Corte de Névoa e Fúria

Corte de Névoa e Fúria Sarah J. Maas




Resenhas - Corte de Névoa e Fúria


408 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Amanda.Bauer 19/05/2019

Mano... que finaal foi essee?????? Pqp... eu não esperava... gnt... que livro!
comentários(0)comente



Vali 18/05/2019

MARAVILHOSO!
Sem palavras para descrever esse livro!
Sarah J. Mass mudou tudo que eu pensava com essa continuação, mostrando um relacionamento abusivo e mostrando o que ele causa. Uma história de superação que valeu cada minuto.Não mudaria nada nesse livro.
Li em 3 dias, em um misto de sentimentos, dei boas risadas, fiquei chocada com tudo que estava acontecendo e chorei em muitas das partes.
QUE FINAL É ESSE, SARAH DESTRUIDORA DEMAIS!
comentários(0)comente



17/05/2019

MARAVILHOSO!
O que foi esse livro meu Deus?????

MUITO melhor que o primeiro, a emoção que esse livro me trouxe foi indescritível. To apaixonada pela saga, e mal posso esperar para ler o próximo.

Já virei fã da Sarah J. Maas.
comentários(0)comente



Stefânia 10/05/2019

Q final eh esse!
A continuação de Corte de espinhos e rosas é um livro que te permite compreender um pouco mais dos três personagens chaves do primeiro livro: Tamlin, Feyre e Rhys. Mostra que as vezes o amor está na escuridão e que a própria escuridão pode viver um amor verdadeiro. Achei bem interessante a abordagem de um relacionamento abusivo e as consequências desse tipo de obsessão. E o final, meus senhores, vale cada página lida.
comentários(0)comente



My | @_pequenabibliotecaria 07/05/2019

Maravilhoso
Feyre, que era humana e após ser morta por Amarantha Sob a Montanha, se transformou em feérica e dona dos poderes dos sete Grão-Feéricos, precisa aprender a lidar com os acontecimentos que não saem da sua cabeça e do seu coração ainda humano. Mesmo com todos os seus problemas, a jovem tenta voltar a ter uma vida normal na Corte Primaveril, mas à coisas que ela nem ela imagina e que poderão mudar completamente o rumo da sua vida.

Para quem leu minha resenha de Corte de Espinhos e Rosas, sabe da minha insatisfação com alguns pontos daquele livro, mas MINHA GENTE, que livro incrível. Apesar de várias pessoas falarem que esse livro é completamente diferente e melhor que o primeiro, ainda fui com poucas expectativas para não me decepcionar com a leitura, até porque, ler um calhamaços daquele e se arrepender é muito triste. Mas, AINDA BEM, eu fui completamente surpreendida com a história e os personagens que a autora trouxe para esse segundo volume.

A Feyre nesse está muito mais forte e muito menos depreciativa, coisa que me incomodava muito no outro. Ela passa a ter uma opinião por ela e não pelo que Tamlin quer e precisa. Além disso, ela começa a fazer as coisas por ela e pelo que ela acredita. Realmente, a evolução dessa personagem é de esquentar meu coração.

Sobre o Rhys, não sei o que mais dizer do que PERFEITO MARAVILHOSO. Toda a história dele por trás das brincadeiras, sarcasmos e provocações é linda e triste. Mas mostra o quanto ele é um homem incrível e que faria absolutamente qualquer coisa para proteger quem ama e aquilo que acredita.

Neste livro também aparecem novos personagens que entraram na minha listinha de favoritos. Não vou mencionar nomes para não perder a graça, mas se caso vocês leiam e conheçam uma mulher que todo mundo tem medo (de um jeito bom, ou não) essa sou eu rs

Nesse volume a autora sobre equilibrar momentos de aventura, adrenalina, briga porrada e bomba e romance. E eu acho que nunca esperei tanto para rolar um romance em uma fantasia como esperava acontecer nesse.

Para finalizar sobre os personagens, gostaria de dizer que o Lucien me decepcionou MUITO. Em Corte de Espinhos e Rosas ele era um dos meus favoritos, mas tudo aquilo que me fez gostar dele foi apagado na continuação e as atitudes dele (ou falta delas) me fizeram questionar muitas coisas sobre esse personagem. Espero que no próximo livro, ele mude de atitude e volte a ser aquele que eu gostei.
?
(Para os interessados: TAMLIN EMBUSTE. Sem mais rs)
?
Analisando tudo o que aconteceu em Corte de Névoa e Fúria, percebi que ele tem algumas das cenas mais bonitas que já tive a oportunidade de ler, além de ter sido criado um mundo que também entrou para essa lista. Realmente não esperava me apaixonar -TANTO- pela Corte Noturna, mas me peguei querendo morar nela diversas vezes.
?
Para quem leu o primeiro livro e se decepcionou um pouco, persista porque esse é MIL VEZES MELHOR. Não parece ser a mesma história e vale super a pena. Já estou super ansiosa pelo próximo.
comentários(0)comente



Kelly Brandão 30/04/2019

Perfeito
Tão difícil quanto resenhar o primeiro livro, é resenhar esse segundo. Como enaltecer essa perfeição sem dar spoilers? COMO?
A falta de familiaridade passou longe,desta vez eu sabia exatamente quais nomes eram de pessoas e quais eram de lugares (no primeiro livro eu confundia a todo momento rsrsrsrsrs). Neste livro percebi uma mudança drástica em Feyre, que se sente culpada e despedaçada após os acontecimentos trágicos em Sob a montanha. A luta que esta personagem incrível trava com ela mesma me é bastante familiar, se sente só mesmo acompanhada. Já a achava uma mulher incrível pela garra em correr atrás dos seus objetivos, pela independência e força ao permanecer em um lar hostil, onde nunca era valorizada. Agora posso dizer que seria capaz de beijar os pés dessa mulher.
Feyre é uma personagem como poucas. Forte e dona de si, ela se destaca ao levantar questões que aparentemente não fazem sentido ser debatido num livro de fantasia. A luta pela liberdade e independência feminina é constante neste livro, impossível não notar. Através de Feyre li críticas quanto ao que realmente se espera de uma mulher na sociedade, seja ela qual for. A protagonista é a personificação da mulher perfeita: aquela que luta pela equidade. Só esse fato já tornaria o livro incrível, porém tem mais, muito mais!
Esta obra é intensa, grandiosa. A narrativa é extremamente envolvente e encantadora. Os personagens são incrivelmente mágicos, maravilhosos.
Eu suspeitei de que algo estava fora do lugar, de que este conto de fadas estava sendo contado de forma invertida e não me decepcionei. Mesmo tendo idéia do que estava por vir, fui sendo pega de surpresa a cada nova descoberta, a cada segredo revelado e a cada novo nó atado. O final deste livro foi um espetáculo e mal posso esperar para ler como Feyre vai resolver tudo.



Sinopse:
O aguardado segundo volume da saga iniciada em Corte de espinhos e rosas, da mesma autora da série Trono de vidro. Nessa continuação, a jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos
comentários(0)comente



Gy de Paula 30/04/2019

Muita magia, muitas lutas... Muitas páginas!
No segundo volume dessa trilogia, Feyre, a humana feita feérica no livro anterior para escapar da morte, acaba se mudando para a Corte Noturna, cujo Grão Feérico é Rhysand.
Rhysand é um ser alado, de personalidade mais sombria que Tamlin, da Corte Primaveril, onde Feyre passou boa parte do primeiro livro.
Rhysand e Tanlim (que retórica!) são oponentes. A história dos dois se encontrou no passado, chegando a serem amigos e volta a se encontrar agora numa busca pela salvação dos reinos e pela atenção de Feyre.
Feyre, ajuda ativamente na defesa dos reinos, participando de batalhas e de planejamentos e missões estratégicas, com Rhys e seus amigos.
Uma trama cheia de sangue, poder, magia, amor, frustrações e intrigas.
Admito que a história não me prendeu tanto.
Achei o livro muito chato nos seu primeiros 30%. Suportável até 50% Bonzinho até 80% E então, no final, ficou realmente bom.
Nesse livro, a história passa a ter relações mais profundas e significativas, missões com objetivos maiores e personagens com mais força e presenças marcantes.
O fechamento desse segundo volume foi épico, deixando uma grande interrogação sobre oq ue vai acontecer agora. Só me resta ler o terceiro, né.
#cortedenevoaefuria #cortedenévoaefúria #sarahjmaas #galerarecord #livros #livro #amoler #book #books #lovereading #booklover #bookaholic #bookaddicted #bookworm #fantasia
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



meyfonseca 21/04/2019

Apaixonada.com.prasempre
Faz muito tempo que não leio um livro tão incrível. Se vocé quer um livro pra mergulhar, dê o salto. Agora!

Corte de Névoa e Fúria superou todas as minhas expectativas. A narrariva é inteligente, com amarrações muito bem feitas. Acompanhamos o crescimento dos personagens nessa história e é impossível nao ficar apaixonada pelo universo criado.

A história tem reviravoltas surpreendentes e a narrativa é empolgante. Eu ousei reclamar dos primeiros capítulos, mas te digo: é empolgante demais. 5 estrelas é pouco.
comentários(0)comente



Jackie Tavares 12/04/2019

Resenhando com a Jackie
Eu pensei que jamais fosse me apaixonar tanto por livros com a temática fae, mas fui completamente surpreendida com a escrita da autora, Corte de Névoa e Fúria foi um dos livros de fantasia mais bem escritos que eu já tive o prazer de ler. Eu com certeza pude me imaginar dentro dela. Com toda uma história incrível, arrebatadora e completamente intensa, ela nos apresenta a um universo completamente novo.
Com personagens cheios de características marcantes e incrivelmente deliciosos. Que se desenvolve no decorrer da história, é evidente o seu o crescimento. Me peguei muitas vezes querendo matar o Tamlin, com todo aquele excesso autoridade e controle, mais parecia um tirano. Mas Sarah J. Maas me surpreendeu com Rhys, ele é o oposto de tudo que se pensa dele no primeiro livro, e que fingi a todo custo ser um cara desprezível para proteger sua família e Corte. Sério, ainda não consigo tirar da cabeça aqueles olhos violetas, aquele cabelo preto azulado e aquele corpo.
Bem sabem como é as vezes é preciso alguém para nos fazer enxergar as coisas, e esse é Rhysand. Feyre não é uma garota submissa, dava pra ver que ela era uma guerreira, tinha mostrado isso em Sob a Montanha. E o Rhys a apoiava, e a oferecia liberdade, e mesmo que no começo não seja evidente eles se completam, um sempre provocando o outro, um sendo sempre a força pra que o outro levante e lute, a química entre o casal é muito clara, e me deixava sempre querendo mais.
Sarah J. Maas nos apresenta uma obra mágica com uma reviravolta surpreendentemente fabulosa. Um sequência com um final arrebatador de cair o queixo. Ela nos deixa de cabelo em pé com tentas teorias e suposições, e com cenas desesperadoras e intensas. A autora com certeza se superou nesse segundo volume da série, misturando romance a um universo mágico e arrebatador, rico em cores e magia. Se você ainda não leu nada da autora ainda aconselho a experimentar essa obra maravilhosa. Vai te surpreender.

site: https://caosdaimaginacao.wordpress.com
comentários(0)comente



@resenhandodark 09/04/2019

@resenhandodark
A jovem humana que morreu nas garras de Amarantha, Feyre, assume seu lugar como Quebradora da Maldição e dona dos poderes de sete Grão-Feéricos. Seu coração, no entanto, permanece humano. Incapaz de esquecer o que sofreu para libertar o povo de Tamlin e o pacto firmado com Rhys, senhor da Corte Noturna. Mas, mesmo assim, ela se esforça para reconstruir o lar que criou na Corte Primaveril. Então por que é ao lado de Rhys que se sente mais plena? Peça-chave num jogo que desconhece, Feyre deve aprender rapidamente do que é capaz. Pois um antigo mal, muito pior que Amarantha, se agita no horizonte e ameaça o mundo de humanos e feéricos.

Quando eu finalizei o primeiro livro da trilogia eu fiquei com certas dúvidas de o porque de uma continuação, mesmo com ótimas avaliações eu tive receios, porém muita curiosidade.

Mas esse livro me surpreendeu, no começo vemos as noites angustiantes e depressiva de Feyre, e Tamlin me deixou extremamente com raiva com seu modo opressor e sua falta de interesse nela.
No começo à leitura foi um pouco lenta, onde só acompanhamos seu dia à dia, e cada vez mais eu desejando o aparecimento de Rhys, e quando isso aconteceu foi realmente maravilhoso, e a partir disso à leitura começou a ter um andamento melhor.

A escrita desta mulher é realmente surpreendente, e esse segundo livro me trouxe muitos momentos de agonias e felicidade, até o momento foi o meu favorito. E um final realmente digno e de causar arrepio, já estou mega ansiosa para ler o próximo e ver o que vai acontecer.
comentários(0)comente



Julia 08/04/2019

Sem palavras ....
Incrível , maravilhoso , perfeito , descrições que encaixam perfeitamente . Esse é um livro com história , ritmos e reviravoltas .
Devo admitir que o começo me irritou um pouco por causa de atitudes e pensamentos de certos personagens .
Também concordo com as pessoas que se incomodaram com a descrição e atenção que as cenas íntimas tiveram .
Mas não concordo com as pessoas que disseram que os livros são lentos , com personagens chatos ou sem reviravoltas relevantes .
Os 2 funcionaram muito bem pra mim , amei a construção dos personagens , AMEI TUDOOOOO .
Recomendadissimo
Ariadne.Lucas 08/04/2019minha estante
Que legal, li mês passado e também adorei! O terceiro e o spin off devorei ? nem dormi direito enquanto não acabou.


Julia 08/04/2019minha estante
Eu tô em choque até agr kkkkkk




Kristine Albuquerque 03/04/2019

Um livro de transição morno e com um potencial não aproveitado.
Eu sei que esse livro é o favorito dessa trilogia para a maioria dos leitores e que é considerado melhor que o primeiro, e foi só por isso que eu decidi lê-lo (mesmo que um ano depois), mas vou ser do contra e dizer que gostei bem menos. Embora eu tenha avaliado com 4 estrelas, no meu coração ele só tem 3 estrelas e eu fui generosa apenas na esperança de que o último livro seja bom de verdade.

E não tem como começar por outro ponto, a não ser: POR QUE transformar um livro de fantasia em um livro erótico? Tudo bem, não é, mas chegou perto, e não sei qual a necessidade de páginas e páginas descrevendo cenas de sexo nesse contexto. E isso só reforçou a minha teoria de que essa trilogia é mais sobre romance do que sobre fantasia. Observação: só queria deixar claro que eu não odeio romances, só estou me referindo aqui à combinação desnecessária.

Agora sim, falando sobre o enredo. Esse livro funciona como um livro de transição, é um período "entre guerras" e isso dá margem à construção de uma narrativa marcada por estratégias políticas e afins. Porém não é isso o que acontece, não completamente. Há articulações, planos e treinamentos, mas de forma superficial. Sempre que há um plano em ação ele ou não é mostrado ou é interrompido por outra coisa, e nada é muito aprofundado.

A vivência na Corte Noturna começa interessante, mas depois de infinitas repetições de metáforas desnecessárias faz perder o interesse. É literalmente uma repetição de " eu sou ar vento sombra e noite " e todos os elementos da natureza por dezenas de vezes.

A narrativa em primeira pessoa não funciona tão bem porque Feyre nunca sabe de nada. Estou generalizando e exagerando, mas só para me fazer entender. Planos e ameaças acontecendo e ela era a última a saber, sempre. Nos resta ler sobre o que ela está sentindo e pensando sobre Tamlin ou Rhysand, e isso ela também não sabe por boa parte do livro!

Tem muita coisa que eu poderia citar aqui como ponto negativo, mas acho que esses são os principais e eu não vou me estender porque não quero só reclamar e tem resenhas incríveis por aqui levantando problematizações muito necessárias.

Agora, os pontos positivos. Gostei de como Sarah abordou as questões de saúde mental e relações abusivas, principalmente porque vemos a evolução de Feyre nesse sentido e todo o pós-trauma até o reconhecimento do que vivia.

E finalmente aqui temos personagens interessantes! Me importei com cada um dos amigos de Rhys e torço por eles. Os demais personagens que aparecem também são interessantes, até mesmo "as vilãs" humanas e o "retorno" de outros personagens. E gostei de todas as revelações feitas: sobre a guerra, a maldição, o passado dos personagens...

A leitura só ficou realmente boa para mim nas últimas 100 páginas, mas eu já entrei nela sem tantas expectativas e por isso não foi uma decepção completa. Apesar de tudo isso, não tem como não ficar curiosa para o último livro com toda aquela promessa de espionagem e batalhas e união de um novo mundo.
comentários(0)comente



Heloisa.Silva 03/04/2019

Corte de névoa e fúria
? Depois dos acontecimentos de Sob a Montanha, Feyre retorna para a Corte Primaveril, mas o que ninguém sabe é que suas lembranças a perturbam. Além disso, Tamlin tem uma vontade possessiva de proteger Feyre, a deixando excluída de todas as decisões tomadas por ele e presa em sua própria casa. Dessa forma, Feyre se afunda na tristeza; não dorme e nem come direito, e está sempre sozinha ou com Ianthe, que está organizando o seu casamento.
.
? Para sobreviver as terríveis coisas Sob a Montanha, Feyre precisou fazer um acordo com Rhysand, Grão-Senhor da Corte Noturna e o que ninguém esperava era que ele iria vir cobrar bem no dia do seu casamento com Tamlin. Mas o que ninguém sabia é que, Feyre hesitou no altar.
.
? Cada vez que Rhysand aparece, Feyre se sente viva e livre novamente, e ele oferece para ensiná-la a ler. Com o tempo, Rhysand resolve contar para Feyre que uma guerra está prestes a acontecer contra eles e os humanos. Pedindo-a ajuda nesta guerra e disposto a ajudá-la controlar todos os seus poderes, exatamente o oposto do desejo de Tamlin.
.
?Ninguém era meu mestre, mas eu podia ser mestre de tudo se quisesse. Se ousasse.?
.
? A leitura não foi arrastada e cansativa como no primeiro livro da série. Com mais aventuras, sempre queria ler mais um capítulo para saber o que iria acontecer.
.
? A autora conseguiu demonstrar os sintomas de depressão e obsessão, os quais foram sentidos por Feyre.
Tamlin queria tanto a ter e proteger que se esqueceu dos sentimentos e vontades de Feyre, acarretando na solidão e depressão.
Infelizmente, um mau que está ficando cada vez mais comum no mundo, principalmente entre os jovens. .
.
? Achei estranho e um pouco exagerado as partes de sexo, sendo muito detalhados, assemelhando-se a um romance hot.
Acabei não gostando muito de como a autora juntou isso, mesmo sendo fã de hot. Porém, isso não atrapalhou a história e não aconteceram muitas vezes, afim de deixar a leitura cansativa. .
comentários(0)comente



beatriz silvx 01/04/2019

Eu só quero me socar por não ter lido esse livro antes, ele é perfeito em tantos níveis que meu Deus do céu
Tudo muito bem escrito e organizado eu tô de cara com a profundidade
O final me arrebentou e me deixou do mesmo jeito que o Rhys e a Feyre em busca de vingança eu tô mds só leiam esse livro
LEIAAAAAAAAAAAAAAAM
comentários(0)comente



408 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |