A Poeta X

A Poeta X Elizabeth Acevedo




Resenhas - A Poeta X


76 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Aline 22/03/2020

Me emocionei demais com essa leitura.. recomendo a todos
comentários(0)comente



Mah 10/03/2020

Peguei esse livro para ler por causa de um desafio que faço parte no Facebook, e o tema eram livros premiados e este foi o vencedor do Michael L. Printz Award que é um prêmio de livros Jovem Adultos, foi o vencedor de 2019. Além disso, a capa chamou muito minha atenção a primeira vez que vi e ele já estava na minha lista.

No começo da leitura eu fiquei com medo por causa da poesia, porque eu não sou uma pessoa que consegue ler poesia normalmente (nem peças só para constar) mas a autora conseguiu esse feito comigo porque a escrita é tão maravilhosa e fluida que me fez ler esse livro sem parar. Não li em um dia mas era possível.

A narração é feita por Xiomara, a personagem principal, em forma de poesia em seu caderno, onde a garota sente que é o único lugar onde ela tem voz. Uma família com fortes raízes na Republica Dominicana e mora no Harlem e só isso já dá um tom completamente diferente a história.

Uma protagonista forte mas vivendo com todo o peso da sua cultura e também dos seus pais, eu me apaixonei por ela logo de cara. O fato de seu nascimento, junto ao seu irmão gêmeo, ser considerado um milagre fez com que sua mãe já católica se transformar em fervorosa com relação a igreja, e por isso e todo seu background ela cobra demais da garota.

A história é composta por personagens maravilhosos, e o crescimento da Xio é muito bonito. Livro sensacional, consigo entender ter vendido o prêmio. Uma história de jovens adultos crescendo, se descobrindo, brigando pelos seus sonhos, tecendo planos.

Não consigo colocar em palavras a quantidade de sentimentos que essa história me proporcionou, o que posso dizer é que recomendo muito a leitura.



site: https://perhapss.wordpress.com/
comentários(0)comente



Gabi 09/03/2020

lindo demais!!!
comentários(0)comente



gabyzinha 16/02/2020

Uau
Li esse livro em menos de 24 hrs por conta de como ele é escrito em si: em poesias. Resumidamente, o contexto se passa numa família fortemente religiosa e a protagonista, Xiomara, não está adapta a esse estilo de vida. Como forma de desabafo, ela cria poesias em seu diário. É um livro que, mesmo eu tenho dado 4 estrelas, está favoritado.
comentários(0)comente



Eli 31/08/2019

. "Palavras dão às pessoas a permissão de serem elas mesmas."
A poeta x : 《#resenhadaeli 》
Autora: Elizabeth Acevedo
Nota: 4
Editora: Galera/ Record.
"Você vai me queimar também?. A Poeta X é um livro em formato de poesia, diferentes dos livros de poesia que estamos acostumados a ler esse é contando como uma história. .ENREDO: Xiomara é uma adolescente de 16 anos que mora no Harlem com sua família.
Logo que seu corpo começou a ganhar curvas, ela teve que aprender a lidar com isso de sua própria forma.
Além disso, sua mãe é extremamente religiosa e muitas vezes a priva de fazer suas próprias escolhas e viver suas próprias aventuras. Até mesmo seu tão amado caderno de poesias precisa viver escondido dos olhos da mãe.
Ao decorrer do livro, a gente acompanha o crescimento da Xiomara, a sua luta diária contra o assédio que sofre na rua, o relacionamento dela com seu irmão gêmeo (que também enfrenta seus próprios conflitos. .
✏️Opinião: Comecei esse livro com as expectativas lá em cima
No começo do livro a personagem se mostrava uma menina bem empoderada e ao decorrer da história se mostrou outra coisa bem diferente. Não Achei o livro ruim só que poderia ter sido um livro melhor se a autora tivesse aprofundado mais a história da mãe e seu fanatismo com a igreja e outras coisas que deixaram a desejar. Outra coisa que me incomodou bastante foi a forma que autora terminou o livro desde o começo do livro os pais eram extremamente religiosos e no passe de mágica isso muda.
Obs: A mãe da Xio me lembrou muito a mãe da Carrie a estranha. .
🌻 É um livro que aborda sobre vários assuntos sexualidade, machismo, ausência de lugar de fala, e principalmente de como a religião pode cegar uma pessoa a ponto de achar que tudo é maldição e não deixar o outro fazer suas próprias escolhas.
. . 🌻 O livro tem uma narrativa bem rápida e apesar das minhas críticas eu recomendo, até porque minha opinião não significa que você não vá amar o livro pelo contrário todos nós podemos interpretar a leitura de modos diferentes.
.
.
comentários(0)comente



Tuca 18/07/2019

"Você vai me queimar também?"
Esse é um livro que eu não estava conseguindo aproveitar na versão escrita e traduzida. Por ser em versos, muito do ritmo é perdido na tradução. Além de que é destacado logo no início que ele foi feito para ser lido em voz alta. Na prática, assim como Ecos de Pam Muñoz Ryan, ele foi feito para ser ouvido. No caso de Ecos, a escolha entre livro e audiobook está mais relacionada a uma experiência de imersão maior, mas não há sentido que se perde; já em a Poeta X, pareciam até histórias diferentes. Não conseguiria ter gostado tanto do enredo se não tivesse optado por trocar o livro traduzido pelo audiobook em inglês (narrado pela própria autora). Mesmo com a mudança, ainda demorei para deixar de achar a história cansativa. Com mais de 1/3 do livro é que a maravilha começa, quando entram a trama, mesmo que tímida, do gêmeo, os grandes conflitos com a mãe e o processo de Xiomara de encontrar sua turma e sua voz. Xiomara é uma adolescente de uma família da República Dominicana que morava nos EUA, cuja mãe muito cristã, teve um casamento arranjado, quando o sonho dela era ser freira. Assim, a menina e o irmão gêmeo eram criados de maneira muito rígida dentro dos preceitos da fé e ela não sabia se acreditava em tudo o que a mãe e a igreja pregavam. Ela queria experimentar, conhecer meninos, escrever e ser livre, sem ser julgada ou castigada por isso. Seu amor pela escrita e pela poesia era o que a faziam viver, lhe impulsionavam, também eram o meio de escapar de “mami” e sua realidade, de questiona-la, de se conhecer e de ser quem ela queria.

Não vejo como um livro que critique a religião, mas sim o fundamentalismo e a intolerância. Ainda mais por que Xiomara transformou a igreja de sua grande inimiga em uma das suas maiores aliadas, mostrando duas facetas da religião e do seu poder transformador, ora podendo ser negativo, ora positivo.

Dá para perceber que há muito da autora nesse livro. Elizabeth assim como Xiomara tem pais que vieram da República Dominicana e é campeã nacional de declamação de poesia, além de quase quinze anos de experiência com performances na área. Não é à toa
que a narração dela no audiobook é perfeita. Ela sabe o que faz.

Se eu fosse resumir esse livro em uma palavra seria comunicação. Não apenas no processo de Xiomara de interpretar e aprender a se mostrar para o mundo, mas no de saber se expressar dentro da sua família, principalmente com sua mãe, e na busca do diálogo, que em vários momentos, parece ser impossível.

Nada é.

A conversa não é impossível, nem a compreensão, a maior problemática é a de encontrar mecanismos para tocar o modelo de mundo do outro e esse é um dos maiores desafios da poeta X. De certa forma, também o de mostrar as adolescentes que vivem realidades semelhantes às de Xiomara que a vida delas não se resume aquele momento e que elas têm sim direito à voz e vez. Nossas vozes importam, sejam como sussurros, sejam como gritos, sejam como rabiscos, literatura, arte ou música. E a crença alheia não deve ser capaz de nos abafar. Para uma adolescente que não tem alternativa a não ser viver sob o teto e as regras de alguém com o pensamento completamente diferente ao seu, encontrar caminhos para se fazer existir, para se fazer sonora e presente é sua maior forma de resistência. E resistindo, vivemos. Resistindo, vencemos.




site: IG: https://www.instagram.com/tracinhadelivros/
comentários(0)comente



Fernanda 14/07/2019

"Um livro para ser lido em voz alta". Não é por acaso que a autora Elizabeth Acevedo é campeã de declamação de poesia e este livro traz com toda a sensibilidade a história de vida de uma moça também apaixonada por poesia e talentosa com as palavras.

Xiomara é filha de imigrantes dominicanos nos EUA. Uma jovem negra, bela, com curiosidades comuns para a fase adolescente. Sua mãe é extremamente religiosa e seu pai completamente ausente. Seu irmão gêmeo é um gênio e estuda em uma escola para tal. Xiomara, não. Ela estuda na escola comum do bairro com os demais filhos de imigrantes.
Ela é uma mulher forte que sempre soube se defender e, se preciso, usa até seus punhos para isso.
No entanto, por traz de todo mistério dessa garota calada porém firme há uma alma repleta de duvidas e desejos; desejos de descobrimento, desejos de fuga.

"A Poeta X" tem uma narrativa poética que transbordam essas dúvidas, angustias, desespero, amor.
A autora conseguiu construir um enredo completo em versos, literalmente.
Xiomara tem uma vida complexa, como todo o ser humano, no entanto, sua alma é grande demais para seu lugar.
Seus questionamentos são diversos e pertinentes, como religiosidade, desejos, sexualidade, silêncios, personalidade, lugar no mundo, sobre ser.
Xiomara, com sua história toda contada em poesia, nos inspira a enxergar o mundo através do seu olhar, do seu lugar de fala.

Uma obra que merece ser conhecida e, sim, merece ser lida em voz alta.
"A Poeta X" é um livro lindo e comovente sobre o processo de crescimento de uma mulher que ama as palavras e tem sua vida transformada por elas.
É uma leitura que vale muito a pena.

site: http://www.garotapaidegua.com.br/2019/04/eu-li-poeta-x-elizabeth-acevedo.html
comentários(0)comente



Isabella @epilogo.literatura 04/07/2019

A Poeta X
“Para ser lido em voz alta” – já na capa do livro (e que capa hein Galera Record? Sensacional!) temos uma ideia da força da escrita da Elizabeth Acevedo. O primeiro livro da autora, escrito em versos, é um grito de liberdade empoderador.
Dividido em três partes, os versos de Elizabeth contam a história de Xiomara Batista, uma adolescente, filha de dominicanos, que mora no Harlem, em Nova Iorque. Sufocada pela religiosidade da mãe, a inutilidade do pai, e os preconceitos e machismo da sociedade, Xio tem a poesia como um confessionário e um dos únicos lugares no qual ela consegue ter sua própria voz e lidar com seus conflitos diários.
Não se engane ao pensar que, por ser em versos, A Poeta X é uma leitura leve. Questões como o machismo, a influência da religião (cristianismo, nesse caso) e a sexualidade chegam a nós leitores como um tapa na cara, expondo problemas enormes da nossa sociedade.
Elizabeth Acevedo dita um ótimo ritmo a história e faz com que a gente queira marcar inúmeras passagens do livro e usá-las para a vida toda.

site: https://www.youtube.com/watch?v=Y6A6R6XGuZQ
comentários(0)comente



Jéssica @DivaLiteraria 27/06/2019

Minhas impressões
Oi gente linda, como vcs estão?
.
🌻 Li este livro por recomendação da maravicherry @FalaRosa e amei cada página. O enredo tem poder e se torna envolvente pelas temáticas tão recorrentes na vida dos jovens. A linguagem deste livro é universal. Em formato de poesia, a autora apresenta a vida de Xiomara, uma adolescente que está se descobrindo e que possui um talento enorme com as palavras, mas que não se sente confortável em compartilhar este dom com a família, por não enxergar um lugar de fala. .
.
🌻 Ao longo da narrativa, Xiomara vai descobrindo sua voz, registrando suas palavras em forma de poemas no caderno de capa de couro que ganhou do irmão gêmeo. Tanto ele quanto sua melhor amiga Caridad, são pontos de apoio de Xio neste processo de descoberta. Ela também conhece Aman, que desperta um sentimento novo. Não posso deixar de mencionar a Sra. Galiano, professora, que identifica e incentiva a escrita da personagem principal. Esta nova fase não é recebida com bons olhos pelos pais dela, o que gera alguns conflitos, quebras, feridas. Como reconectar uma família que há muito não é unida, mesmo vivendo no mesmo teto?
.
.
🌻 É um livro que aborda dificuldade de se relacionar com a figura materna, ausência de lugar de fala, castigos, obediência cega, pressão para seguir uma determinada religião, curiosidade de conhecer o sexo oposto e incertezas da adolescência. Por isso, para mim, foi uma leitura que mexeu com nos meus sentimentos, principalmente na parte de aplicar uma ideologia religiosa à força, sem deixar espaço para discussão. Confesso que fiquei com raiva da mãe dela quase o livro todo. Queremos que nossos jovens sejam críticos, mas não dentro de nossas casas. .
.
🌻Sem dúvida entrou na lista dos melhores livros lidos do ano. Você já leu?
.
.
Aquele abraço de hobbit 💗

site: https://www.instagram.com/p/ByV2ec1jmx1/
comentários(0)comente



Ludy @emalgumlugarnoslivros 08/06/2019

Uma leitura potente
A poeta X - Elizabeth Acevedo
222 páginas/Galera Record


" ... palavras dão às pessoas a permissão de serem elas mesmas."

Aos 15 anos, a vida de Xiomara Batista é repleta de regras.
Ela aprendeu a cerrar os punhos, a ficar em silêncio; mas também aprendeu a escrever para aliviar a dor.
Através da poesia ela grita, ela se encontra e emociona com sua realidade.

Esse livro tem vários elementos que amo em uma leitura: é YA, tem poesia, reflexões e uma narrativa diferente.
Xiomara conta sua história através da poesia - 97% do livro é narrado nesse estilo; isso foi algo fascinante, ao mesmo tempo se tornou monótono em alguns momentos. Narrar uma história com início, meio e fim somente com poesia é um trabalho árduo.

X é uma potência, é uma personagem forte e cativante.
Ela traz inúmeros questionamentos: sobre os meninos, a igreja, o seu corpo... Ela quer compreender, quer poetizar e viver livremente.
Mas nada disso é possível, pois sua mãe é uma fanática religiosa.
E é aí que essa leitura se torna mais intensa, quando percebemos o quanto a vida dela é opressiva.
Então eu sofro com ela e vibro por ela; e quando a vejo florescendo, o meu coração se expande de orgulho.

Elizabeth Acevedo estreia de uma forma original, com uma escrita precisa e temas que precisam ser falados.
Me senti desconfortável com a questão religiosa, mas compreendi a X. Até porque a fé não pode ser exigida.
E toda essa pressão que os pais colocam é exaustivo, ainda mais quando não há diálogo.
A autora conseguiu fugir da monotonia inicial e seguiu de uma maneira fluida e envolvente.
Ela dilacerou meu coração com essa relação familiar conturbada, mas fez afagos mostrando gestos de amizade e irmandade.
E sobre o primeiro o amor? Ah, aí sou só suspiros.

Talvez seja um tanto inexplicável tudo o que senti com essa leitura, pois A poeta X tem poemas fortes e tocantes; são versos que arrancam lágrimas e tocam lá no fundo da alma.
Me emocionei com essa história poética e pude reafirmar que a escrita salva.
A poesia é exaltada do início ao fim, e é ela que nos inspira a ser quem quisermos ser.
Leitura perfeita até para quem não é fã de poesia.

#resenhaemalgumlugar

site: @emalgumlugarnoslivros
comentários(0)comente



Cristine 20/05/2019

Os livros que nos fortalecem são os melhores.
Eu comecei a leitura e imediatamente me senti completamente entregue, envolvida, apaixonada. Consegui me relacionar muito bem com a personagem principal, a nossa poeta, e consegui também me identificar com várias questões que são exploradas nessa história. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Aliás, o formato dessa história já chama bastante atenção por si só, somos apresentados ao universo da Xiomara através dos seus versos. Com isso acompanhamos seus sentimentos, questionamentos, pensamentos e desejos mais profundos. É lindo, tem uma pureza e uma força incrível. Talvez os versos não sejam perfeitos, mas não há dúvidas de que são poderosos, especialmente quando lidos em voz alta, foram feitos para serem sentidos. Foi uma leitura que me encheu de sentimentos, me deixou com a garganta presa, o olho marejado, o coração acelerado. Uma das coisas mais incríveis da arte é ter o poder de despertar esses sentimentos mais profundos. Sentimentos que não queremos cutucar, nem ao menos pensar sobre, mas quando nos deparamos com um livro como "A Poeta X", esses sentimentos emergem de uma maneira linda, única. Somo obrigados a enfrentá-los, mas nos sentimos fortes. Os livros que nos fortalecem são os melhores.
comentários(0)comente



Ellem - @colecionandoprimaveras 04/04/2019

A Poeta X é um livro em formato de poesia, porém, diferente dos livros de poesias que a gente (eu, pelo menos) está acostumado a ver, este conta uma história.

📝ENREDO: Xiomara é uma adolescente negra, de origem latina, que vive nos EUA com a mãe, uma fanática religiosa, o pai e um irmão gêmeo.
Desde que começou a ganhar curvas, Xio aprendeu que seu corpo seria a sua maldição. Até que um dia, ela descobre a poesia e através disso, consegue dar voz e liberdade à sua alma.

📖Esse livro tem uma narrativa crua e intensa, o leitor consegue de fato mergulhar nos sentimentos da personagem.

Eu gostei da forma como a autora desenvolveu a protagonista, mostrando as primeiras descobertas da adolescência (primeiro amor, busca da identidade, sexualidade...), ao mesmo tempo em que criticava a forma como a sociedade obriga as garotas a lidarem com isso, ou melhor dizendo, a forma como a sociedade impede que as meninas vivam isso.

Confesso que fiquei um pouco incomodada com o relacionamento da personagem com a religião, mas isso acabou ficando pra mim como um lembrete de como a religiosidade (essa coisa fanática e absurda) afasta mais do que aproxima as pessoas de Deus.

Recomendo muito essa leitura!

site: https://www.instagram.com/p/BuZ2IGGBFYT/
comentários(0)comente



#PandS 01/04/2019

Xiomara é uma adolescente de 16 anos que mora no Harlem com sua família. Sua mãe é uma mulher muito religiosa que sempre está impondo regras a filha. Então muito do que Xio quer fazer precisa ser escondido dela. Seu pai não lhe da muita atenção. E seu irmão gêmeo é seu parceiro, mas ele também têm seus segredos.
📢
Xio tem muito a dizer, sua maneira de descarregar tudo isso é escrevendo poesias no seu caderninho/diário. Ela não divide esses textos com ninguém, são textos muito pessoais, reclamando de casa, da mãe, do pai, de religião, falando do irmão e muitos sobre o rapaz que ela está gostando da aula de biologia.
📢
Sua professora de inglês percebe essa aptidão por escrita e à convida para o clube de poesia da escola, mas Xio sabe que sua mãe nunca deixaria, e de qualquer modo ela não se imagina lendo seus poemas em voz alta.
📢
Com tanta coisa acontecendo, Xio não consegue parar de pensar em como seria apresentar seus poemas. Mesmo vivendo em um mundo onde não é ouvida, ela se recusa a ficar calada.
📢
O que a Xio sofre com a mãe, por sua intolerância e limitação religiosa é bem complicado, pois o mundo está cheio de gente assim, e na minha opinião isso não é nada saudável. Achei muito importante que a autora frisou isso.
📢
O livro é todo de poemas. Eu não sou a maior entendedora de poesia, mas acredito que seja classificado como poesia livre. Os poemas são basicamente relatos da personagem sobre sua vida, não tem um padrão, nem rimas, como geralmente vemos por aí.
📢
Os poemas não são cheios de metáforas nem floreios, a autora vai logo ao ponto e deixa tudo bem claro. O que não cansa o leitor e faz a leitura ser bem rápida. Além disso, lendo os agradecimentos vi o quanto tem da vida da autora relatada nos poemas.

site: https://www.instagram.com/p/BuWNuAmAJL3/
comentários(0)comente



Jully.Suarez @jullysbookland 09/02/2019

Esse livro foi diferente de tudo que eu já havia lido. A proposta da autora de contar uma história narrativa em formato de poemas funcionou incrivelmente e deu um ritmo completamente diferente e único à leitura.
Além disso, ler o livro do jeito que a protagonista pensa, em poesia, nos aproxima ainda mais dela e nos torna mais empáticos a cada acontecimento.
A nossa protagonista, Xiomara, tem que lidar com muitos infortúnios desde muito nova. Logo que seu corpo começou a ganhar curvas, ela teve que aprender a lidar com isso de sua própria forma.
Além disso, sua mãe é extremamente religiosa e muitas vezes a priva de fazer suas próprias descobertas e viver suas próprias aventuras. Até mesmo seu tão amado caderno de poesias precisa viver escondido dos olhos da mãe.
Ao decorrer do livro, a gente acompanha o crescimento da Xiomara, a sua luta diária contra as gracinhas que ouve na rua, o relacionamento dela com seu irmão gêmeo (que também enfrenta suas próprias questões), a tentativa de se relacionar e flexibilizar um pouco as ideias da mãe, e principalmente, o processo de encontrar sua própria voz, que vira a maior arma que ela poderia ter.
É um belo livro cheio de questões atuais e cada vez mais discutidas.
Uma mistura de ficção com poesia feminista que eu tenho certeza que vai agradar fãs de ambos os gêneros. 🙋🏽‍♀️💪🏼

site: https://www.instagram.com/p/Btq05WggoMp/
comentários(0)comente



Leo Oliveira 26/01/2019

Esse livro é simplesmente incrível! Foram tantas passagens lindas e emocionantes que fica difícil escolher uma só, mas com toda a certeza do mundo Elizabeth Acevedo entrou para a minha lista de autores favoritos. Se você ainda não leu "A Poeta X", por favor, leia! É o tipo de livro que deve ser lido e relido sempre que possível.

Estou apaixonado.
comentários(0)comente



76 encontrados | exibindo 46 a 61
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6