DangeRock

DangeRock M.S. Fayes




Resenhas - DangerRock


54 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4


Thay 20/07/2020

DangeRock (primeiro)
A história de quatro jovens músicos que vê uma oportunidade de sucesso surgindo com um convite de parceria com uma grande banda de Rock.
comentários(0)comente



Gabriela 01/04/2020

Intenso
Uma leitura fácil, você termina o livro em algumas horas.

É impossível não torcer para a Eve não ter o seu final feliz depois de tudo que teve acontecendo com ela, um personagem forte e marcante!
comentários(0)comente



Paty || @papodeleitora 28/03/2020

Livro + Música = ?
A escrita da autora é super gostosinha. E apesar de alguns momentos dar vontade de bater na Eve e no Brandon, não tinha como não torcer para que eles ficassem juntos no final.

Só uma coisa me incomodou no livro: Um acontecimento que não foi tão bem explorado e pareceu que estava alí só para adicionar mais um drama na vida da Eve.
comentários(0)comente



KARLA 07/02/2020

DANGE ROCK
Um livro que fala do romance entre amigos de infância, que tem aborda o assédio sexual de uma forma bastante clara de entender.
comentários(0)comente



Barbara Lima 19/10/2019

Originalmente publicado no blog Garotas entre Livros
O que eu não queria aconteceu.
Me iludi com a capa de um livro.
A capa é mais bonita que a história.
Decepção me define.

E aí galera, acho que poderia deixar só essas quatro frases nessa resenha porque elas definem exatamente o que senti ao final desse livro. Decepção é a palavra-chave! E vou explicar tudinho.

DangeRock conta a história de Eve, ela é a líder da banda homônima ao título do livro. A banda foi criada quando ela e seus amigos – Brandon, Phil e Malcom ainda estavam na escola. Uns anos depois, eles ganharam sucesso e uma boa base de fãs, inclusive até uma indicação ao Grammy. Eram a banda promissora do momento e nada melhor para coroar o momento que uma proposta irrecusável. Mitchell Clay, astro e líder mega famoso da banda de rock FunBok, quer fazer um dueto com Eve e levar sua banda em uma turnê. Incrível certo?

O drama começa logo nas primeiras páginas do livro, Eve sempre foi apaixonada por Brandon, guitarrista da DangeRock e seu melhor amigo – alô friendzone! Eles se conhecem desde sempre, eram vizinhos e ela cansou de ver o entra e sai de meninas na casa dele, nas festas pós shows com ele, no ônibus de turnê deles… Sim, Brandon é um pegador e o coração de Eve sofre vendo as safadezas do boy.


As coisas começam a se transformar quando Eve decide que é hora de mudar de atitude. Se os rapazes podem aprontar todas, por que ela não?! Essa mudança somada ao interesse de Mitchell em nossa mocinha, deixa seus companheiros de banda com os cabelos em pé rsrs e aflora o lado protetor e ciumento de Brandon.

Sim, tudo o que precisava para ele enxergar nossa mocinha com outros olhos, era outro cara chegar e demonstrar interesse.


E daí pra frente não tem muito mais história galera, é um drama constante entre as péssimas escolhas de Eve e Brandon, um show de ciumeira braba do mocinho e um Mitchell que de encantador aos poucos vai mostrando a verdadeira face… Tudo envolto em uma má atitude que não me convenceu e algumas músicas.

Já ficou bem claro que eu esperava bem mais desse livro né?

A Eve é muito infantil, ela fica constantemente esperando que o Brandon a note e quando acontece, é decepcionante! O Bradon tem algumas das piores “qualidades” que um mocinho pode ter, não é corajoso, muito inseguro e sempre reage da pior forma quando confrontado com uma situação difícil. Foi complicado suportar.

Também não aguento quando o cara só percebe a garota quando outro demonstra interesse, se o Mitchell não fosse um idiota no final, estaria torcendo pra ele ficar com a Eve. Se alguém merece destaque nesse livro é o Malcom, o mais ‘são’ entre todos da banda e com as tiradas mais inteligentes.

Sinceramente, esperava algo mais adulto desse livro, ainda mais por se tratar de uma banda de rock, esperava pelo drama, mas não uma voz narrativa tão infantil como a que encontrei nessa história.

Infelizmente não indico a leitura, 2 estrelas para o enredo e meia estrela para a capa que é muito bonita e só.

Até breve.

site: https://www.garotasentrelivros.com/2019/03/resenha-261-dangerock.html
comentários(0)comente



CATATAU 17/06/2019

AMOR DE ADOLESCENTE É ETERNO
Eve McGannon lidera a banda DangeRock desde adolescente, juntamente com o guitarrista Brandon Conwell, baterista Malcom Rubber e o baixista Phil Jansen...
Uma história de amizade e cheia de amor pra dar muito envolvente do início ao fim...
Venha conhecer melhor Evie e Brandon...
O que eles têm guardado a sete chaves no coração...
Adorei esta história
Parabéns Fayes por esta maravilhosa e divina história
comentários(0)comente



Rose 07/05/2019

Eve, Brandon, Phill e Malcom formam a banda DangeRock. Uma banda que começou despretensiosamente na época de escola dos amigos, mas que agora cresceu e está mostrando para que veio.
Eve é a vocalista do grupo e guarda para si um amor não correspondido por Brandon, o guitarrista da banda. Os quatro são amigos de infância e o sentimento de amizade entre eles sempre foi muito forte. Os três encaram Eve como uma irmã caçula.
Eve já está cansada desta visão por parte dos meninos, principalmente de Brandon. E não aguenta mais o desfile de mulheres pela cama do rapaz. Ela quer ser vista e amada, mas o medo e a timidez a impedem de ousar.
Isso até a banda ser convidada a dividir o palco com a famosa banda FunBock. O vocalista Mitchel Clay, lindo e mega assediado acabou se encantando por Eve, e deixou claro seu interesse por ela, o que acabou gerando ciúmes em Brandon.
O fato de Eve também mostrar interesse em "ampliar seus horizontes amorosos" também acendeu a ira do rapaz.
E diante de tanta pisada de bola por conta de Malcon, Eve resolve seguir em frente e esquecer de vez este amor platônico. Resta saber se Malcon está preparado para esta nova Eve que está deixando todo o grupo em polvorosa. Isso sem nem imaginar o que Eve tem escondido de grave deles.
Por trás da fachada glamourosa de Mitchel Clay, existe um mundo pouco conhecido e divulgado para os fãs. Um mundo que Eve está conhecendo e que não está gostando. O problema é que além de guardar para si seus medos e inseguranças, Eve também acaba se colocando em perigo.
Enquanto Brandon tenta reconquistar o amor e confiança de Eve, a vocalista tenta entender a si mesma e os acontecimentos a sua volta. Será que este casal ainda terá a chance de ser feliz?
Um romance leve e gostoso, bem a cara da autora.

site: http://fabricadosconvites.blogspot.com
comentários(0)comente



Uinayara 28/04/2019

Resenha Dangerock
O livro traz a história de quatro amigos vivendo o sonho de ter uma banda de rock e fazer sucesso! Juntos desde o ensino médio, a história conta a trajetória deles cinco anos após o final dos estudos, fazendo shows e batalhando pelo sucesso. É Narrado em grande parte por Eve, a única mulher da banda, dona de voz única e com seus cabelos roxos, por Brandon (guitarrista da banda) e por Mitch.
?????????
Foi super divertido acompanhar a rotina da banda, e até o grande amor que Eve nutre por Brandom (que dá vontade de beijar e esmurrar ao mesmo tempo), gerou grandes expectativas em mim, mesmo tendo vontade de gritar pra ela mandar o cara se f****! Com uma escrita fluída e super agradável, MS Fayes nos envolve no universo da música e você simplesmente não quer parar de ler! Me senti assistindo um filme de sessão da tarde, daqueles bem clichês regado com bastante música e romance! Estou super ansiosa pelos próximos volumes!
comentários(0)comente



Brenda Ribeiro - @mia.euamoleitura 02/04/2019

📄 Eve é vocalista da banda criada ainda na adolescência com seus amigos, a DangeRock. Todos moram num ônibus fazendo seus shows pelas cidades dos Estados Unidos.
📄 Além de companheiros de banda Eve tem uma paixão por Brandon, o guitarrista, mas nunca contou a ninguém. O que torna as coisas estressantes pra ela por causa das atitudes dele todos esses anos.
📄 Depois de um show, eles receberam um convite de um dos astros do rock do país para fazer show com ele. E como nada é tão fácil como parece, eles vão provar os piores momentos dessa "parceria".

📌 Bom, não gosto muito de entregar o "tchan" da história, então vou deixar a resenha só até aí.
Mas pra quem gosta de rock, desse espírito de banda, amizade e amor tem que ler esse livro. Mas além disso, um assunto bem da nossa atualidade.
Esse é o primeiro livro da trilogia e eu tô louca pra ler o resto (falta comprar o 3° ainda) 😍
Obs: só não dei 5 por uns detalhes que gostaria que fosse diferente 😏
comentários(0)comente



GeL 13/03/2019

Resenha para o blog Garotas entre Livros
O que eu não queria aconteceu.
Me iludi com a capa de um livro.
A capa é mais bonita que a história.
Decepção me define.

E aí galera, acho que poderia deixar só essas quatro frases nessa resenha porque elas definem exatamente o que senti ao final desse livro. Decepção é a palavra-chave! E vou explicar tudinho.

DangeRock conta a história de Eve, ela é a líder da banda homônima ao título do livro. A banda foi criada quando ela e seus amigos – Brandon, Phil e Malcom ainda estavam na escola. Uns anos depois, eles ganharam sucesso e uma boa base de fãs, inclusive até uma indicação ao Grammy. Eram a banda promissora do momento e nada melhor para coroar o momento que uma proposta irrecusável. Mitchell Clay, astro e líder mega famoso da banda de rock FunBok, quer fazer um dueto com Eve e levar sua banda em uma turnê. Incrível certo?

O drama começa logo nas primeiras páginas do livro, Eve sempre foi apaixonada por Brandon, guitarrista da DangeRock e seu melhor amigo – alô friendzone! Eles se conhecem desde sempre, eram vizinhos e ela cansou de ver o entra e sai de meninas na casa dele, nas festas pós shows com ele, no ônibus de turnê deles… Sim, Brandon é um pegador e o coração de Eve sofre vendo as safadezas do boy.

As coisas começam a se transformar quando Eve decide que é hora de mudar de atitude. Se os rapazes podem aprontar todas, por que ela não?! Essa mudança somada ao interesse de Mitchell em nossa mocinha, deixa seus companheiros de banda com os cabelos em pé rsrs e aflora o lado protetor e ciumento de Brandon.

Sim, tudo o que precisava para ele enxergar nossa mocinha com outros olhos, era outro cara chegar e demonstrar interesse.

E daí pra frente não tem muito mais história galera, é um drama constante entre as péssimas escolhas de Eve e Brandon, um show de ciumeira braba do mocinho e um Mitchell que de encantador aos poucos vai mostrando a verdadeira face… Tudo envolto em uma má atitude que não me convenceu e algumas músicas.

Já ficou bem claro que eu esperava bem mais desse livro né?

A Eve é muito infantil, ela fica constantemente esperando que o Brandon a note e quando acontece, é decepcionante! O Bradon tem algumas das piores “qualidades” que um mocinho pode ter, não é corajoso, muito inseguro e sempre reage da pior forma quando confrontado com uma situação difícil. Foi complicado suportar.

Também não aguento quando o cara só percebe a garota quando outro demonstra interesse, se o Mitchell não fosse um idiota no final, estaria torcendo pra ele ficar com a Eve. Se alguém merece destaque nesse livro é o Malcom, o mais ‘são’ entre todos da banda e com as tiradas mais inteligentes.

Sinceramente, esperava algo mais adulto desse livro, ainda mais por se tratar de uma banda de rock, esperava pelo drama, mas não uma voz narrativa tão infantil como a que encontrei nessa história.

Infelizmente não indico a leitura, 2 estrelas para o enredo e meia estrela para a capa que é muito bonita e só.

Até breve.

site: https://www.garotasentrelivros.com/2019/03/resenha-261-dangerock.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Bia Santana | Viciados em Leitura 19/01/2019

Adorei!
Fala aí, pessoal. Sabe aquela história que é fluída, gostosa e ao mesmo tempo te irrita profundamente? Então, DangeRock, da Martinha, digo, da M.S. Fayes, é desse jeitinho aí.

"Eu sempre me perguntei o que realmente significava a expressão Felizes para Sempre. Ou o que vinha depois daquilo. Daí, depois de todos os eventos pelos quais passei, percebi que o Felizes para Sempre era o hoje. Viver o dia presente ao lado da pessoa amada, fazendo aquilo que mais amamos. Viver com intensidade, na esperança de que o hoje tenha sido muito mais excitante que o ontem. E o amanhã, mais do que hoje."

A DangeRock é uma banda formada por um grupo de amigos que se conhecem desde sempre, com Phil no baixo, Malcom na bateria, Brandon na guitarra e Eve no vocal. Quando a banda, que já vem conquistando sucesso, é convidada pelo grande astro do rock, Michtell Clay, a seguirem juntos em turnê, várias tretas vão acontecer.

O lance é que desde sempre Eve é perdidamente apaixonada por Brandon e do nada ela resolve por pra fora seus sentimentos. Esse é o primeiro caldo que entorna, porque Brandon, como todo moleque que pensa mais com a cabeça de baixo, acha que qualquer coisa que role entre os dois pode estragar a amizade de anos que eles têm. Meeeesmo sentindo uma coceirinha por Eve… Homens…

O caldo segue entornando porque Michtell começa a demonstrar um interesse por Eve um tanto quanto… exagerado. Aí temos um Brandon muito bolado com essa situação, e temos uma leitora puta da vida! Porque gente, vocês não tem noção do nível de irritação que esse tal de Michtell me deixou. Eu só não vou me aprofundar muito pra não me irritar lembrando e nem pra estragar a leitura de vocês que ainda não leram.

Tirando as tretas e furadas que a banda passa, eu curti muito acompanhar esse grupo de amigos, pois a gente vê o quanto eles se gostam, como são companheiros, amigos e parceiros. É gostoso ver o cuidado que os rapazes têm com a Eve, mesmo ela dando várias mancadas. Porque olha… se você pensa que por ela ser uma vocalista de rock, com suas roupas pretas e cabelos coloridos, ela é durona e rebelde, saiba que não é bem assim. Eve é tímida e muitas vezes bem ingênua. E eu tive vontade de dar umas sacudidas nela de vez em quando.

A escrita da Martinha não tem nem o que falar, é ótima e você lê com facilidade. E o bacana nesse livro é que você tem vários pontos de vistas diferentes, pois temos vários personagens intercalando a narrativa.

Você termina o livro doida pra ler mais sobre os meninos, ainda bem que o segundo livro é do Malcom e o terceiro, do Phil. Já deixo registrado que Bran, apesar de gatinho, me irritou, então não conquistou meu coração, agora, Mal… ah, esse sim me ganhou! Phil também conquistou seu lugar, mas o Mal ficou em primeiro rsrs.

Aaahh! Não posso terminar essa resenha sem falar das referências a minha adorada Irmandade da Adaga Negra, tanto numa parte safadinha, quanto na Grey Goose que Brandon entorna. Eu sei, eu sei, Grey Goose a gente encontra em vários livros, mas você já espremeu um livro da Irmandade? Se você der mole escorre Grey Goose, sangue e... ok, vocês entenderam que eu sei.

“- Oh… Bran! Ah, puta merda…
- Bem… a mocinha não xingava dessa forma… - ele disse e beijou meu pescoço dando uma mordida suave. - Na verdade, ela implorava para o pobre rapaz continuar e, ao mesmo tempo, morder seu pescoço… - ele disse e fez o que narrava. - E sugar seu sangue de maneira que ele resgatasse suas forças. Ele estava com fome? - ele disse e lambeu onde onde mordera. Eu já nem sabia em que planeta estava, porque, na hora em que sua mordida se intensificou, eu vi o cosmos. (...)
- Ele era vampiro? - Bran perguntou o óbvio.
- Não sei… - falei letargicamente. - Ele estava vestindo couro?
Brandon sacudiu o corpo de tanto rir.
- E eu lá sei! - ele disse. - Só li as partes de safadezas!”

site: http://www.viciadosemleitura.blog.br/2018/08/resenha-435-dangerock-ms-fayes.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Daya 25/06/2018

DangeRock é uma banda composta por quatro amigos desde a adolescência que, aos poucos, estão conseguindo alcançar os seus sonhos, sendo reconhecidos pelas suas músicas. Eve é a vocalista da banda e consegue deixar muitos fãs apaixonados com a sua voz roca.

Quem olha de fora, pensa que Eve é uma garota destemida e rebelde, pois fala tudo o que pensa e tem um temperamento forte. Contudo, não é nada disso... Ela é uma jovem, doce, carinhosa e tímida que guarda um segredo desde a infância, ela é apaixonada pelo melhor amigo e guitarrista da banda, Brandon. Já ele, nem desconfia desse amor e a trata com carinho de irmão.


Mitchell, um astro musical encantado com Eve e a sua voz, convida a banda DangeRock para gravar uma música e o acompanhar em uma turnê. Seria um grande passo para a banda, mas nem tudo é tão fácil e eles se encontram em uma situação complicada.

Com a aproximação de Mitchell, Brandon descobre um novo sentimento e sem saber como lidar, acaba fazendo muitas coisas erradas, deixando Eve cada vez mais vulnerável ao charme do astro.

Além dos dois, vamos conhecer um pouco os outros componentes da banda, Phil e Malcon. É impossível não se apaixonar e querer livros de cada um para conhecer melhor a personalidade dos garotos.

É uma história com leitura leve, um pouco clichê e apaixonante!!! Gostei bastante do carinho entre os quatro, a preocupação dos meninos com Eve e a amizade deles.


site: http://www.conchegodasletras.com.br/2017/10/cantinho-da-daya-danger-rock-ms-fayes.html
comentários(0)comente



Fe 20/06/2018

"Dange Rock", de M.S. Fayes
“DangeRock” nos apresenta a história de uma banda de rock formada no colégio, como parte de um trabalho para a aula de música. Eve McGannon, Brandon Conwell, Malcom Rubber e Phil Jansen são amigos de infância e compõem a banda High Rockers, cantando covers clássicos e algumas canções originais.

Com o fim do colégio, Eve e seus garotos decidem ir atrás de seus sonhos e fazer daquilo que seria apenas um hobbie um trabalho de verdade. Com Eve como vocalista, Brandon na guitarra, Malcom como baterista e Phil no baixo, a banda agora conhecida como DangeRock, cai na estrada em sua primeira turnê, ganhando cada vez mais fãs pelo mundo todo.

A relação de Eve com os meninos da banda é bem divertida e muito bacana, afinal são anos de amizade. Os garotos a tratam como uma irmã mais nova e são super protetores, mas Eve sempre foi apaixonada pelo seu melhor amigo, Brandon, que nunca correspondeu aos seus sentimentos.

A imagem que temos de Eve é de uma menina meiga, inteligente, bonita e tímida, mas que quando sobe aos palcos se transforma, emanando poder e sensualidade por meio de sua voz. Juro que eu conseguia ouvir a voz e o sentimento dela através das páginas do livro, e digo… é fenomenal! As músicas também colaboram e muito para que isso aconteça.

Já Brandon é um guitarrista cheio de talento e apaixonante, mas um galinha incorrigível e que gosta de toda a atenção que recebe das “groupies” assanhadas. Confesso que fiquei com um pouquinho de raiva do garoto, por ser tão cego. Argghhh….

Os outros dois integrantes da banda não recebem tanta atenção quanto mereciam, pois a autora optou por focar nos pontos de vista de Eve, Brandon e Mitch (que falarei mais abaixo), mas Malcom e Phil têm participações importantes no desenrolar da história. Malcom, que apesar de aparentar certa distância e seriedade, é um tremendo observador, muito inteligente e um fofo. Já Phil deixa a desejar no quesito inteligência, dando vários foras no meio do caminho, é meio “lerdinho”, mas super divertido e tem certo charme.

Uma grande oportunidade aparece, quando Mitchell – um roqueiro de responsa e vocalista da banda do momento FunBock – propõe uma parceria com a DangeRock durante a turnê e um dueto especial com Eve.

Mitchell Clay é um grande astro do rock e um homem lindo, mas presunçoso, que nunca recebeu um “não” de mulher nenhuma, até conhecer Eve. Mitch enxerga todo o poder e sensualidade que Eve exala, não só no palco, mas fora dele também e fica encantado com aquela “menina mulher”. No entanto, logo descobre que a garota não tem olhos para mais ninguém a não ser para seu companheiro de banda e amigo, Brandon. E, claro, que para um homem que sempre teve tudo o que quis esse será um tremendo desafio.

Olha, de início, fiquei encantadoramente apaixonada por Mitch – homão da [email protected] – mas fui surpreendida e cheguei ao final com um asco enorme por ele. Não posso dar maiores detalhes para não entregar a história, mas fiquem com uma pulguinha atrás da orelha! Só posso dizer que Mitchel chega para abalar todas as estruturas.

O livro é bem estruturado e a história flui naturalmente. Cheio de reviravoltas em momentos inesperados e muita moral envolvida, preparem-se para grandes emoções.

Muito mais do que o “vai ou não vai” entre Eve e Brandon, a autora nos mostra o que há por trás dos holofotes, as facilidades e também a falta de privacidade, os perigos de uma grande exposição e o envolvimento desses jovens num mundo cheio de glamour, sexo, drogas e rock’n roll. Assuntos mais complexos como agressão e assédio também são tratados no decorrer do livro, e só fazem fortalecer ainda mais a narrativa.

Uma leitura prazerosa e instigante, permitam-se, pois serão surpreendidos!!

site: https://ateaultimapagina.wordpress.com/2018/01/03/resenha-dange-rock-de-m-s-fayes/
comentários(0)comente



54 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4