Seis Coisas Impossíveis

Seis Coisas Impossíveis Fiona Wood




Resenhas - Seis Coisas Impossíveis


116 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Vih Vargas 04/09/2020

Um clichê do Jeito que eu adoro
Para um livro adolescente, entendo que está obra é bem completa. Romance com adolescentes que sentem tudo como se fosse o fim do mundo e que encaram seus problemas de uma forma maior do que eles são. Clássico garoto desajustado que se apaixona pela garota mais legal da sala. Possui todo o enredo adolescente que o leitor deste gênero de livro adora consumir. Eu como uma leitura assídua de livros adolescentes amei! Uma leitura rápida, fluída, sem pontas soltas, com o final romântico que o leitor espera pelo livro todo além de mostrar a evolução pessoal do personagem principal.
comentários(0)comente



Luciano Otaciano 25/08/2020

Livro Bom!
Olá caros leitores e caríssimas leitoras, preparados para mais uma resenha literária. Venham comigo descobrir minhas impressões à respeito da obra


A vida não é fácil para ninguém, mas para Dan ela está muito pior. Um pilar após o outro, sua vida vai desabando a sua frente. Para começar, seu pai perdeu todo o dinheiro da família. Aliás, não só o dinheiro: a casa, os bens, até mesmo os livros foram embargados. Para piorar, seu pai assumiu que é gay e resolveu se separar, deixando Dan e sua mãe ainda mais perdidos. Porém, para sua sorte, ao menos ele não ficou no relento: sua mãe recebeu uma herança e eles terão uma casa para morar.
Tirando o fato de sua nova casa ter cheiro de xixi de cachorro e não poder ser reformada, as coisas para Dan não poderiam piorar. Aliás, até poderiam, mas ele não quer deixar chegar a esse ponto. Apesar de bem inocente e infantil para sua idade, ele terá que aprender na prática que viver é mais do que jogar videogame e comer besteiras.
Para isso, Dan consegue um emprego. Mas, como é menor de idade, trabalha apenas meio período e não recebe praticamente nada. Sua mãe tenta ganhar a vida com um negócio próprio, vendendo bolos de casamentos. Contudo, aparentemente, a empreitada está fadada ao fracasso. A vida, por bem ou por mal, exigirá de Dan que ele amadureça e dê mais de si que ele tem no momento.
Seis coisas impossíveis é um livro bem diferente do que eu costumo ler e, exatamente por isso, eu não tinha grandes expectativas. Porém, como queria ler algo diferente, apostei na obra. E me surpreendi positivamente. Encontrei uma narração leve, uma escrita fluida e um protagonista muito engraçado.
Dan é um grande nerd, com pouca capacidade de ser sociável e que prefere ficar com seus livros, e eu não sei o porquê me identifiquei com ele. Porém, com tantos problemas a enfrentar de uma vez, ele terá que se esforçar para ser um pouco mais sociável, principalmente por causa do trabalho. E, claro, por causa de sua vizinha que ele é completamente apaixonado.
Partindo dessa premissa temos uma leitura para lá de engraçada, leve e até mesmo descomplicada, mas engana-se se pensar que a obra é só isso, pois não é! Temos lições a aprender aqui. A partir disso acompanhamos, entre muitas risadas, o crescimento físico, emocional e psicológico do personagem. E como a narração é em primeira pessoa, isso fica ainda mais perceptível. Além disso, não só Dan evolui psicologicamente, mas todos o que estão a sua volta, o que é excelente.
Seis coisas impossíveis não é o melhor livro do mundo e nem a minha obra favorita, mas, certamente foi uma boa ótima maneira de passar o tempo de maneira agradável e, ainda por cima, refletir sobre a vida. Certamente o livro mais do que recomendado. Em resumo, Seis Coisas Impossíveis é um livro de leitura leve e descontraida, mas não deixa de fazer o leitor refletir sobre alguns aspectos da vida cotidiana. Finalizo por aqui, espero que tenham gostado da resenha e até a próxima!
comentários(0)comente



Kathrein 08/08/2020

Um livro amorzinho
Uma história fácil de ler, um amor! Me lembrou muito minha adolescência e a autora conseguiu fazer com que a história fosse leve e naturalmente evoluísse. Parece que a gente está lendo um filme de sessão da tarde.
comentários(0)comente



Raí­za 21/07/2020

Esse livro é para quem quer uma leitura leve e com toque de diversão adolescente. Apesar de tratar de alguns temas que poderiam ser pesados se tratados com mais profundidade (ex: separação dos pais, pai homossexual, falência e repentina mudança de estilo de vida, bullying etc.), o livro consegue manter uma superficialidade suficiente para permanecer leve, mas sem deixar de em alguns momentos mostrar flashes de como essas situações podem afetar a vida de uma adolescente.
Acredito que a superficialidade causou algumas perdas que tornariam o livro mais gostoso de ler, como por exemplo um melhor desenvolvimento da relação de Dan com os pais.
Além disso, o final me pareceu apressado. O livro poderia ter mais algumas paginas para que houvesse um desenvolvimento melhor das relações entre os personagens.
De qualquer forma, foi uma leitura leve e que, no geral, me agradou.
comentários(0)comente



Talita.Lemos 16/06/2020

Gostei,Dan passa por muitas coisas ruins,, porém consegue dar a volta por cima
comentários(0)comente



Tata.Arrasa 05/06/2020

Um Cometa Fora de Orbita - Seis Coisas Impossíveis (Resenha)
Considere a leitura desse livro como assistir a um filme da Sessão da tarde, em algumas páginas pensei estar assistindo “De repente 30” e em outras meu pensamento me remeteu ao “Quero ser grande”.
Fiona Wood tem em mãos um roteiro para um drama que poderia mexer com o psicológico do leitor. Entretanto, a autora ameniza e trata da virada drástica na vida de Dan Cereill com leveza para que os adolescentes não se sintam traumatizados após a leitura.
Situações complexas como: a separação dos pais, a falência familiar, a revelação da homossexualidade do pai; a mudança para uma casa que mais parece um museu; a adaptação a uma nova escola e para arrematar uma paixão pela vizinha perfeita... Acrescente ainda a dificuldade em socializar e sentir-se aceito em alguma tribo teen dominante no universo escolar. Poderia ser bem pior, se não fosse a lealdade e as amizades do cão Howard e do sempre companheiro e fiel amigo Fred.
Com paciência e determinação Dan contorna as adversidades, aos poucos a lista de seis coisas impossíveis vai sendo eliminada.
E o universo particular de Cereill torna a orbitar normalmente restaurando a harmonia e equilibrando sua vida em todos os eixos.
Leia em uma tarde ou em um dia, mas não crie grandes expectativas. Apenas leia e tire suas conclusões.
@letrastataarrasa


site: www.tataarrasa.com.br
comentários(0)comente



Julinha 03/06/2020

Seis coisas impossíveis
A vida do menino é um total caos. O pai se assume gay e sai de casa. A mãe falida se muda pra casa velha da tia e ele um adolescente apaixonado. É uma leitura leve, um pouco engraçada e com um final quentinho
comentários(0)comente



carol 12/09/2019

Gostei do livro, mas achei que a escrita é fraquinha.
comentários(0)comente



vivika 26/06/2019

Ótima surpresa
Eu sempre via esse livro na livraria, parecia que me perseguia. Quando comprei foi uma surpresa de tão bom e gostoso de ler, já li umas 4 vezes
comentários(0)comente



cris.leal.12 08/07/2017

Leitura rápida e agradável.

O adolescente Dan Cereill passa por um colapso familiar. Seu pai faliu, assumiu ser gay e abandonou o lar. Tudo de uma vez só. A partir daí, se viu obrigado a se despedir de uma vida cheia de regalias e se adaptar a uma nova realidade, que incluía trocar a escola particular pela pública e se mudar com a mãe para uma casa velha, caindo aos pedaços, que ela herdou de uma tia.

O único ponto positivo de tudo isso é Estelle, a garota que mora ao lado e por quem Dan cai de amores imediatamente. Mas, como todo adolescente, ele é inseguro e tímido e acha que a menina nunca se interessará por ele.

Dan cria uma lista de coisas que ele considera impossível alcançar:
1 - Beijar Estelle.
2 - Arrumar um emprego.
3 - Dar uma animada na mãe.
4 - Tentar não ser um nerd/fracassado completo.
5 - Falar com o pai quando ele telefona.
6 - Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí...

Mas Dan é tão simpático, tão gente boa, que impossível mesmo é não torcer para que ele supere todos as suas dificuldades e transforme o impossível em possível.

site: http://www.newsdacris.com.br/2013/12/eu-li-seis-coisas-impossiveis.html
Tata.Arrasa 28/05/2020minha estante
Estou lendo e amando ??


cris.leal.12 28/05/2020minha estante
Que bom! Aproveita! ?




Joice (Jojo) 05/09/2016

Trama morna
"Seis coisas impossíveis" é um daqueles livros do tipo garota-encontra-garota cuja leitura é leve e despretensiosa, mas nada neste livro de Fiona Wood é digno de destaque, seja o protagonista ou a história em si.

A trama vai evoluindo página a página, sem sobressaltos ou grandes surpresas. Não consegui simpatizar totalmente com Dan - ele não chega a ser um garoto-enxaqueca, mas eu o vi mais como um menino reclamão do que alguém realmente interessado em realizar mudanças -, e achei que algumas subtramas foram equivocadamente deixadas de lado (como o relacionamento dele com o pai).

O livro é um bom passatempo, mas ao final da leitura nada ficou que o destacasse.

comentários(0)comente



Ludmila.Ribeiro 01/09/2016

"Seis coisas Impossíveis - Um choque de realidade de cada vez, por favor!"
Dan Cereill, levou uma bela rasteira da vida. Seu pai faliu; assumiu ser gay; separou-se de sua mãe, de uma vez só, mas sua mãe recebeu como herança uma casa velha, tombada pelo patrimônio histórico e com um odor não tanto agradável. Agora Dan mora em uma casa velha, que fede, com sua mãe supertriste e sem contato com seu pai.
As únicas coisas boas que aconteceram até então foi: sua vizinha linda e a lista que ele criou para fazer ditas como "impossíveis".
Até então essas coisas se tornam super difíceis na vida dele, mas ele tem esperança e vai atras, não desiste de conquistá-las.

É um livro maravilhoso de se ler, não me arrependi de ter lido, se ficou curioso para descobrir quais são os tópicos de sua lista "impossível", não perde seu tempo, corre para ler um!!
comentários(0)comente



Nanda 08/04/2016

Sam Cereill não tem uma vida considerada comum, quer dizer, ele até tinha, mas isso foi antes do seu pai falir, assumir que era gay, se divorciar da sua mãe. E também antes da mãe de Sam herdar uma casa que vai ser tombada como patrimônio, com um cheiro permanente de xixi de cachorro e um cãozinho velho de lambujem. Pois é, Sam está revoltado com a sua nova vida, mas tudo muda quando ele avista Elise, a garota que passa a ser sua musa inspiradora.

Comecei a leitura de Seis Coisas Impossíveis esperando só mais um YA que me divertiria, mas não a ponto de me fazer gargalhar, ledo engano. A história, narrada pelo ponto de vista de Sam, me encantou já no segundo capítulo, é impossível não se deixar levar pela história do menino obcecado em fazer lista. O incrível é que, apesar da bagunça na vida de Sam, ele ainda conseguiu manter grande parte do seu humor imbatível, além do sarcasmo predominante.

Ao contrário do que eu esperava, Sam não é um adolescente mimadinho que faria gracinha diante da primeira dificuldade, muito pelo contrário, ele levantou, sacudiu a poeira e seguiu em frente. Isso foi um ponto muito forte na leitura, já que na maioria das vezes que eu não simpatizo com o personagem principal, a história acaba para mim. Toda a construção dos personagens foi muito boa, a autora não poupou esforços em narrar a história de Sam de uma maneira leve e divertida.

Os personagens secundários também são muito bem escritos, como a mãe de Sam, que começa a surtar aos pouquinhos por causa da situação, criando cenas muito divertidas. Já Elise de início não teve minha simpatia, não faço ideia do porquê, mas aos pouquinhos ela foi me ganhando e no fim torci por um romance entre ela e Sam.

O enredo é bem leve, apesar do tamanho avantajado do livro, mas a leitura fluiu de uma forma tão fácil que eu terminei a leitura de um dia para o outro. E durante a leitura o que não faltaram foram gargalhadas. Fiona Wood escreveu passagens engraçadas, mas não deixou que o humor esdrúxulo tomasse conta, o que fez com que as cenas fossem realmente divertidas. As situações onde Sam se mete beiram tanto o improvável, porque você não espera que tudo aquilo aconteça a um adolescente, que no fim das contas acabei por aceitar que elas poderiam, de fato, ser reais.


Eu gostei muito de Seis Coisas Impossíveis, pela sinopse já dava para perceber que seria divertida, mas me surpreendeu de várias maneiras. A diagramação do livro ficou muito bonita, e após a leitura me peguei com uma mania insistente de fazer lista, por que será? Se você procura por uma leitura leve e divertida, então Seis Coisas Impossíveis é para você, leia, prometo que não vai se arrepender.

site: http://www.entrelinhascasuais.com/2014/02/resenha-seis-coisas-impossiveis-fiona.html
comentários(0)comente



Beta Oliveira 03/01/2016

De uma forma bem-humorada, a autora mostra que, quando a nossa vida é varrida pelo caos, o tempo é o nosso aliado. Precisamos admitir o golpe, sofrer o que tiver que sofrer, mas buscar formas de sair do fundo do poço. Ninguém – por mais que nos amem – irá conseguir tirar a gente de lá. Só nós mesmos.

Confira o texto completo no Literatura de Mulherzinha.

site: http://livroaguacomacucar.blogspot.com.br/2016/01/cap-1122-seis-coisas-impossiveis-fiona.html
comentários(0)comente



Leila 29/11/2015

Boa leitura...a vida de jovens adolescentes, seus dramas, seus primeiros amores, os pais separados...aborda também a questão de ter um pai homossexual.
comentários(0)comente



116 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |