Meu

Meu Katy Evans




Resenhas - Meu


32 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Mayhara 05/03/2019

Então eu li a continuação de Real, e de verdade, achei um livro desnecessário. Depois de um tempo de reflexão cheguei a essa decisão.

Na verdade, nada foi acrescentado à história, a trama ficou muito atrelada ao que aconteceu no primeiro livro, e a "continuidade" choveu no molhado. Ela criou uma roda nesse livro, onde as coisas retornam às mesmas situações em que se encontravam no início do livro. Exceto por um detalhe ou outro que, ainda que não houvesse esse segundo livro, são fatos previsíveis do ponto em que o primeiro acaba.

O gostoso é conhecer um pouco mais do Remy e da relação entre ele e a Brooke, fora isso, nada de muito novo.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Evelyn.Miranda 14/07/2017

O melhor lutador mais maravilhoso mais lindo e bipolar q vc respeita Ramy Tate ..
O melhor Lutador mais maravilhoso e mais lindo do mundo e bipolar q vc respeita está nesse livro o maior amor do mundo existe dentro do coração desse deus da luta .. Ramy Tate ..
comentários(0)comente



Tatieli 09/07/2017

Meu
Continuação de REAL, agora Remmi, mais possessivo do que nunca e ela mais apaixonada, agora ela está grávida com risco de perder o bebê, senti muito boa blá, muita repetição e no que podiam trabalhar mais na história do bebe e tal... amo livros com crianças, mas esse senti que o deixaram de lado.
comentários(0)comente



priscila.wenzel 19/03/2017

Adorei!

“- Cheguem perto dela ou de qualquer coisa minha de novo, e vou mostrar-lhes num piscar de olhos o quão perigoso eu sou. – Remington.”


Seguindo a mesma linha do primeiro livro e sendo contado pela Brooke, o romance começa dois meses depois de onde o livro um (Real) acabou.
Brooke e Remington estão namorando, juntos e apaixonados. Ela continua trabalhando pra ele e seguindo-o pelas turnês de lutas que ele participa.


“Nada importa a não ser Remy com seus braços em volta de mim e os meus braços em torno dele. Acho que uma parte dele ainda não consegue acreditar que estou em seus braços novamente, porque ele está me apertando com tanta força que mal posso respirar, mas não quero respirar. – Brooke.”


Agora que estão oficialmente juntos, Brooke é obrigada a lidar com suas inseguranças, afinal Remington Tate é o sonho de qualquer garota ou mulher e o que o cara mais tem são milhões de mulheres loucas para avançar em cima dele e arrancar suas roupas.
Remy por outro lado continua sendo nosso adorável ciumento possessivo e gosta do ciúmes da Brooke. Devo dizer que em algumas cenas ele teve uma paciência quase santa com ela.

Tudo vai bem até um imprevisto afastar Brooke de Remy. Ela é obrigada a voltar para Seatle, enquanto ele segue viajando e lutando por ai.
Isso faz com que a insegurança de Brooke aumente, fazendo-a acreditar que Remy vai deixar de gostar dela e se interessar por outra mulher.


“- Esta é a última vez que vou viver sem você. Estou meio louco e já na metade do maldito túmulo. Não gosto disso. Cada monstro na minha cabeça me diz que você vai fugir e eu não vou estar perto o suficiente pra pegá-la. Cada instinto em mim grita para que eu vá te pegar. Todos os ossos do meu corpo me dizem que você é minha, e não uma parte de mim, mas meu cérebro entende porque diabos eu mandei você pra longe de mim. O resto de mim não pode aceitar isso. Você não pode convencer o resto de mim de que ficar assim, longe, é o certo. – Remington.”


Para a sorte de Remington, ele pode contar com seus amigos: Diane, Pete e Riley que colocam um pouco de juízo na cabeça de Brooke para que ela não fique tão insegura.
Tenho que fazer uma ressalva para a Melanie, melhor amiga de Brooke que ganha destaque nesse livro dando força à nossa mocinha quando ela é afastada de seu lutador.

Nesse livro fiquei com raiva da Nora com suas atitudes estupidas, mas no final deu pra entender porque ela agiu assim, então a perdoei (rs).
Mas meu ódio mortal mesmo ainda vai para os pais de Remy. Nesse livro eles aparecem para estragar a felicidade de Brooke e Remy e descobrimos mais uma coisinha que esse par de estúpidos fizeram ao nosso lutador. Ainda to tentando descobrir como pode existir gente que pari e gera uma criança e conseguem fazer o que eles fizeram ao Remy.

Tirando as partes que me deixaram com raiva de alguns personagens, o segundo volume valeu a pena e curti mais este do que o primeiro. Está mais intenso, mais picante e com Remington ainda mais apaixonante.
Da pra ver que os personagens amadurecem no decorrer do livro e acho que essa mudança será ainda maior no último volume :(

Se você curtiu o primeiro, com certeza vai amar o segundo. Super recomendo ^^
comentários(0)comente



Nanda {@talvezumaleitura} 17/11/2016

Meu
Dou 4 estrelas para esse livro principalmente pelo assunto que foi abordado, nunca tinha lido nada sobre e autora fez muito bem. Apesar de ter algumas coisas repetitivas. Consegui compreender e amar esse casal. Um amor bruto e verdadeiro, onde há defeitos e falhas. Onde se supera as barreiras por quem a gente ama. Senti essa força.
comentários(0)comente



Nathy 13/09/2016

Meu – Katy Evans – #Resenha
No momento em que eu conheci o Remy no primeiro livro fiquei apaixonada. Justamente pela a autora pegar um transtorno tão dificil e explorar de uma forma maravilhosa. Então já podem imaginar a minha empolgação com esse segundo livro. Mesmo que parecesse uma repetição do primeiro. Porque a história não evoluiu. Ela introduziu um novo elemento, mas no geral ficou igual o primeiro livro. Com os dois lutando pelo seu relacionamento e enfrentando toda e qualquer dificuldade. Ainda assim eu continuei apaixonada. Sempre que vejo esse livro e os outros volumes fico querendo reler.

Nesse segundo volume Brooke e Remy estão trabalhando duro para deixar toda a mágoa do passado. Desde que Brooke o deixou no primeiro livro sente um vazio que somente é preenchido pela a Brooke. Mesmo tendo ela ao seu lado não sabe mais o que fazer para demonstrar o quanto a ama e quer estar somente com ela. Nada mais no seu passado tudo. Apenas pensa no futuro. Mas, Scorpion continua pairando ao redor deles. Pronto para conseguir novamente o campeonato e acabar com o Remy. No entanto, Remy está mais focado do nunca. Pronto para proteger as pessoas que ama e realizar seus sonhos.

A narrativa continua sendo em primeira pessoa do ponto de vista de Brooke. Eu gosto da forma como ela descreve cada um dos seus passos. No entanto, teria sido interessante se tivesse também nesse livro a visão do Remy. Porque assim o leitor saberia como estava se sentindo no período de separação. Porque mesmo que o Remy diga o quanto sofreu não é a mesma coisa de vê-lo passando por mais essa dor. O lado positivo é que a leitura flui de uma forma muito rápida e gostosa.

Meu lutador, sempre tão motivado, persistente, apaixonado e determinado, recusou-se a lutar.

O Remy continua sendo um dos mocinhos literários mais lindos de todos. Sofre de todas as formas por causa da Brooke. Mas, não esconde. Deixa que ela veja exatamente o quanto de mal causou nele. Ainda assim mostra a sua força e amor. Enquanto, a Brooke parece ter uma mudança de personalidade. Eu fiquei tão irritada com ela. Não tinha nenhum direito de sentir raiva de Remy no período que se separaram. Afinal de contas foi ela quem resolveu terminar sem nem esperar uma explicação do homem. De algum jeito os dois conseguem trabalhar esse relacionamento e se tornarem ainda mais fortes. Um dos meus casais favoritos.

Continue lendo a resenha no link abaixo:

site: http://www.oblogdamari.com/2015/03/meu-katy-evans-resenha.html
Karen_Valle 29/09/2018minha estante
undefined




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Malucas Por Romances 28/07/2016

Resenha de mais um favorito *-*
Meu é o segundo livro da série Real, da autora Katy Evans, publicado aqui no Brasil pela editora Novo Século. Esse mês estou relendo essa série que tanto amo e contando aqui pra vocês o que eu acho de cada livro. Se ainda não leu o primeiro livro da série peço que pare por aqui porque, pode conter spoilers do primeiro livro. Se ainda não leu a resenha de Real é só clicar AQUI.

"Quero cada parte fragmentada dele. Quero seu corpo. Sua mente. Seu coração. Sua bela alma."

Depois da burrada que Brooke fez no primeiro livro, nos deixando com o coração na mão largando Remy, ela volta a trabalhar com ele e querendo fazer de tudo para que seu amor Remy tenha certeza que nunca mais ela o largará. O casal está mais unido do que nunca, mais cute cute, mais amorzinho do que tudo, que talvez você possa até vomitar arco-íris ao ler. São declarações a todo momento, quase adquiri uma diabetes por causa desse livro de tão doce haha.

O título Meu do livro não poderia ser melhor. A todo momento Brooke joga na nossa cara como o Remy é lindo, como ele é gostoso, como ele é somente dela. Cara, queria entrar no livro só pra falar tá bom chata, já entendi que meu boy não é igual ao seu e nunca vai ser, para de ficar jogando isso na minha cara! Os primeiros capítulos são de Brooke falando como adora Remy o que pode ser um pouco cansativo, mas passando essa parte vem os babados do livro, aí sim a história começa.

Quando terminei Real pensei que já estava bom só um livro e que não precisava de outro, mas lendo esse vi como estava enganada. Muita coisa ficou solta do primeiro livro como a luta de Remy e Scorpions, como ficaria Remy depois que Brooke deixou ele, a irmã de Brooke, será mesmo que se curou das drogas? Nesse livro foi tudo se resolvendo e revelando várias surpresas. A autora conseguiu que os leitores voltassem para saber mais da história sem se tornar repetitiva. Muita coisa acontece nesse livro e você não vai conseguir largar até descobrir cada segredo da história.

"Imprevisível, irritante, sexy... O homem que todas cobiçavam e que eu não queria. Acabei não só cobiçando, mas de cara me apaixonei por ele. E agora. amá-lo é como viver na montanha russa mais emocionante que já andei na minha vida."

O que amei nesse livro foi ver o lado mais romântico de Remy. A todo momento ele quer mostrar a Brooke como ele a ama e você com certeza vai suspirar nesses momentos. Mesmo sendo obsessivo, bipolar e controlador, Remy consegue ser mais romântico do que nunca. É lindo ver esse amor que ele sente por Brooke e sentir até um pouco de invejinha. O próximo livro da série será narrado por ele e não vejo a hora de ler. Quero muito entrar nessa mente bipolar que tanto amo.

RESENHA COMPLETA NO BLOG

site: http://malucaspor-romances.blogspot.com.br/2016/07/resenha-meu-real-2.html
comentários(0)comente



LT 20/07/2016

Participo de alguns grupos literários no facebook e sempre vi as meninas terem um colapso nervoso por um certo "leãozinho lutador". Eu demorei alguns meses para deixar que a curiosidade me invadisse e fui investigar os livros.

Terminei os 3 já lançados em menos de 1 semana!
Eu lia sempre que tinha uma oportunidade de tão apaixonada que estava.
O universo literário das lutas livres me foi apresentado por Travis Cachorro Louco Maddox, mas Riptide deu um olhar diferente e mais maduro.
Eu amo o Travis (aquelas) mas Tate, é um concorrente poderoso para ser o "muso" das lutas!



Para começar, Remy tem um distúrbio psicológico que muitas pessoas ainda tem como uma brincadeira ou frescura. Brooke era atleta e não caiu de paraquedas na vida do "muso", isso me fez desenvolver um pequeno ódio por ela. Porque ver ela descrevendo o corpo perfeito dela foi demais para a minha autoestima (hahaha)!

A lista para que eu te indique ler essa série é imensa, Remy é um personagem intenso e decidido, daqueles que correm em busca do que querem sem #mimimi ou desculpas. Ele te faz querer um homem que não te deixa outra opção a não ser se apaixonar por ele. Sério!

Katy Evans, também ajuda nesse processo de se apaixonar pelo personagem.
Ela tem uma forma de escrever única e extremamente divertida, sem contar que, mesmo o livro tendo partes "hots", você não se sente lendo o roteiro de um filme pornô. Ela guia os personagens até cada um de seus momentos, sem esquecer dos personagens de apoio. Cada personagem incrementa e completa a história, tornando-a tão tranquila mas, intensa.

Eu não consigo descrever a história sem soltar algum spoiler mais forte, mas confiem em mim, vale a pena!

Os vilões de Remy e Broke são bem estruturados, daqueles que você odeia só de ouvir o nome ou algo parecido. E atire a primeira pedra, quem nunca se apaixonou pelo mocinho com cara de bad guy! Então... pronto! Se joga no Riptide! Não te convenci completamente ainda? Ok, então deixa eu te contar o porque do apelido do moço. Remy é chamado de Riptide toda vez em que sobe aos ringues e deixa os adversários tremendo de medo e, as calcinhas das moças indo ao chão. Mas a razão desse apelido, vem do termo americano RIP que se trata da sigla para "Requiescat in pace" expressão em latim que significa "descanse em paz". OU SEJA, não tem um adversário que ele não consiga 'matar'. Wow!

Um lutador desses, imbatível e implacável, só poderia ser 'nocauteado' por alguém a altura, não é? Aí é que entra a força da nossa mocinha. Por isso, todos que conhecem a história, não se apaixonam apenas pelo belo mas também, pela bela!

Você termina os livros pensando e lembrando de cada personagem e suas histórias seculares, além da do nosso casal de atletas!

Resenhista: Bianca Senna.

site: http://livrosetalgroup.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Carol Santos 07/06/2016

Melhor erótico lido!
Meu irá dar continuação a história do primeiro livro, Real. Começa exatamente depois do Remy perder a temporada para proteger a Brooke e nesse ele está fazendo de tudo para voltar e ganhar o campeonato do Scorpion, seu maior inimigo. O que os dois, que estão mais felizes do que nunca, não esperavam é que uma surpresa pudesse chegar, mudando totalmente os planos deles.

Eu estava doida por essa continuação. Um dos poucos eróticos que conseguiram me conquistar, estava relutando um pouco de ler por achar que a autora poderia estragar completamente a história do primeiro. Ainda bem que eu li.

" Ele diz que é meu, mas sei que há uma parte de Remington Tate que ninguém nunca vai ter. " pág. 17

Remy ainda luta contra sua bipolaridade, que aqui foi diagnosticada como bipolaridade I, e com o fato de querer ganhar o campeonato junto com a possessividade da Brooke faz com a história seja mais densa. Isso desde o primeiro livro é mostrado, e esse sentimento não foi nem um pouco retraído. Para alguns que já leram e não gostaram acham isso mega forçado e com o feminismo mais forte definem como absurdo e nojento. Minha opinião é que tem motivos para ele agir desse jeito, já explicadas e REFORÇADOS aqui e que na minha cabeça se encaixa. Para outros não, é absurdo. A série da Katy Evans é aquela que você ou odeia ou ama.

A história vai girar em volta desse fator surpresa que não posso contar, pois ao meu ver é spoiler, mas que trará alegrias e momentos de sofrimentos nos dois. Acho que a Brooke conseguiu evoluir muito desde Real, porém ela peca em alguns momentos com a super insegurança. Ela toma atitudes que questiono e que em certo momento acho super inadequado, porém mais pra frente toma atitudes corretas e esqueço tudo que me fez ter raiva dela. Esse livro te traz sentimentos conflitantes e livros que te levam numa montanha russa de sentimentos são melhores, afinal não existe pessoas perfeitas que sempre acertam. A característica da autora é de personagens fortes e autênticos que são cativantes de alguma maneira, que mesmo você querendo odiar, você acaba se apaixonando. Menos o Scorpion porque esse é sem jeito.

Narrado em primeira pessoa, pelo ponto de vista da nossa protagonista, comparado com o seu antecessor esse tem muito menos cenas explícitas o que é um fator positivo. Os acontecimentos conseguiram fluir mais e a tensão dos personagens conseguiu fazer com que as cenas de sexo fosse certeira e no momento certo. Para quem estava desacreditada do gênero, Meu foi um refresco de leitura para quem sabe deixar um pouco de lado o pé atrás desse massivo marketing em cima do erótico e abrir meus olhos pra novos títulos.

"- Remy, eu amo você, mas nunca permita que os caras esmurrem você de propósito como fez nesta noite." pág. 73

Já estou doida atrás do terceiro, Remy, que conta a mesma história do primeiro porém pelo ponto de vista dele. Sou louca por livros de pontos de vista masculinos. Já estou surtando por ele. Até onde eu sei a série possui 4 livros, sendo que a partir do 4° já conta história de alguns personagens secundários. Foi mais uma leitura boa para passar a tarde, que você lê rapidamente e eu amei voltar a esse mundo. Agora é esperar pelo terceiro.

site: https://diariasleituras.blogspot.com.br/2016/06/resenha-meu-katy-evans.html
comentários(0)comente



Lucas 14/03/2016

Entrando pro fã clube do Riptide!!!!
"Meu" é o segundo livro escrito pela Katy Evans para a trilogia "Real".

PODE TER SPOILER

Nesse livro, sabemos o que aconteceu após o fim do livro anterior (Oh, não diga)

O ponto alto desse livro é o Drama. Principalmente vindo da Brooke. Digamos que é aquele drama: "será que o Remy me traí?" e etc.

Um homem daquele tem que levantar a bandeira de alarme mesmo.

Mas, tem uma explicação pra esse drama todo: Brooke está grávida do Remy. Os hormônios da menina estão loucos e ela já tá pensando besteira.

Complicações da gravidez, a irmã dela que voltou pro caras errados lá, família louca do Remy, campeonato, ataques do Remy e trilhões de coisas que só levam as coisas ladeira abaixo

Isso deixa qualquer um louco.

Brooke é uma sobrevivente.

O livro é um pouco arrastado no começo pelo fato de ser mais do mesmo, quando a Brooke descobre sua gravidez tudo muda. Parece até uma nova atmosfera no livro.

Katy nesse livro usou de muitas cenas de sexo. Se no primeiro livro, ela abusou de tensão sexual, nesse ela foi direto ao ponto.

Não vou mentir, tinha uma hora que ficou chato.

ALL THINGS GO.

O final do livro (creio eu que é o final da trilogia, pq se n me engano o próximo livro é só contando um pouquinho da visão do Remy. Então, posso dizer que esse é o final da história principal) é tão fofo. TAO FOFO. FOFO.

É bem aqueles clichê de livro de romance

MAS EU AMEI. NAO ENTENDO.

EU TO COM SAUDADE DO REMY ;-;.

E comecei realmente a gostar de livro erótico com essa temática de esportes.

RECOMENDO SIM! (Pra quem tem quedinha por erótico de esportes haha)

REMMMYYYYYYY!!!!!!!
comentários(0)comente



Amigas dos Livros 10/03/2016

Loooooolllaaaaaaaaaaaaaaaa
Enquanto lia, e depois que acabei, fiquei repetindo o nome da autora na minha mente... Pq eu simplesmente NÃO posso mais chegar perto de um livro dela.
Afffffff!!! Que livro horrível!!! Primeira vez que faço uma resenha com o pensamento “preciso desencorajar as pessoas”
Sério!!!
A não ser que você goste de 15 páginas seguidas de “duro, xota,rola,buceta, calcinha molhada, chupou meus peitos...e bla bla bla bla bla”. Um de diálogo, depois mais quinze de “Xeca, pau, chupei ele, ele é tudo” Atchimmmmmmmm rolaaaaaaaaa... Ai vou escovar meus dentes Rolaaaaaaaaaaaaaaaaa, e como diz um grande pensador contemporâneo do funk "Se dormir, vai tomar dormindo" ....
Não tenho nada contra hot, contanto que traga uma história junto. Mas uma história boa. Bem desenvolvida.
E o Remy tinha tudo pra ser ótimo. Intenso. Profundo. E não só um fodedor/lutador bipolar...
Tudo que passa pela cabeça dele, todos os acontecimentos que poderiam ter aparecido ali... mas nãoooo!! A senhora autora resolveu só focar no sexo/lado azul/lado negro.
A mocinha da parada tinha tudo pra ser alguém forte, evoluída, e estou me perguntando até agora como é que muda a vida assim de um dia para noite larga tudo, pra viver em função do cara. E nem quero falar da parte que ela se excita (o tempo todo) vendo Remy esmurrar outras pessoas.
Outra pergunta... pra que a irmã dela nessa história???
Enfim... li os dois livros pq precisava de um final.
Indico?
Depende do seu gosto.
Não gostei da escrita, não gostei da história, não gostei da Brooke, e só dei três estrelas pq apesar de tudo, o Remy é fofo, e consegui sentir bemmmmmm de leve sua dor com uma doença muito grave e infelizmente negligenciada.

Boa sorte!

Por: Tuty
Sigam nosso Instagram: @amigas.dos.livros
sandra 10/03/2016minha estante
Também não curto livro assim , por isso foi um que passei longe !!!Valeu por confirmar que não perdi nada .


Amigas dos Livros 11/03/2016minha estante
Hahahha é Sandra... esse livro passou dos limites... aff


Fran 11/03/2016minha estante
hahahah adorei a resenha e obrigada pela dica!


Amigas dos Livros 14/03/2016minha estante
Obrigada Fran, e de nada! hahaha




Kess.Nogueira 07/02/2016

Em Real, vimos o amor um tanto quanto singular de Brooke e Remy nascer,
crescer, ter seus momentos de rebeldia, mas ao fim se estabilizar. Também
conhecemos os segredos e medos de Remy e descobrimos que o grandão
também tem muito amor para dar, mesmo que esse sentimento tenha sido
negado a ele desde o berço, pois seus pais não compreendiam nem aceitavam
sua condição.
Agora eles estão juntos e em uma nova temporada de lutas do UNDERGROUND,
e Brooke fará de tudo para que seu Riptide seja o campeão dessa temporada,
após perder a última para salvar sua irmã e provar a extensão e importância de
seu amor por Brooke, Remy agora tem uma nova serie puxada de treinos, mas o
que realmente importa para ele é que seu “foguetinho” está novamente ao seu
lado.
“Faz dois messes, exatamente sessenta e dois dias que voltei para ele. Mil
quatrocentas,oitenta e oito horas querendo,desejando e precisando dele. Faz
mais tempo que isso desde que milhares de mulheres, homens e fãs do mundo
inteiro, assistiram a sua queda.” – Brooke.
Mas nem tudo na vida dos dois são flores, no tempo em que ficaram separados
Remy esteve em seu estado “maníaco”, e Brooke descobre por meio de
conversas entre os membros da equipe, algo que seu Lutador fez e que a deixa
com ódio, Rem tenta se explicar e reparar o dano, fora esses intrigas internas,
Scorpion mais uma vez vai tentar sabotar o caminho de Remy, atacando em sua
maior fraqueza, o que deixa o Riptide furioso!
A pesar de todas as dificuldades eles conseguem superar, sempre se
comunicando com sua forma única e mais profunda de comunicação: através da
música.
“E ambos ouvimos esta canção incrível. Não qualquer música.Sua música.
Iris...Do Goo Goo Dolls.” – Brooke.
“Eu gosto que você fique com ciúmes. Será que é porque você me ama? Você se
sente minha proprietária?” – Remy.
Quando Remington e Brooke novamente se estabilizam e as coisas começam a
progredir novamente, as lutas e treinos vão bem, os dois estão bem,a equipe
está confiante, os dois recebem uma notícia que deveria ser a melhor da vida
deles,mas essa mesma notícia é a razão pela qual eles terão de ficar separados
por um tempo. Remy entende e aceita o motivo de Brooke ter que se afastar,
mas seu lado “sombrio” tenta minar sua confiança com incertezas e medos.
Brooke sabe que tem que se manter afastada de toda a agitação, mas está
devastada por ficar longe de seu Lutador.
Agora só resta aos dois mesmo longe um do outro continuar a serem fortes e
lutar para que o amor deles sejam o grande vencedor no final.

comentários(0)comente



32 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3