E Se For Você?

E Se For Você? Rebecca Donovan




Resenhas - E Se For Você?


70 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5


Kennia Santos | @LendoDePijamas 28/03/2016

O epítome da fofura.
Cal, Rae, e Richelle são amigos desde infância. Conhecidos pela vizinhança, todos os dias sempre aprontavam uma coisa diferente, que sempre acabava em risadas e pura diversão. Um dia, chega uma menina nova nos arredores, que depois é descoberta como Nicole, e desde que a viu pela primeira vez, Cal sentiu algo lá dentro que, de forma inexplicável o mudou de forma permanente. De uma hora para outra, Richelle precisa se mudar e sequer avisa Cal ou Rae deixando apenas Nicole ciente, abalando os laços criados e cultivados através de anos de convivência.
Desde a mudança de Richelle, quando começa o ensino médio, nada mais foi o mesmo: Nicolle abandona Cal e Rae começa a andar com o grupo popular da escola, sempre se destacando por sua beleza e inteligência, e não explica ou dá uma satisfação para tal mudança. Com o passar do tempo, Cal e Rae se acostumam com a perda, e simplesmente se apoiam um no outro pra seguirem seus caminhos.
Quando Cal vai para a faculdade, como um garoto da sua idade, além de ir às aulas frequenta festas e se diverte com garotas e bebidas. Em uma festa comum, depois de beber um pouco à mais, em um momento, tudo muda.
Porque ELA aparece.
À primeira vista, Cal repara algo extremamente familiar NAQUELES olhos. Eles o lembram Nicole a garota com quem ele perdeu contato desde que começaram a cursar o ensino médio e que ele não via desde a formatura.
Mas é impossível, certo?
Depois de conhecer aos poucos a garota, que se chama Nyelle, Cal descobre seu enorme equívoco: Nyelle é livre, extrovertida, corajosa, perspicaz, sorridente... vive a vida de forma muito intensa, se doa à isso, a cada minuto (e come muito doce, muito doce!), poderia quebrar barreiras gigantes com seu sorriso e incendiar um iceberg com seu olhar.. totalmente diferente de Nicole, que era totalmente focada, séria, controlada e destinada a Harvard...
Cal começa a questionar sua sanidade. Afinal, Nicole não pode ser Nyelle porque está em Harvard. E Nyelle definitivamente não é Nicole, não com toda essa peculiaridade.
Mas aqueles olhos...
Os capítulos são intercalados entre presente e passado, mudando o personagem que redige a narrativa. É um livro um tanto juvenil? Sem dúvidas. Mas definitivamente, não é só isso.
Abrange amor, idealização, amizade, laços familiares e por fim.. sacrifício. Até onde iria pela vontade da pessoa que você ama? Por uma promessa?
E se for você? vai te fazer rir, questionar, refletir e o principal... valorizar quem está do seu lado, para que aquele dia, o tarde demais simplesmente não exista.
Érica 29/03/2016minha estante
Quero leerrr...Conta mais, Kennia! Kkkkk


Kennia Santos | @LendoDePijamas 29/03/2016minha estante
Se eu falar mais que isso, vai ser spoiler atrás de spoiler KKKKKKKKK


Jeizy 30/03/2016minha estante
poxa Kennia, fiquei curiosa! kkkkkk


Érica 30/03/2016minha estante
A Kennia é muito má! Kkkkk


Kennia Santos | @LendoDePijamas 30/03/2016minha estante
Gente é muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito fofinho s22




Nanda {@talvezumaleitura} 14/10/2016

E Se For Você?
To com a opinião meio incerta em relação a esse livro: começou lento e me irritava da metade pro final que ficou bom porém o grande segredo, eu já sabia e não foi nada surpreendente, nem o final. Não sei se eu que estou sem paciência/numa época boa pra esse tipo de leitura haha enfim, é isso.
comentários(0)comente



Camila TQR 11/01/2017

Se chorei ou se sorrir, o importante é que emoções eu vivi
Confesso que demorei muito tempo para ler este livro, por acha o começo monótono, na verdade recomecei ele umas teste vezes.
Mas conforme a estória vai avançando, v certo fica mais intrigada sobre o que aconteceu.
A estória tem como objetivo principal saber se Nyelle é Nicolle. Mas conforme tudo vai a contendo, percebemos que não é apenas isso.
Tudo começa com Cal, que está na Universidade, e em uma festa da fraternidade conhece uma moça chamada Nyelle, mas que se parece MUITO com sua amiga de infância Nicolle. Ele fica confuso, e começa a procurá-la para ter mais certeza, porém as duas são totalmente diferentes (em questão de personalidade, mas iguais em aparencia).
Para tirar a dúvida, ele convida sua amiga Rae, também conviveu com Nicolle , para tirar essas dúvidas.
A trama segue com alguns trechos do presente e do passado, e então você começa a entender se Nyelle é Nicolle.
Há também uma quarta personagem muito importante nessa estória, na verdade ela é o elo entre os três que é a Richelle.
Apesar de ter alguns cliches, mas a estória é fofa e começa a ser envolvente. Como eu disse, no começo é chato, mas lá pelo quarto capítulo começa a ter dar aquela curiosidade para saber como irá acabar.
Eu recomendo.
comentários(0)comente



Nathalia 24/04/2018

Enrolado
Comecei a ler o livro curiosa para saber o que havia acontecido para que Nicole tivesse mudado tanto mas no meio já estava sem paciência. A enrolação é grande, Nicole tem muitas atitudes que desanimam e Cal parece mais menina do que ela. Mereceu 3 estrelas por conta do final que foi o que salvou o livro.
Ana Paula 18/10/2018minha estante
undefined




Mands 02/08/2016

416 páginas de segundas chances
Alguns livros são simplesmente subestimados não apenas pelo fato que eles podem te fazer derrubar lágrimas doloridas em público, mas por tudo que podem te ensinar sem que você espere por isso.
E se for você? é exatamente assim. Você não espera, mas ele te ensina tanto (tanto) sobre amizade, relacionamentos, vida e família que você se sente apenas grato ao terminar de lê-lo.
É um daqueles livros que te faz querer ser uma pessoa melhor, rever a maneira que você conduz a sua vida, ser mais verdadeiro consigo mesmo e o melhor de tudo; ele vai te mostrar que tudo bem sonhar os sonhos mais malucos que sua mente pode produzir e seu coração desejar.
É uma história cheia de esperanças e é isso que fica no final, a mais pura esperança na amizade, nos relacionamentos, na família e nas segundas chances da vida.
comentários(0)comente



Dani 23/04/2018

"E se for você?" é um bom livro, mas é aquele tipo de livro que infelizmente com o decorrer da história você já presume o que irá acontecer, mas nem assim, ele perde seu encanto.
Fico feliz com a mensagem que a autora quis passar: que sempre temos a chance de recomeçar, de ser o que desejamos e não o que os outros esperam.
É uma leitura leve e proveitosa. Indico!
comentários(0)comente



Camila 17/06/2016

Resenha: E Se For Você (Por Livros Incríveis)
Cal, Rae, Richelle eram melhores amigos de infância. Até que Richelle se muda e repentinamente, Nicole – por quem Cal sempre tivera uma queda – para de falar com eles. Anos depois, sem notícias das duas que antes eram suas amigas, o garoto encontra na faculdade Nicole, ou ao menos pensa que é ela. Mas apesar de ser quase idêntica, essa garota se chama Nyelle e ao contrário de Nicole, Nyelle é um espírito livre, ousada, extrovertida e que faz de tudo para viver da melhor forma possível. Mas quanto mais a conhece, mais ele tem medo de conhecer.

Segundo livro da autora Rebecca Donovan (Trilogia Breathing), E Se For Você traz uma história juvenil refrescante, sobre amizade e segundas chances. Eu nunca li nada da autora e posso dizer que foi um ótimo livro para começar.
Donovan nos apresenta a trama narrada por Cal, um garoto que sempre fez tudo por suas amigas, mas que viu duas delas se afastarem, sem dar nenhuma chance de contato. Algum tempo depois, quando está na faculdade e sem notícias de Nicole, uma de suas amigas, ele reconhece os vibrantes olhos azuis e a aparência extremamente similar em uma garota. Entretanto, ela diz se chamar Nyelle e parece nunca ter ouvido falar de qualquer coisa que eles viveram juntos. Com a ajuda de Rae, a única amiga que manteve contato. Ele está determinado a descobrir o que está acontecendo, ao mesmo tempo que vai se apaixonando pela garota espirituosa que é Nyelle.

“O arrependimento é um monstro hediondo, mordendo fundo e colocando sal nas feridas quando você tenta se curar.”

Com isso, a autora consegue fazer uma história cheia de emoções, extremamente fofa e bonitinha e com um toque de mistério. Como é narrado por Cal, temos uma história mais “enxuta” e que corre em um bom ritmo, com Cal descobrindo cada vez mais sobre Nyelle, conforme ela faz as loucuras que inventou em uma listinha. Confesso que algumas foram monótonas de se ler, o que chegou a diminuir um pouco o ritmo, mas sem perder a linearidade e sem se tornar cansativo. Algo que me agradou muito foram as inúmeras frases bonitas e cenas fáceis de serem imaginadas, o que trouxe um ar inspirador e emocionante a trama, além de me fazer marcar várias passagens. Os primeiros livros de Rebecca Donovan possuem muitas cenas de sexo, até onde sei, e característica que ela trouxe para E Se For Você. Entretanto, as numerosas cenas de sexo não são pesadas, e sim bem românticas e singelas, e em minha opinão, não se tornou algo forçado.

Todos os personagens têm características bem demarcadas, e por isso quase nenhum é passível de confusão ou esquecimento por parte do leitor. Digo quase nenhum, porque conforme a história avança, tomamos conhecimento de inúmeras garotas que tiveram “contato” com Cal, e todas são meras passageiras mencionadas vez ou outra. E se elas apareciam uma outra vez, eu não conseguia lembrar quem elas eram e por isso, eram dispensáveis. Gostaria que os personagens secundários, como Eric e Tess por exemplo, tivessem sido melhor explorados, pois são personagens bem promissores, que podiam ter muito a oferecer, mas não foram bem aproveitados.
Gostei muito da Nyelle, porque ela age como criança, mas não com atitudes imaturas. É porque ela possui certa inocência, e quer viver a vida da melhor forma possível, sem se importar com as opiniões alheias. Ela é tudo o que eu queria ser, e a admiro por isso.
Rae é outra que adorei e por isso, posso afirmar que as personagens femininas são bem representadas no livro. Ela é a garota punk que possui uma banda e que nunca foi boa em lidar com emoções, sendo a pessoa que consegue manter Cal no chão. O garoto, por sinal, é apaixonante e dedicado. Sempre foi muito leal, mas me irritei bastante com ele, por não correr tanto atrás quando necssário.

A obra mostra que segundas chances são possíveis, e que nunca é bom não demonstrar seus sentimentos. A amizade entre os quatro amigos é muito forte e com flashbacks de anos passados, pudemos conhecer a fundo sobre quem eles eram e quem se tornaram. Também fala sobre ser quem você quiser ser. Nyelle demonstra isso muito bem, sendo espontânea, carismática e divertida, de um modo que normalmente é visto de forma torta pelas pessoas.

“Nunca tinha visto tantas estrelas antes. Um céu cheio de possibilidades e de dor. Tantas contradições. Talvez elas sejam, apenas, possibilidades dolorosas.”

Concluo a resenha mencionando que E Se For Você não possui acontecimentos extraordinários, mas é uma história maravilhosa pra se arrancar lágrimas e suspirar em inúmeros momentos. Rebecca Donovan consegue fazer uma história bonita e singular que nos fazem realmente acreditar em possibilidades e segundas chances.

“Então... deixe que as estrelas resolvam isso e façam as coisas melhorarem. E quando o sol se levantar e as estrelas desaparecerem, elas levarão toda a dor com elas.”

site: http://porlivrosincriveis.blogspot.com.br/2016/06/resenha-e-se-for-voce-rebecca-donovan.html?m=1
comentários(0)comente



Mily 27/02/2017

Eu tinha quase certeza absoluta de que daria somente uma estrela para esse livro, até que...
É isso, só comecei a lê-lo de qualquer forma por causa da capa e da curiosidade porque a sinopse em si não me convenceu a querer embarcar nessa viagem.
Todo inicio de leitura têm aquela expectativa e com esse não foi diferente, mas depois que comecei não encontrei novidades, para mim era como só tivesse fragmentos de outros livros que já li, ou seja, estava sendo um tédio total, apesar de ser uma leitura curta e não cansativa. O que não me deixou abandoná-lo foi o segredo (muito esperta srt. Rebecca, muito esperta!), eu estava louca para descobrir o que levou os personagens a viver a vida que eles estavam vivendo e então quase no fim da história com minhas esperanças "de um bom desfecho" lá embaixo A SURPRESA! eu geralmente antecipo um segredo de um livro (não, eu não olho spoiler), mas sei lá, eu consigo descobrir qual é o segredo antes de realmente chegar na página em que ele está escrito, resumindo eu sou uma ótima detetive (só que não kkkk), mas não estava preparada emocionalmente para o segred... ou melhor o "ápice" deste livro, eu tive que ler o capitulo duas vezes para ter certeza de que o que eu estava lendo estava realmente no livro e que não era fruto da minha imaginação.
Apesar do final meio vago (me refiro ao final mesmo, as ultimas frases), eu recomendo este livro, ele é bom mesmo, talvez você sinta um pouco de tédio no inicio, ou não (vai depender que tipo de leitor você é) mas o final faz valer a pena, eu até chorei....
comentários(0)comente



Rose 12/12/2016

Cal e Rae são amigos desde criança. São os únicos remanescentes de uma amizade que envolvia também Richelle e Nicole. Mas desde o ensino médio, após Richelle se mudar para outro lugar e Nicole passar a fingir que não os conhecia, a amizade com elas esfriou para como se nunca houvessem sido amigos.
Cal e Richelle ainda chegaram a manter contato e a amizade, mas por uma razão que Cal nunca entendeu, Richelle parou de responder seus contatos.
Cal agora está na faculdade de Crenshaw, mas sua amizade com Rae continua firme e forte. Na verdade, é como se eles fossem da mesma família. Mesmo confiando a ela todos os seus segredos e sonhos, ele nunca disse que mesmo depois de todo este tempo, ele não conseguiu superar o abandono de Nicole e Richelle.
Cal está bem diferente daquela criança magricela que foi na infância. Hoje está alto e forte, atraindo facilmente os olhares femininos, mesmo sem fazer qualquer esforço para isso. Ainda assim, seus relacionamentos nunca duram muito, apesar de manter uma certa amizade com suas ex.
Nossa história começa quando justamente um destes relacionamentos está terminando, mas desta vez, por desejo da namorada Carly. Como Cal nunca gostou de confusão ou qualquer tipo de confronto, não questionou muito os motivos de Carly.
Até porque sua atenção foi desviada para uma garota que estava fantasiada de ninja. Sem saber quem era, apenas que tinha um corpo muito atraente, ele acabou descobrindo que ela era amiga de Tess, uma garota que tinha uma certa queda por ele. Mas surpresa mesma foi quando ele descobriu que a garota ninja era na verdade Nicole...
Bem, na verdade não era Nicole, e sim Nyelle, ou foi assim que se apresentou. Totalmente confuso, Cal não entende porque Nicole estava dizendo ser outra pessoa, e o engraçado de tudo isso, era que ela realmente parecia ser outra pessoa. Mas como explicar isso? Tudo em Nyelle o fazia lembrar de Nicole, mas suas atitudes eram totalmente diferentes daquela menina que ele conheceu na infância.
Nicole foi uma criança privada de ser criança. Seus pais exigiam dela nada mais que a perfeição. Seus únicos momentos de alegria era quando estava na companhia de seus amigos. A garota que Cal estava conhecendo era uma alma livre, cheia de vida e livre de pressões.
Aos poucos ele começava a perceber que por baixo desta alegria existia na verdade muita dor. Nielly, era uma garota misteriosa, que nunca dizia claramente as coisas. E cada dia que passava, Cal se via mais envolvido com ela. Na verdade, ele nunca esqueceu o amor que nutria por Nicole e mesmo Nyelle sendo tão diferente psicologicamente o amor que sentia por Nicole, era agora de Nyelle.
Ele não entendia muito esta loucura, mas seja lá o que estava acontecendo ele queria proteger Nyelle, mas também queria saber a verdade sobre Nicolle.
As duas seriam de fato a mesma pessoa? Seriam Irmãs gêmeas que foram separadas? Que história louca havia por trás disso tudo? Ele também queria a verdade do que ocorrera com Richelle, os motivos que a levaram a se afastar dele e de Rae.
Ele e Rae mereciam e precisavam da verdade. Eles só não concordavam em como chegariam a tais fatos. Cal não queria fazer nada que pudesse afastar Nyelle/ Nicole novamente, mas há um momento da vida em que você precisa enfrentar seus medos, pois eles podem envenenar seu futuro para sempre.
Incrível! Mais uma vez me rendo as nuances criadas pela Rebecca Donovan. Este ano eu tive o prazer de conhecer a série Breating e virei fã da autora, e neste livro, ela ratificou porque me conquistou.
Dos quatro amigos narrados no livro Nicole era a criança que mais tinha problemas. Mas estes problemas não era facilmente notados. Por baixo daquela fachada perfeita, de uma pessoa linda, inteligente e feliz, havia muita pressão. A família de margarina era somente da porta para fora, pois dentro de casa as coisas eram bem diferentes. Ela e a mãe pisavam em ovos, e com pouca idade, Nicole não entendia muito os motivos da crueldade e frieza de seu pai, nem porquê sua mãe aceitava tais fatos.
Cal se apaixonou por Nicole assim que a conheceu. De início era aquela paixão infantil, sem grandes consequências, ainda mais para uma criança tímida como ele. Já Richelle, sempre foi de falar o que pensa. Muito corajosa, não tinha medo de mostrar seus sentimentos. Ela praticamente adotou Nicole para si, e como ela e Rae vivam discutindo, foi Nicole quem conquistou o posto de melhor amiga. Em relação a Cal, ela não escondia a queda que tinha pelo garoto. E como toda imaginação fértil que uma garota era capaz de ter, já dizia que os dois se casariam e que ele era seu namorado. Fato que Cal nunca e importou em negar.
Por isso, quando Richelle se mudou e depois cortou qualquer contado com ele, foi um baque descobrir que ele significava muito pouco para ela. Na sequência ainda veio o golpe da Nicole desdenhar da amizade dele e da Rae. Foram dois duros golpes que ele nunca se recuperou completamente.
Mesmo sem entender as atitudes de Nicole, ele nunca conseguiu tirar aquela linda menina de olhos azuis do coração. E sempre pensou no que teria acontecido a ela depois da formatura, já que ninguém da cidade voltou a ouvir falar dela. Mesmo sua turma esnobe da escola. Era como se ela nunca tivesse existido.
O livro é dividido em dois tempos: presente e passado. O presente é narrado por Carl, já o passado, é narrado pela Nicole e pela Richelle. É justamente esta narrativa, de ambas as garotas que deixaram Carl que leva o leitor a entender o que acontece no presente. O passado é narrado desde o aparecimento de Nicole, até os dias mais recentes, onde enfim o leitor descobre toda a verdade sobre as duas garotas.
Enquanto o leitor vai juntando as peças através desta narrativa paralela, Carl vai tentando vencer as barreiras de Nyelle para descobrir se ela é ou não a Nicole. E sendo a Nicole, porquê ela assumiu uma nova identidade.
Em uma narrativa carregada de sentimentos, é impossível não se comover com a jornada destes jovens. Amizade, lealdade, superação, amor, perda, encontros e desencontros, tudo está narrado de uma forma que não deixa o leitor ficar muito tempo longe do livro. Não deixe de conhecer a história deste grupo de amigos.


site: http://fabricadosconvites.blogspot.com.br
Lana Wesley 12/12/2016minha estante
Já tinha lido uma trilogia publicada pela autora, por isso quando soube que esse livro seria publicado por aqui fiquei bastante feliz e entusiasmada. A trama a meu ver foi muito bem construída, principalmente por intercala a visão de passado/presente, e entre os amigos dos personagens principais, no começo fiquei bastante confusa, mas ao decorrer da história, todas as peças do quebra cabeça se encaixou e ai que a leitura foi a ponto de cinco estrelas. Super recomendo a leitura.


Eduarda Rozemberg 27/12/2016minha estante
Confesso que adoro personagens problemáticos, eles sempre tem muito a nos dizer. Parece ser um livro de drama incrível e fiquei muito ansiosa para lê-lo. Os quotes que você selecionou também são ótimos.




AndyinhA 01/08/2016

Trecho de resenha do blog MON PETIT POISON

Tive o mesmo problema com o livro anterior, a autora enrola demais para mostrar ao que sua história veio. São capítulos e mais capítulos, num encher de linguiça sem fim sobre o assunto, que é tenso, mas foi muito mal aproveitado e poderia ter sido muito mais elaborado/interessante.

Um problema que me agarrou um profundo ódio foi a ‘feminilização’ do protagonista. É difícil ter garotos narrando coisas amorosas, geralmente eles vão na pegada da aventura, das lendas ou suspenses. Não achei ruim ter uma visão masculina sobre o assunto, mas aqui o personagem era feminino demais, ele tinha muitas das atitudes das meninas e o seu pensar era de menina.

Antes que vocês critiquem, sim, eu sei que há rapazes mais ‘femininos’, que não são machões ou algo do tipo, mas eles ainda têm a praticidade e a questão lógica dos rapazes, mas aqui, no início, muitas vezes me perguntei se tinha entendido errado, ou seja, se era uma menina narrando e achei que seria menino devido ao nome. As coisas não casaram bem, faltou a autora pedir à amigos para ler e mexer em algumas partes.

A enrolação do motivo da personagem sumir foi cansativa, a história não andava, eram sempre os mesmos questionamentos, as mesmas considerações e em alguns momentos os mesmos diálogos quando certos assuntos eram levantados. Até o primeiro terço da história, eu levei de boa a enrolação, no segundo comecei a ficar irritada e no final já estava cansada de ler as mesmas cosias e nunca chegar ao fim.

Para saber mais, acesse:

site: http://www.monpetitpoison.com/2016/03/poison-books-e-se-for-voce-rebecca.html
Camila Ferracino @camilaferracino 31/10/2017minha estante
Caramba... Achei que tava de TPM e achando o livro um enrolação, tiraria 100 paginas dele fácil...


Nathalia 24/04/2018minha estante
Nooossa!!! Super isso, tô no final e não aguento mais esses dois. A pessoa mais sensata desse livro é a Rae. Cal sempre fazendo tudo o que a Nielly quer e ela se fazendo de doida




Larissa 16/12/2016

"O arrependimento é um monstro hediondo, mordendo fundo e colocando sal nas feridas quando você tenta se curar."
E aí galerinha linda da minha vida, como vocês estão?

Nada como voltar a vida pós TCC, até parece que o céu está mais lindo haha.
Hoje estou aqui para falar um pouquinho com vocês sobre um livro muito especial. Ganhei o livro de presente de dias dos namorados da Luiza, e era um livro que não estava nas minhas listas, então foi totalmente inesperado.

"E se For Você" já te prende logo na capa. Não tem como não ser fisgado pela imagem linda de uma menina com touca salpicada de neve com olhos extremamente azuis. Me chamou muito a atenção e por isso decidi que essa obra seria a minha 25º do ano.

"Nao deixe que ele saia da sua vida como eu deixei. Porque eu me arrependo todos os dias."

O início me deixou um pouco confusa, pois já começa com diálogos com vários personagens e também com mudança rápida de tempo. Mas me situei rapidamente e claro, me apeguei em alguns de um jeito possessivo.

A obra é considerava "young adult" (YA), ou no português "jovem adulto". Mostra a vida de quatro amigos que viveram os melhores momentos da infância juntos. Richelle, Cal, Rae e Nicole. Nicole conheceu os três assim que mudou-se de cidade e os quatro tornaram-se inseparáveis.

Logo Nicole começou a andar com eles, todos perceberam que algo estranho acontecia na casa dos pais da menina. E nesse momento eu comecei a bolar na minha cabeça mil teorias. Nicole não podia nunca se sujar, correr era coisa de outro mundo, perder o jantar era inadmissível, tirar notas abaixo de 9,0 era algo terrível, já que o sonho do pai era que Nicole fosse para Harvard. A menina era exemplo de criança, organizada, inteligente, educada e pontual. Mas será que Nicole era feliz?

[RESENHA COMPLETA NO BLOG]

site: http://www.quatrosentidos.com.br/2016/12/resenha-e-se-for-voce.html
comentários(0)comente



Karin 22/02/2016

E se for você?, de Rebecca Donovan
Então eu li E se for você? Não sei nem como começar a escrever essa resenha. Sério! Juro!

Para começar, fiquei sabendo do lançamento do livro pelo Facebook da Globo Alt quando eles fizeram a votação para a escolha da capa. Pronto! Já fiquei encantada pelo livro.

A ansiedade ficou ainda maior quando recebi um e-mail perguntando se havia interesse em ler o livro antes do lançamento. Claro que respondi que sim e fiquei louca de ansiedade pela chegada dele.

E chegou e li e amei!

Cal acaba de entrar na faculdade e divide seu tempo entre aulas e festas com os amigos. Até que ele encontra Nicole Bentley, por quem ele foi apaixonado quando criança, e de que nunca mais tinha ouvido falar desde que se formaram na escola, há mais de um ano.

O único problema é que .. aquela garota não é Nicole. Ela é identica à menina que conviveu com Cal, mas seu nome é Nyelle Preston e, ao contrário de Nicole, essa garota é impulsiva e ousada, e só quer aproveitar a vida. Quando os segredos do passado e do presente começam a colidi, de uma coisa ele poderá ter certeza: nada é o que parece ser.

Essa é a história de Cal, um menino tranquilo que tem como melhor amiga Rae. Ele está na faculdade, vivendo sua vida normalmente. Até que encontra Nicole em uma festa da faculdade, mas não era Nicole ali e sim Nyelle. E sentimentos e confusões retornam para sua cabeça. Afinal de contas, o que aconteceu com Nicole e Richelle, suas outras grandes amigas da infância. Enquanto tenta desvendar o mistério do sumiço de Nicole, ele se envolve com Nyelle, uma garota totalmente diferente da amiga do passado, apesar de ser fisicamente idêntica. Mas a dúvida, persiste e ele começa a procurar um jeito de entender toda a história e entender o que ocorreu para que os quatro amigos se separassem.

Quando a gente começa a ler E se for você? achamos que o personagem principal é o Cal, mas não! Na verdade não dá para saber se há um personagem central. É ele a voz no livro, mas não é a história dele que é o mistério. É a história do grupo de amigos que se desfez da noite para o dia quase que literalemnte. Ele quer desvendar o mistério por trás do sumiço da amiga Nicole e também da amiga Richelle que não falava com elas desde o início do ensino médio. Além de querer saber o paradeiro delas duas, Cal, juntamente com a amiga Rae queria entender o que realmente aconteceu para que o grupo de amigos tão unidos se separasse de forma tão estranha e repentina.

Esse é o primeiro livro da Rebecca Donovan que eu leio. A autora também escreveu a série Breathing, que foi lançado aqui no Brasil pela Editora Pandorga. Gostei muito da sua forma de escrita: leve e misteriosa. No livro, autora utiliza o recurso de flashback. Então temos o presente e o passado sendo contados para que o leitor consiga entender os acontecimentos e consiga desvendar o mistério por trás da história. No presente, Cal conta os acontecimentos; no passado temos as vozes dos quatro amigos, contando o que ocorreu na visão de cada um deles.

E se for você? é uma graça. Começando pela capa que passou por votação entre os leitores. No 2º Encontro de blogueiros com a Globo Alt, a responsável pela capa nos explicou todo o processo criativo. Falou da imagem, do mistério presente nela no qual só aparecem o olhos, característica que Cal reconheceu logo de cara quando viu a Nyelle pela primeira vez e que não dá para saber se a ela está triste ou feliz. A diagramação ficou muito boa, com fonte em tamanho confortável, escrita em páginas amarelas que ajudam para que a experiência de leitura seja agradável.

Os personagens são cativantes na medida certa e você se apega a eles. O livro é fofinho, gostoso de ler. Você não quer parar, porque a autora te prende ali com a trama e você fica ansiosa para saber o final da história. A gente começa a desvendar o mistério a partir último terço do livro. Não é uma grande reviravolta que ocorre, mas é surpreendente na medida do esperado para o livro. A gente se emociona e até cai um cisquinho nos olhos no final.

Acredito que é uma história que fala sobre amizade, sobre as relações entre amigos, sobre ser você mesmo acima de tudo, sobre vencer medos e ser livre para ser o que deseja ser. É também um livro sobre o amor, de segundas chances, de poder consertar erros do passado ou pelo menos fazer alguns ajustes. Recomendo a leitura para todos aqueles que desejam uma história sobre amor e amizade.

site: http://www.karinparedes.com/
comentários(0)comente



Celi Gomes 17/03/2017

Muito além do esperado!
Gostei da história desde o início, mas a postura da Nyelle me incomodova, não entendi como ela podia não confiar no Cal, pq não contava o que aconteceu e pensei em várias possibilidades do pq do comportamento. Não entendia pq Richelle e Nicole se afastaram do Cal e da Rae, eles eram melhores amigos, não fazia sentido de repente não se falarem mais. Quando tudo é explicado parte meu coração, fiquei tão triste por eles, por tudo que deixaram de viver juntos, por toda a dor que passaram. Amei o livro!
comentários(0)comente



dayukie 13/08/2017

"E se for você? é um livro com uma leitura rápida e que vai te deixando muito ansioso a cada capítulo lido, e fala sobre temas que a maioria de nós já nos questionamos e passamos alguma vez na vida, como que caminho devemos seguir? Quais escolhas devemos fazer? Seguir o que nossos pais desejam ou o que queremos?"

Resenha completa no blog.

site: https://goo.gl/VTpSWd
comentários(0)comente



Dressa Oficial 22/05/2018

Resenha - E Se For Você?
Olá, tudo bem com você?

"E Se For Você" é um lançamento da editora Globo Alt ao qual eu estava bem ansiosa para ler, pois muitas pessoas elogiam essa autora e eu não tinha tido a oportunidade de ler ainda nenhum livro dela.

"E Se For Você" é um bom livro com uma leitura rápida e envolvente que vai te deixando muito ansioso, é um livro do gênero YA (Jovem Adulto) que traz aquele tema que muitos de nós já passamos na vida, que caminho devemos seguir? E que escolhas devemos fazer? seguir o que queremos? ou o que nossos pais desejam e orientam?

Quem narra a história em primeira pessoa é o Cal que sempre foi amigo de Nicole, Rae e Richelle eles eram vizinhos e sempre frequentavam a casa um do outro, Nicole foi a última criança a chegar na vizinhança e logo fez amizade com Richele.

Nicole tem uma família bem conservadora que cobra sempre excelentes notas e querem que ela tenha um comportamento exemplar, ela não pode se sujar e quando sai para brincar com os seus amigos eles emprestam roupas velhas para que Nicole possa brincar em paz.

No decorrer do tempo Richele e Nicole ficam mais próximas e Cal e Rae ficam mais próximos, porém ao terminar o ensino médio Richele e Nicole perdem o contato com Cal e Rae.

Cal sempre nutriu um amor platônico por Nicole, Nicole sempre soube que Richele morria de amores por Cal e resolve preservar a amizade do que ficar com Cal.

Agora Cal já está na faculdade em uma cidade próxima a Nova York e encontra no campus da universidade uma menina idêntica a Nicole só que se chama Niely Preston.

Nicole foi estudar em Harvard a pedido do pai e por sempre ter tirado notas excelentes era o orgulho da família.

Só que Niely só aparenta ser Nicole, porque sua personalidade em nada se parece com a verdadeira Nicole.

Niely é expansiva, faz as coisas sem pensar, só pensa em ser feliz mesmo que para ser feliz envolva gritar no meio da rua, subir em uma árvore para comer doces e assim por diante.

-Adoro olhar as estrelas. - A voz dela está baixa e distante, como uma lembrança.
- Elas podem levar a dor embora, se a gente deixar. E quando o sol nasce, a tristeza toda desaparece.
Quando olho todas as estrelas no céu, não consigo deixar de pensar que é muita dor.
- E as estrelas cadentes?
Nyelle volta a cabeça de repente, ao som da minha voz, como se tivesse esquecido de que eu estava ao lado.
- A gente faz pedidos a elas, por mais uma chance de fazer tudo dar certo.
- Você acredita que pode fazer isso? Começar de novo?- Todo dia - diz ela baixinho, mirando as estrelas.



Os capítulos são curtos e são alternados entre Nicole e Richele que explicam o seu passado ao lado dos amigos.

O fato de não saber quem é Niely e o que aconteceu para esses 4 amigos que se separarem é o ponto alto da trama que foi o que me deixou completamente curiosa para continuar a leitura.

O final não é previsível, foi bem diferente das teorias que eu criei e ao todo é um bom livro porque me prendeu.

Mas confesso que o protagonista me deixou irritada, o Cal é muito passivo, ele aceitava tudo que Niely falava e não perguntava e nem ao menos questionava quem era ela, sempre colocava Niely em um pedestal.

Não olho para trás por medo de perder a coragem. Permaneço concentrado em garantir que nada aconteça a Nyelle: isso evita que eu pense muito no que pode acontecer comigo. Ela é minha coragem. Se não fosse por ela, não haveria nenhuma chance de eu estar me segurando nos degraus de uma escada, subindo em um silo que tem mais ferrugem do que tinha cobrindo sua superfície.


No final do livro tem um agradecimento da autora e acho que tudo o que o livro representa ela mesma escreveu na última página, então confira abaixo e não perca a oportunidade de ler este livro.

"E Se For Você" é uma história sobre amor, perda e amizade. Acima de tudo, fala sobre as segundas chances. Sobre reconhecer aqueles momentos na existência em que uma decisão pode mudar o curso da sua vida. Abrace esses momentos. Viva cada dia sabendo que existe a opção de torná-lo melhor. Você pode começar de novo... todos os dias. O importante é pensar em sua felicidade e ser exatamente quem você deveria ser. Seja feliz.



Beijos

Até mais!

site: http://www.livrosechocolatequente.com.br/2016/03/resenha-e-se-for-voce.html
comentários(0)comente



70 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5