Viagem ao Centro da Terra

Viagem ao Centro da Terra Júlio Verne
Walcyr Carrasco




Resenhas - Viagem ao Centro da Terra


228 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Bia Machado 21/04/2010

Uma maravilhosa aventura que tive o prazer de ler!!!
Ah, Júlio Verne! Como me arrependo de não tê-lo lido antes, muito antes! Quisera eu poder voltar no tempo e ler "Viagem ao Centro da Terra" nos meus 10 anos, bem como os outros que ele escreveu. Agora, só me resta ir "Em busca do tempo perdido", rsss...


Nesse livro Verne conta a história de uma fantástica viagem, motivada pelo encontro de uma misteriosa mensagem escrita em letras rúnicas em um pergaminho, esquecido dentro de um livro de cerca de 700 anos! O professor Lidenbrock e Axel, seu sobrinho, conseguem decifrar a mensagem e partem de Hamburgo, na Alemanha, rumo à Islândia, para tentar chegar ao centro da Terra!!!


Durante essa perigosa, estranha e sensacional viagem dos dois, guiada pelo experiente islandês Hans, vamos com eles rumo ao centro da Terra, aprendendo sobre a composição do nosso planeta e sua história geológica. Sofremos com os percalços da viagem, uma viagem capaz de transformar tio e sobrinho. De frio e metódico ao extremo, o professor Lidenbrock se mostra capaz de se preocupar com o bem-estar do sobrinho. Axel, por outro lado, descobre em alguns meses o dedicado e carinhoso tio que era Lidenbrock, algo que não tinha conhecido em toda sua vida, julgando que o tio apenas servia aos seus próprios interesses, sem pensar nos outros. E, no meio dos dois, o guia Hans, tal qual um alicerce, uma muralha, ajudando-os na difícil aventura.

Se em "Vinte Mil léguas Submarinas" tive a impressão de que a grande personagem era o mar, com seus perigos e mistérios, em "Viagem ao...", para mim, o cuidado maior foi com as personagens humanas mesmo, com as emoções que sentem conforme os acontecimentos vão se passando. Assim como "Vinte mil léguas..." é narrado em primeira pessoa, nesse também conhecemos a história por meio do relato de Axel. É ele quem dá o tom da narrativa e nos faz emocionar, rir, nos deixa em suspense em momentos cruciais...

Resumindo, um livro maravilhoso, para quem gosta de aventuras é um prato cheio! Se eles chegam ou não ao centro da Terra? Só lendo para ver como terminou essa loucura toda!


Outras considerações:

Quando comecei a leitura, somente uma pergunta me vinha a mente: "Mas como é que eles vão chegar até lá?" Eu queria saber que rumo Verne tinha dado à história, já que em nosso mundo real sabemos que uma viagem como a do livro seria impossível! Ah, mas aí é que entra a magia da literatura: a magia de tornar tudo possível, para o nosso deleite. Queremos ler e nos emocionar com uma viagem ao centro da Terra? Ir a Marte? Passear pelo fundo do oceano por meses? Lermos sobre vampiros? Conhecermos a realidade de uma família do outro lado do mundo, ou em outra época? Sim, na literatura é tudo possível! Ainda mais quando isso está aliado à criatividade de um escritor como Verne, para quem as barreiras de seu tempo, pelo visto, não eram problema algum!

Então, por que pensar: "Chegar ao centro da Terra? Você só pode estar brincando! Que bobeira!" Quem pensar isso, não sabe o que estará perdendo... =)

Se comecei a leitura querendo saber como (e se) eles chegariam lá, durante a leitura eu mudei o foco: eu simplesmente quis fazer a viagem, junto com eles, não importa o final que tivesse... =)
Wes 20/05/2010minha estante
Vc tá certíssima!!!


Daniel M. 12/07/2010minha estante
EU NÃO LI O LIVRO , MAS VI O FILME , E É INFALTIL MAS BOM !


Gustavo 18/09/2015minha estante
Gostei de sua resenha, que bom que pensas o mesmo que a mim! :)


Suellem P. G. Barrios 21/07/2018minha estante
Eu amei esse livro!! Que aventura!! Também me arrependo de não ter lido antes!!! Viagem maravilhosa!




Du 10/01/2009

Gostei, li tentando prever o que ia acontecer, mas todos os tipos de previsões não se concretizam, pois Julio Verne "viaja" muito em Viagem ao Centro da Terra e nos leva a lugares impossíveis, mas que por momentos podemos parar e pensar "seria legal fazer isso!". Vale a pena ler sem pressa, degustando aos poucos essa incrível história!
comentários(0)comente



Evelyn Ruani 19/04/2011

DESAFIO LITERÁRIO 2011 - Tema: Ficção Científica / Mês: Abril (Livro 4)
Começo esta resenha dizendo que infelizmente este é o primeiro livro que leio de Jules Verne e é uma pena que eu tenha começado a ler este autor tão tarde. Por ser bibliotecária escolar já precisei fazer várias pesquisas acerca deste autor e daí começou a minha vontade de lê-lo. Gostaria de ter tido, na minha época de escola, uma biblioteca escolar tão boa como a que trabalho e com a oportunidade de conhecer ótimos autores, como é o caso de Verne. Infelizmente (me vejo obrigada a usar mais uma vez a palavra), naquela época, quem tinha sede de leitura e aprendizado tinha que ir atrás por si só e por isso Verne e suas obras me escaparam.

Jules Verne é considerado por críticos literários como sendo o precursor do gênero ficção científica, principalmente pelas predições que fez em seus livros sobre o aparecimento de novos avanços científicos, como os submarinos, máquianas voadoras e o principal deles que foi a viagem à Lua. Sua narrativa é tão precisa e envolvente que muitas vezes se fica em dúvida se o livro é um relato real ou uma ficção.

Foi o que aconteceu com seu primeiro livro "Cinco Semanas em Um Balão" onde Verne conta a história de uma viagem à África a bordo de um balão. A história continha detalhes tão minuciosos de coordenadas geográficas, culturas e animais que os leitores acharam que era um relato verídico. Na verdade, o autor nunca havia estado em um balão nem sequer viajado à África. Sua capacidade de pesquisa e imaginação é tão incrível que em diversos momentos da leitura de "Viagem ao Centro da Terra" eu também me perguntei se não era real.

Verne é envolvente, sua narrativa é detalhista mas não monótona e a história extremamente emocionante e conta sobre um um rígido e disciplinado professor e cientista chamado Lidenbrock que encontra um manuscrito em linguagem indecifrável dentro de um livro antigo comprado num sebo na Alemanha. Axel, sobrinho e aprendiz de Lindenbrock, é quem consegue decifrar a mensagem bombástica que trata-se da revelação do caminho que leva ao centro da terra. Professor e aprendiz começam então uma viagem para verificar se a informação é realmente verdadeira, muito embora Axel esteja super cético.

Tive vontade de ser Axel e poder mergulhar nas entranhas do planeta ao lado do professor e de Hans, um nativo fiel que conduz ambos à essa aventura. A história se desenrola de forma contagiante, variando entre os momentos eufóricos de descobertas e as aflições que os protagonistas passam como a falta de água potável e comida. Fiquei encantada como é possível Verne ter escrito a história há tanto tempo e ainda hoje ela parecer tão contemporânea.

Leitura super recomendada!
Li 20/04/2011minha estante
Eu não gostei, Lyyyy!! XD
Achei chatinho...
Mas é isso aí, é bom o pessoal ver que cada um tem um gosto e que o certo mesmo é ler pra tirar a prova! rs

Bjoos


Fco Simões 07/06/2017minha estante
É simplesmente demais! Muito engenhoso. Realmente acredito que Verne tinha um sexto sentido, (Intuição excepcional) tal como Conan Doyle usou para descrever Holmes em suas aventuras. E nesta me senti também como Axel como muito bem disseste. só embarcar nesta grande aventura. Há três grandes escritores que eu me empolgo bastante: VERNE / CAMÕES / D. ADAMS. O que eles tem em comum? "Espírito Desbravador"!! O achas?




Andreia Santana 19/10/2011

Verne em três viagens - Viagem ao centro da terra
Se ao ler a obra original de Verne você espera encontrar uma história igual a do filme recentemente lançado e estrelado por Brendan Fraser (da série A Múmia), esqueça. Embora o filme cumpra a função de entreter, principalmente o público mais jovem e ávido por efeitos especiais, por outro comete tantas licenças poéticas com a obra de Verne que é melhor separar as duas coisas. O filme é, de leve, inspirado no universo verniano.

O livro Viagem ao Centro da Terra conta a história do professor Lidenbrok, um cientista genial, mas arrogante, e de seu sobrinho Axel, o narrador da história, que também é cientista, só que mais ponderado e em alguns momentos hesita tanto antes de tomar uma decisão que beira a covardia. A história é antes de mais nada um duelo de personalidades entre esses dois homens, como tão bem descreve Wellington Andrade na apresentação da obra para a coleção Larousse Jovem.

Axel e Lidenbrok encontram um manuscrito do século XVI, que descreve uma jornada ao centro da Terra. Os dois então partem para a Islândia e lá contratam o guia Hans, um homem de poucas palavras e muita ação – esse tipo de personagem enigmático, silencioso e decisivo permeia toda a obra do escritor. Os três seguem o caminho descrito no manuscrito e entram num vulcão extinto, viajando por galerias subterrâneas até a descoberta de um novo mundo escondido nas entranhas da Terra.

A amizade entre os três homens, suas reações às descobertas e aos perigos enfrentados, o ajuste de contas entre o sobrinho covarde e o tio audacioso são o gancho central da obra. As maravilhas da botânica, biologia e geologia encontradas no interior do vulcão servem como pano de fundo para que Verne ressalte os valores que de fato importam. Amizade, lealdade, honra – mais uma vez vale lembrar que estamos no século XIX, quando a palavra do cavalheiro valia mais que toda a sua fortuna – são tão importantes na obra do autor quanto as descrições detalhadas de máquinas e mundos por descobrir.
comentários(0)comente

HOMERO 14/06/2011minha estante
Gente, eu li esse livro há quase trinta anos atrás (tinha então 12 ou 13 anos), por indicação de um colega de classe... Confesso que ao final do livro chorei... mas não porque a estória fosse comovente a tal ponto (apesar de achá-la maravilhosa), e sim, porque o livro havia terminado e eu queria muito continuar "viajando". Depois desse livro, li muitos outros do Julio Verne, sendo que, dos que li, amei OS FILHOS DO CAPITÃO GRANT e ESTRELA DO SUL, cuja leitura recomendo (pelo menos foi a impressão que ficou em mim nessas décadas todas). Comprei há alguns dias, num sebo, um outro livro dele. Mas, lá no fundo estou receoso de lê-lo e não encontrar a mesma magia de antes: afinal, será que o adolescente que há em mim ainda vai se encantar com as aventuras do Julio Verne?




ma_pensante 20/01/2009

D.e.l.i.c.i.o.u.s
Viagem ao Centro da Terra é inesquecível. Um livro que faz a imaginação passear pelas diversas paisagens e aventuras, acompanhando de perto e querendo mais. Tenho certeza de que este é um namoro que vai dar casamento! Imergi no mundo de Júlio Verne e não sei quando volto. ;)
comentários(0)comente



Karine 02/01/2009

Nem gostei. la la la la
comentários(0)comente



Fernanda 19/08/2016

"A ciência, meu rapaz, é feita de erros, mas de erros que é bom cometer, pois conduzem à verdade." Pg. 153
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Jeane 08/04/2009

Muita expectativa
Este livro foi meu primeiro contato com a obra de Júlio Verne e criei muita expectativa por causa dos filmes que assisti baseados nos livros dele. Confesso que fiquei frustrada, porque o inicio da história não me prendeu a atenção. De cara antipatizei com o professor Lidenbrock, chato, autoritário e excêntrico, que impõe sua vontade tresloucada a Axel, sobrinho e narrador da história. Levei tempo para ler e achei que o livro ficou interessante a partir do capítulo 26, quando Axel fica sozinho na caverna, perdido de Lidenbrock e Hans (o engraçado é que TODOS já estavam perdidos no subterrâneo, não sabiam pra onde iam mesmo). A expedição jamais teria êxito sem Hans, o guia islandês, personagem que praticamente não fala na história; achei estranho o guia nunca questionar as decisões de Lidenbrock, (obedece como um cão fiel). Não posso desmerecer a história de Júlio Verne, afinal, imaginar uma viagem fantástica, um mundo no centro da terra, ser o pioneiro, não é para qualquer um. Talvez a culpa por não ter me empolgado muito pelo livro tenha sido minha, afinal, só agora li a obra original, que fica com o brilho embaçado frente às várias adaptações existentes (falo do filmes)...
comentários(0)comente

Marcos Pedro 28/08/2009minha estante
Nossa, Jeane...acho que nunca em minha vida encontrei um resenha que dissesee exatamente o que penso. Concordo com todos teus apontamentos, pois a cada momento lendo o livro, tinha as mesmas impressões que tiveste.




Lindsey 30/03/2017

Clássico
Imagina que engraçado seria se tivessem abrasileirado o nome da autora de Harry Potter, que é Joanne K. Rowling, pra Joana K. Rowling. Pois foi isso que fizeram com Jules G. Verne, conhecido por nós como Júlio Verne. Traduções desnecessárias à parte, esse autor francês é simplesmente o gênio criador da ficção científica. Ele adorava inventar histórias que envolviam aventuras ao redor da Lua, volta ao mundo em balões e viagens de submarino, falando muito sobre ciências, física e ‘invenções tecnológicas’, isso em meados de 1800, quando o homem ainda estava patenteando sua primeira aeronave com motor. Esse 'Viagem ao centro da Terra' foi publicado em 1864 (seu 4º livro, sendo o primeiro de maior sucesso) e conta a história de Axel, um garoto órfão que mora com o tio Otto, um professor de geologia. Na trama Otto encontra um manuscrito rúnico que indica uma cratera no vulcão Sneffels, situado na Islândia, que promete ser a entrada para o centro da Terra. Eles viajam até lá e contratam um 'guia' para ajuda-los nessa aventura. Os três acabam parando num mundo paralelo cheio de vida e de coisas fantásticas. Verne sabia como ninguém como levar o leitor do mundo real ao imaginário, falando sobre temas científicos de forma simples e interessante. Um clássico indispensável.
* Confira minhas outras resenhas no Instagram @livro100spoiler

site: https://www.instagram.com/livro100spoiler
Fox 31/03/2017minha estante
Adorooooo




Elison 27/06/2012

Meu Primeiro Livro
Foi o primeiro livro que tive vontade de ler na vida =]
Estava eu, um menino da 6ª série na biblioteca da escola procurando algum livro que parecesse ser interessante (não nego que sempre julguei o livro pela capa) para ler. Quando a bibliotecária mais simpática que já conheci me indicou este maravilhoso livro de Júlio Verne, (confesso que não me interessei pela capa) e eu prometi à ela que o leria. E não me arrependi nem um pouco, a história conseguiu prender minha atenção por horas e horas até o ponto de eu trocar redes sociais por páginas dele.
Por ser meu primeiro livro acredito que li até que em pouco tempo (uma semana =])
comentários(0)comente



ANINHAPONCE 03/01/2017

Viagem ao Centro da Terra
No post de quero compartilhar minha experiência de leitura do livro Viagem ao Centro da Terra do incrível Jules Verne. O livro foi publicado em 1864 e faz parte das chamadas Viagens Extraordinárias de Verne.
A história é narrada em primeira pessoa pelo ponto de vista de Axel, sobrinho do professor Lidenbrock, que mora com ele e o auxilia em suas pesquisas.
A escrita de Verne é muito detalhista, e suas obras contam com um bom embasamento cientifico, sendo assim durante a narrativa nos deparamos com vários termos técnicos da área de geologia e mineralogia, especialidades de Lidenbrock, então não se assuste. Li na edição da Editora Zahar e ela apresenta um texto de apoio muito interessante.
As obras de Verne de uma foram geral discutem certos assuntos científicos, muitos deles sequer cogitados na época, sendo o autor reconhecido como grande divulgar da ciência para o grande público, além de um grande visionário científico.
Em 2008, o livro foi adaptado para o cinema, com James Mason e os atores Brendan Fraser, Josh Hutcherson, Anita Briem, Seth Meyers. O filme é baseado na história de Verne, contando a história de um professor e seu sobrinho e uma guia, refazendo os passos do professor Lidenbrock.

Fica MEGA recomendado a leitura desse clássico da ficção científica. Espero que vocês tenham gostado, beijos e até a próxima.

site: viajandocompapeletinta.blogspot.com
comentários(0)comente



Fellipe.Medeiros 03/01/2017

A Viagem
O professor Otto Lidebrock achou um livro raro que dentro continha um pergaminho de Saknussemm que descrevia uma viagem realizada ao centro da terra. O professor e o seu sobrinho Axel partem nessa aventura, acompanhados do corajoso guia Hans. Eles adentram um vulcão na Islândia e passam por diversas aventuras, redescobrindo seres que se diziam extintos e passando por inúmeros percalços, até o fim surpreendente de serem expurgados por um outro vulcão na Itália. Ao retornarem são tidos como heróis e o sobrinho Axel casa-se com a prima Grauben. Livro muito inteligente e revelador.
comentários(0)comente



lokodinescal 08/04/2019

Maravilhoso
Cada personagem tem sua própria personalidade, me comoveu bastante. Só acho que algumas partes da história poderiam ser mais bem desenvolvidas.
comentários(0)comente



Regina 27/08/2015

Recomendado!
O que dizer de um livro que marcou gerações, inspirou pesquisas, filmes e serviu de tema para uma música magistral de Rick Wakeman?

Mesmo que, à luz da ciência, a viagem não seja possível, a história de Verne nos faz desejar e sonhar que, sim, é possível descer ao centro da Terra.

Verne sonhou que seria possível e nos brindou com uma aventura emocionante e envolvente. Leitura recomendada - e quase obrigatória.

site: http://lyrics.wikia.com/wiki/Rick_Wakeman:Journey_To_The_Centre_Of_The_Earth_%281974%29
comentários(0)comente



228 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |