Pedagogia da Autonomia

Pedagogia da Autonomia Paulo Freire




Resenhas - Pedagogia da Autonomia


113 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Amathias 14/01/2021

Saberes necessário a prática humana
Uma leitura atemporal!
Freire nos coloca a todo momento, reflexões sobra nosso comportamento em relação a prática educativa, dos saberes que precisamos adquirir ao longo de nossa caminhada educativa como professores democráticos progressistas.
Ele ainda faz uso de outros escritos, concebidos por ele, como o aclamado Pedagogia do Oprimido, Professora sim, tia não e Pedagogia da Esperança.
Nos apresenta alguns conceitos, que são necessários estarmos atentos na nossa prática. E também revela sua preocupação com a ideologia neoliberal presente na época que escrevia o livro, e que hoje, nos dias atuais se faz presente nas nossas escolas com força total.
Vale a pena conferir, uma leitura bastante atual e necessária!
comentários(0)comente



Amanda.Ruvina 12/01/2021

Todos devem ler
Por mais que seja um livro voltado ao público acadêmico, acho válido todos os públicos lerem, ultimamente andam demonizando muito o titio Freire e assim podem ver que sua metodologia não passa de uma educação mais humana. Leiam e tenham uma nova visão de mundo ?
comentários(0)comente



dehtavi 09/01/2021

Autonomia, práxis e amor
Muitos dos que recomendam Paulo Freire, recomendam-no para educadores que pretendem melhorar ou transformar seus métodos educativos. Eu discordo dessas pessoas, pois os ensinamentos estruturados por Freire transformam toda e qualquer forma do processo educativo. Desde o aprender, até o ensinar. E foi lendo essa obra que eu aprendi à me ensinar de forma certa e coerente com a prática em suma educativa! Leiam Paulo Freire, ele muda vidas??
comentários(0)comente



Ursa_Menor 08/01/2021

Mais que necessário
Minha primeira leitura de 2021 não poderia ter sido melhor. Paulo Freire faz jus ao título de patrono da educação, mesmo que poucos brasileiros deem valor aos seus ensinamentos. Como uma futura professora, me senti impelida a lê-lo, algo que todos professores e alunos de licenciatura deveriam fazer, repensar e problematizar o estilo de ensino atual buscando sempre construir uma educação libertadora, nas próprias palavras do autor.
É uma leitura mais que necessária para todos aqueles ligados a educação e que acreditam que o ensino tem o poder de mudar toda uma nação.
comentários(0)comente



Vinicius.Miranda 07/01/2021

Textos simples ideias complexas
Não me julgo a altura para poder dizer que um texto do Paulo Freire possui problemas.
Portanto, digo apenas o que gostei. A linguagem é fluida, faz sentido com o que diz o texto. Ele quer comunicar, ele quer ser acessível. E sua construção argumentativa pode parecer, aos apressados, repetitiva. Mas ela demostra um cuidado com a didática expositiva. Um cuidado de apresentar suas ideias de forma gradativa e se assegurar que o leitor compreenda.
É um livro bom para qualquer profissional, independente da área, e não só para os de educação. Concordo muito com o autor em sua forma de se posicionar e querer interferir no mundo.
Bom texto, recomendo a leitura.
comentários(0)comente



Lais Duanne 04/01/2021

Me encheu de esperança
Esse é um livro sobre uma educação livre, com escolhas e troca constante.
Através desse livro Freire me fez ter um pouco mais de esperança na sociedade.
comentários(0)comente



Isa 28/12/2020

Paulo Freire SEMPRE necessário!
Não tem como esperar algo ruim de um livro que termina da seguinte maneira: "Nem a arrogância é sinal de competência, nem a competência é causa de arrogância. Não nego a competência, por outro lado, de certos arrogantes, mas lamento neles a ausência de simplicidade que, não diminuindo em nada seu saber, os faria gente melhor. Gente mais gente."

Mas na verdade, não tem como esperar algo ruim de Paulo Freire.
comentários(0)comente



Day 19/12/2020

sempre necessário
Paulo Freire nessas 143 páginas ensina muito do que é ser educador e ensina bem, com uma linguagem fácil de compreender e sem floreios. Ele passa por vários temas importantes falando sobre o que é ensinar, com o pensamento libertador que já conhecemos. Me abriu muito a mente sobre que tipo de educadora quero ser e é muito perceptível o motivo da perseguição do atual governo a esse pensador.
"Se não posso, de um lado, estimular os sonhos impossíveis, não devo, de outro, negar a quem sonha o direito de sonhar." p.141
comentários(0)comente



Eliana 16/12/2020

Um livro com muita boniteza
Uma leitura muito importante para conhecer mais (do que deveria ser) a educação.
comentários(0)comente



Sheyla.Batista 14/12/2020

"A boniteza de ser gente"
"Qualquer discriminação é imoral e lutar contra ela é um dever por mais que se reconheça a força dos condicionamentos a enfrentar. A boniteza de ser gente se acha, entre outras coisas, nessa possibilidade e nesse dever de brigar."
comentários(0)comente



valentina 23/11/2020

Paulo Freire é tudo isso sim
como uma estudante de licenciatura, esse meu primeiro contato com a pbra do autor não foi nada menos que revelador do sentido de compreender o que a docência significa, não só como um todo mas para mim pessoalmente e pensar quais os meus objetivos, as minhas possibilidades tendo isso no meu futuro. esse livro abriu meus olhos tanto em questão profissional como provavelmente me direcionou para muito estudos futuros. fenomenal
comentários(0)comente



Lorrany 12/11/2020

É inegável a importância de Paulo Freire para a educação brasileira e a necessidade de profissionais da educação conhecerem seus escritos. Comecei esse livro como uma exigência da faculdade, os tópicos foram divididos entre pequenos grupos para que não ficássemos com leituras acumuladas; porém, eu gostei tanto da minha parte, que resolvi ler o livro todo. Demorei um pouco, porque a escrita não é tão fluida, mas fiz diversas marcações ao longo da leitura e aprendi muito com esse grande autor. Mesmo sendo um livro mais lento, a linguagem usada é bem acessível e os termos teóricos usados são explicados e exemplificados. Com certeza, pretendo ler mais coisa de Freire e acho essencial, como futura professora, conhecer mais da obra dele. Não é um livro para todo mundo, acredito que profissionais da educação vão tirar muito mais proveito desse texto, mas isso não quer dizer que algumas dicas do autor não possam ser usadas em ambientes de trabalho que funcionam em grupo.
comentários(0)comente



FlAvios 31/10/2020

Precisamos ler Paulo Freire.
PEDAGOGIA DA AUTONOMIA.
PAULO FREIRE

Eu decidi ler um livro didático por vários motivos, o primeiro é o curso que escolhi, o segundo é saber do pq o Freire é tão criticado e adorado ao mesmo tempo. E tive minhas conclusões.

Este livro foi inscrito em 1996, nele o Freire já aborda, racismo, lgbt fobia"não com esses termos" uma preocupação gritante com a tecnologia sendo usada não como avanço e Sim como instrumento da precarização humana.
Lembra que um docente não é só um passador de informação, que essa educação que o neo liberalismo prega, esse fatalismo de que as coisas são assim mesmo, vem destruindo e solidificando uma estrutura social desumana. Crianças não são objetivos sem vida e sonhos. Professores não são máquinas sem consciência e ideologia. E deixando claro, tudo é ideológico. A neutralidade é uma das maiores mentiras que querem te fazer acreditar, mas ele diferencia bem ideologia de doutrinação. E mesmo na ideologia deixa parênteses, sobre como deve-se ser cauteloso. Em 1996 eu repito, este homem já falava disso tudo, como alguém tem a audácia de afirmar que ele atrapalhou a educação brasileira? Sendo que a educação brasileira jamais! Adorou o verdadeiro método Paulo Freire. Ele é patrono da nossa educação, mas a nossa educação propositalmente movida pelas elites, não quer uma população consciente, humanizada e questionadora. O neo liberalismo na época dele era um embrião, hj dominou o mundo, as mentes e os corações das pessoas. Onde um uber acha que é um empresário e não um explorado. Onde romantizam o massacre e a venda do seu tempo de vida, com o glamour de poder afirmar, "Eu sou meu próprio patrão". E isso meus amigos começa ali, na escola no maior campo de batalha ideológico que existe, sem estrutura pro aluno e para os professores e com interferência política nefasta, o futuro que Paulo tanto sonhou está ameaçado. Precisamos de ajuda.
comentários(0)comente



Fer 29/10/2020

Freire é sempre necessário e com esse livro não é diferente! Como em Pedagogia do Oprimido, é cheio de reflexões importantíssimas para todos, não apenas para quem é da área de educação.
comentários(0)comente



Thamara 27/10/2020

Muito bom e explicativo
Nem a arrogância é sinal de competência, nem a competência é causa de arrogância. Não nego a competência, por outro lado, de certos arrogantes, mas lamento neles a ausência da simplicidade que, não diminuindo em nada seu saber, os faria gente melhor. GENTE MAIS GENTE.
comentários(0)comente



113 encontrados | exibindo 1 a 16
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |