Escuridão Total Sem Estrelas

Escuridão Total Sem Estrelas Stephen King




Resenhas - Full Dark, No Stars


218 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |


Anderson.Rodrigues 03/01/2019

Nossaa
Sem limites para crueldade do ser humano.
comentários(0)comente



Eder Ribeiro 27/09/2016

Vingança, é sobre esse tema que Stephen King aborda neste livro. Mostra o quanto o ser humano pode mergulhar em seu lado escuro quando busca justiça com as próprias mãos.O quanto desconhecemos a pessoa que faz parte do nosso convívio. Mas essencialmente, aborda se somos capaz de praticar vingança e não se sentir punido pela consciência. Ou ainda, achar justificativa para esse ato.
comentários(0)comente



Isa Potye 11/03/2017

1922
1922 (primeiro conto).
Que esse livro consegue retratar todos os podres da nossa humanidade não tenha dúvida, mas a forma como os detalhes são descritos nos fazem parar e pensar que o verdadeiro horror está em diante de nossos olhos.
A ganância ao meu ver é o principal foco dessa história e foi capaz de destruir tudo ao seu redor.
A família relatada na narrativa é composta por 3 integrantes, Wilfred (o pai), Arlette (a mãe) e Henry (o filho). Mas logo no começo da história já percebemos que ali não terá um final muito feliz.
Deixo aqui uma pergunta para vocês... Será que todos nós possuímos um "homem conivente"?
Vale a pena a leitura, recomendo para todos os amantes do King! Não é necessário nada sobrenatural para aterrorizar, os humanos por si próprios dão conta disso.
comentários(0)comente



Camys 13/01/2018

Incrivel
Escuridão Total sem Estrelas é um livro muito maravilhoso! King nos leva para o submundo da maldade humana. Demonstrando de forma simples do que realmente somos capazes. De que de fato monstros e fantasmas são reais, vivem em nós e às vezes no vencem. Nessa obra, eles sempre vencem. Amei cada um dos contos, sendo o 1922 o mais complicado de ler, pois é um conto longo e muito parado, mas com uma história riquíssima sobre a escuridão da alma. Amei muito o conto do gigante no volante e do um bom casamento. Recomendo muito a leitura deste.
comentários(0)comente



Aloisio.Lessa 02/12/2016

ESCURIDÃO TOTAL SEM ESTRELAS
O livro é composto por 4 contos (1922, Gigante do volante, Extensão justa e Um bom casamento) neles vamos descobrir o que as pessoas são capazes de fazer quando encontram-se mediante situações de medo, raiva, inveja, decepção e outros sentimentos ruins em relação ao próximo, seja com alguém que já convive ou seja até mesmo por um estranho. Nas quatro histórias abordadas pelo autor nos deparamos com diversas situações onde o dinheiro, a violência, o egoismo e as descobertas são ingredientes para mostrar o lado mais cruel do ser humano, o quanto cada um dos personagens podem prejudicar outras pessoas, seja para o próprio interesse ou quando faz justiça com as próprias mãos.
Minha experiência com esse livro foi muito boa, afinal nunca tinha lido nada de Stephen King, gostei muito da forma de como ele conta as histórias, de como descreve bem os personagens, a cada página lida você consegue visualizar como se estivesse fazendo parte da narrativa. A edição também é muito bonita, o corte da página todo preto, deixando totalmente o livro escuro, é como cada protagonista se encontrava numa verdadeira escuridão total sem estrelas.
comentários(0)comente



nicasarini 03/11/2017

Sensacional
Composto por quatro contos incríveis, este livro nos mostra, nas palavras do próprio autor, pessoas comuns em situações incomuns, ou seja, como algumas pessoas poderiam agir sob terríveis circunstâncias.
O livro todo é excelente! Os quatro contos me surpreenderam de formas diferentes. E o posfácio finalizou com chave de ouro!
Certamente um dos meus preferidos de Stephen King.
comentários(0)comente



gabilemos 28/01/2016

“Aquele lado negro que todos tem…. e sem nenhuma esperança de melhorar…”
Demorei na leitura desse livro, é o primeiro da linha de Horror de Stephen King (Joyland eu considero um romance de investigação). Tive um certo desconforto ao ler os contos,sinal que mergulhei mesmo na escrita de King.
Escuridão total sem estrelas é composto por 4 contos: 1922, Gigante do Volante, Extensão Justa e Um Bom Casamento.Todas mostram o lado negro de seus personagens,sejam como agentes ou vítimas desse lado, e sempre nos apontando que a pessoa mais boa do mundo pode não ser tão boa assim…
E não mostrando de modo superficial ou fraco,e sim de modo até grotesco e intricado, não nos deixando com a dúvida que ela é tão boa assim,e sim negra por completo.
Em 1922 acompanhamos Wilfred em um dilema, já que sua esposa quer vender as terras da família para ser criado matadouro de porcos e ele não quer que ela venda,querendo manter sua vida pacata como fazendeiro. Dilema este, que mostra o homem dividido pela ambição e o ódio. Nesse meio tempo, vemos Wilf mostrando suas inúmeras facetas: o Homem Bom, o Homem Ideal, entre outros. Aumentando a imersão e desconstruindo o personagem e sempre deixando a mostra seu lado obscuro, O ambiente dos EUA nos anos 20 aumenta mais o suspense na narrativa, deixando Wilf paranóico.
Acompanhando os estágios da paranóia e os fantasmas do passado e como manipular pode gerar várias consequências, de forma assustadora e aos poucos, vemos a decadência e a ruína de um homem.
Já Gigante do Volante,vemos Tess, uma escritora de romances investigativos, que ao sair de uma sessão de autógrafos, é estuprada por um estranho na beira da estrada. Demorei para ler esse conto pela temática do estupro.Mas, King aborda de maneira crua,ou seja,não supervaloriza esse momento, e mostra sua realidade.
Ainda é presente a dualidade dos personagens, agora existe a Velha Tess e a Nova Tess. Sempre se confrontando sobre se ela tem culpa no que sofreu e imaginando como a mídia reagiria a isso e como ela seria tratada daquele dia em diante.
Isso somado a paranóia que cresce em Tess, tanto que mergulhamos mais cada vez que ela começa a falar sozinha e imaginar,mostrando que não somos imunes a isso.
Gigante do Volante foi adaptado para telefilme,lançado pela Lifetime,em 2014. Estrelando Maria Bello como Tess.
Em Extensão Justa, acompanhamos Dave Streeter, um homem normal sem nada que chame a atenção, ele encontra um vendedor que propõe uma extensão a ele, Streeter aceita. E vemos o decorrer dessa Extensão. O conto se definido em uma palavra,ela seria inveja e como as pessoas gostariam de ver o sofrimento alheio, e justo o sofrimento daqueles que tanto invejamos. Esse é o menor conto da antologia e o mais fraco, por assim dizer.
Ele não mergulha na complexidade dos personagens,como vemos nos outros contos e não criamos uma identificação de imediato com o protagonista.
Já Um Bom Casamento temos Darcy como protagonista, uma mulher por volta dos seus 50 anos, com um casamento que já dura 20 anos. Num determinado dia,ela descobre uma caixa na garagem que mostra um lado do marido dela que nem ela conhecia.

Ele aos poucos vai desconstruindo a figura de Bob que Darcy conhecia,quebrando cada aspecto, um por um… O que torna a leitura algo viciante e frenético e sem dar a sensação no leitor de que é superficial.
No final do livro tem um posfácio escrito por King, explicando as inspirações para cada conto e desabafando que até ele se sentiu desconfortável escrevendo,imagina os leitores…. E no final, ele estende sua mão,nos convidando a sair dessa escuridão que nos assola por todo o livro.
Mas, surge a dúvida:
Será que também não temos esse lado escuro??

site: http://wondergeek.com.br/escuridao-total-sem-estrelas-de-stephen-king/
comentários(0)comente



Gleicy 07/12/2017

Excelente leitura
Não sou muito fã de contos, porém como é do Mestre do Horror arrisquei e não me decepcionei. Praticamente devorei o livro ótimas histórias que te prendem e ficam na memória por muito tempo depois de lidas, um charme a parte para a edição que ficou perfeita. Melhor conto? A Corredora. Daria um filme e tanto, um thriller de tirar o fôlego. Amei
comentários(0)comente



Pri 06/09/2015

Até aonde você é capaz de ir?
Consta no livro 4 histórias, que nos mostra até onde o ser humano, é capaz de ir, pelo medo, desejo e vingança. Pessoas comuns, com vidas comuns, mas capazes de irem além de qualquer humanismo e consequência.
comentários(0)comente



Yasmim Braga 05/03/2019

chocada!
Um livro de contos do rei do terror! Se você nunca leu Stephen King e tem curiosidade, comece por esse ou por "Tudo é eventual!" (um outro de contos) porque a cada conto que você termina, fica ainda mais chocado do que o anterior! É incrível a escrita desse homem, te envolve e te faz mergulhar de cabeça na maior parte de suas histórias. O conto 1922 não foi uma surpresa para mim pois tem um filme, que estreou ano passado na Netflix, e eu já tinha visto. Mas, mesmo assim, consegui entrar na história! O mais legal é que tudo que se passa nos contos pode acontecer e, em alguns casos, já acontece!
O Gigante do volante me deixou muito perplexa com o quão terrível é o ser humano. Um bom casamento me deixou tensa e não consegui largar o livro enquanto não terminei. Também fiquei bem tensa em Extensão justa, não sei se isso poderia acontecer, mas enfim.
Uma salva de palmas para o nosso rei do terror! Faz jus ao título!
Esse livro só me fez ter certeza de que quero ler todos os seus livros.

site: instagram.com/blogliterarte
comentários(0)comente



Jadna 19/12/2015

Escuridão Total Sem Estrelas - Stephen King

Esse livro tem uma das histórias e uma das cenas mais horríveis que eu já li do Stephen King. Pra quem é fã dele,o primeiro conto com certeza é uma leitura obrigatória. Tanto que eu demorei vários dias pra ler ele,porque não conseguia digerir tudo aquilo que tava acontecendo...
O segundo conto trata de um tema igualmente horrível,mas é um pouco mais aceitável. Enquanto o primeiro tinha vários lados da mesma história,nesse só tem como torcer por um personagem. Eu gostei bastante,só não me agradou a quantidade de reviravoltas do final.
O terceiro conto é uma coisa meio Além da Imaginação,que foi legal,mas achei um pouco descartável. O quarto fechou bem o livro,mas acho que a função desses 2 últimos contos,é só atenuar toda a atrocidade dos dois primeiros. O que não foi nem um pouco ruim.
comentários(0)comente



Giovana 24/07/2019

Obscuro
Livro difícil de ler, reflete a maldade do ser humano. Escrita de King como sempre impecável e detalhe pro incrivel posfácio!!
comentários(0)comente



Mabi Castro 16/06/2019

Nenhuma luminosidade...
A leitura dos quatro contos de "Escuridão Total Sem Estrelas" é difícil. O próprio King cita isso no posfácio, sobre como escrever as histórias também não foi fácil, então a partir disso já da para imaginar o quanto pode ser penoso ler as trezentas e poucas páginas desse livro.
O primeiro conto, "1922", que já virou até filme para a Netflix, começa o livro já mostrando que nada a partir dali será fácil. A história se desenvolve e você se pega torcendo pelo impossível, e suspeitando do final sem conseguir imaginar o que acontecerá pelo caminho.
O segundo conto, "Gigante do Volante", foi muito difícil de ler as primeiras páginas. A narração de um abuso sexual, mesmo que de maneira pouco explícita, é perturbadora e angustiante. Porém, o restante da história é como um copo de água para quem estava a quarenta dias no deserto, a história se desenvolve de maneira envolvente, e tudo que você mais quer é ler mais uma página.
O terceiro conto, "Extensão Justa", é o mais fraco. A narrativa é impecável, os personagens são bem construídos, mas é muito difícil se conectar com o narrador, o que faz que as páginas passem rápido mas sem muita ansiedade pelo que vai acontecer.
O último conto, "Um Bom Casamento", fecha o livro com chave de ouro. A história é cativante, angustiante e ao mesmo tempo excitante. As páginas passam rápido, e as teorias que você constrói em uma página são rapidamente destruídas na próxima. O modo que tudo se desenvolve, com o tempo passando bem devagar em umas partes, e muito rapidamente em outras, não permite que o conto seja maçante e cansativo.
Ao todo, Stephen King mais uma vez acerta na escrita, criando histórias de tirar o fôlego, as vezes até literalmente. Um livro bom para quem quer ler King sem se preocupar em ter que ler quatrocentas páginas sobre a mesma história. É apenas necessário coragem para enfrentar uma escuridão total sem estrelas.
comentários(0)comente



Celia 04/11/2016

Finalmente!!!
Finalmente li um livro que considerei bom do King!!! Não foi de dar medão, porém, foi bem interessante. O livro "Escuridão Total Sem Estrelas" é um livro de contos, são quatro contos, dois deles viraram filmes. Infelizmente são contos que retratam o cotidiano, o lado perverso do cotidiano.
- O primeiro conto: 1922 - É um conto que retrata o dia à dia de um casal com seu filho adolescente, que moravam em uma pequena propriedade rural. Tudo ia relativamente bem até que a mulher recebe a herança de seu pai. A reviravolta na "vidinha" deles é assustadora. O que as pessoas não fazem por ganância??
- O segundo conto: Big Driver - Se tornou um filme de mesmo nome, aliás, de final muito intrigante onde a chave para entender o fim, está no começo. Uma escritora bastante conhecida é chamada para vários eventos em várias livrarias de diversas cidades, até que o seu pneu fura em um atalho indicado pela dona da livraria de seu último evento e sua vida se torna um inferno.
- O terceiro conto: Prolongamento justo - Sabe aquelas pessoas que se passam por amigas, algumas vezes melhores amigas? Então, esse conto nos mostra que nem sempre é verdade que na verdade essas pessoas querem o que você tem de maneira fácil, querem a viver a sua vida, querem de certa forma, ser você. Até onde essas pessoas podem chegar para derrubar você? Que preço estão dispostas a pagar? É um convite a pensar sobre "amizades".
- O quarto conto: Um Bom Casamento - Também virou um filme de nome "Good Marriage" que ainda não assisti. Será que você realmente conhece quem divide a cama e boa parte de sua vida com você? No conto King nos mostra que não. É um conto baseado em fatos reais (assassino ATM), onde a esposa que dividiu mais da metade de sua vida com seu nobre esposo, não fazia ideia de quem ele era até encontrar uma caixa misteriosa. Já dizia minha avó: "Coração dos outros é um deserto que ninguém pisa." O ditado resume esse conto.
Ao fim, indico bastante esse livro, ele não só entretém como também é uma reflexão sobre quem nos rodeia, nossos valores, sobre a vida.
comentários(0)comente



Alessandro.Ribeiro 12/03/2019

Tenso
Desconfortável e convidativo. Te faz pensar nos limites humanos (ou o tipo de entorpecimento que nos priva de Taís)
comentários(0)comente



218 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |