Entre o Amor e o Silêncio

Entre o Amor e o Silêncio Babi A. Sette




Resenhas - Entre o amor e o silêncio


116 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Marcia.Silva 07/02/2018

Mais uma estória emocionante!
Amei! Como sempre a Babi nos leva para dentro da estória e nos encanta e emocionar.
comentários(0)comente



Anelise.Sousa 24/01/2018

Tocante e apaixonante!
Sim!! Dei nota 5 com louvor para este livro... ainda digerindo toda a historia tão bem enredada e bem escrita pela Babi. Aliás, este é o meu segundo livro da autora em menos de uma semana, confesso que há muito tempo não ficava tão encantada com um autor nacional.
Entre o amor e o silêncio trouxe um tema central que para mim foi inédito: Francesca se apaixona por um homem em coma, o Mitchell. O mais interessante é que história é um romance clichê e ao mesmo tempo tão surpreendente! A agonia que me deu durante todo o período do coma, a cada visita aquela ansiedade para que ele acordasse... me prendeu muito, simplesmente devorei o livro.
Sobre os personagens... posso dizer que não tem como não se encantar com a sensibilidade da Francesca e o charme deste magnata carrancudo do Mitchell.
O que mais me impressiona na escrita da Babi é a sensibilidade com que ela constrói cada um dos seus personagens. A gente simplesmente mergulha ?de cabeça? em cada um deles, nos seus sofrimentos, frustrações e sentimentos. Amei cada parte, ri, chorei, sofri e me encantei com cada palavra tão bem orquestrada neste lindo romance.
Quer um romance gostoso e intenso de ler? Entre o amor e o silêncio é uma delícia! ??
comentários(0)comente



Raquel 16/01/2018

Ainda estou tentando digerir esse livro e essa história linda. Tenho quase certeza que essa resenha não vai fazer jus a história maravilhosa contada nele até porque foi uma noite longa, não consegui ter paz, não consegui dormir enquanto não cheguei no último capítulo e cá estou eu. É o primeiro livro da Babi A. Sette que leio e tenho que dizer que fiquei impressionada. Confesso que o mesmo não conseguiu prender minha atenção de primeira, pois os primeiros capítulos são um pouco arrastados e como disse p um amigo: demorou pra acontecer alguma coisa, mas quando aconteceu, simplesmente não parou de acontecer mais. Suspirei, delirei e principalmente desejei como qualquer outra pessoa que tenha lido esse livro um amor tão lindo e verdadeiro como o da Francie e do Mitchell. Sem dúvidas, se tornou um dos meus favoritos!
comentários(0)comente



Ana Carolina Feitoza 05/01/2018

Interessante e instigante...
Sabe quando você termina uma leitura e fica a noite pensando sobre o comportamento de determinado personagem, sobre a história tão romanticamente construída e que te desarma um pouco? Foi assim que fiquei ao terminar este livro.
Se formos bem além do romance que tanto nos agrada vamos perceber que o livro tem uma mensagem genial sobre a fragilidade humana. O quanto nossos atos ecoam na vida dos outros e sobre o quanto o JULGAR é leviano, isso porque fiquei por alguns minutos pensando sobre algumas atitudes que a personagem principal tem mais para o final do livro e que achei demasiadamente dramáticas. Mas depois parei e pensei que seria EU a pessoa que agiria diferente, e às vezes nos decepcionamos com o outro porque que queremos que sejam como nós em vez de reconhecer que ali há outro ser humano, com outros desejos, impulsos, escolhas.
Saindo deste lado mais questionador, amei o romance entre os personagens e também o fato de que a autora construiu tão bem os relacionamentos destas personagens com outros, não focando tão excessivamente no romance em sim. A personagem principal é uma escritora, e a sacada em suas produções são sensacionais, novamente temos ali exposto em seus textos a fragilidade humana e a sua busca pelo amor.
Amor este que ambos os personagens principais parecem ter falta, ambos sofrem com o abandono, cada qual a sua maneira e cada um parece suprir esta falta no outro, a grande questão fica sendo se somente o amor entre eles será capaz de suprir os erros que cada um vê no outro.
Relevando os clichês que o livro adotou no final e também o fato que só a personagem feminina questionava os erros no Mitchell sendo que ela também tem os seus (opinião). Gostei muito do livro, principalmente por ter me feito questionar, afinal, estes são os meus preferidos.
comentários(0)comente



Raquel Soares 01/01/2018

Francesa é um exemplo
Apesar de ter sofrido desilusões ela ama profundamente, se entrega totalmente e perdoa facilmente. Eu a achei forte, mesmo tendo sucumbido a tristeza algumas vezes. Ela é um exemplo de resiliência pq enverga mas não quebra. Ela se reinventa e dá a volta por cima. Sobre Mitchel, no começo o achei um babaca mas foi fácil gostar dele depois de perceber q ele tem seus traumas, suas dores e tudo aquilo era novo demais pra ele. Torcer para os dois ficarem juntos foi fácil. Mais uma vez a Babbi me surpreendeu! Super recomendo a leitura!
comentários(0)comente



Tatiana.Morello 03/11/2017

Adorei!
Mais um livro dessa autora que valeu a leitura. Faz vc refletir sobre o que realmente é prioridade em sua vida e até onde vale ter tanto dinheiro e poucos amigos verdadeiros.
comentários(0)comente



Camilla em Mundo Invertido 21/10/2017

Resenha:Entre o amor e o silencio
Francesca tinha um relacionamento, amizades e foco na carreira de escritora e estava escrevendo seu livro mas seu passado começa a interferir indiretamente e fazer relembrar momentos em que ela se vê sendo a menina adolescente que ainda tinha esperanças da família unida e com o término do relacionamento, ela sofre com isso. Quando decide se voluntariar para ler seu livro e terminar de escreve-lo para um paciente em coma, ela estranhamente sente uma ligação com ele e passa a ir todos os dias para vê-lo e passa a querer ajudar. Será que a vida dela estando uma bagunça, pode se permitir envolver por uma pessoa que nem acordada está? se ele acorda-se seria o mesmo que ela imagina? será que ela lidaria bem com a realidade?

Eu gostei muito do livro, gostei como ele foi construído e como cada história tinha um porque e a mensagem dele de o amor, fé e esperança são emoções que movem pessoas e com elas movem o mundo, tem trechos bonitos e mensagens lindas, pra quem quiser se encantar e ter um turbilhão de emoções vale muito a pena.
comentários(0)comente



Rafa 09/10/2017

Um romance sobre o amor em sua totalidade
Francesca, já sofreu muito por conta dos homens de sua vida. Desde muito nova ela aprendeu da forma mais dolorida o que era ser deixada de lado, o que era falta. Agora tendo uma decepção terrível com seu ex Vince, ela parte em uma jornada de auto conhecimento, aceitação e libertação e todos esses homens que lhe marcaram.

Mitchell, é um implacável economista, frio e calculista afasta tudo e todos, sempre se preocupando apenas com suas necessidades e sua insaciável ganância.

Estes dois mundos estão prestes a se cruzarem, da maneira mais silenciosa possível.

Bom, não posso contar mais, porque muita coisa acontece nesse livro, se passa em um bom tempo, entre encontros e desencontros, chances, escolhas e prioridades.

Acredito que existe muito aprendizado e perdão nesse amor que vai surgindo, e que renasce em muitas formas.

Babi nos presenteia com um romance lindo, emocionante, picante, engraçado e muito tocante. Sobre nos darmos segundas chances, de olharmos ao nosso redor e darmos o valor ao que realmente importa, a tudo que às vezes não priorizamos, deixamos para o depois que muitas vezes pode não chegar.

Vamos fazer um tour por alguns lugares incríveis, crescer e torcer por duas almas tão perdidas que estavam destinadas a se encontrarem.

Mais do que recomendado, mega recomendado!

"O fim, seja do que for, sempre traz uma sensação de algo que ficou vazio. Um espaço que foi deixado. Algo que deixou de ser."
comentários(0)comente



Paige 15/09/2017

Aquele clichê bom de ler....
Comprei o livro porque tinha lido A Promessa da Rosa e já tinha achado a autora muito boa.

Tudo bem, ela escreve romances clichês, mas não sei explicar, a maneira como ela escreve, como detalha as situações, as emoções, os lugares e os personagens, não deixa o livro ser chato. A história é a mais comum de todas, a mocinha delicada, mas decidida, o mocinho milionário e implacável. O negócio é que a maneira como ela se apaixona é um tanto quanto não convencional, e isso que me deixou mais interessada. No inicio achei até meio doentio, mas com todo o histórico de vida, e instabilidade emocional que ela passou, até entendo que ela tenha deixado se levar por essa "obsessão". Que depois ela percebe que é errada, e após o baque maior de ser destratada por ele, mostra uma outra perspectiva e caminho para onde ela deve trilhar.
As partes relacionadas a ele também me incomodam um pouco, essa coisa do ciúme louco, possessivo e inseguro. Mas advindo do passado que ele também tem, e de toda a situação descontrolada que ele passa quando volta do coma, é até "compreensível" também.
Mesmo assim, considero um dos melhores livros de romance que li.

Só não dou 5, porque acho que essa editora tem algum problema com revisão e edição. CARAAAAAAA!!!!! O que acontece com esse povo que erra em coisa idiota? Sério, tem horas que você tem que voltar e ler de novo, porque deixaram virgula onde não tinha que estar, travessão onde não deveria existir, palavras com letras trocadas, ponto final e começa outra frase, sendo que era vírgula e continuação... JESUS!
comentários(0)comente



Karina 13/09/2017

Resenha | Entre o Amor e o Silêncio - Babi A. Sette


Francesca Wigg é escritora e trabalha como atriz quando tem uma grande decepção amorosa que está diretamente ligada a sua profissão. Mas este não é o único fato que a deixa magoada, a ausência de seu pai sempre foi algo que ela não conseguiu superar. Em uma tentativa de fugir de seus problemas, ela começa a fazer leituras voluntárias para pacientes em coma em um hospital. Porém, o que seria uma ótima oportunidade para ler seu próprio livro, acaba trazendo sentimentos intensos para seu coração. Mesmo em coma o empresário Mitchell Petrucci lhe desperta curiosidade e Francesca se vê apaixonada por alguém que talvez nunca corresponda aos seus sentimentos em plena razão.

Faz algum tempo desde que li meu último romance, e este livro foi uma verdadeira surpresa. O tenho desde 2014 quando conheci Babi A. Sette na bienal e sempre via nas redes sociais os comentários dos leitores e os novos lançamentos da autora, eu pensava: “Preciso ler este livro!” E que delícia foi embarcar nesta história apaixonante de Francesca e Mitchell!

O livro apresenta vários fatores relacionados a falta. Seja ela de amor, fidelidade, paternidade, companheirismo, lealdade, realizações, objetivos pessoais ou conhecimento. Essa “ausência” se faz presente durante toda a história. O interessante é que temos um livro dentro de outro, isso porque o livro que a protagonista escreve e lê para Mitchell durante o coma também possui o tema como foco. À medida que a trama avança vemos como este sentimento pode abalar internamente o individuo em sua jornada, criando raízes e cicatrizes ao logo da vida que nunca serão esquecidas.

Tanto no caso de Francie que é abandonada pelo pai, traída pelo noivo Vince, criando um sentimento platônico que a primeiro momento lhe causa mais decepção, quanto no caso de Mitchell que tem uma vida aparentemente sólida com sua magnífica carreira, mas com um passado que ainda lhe causa dor, é possível identificar que mesmo em mundos totalmente opostos, eles se sentem ligados pela solidão que ambos carregam e que ninguém tinha sido capaz de preencher.

“Entre o amor e o silêncio” não é um romance “fechadinho” onde tudo se encaminha para o “Felizes para sempre”, pelo contrário ele traz conflitos reais de um casal, um envolvimento forte, avassalador como de fato são os relacionamentos que não são apenas sexo e sim alma, e mostra os pensamentos individuais de seus personagens com riqueza de detalhes, possibilitando o leitor imaginar como seria a cena em questão de ponto de vistas diferentes. Não temos apenas a visão de Francesca dos acontecimentos, temos a de Mitchell também, compreendendo os dois lados, isso é muito bacana!

Sou fascinada por livros que conseguem essa atmosfera de realidade, projetando-se para fora das páginas, fazendo a história não terminar em seu ponto final. Além de ter um protagonista masculino com falhas e erros humanos que qualquer um poderia cometer, tornando-o alguém perfeito no final das contas. Então, nem preciso dizer como me apaixonei por este livro, né? Com certeza irei ler os demais livros da Babi! Para quem curti o gênero de romance, “Entre o amor e o silêncio” é um dos bons! Você não irá se arrepender. #Recomendo



site: site: http://paraisodoslivros1.blogspot.com.br/2017/09/resenha-entre-o-amor-e-o-silencio-babi.html
comentários(0)comente



Paraíso dos Livros 12/09/2017

Resenha | Entre o Amor e o Silêncio - Babi A. Sette

Francesca Wigg é escritora e trabalha como atriz quando tem uma grande decepção amorosa que está diretamente ligada a sua profissão. Mas este não é o único fato que a deixa magoada, a ausência de seu pai sempre foi algo que ela não conseguiu superar. Em uma tentativa de fugir de seus problemas, ela começa a fazer leituras voluntárias para pacientes em coma em um hospital. Porém, o que seria uma ótima oportunidade para ler seu próprio livro, acaba trazendo sentimentos intensos para seu coração. Mesmo em coma o empresário Mitchell Petrucci lhe desperta curiosidade e Francesca se vê apaixonada por alguém que talvez nunca corresponda aos seus sentimentos em plena razão.

Faz algum tempo desde que li meu último romance, e este livro foi uma verdadeira surpresa. O tenho desde 2014 quando conheci Babi A. Sette na bienal e sempre via nas redes sociais os comentários dos leitores e os novos lançamentos da autora, eu pensava: “Preciso ler este livro!” E que delícia foi embarcar nesta história apaixonante de Francesca e Mitchell!

O livro apresenta vários fatores relacionados a falta. Seja ela de amor, fidelidade, paternidade, companheirismo, lealdade, realizações, objetivos pessoais ou conhecimento. Essa “ausência” se faz presente durante toda a história. O interessante é que temos um livro dentro de outro, isso porque o livro que a protagonista escreve e lê para Mitchell durante o coma também possui o tema como foco. À medida que a trama avança vemos como este sentimento pode abalar internamente o individuo em sua jornada, criando raízes e cicatrizes ao logo da vida que nunca serão esquecidas.

Tanto no caso de Francie que é abandonada pelo pai, traída pelo noivo Vince, criando um sentimento platônico que a primeiro momento lhe causa mais decepção, quanto no caso de Mitchell que tem uma vida aparentemente sólida com sua magnífica carreira, mas com um passado que ainda lhe causa dor, é possível identificar que mesmo em mundos totalmente opostos, eles se sentem ligados pela solidão que ambos carregam e que ninguém tinha sido capaz de preencher.

“Entre o amor e o silêncio” não é um romance “fechadinho” onde tudo se encaminha para o “Felizes para sempre”, pelo contrário ele traz conflitos reais de um casal, um envolvimento forte, avassalador como de fato são os relacionamentos que não são apenas sexo e sim alma, e mostra os pensamentos individuais de seus personagens com riqueza de detalhes, possibilitando o leitor imaginar como seria a cena em questão de ponto de vistas diferentes. Não temos apenas a visão de Francesca dos acontecimentos, temos a de Mitchell também, compreendendo os dois lados, isso é muito bacana!

Sou fascinada por livros que conseguem essa atmosfera de realidade, projetando-se para fora das páginas, fazendo a história não terminar em seu ponto final. Além de ter um protagonista masculino com falhas e erros humanos que qualquer um poderia cometer, tornando-o alguém perfeito no final das contas. Então, nem preciso dizer como me apaixonei por este livro, né? Com certeza irei ler os demais livros da Babi! Para quem curti o gênero de romance, “Entre o amor e o silêncio” é um dos bons! Você não irá se arrepender. #Recomendo


site: http://paraisodoslivros1.blogspot.com.br/2017/09/resenha-entre-o-amor-e-o-silencio-babi.html
comentários(0)comente



Inna 07/09/2017

Impressionante
Encantada com os livros da Babi, sim digo com certa intimidade. Não queria que terminasse, como lidar com o fim do livro?!
comentários(0)comente



Tóri 04/09/2017

Maravilhoso
Sem dulvida um dos melhores romances da minha estante
comentários(0)comente



Cheli 09/08/2017

Muito bom!
Dois personagens fortes em suas fraquezas, muito bem construídos, que acertam e erram, mas que encontram o caminho para a felicidade através do sentimento mais redentor que eu conheço: o amor. Lindo, amei o livro recomendadíssimo!!!
comentários(0)comente



Paula.Soares 31/07/2017

Esse livro mim encantou de uma forma livro perfeito.
comentários(0)comente



116 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |