Filhos do Éden

Filhos do Éden Eduardo Spohr
Eduardo Spohr
Eduardo Shpor




Resenhas - Paraíso Perdido


148 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Franco.Marquet 09/05/2019

Lendo esse livro me dei conta que já gostei mais dos livros do Eduardo Spohr (apesar de continuar sendo fã dele).
O livro é um fechamento bem feito para a trilogia Filhos do Éden, desenvolvendo mais os personagens (não apenas os principais) e dando um encerramento de jornada honesto a cada um deles. O livro torna-se melhor no final, na minha opinião.
O que me incomodou é que o livro é organizado em cima de alguns arcos históricos e cada arco é um encadeamento de dezenas de pequenos arcos (boa parte bastante clichês ou previsíveis). Um sem número de vezes os personagens estão bem... na página seguinte surge um problema terrível que porá tudo por água abaixo... na página seguinte alguém tira uma ideia incrível da cartola ou surge com um novo poder escondido ou aparece um personagem que não estava por ali até então... tudo se resolve... estão todos bem... surge novo problema terrível... assim por diante.
Em certo ponto, toda a vez que um dilema surgia, eu já sabia que ele seria resolvido em mais duas ou três páginas e tudo ficaria bem. Isso me incomodou um pouco.
Ainda assim, recomendo o livro e parabenizo o autor pela conclusão dessa jornada.
comentários(0)comente



Annie 09/03/2019

Em poucas palavras:
Um banho de mitologia acompanhando de personagens marcantes e um enredo de dar inveja a Hollywood.
comentários(0)comente



Gustavo 27/02/2019

Filhos do Éden é uma série do escritor Eduardo Spohr, pertence ao cenário do livro: “A batalha do apocalipse”. Eduardo Spohr é um dos mais importantes escritores de fantasia da literatura brasileira. Eu entrei em contato com seu universo em 2010, antes ele havia publicado no podcast jovem nerd, e conseguiu uma boa saída para o livro que posteriormente foi lançado pela editora Verus. Bem, ele é um brilhante escritor brasileiro de muito sucesso, vale muito conhecer o seu trabalho. O seu universo é baseado na ideia de que o Deus, Yahweh, criou cinco arcanjos, juntos, batalharam contra Teohn, e venceram. Depois, Yahweh criou o universo, as galáxias, os animais, os humanos, ele então foi descansar, em seu sono, e deixou aos arcanjos a missão de guiar a humanidade. Mas os arcanjos sentiram inveja dos seres humanos por não possuírem alma, e assim começaram os extermínios, primeiro veio a era do gelo, depois fortes terremotos que mudaram a geografia dos continentes e por fim um grande dilúvio. Neste universo, alguns anjos, de castas inferiores, se afeiçoam a humanidade e a defendem, é a partir da descoberta da humanidade entre esses anjos, que se iniciam as narrativas do Eduardo. Com grandes conflitos e um universo muito original, o leitor se aventura por esse mundo. Por fim, é bom ressaltar que apesar de todo o universo fantasioso, nas entrelinhas o autor se destaca por uma descrição completamente humana e realista dos personagens, gerando um efeito muito interessante de catarse para com o leitor.
comentários(0)comente



Marcos Antonio 31/12/2018

Filhos do Éden
Eu li esse livro no ano passado, não gostei da resenha feita, então resolvi lê-lo novamente para ver o motivo de minha desmotivação de falar deste livro ou dessa serie de livros.
Quando eu os comprei eu havia ouvido falar maravilhas sobre o livro, talvez por isso criei uma expectativa que o livro não conseguiu me suprir.
Li todos livros e o que gostei do livro foi as 10 últimas página do último livro, porém muitas pessoas amaram o livro. Para mim o livro tem muitas misturadas que não se encaixou bem a meu ver.
comentários(0)comente



Claudinei 31/10/2018

Enfim terminei a saga dos Anjos!
Esse volume encerra a trilogia Filhos do Éden , não deixou nada a desejar para os outros livros, fechou com chave de ouro. Todo mistério que ficou no ar por assim dizer de Herdeiros de Atlântida e Anjos da morte foi elucidado nesse encerramento e como bônus vemos aqui um prologo para o A batalha do Apocalipse!
Com a mesma narrativa épica e heroica de sempre, Spohr nesse volume trabalhou o lado mais "humano" dos celestes como Lealdade, confiança e amor. Todo o livro, mesmo dividido por arcos, convergiu perfeitamente para um final em partes já esperado, mas que trouxe algumas surpresas também. O vilão Metatron , muito bem criado, foi o que mais contribuiu para a trama ser perfeita, para ter aquele sabor especial nas páginas que deixa o leitor avido para chegar ao desfecho da história , aquele famoso vilão que apesar de poderoso, trabalha mais com a mente do que com os músculos.
Essa trilogia foi uma mistura perfeita de muitas mitologias conhecidas como a cristã, a grega, a nordica e também hindú, todos esses elementos foram bem elaborados que em determinado momento parecem um só.
A narrativa em alguns momentos lembra muito um roteiro de anime , pra quem gosta só acrescenta ainda mais positivamente a leitura dessa trilogia.
comentários(0)comente



Felipe 26/09/2018

"Sem spoiler"

Eduardo spohr conseguiu criar um universo fantástico, comparado a grandes obras literárias, bebendo de fontes como Tolkien, trazendo detalhes importantes dos locais onde a trama acontece, facilitando a construção em nossos momentos de leitura é imaginação, mas não se atendo apenas a isso, buscando refúgio também em HQs e mangás, com suas batalhas épicas muito bem desenvolvidas.

Esse terceiro capítulo da saga Filhos do eden termina de maneira inteligente, dando um bom gancho para quem ainda não leu o "A batalha do apocalipse", porem é um dos livros onde o autor mais comete erros, deixando algumas pontas soltas, é comentando alguns pequenos deslizes, nada que atrapalhe a leitura, mas para os leitores de boa memória, fica evidente algumas inconsistências entre as obras.

Concluindo, indico a trilogia filhos do eden a todos que tem paixão por literatura, sendo a leitura um ótimo prólogo pra quem já lei a batalha do apocalipse, ou mesmo para quem o tem em sua lista.
comentários(0)comente



Raphael 06/09/2018

Fechamento épico dessa maravilhosa saga do Eduardo, perfeito.
comentários(0)comente



Morningstar 28/08/2018

Um incrível desfecho
Um livro perfeitamente criado para dar um fim ligado ao início. Eduardo Spohr ligou universos e personagens durante toda a saga e no fim, com Paraíso Perdido, trouxe todos, uma última vez, para batalhas épicas e histórias dignas de cada página e letra. Uma obra prima brasileira.
comentários(0)comente



Jenner Azevedo 31/07/2018

Grande encerramento
Um belo encerramento para a saga, um livro longo porém não é cansativo. Cheio de ação e aventura, é tão bom quanto o primeiro da série. Ficção fantástica brasileira de qualidade, vale muito a pena conhecer
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Jonatha.Silva 25/05/2018

Bom livro, partes arrastadas mas um final interessante
Mesmo com altos e baixos a história termina de maneira satisfatória. Claro, nunca esperei uma trama com a mesma magnitude de ABDA, mas devo confessar que dentre a trilogia "Filhos do Éden", este pode ser considerado - na minha opinião -, com o melhor livro.
Nunca criei muita empatia com a Kaira, embora ela seja a protagonista do livro, mas Denyel, Ablon e até Ishtar conseguem trazer admiração pelos personagens e enfim manter a leitura interessante.
O livro conta com partes bem lentas e arrastadas, mas que acabam por ser importante por amarrar partes importantes.
comentários(0)comente



Renato.Vasconcellos 17/05/2018

Queria dar mais que 5 estrelas
Fechamento fabuloso. Esse é o livro "mais RPG" dos quatro. Aqui acompanhamos primeiramente as aventuras rpgísticas dos heróis nas terras dos deuses nórdicos, depois seguimos a epopeia de Ablon (sim, o retorno triunfal do herói do primeiro livro) no passado pré-dilúvio enfrentando os poderosíssimos sentinelas. Se no primeiro livro as lutas lembram cavaleiros do zodiaco, o entrave entre Ablon e Metraton lembra Dragon Ball Z. É de tirar o folego. Toda a narrativa leva a uma exaltação do primeiro livro, apesar de respeitar e fechar de modo magnífico a histórias dos heróis da trilogia pregressa, não deixando nenhuma ponta solta e expandindo magnificamente o universo criado em Batalha do Apocalipse. Vale a menção a Red Hook, um clássico de Lovecraft que recebe sua homenagem aqui. Uma história magistral do excelso escritor!
comentários(0)comente



Fábio 02/04/2018

Apotesose
Este terceiro livro foi a síntese de toda a fantasia que paira na cabeça do autor, e um retorno ao tom épico e grandioso de seu primeiro livro: A batalha do Apocalipse.
A trama se desenvolve com equilíbrio de referencias do autor que vão desde Cavaleiros do zodíaco - A saga de Hades, mitologias diversas, pitadas de Tolkien, Robert E.Howard e Lovecraft, até seu core que é o universo angélico. É uma bela tapeçaria fantástica, a conclusão de uma "trilogia" de personagens cativantes e rico universo(s).
Fábio 02/04/2018minha estante
Apoteose*




Bruce 19/02/2018

O fim de uma jornada, este livro prepara o terreno para a Batalha do Apocalipse. E mostra como os personagens se tornaram o que são, e ainda encerra ciclos de forma poética e satisfatória.
comentários(0)comente



148 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |