As Cavernas de Aço

As Cavernas de Aço Isaac Asimov




Resenhas - As Cavernas de Aço


113 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Gabriela.Steindorff 12/07/2020

Tudo que se pode esperar de uma investigação no futuro
Esta história se passa num futuro longínquo do nosso, cerca de 2 mil anos, e para nossos personagens o ano 2000 é medieval e robôs substituindo pessoas é uma realidade.

"Quando Nova York se tornou uma Cidade, podia sustentar a si mesma por um dia. Agora, não consegue fazer isso nem por uma hora. Uma catástrofe que teria sido incômoda há 10 mil anos, grave há mil anos e crítica há cem anos, agora com certeza seria fatal. Mas agora os terráqueos estão tão mimados, tão fechados em suas enclausurantes cavernas de aço, que estão presos para sempre."

Para ajudar os terráqueos a parar o colapso iminente da Terra, os habitantes da Vila Sideral (um povo vindo de outro planeta, desbravado por terráqueos há muito tempo) tentam propor um diálogo que nunca é aceito. Neste cenário ocorre um assassinato. Dr. Sarton, sideral e pesquisador de robótica, é morto por um desintegrador (uma arma letal que poucas pessoas tem autorização para utilizar) dentro da Vila. Não há possibilidade de um sideral ter cometido homicídio. Há barreiras que impedem a entrada de humanos. Então quem seria o assassino? Cabe à Elijah Baley, policial humano, e R. Daneel Olivaw, robô sideral, descobrir.

O que mais me cativou ao longo da narrativa foram os diálogos entre Elijah e Daneel sobre suas próprias realidades, suas formas de pensar, convicções, leis e moral. É muito interessante ver Daneel chocado com atitudes humanas comuns.
Outro ponto incrível é pensar que Azimov publicou esta história em 1953, quando muitas de nossas tecnologias atuais não existiam e ainda assim, conseguiu prevê-las e aumentá-las ainda mais para uma realidade futurística.
comentários(0)comente



Ella | @booksaquarius 09/07/2020

melhor do que eu esperava,
estava com muito medo de pegar esse livro, pois além de ser scifi (e scifi sempre me faz sentir BURRA), ele também é um livro escrito a muitas décadas atrás, mas ele é super TRANQUILO??? amei a história, essa pegada mais policial (apesar de ser algo que eu não gosto também) me deixou bem animada e fiquei super investida no livro; achei o daneel um personagem INCRÍVEL também!!!! ansiosa com o próximo, acho que foi um ótimo primeiro contato com o autor.
comentários(0)comente



LETeratura 08/07/2020

Diferente
Meu primeiro contato com o autor foi com esse livro, gostei bastante da escrita, é um gênero fora da minha zona de conforto, ficção científica, pois não lia nada do gênero a pelo menos uns 3 anos, e me surpreendi muito com a história, é diferente ler uma história que trata de robôs de forma tão natural e fácil de entender!
comentários(0)comente



Sandrics - @culturinhas 07/07/2020

Elijah Baley é um investigador da polícia incumbido de solucionar um caso de assassinato, porém, contra sua vontade, seu companheiro do caso é um robô.

Em uma sociedade do futuro onde a terra é apenas mais um dos muitos sistemas habitados, o preconceito faz com que grupos de pessoas se revoltem e contra a existência de robôs e sua presença na Terra. Ter um robô como parceiro, apesar de sua peculiar aparência quase humana, pode-se tornar um perigo para Baley.

Originalmente publicado na década de 80, Asimov discute neste romance assuntos atuais da nossa sociedade. Sim, é a ficção científica, mas também lidamos diariamente com a xenofobia, o racismo e a violência. A intolerância.

Um dos grandes nomes do gênero, Asimov soube misturar humanos e robôs de maneira muito plausível e imaginar um possível futuro onde isso aconteceria, mostrando que apesar de ser uma sociedade avançada, o preconceito encontra-se enraizado e mais frequente do que nunca.

site: https://www.instagram.com/culturinhas/?hl=pt
comentários(0)comente



@mlorranereis 07/07/2020

Mais um obra incrível do autor
Estou adorando conhecer os trabalhos do Asimov.
A história é rápido e de fácil leitura, fico impressionada com a imaginação que ele tinha e como é fácil de entrar em suas histórias.
Gostei muito e já estou ansiosa para ler a continuação.
Tive um pouco de dificuldade de conseguir imaginar o ambiente em que se passa a história, acho que faltou um pouco mais de detalhamento sobre essas "cavernas de aço", pretendo reler para ver se isso fica mais claro.
comentários(0)comente



50livros 06/07/2020

Livro bom para fãs extremos de sci-fi
Sabe quando você lê a sinopse, se empolga pensando que é uma coisa, mas no fundo é outra? Então, aconteceu exatamente isso comigo. Calma, não me decepcionei em nada com o livro, mas ele é vendido como um romance policial futurista, mas, na verdade, é só uma ficção científica com um crime no meio. É um sci-fi primoroso, com certeza, mas está longe de ser policial. Nessa leitura, meu primeiro contato com Azimov, mostrou porquê ele é referência no gênero. O mundo que ele constrói é extremamente original, com contornos muito reais, o que é um tanto chocante. Só que eu acho que ele só é excepcional na parte científica mesmo, porque, apesar dos personagens serem bons e bem construídos, não são nada cativantes. São bem chatos, para falar a verdade. O final é bem interessante, mas não me empolgou em nada para continuar a série. Com certeza foi uma boa leitura e com inúmeras qualidades, mas não sei se foi realmente a minha praia. Tenho quase certeza de que não continuarei a ler a série e pensarei duas vezes antes de ler outro livro do autor. Para lê-lo, com certeza precisarei estar inspirada para isso.

site: https://www.50livros.com/post/resenha-de-as-cavernas-de-a%C3%A7o-s%C3%A9rie-saga-dos-rob%C3%B4s-vol-01-de-isaac-azimov
comentários(0)comente



Dandara Sousa 01/07/2020

AS CAVERNAS DE AÇO
Autor: Isaac Asimov
Editora: @editoraaleph

Isaac Asimov é considerado um dos maiores autores de ficção científica da história. As Cavernas de Aço é o primeiro livro de uma série conhecida como a Saga dos Robôs, primeiro romance escrito pelo autor.

Ficção científica e romance policial pode parecer uma mistura inusitada mas aqui deu super certo.

O livro começa quando um grande cientista sideral é assassinado e esse crime pode abalar fortemente as relações entre terráqueos e siderais. Os siderais acreditam que o crime foi cometido por um Medievalista que é como são chamados os humanos que não aceitam “os novos tempos”. O universo é habitado por outros seres chamados de siderais, esse planetas também são habitados por humanos que vivem em comum com os robôs. Na terra, porém, os humanos não aceitam bem a convivência com robôs.

Na terra a maioria das pessoas moram em cavernas de aço, completamente fechadas e sem contato com o ar livre. O personagem principal, Elijah Baley inclusive não consegue imaginar como é viver fora dessas cavernas. Os apartamentos são minúsculos, os banheiros são coletivos e as refeições são realizadas em cantinas comunitárias.

Elijah é policial aqui na terra e é convocado para investigar o crime e encontrar o verdadeiro assassino antes que essa situação se transforme num caos.

Os siderais também desejam a resolução deste crime afinal um deles foi a vítima. Para isso um Robô chamado R. Daniel para ser parceiro de Elijah nessa empreitada.

É aqui meus amigos que aventura começa de fato. Perseguição policial, todos são suspeitos, mais vítimas ao longo do caminho, reviravoltas... MUITAS REVIRAVOLTAS.

Sem falar em toda a discussão que existe dentro nesse tipo de obra sobre a relação humano e robô, o que nos faz superior, inteligência artificial e até onde essa inteligência deve ir. Além de questões morais e religiosas.

Nem parece que cabe tudo isso somente em um livro. A narrativa é muito bem dosada e inteligente quando aborda algum tema, nem cansativo nem raso, tudo na medida certa.

site: https://www.instagram.com/p/CBYzXv_jg87/
comentários(0)comente



DiLopes 28/06/2020

Asimov
Meu primeiro livro de Asimov, comecei com o pé direto. Asimov foca bastante na retratação de uma sociedade diferente, um mundo utópico bem detalhado e imersivo, e como os seres humanos vivem com as dificuldades de um planeta escasso em recursos e ainda lidam com robôs humanoide tomando seu espaço. A história é bastante intrigante e mostra o desenvolvimento de um relacionamento entre um detetive humano e um robô para solucionar um caso. Livro altamente recomendado para os amantes de ficção.
comentários(0)comente



Edmeia 25/06/2020

Primeiro livro do Asimov. Um bom suspense policial numa atmosfera futurista. O livro trouxe reflexões interessantes durante a leitura.
comentários(0)comente



Ingrid 22/06/2020

O que eu posso dizer com essa leitura é que ficção científica com robôs não faz o meu estilo! O enredo da história é bom, tem assassinato, policial que tem que descobrir quem é o assassino, tem perseguição, mistérios...
Mas pra mim foi uma leitura arrastada!
O final teve uma reviravolta, mas não consegui acompanhar como o personagem principal chegou a tal conclusão!
comentários(0)comente



Maria.Eduarda 20/06/2020

Impressionante
Foi uma leitura muito fluida para mim, sempre me prendendo a cada capítulo.
comentários(0)comente



Lindy 18/06/2020

Muito bom
Vários amigos me indicaram esse autor, tinha receio de não gostar por não me interessar muito pelo tema, mas esse livro é ótimo, interessantíssimo. É uma reviravolta atrás de outra, quando você pensa que faz sentido, está totalmente errado. Adorei...
comentários(0)comente



Sidnei 05/06/2020

Investigação ficcional ou ficção investigativa?!?!?!
Já havia lido pelo menos um livro de Asimov, mas era extremamente ficional, porém esse surpreende no toque de investigação policial!
comentários(0)comente



Thalisson 04/06/2020

Excelente livro, com personagens bons que ao longo da trama é perceptível a evolução deles para pessoas melhores (isso inclui o robô), mas esperava mais investigação policial que parecia ser o tema principal do livro
comentários(0)comente



Laís 01/06/2020

Decepção, talvez?
Terminei esse livro ontem e até agora não sei se ele funcionou pra mim.
Apesar de ser a minha milésima vez lendo ficção científica, foi a minha primeira lendo romance policial e talvez tenha sido esse o motivo da minha dificuldade em lidar com a trama, mesmo não sendo complexa além do necessário.
Segue pontos que me chamaram atenção positiva e negativamente:
- Personagem feminino bem no estilo Asimov/scifi-clássico de ser (dispensável);
- O protagonista mais desenvolvido que já li até agora do autor (diferente de Pedra no Céu amém);
- Desvendar o responsável pelo crime antes de ser revelado não estragou a experiência.
Apesar de tudo, senti que o jeito que os capítulos finais foram levados fez a história ser recompensadora.
Não é, nem de longe, um livro ruim porém eu esperava mais pelo "hype" :)
comentários(0)comente



113 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |