Por Lugares Incríveis

Por Lugares Incríveis Jennifer Niven




Resenhas - Por Lugares Incríveis


446 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Ad 24/06/2017

"Aberração"
Você já parou pra pensar em quantos "rótulos" se pode da à alguém? Ou será que você se auto-rótula? Se sim, você acredita que você Seja isso?

Sim, Theodore Finch sofria desse mal, ele era auto-rotulado.. chega um momento do livro que você percebe que ele acredita no que dizem sobre ele.
Ele não quer ser UM RÓTULO, ele quer ser ELE, mais não sabe como.
Acredito sim que Theodore sofria de Bipolaridade.

Nos seus melhores dias Finch ajudou Violet a vê beleza de estar vivo, ele vivia em busca do seu dia perfeito, e ele pôde viver esse dia com ela.
Mas, infelizmente isso não foi o suficiente.

De certa forma a beleza de estar vivo para Finch não fazia mais sentido, as pessoas não se importaram o bastante.
Se se importaram não foi o suficiente.

... Esse livro é duro, difícil, triste, mas divertido. Você se envolve de uma forma extraordinária. E por incrível que pareça você entende finch.

Tudo o que ele fez por Violet era o que ele queria que fizessem por ele, antes de ele desaparecer no seu "lugar azul"
Noka 24/06/2017minha estante
CONTEM SPOILER


Ad 24/06/2017minha estante
Só vai saber quem leio... xiu


Ad 24/06/2017minha estante
Só vai saber quem leu... xiu




Carlos 19/06/2017

POR LUGARES INCRÍVEIS, inicialmente, não parece ser um livro muito original e inovador. Na verdade, o livro tem aquela vibe de “vamos ser desajustados juntos”, bastante parecido com outros livros já bem conhecidos, como ELEANOR E PARK. No entanto, o livro surpreende por sua complexidade, já que traz diversos temas importantes, como bullying, suicídio, e propõe uma discussão sobre como lidar com a morte de pessoas que amamos.

No livro, conhecemos Theodore Finch, que foi apelidado de aberração por seus colegas e que está sempre metido em confusões, brigas e suspensões; e Violet Markey, que pertence ao grupo de alunos populares da escola, mas que ainda não conseguiu superar a morte da irmã mais velha. A história começa com Finch a seis andares de altura, na torre do sino do colégio, fazendo a pergunta se hoje é um bom dia para morrer. Até aqui, não há nenhuma novidade, afinal isso é algo que Finch faz com frequência. No entanto, a novidade acontece quando ele vê Violet, que, aparentemente, está ali pelo mesmo motivo que ele. Mas por que a popular Violet teria motivo para querer se matar? A partir desse inesperado e estranho encontro, Finch e Violet se aproximam.

A jornada desses dois jovens tão diferentes e que se encontram em um momento tão delicado, é incrível e é o tema central desta história. O destaque do livroé a narrativa, feita em primeira pessoa, ora por Finch, ora por Violet. A escrita de Jennifer Niven é bastante introspectiva e muito sensível. O livro propõe discussões de temas que são tabus, como a representação do suicídio na sociedade, que ainda é visto como uma atitude egoísta, e a discrepância na forma como as pessoas vêem as doenças orgânicas e os transtornos psicológicos, já que, muitas vezes, a sociedade não entende que a depressão, por exemplo, é uma doença e não frescura ou falta do que fazer. Tudo isso, esses debates e esses tabus, são colocados de forma muito sensível na história. Sutilmente, a autora introduz temas que permanecerão em nossas mentes, mesmo depois de terminarmos o livro.

Não tem como falar de POR LUGARES INCRÍVEIS sem destacar a grandiosidade do personagem criado por Niven. Finch é complexo, profundo e seus questionamentos traduzem todas as angústias que todos nós já sentimos em determinado momento. Quando questionado sobre os motivos de pensar em se matar, Finch revela que seus motivos mudam diariamente e completa, dizendo: “como as treze crianças assassinadas no início desta semana, quando um FDP entrou atirando no ginásio de uma escola, ou a garota dois anos mais nova que eu, que acabou de morrer de câncer, ou o homem que eu vi chutando um cachorro na frente do shopping, ou simplesmente meu pai.”, Essa passagem me tocou muito, pois me mostrou que Finch é apenas um garoto sensibilizado demais com as maldades da humanidade. Violet, diferentemente de Finch, não me conquistou tanto. Na verdade, achei-a uma personagem bastante desagradável.

Enfim, o livro é lindo, e o simples fato de propor discussões tão importantes, sobre temas tão evitados, já me faria recomendá-lo. Porém, POR LUGARES INCRÍVEIS nos oferece muito mais, foge dos clichês, nos faz rir e chorar, e nos presenteia com personagens muito bem construídos e uma escrita memorável.

RESENHA ESCRITA PELA PRISCILA PARA O GETTUB!

site: http://www.gettub.com.br/2017/06/por-lugares-incriveis.html
comentários(0)comente



Bia 18/06/2017

UM LIVRO É UM LIVRO!
QUE LIVRO!!! QUE HISTÓRIA! QUE PERSONAGENS!! E QUE NOTA DA AUTORA NO FINAL! A gente começa achando que vai ser mais uma daquelas histórias de romance entre "a patricinha e o menos popular do colégio" mas #Violet de patricinha não tem nada e #Finch é tudo, menos o "menos popular do rolê" ? O desenrolar da história, a evolução dos personagens, tu chorando com o passar da história? isso faz com que esse livro não fale sobre um romance clichê, mas de bullying, depressão, problema familiar, culpa, transtorno bipolar, suicídio... Enfim, esse livro me fez chorar q foi uma beleza, mas depois dele eu "estou mudada para sempre".
comentários(0)comente



Nêssa 15/06/2017

O peso da vida...
Socorro! alguém me diga o motivo de tamanha dor não ter sido curada...fiquei sem acreditar que terminaria como estava sugerido. mantive as esperanças e me frustrei. esperava um final ameno. mas encontrei um mais cru e pesado. confesso que não gostei. como não teria gostado de ouvir uma historia assim de alguem que eu amasse... sofrível!
comentários(0)comente



yasmimpriscilla 11/06/2017

Apaixonante
E de quebrar o coração! Recebi o livro de aniversário da minha amiga e adorei! Ele conta a história de Theodore Finch que apesar de lindo e descolado não tem uma vida perfeita. Finch sofria agressões do pai na infância que os abandonou e cresceu sem uma personalidade. No livro aos 17 anos ele passe em busca de uma identidade. Ele pensa em se matar e até coleciona curiosidades sobre o isso. Do outro lado temos Violet Markey que sempre foi popular, teve um namorado popular, amigos populares. Mas a vida dela mudou com a morte da irmã. Os dois se encontram na torre da escola quando estão tentando se matar, um ajuda o outro. Mas Finch não deixa isso para lá e passa a correr atrás de Violet até que consegue fazer com ela um trabalho de Geografia sobre os lugares incríveis de Indiana. A mensagem do livro é tocante e a nota da autora do final mais ainda!

site: https://www.youtube.com/watch?v=nTl1mI_fd-8
comentários(0)comente



spoiler visualizar
Thais.Alves 10/06/2017minha estante
Amei a resenha ? também fiquei triste com o final ??


Uma leitora com seus livros 10/06/2017minha estante
Obrigadaaaa!! Sim sim :(




Jessica Almeida 04/06/2017

Por lugares incríveis
Confesso que fazia algum tempo em que eu não chorava tanto em um livro, terminei a leitura indo dormir aos soluços. Livro totalmente envolvente, você começa a ler e não sente vontade de parar mais, a história flui muito bem, não é nada cansativa. Se trata de um assunto delicado, mostrando alguns ensinamentos , com a visão de dois personagens. O incrível é ver como Finch traz de volta a vontade de viver da Violet, mesmo ele ainda trazendo com ele a dor de não saber mais o que fazer. É simplesmente maravilhoso e super triste, amei muito esse livro!
comentários(0)comente



Luana 02/06/2017

"Você é todas as cores em uma, em pleno brilho."
Violet Markey era popular, adorava escrever e, junto com sua irmã, escrevia um blog famoso. Toda sua vida muda quando sua irmã Eleanor morre em um acidente de carro, sem saber lidar com a perda,e se sentindo culpada, Violet se afasta de todos e abandona seus sonhos. Theodore Finch é a aberração da escola, sua mãe se divorcia do pai violento, e ela parece não saber lidar com os filhos, especialmente Finch, que as vezes tem apagões.

Violet e Theodore se conhecem quando ambos estão na torre do sino da escola pensando em pular. Percebendo a presença dela, Finch a salva (apesar de todos acharem que foi o contrário), e então eles acabam criando uma ligação, que os leva a se unirem para realizarem um trabalho de geografia: visitar lugares incríveis do estado onde moram. Enquanto ele luta para se manter acordado e não ter um de seus apagões, ela se torna Violeta Markante e começa a superar traumas e medos que adquiriu após o acidente.

É impossível não sentir empatia pelos dois, e sofrer junto com eles. Tudo nos leva a crer que Violet e Finch viverão uma perfeita história de amor adolescente clichê, mas não é bem assim. O livro nos mostra a beleza nas pequenas coisas, que nós nunca ficamos sem opções, e que a ajuda pode vir das pessoas que menos esperamos.

Um livro muito bem escrito, e que trata de temas ainda poucos explorados como o suicídio, o luto, problemas familiares, depressão, bipolaridade; tudo isso em uma estória linda que se passa em uma época muito complicada: a adolescência.

site: mundodaluunaa.wordpress.com
comentários(0)comente



Milena.Schabat 30/05/2017

chorei no ônibus
o livro é todo divertido, me fez rir e ficar com o coração quentinho em boa parte dele, mas o que eu já temia aconteceu e logo as lágrimas começaram a querer cair. o final dessa história é tão profundamente dolorosa que eu sinto que foi comigo, aconteceu de verdade e foi com alguém que eu amo. Por Lugares Incríveis me trouxe inúmeros ensinamentos, dicas de livros que um dia quero ler e, mais importante, me alertou sobre os perigos de não dar importância e/ou achar que problemas mentais não existem. eu não penso assim, nunca pensei, mas também nunca transmiti a mensagem adiante. então faço isso aqui: se você se sente diferente ou conhece alguém que pode estar passando por problemas, por favor, não ignore e "espere passar", isso não é o tipo de coisa que se cura sozinho e você pode estar correndo perigo ou pode estar deixando de fazer todo o possível pra salvar alguém.
comentários(0)comente



Rosana.Torres 29/05/2017

... Você é todas as cores em uma, em pleno brilho.
Estou lendo pela segunda vez e consegui me emocionar de novo! O livro é simplesmente maravilhoso e gostei muito do tema abordado.
comentários(0)comente



Daisy 28/05/2017

Tentando juntar os cacos "pós leitura".
DEVASTADOR.


Sem mais!!!


Leiam. S2
Ana Paula FZ1 28/05/2017minha estante
To muito curiosa sobre esse livro, ta na minha lista de espera para proximas leituras. Da mais vontade ainda de ler quando alguem comenta viu Daisy


Daisy 28/05/2017minha estante
Leia Ana...eu vim empurrando ele desde o ano passado. Finalmente o li.
Lindo, doloroso e bastante reflexivo. Vale a pena.




26/05/2017

Arrebatador
Prepare uma caixa de lenços
comentários(0)comente



zoni 22/05/2017

É simplesmente surpreendente!
Essa foi a leitura que mais pessoas me recomendaram, eu falava o que eu vou ler hoje? E a resposta logo vinha "Por Lugares Incríveis." E eu ficava ok, eu realmente preciso ler esse livro, e foi num desses ok que eu comecei a ler.

Confesso que no começo eu pensei eu vou quebrar a cara, eu quero quebrar a cara porque:
a) Eu achei forçado a forma como a autora colocou o único personagem negro;
b) Eu estava achando os problemas deles tão problemas de branco;
c) Eu estava querendo razões para odiar, porque todos me indicaram e falaram que era maravilhoso;

Porém aconteceu o contrário, eu me vi envolvido demais na história e li a manhã inteirinha, não queria parar de ler e cada vez mais que eu lia eu queria mais. Eu faltei na faculdade, eu não fiz nada e eu li o livro em apenas um dia. Eu achei muito interessante a maneira como os protagonistas se aproximam, como viram amigos, como os dois ajudam um ao outro, e como aos poucos a gente vai entendendo os motivos de cada um. Foi aí que eu deixei de achar que eles tinham problemas bobos e passei a entender a depressão de cada um. Ou pelo menos de um...

Meu maior problema durante o livro foi que eu achei a Violet chata, desculpem, mas eu achei ela chata, a maior parte do tempo eu achava que ela era uma garota mimada que não queria superar seus problemas. Ao contrário do Finch, que eu ficava ansioso pelos capítulos... Ele é um personagem fantástico, brilhante e espetacular.

Outro problema é que eu não consegui gostar deles dois como um casal. Eu achei tão... É, legal, porém não era isso que iria atrapalhar a minha leitura. O livro é bonito, e bem escrito. O que conta muitos pontos.

O final foi previsível pra mim, mas a nota final do livro me fez chorar, a autora falando da importância de abordar o tema. Vale a leitura.
comentários(0)comente



Vanessa 21/05/2017

Engraçado a trágico
É um livro maravilhoso para aqueles que procuram ver a vida com outros olhos. Você sente como se estivesse vivendo a vida deles, e quando termina, quer ler novamente até se sentir inteira.
comentários(0)comente



Fabiana.Martino 18/05/2017

"O que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa."
Bipolaridade, depressão e suicídio são os temas abordados nesta história, mas não se assuste! A escrita da autora é maravilhosa e flui bem! O casal é muito bom! Existem cenas lindíssimas, com frases cheias de significado e beleza, para serem anotadas e relidas, além de pensadas para reflexão. A história depois tem reviravolta e fica tensa. Impossível não se envolver. Mas mesmo assim vale muuuuuito ser lida e relida. Prepare o lencinho. Como dizia Linch: "inspire, respire..."
comentários(0)comente



446 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |