribuindo ao governo sua verdadeira culpa, inclusive o pai de Leran, Caio yandel também morreu em um desses ”acidentes”.
Com 17 anos e terminando o ensino médio, Leran Yandel vive com sua irmã Luana e sua mãe Laura no bairro das Oliveiras em Acigam. Leran é um ótimo arqueiro e seu avô Bretor yandel está ensinado a ele como controlar essas energias dos elementos que nos rodeiam e transforma-las em magia. Seu avô possui uma loja no centro comercial, onde ele o visita a tarde a fim de aprender sobre esse controle sem que sua mãe saiba uma vez que ela e o sogro não se dão nada bem.
Após presenciar a morte de um mago (amigo de seu avô e membro da guilda que seu avô também faz parte) pelas mãos de um silenciador, Leran se vê em meio de uma guerra civil, onde sua família é caçada e sua cabeça esta a premio.

Enfim... A minha opinião sobre esse livro.

Há uns dias atrás li um livro muito bom chamado “o guardião” que apesar de ser maravilhoso, não conseguiu me surpreender. Eu adivinhei o final antes de chegar nele e não gostei do modo como às coisas se desenrolaram. Aí comecei a reclamar que por ler demais nenhum livro conseguia me prender e me surpreender depois.
Eu adoro o selo ‘novos talentos da literatura brasileira’ da editora Novo século e trabalho na livraria saraiva, sempre compro os títulos desse selo e na última vez comprei o “supernova”. Depois de ter acabado o guardião e desiludida da leitura, comecei a ler esse novo, adorei a criação do mundo e depois disso fui devorando o livro, achei o começo da história um pouco previsível e também sabia q a mocinha era vilã kkkk, porém o jeito como tudo se encaixa é incrível...
Eu fiquei vidrada no enredo, eu me sentia em Acigam com a narrativa perfeita do autor, foi uma viagem fascinante e apesar de no começo ter achado previsível, me surpreendi com todo o resto, o livro perfeito onde não existem pontas soltas, n vejo a hora de ler o próximo da série.

A única parte ruim disso foi que fiquei com DPL (depressão pós-leitura) e demorei um pouco pra conseguir ler outra coisa, já que não conseguia deixar Acigam...
comentários(0)comente



106 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |