Eva

Eva Anna Carey




Resenhas - Eva


36 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Bia 15/02/2019

Resenha - Eva
Esse livro já esta na minha estante a bastante tempo. Queria começar a lê-lo quando a Editora lançassem o terceiro livro. Porém já tem um tempo, bastante, que eles não lançaram o terceiro, e eu estava muito curiosa para começar a leitura. Comprei esse livro por indicação da Pam, fiquei bem empolgada quando ela elogiou muito o livro. Porém eu esperava mais...

Em um mundo pós-apocalíptico onde homens e mulheres são inimigos, existe uma Escola onde só vive mulheres. Crianças são levadas para essas escolas onde estudam diversas matérias normais, porem suas professoras distorcem varias coisas relacionadas ao Homem para que assim todas as mulheres pensem que eles são as criaturas mais desprezíveis e sem coração do mundo... Com exceção do Rei, que para todos foi o salvador da Praga que aniquilou a população da terra.
Já os homens são mandados para o trabalho em obras desde jovens.

Eva é uma estudante pronta para se formar, uma garota comportada, certinha, inteligente e obediente. A melhor da sala e por tanto a escolhida para Oradora da turma. Sua vida estava indo bem, estava segura dentro dos muros da Escola do mundo selvagem que se encontrava destruído do outro lado, Eva estava prestes a se formar e passar para uma nova faze onde iria para outro prédio aprender o Oficio (tipo uma faculdade).
Porém seu mundo desmorona quando descobre as reais intenções da Escola. No prédio onde deveria aprender o Oficio ela descobre um segredo desprezível e aterrorizante. Tudo agora era diferente, ela precisava sair dali, mas ela não sabia nada sobre sobrevivência. Viver sozinha fugindo sempre, vivendo de casa abandonada em casa abandonada, com medo dos rebeldes que viviam nas florestas as espreitas.
Felizmente Eva encontra uma conhecida da Escola que havia fugido também bem antes. Juntas elas seguem caminho a um abrigo chamado Califia. Em suas jornadas elas encontram um garoto chamado Caleb. Mas será que elas podem confiar em Caleb?

Esperava bem mais desse livro, não é uma leitura ruim nem chata... Mas não foi o que eu esperava e quase no fim do livro eu já estava louca para terminá-lo.

Eva é uma garotinha muito dependente, afinal viveu sua vida inteira dentro da Escola comendo bem, aprendendo diversas matérias, mas acima de tudo tendo conforto e segurança. Ela não sabe sobreviver ao mundo apocalíptico do lado de fora dos muros. É um pouco medrosa, porem também corajosa, afinal ela saiu da Escola e enfrentou a fome e sede até encontrar ajuda e ser dependente. O que provavelmente ajudou um pouco ela nessa nova vida foi a sorte de ler tantos e tantos livros sobre diferentes temas, então ela sempre pensava em uma situação semelhante que estava vivendo com algum momento de algum livro, e daí acabava tirando algumas ideias.

Arden é uma garota rebelde, eu até gostei mais dela do que da protagonista, porém achei um pouco infantil suas brincadeiras de mau gosto. Diferente de Eva, Arden sabe se virar sozinha é durona e corajosa.
Caleb é um cara interessante, porém não é lá essas coisas. É protetor e esperto, determinado e protetor, até educado. Mas não me apaixonei muito por ele. Achei o romance que a autora criou muito rápido, não teve muita base nem tempo de ser construído em um tempo certo. Afinal, Eva cresceu escutando horrores dos homens, e desde o inicio não confiou em nenhum, ai aparece Caleb e parece que em uma semana ela vira manteiga derretida confiando nele. Por ter crescido escutando muitas coisas horríveis dos homens (por mais que metade delas não fossem verdade) achei que Eva deveria ser mais cautelosa, mais esperta e ter ficado muito mais na defensiva.

Não estou tão ansiosa para ler o segundo livro, até porque quero esperar pelo terceiro livro.


site: http://biiabrito.blogspot.com/2016/11/resenha-eva.html
comentários(0)comente



Aninha 24/01/2019

EVA
Nota 4 de 5
Esse foi o meu primeiro contato com a autora e confesso, me apaixonei!
Com uma escrita envolvente, cheia de aventura e até um toque de romance – sim temos um pequeno romance - temos um livro futurístico que narra o mundo após dezenas de pessoas serem dizimadas por causa de um vírus.
Acompanhamos o dia-a-dia de Eva na “Escola” onde ela aprende a odiar os homens e idolatrar apenas ao rei, mas prestes a se formar e ultrapassar os muros da escola ela descobre a difícil realidade que muda sua percepção do mundo e de tudo aquilo que aprendeu durante toda a sua vida. Com esse conflito interno sobre o que é real e o que não é ela luta ferozmente pela sua sobrevivência.
É uma história cheia de aventuras e que em certos momentos me deixou com frio na barriga.
Super recomendo essa leitura, a autora tem uma escrita fluida e foi uma leitura bem rapidinha.. eu tirei 0,5 da nota pois torcia por um final diferente rs.
Leia e me conte o que achou!!! Beijos da Aninha!


site: https://www.facebook.com/sentaPraLer/
comentários(0)comente



Lary 22/11/2018

Guerra dos sexos (?)
Quando eu fui comprar esse livro, eu achei a capa impressionante e a sinopse me instigou justamente por falar sobre a guerra dos sexos: os meninos são feitos de trabalhadores, burros de carga e as meninas são "domesticadas" para serem donas de casas e futuras procriadoras. A visão do livro dividido é super interessante e nos leva a pensar muito a respeito de sua divisão.

? "-Noventa e oito por cento da população está morta, Eva. Morta. Como você acha que o mundo vai continuar? Eles não precisam de artistas. [?] Precisam de crianças."?


Eva é uma garota que luta contra isso, ela não quer ser obrigada a fazer algo que aquela sociedade acredita que seja certa, ela quer ser além, quer mais pra vida dela. É ela fica cada vez mais certa de que há algo errado quando descobre uma coisa que não deveria saber. É é aí que os problemas são "Olá".

O mais legal de tudo é que esse mundo é oficialmente dividido entre homens e mulheres, eles não possuem contato com o sexo oposto e são ensinados sobre suas "artimanhas" de controle, são treinados e preparados para evitarem o mal: o sexo oposto.

?"Eu havia frequentado minha aula de Perigos de Meninos e Homens durante um ano inteiro, aprendendo todas as formas pelas quais as mulheres se tornavam vulneráveis ao sexo oposto. Primeiro foi a unidade de Manipulação e Mágoa. Fizemos uma leitura atenta de Romeu e Julieta, estudando a forma como Romeu seduzira Julieta e acabara levando-a à morte."?

O que aconteceria se tivéssemos nossas funções julgadas por nosso sexo? Quanto tempo o mundo aguentaria ser mantido nessa prisão? E o que aconteceria com aqueles que não aceitassem essa tal divisão?

É um livro que eu adorei muito, que quebra, na minha opinião, vários estereótipos a respeito do sexismo e do "lugar" de cada um na sociedade
comentários(0)comente



Paula.Heloisa 14/11/2018

Interessante
É um livro bom no geral! É a história de uma menina que é órfã e vive em um mundo pós apocalíptico onde a sociedade tenta se reerguer.. porém as mulheres são usado como gado de reprodução para tentar repovoar a terra e quando Eva descobre isso, da um jeito de fugir da sua escola e aí começa a sua aventura..
As mulheres são as protagonistas principais nesse livro, e tem muito de superação pessoal e altruísmo.
Tem um romance com a personagem principal que nos prende no livro e nos faz torcer até o final.. eu queria uma continuação mas ficou para a nossa imaginação
Bruna.Alcantara 20/11/2018minha estante
Olá, tem a continuação, se chama Uma vez. ?




Nath @sobre.ler 08/05/2018

Uma ideia legal, mas não tão bem aproveitada...
Quando a praga se espalhou pelo mundo, homens e mulheres morreram, levando com eles o governo e o mundo que conhecemos hoje. Então uma nova ordem surgiu sob o comando do Rei. Ele promete reerguer o mundo, mas para isso todos devem seguir suas regras. As crianças órfãs são separadas: meninos são levados para campos de trabalho escravo e meninas são levadas para as Escolas, onde deverão aprender uma das dezenas de profissões cruciais para a reestruturação do mundo.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀
Eva vive em uma dessas Escolas desde pequena e apesar das regras rígidas, ela sempre foi mantida em segurança. Nessa escola, a principal lição que as garotas recebem é: temer os homens e nunca, nunca mesmo, confiar neles.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀
Pouco antes de se formar na escola, Eva descobre que o mundo que contaram para ela é uma mentira. Tudo o que ela acreditava e sonhava nunca irá acontecer e vê diante de si um futuro assustador e horrível. Sendo assim, resta apenas uma saída para ela: fugir. Então Eva precisará sobreviver em um mundo destruído e hostil, enfrentar seus medos e lutar para conquistar seu futuro em um mundo destruído.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀
A premissa dessa série sempre me chamou a atenção, mas evitada de ler, pois a editora ainda não tinha traduzido o ultimo livro. Mas neste ano eles anunciaram a publicação do desfecho da série então corri para ler.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀
A autora tem uma escrita extremamente cativante. É quase impossível parar de ler a história, mas infelizmente a autora pecou ao escolher levar essa história pelo mesmo caminho de tantas outras distopias e tornar o ponto central do livro o romance. E isso me incomodou muito, já que a personagem principal viveu sua vida INTEIRA sendo ensinada a temer os homens, então eu acho praticamente impossível alguém conseguir se apaixonar quase instantaneamente por aquilo que sempre temeu.

Tirando o fato do romance praticamente instantâneo, a autora conseguiu construir momentos de tensão bem legais, e foram esses momentos que me fizeram ler até o fim. O final do livro foi muito bom, me deixou super curiosa para ler a sequência.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀⠀ ⠀⠀⠀⠀
Apesar de algumas coisas terem me incomodado durante a leitura, o livro “Eva” é uma boa aposta se você está afim de ler uma distopia “meio-a-meio”, ou seja: leve, porém com pitadas de violência e ação aqui e ali.

site: https://www.instagram.com/p/BiakRMuglaQ/?taken-by=sobre.ler
comentários(0)comente



Thais P. 17/03/2018

2.5 estrelas.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Isabela.Lopes 31/12/2017

Uma distopia muito boa
Esse foi o segundo livro que eu li dessa autora e não me decepcionei. No futuro, uma praga mortal aniquilou a população da terra. Homens e mulheres seguem segregados. Os meninos são mandados para campos de trabalho forçado. As meninas, para Escolas onde aprendem uma profissão chave na reconstrução mundial.
comentários(0)comente



Cecilia.Lechkiv 10/06/2017

Gostei muito desta leitura, o livro é cativante e envolvente. Toda a história se passa em uma realidade bem distante da nossa, onde a maior parte da humanidade foi disseminada por uma praga, e tudo aquilo que conhecemos hoje está completamente perdido no tempo. É interessante pensar como tudo pode mudar de uma hora pra outra…O cenário que envolve esse romance é pautado pela sobrevivência da raça humana , e cada um tem seu papel nesse processo. As mulheres são criadas para uma ” profissão” e os homens para fazer todo o trabalho pesado, será?? A história de Eva começa quando ela resolve fugir do seu destino e então tudo começa mudar, a verdade começa aparecer e é claro um amor nasce.

site: https://sonholiterariosite.wordpress.com
comentários(0)comente



Lorrayne.Fernanda 15/03/2017

Uma Vez Anna Carey
Simplesmente maravilhosa a temática desta trilogia, me vi submersa no universo dos livros , devorava as páginas como uma louca passando a madrugada sem me importar com o sono , amo de coração .
comentários(0)comente



Saskya Aguiar 26/08/2016

"Onde se esconder quando nenhum lugar é seguro?"
No livro Eva, mais um Young Adult distópico, temos um vírus mortal que dizimou quase toda a população mundial. Separou famílias, derrubou líderes. Dezesseis anos depois, o mundo é um lugar perigoso, onde a jovem Eva vive uma existência disciplinada, confinada em uma das Escolas mantidas pelo governo. Dentro dos muros bem guardados, meninas convivem com a promessa de um futuro brilhante como profissionais da Nova América.

Só que num dia (antes da sua "formatura"), a Eva descobre o verdadeiro propósito de estar naquela Instituição e o destino terrível que as aguarda. Então a única saída que ela encontra é fugir da Escola, do único lar que ela conhece. Ela começa uma jornada em busca da mítica Califia, que parece ser um refúgio para jovens orfãos em busca de abrigo.
O mundo fora da Escola é selvagem, rebelde, sem leis e perigoso. Sendo o maior perigo dele: os homens.

Na nova ordem, eles são o inimigo. Com exceção do Rei, que vencendo a tendência natural de seu sexo para a violência reergueu a nação. Mas nada é o que parece. E de repente a Eva se vê descobrindo muitas coisas, muitas mentiras que contavam a ela na Escola são descobertas e junto com Arden, uma outra garota da Instituição que também fugiu, elas terão que tomar suas próprias decisões e viver com as consequências.

Eva é um livro bem rápido de se ler, dá pra terminá-lo em um dia. A leitura é bem fluida e são poucas ás vezes em que a narrativa se torna arrastada. Eu gostei muito da protagonista, apesar de em alguns momentos querer dar uns tapas na cara dela.
O tema do livro é bem batido, e com elementos que já vimos antes em vários outras histórias do gênero. Mas como eu gosto de clichês, o foco no romance não foi algo que verdadeiramente me incomodou. E Eva tem bastante romance, tipo 99% do livro, então não recomendo se você não gostar de uma história de amor.

Mas apesar disso, a autora soube criar um pano de fundo muito bom. Pano de fundo esse que Anna Carey deveria ter explorado melhor.
Durante a leitura tive a sensação de que ficou faltando muita coisa, como se a autora tivesse escrito um romance YA e jogado a distopia ali. Tem muitas coisas que ficaram sem respostas e eu gostaria de saber mais dos motivos do Rei. Queria saber o porquê dessa segregação toda em relação aos meninos e meninas, a autora até dá uma explicação no começo mas ainda sim não fez sentido pra mim. Espero que seja algo a ser explicado no segundo volume!

Não preciso nem dizer que me apaixonei por quase todos os personagens masculinos que aparecem no livro ne? Principalmente pelo Benny, que é um dos orfãos que a Eva encontra no meio de sua viagem para Califia. Ele é uma criança muito, muito fofa!
Aliás, todos os garotos com quem a Eva conviveu por um tempo (fugindo das tropas do Rei, pois ela é MUITO importante pros planos dele), tem uma personalidade marcante.

É aí que entra o seu interesse amoroso, o nosso mocinho da história, Caleb. O Caleb tem praticamente a mesma história de Eva, tirando o fato de que meninos como ele são levados para campos de trabalho forçado e não para Escolas para aprender o "ofício". Ele, assim como os outros, é um rebelde fugitivo. Ele salva a Eva e Arden e as leva para o esconderijo.
A forma como os dois se envolvem é muito doce, lindo. Me fez suspirar, de verdade.
Ao mesmo tempo que que Eva tenta colocar na cabeça que ele não é confiável, que é perigoso (por ser um homem), ele vai lá e prova para ela que não é verdade e que se importa com ela.

O amadurecimento da personagem no decorrer do livro foi um dos pontos fortes pra mim, ela começa a história como uma garotinha obediente, que está acostumada a ser a melhor da turma, a certinha. E então estando nesse mundo completamente diferente do que ela se lembrava, ela tem que fazer decisões difíceis para conseguir sobreviver. Sobrevivência é a palavra chave, com certeza.
E nessa jornada dela pela sobrevivência, pela liberdade, ela encontra pessoas ruins mas também pessoas boas que a ensinam o verdadeiro significado do amor, da amizade e da esperança.
Quando a gente pensa que ela será pega e tudo vai acabar, TUM! Somos surpreendidos.

Como a autora Lauren Kate já diz na capa Eva é "uma visão original do que significa amar" e concordo com ela.

O final desse livro me deixou triste pra caramba. Com o coraçãozinho apertado. Estou louca para ler o Uma Vez, o segundo volume, e acompanhar mais a Eva e o Caleb e todos os desafios que ainda terão pela frente.
comentários(0)comente



Isamara Silva 18/05/2016

Simplesmente fantástico!
É uma distopia? Sim, mas muitos aspectos/fatos se encaixam perfeitamente na realidade atual em que vivemos. Vários temas importantes como poder, abuso (de todas as formas desde psicológica a sexual), mentiras, medo, amor entre outros aplicados de uma forma simples sem soar como clichê. Eva é uma personagem encantadora, doce, inocente, crítica, questionadora, forte e ao desenrolar da história podemos ver o crescimento da personagem de uma forma maravilhosa no modo que as ações acontecem, tudo é tão rápido o que torna o livro insaciável e dá mais vontade de ler, Eva se mostra capaz de coisas das quais nem imaginava e descobre o verdadeiro mundo, um verdadeiro aprendizado que foi escondido ao longo de sua vida. Os personagens secundários dão todo o gás e reconhecimento a história transformando o mundo de Eva. A autora soube explorar os temas, colocando de uma forma que não seja cansativa, distinta, simples e leve.
isabela 18/05/2016minha estante
Muito boa a resenha, me deu vontade de ler ele agora!


Isamara Silva 18/05/2016minha estante
Obrigada. Super recomendado!




Aline 07/05/2016

Minha pequena Eva, Evaaaaaaa....
Janela Literária apresenta a resenha de “Eva”, primeiro livro da trilogia de Anna Carey:

Eu poderia resumir esse livro com a seguinte frase: já li coisas melhores. Sabe quando você começa uma leitura com muitas expectativas (oriundas da sinopse majestosa) e acaba se decepcionando totalmente? Senti essa sensação ao ler Eva. A obra tem uma das melhores e criativas pretensões literárias em termos de roteiro que já vi, mas a construção e a narrativa parecem uma colcha de retalhos de outras obras já publicadas. Se você já leu Feios de Scott Westerfeld, poderia achar que Eva seria uma versão menos detalhada, com ritmo mais rápido, mas em contraponto, com menos emoção que a obra de Scott.

Vejam como a premissa é realmente esperançosa: Eva vive em uma espécie de internato e se prepara para se formar e trabalhar na Cidade da Areia. Ali, as meninas são ensinadas a odiarem os homens. O problema é que na véspera da formatura, ela descobre que na verdade, as formandas são parideiras para o Rei. Nesse momento, ela foge e no meio da vida selvagem ela conhece Calebe, um garoto que quebra todos os paradigmas dos ensinamentos da sua escola, pois, ele é doce e gentil.

Uma das falhas da obra é justamente essa quebra de paradigmas com relação aos homens para a protagonista. Eva, que foi criada a vida inteira para odiá-los, cria com a velocidade da luz uma relação profunda com Calebe, o que na minha opinião deveria demorar e ter mais dificuldade para acontecer. Imagina que na sua vida toda, você recebe uma lavagem cerebral e "do nada", ela é quebrada apenas com alguns dias de convivência. Eva me pareceu selvagem e corajosa demais para quem estava enfurnada dentro de um internato ditador, o que de certa maneira, não convence.

Outro detalhe negativo e já destacado acima, é a semelhança da obra com distopias anteriores voltadas para o público jovem adulto, mas sendo feita de modo muito mais simples e com uma narrativa empobrecida. É impressionante como algumas frases de “efeito” são extremamente repetitivas na obra, frases que parecem serem criadas para talvez, provar que existe algum termo poético na história, sendo que na verdade não tem. A história é tão simples, que consegui terminar em um dia. A obra pode ser resumida em perseguições e vida selvagem e não conseguimos ver alguma espécie de grandeza nela, é tudo muito pequeno e despretensioso.

Algo que não consegui entender é a proteção absurda que os personagens têm com a Eva. Ela comete uma burrice imensa no meio do livro, ocasionando um verdadeiro caos e mesmo assim, todos se sacrificam por ela. Ela não parece ser o tipo frágil demais para isso, mas a questão do protagonismo grita muito forte aqui, outro detalhe que realmente não me convenceu em nenhuma hipótese. Apesar de tudo, o livro tem sim algumas qualidades, devo admitir. Gostei das personalidades dos personagens, tanto da simplicidade da protagonista, como da brava e arrogante Arden (sua relação com Eva é bem bacana de se ver), quanto do selvagem e amoroso Calebe. Algumas perseguições e traições também são bacanas de se ler.

O final da história também é interessante e nos cria expectativa para o próximo livro. Resumindo, Eva me decepcionou em termos narrativos, mas eu confesso que estou com expectativas com o próximo e segundo livro da trilogia. Espero que eu não quebre a cara de novo.

site: https://www.facebook.com/janela.literaria.8/
comentários(0)comente



Sol 26/04/2016

Depois que uma praga assolou o país, matando grande parte da população, o Rei decidiu manter meninos e meninas separados. Eva, a protagonista, é a melhor aluna da Escola e espera ansiosamente sua formatura, para enfim, passar adiante do muro e aprender um oficio, traduzindo pro nosso contexto, ela quer fazer uma graduação na faculdade.
No dia da formatura, Arden, uma de suas "inimigas" na Escola, lhe conta que ao invés de aprender um oficio, quando as garotas passam para o outro prédio, elas serão parideiras. Eva se recusa a acreditar, mas durante a noite consegue chegar ao outro prédio e se depara com uma triste realidade: as formandas estão grávidas e amarradas à camas. Depois disso começa a luta de Eva para fugir dessa situação. Essa é basicamente a premissa do livro.
Foi o primeiro livro da Anna Carey que li e me surpreendeu positivamente. Fazia meses que não pegava um livro e o lia em três ou quatro dias. Ela soube dosar mistério, o mundo pós apocalíptico e até romance de uma forma envolvente.
comentários(0)comente



Família Literária 23/12/2015

Resenha: Eva - Anna Carey
"O amor é só... - procurei as palavras certas - gostar de alguém. Sentir que aquela pessoa tem importância para você, como se o seu mundo fosse ser mais triste sem ela."


Eva é o primeiro volume da trilogia que leva esse nome. Nesta distopia, uma epidemia atingiu a população matando boa parte dela e deixando inúmeras crianças órfãs. Eva é uma dessas crianças, depois que sua mãe adoeceu, Eva foi levada por um grupo de pessoas para uma escola especial apenas para garotas, nessa escola ela recebeu uma excelente educação e tudo de bom e do melhor. Também lhe foi prometido que quando se formasse podia se mudar na Capital e exercer a profissão que desejasse, no caso de Eva ela poderia se tornar uma artista.

Porém um dia antes de sua formatura, Eva confronta Arden, uma garota encrenqueira e que gosta de arrumar confusão, pois acha que ela quer sabotar a festa de formatura, entretanto, Arden lhe diz que está fugindo pois tudo que lhes foi prometido era mentira, elas não irão para a Capital, na realidade elas apenas irão para outro prédio onde ficarão presas pelo resto de suas vidas apenas procriando para repovoar o mundo, gerando um filho após o outro.

No início Eva não acredita em Arden, porém depois de descobrir a verdade, ela percebe que deve fugir o mais rápido possível. Todavia, o mundo por trás dos muros da escola não é tão inofensivo assim e ela deve aprender lições que nunca lhe foram ensinadas na escola. No seu caminho Eva reencontra Arden e conhece Caleb, um fugitivo que mora com outros garotos em um complexo subterrâneo. O problema é que Eva foi criada acreditando que os homens são ruins por natureza. Só que Caleb acaba provando que nem tudo que ela ouviu no colégio era verdade.

site: http://familialiteraria1.blogspot.com.br/2015/06/oamor-e-so-procurei-as-palavras-certas.html
comentários(0)comente



36 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3