Estrela da Noite

Estrela da Noite Alyson Noël




Resenhas - Estrela da Noite


122 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9


Pri 19/11/2018

Não aguento mais essa enrolação
Sempre que leio um livro dessa série, me pergunto por quê me torturo com isso. Eu simplesmente não quero abandonar a história, quero saber qual vai ser o final, mas está cada vez mais difícil aguentar tanta enrolação.

"Sei que os desejos nem sempre se realizam do modo que queremos, mas, se a gente acreditar e mantiver a mente aberta, há uma chance muito boa de que se concretizem de alguma forma."

Ever está sempre com novos problemas e dessa vez não poderia ser diferente. Haven, sua ex-melhor amiga, está cada dia mais poderosa e perigosa. Depois da morte de Roman, da qual Haven a culpa, apesar de ter sido Jude quem a causou, seu ódio apenas aumenta e está decidida a dar a Ever esse mesmo destino: destruí-la e condená-la a passar a eternidade em Shadowland, o lugar sombrio para onde as almas dos imortais são enviadas quando morrem.

"— O perdão, Ever, pense nisso. É tão fácil pregar e tão difícil praticar. Talvez devesse se perguntar se você é realmente capaz disso."

O fato de ter perdido a única fonte do antídoto que permitiria que ela e Damen voltassem a se tocar deixa Ever cada vez mais frustrada. Tudo que ela deseja é poder ter uma vida normal com o namorado, e Haven também sabe como usar isso contra sua mais recente inimiga. Além disso, parece que Roman deixou muitas informações sobre o passado em comum que teve com Damen, informações sigilosas, que Damen preferiu nunca compartilhar com a amada. O que poderia ter acontecido de tão grave ao ponto de Damen preferir ocultar de Ever, mesmo quando prometeram não ter segredos um com o outro?

"— Há muitos motivos para não lembrarmos de nossas vidas passadas quando reencarnamos, e o que você acabou de vivenciar é um deles. Às vezes são memórias dolorosas demais para lidarmos com elas, duras demais para superá-las. Lembranças assombram. Eu sei disso. Venho sendo assombrado por várias das minhas. Há seiscentos anos."

Além de ter que se preparar física e mentalmente para a batalha iminente que ocorrerá entre ela e Haven, Ever também decide que precisa de um tempo para refletir sobre tudo que vem acontecendo ao longo desses séculos, em que constantemente ela e Damen se reencontram, mas nunca conseguem ficar juntos. Poderia haver um motivo concreto para que algo sempre os impeça de serem felizes? E qual é o papel de Jude durante todas essas vidas?

"(...) Há sempre algo atrapalhando minha felicidade definitiva com Damen.
E não posso deixar de pensar se não haveria um motivo por trás disso.
O universo não é tão caótico quanto parece.
Há um motivo definido para tudo."

Mais uma vez Ever está cheia de dúvidas e precisa definir quais serão as escolhas certas que determinarão seu futuro. Novamente ela precisará reunir forças para realizar essas ações sozinha. Como se não bastassem tantos problemas, ainda enfrenta a dificuldade de aceitação de sua tia, com quem não consegue mais criar laços.

"— Tudo depende da intenção. Quando se coloca todo o foco em um problema, só se consegue mais problema. Mas quando se coloca o foco em ajudar, a energia se direciona para a ajuda, não para o problema. (...) Basicamente, sempre que alguém busca uma solução, tem emoção positiva, e sempre que olha para o problema, tem uma emoção negativa, que, como você sabe, nunca leva a lugar algum. Assim que tira o foco de si mesmo e de suas necessidades e o coloca na forma de conseguir algo que pode beneficiar também outra pessoa, bem, então é impossível não dar certo."

Essa foi a leitura mais arrastada dos últimos tempos. Eu tive que me forçar muito a continuar, porque parecia que a cada página eu me sentia mais desmotivada. Inclusive fui pulando alguns parágrafos para acelerar, porque não faziam a menor diferença e eu estava sem paciência (e foi a primeira vez que fiz isso com um livro).
Senti que dessa vez Ever estava mais madura. Pela primeira vez, estava mais consciente de suas atitudes e não tentava resolver tudo sozinha e de forma inconsequente. Haven foi quem me irritou profundamente. Realmente não sei como ela se tornou essa pessoa egocêntrica. Ela perdeu completamente a razão. Damen continua perfeito e paciente como sempre. Nada novo a acrescentar. Jude ainda é o mesmo rapaz bondoso e que tenta, sem sucesso, conquistar Ever. Um personagem que recebeu maior destaque, o que me deixou feliz, porque pareceu ser a pessoa mais sensata da história toda, foi Miles. Sempre ficava mais animada quando ele aparecia.
O enredo desse livro continua o lenga-lenga de sempre. Ever quer o antídoto para poder finalmente ter um contato íntimo com Damen. Alguém quer matá-la, nesse caso, Haven. Ela precisa enfrentar vários problemas e dúvidas sobre seu passado, presente e futuro. Blá blá blá. Sério, isso tudo já deu. Acho que essa série poderia ter pulado do segundo livro para o último. Parece que é tudo só enrolação, não vejo nenhum acréscimo relevante. A gente descobre só uma ou duas coisas que parecem interessantes, mas continuam super misteriosas. E ficar só acumulando mistérios, sem nunca dar nenhuma resposta, é realmente bem irritante.

"— (...) E, para que eu aprenda e cresça e me aperfeiçoe, preciso viver. Preciso ter uma vida plena, em todos os seus estágios... juventude, meia-idade, velhice... quero tudo. (...) Esse medo da morte do qual conseguiu se livrar, eu o quero. Droga, eu preciso dele! É uma das forças mais básicas e primitivas que temos para nos guiar... Então, por que eu deveria considerar me livrar disso?"

Como todos os livros da série, esse também é narrado em primeira pessoa pela Ever. E ela é uma pessoa muito repetitiva em seus pensamentos, o que torna a leitura um tanto enjoadinha. A diagramação também segue o mesmo padrão. A fonte é boa, mas acho que a letra poderia ser um pouquinho maior. O livro não possui detalhes. A edição que eu tenho é a econômica, sem as orelhas e com a capa fina. Falando na capa, eu achei essa bem esquisita. Acho que é a que menos gostei, de todas da série. A revisão está muito boa, lembro de ter encontrado pouquíssimos erros de digitação.
Para finalizar, me obrigarei sim a ler o último volume para poder concluir a série e saber como tudo será resolvido (porque certamente será). Não darei prioridade para essa leitura por enquanto, mas quero me livrar dessa série inacabada. Mas se você me perguntar se eu recomendo a leitura... Não. Definitivamente, não desejo esse martírio para mais ninguém. O primeiro livro foi muito bom e de lá para cá só declinou. Espero que o último me surpreenda, mas estou com zero expectativa.

site: https://www.sigolendo.com.br/2018/11/resenha-estrela-da-noite-5-imortais.html
comentários(0)comente



@injoyce_ 02/06/2018

Estrela da Noite
Para uma série de livro de começo perfeito, e no meio ir estragando, rs, o Estrela da Noite foi um passatempo legal para quem quer ler sem ter nenhum sentimentalismo pelos personagens, eu gosto da série por ser bastante rápida, mais a história dela, é muito mamão com açúcar, um romance muito bobo e fresco.
Mais não abandonarei a série, não sou dessas, em breve postarei o que achei do sexto e último volume dos Imortais.
comentários(0)comente



Caroline.Weber 05/04/2018

Certa de que Ever é responsável pela morte de Roman, Haven está determinada a destruí-la. Seu primeiro passo é separá-la de Damen, e, para isso, conta com a arma ideal: um segredo terrível sobre suas vidas passadas, que lançará uma nova luz sobre o relacionamento de Ever e Jude. Obrigada a enfrentar seus maiores medos com relação ao companheiro que escolheu para a eternidade, Ever é lançada em um combate mortal contra Haven, que poderá significar a destruição de todos. É chegado o momento de se questionar: para sobreviver, ela seria mesmo capaz de condenar Haven à escuridão de Shadowland? E será que todo o seu futuro com Damen poderia mesmo depender de uma revelação do passado?
comentários(0)comente



Cah 29/03/2018

Pior bosta já escrita!! Odeio essa série! Bosta na caneca ??
comentários(0)comente



Dany 10/08/2017

Estrela da Noite de Alyson Noel
Eu não sei por que insisti em continuar lendo a série. Talvez na esperança de que fosse ficar boa. Me enganei, Chama Negra foi tão arrastado e chato que quase não consegui terminar de ler. E quando comecei Estrela da Noite achei que seria a mesma coisa, embora nesse a leitura tenha sido menos sofrida, mas nem de longe foi o que eu esperava.

A história ainda continua arrastada e dá uma falsa impressão de que vai melhorar. Mas é só enrolação, para enganar besta mesmo e eu cai direitinho achando que enfim a história seria levada a outro nível.

Ever continua com aquela mesma convicção de que consegue resolver todos os problemas sozinha e que ela é a culpada por tudo. O Miles volta a ter uma participação maior aqui, assim como a Haven que promete ter um baita destaque, mas que como já era de se esperar, só decepciona. A história tinha um bom gancho com isso, Haven e Ever vivem um momento delicado na amizade delas e o que tinha tudo pra emburrar a história para frente, só cria falsas expectativas e no final é uma decepção.

Acho a Ever bastante egoísta, principalmente em relação a sua tia e o relacionamento que as duas têm. Ou seja, Ever não amadurece, por mais que ela tente convencer a gente do contrário, ela não evolui. Por conta disso, toda a trama dá voltas e voltas em torno de um assunto que já deveria ter sido encerrado há muito tempo.

Não sei se já falei isso em alguma das outras resenhas que fiz, mas acho o relacionamento da Ever com o Damem muito forçado. Não consigo vê química neles e o que me deixou ainda mais desanimada foi um pequeno detalhe que envolve os dois e por Deus, não consigo compreender. Me parece que a Alyson se perdeu na construção da história, colocou elementos demais que apesar de ser um livro de fantasia, perdeu de fato a noção do limite.

Ainda bem que só têm apenas mais um livro e chego ao fim. Minhas esperanças de que a história fosse ficar boa já morreram há muito tempo. Só espero um final que seja conciso para fechar toda a trama.

É claro que temos um gancho para o último livro e ao que tudo indica é algo mais pesado. Só espero que não seja tão arrastado quando os demais foram e que eu consigo concluir a leitura rapidamente.

site: http://recolhendopalavras.blogspot.com.br/2017/04/estrela-da-noite-de-alyson-noel.html
comentários(0)comente



Lly 04/08/2017

LIDO : 1 vez
DATA : ??/??/201? - ??/??/201?
TENHO : ??/??/201
comentários(0)comente



Alex 25/07/2017

Frustrante
Tentei bastante engolir os cinco livros, no entanto, ao decorrer dos livros tudo foi se tornando entendiante, faltava paciência para virar uma página. Como a autora teve a capacidade de enrolar tanto, além de transformar personagens que eram "carismáticos" em chatos e infantis? Durante toda a saga ela teve tempo para explorar mais a mitologia que envolve o livro, deuses, pedras, a imortalidade principalmente, porém se resume a uma garota que é capaz de tudo só pra tocar no namorado.
comentários(0)comente



Kellbet 30/05/2017

Ever tem tantos problemas sérios para uma garota de sua idade que é quase cômico.
Não pode tocar seu namorado ou ele morre. Sua amiga é agora sua inimiga. Um amor antigo que não desgruda. O amigo que não quer tomar partido de nenhuma das duas amigas.
Mas isso é até pouco, considerando tudo o que tem no meio de cada coisa que citei. (Risos)
E infelizmente para mim a história ainda não acabou.
Mais suspense, ação, emoção, buscas...
Espero realmente que a pobre Ever tenha um pouco mais de diversão, pois até agora o que ela tem nem pode ser comemorado com gosto.
;)

site: https://kellbet.blogspot.com.br/2017/05/alyson-noel-estrela-da-noite.html?spref=fb
comentários(0)comente



Marcos.Souza 19/05/2017

Estrela da Noite
O quinto livro acaba exatamente como o quarto! A autora me deu um tapa de frustração na cara. Embora o enredo em si tenha sido o melhor dentre todos os livros ja lido da coleção. O fato da história não se desenrolar é entediante. Provavelmente ela teve que encher linguiça para escrever seis livros pois o contrato da editoria dizia isso.
comentários(0)comente



Marci 11/11/2016

A melhor amiga que virou inimiga...

Após a morte de Roman, Haven, a melhor amiga de Ever vira sua maior inimiga, porque culpa ela pela morte do namorado.

Nesse livro também nos é apresentada o desenrolar do triângulo amoroso. O livro é bom e te prende, talvez por ser o penúltimo, você fica doida pra saber o final.
comentários(0)comente



goydinha 31/08/2016

Estrela da noite
Amei... Achei espetacular, eu ja amo a serie se coração ...
A melhor.
comentários(0)comente



miny 30/08/2016

livro ótimo!
comentários(0)comente



Thaís 13/08/2016

"Estrela da Noite - Alyson Noël"
Bem, como deixei claro nas resenhas anteriores dessa série, gosto muito da história de Ever e Damen! De um modo geral, a trama me conquistou mais pelo fato da imortalidade, a coisa toda de serem apaixonados desde vidas passadas e isso me levou até o final, para saber se enfim ficam juntos!

"Nosso passado pode nos moldar, mas não nos define."

Apesar dessa trama me envolver, confesso que a partir do terceiro livro as coisas vão perdendo um pouco a magia, e aqui me refiro a história mesmo. Os personagens vão entrando num mar de confusão e perda de tempo, emoções confusas e descrições cansativas. Acho que poderia se sair bem se fosse uma trilogia, talvez o fato de esticar a série para seis livros não tenha contribuído muito para o desenrolar dos fatos. Ainda assim, caminhei para o final da série...

"Seus melhores amigos podem se tornar os piores inimigos - eles conhecem todos os seus segredos, suas fraquezas, e sabem como feri-lo definitivamente."

Em Estrela da Noite, continuamos vendo Ever em problemas cada vez mais obscuros para seu destino com Damen. Haven, sua ex melhor amiga, nos faz querer entrar no livro por ser uma personagem tão chata! Convenhamos, a protagonista também é! haha' Ever e seus pensamentos confusos, escolhas erradas e dois amores lindos aos seus pés! Em alguns momentos até eu caio de amores pelo Jude, mesmo adorando o Damen! É complicado esse triângulo...

"Temos uma eternidade juntos; só você, eu e o infinito."

Não posso alongar muito a resenha, pois confesso que não recordo de muita coisa, já li há algum tempo. Para concluir, digo que vale a pena continuar a série pelo modo como Alyson fez o desfecho no próximo volume, persista na leitura e até o próximo!

site: http://rascunhosaraujo.blogspot.com.br/2016/08/resenha-estrela-da-noite-os-imortais.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



122 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9