A Graça da Coisa

A Graça da Coisa Martha Medeiros




Resenhas - A Graça da Coisa


39 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Heloisa.Chaim 28/04/2019

A Graça da Coisa
Um livro leve, que faz em pequenos capítulos análises de momentos cotidianos, sempre buscando levar ao leitor interpretar a vida de forma mais leve e organizada. Gostei da leitura, mas acho que em alguns capítulos Martha Medeiros poderia ter explorado mais.
comentários(0)comente



Malice 07/03/2019

Devagar...
Talvez não seja leitura para meu momento. É superficial, leve, devagar, mas entrega o que Martha se propõe. Levo duas boas crônicas de lembrança. Talvez algumas outras eu devesse registrar. Leitura modo contemporâneo, meio passa tempo...
Heloisa.Chaim 22/04/2019minha estante
Comecei a ler agora é tenho essa mesma impressão, de que o livro é superficial. Acho que ela poderia ter explorado muito mais o objetivo do livro.




Daniele Koller 30/01/2019

A graça da coisa
Uma leitura envolvente, onde a autora Martha Medeiros cita vários textos que escreveu de forma aleatória sobre os grandes aprendizados da vida, conta um pouco de tudo que já vivenciou, por onde andou, pessoas que conheceu, seus caminhos, suas viagens, sua solidão, seu convívio em sociedade, o que aprendeu, o que gostou, enfim, tudo o que a inspirou a fazer este livro, que e uma verdadeira escada, trazendo aos leitores fatos extremamente interessantes e importantes na vida, transformando suas palavras envolventes de maneira poética que penetra carinhosamente em nossos corações.
Uma explosão de coisas boas a serem compartilhadas!
Cinthia Nóbrega 30/01/2019minha estante
Que lindo! Pelo que li, parece que através dessa leitura, faz o leitor refletir e valorizar cada experiência vivida.




Rosy 09/01/2019

A Graça da Coisa
"A gente é a soma das nossas decisões"
comentários(0)comente



Ev 20/03/2018

A Graça da Escrita
Martha Medeiros impressiona. Dona de uma escrita tão clara, simples e limpa, ler Martha Medeiros é para qualquer idade, qualquer formação e até para os sem tempo.
A autora consegue surfar de forma que a escrita seja rasa e muito acessível, mas também não seja banal e vulgar.
É um livro para todos, entretanto, em certo momento, se torna um livro de nenhum.
comentários(0)comente



Milena 17/02/2018

Livro que te prende!
Sabe aquele livro que você quer devorar? Assim foi com A Graça da Coisa. Martha Medeiros é sem dúvidas uma escritora incrível, mas se superou para mim nesse livro. Ele me ajudou em tantas coisas e me encaixei em tantos assuntos, é como se eu estivesse lendo meus próprios textos. É óbvio que essa opinião é tão pessoal, já que parece feito pra mim. Mas é uma leitura que indico, acredito que não vai acontecer de você não se encaixar em alguma história ou até mesmo se envolver ao meio de tantas histórias que te fazem refletir sobre atitudes e acontecimentos do seu dia-a-dia.
comentários(0)comente



Nádia 02/05/2017

#resenhapomarliterario A graça da coisa
" Livros. O mais deslumbrante canal de comunicação com a dor, pois através de histórias alheias reescrevemos a nossa própria e suavizamos os efeitos colaterais de estar vivo. Ler é o diálogo silencioso com nossos fantasmas. A leitura subverte nossas certezas, redimensiona nossos dramas, nos emociona, faz rir, pensar, lembrar. Catarses intimidam a dor."
.
Simplesmente fascinada com esse livro, com essa autora e seu texto. Nunca havia lido um livro da #marthamedeiros, apenas fragmentos de textos. Agora ao terminar a leitura só consigo pensar porq nunca havia lido suas obras antes e querer muito devorar tdo que ela já escreveu. Perfeito, viciante, não tem como não se identificar com os textos em algum momento. E é essa realidade exposta que me cativou tanto, levando me para dentro do livro e trazendo o livro para dentro de mim. #resenhapomarliterario

site: https://www.instagram.com/p/fyM0PkGv44/?taken-by=pomarliterario
comentários(0)comente



Btrz 29/09/2016

A graça da coisa de Martha Medeiros é um conjunto de crônicas. É daqueles livros que não te dizem nada que você não saiba nem nada inovador. Mas que traz pra memória recente o humor que podemos extrair do cotidiano. É de leitura fácil, característica da autora, mas não acho que seja a melhor obra dela.
comentários(0)comente



Adrieli 20/09/2016

Eu não gosto de crônicas!
Eu não gosto de crônicas! Eu enchia a boca pra dizer. Pois bem, depois de esbarrar com esse livro na biblioteca, me interessar pelo titulo e dar uma espiadinha na primeira crônica, só por curiosidade... Acabei lendo também a segunda, depois a terceira, quarta, enfim, fiz o empréstimo e levei o livro pra casa. Fique com ele uns dias e quando fui devolver (atrasado) me doeu o coração. Não foi uma separação fácil.
As crônicas falam de tudo um pouco, sejam os barulhos urbanos, um filme que a autora achou bom ou uma conversa de comadres. São coisas da vida cotidiana que ela (Martha) observou, enxergando nessas situações lições importantes e muitas vezes emocionantes que nem sempre notamos. Muitas delas são "tapas na cara" outras são apenas observações interessantes, mas cada uma delas é especial a seu modo. E o que me doeu na separação, foi perceber que nem todas as crônicas ficaram gravadas na minha memória, e eu queria muito me lembrar de cada uma delas. Afinal, Eu adoro crônicas!
comentários(0)comente



Nanda 02/08/2016

Martha Medeiros - Ótima como sempre
Mais um livro cheio de crônicas ótimas de Martha Medeiros, para quem é fã (Como eu) é um livro estilo Martha Medeiros de escrever, fácil, simples, gostoso de ser ler, São crônicas de 2011 a 2013. Acho impressionante como ela transforma coisas/situações comuns do dia a dia, em ótimas reflexões. "Martha é possível que temos uma empatia espiritual", É uma das minhas autoras favoritas, e mais uma vez, terminei o livro com vontade de ler mais. "Vida é o que existe entre o nascimento e a morte. O que acontece no meio é o que importa" e no meio tem bons livros, livros de Martha Medeiros.
comentários(0)comente



Thiago.Alves 01/08/2016

Perfeito
O livro é perfeito , uma verdadeira mistura de humor, senso crítico e ironia. A autora consegue realizar façanhas ao analisar fatos simples do cotidiano levando o leitor a refletir sobre algo maior.
comentários(0)comente



Tuanny 15/06/2016

A graça de Martha
Eu já não tenho muito o que falar da Martha Medeiros, suspeita por ser fã de todos os seus textos e depois de algumas resenhas já feitas aqui (Um lugar na janela) e (Feliz por nada), dos livros que já li de Martha, esse é meu segundo preferido, perdendo apenas para Doidas e Santas, que eu ainda não fiz a resenha.
Não saindo do perfil de Martha, " A graça da coisa" continua seguindo o padrão de contos, falando das coisas mais simples da vida, mais que Martha torna como algo indispensável em sentimentos. O melhor texto desse livro, e quando Martha fala sobre o caminhar da idade, nesse pequeno texto ela discorre sobre a evolução da nossa vida em experiências, decepções, felicidades, que em algum momento ou nele todo você percebe que aquele texto parece ter sido feito para você, mas que no fim, percebemos que todos passamos pelas mesmas fases da vida. E assim com os textos de Martha Medeiros.
Por isso hoje faço questão de colocar um post de frases dos livros que costumo ler, porque foi assim que aprendi a gostar de ler, quando eu procurava por alguma frase de livros na internet e gostava, eu ia atrás do livro, e cresci amando ler desse jeito, porque através de uma frase eu ficava imaginando como o livro seria. Foi assim que nasceu a paixão pelos textos dela, de Caio Abreu e Bruna Vieira.


site: www.omundodatutty.blogspot.com
comentários(0)comente



Paulinha 10/04/2016

Amadurecer é achar graça!
"Só nos tornamos adultos quando perdemos o medo de errar. Não somos apenas a soma das nossas escolhas, mas também das nossas renúncias. Crescer é tomar decisões e depois conviver em paz com a dúvida." (página 26)

Ganhei esse livro de uma grande amiga e, aproveitando uns dias férias, o levei pra viajar comigo. Nada mais gostoso que deitar numa rede e ler coisas leves como poesias, contos e crônicas.
Esse livro traz justamente essas últimas: 81 crônicas escritas para os jornais, no período de 2011 e 2013.
Algumas perdem um pouco o brilho por serem datadas: falam de uma notícia da época ou de algum filme/peça que acabou de estrear (logo, o frescor da novidade não existe mais). Outras, porém, abraçam assuntos universais, que não dependem de local, dia e hora pra acontecer. São as melhores. É quando a autora fala do amor, da solidão, da dor, das artes, dos relacionamentos e até da própria fama.

"Amar é lapidação..." (pág. 47)

"Tocar na dor do outro exige delicadeza." (pág. 48)

"Acreditar-se especial nos torna patéticos (...) Lutar contra o próprio ego não é fácil, mas é o único jeito de mantermos uma certa sanidade e paz de espírito." (pág. 95)

"Ter uma vida interessante depende apenas do olhar amoroso que lançamos sobre nossa própria história." (pág. 163)

"Se aquilo que gosto de ouvir estimula as mesmas sensações em quem convive comigo, cria-se um diálogo sem palavras, à prova de mal-entendidos." (pág. 168)

Duas crônicas são de leitura obrigatória, caso você comece a ler o livro e queira desistir no meio do caminho: "A melhor versão de nós mesmos" (pág. 133) e "Empatia" (pág. 163)

Boa leitura!

site: http://cantinhodaleitura-paulinha.blogspot.com.br/2016/03/a-graca-da-coisa.html
comentários(0)comente



28/03/2016

Gosto muito dos livros da Martha Medeiros.
Todos que li até agora foram de leitura rápida, fácil, mas que induz à várias reflexões. Seus textos podem ser mais questionadores, filosóficos, ou por outras vezes divertidos, bem humorados, mas sempre fazendo-nos refletir sobre a existência e o comportamento humanos.
É o caso de A Graça da Coisa. São pequenos textos sobre assuntos variados, mostrando situações cotidianas e sentimentos comuns aos seres humanos, com o estilo de escrever peculiar da autora.
Textos inteligentes e inteligíveis.
Marta 28/03/2016minha estante
Eu li um livro dela que gostei bastante.


30/03/2016minha estante
Adoro a Martha. Textos inteligentes e inteligíveis.


Marta 30/03/2016minha estante
Verdade isto do inteligível!




Diego 23/01/2016

A graça na Minúcia
A belíssima obra "A Graça da Coisa" da Autora Martha Medeiros nada mais é do que um conjunto de crônicas de 2011 a 2013.
Trata-se de uma obra totalmente "epifânica", pois Martha consegue mostrar uma visão diferente da vida e da sociedade a partir de pequenas situações do cotidiano. Daí percebe-se sua alta capacidade em filosofar.
A autora consegue descrever sentimentos e emoções compartilhados por todos, mas que poucos conseguem decifrá-los. Alia-se a isso o bom humor presente a todo momento, mas sem perder os seus ensinamentos motivadores e de autoconhecimento.
Em diversas situações do livro, observa-se ótimas indicações de filmes, músicas, livros e peças de teatro que enriquecem a leitura.
Deve-se levar em consideração a gama de temas que são discutidos ao decorrer do livro, que vão desde questões amorosas até a concepções políticas, o que agrada a todos os gostos.
É louvável a capacidade da autora em admirar a insignificância e futilidade da vida e transcrevê-los para o papel sem perder o charme de sua pequenez, pois é nessa miudeza que está a graça de viver.
comentários(0)comente



39 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3