Filhos da Lua: O Legado

Filhos da Lua: O Legado Marcella Rossetti




Resenhas - Filhos da Lua


71 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Vinicius 06/11/2016

Esqueça o mito dos lobisomens e tudo o que você viu em livros como "Crepúsculo", Marcella Rossetti nos traz uma história original, com romance e aventura na medida certa que vai cair no gosto de todos.
Filhos da Lua: O Legado é um livro que faz você mergulhar de cabeça num universo curioso e envolvente. Um misto de todas as aventuras que você já leu com a boa escrita dessa autora que já começou no mundo literário com o pé direito.

Primeira coisa que você deve saber: os Karibakis odeiam ser chamados de Lobisomens, então é bom você se acostumar com uma raça nova de criaturas que possuem uma linha histórica sem furos. O que já é um ponto positivo.

Outro ponto positivo é que, mesmo o enredo se passando no Brasil, a autora teve a sagacidade de escolher bem os nomes dos personagens e locais, fazendo com que aqueles leitores esquentadinhos que odeiam livros que se passam em terra brasilis (até hoje não sabemos o porquê) se sintam confortáveis. (um misto de palavras que vai de "Julian" a "Oca".)

Mas vamos ao que interessa.

Bianca Bley é uma adolescente que vive se mudando com sua meia-irmã Laura e sofre de crise de sonambulismo grave. O primeiro capítulo é disparado o meu favorito, o modo como Marcella inicia o livro é de perder o fôlego.

Em sua mudança para Santos ela conhece Lucas, um garoto incomum que a faz desmaiar em seu primeiro dia de aula. A partir daí tudo começa a se desenrolar rapidamente: ela sofre um ataque numa boate causada por pérfidos (Karibakis desviados) e um Tau ( artefato que abriga os Griats, criaturas malignas que causam o caos quando ativado ).

Ela então descobre ser a última de uma linhagem dos "filhos da lua", criaturas inteligentes com poderes dados pela lua que podem "trocar de pele" ou não.

Os Karibakis possuem seu próprio lar, o Refúgio, lugar incrível com uma tecnologia nem imaginada pelos humanos. É lá que Bianca Bley começa a ser ensinada sobre esse mundo totalmente novo e é colocada à prova.

Eu poderia resenhar mais vinte parágrafos, pois os mistérios, personagens e explicações são inúmeros (tanto é que no fim do livro temos até glossário de personagens e termos).

Só lendo pra você conhecer Nicole, Rafaela, Lucas, Julian (garotas caidinhas em 3...2...1..., Alexia, a língua Ki, as linhagens, a arquitetura do refúgio, o Metamold... É tudo muito novo e requer muitas e muitas linhas para serem explicados à altura do que Marcella nos apresenta.

Veja mais em: bit.ly/4SFilhosDaLua

site: bit.ly/4SFilhosDaLua
comentários(0)comente



Duda 08/11/2015

Incrível!
Comecei a ler o livro com a ideia de ser só mais um, com um tema que nunca me interessou, mas bastaram algumas páginas para que eu ficasse completamente vidrada com a emocionante história que o livro conta. Foi impossível parar de ler. É muito melhor do que eu podia esperar, é incrível! Espero ansiosamente para ler a continuação deste livro sensacional.
comentários(0)comente



Kelly 24/09/2016

Uma Rick Riordan nacional!

Olá
Pessoal!!!

Nesse mês de setembro conseguimos apresentar muita coisa bacana para vocês, e o Paraíso também teve o prazer de ganhar novos membros incríveis para a família, e quando digo isso, não estou puxando o saco, Thais e eu tivemos o prazer de ler muita coisa bacana e original esse mês, e isso me deixa super feliz. E aproveitando essa onda de coisas incríveis, quero apresentar para vocês nossa mais nova parceira Marcella Rossetti e seu filho lindo Filhos da Lua - O Legado.


"Não amamos o que queremos, mas o que não escolhemos."


Em Filhos da Lua conheceremos Bianca Bley, uma adolescente que após presenciar a morte de sua mãe e seu padrasto, passa por vários problemas psicológicos. Bia sofre de sonambulismo, mas não é qualquer sonambulismo, suas crises são tão fortes e perigosas, que Laura, sua irmã por consideração se vê obrigada a colocar várias trancas nas portas e ainda sim esconder a chave durante a noite.

Nenhum tratamento que Bia tenha feito até hoje a ajudou a apagar da lembrança a cena daquele monstro de olhos amarelos entrando no banheiro quando ainda era pequena, após assassinar sua família, e por mais que os médicos tentem convecê-la de que isso não passa de fruto da sua imaginação, ela sabe que no fundo algo de estranho aconteceu.

Sua irmã trabalha com arquiteta, e graças a sua especialização em reformas de grandes monumentos históricos, elas vivem se mudando, e Bianca nem ao menos tem tempo de fazer amizades ou se adaptar aos lugares por onde passa, e apesar de as vezes se sentir uma fugitiva, ainda sim, Laura é tudo que ela tem. Dessa vez a parada das irmãs é em Santos, só que ao que tudo indica, pela primeira vez, a estadia será longa.

Logo em seu primeiro dia de aula, coisas estranhas acontecem, Bianca desmaia ao entrar em contato com Lucas, o gato do colégio e seus amigos, mas não é um desmaio de Nossa como ele é gato!!!, ela simplesmente sente uma pressão na cabeça com a aproximação da turma dele e apaga, daí para frente a coisa só piora. Quando enfim Bianca vai a uma balada com seus amigos e a mesma é atacada por criaturas estranhas e sobrenaturais, ela descobre que no mundo existe bem mais do que ela sabia, além do fato de toda sua existência ter sido uma mentira.

Bianca vai descobrir que Metaformos existem, e que ela é um ser essencial na existência deles, que seus pesadelos não são infundados, que o monstro do banheiro existe, e que sim, existe uma cura para sua anormalidade.

A trama de Filhos da Lua é desesperadora, intricada, cheia de mistérios e emoção. Logo de cara Marcella nos apresenta Renan e Nicole que são grandes amigos de Bia, até ela descobrir a existência dos Kerabakis, entender que faz parte de um legado extinto e se tornar a mais nova moradora do Refúgio Serra do Mar. Nesse momento entrará na vida dela vários personagens, mas darei destaque a Julian o irresistível e insuportável primo de Nicole, que será aquele que erguerá Bianca do fundo do poço e a fará acreditar que ela é capaz e que seu sangue é raro e puro, uma legitima Karibaki Farejadora.





A autora criou um mundo inimaginável que me surpreendeu de uma forma deliciosa, uma lenda, uma mitologia, nesse livro Karibakis são uma espécie de lobisomens, mas não ousem dizer isso a eles, eles se ofendem rs, divididos por classes e legados, cada um com sua marca e sua função dentro da espécie. Homens e mulheres que se destinam a proteger a raça humana de seres perigosos em busca de paz entre os diferentes. Para quem curte: Jogos Vorazes, Divergente, GOT, Harry Potter, Percy Jackson entre outras fantasias e distopias, esse é um nacional que se equipara sem igual a essas obras e que com certeza vocês vão amar.

Confesso que até metade da leitura estava um pouco cansativo, apesar do mundo ser mágico, existia muita coisa a ser explicada, não só para Bianca, como para o leitor, aquele mundo fantástico precisava ser apresentado e a autora fez isso com maestria, e daí para frente meu caro leitor, como diz " a grande pensadora contemporânea Waleska... Foi tiro, porrada e bomba....

Ação em cima de ação, mistérios sendo revelados, fraquezas sendo vencidas, Bianca amadurecendo e se tornando a Karibaki que todo o clã esperava dela e lutando com garras e dentes afiados por um amor inesperado.


"Você não é mais a mesma garota que vi entrar assustada no Refúgio há seis meses."

Todos os personagens foram criados com maestria, todos eles são de suma importância, e por mais que sejam muitos, a atenção dada a todos é espetacular, fazendo com que você se sinta uma integrante da turma e não esqueça o nome e a importância de nenhum. A narrativa é eletrizante, e por mais que o inicio seja um pouco pesado pela explicação, a autora deslancha e te prende de tal forma que não importa o peso, só importa como tudo aquilo vai acabar.

O livro possui temas de peso sendo discutidos no decorrer da trama, e entre eles bullying e homossexualismo se destacam trazendo um que a mais para todo o conteúdo. A revisão esta impecável e a capa? Linda de morrer, bem ao estilo Rick Riordan Nacional, o que com toda graça posso considerar a Marcella depois dessa leitura inebriante. E depois daquele final cheio de superação, amor e revelações, só posso implorar por mais e sofrer pela continuação.

Essa é minha indicação de hoje, preciso parar de falar ou não vou parar nunca. Para quem curte fantasia e mitologia, novas histórias com temas já utilizados, mas super originais, leia Filhos da Lua e tenho certeza que irá se apaixonar.


site: http://paraisodasideas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



ELB 31/01/2017

Every Little Book
Nosso livro começa com nossa personagem principal - Bianca Bley - se mudando para Santos com a irmã, Laura. Elas costumam mudar muito por conta do trabalho de Laura, e dessa vez ela espera ficar por mais tempo nessa cidade.

Bianca tem um probleminha, ela é sonâmbula. Uma consequência do assassinato de sua mãe e do padrasto quando ela era menor. Mesmo indo a psicólogos, ela não consegue se livrar do que viu naquela noite. Ela sempre via um monstro na fatídica noite, e mesmo os profissionais falando que era uma coisa da sua cabeça, que era normal essa reação, como um mecanismo de proteção da vitima transformar o assassino - pessoa - em um monstro. Mesmo assim, ela continua tendo esses pesadelos.

No primeiro dia de aula, Bianca logo conhece Lucas, o menino mais lindo da escola, mas que todos têm um certo receio de se aproximar. Logo que a Bia o vê, começa a sentir uma coisa estranha, uma pontada na cabeça, e conforme ela vai chegando mais perto, a dor aumenta, até que ela desmaia aos pés dele. Após esse embaraçoso encontro, eles passam a se encontrar e conversar aqui e ali. Até um dia que ele a convida para uma festa.

Nessa festa, Bia se vê em meio a um ataque, ela não sabe o que é aquilo, apenas sente a sua presença, e sabe que alguma coisa está errada. Quando uma 'arma' é ativada, lançando a maldade dentro do clube e começando a matar pessoas, ela se vê cercada por pessoas que de repente se transformam em seu pior pesadelo. Mas, invés de matá-la, eles parecem estar tentando protegê-la. Será que ela estava enlouquecendo de verdade?

Após ser salva, Bianca se vê no meio de criaturas que pensava existir apenas em sua cabeça, e mais que isso, ela descobre que é parte disso, que possui o mesmo sangue deles. Enquanto Bianca tenta se adaptar à sua nova realidade, ela vai descobrir que sua vida está envolta em segredos, e cabe a ela lutar pelo que quer.

"Olá jovem trocador de pele! Não, você não é um lobisomem! E por favor nunca mais use essa palavra aqui novamente. Odiamos ser chamados assim, acredite!"



Eu tinha visto muita movimentação sobre esse livro no facebook, porque a autora estava lançando esse ano pela editora Avec, ela já havia lançado ano passado na Amazon. Fiquei curiosa, mas só tive aquele impulso para ler quando a autora nos convidou para resenhá-los.

Eu amo sobrenatural, um dos meus gêneros favoritos, então lemos muitos (eu e Luiza) livros com esse estilo em particular, então fiquei um pouco receosa com a leitura.

O que descrevi ali em cima, não é nem 20% do livro, mas não queria contar tudo que acontece, acho melhor deixar o leitor descobrir..

O plot do livro é interessante, é um que dá para se trabalhar bem e criar um mundo muito particular do autor. E é por isso que eu amo sobrenatural, mesmo com base na mesma 'mitologia' pode-se criar milhões de mundos diferentes. Mas devo dizer que esse livro deixou um pouco a desejar para mim, porque eu achei necessário algumas informações no começo dele.

Quando se entra em um mundo novo pela primeira vez, se espera certas informações, caso contrário, torna a leitura confusa e um pouco frustrante. Essas informações estavam no final do e-book, em um glossário. E eu fique chateada, porque apenas umas 2 linhas bem colocadas em alguns lugares faria a diferença para mim. Além de tudo isso, a autora puxou alguns temas bem atuais, como o bullying e a homossexualidade, conseguindo encaixar bem esses assuntos nesse conceito sobrenatural. A única coisa que foi inserido, e eu não comprei a explicação, foi sobre a tecnologia utilizada por eles.

A narrativa é em terceira pessoa, com o ponto de vista dos personagens mais importante naquele momento. O que contribuiu para esclarecer ao leitor as situações e ações implicadas. E a linguagem condiz com o tema proposto, com a idade dos personagens, então não tenho nada a reclamar quanto a isso.

No começo do livro, eu demorei para me conectar. Algumas partes tinham descrições demais de coisas que, para mim, não eram importantes, como descrição de lugares e tal, pecando no que eu disse no começo dessa resenha. Depois do meio do livro, ele começa a fluir melhor quando é inserida a ação, e a personagem já sabe mais ou menos o tipo de mundo em que ela se encontra. Então, você lê com aquela ânsia de saber o que vai acontecer, mas mesmo assim, não evitou de eu enxergar alguns furos e perceber algumas poucas cenas que me remeteu a outros livros.

Ao terminar o livro, eu fiquei curiosa para o livro 02, já que acaba com algumas pistas do que podemos esperar para a continuação. E eu acho que o próximo deve contar com um amadurecimento da escrita da autora, já que o enredo começa a crescer, precisando de mais embasamento.

"Não amamos o que queremos, mas o que não escolhemos"

site: http://www.everylittlebook.com.br/2016/11/resenha-filhos-da-lua-o-legado-1.html
comentários(0)comente



Nath 10/02/2017

Resenha do blog Pobre Leitora
Filhos da Lua é um incrível livro nacional que traz aqueles seres sobrenaturais que todos gostam: lobisomens.
O livro conta a história de Bianca, uma adolescente que sofre com sonambulismo e sérios pesadelos de um monstro matando sua família e a atacando. Bianca e sua irmã de criação, Laura, vivem se mudando e com isso a jovem nunca tem um lugar para chamar de lar ou pessoas para chamar de amigos. Bianca não se lembra de sua infância e não sabe ao certo o motivo de tudo isso, mas sabe que sua irmã faz o melhor para criá-la e por isso não reclama. Agora elas estão na cidade de Santos, onde Bianca logo faz amizade com Nicole e Renan. Mas logo de cara, Bianca já passa vergonha na nova escola ao desmaiar no meio de um corredor lotado ao observar o trio de amigos Lucas, Rafaela e Vitor, sendo que Lucas é o menino mais bonito que ela já viu. Depois desse momento, uma série de coisas estranhas começam a acontecer com Bianca e ao redor dela, revelando um novo mundo e seres que ela nem imaginava existir: os Karibakis.

A história criada por Marcella Rossetti é simplesmente incrível e conquista o leitor. Ela cria toda uma mitologia para os Karibakis (eles se ofendem ao serem chamados de lobisomens, fica a dica), contando a história de como eles surgiram, quais são seus poderes, suas linhagens, como funciona sua sociedade, etc. Eu sempre AMO conhecer novos mundos e novos seres, principalmente quando o autor se dedica tanto em apresenta-los ao leitor, como foi o caso aqui. O mundo Karibaki é tão legal e excitante que já quero logo descobrir que sou uma trocadora de peles e fazer parte de tudo isso.

A escrita da autora é ótima, detalhada da maneira certa para te fazer imaginar tudo e te prender na história. Por ser um livro introdutório, inúmeras perguntas ficam sem resposta, o que não atrapalha em nada. Logo no primeiro livro já temos muitas descobertas excitantes para animar o leitor.

Leia a resenha completa no link abaixo.

site: https://pobreleitora.blogspot.com.br/2017/02/resenha-filhos-da-lua-marcella-rossetti.html
comentários(0)comente



Kleber.Luiz 05/08/2018

Boooom
Livro muito bom super recomendo
comentários(0)comente



barb ximenes 29/07/2016

Resenha ig @docebiblioteca
É o primeiro livro da saga, e também é o primeiro livro da Marcella Rossetti, conta de uma maneira diferente a histórias dos Lobisomens, ops? Karibakis ? não os chamem de lobisomens, eles não gostam. No livro também muitas outras criaturas fascinantes. Eu, como Bianca, também fiquei confusa no começo, mas logo eles vão explicando tudo à protagonista e você fica a par de tudo dessa história super envolvente.

Expliquei um pouco quem são os Karibakis numa outra foto aqui do ig, dê uma olhadinha lá ou visite o site da saga: www.filhosdalua.com

Neste livro você descobre um novo universo de fantasia urbana, tendo como cenário o nosso país. A autora apresenta uma aventura cheia de mistérios cuja personagem principal é Bianca, uma adolescente de 17 anos que não imagina que sua chegada na cidade desencadearia uma série de acontecimentos capazes de transformar completamente a sua vida e revelar os segredos de um perigoso mundo.

Desde que Bianca se mudou para a cidade de Santos com sua meia irmã Laura, suas crises de sonambulismos e pesadelos pioraram. Pesadelos nos quais era revivia o assassinato de sua mãe e seu padrasto pelas garras de uma criatura monstruosa e desconhecida até então. Eles se mudaram devido ao trabalho de Laura, ela é arquiteta especialista em restauração e por isso mudam de cidade constantemente.

Por terem mudado, Bia tem de começar tudo de novo. Novo primeiro dia de aula, novos amigos. Ela conhece Lucas que a convida para ir numa boate chamada Barba Azul, nem imagina que a partir dali sua vida irá mudar. Durante a festa uma confusão acontece.

A boate vira uma guerra e Bia vê seus pesadelos com a morte de sua mãe e seu padrasto voltando quando vê criaturas enormes com garras e dentes afiados. Lucas era uma dessas criaturas, mas Bia não estava mais em um pesadelo, era real.

Se eu amei esse livro? Ele está no topo de meus favoritos. A história é envolvente e nós acompanhamos cada fase do processo de adaptação de Bia nesse novo mundo. Chorei muito em algumas partes e fiquei com uma ressaca literária que eu só queria o segundo livro dessa saga maravilinda.

Vem conhecer meu ig: https://www.instagram.com/p/BPqXEA2gemn/
comentários(0)comente



Paula.Elizabeth 19/09/2016

Sensacional!
Bom, a autora não acertou só no livro... acertou na hora de contratar a ilustradora também! A capa, os pôsteres, os marcadores de livros... tudo ficou perfeito (igual ao livro).
A forma de escrever ficou ótima para o público alvo e até para os adultos (infanto-juvenil / juvenil) pois, a linguagem não é difícil e é divertida.
A obra despertou muitas emoções como: medo, tensão e raiva, mas também, muito amor. Além de gerar confusões por ficar muito na frente do computador, pois li em e-book, mas valeu MUITO a pena. Quanto mais eu lia, mais me apaixonava pelo mundo dos Karibakis, pelos personagens, pelo cenário... por tudo! É, sem dúvida, um dos melhores livros que eu já li.
Resumindo: adorei!
comentários(0)comente



29/02/2016

Gostei muito!
Comprei o e-book pela Amazon seduzida pelas ótimas avaliações que li ali (portanto, avaliem mesmo, pessoal, vocês ajudam muito os autores) e confesso que em alguns momentos do livro senti que tinha sido enganada. O fato é que não me atentei, por ser um e-book, que a história seria tão extensa e alguns trechos não me agradaram, por serem repetitivos (sim, várias frases são repetidas exaustivamente para a protagonista, ou pela protagonista, explicando o que explicaram pra ela. Sei que a vida é assim, mas dentro de um livro uma hora você não aguenta mais)
Mas o que fica de um livro, que te faz dar uma nota alta mesmo você não tendo sido 100% seduzido por todas as cenas? O que você sentiu.
Uma das maiores dificuldades que eu sinto com livros, especialmente com protagonistas adolescentes (desculpa, mundo) é criar empatia por aqueles personagens que geralmente são rasos, não conhecem muito da vida e tudo mais.
Mas Bianca vem com uma bagagem, com traumas fortes e mistérios, e você realmente quer saber o que aconteceu com ela, você realmente se importa para onde a história está te levando. Eu senti emoções fortes lendo Filhos da Lua e é isso que eu busco em um livro e foi o que a Marcella Rossetti soube oferecer.
Então, aguente as repetições, algumas lentidões no enredo, vá com fé que com certeza será recompensado!
comentários(0)comente



Scarlett-Hayalla 16/05/2017

Uma história diferente!
Adorei, é uma história diferente e muito bem elaborada sobre lobisomens... que não gostam de chamados de lobisomens, e ainda mais em nosso território.
comentários(0)comente



Luciano Otaciano 08/01/2020

Livro excelente!
Olá caros leitores e caríssimas leitoras, preparados para mais uma resenha literária. Venham comigo descobrir minhas impressões à respeito da obra.

Bianca é uma adolescente que vive mudando de cidade por causa do trabalho da sua irmã. Sendo assim, frequentemente, ela precisa se acostumar a novos ambientes e uma nova escola. A última mudança feita, porém, parece reservar experiências até então inimagináveis para a nossa protagonista. Aliás, algo que muita gente sequer imagina existir.
Bianca, aliás, sempre apresentou indícios de ter algo acontecendo de diferente em sua vida. Em primeiro lugar, ela é sonâmbula e acordava, algumas vezes, longe de casa. Contudo, será que um simples sonâmbulo faria aquilo? Ademais, ela tem pesadelos constantes com um monstro enorme. Muitos dizem que isso é fruto de um trauma que ela sofreu ainda muito jovem, porém, pode ser algo completamente diferente.
Ao ir a uma festa encontrar Lucas – rapaz que a faz desmaiar, literalmente –, algo sai completamente do controle e ela presencia um ataque inexplicável, ao menos para a lógica comum. A partir daí, Bianca estará submersa em um mundo mágico, com criaturas poderosas e batalhas que ela jamais imaginou enfrentar. Será que ela irá sobreviver?
Partindo dessa premissa, Marcella cria uma trama interessante, dando uma nova faceta aos lobisomens – filhos da lua, aqui chamados de trocadores de pele. Para tal, compõe uma mitologia por trás de tais seres e ainda tece conflitos que deixarão a trama mais envolvente, fazendo com que o leitor desbrave a obra rapidamente.
A escrita da Marcella, aliás, é um dos elementos que faz com que a leitura seja rápida. Sua narração é leve e envolvente, mesmo nos momentos de menor ação. Ademais, ela consegue trabalhar bem os conflitos, sem deixar o livro com aquela coisa insuportável de dramalhão adolescente. Os momentos de ação são alucinantes e a autora sabe aproveitar bem as potencialidades de cada personagem.
Aliás, personagens esses que chamam a atenção. Bianca, a protagonista, a princípio é a típica adolescente de livros fantásticos: chatinha, dada a certo drama e não parece ter tantas potencialidades para assumir o papel de protagonista. Contudo, essa personagem amadurece muito no decorrer da trama, mostrando uma evolução notável e ganhando o leitor. Outros personagens também empolgam e prometem ser ainda melhores nas próximas obras, principalmente Lucas.
Contudo, como em quase toda obra juvenil, aparecem aqueles pecados básicos: triângulo amoroso difícil de engolir, algumas decisões meio óbvias e passagens um tanto clichês. Ainda assim, Marcella consegue surpreender em muitos pontos com seu livro, o que é motivo de felicidade imensa, já que isso está se tornando cada vez mais raro.
Em resumo, Filhos da Lua – O Legado é uma obra envolvente, bem escrita e que alcança os seus objetivos com facilidade. Possui algumas características típicas de livros do estilo, mas ainda assim merece destaque. Se você gosta de livros juvenis, aposte na obra da escritora Marcella Rossetti; dificilmente você vai se arrepender. Finalizo por aqui, espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!
Marcella Rossetti 08/02/2020minha estante
Olá! Que bom que vc gostou! Obrigada por sua resenha! bjoss




Jéssica 09/05/2017

Filhos da Lua - Marcella Rossetti
Bianca vive se mudando por causa do trabalho de sua irmã Laura com que vive desde a morte de sua mãe e seu padastro, morte esta que ela presenciou quando pequena e causa vários pesadelos nela, sempre com olhos amarelos de um estranho monstro que tenta pega-la. Na mais recente mudança elas vão para Santos, onde Laura trabalhará em algumas restaurações inclusive de uma boate, e Bianca terá que enfrentar mais um novo primeiro dia na escola.

"Mas uma mudança e minha vida mudou mais uma vez - pensou."

Diferente de outros "primeiros dias" nesse Bianca consegue logo de inicio fazer amizade com Renan e Nicole, já se enturmando para os trabalhos que terão que fazer. Ela também acaba conhecendo Lucas, um garoto lindo que chama sua atenção e ao mesmo tempo parece despertar algum ressentimento em Nicole que não quer que ele se aproxime dela.

Bianca desde a morte de sua mãe tem crises de sonambulismo, crises severas que a fazem fugir de casa enquanto dorme, e mesmo tentado vários tratamentos nada a ajuda. Todas as crises acabam com ela tendo o mesmo pesadelo, do dia e que sua mãe morreu e com aqueles estranhos olhos amarelos amedrontadores, e ela sempre acaba acordando antes que o pesadelo termine em algum lugar estranho.

Mas o que suas crises de sonambulismo teriam em comum com o segredo que sua irmã esconde, com as mudanças constantes e com seus novos amigos? Como de um dia para outra ela seria não mais uma simples garota e sim algo mais?

A autora escolheu trabalhar com seres sobrenaturais não muito usados, os lobisomens(no livro eles recebem outro nome, mas em suma tem as mesma características das lendas populares), Normalmente vemos muitos livros com vampiros, mas lobisomens são raros e eu sempre acabo ficando intrigada pela forma que os autores escolher retrata-los, a forma da transformação, sua lendas e segredos, e nesse quesito a autora conseguiu criar com maestria toda mitologia por trás de seu enredo, dando nomes, raças e habilidades para eles e ao mesmo tempo explicando de forma leve isso aos leitores sem deixar nada complicado para compreendermos.

"Ela disse que, se os cinco restante renegassem Hoark como pai deles e jurassem proteger seus meio-irmãos humanos para sempre, Lua os adotaria e os amaria como verdadeiros filhos... Além disso, os Karibakis não mais seriam conhecidos como os Filhos de Hoark, o Destruidor, mas sim como Filhos da Lua."

Além de todo esse mundo que ela criou temos personagens muito bem desenvolvidos, mocinhos e vilões, personagens que vão se mostrando ao longo da narrativa e aqueles que nos intrigam e logo ganham nosso coração. Outro ponto positivo é que ao final do livro/e-book temos um glossário onde além dos personagens principais, outras informações são mostradas para caso esquecemos.

Claro que também temos um romance, na verdade de inicio temos um triângulo amoroso e mesmo não gostando ele não me incomodou por não se prolongar demais, e milagrosamente eu torci pelo lado "certo", pelo menos até o final do livro onde somos surpreendido com uma das varias reviravoltas.

"Não amamos o que queremos, mas o que não escolhemos"

Reviravoltas que ajudam a manter um ritmo forte no enredo, apesar de ter demorado para lê-lo por conta das milhares de provas e trabalhos da faculdade não conseguia tira historia da minha cabeça até termina-la. O final como já comentei teve uma bela reviravolta que me deixou ansiosa para uma continuação que tem um belo potencial para mostrar mais desse mundo criado pela autora.

Então se você busca uma leitura envolvente, fluida e com todo um trabalho excepcional na criação dos personagens não pode deixar de conferir Filhos da Lua que além de muito bom é nacional.

site: http://meumundo-meuestilo.blogspot.com.br/2016/10/resenha-220-filhos-da-lua-o-legado.html
comentários(0)comente



Gisele 14/08/2016

Surpreendente
Recebi este livro em parceria com a autora, leia sobre aqui. Quando ela me mandou a sinopse, eu fiquei super interessada, afinal não resisto a literatura com seres fantásticos.
A leitura é fluída e a todo tempo, acontece alguma coisa de forma que não conseguimos perder o interesse em nenhum momento.

Bianca é uma garota que vive se mudando, onde acredita ser por conta do trabalho de sua irmã de criação. Que depois de seus pais serem mortos em um assalto, ficaram apenas as duas, mas como eu disse, isso é o que ela acredita.

O seu último destino é a cidade de Santos,pois sua irmã Laura arruma um trabalho como restauradora. Santos é o cenário principal, citada em detalhes e vários locais da cidade como fundo temos uma riqueza ímpar, o que torna a leitura ainda mais gostosa, afinal, por conhecer o cenário, fica mais fácil se envolver.

Ao se mudar para Santos, em seu primeiro dia de aula, Bianca faz novos amigos, passa por algumas situações normais para uma adolescente que chega em uma escola nova. Sofre de desmaios constantes e pesadelos, que ela imagina ser por conta do trauma que viveu ao presenciar o que aconteceu com seus pais quando ela era criança.

Pouco depois, você vai se deparar com um novo universo de lobisomens, no entanto, esqueça tudo o que você conhece sobre o assunto, neste enredo chamá-los de Lobisomens é praticamente uma ofensa, eles são Karibabis e a mitologia criada é sensacional, tudo se encaixa, sem furos.

Bianca descobre então que na verdade, nada é o que ela imaginava, nem ela mesma. A partir daqui, ela descobrirá a verdade sobre sua mãe, sobre o que aconteceu naquela noite triste e tudo mais que envolve a seu passado e como será o seu futuro.

Todos os personagens são muito bem escritos, com personalidade marcante e tudo muito amarrado. Quando você pensa que vai ficar alguma dúvida, basta continuar a leitura, que logo tudo será desvendado e é isso que é capaz de nos prender.

Além disso, vamos conhecer um novo cenário chamado O Refúgio, que é algo completamente maravilhoso. Um local onde os Karibabis vivem, descrito com muitos detalhes e assim fica fácil imergir nesse universo.

Por se tratar de adolescentes, achei que teria dificuldade em fluir a leitura, mas isso não aconteceu. A única questão que foi difícil para mim, foi me adaptar a quantidade de personagens citados e toda mitologia criada, pois como falei, é um universo totalmente novo e diferente de tudo que conhecia. No entanto, ao final do livro, você encontra um guia que explica as linhagens e cada um dos personagens.

Eu fiquei completamente encantada e espero a continuação...

Nos próximos dias, teremos o sorteio de um exemplar em ebook, aguardem.








site: www.estilogisele.com.br
comentários(0)comente



Pipoca Nerd 19/12/2019

Resenha do livro Filhos da Lua – o Legado de Marcella Rossetti
Oi oi, pipoqueiros, turuboom?

Nós aqui amamos um bom livro e quando ele envolve sobrenatural e mitologia, fica ainda mais divertido. E é por isso que já nos apaixonamos de cara pelo livro Filhos do Lua, o Legado, da autora Marcella Rossetti, publicado pela Editora Avec. O livro tem uma capa incrível, que já nos deixa querendo saber mais. E como já sabem, amamos uma boa capa.

O livro é um nacional sobrenatural, fantasia urbana ambientada no Brasil e não tem como ser melhor. Para superar isso tudo, ainda tem uma diagramação ótima.

Filhos da Lua conta a história de Bianca, uma jovem que tem pesadelos e terrores noturnos horríveis, que às vezes faz com que ela apareça do outro lado da cidade, e ninguém sabe como ajudá-la. Terapeutas e médicos acham que é apenas um medo bobo e um psicológico malcuidado. Enquanto não consegue melhorar com nada, sua irmã fica mudando de cidade em cidade, achando que assim pode ajudar a Bianca a ter experiências melhores.

Quando ela chega em Santos, conhece várias pessoas que mexem com ela, ainda mais do que seus pesadelos. Na nova escola, ela conhece alguns novos amigos e tem um, o Lucas, que a faz desmaiar na frente dele e ela nem sabe o motivo.
No mais, a vida vai fluindo para Bianca, um flerte aqui e outro ali e o Lucas acaba chamando a Bianca para uma boate e lá, acabam ficando. Nessa boate acaba acontecendo cada coisa MALUCA, e tudo vira do avesso.

Uma raça que trai a própria raça decide atacar bem no meio da boate, matando pessoas, puxando braços e pernas. O Lucas acaba se transformando ali no meio e quando a personagem acorda, já está no meio dos Filhos da Lua, onde descobre que é um deles, de um Legado que nem existia mais.

Nessa loucura podemos imaginar que o romance foi por água abaixo, né? Ate porque Lucas e Bianca nem pode mais ficar juntos.
Bianca é do Legado dos Farejadores e acaba indo para um refúgio na mata, super tecnológico e moderno, para se proteger e conhecer mais de seus poderes. Claro que nesse meio tempo vai rolar personagem novo, amor novo, suspense, tragédia e sofrimento. Que bom livro seria sem isso tudo, não é mesmo?

Marcella é uma autora incrível que conseguiu em um livro dar mais conteúdo do que eu já li na vida. Haha
A riqueza de detalhes desse livro é impressionante e a autora consegue nos fazer amar e odiar personagens com a mesma intensidade. Quando você acha que quer uma coisa, ela vai e mudar o lance inteiro até você nem saber mais o que queria. Com isso, a leitura é dinâmica e fluida, mesmo sendo um livro grande e intenso, você praticamente come cada página a cada segundo. E se você se perder na quantidade de termos e nomes nesse livro, tem uma glossário para te ajudar no final. Fica a dica.

Bianca é uma daquelas personagens cheias de problemas e que tem que tomar decisões que nem sempre são inteligentes. Apesar disso, gostei da personagem, forte e decidida, sem o mimimi de uma personagem desse estilo.

Com uma mistura dos clássicos distópicos atuais, com “casas, facções ou legados” determinados por forças e fraquezas, Filhos da Lua trás personagens fortes, maravilhosos e intensos.

Eu já preciso do próximo livro porque MINHA GENTE, que final foi esse?
Pode mandar, Marcella, estamos prontos. Também temos DNA de lobos em nós e precisamos de mais.

site: http://pipocanerd.com/livros/resenha-do-livro-filhos-da-lua-o-legado-de-marcella-rossetti/
comentários(0)comente



Aninha (@aequipenerd) 07/08/2016

Filhos da Lua: O Legado
Bianca é uma adolescente um tanto incomum de seu ponto de vista. Com uma infância perturbada e acessos de sonambulismo, ela se torna um pouco introvertida, fora o fato de esta sempre mudando de cidade com sua irmã Laura, que é uma restauradora e como tal deve ir onde se encontra o trabalho.

É quando Laura aceita um trabalho para restaurar uma igreja em Santos/SP que as coisas realmente começam a mudar e as dúvidas sobre tudo o que ocorreu no passado de Bianca (que para ela é muito confuso e incompreensível) começam a se esclarecer.

Em uma nova cidade e uma nova escola, Bianca se surpreende com novas amizades e situações constrangedoras, ela começa a viver momentos que todo adolescente comum vive, porém ela acaba descobrindo que adolescente comum não é bem um rotulo que se encaixa ao que ela realmente é.

Eu amei a história de um modo geral, cada personagem é muito bem escrito e o mundo que foi criado pela Marcella é sensacional! Esqueça tudo o que você acha que sabe sobre Lobisomens, abra a mente e tenha uma releitura completamente diferente desses seres místicos.

O inicio da história é um pouquinho arrastado (você fica com aquela sensação de que ela é diferente, mas nada de extraordinário acontece) então fica um pouquinho difícil, mas sabem aquele difícil extremamente necessário? É o de O Legado, porque quando as coisas começam realmente a acontecer, a gente precisa daquele inicio de história que não tem tanta movimentação para entender as reações de Bianca, e é exatamente por esse inicio de história que fica fácil compreender ela e seus pensamentos, e cada reação que ela tem ao mundo novo.

Os personagens são incríveis e cada um tem uma participação legal na história, e são muitosssss personagens, então vou falar só de alguns, que acabaram se tornando meus queridinhos ;D

Bianca: é a personagem principal, e admito que no inicio eu até pensei “a não, ela não vai ficar aceitando o que os outros dizem e se sentir fraca e daí acabar sendo fraca por aceitar a opinião dos outros”, mas ai mais uma vez a Marcella só disse o que? Fica quietinha e lê rs. E aí ela se mostrou aquele clássico de superação, ela fez por ela e não pelos outros. E quando nos vamos descobrindo mais da história dela, mais nos apaixonamos pela personagem.

Lucas: aqui eu preciso dizer que comecei o livro apaixonada por ele, mas acabei sem saber o que realmente sinto em relação a ele. O Lucas é um personagem inegavelmente forte, a cada passagem da história isto fica muito claro, porém eu vejo nele uma figura irritante do politicamente correto, o mocinho que não pode desapontar os outros, e isto me irritou um pouco.

Julian: é até difícil falar sobre o Julian, pois eu realmente me apaixonei por ele na primeira cena em que ele apareceu, e por quê? Porque ele é extremamente folgado, tão seguro de si a ponto de ser irritante, mas eu me apaixonei justamente por ele ser esse tipo bad boy, que encanta e irrita e de uma certa maneira ele deixa (por menor que seja sua intenção) transparecer coisas que ele fez e faz que não são tão de garoto mal assim, e de um modo geral para mim ele é o maior exemplo de garoto em busca do certo.

Nicole: Sabe aquela que quando você olha pensa “antipática”, mas que depois se torna a melhor amiga? É ela e isto até me deixou um pouco surpresa, pois suas atitudes no inicio mostram uma pessoa bem chatinha e depois a gente vê que é só uma maneira de se proteger, e é para mim de longe a personagem mais inteligente, ela raciocina rápido e tem uma confiança incrível que somente quem sabe o que faz tem.

Rafaela: Para mim ela está ali para ser forte, mostrar que você pode ser aquilo que realmente quer ser e ainda assim seguir as ordens rígidas que comandam seu mundo. Eu realmente acho que ela poderia ter um foco maior, pois ela se mostra uma pessoa muito forte e bem inteligente também.

Ricardo: Sabe o amigo engraçado? É ele, me encantou desde o momento em que apareceu, sempre disposto a alegrar o dia ou a fazer o possível e o impossível para ajudar os amigos, no inicio eu achei que ele era o engraçado e medroso, mas ai ele vai evoluindo , e para mim o processo de evolução dele é quase tão interessante quanto o da Bianca. E preciso ressaltar que ele realmente tem o meu amor

site: http://www.paraisoliterario.com/2016/08/resenha-filhos-da-lua-o-legado.html
comentários(0)comente



71 encontrados | exibindo 31 a 46
1 | 2 | 3 | 4 | 5