Luxúria

Luxúria Eve Berlin




Resenhas - Luxúria


94 encontrados | exibindo 91 a 94
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Naty 11/10/2012

www.meninadabahia.com.br



Ele iria possuí-la. Espancá-la.
Transaria com ela naquela noite.
Muitas e muitas vezes.
E permaneceria no controle, como sempre.
No controle. Como sempre.
Pág. 111



Já falei que estou a-d-o-r-a-n-d-o essa onda hot? Eu estou! Mas, ao mesmo tempo fico com medo dos livros caírem na mesmice, histórias parecidas ou somente com sexo, sem conteúdo. Porém, estou com sorte, estou gostando muito do que ando lendo. Não fiz resenha de Cinquenta Tons de Cinza e nem de Toda Sua, não consegui descobrir qual gostei mais, cada um tem sua particularidade e defeito, ao mesmo tempo são parecidos! Falsa Submissão é super diferente, é um thriller de suspense erótico, tem cenas pesadas e chocantes, mas o enredo é fantástico.

Em Luxúria, de Eve Berlin (Lua de Papel, 256 páginas, R$ 29,90), conhecemos os escritores Dylan Ivory (Dylan aqui é um nome feminino) e Alec Walker. Alec escreve thriller psicológico, enquanto Dylan escreve romances eróticos. Eles não se conheciam, mas durante uma pesquisa sobre seu novo livro, que tem como base BDSM (Bondage, Disciplina, Dominação, Submissão, Sadismo e Masoquismo) - ela já havia abordado sadomasoquismo, mas sempre superficialmente, dessa vez ela queria ir a fundo -, Dylan entra em contato com uma submissa que recomenda Alec, um conhecido e experiente dominador. Ele seria a pessoa perfeita para ajudá-la.

Tem um porém, Alec faz juz à fama e para ajudá-la ela precisará se entregar, se submeter a ele, sua palavra será lei. Mesmo que seja uma pesquisa, ela precisará aceitar seus termos, dominação, subserviência e sexo estão entre eles. Dylan está mais excitada do que nunca e aceita, mas também tem uma condição: se ele não conseguir fazê-la se submeter, ele será submetido a ela.

Nesse duelo de poderes, quem ganhará?

Fiquei impressionada com a escrita, cada capítulo é visto do ponto de vista de um dos personagens e a autora explora os sentimentos. Não é apenas sexo e prazer, e sim como eles se sentem diante da exposição íntima, das suas necessidades e como isso afeta o psicológico. Não há regras, não há lei para os sentimentos e o que eles despertam em cada um.

É curioso observar quando os dois personagens são fortes e obtusos (lembra o casal de 'Toda Sua'). Dylan tem traumas (nenhum de abuso sexual) e ela não quer deixá-los dominarem sua vida. Alec é um aventureiro e está disposto a tudo, até a amar.

Espere “corações e flores” (quem leu 'Cinquenta Tons Mais Escuros' irá entender), espere um romance erótico fofo e contagiante. O BDSM, apesar de presente, não é o principal, o relacionamento entre os personagens é mais forte e intenso. Mal posso esperar para ler a continuação.

Eve Berlin é pseudônimo da escritora Eden Bradley.

P.S: As cenas de BDSM não são pesadas.
P.P.S: Já ouviram falar de ovo vibratório cromado? rs
Série Edge:
1. Luxúria
2. Desire's Edge
3. Temptation's Edge
comentários(0)comente



Thaty 10/10/2012

Repetitivo ao extremo!
Li na marra mesmo. E vou ler os outros porque sempre gosto de terminar o que começo.
Levou duas estrelas porque gostei da capa.

comentários(0)comente



Carolncb 10/10/2012

Romance com BDSM - hora de praticar
Este livro inicia uma trilogia focada no BDSM, porém com uma aura sentimental. Agora anda na moda, mas há um diferencial a autora dá a impressão de saber sobre o que está falando, não passa uma visão pejorativa sobre o tema,mas sim real. Ideal para quem tem curiosidade sobre esse mundo.

Dylan Ivory é uma autora de romances eróticos em processo de pesquisa para seu novo livro, no qual um casal irá explorar o sadomasoquismo, a mudança de poder e a submissão. Em busca de informação, ela vai ao encontro de um especialista, o dominador Alec Walker, que lhe propõem vivenciar o jogo, para ter uma real impressão do que se trata.

Ao vivenciar essa experiência, Dylan vai perdendo os preconceitos. A trama toca no fato de uma mulher, que aparentemente é controladora na vida real, poder ser submissa dentro de quatro paredes, e isso até pode ser terapêutico, já que ela encontra prazer ao ceder o controle, ao confiar totalmente numa pessoa.

O livro é mistura romantismo com o BDSM, o que disperta em muitas de nós, abertura para novas possibilidades.
comentários(0)comente



Tati 01/10/2012

É muito dificil quando se esta lendo o segundo romance erótico seguido não comparar o antecessor com o último, e devo confessar que não consegui avaliar Luxúria sem pensar em Toda Sua. Bom, devo falar que Toda Sua é muito melhor que Lúxuria... enfim Lúxuria começa promissor ( com uma escritora erótica querendo conhecer o mundo sado para aprofundar seus conhecimentos para seu novo romance), mas ao meu ver a estória cai no clichê, e a autora acaba recheando o livro de cenas de sexo que não tinham necessidade em dados momentos do desenrolar da trama.
Milla 04/10/2012minha estante
Tive a mesma sensação...Definitivamente,desse livro só gostei da capa,achei cansativo.


Any 08/10/2012minha estante
Concordo com tudo que foi dito. A historia tinha potencial, porem se perdeu no caminho, onde como foi dito so tinham cenas e mais cenas de sexo. Comprei pela capa, mas não gostei do livro, deixou a desejar.


Isabel 17/10/2012minha estante
A história é fraca, cansativa, o relacionamento entre os protagonistas cresce rápido demais, e extremamente superficial no que se refere ao BDSM.

A autora fez uma pesquisa muito rasa sobre o BDSM, o que a levou a cometer erros grosseiros, tanto no comportamento do dominador e submissa, quanto na execução das cenas de jogos. Qualquer pessoa, pesquisando um pouquinho o BDSM no Google, vai poder ver claramente estes erros.

O livro é uma grande perda de tempo.



SheilaRosencler 09/11/2012minha estante
Li e não gostei, a história é muito fraca, muito mal construída. As cenas hot são boas, mas o enredo e as motivações são terríveis.




94 encontrados | exibindo 91 a 94
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7