Um Estudo em Vermelho

Um Estudo em Vermelho Sir Arthur Conan Doyle
Sir Arthur Conan Doyle




Resenhas - Um Estudo Em Vermelho


334 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |


Bryan Corrêa 14/02/2019

Como nasce uma lenda...
Nota Final = 4,4

Diagramação = 3; Plot/Enredo = 5; Desenvolvimento do Plot/Enredo = 5
Plot Twist/ Previsibilidade/Mind-Blowing = 4; Ambientação/Cenário/Universo = 5
Protagonista = 5; Desenvolvimento do protagonista = 5; Personagens secundários = 5 Desenvolvimento dos personagens secundários = 4; Antagonista (se houver)= 4; Desenvolvimento do antagonista = 4; Conteúdo = 5; Mensagem = 3

Nesta grande obra sabemos como Holmes e Watson se conhecem. Juntos, eles partem para sua primeira aventura. A história de "Um Estudo em Vermelho" é envolvente e o enredo se desenrola de maneira fluida, mostrando a principal razão de Holmes ter o poder de dedução que ele tem: a observação.

Sherlock presta atenção em pequenas coisas, que geralmente passam despercebidas por uma pessoa "normal". Seus palpites e perguntas colocam suspeitos em apuros e seus erros são poucos (se não forem nulos).

Outra coisa que gostei muito foi a volta ao passado para entendermos a origem de muitas coisas que acontecem na história.

Decidi começar a conhecer Holmes pelo seu primeiro conto e não me arrependi...
comentários(0)comente



Sâmara 24/01/2019

À todos os fãs de Sherlock Holmes!
A edição de bolso da Zahar não deixa a desejar. Eu que sou amante fiel de Sherlock Holmes me surpreendi com a tradução e o cuidado da editora em trazer o primeiro livro de muitos sobre esse universo que Arthur Conan Doyle criou. Li o livro em apenas um dia, e me arrependi por ter feito isso tão rapidamente, sem poder aproveitar os capítulos. Porém, ele atendeu à todas as minhas expectativas. Quem já assistiu alguma das duas séries de tv que há sobre Sherlock, precisa ler este livro! Pois ele retrata fielmente o início da carreira pública do detetive ao lado de seu fiel amigo, John Watson. Dentre tantos livros lançados pelo autor, este é o primeiro, mostra como John e Sherlock se conheceram, e como essa amizade tomou grandes proporções, investigando e solucionando diversos crimes.
comentários(0)comente



Paloma | @eusou.paloma 23/01/2019

elementar, meus caros amigos
Procurando a sinopse, me deparei com uma frase que não poderia ser mais verdadeira. "Ávidos para chegar à última página e ver o enigma desvendado". Foi exatamente assim que eu me senti.
Eu já era fã do famoso Sherlock Holmes e seu caro amigo Watson, pois li alguns contos deles quando era criança e amava um mistério. Então imaginem minha felicidade ao descobrir a existência de um box, uma coletânea, com as melhores aventuras desse querido personagem.
No primeiro volume encontramos dois romances e alguns contos, sendo eles:
(Romances)
- Um Estudo em Vermelho
- O Sinal dos Quatro
.
(Contos)
- Escândalo na Boêmia
- A Liga dos ruivos
- Um caso de identidade
- O mistério do Vale Boscombe
- Os cinco caroços de laranja
- O homem de lábio torcido
- A pedra azul
- A banda pintada
- O polegar do engenheiro
- O nobre solteiro
- A coros de berilos
- As faias roxas
Todas as histórias são narradas nas palavras do nosso amado Dr. Watson, também responsável por registrar as investigações de Sherlock.
Esse tipo de narrativa passa um sentimento de conforto, ou seja, ao falar diretamente conosco, Watson faz com que nos sintamos mais íntimos, quase como se estivéssemos participando de todas as situações inusitadas nas quais Sherlock Holmes se envolve.
Além disso, o fato de Watson ser um leigo com relação aos crimes e a todos os detalhes, Sherlock é obrigado a explicar o processo que o fez chegar ao resultado forma mais fácil e clara para o amigo, permitindo que nós também entendamos tudo. Obrigada Watson!
Por fim, não poderia deixar de citar o trabalho incrível da editora com essas edições maravilhosas.
O resultado de tudo isso é uma jornada incrível!
comentários(0)comente



Amanda M 09/01/2019

Convidativo
A história é muito interessante e nos motiva a ler sem fazer pausas. Mesmo com a quebra da resolução do mistério, para contextualizar o enredo do assassino, a leitura não deixa de instigar a curiosidade do leitor. De fato, é um ótima experiência e ganha mais valor com as reflexões a cerca da vida, da sociedade e do ser humano que Sherlock Holmes faz.
comentários(0)comente



Caio 21/12/2018

Livro Maravilhoso: o 3º terceiro que leio da Saga Sherlock Holmes
Um dos melhores livros que li sobre romance e investigação policial. Arthur Conan Doyle é um excelente escritor e nos prende no livro do começo ao fim. A história é interessante, investigação no seu percurso também apesar de meio rápido pois 120 páginas é rapidinho vc ler. Sherlock Holmes deve ser o personagem do genero mais conhecido de todos os tempos, de maior sucesso onde tem filmes, séries, jogos e muitas adaptações. Sherlock egocentrico, minucioso, detalhista, analítico, observador, surpreendente, inteligente: Uma obra que apresentou ao mundo Sherlock e o conquistou. Os detalhes retratados da Inglaterra Vitoriana do séc XIX é fantástico. Enfim para quem é fã do genero literário vale extremamente a pena. Um dos meus favoritos. 5/5.
comentários(0)comente



Israel Miranda 15/12/2018

Holmes pela primeira vez
Primeira aparição de Sherlock Holmes e uma das primeiras investidas de Doyle na ficção. O escritor já apresenta aqui a inteligência e boa escrita que o tornariam um gigante da literatura policial.

Holmes faz jus à fama de detetive mais famoso da cultura popular: acompanhamos seu raciocínio, seu comportamento peculiar e sua língua afiada, com grande interesse. Detectei apenas um deslize de Doyle: se Holmes consegue dissecar a vida de uma pessoa apenas observando a distância, certamente identificaria um homem disfarçado de mulher, não?

Outra coisa que me espantou foi a mudança de foco na Parte 2 da obra. Holmes sai de cena e METADE do livro trata de saga de mórmons no Velho Oeste. É tudo bem escrito e interessante, mas também dá a impressão de termos começado outro livro. Recurso corajoso do escritor.

Acima da média, com certeza.

3,5 estrelas
comentários(0)comente



LukeMaruchi 13/12/2018

A Primeira Impressão, é a que fica...
Um estudo em vermelho foi a primeira aventura de Sherlock e também foi o primeiro livro que eu li dele. Com essa primeira experiência eu posso dizer que tudo superou minhas expectativas.

A forma de escrita do Conan Doyle é diferente e engraçada. Mas eu senti falta de mais detalhes. Ele se ateve muito aos diálogos e as formas de observação do Dr. Watson -talvez seja porque o Watson não tenha as mesmas habilidades de observação do Holmes e por isso Doyle quis deixar a narrativa mais ?pobre?- Entretanto, não deixa de ser um bom livro.

Para as pessoas que tem dificuldades em imaginar as cenas dos livros sem muitas explicação, talvez esse tipo de escrita seja um pouco dificultoso e até mesmo chato. Podendo complicar o entendimento do contexto.

De resto, é um luvro otimo, um clássico como dizem. É divertido de ler e disperta a vontade de continuar até que de chege na última página.

4/5 Stars.
comentários(0)comente



Gabi 05/12/2018

Um Estudo em Vermelho
Um estudo em vermelho é primeiro livro do Arthur Conan Doyle que li. Comprei porque assisti a série Sherlock Holmes na Netflix. Comprei a edição de 4 volumes capa dura.
Enfim, foi divertido imaginar as cenas com os atores da série.
Meio confuso no meio, pois não era igual na série, mas mesmo assim nada que fará você ler duas vezes para entender certinho.
Conan Doyle transforma casos de assassinatos em uma leitura da tarde.
Nota muito show.
comentários(0)comente



Claudia.Jorge 28/11/2018

Sherlock Holmes - Um estudo em vermelho
Olá amigos!!
Liberei a resenha no blog é só clicar no link.
Beijos

site: www.vivendo-com-felicidade.blobspot.com/
comentários(0)comente



Telice 16/11/2018

Ora ora temos um Sherlock Holmes aqui
Quem nunca ouviu falar de Sherlock Holmes? O detetive mais famoso de todos os tempos.

Pois bem, conheci de fato suas histórias através da série estrelada por Benedict Cumberbatch e Martin Freeman, depois de assistir o primeiro episódio me apaixonei e fiquei doida pra ler os livros.

Um Estudo em Vermelho é o início das histórias publicadas por Doyle sobre Sherlock e não poderia ser melhor. Temos aqui a formação da amizade entre Holmes e Dr. Watson, um mistério pra lá de intrigante e nada comum e um desfecho sensacional.

Um ponto positivo é que o livro é contado pelo ponto de vista do Dr. Watson, a gente acaba se identificando muito com as reações dele em relação ao Sherlock e o mistério. Ele é como se fosse a representação do grande público e gostei disso.

Um ponto negativo é que o mistério foi desvendado muito cedo. Não é algo ruim, mas me incomodou um pouquinho. Meio que deu uma frustrada de leve em mim!

Enfim, recomendo a leitura e já quero ler os outros!

site: https://www.instagram.com/a_leitoraa
comentários(0)comente



Paulo.Joao 08/11/2018

O detetive e seu parceiro
um estudo vermelho é o primeiro livro da saga de Sherlock Holmes, conta a história do ex doutor do exército John Watson, que vive aventuras com seu novo amigo Sherlock, uma pessoa com costumes diferentes e bastante inteligentes. John acabava de voltar da guerra, ele precisava de um lugar para morar em Londres, mas sem dinheiro não tinha o que fazer, sorte que Watson encontra um velho amigo, que o apresenta a uma outra pessoa na mesma situação, esse era Sherlock, juntos eles decidem dividir uma casa, a casa 221B da Baker Street, durante os primeiros dias em que viviam juntos, Watson estranhava os costumes estranhos de sherlock que parecia ser uma pessoa muito solitária e sem amigos, mas o colega recebia diversas visitas na semana do oficial da policia Lestrade, John então descobre que Sherlock trabalha como detetive particular e oferece ajuda a policia em casos, isso esclarecia seus comportamentos estranhos e como ele conseguia deduzir as coisas tão rápido, com o tempo Sherlock e Watson se aproximavam mais, o detetive se sentia entediado com os casos que recebia ele queria casos grandes e misteriosos que seria m um desafio para ele, certo dia Lestrade fala para Sherlock sobre um caso de uma onda de suicídios em Londres, que eram muito suspeitos e se pareciam mais com assassinatos, Sherlock se sente atraído com o caso e pede ajuda do dr Watson para resolver, então com um corpo ao lado de uma mensagem em sangue na parede, marcas de pneus e Londres inteira para investigar, o detetive Sherlock Holmes e o dr John Watson, iniciam uma grande aventura e amizade para desvendar crimes e mistérios.
Paulo.Joao 08/11/2018minha estante
recomendo para o público adolescente para quem gosta de mistérios




Mael 23/10/2018

Clássico
Clássico não tem palavras que descreva tal obra prima.
comentários(0)comente



Gustavo.Fonseca 22/10/2018

" Bomzinho "
O cadáver de um homem, nenhuma razão para o crime. É a primeira investigação de Sherlock Holmes, que fareja o assassino como um “cão de caça”.Não achei nada demais neste título também, sinceramente! kkk, Me intrigou apenas por gostar do personagem e da trama.
comentários(0)comente



Kath 11/10/2018

Esse foi o primeiro livro de Sherlock Holmes que li, ainda na adolescência. Pegara emprestado com uma amiga de escola que havia comprado este e O Cão de Baskerville. Não lembro o que achei na época porque não costumava manter registro das minhas leituras e, revisitando-o esta semana, percebi que sequer me lembrava da história. Antes dele, já estava bem familiarizada com Poirot, personagem icônico de Agatha Christie, de modo que não creio ter me surpreendido em demasia com a trama de Doyle.

Em sua primeira aventura, Sherlock Holmes, um detetive consultor com manias bastante peculiares, conhece o doutor Watson, narrador da história e médico "aposentado" do Afeganistão após uma lesão séria no braço. Com a convivência no mesmo local, o médico acaba desenvolvendo uma curiosidade latente a respeito de seu companheiro, mas todas as suas tentativas de decifrá-lo se mostram infrutíferas. Até acontecer um assassinato.

Enoch Drebber é encontrado morto em uma casa vazia, apesar de ter sangue em volta, não há nenhum ferimento no corpo e a palavra rache (vingança em alemão) escrita com sangue na parede poderia ter levado o caso a caminhos políticos não fosse a intervenção do brilhante Holmes que, em um exame minucioso, logo de cara consegue deduzir noventa por cento do mistério.

Acompanhado do doutor Watson, Holmes embarca em uma aventura na caça do assassino sedento por vingança e envereda-se pelo seu passado em Utah, durante o 'reinado' dos mórmons, envolvendo uma bela jovem e um romance que terminara em tragédia.

A escrita de Doyle é bem detalhada e cheia de nuances e sutilezas estilísticas que tornam a leitura um pouco exigente às vezes, contudo, o mistério que circunda o caso não nos deixa parar de ler até sua conclusão. A apresentação de Sherlock Holmes não podia ser melhor, o modo de criação da personagem foi tão meticuloso que, enquanto imergimos na Londres do século XIX passamos a acreditar que tudo que foi escrito é um relato real. Como já era de esperar, esse primeiro (re)contado com a trama de Holmes me dá brecha de comparação com os casos criados por Christie para Poirot, mesmo que ambos os detetives sejam muito singulares em seus métodos, e talvez por meu ainda pouco costume com a literatura de Doyle, sinto que falta nos livros um pouco da aventura e do peso que os casos de Poirot normalmente tem. Porém, é indubitável que a sagacidade do método de dedução de Holmes tem seu apelo ao leitor deixando-nos fascinados já nas primeiras páginas.
comentários(0)comente



Vitor 07/10/2018

Um estudo em vermelho
Publicado originalmente em 1887, Um estudo em vermelho chegou a ser considerado uma espécie de "livro do Gênesis" para os casos de Sherlock Holmes, pois marca não só a primeira aparição pública do detetive mais popular da literatura universal como o primeiro encontro entre Holmes e Watson. Ao buscar conhecer melhor seu novo amigo, em pouco tempo Watson vê-se envolvido numa história sinistra de vingança e assassinato...

A história de Sherlock Holmes sempre me causou curiosidade e, após ter assistido a série da BBC, resolvi começar a ler os livros. A história é muito ágil e muito bem escrita, mas demanda que seja lia com atenção.

A única razão que me fez tirar uma estrela desse livro é que a segunda parte, por envolver uma história de mórmons e interromper a solução do caso de Holmes, torna o livro arrastado. Entretanto, nos 2 capítulos finais, nós conseguimos entender como essas histórias se conectam.
comentários(0)comente



334 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |