A Hospedeira

A Hospedeira Stephenie Meyer




Resenhas - A Hospedeira


1284 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Anderson Brito 06/11/2012

...
Como não amá-la? Digo isso me referindo a Meyer, Peg (Peregrina), Mel, Pet? Digo isso me referindo à todas elas. (risos)

O talento em extrair emoções do leitor, talento já conhecido da autora Stephenie Meyer, e levar aos olhos, pele e coração. Pasmem! Não está somente na famosa saga vampiresca Twilight (Crepúsculo). Está também, se não mais forte, em "A Hospedeira" (The Host nos EUA). Trazendo o tema almas de outros planetas que são inseridas no corpo humano para um "bem maior", ela cria uma poli-paixão entre três personagens.

Achei extraordinário a forma como ela conseguiu fazer de uma simples célula de humanos foragidos, o paraiso para quem ama a interação humana e sobreviência. Criou uma protagonista que se divide em duas para trazer ainda mais perspectiva ao leitor. Única! Nada de tecnologias super modernas, ou algo estilo "Independence Day", foi algo que só as 587 páginas do livro podem explicar. Sabemos que só há um livro para esta história, mas torço para que a autora resolva nos presentear com algo mais relacionado a Melanie, Peg, Jared e Ian. Precisamos!

As vezes se arrasta mas é tudo para deixar o final ainda mais tenso e emocionante!
Tha 22/04/2010minha estante
Mentira?! O Ian no papel do Ian?! OMG! Morri agora. Vai ser perfeito! Amei a resenha! E amei o livro também. Apesar de ter algumas cenas meio lentas, outras são tão boas que compensam as que foram mais fraquinhas.


Dani Rodrigues 29/04/2010minha estante
Oi!! Passei aqui só para registrar que foi a sua resenha e o seu incentivo que me fizeram persistir na leitura de A Hospedeira. De fato, o livro é muito bom! Virei fã tb! :)


Carol 04/05/2010minha estante
disse td q eu queria falar :D



tbm adorei esse livro, espero q ela faça uma sequência!



OMG Ian como Ian *-* vai ser de babar!


Lu 26/06/2010minha estante
Adorei a sua resenha!

E o Ian Somerhalder é perfeiro pra fazer o Ian.


Júlia A. 29/07/2010minha estante
Ian no papel de Ian! ai que perfeito!


Nati 16/02/2011minha estante
Gente,resenha perfeita.O livro é lindo,me apaixonei imensamente.Impossível,como você disse,não se apaixonar pela Peg,pela Mel,pel Jared,pelo Jaimie (tão fofo) e pelo lindo do Ian.Tomara MESMO que a SM nos conceda algo mais sobre o universo da Peg e companhia e,OMG quase infartei com a noticia de que o Ian Somerhalder vai fazer o Ian...ninguém melhor,MESMO!Tomara que seja assim!



Cáa 18/03/2011minha estante
'Amei o livro do inicio ao fim...e adoro o estilo da Stephenie de escrever, e sua resenha está perfeita *-*. Com personagens apaixonantes como
Ian, Jamie...não tem como não gostar.
Já ouvi muita gente falando que é a mesma historia de crepusculo só que mascarada, acho que essas pessoas devem abrir a mente, e parar com certos preconceitos já formados.

ameei sua resenha *--*


Josy Stoque 23/03/2011minha estante
disse tudo lindamente.


Sabrina 24/06/2011minha estante
Comprei o livro e vou começar minha leitura. São apaixonada pela forma como SM escreve e acho, pelo o que li em sua resenha, que o livro não irá me decepcionar.


Flaviaestat 11/08/2011minha estante
Acabei de ler e digo uma coisa: #TeamIan desde criançinha, rs


Cah 03/10/2011minha estante
Tb gostei do livro, mas realmente no início vc não se motiva muito a continuar a lendo, mas se persistir, vale muuuuito a pena, adorei o livro e a maneira como a história foi contada!


Naty 15/02/2012minha estante
Concordo perfeitamente e também estou torcendo para uma continuação! O único problema é que o filme não lançou em 2011 xD


Giulia Padovani 04/07/2012minha estante
Engraçado, o ian somerhalder é exatamente o jared que eu imaginei :s ótimo livro ^^


Má Oliveira 25/07/2012minha estante
Tem total razão, não tem como não amá-las. O livro é perfeito, um dos meus preferidos! não canso de ler nunca!!


Nayara 07/08/2012minha estante
Nossa, estou lendo ainda. Estou beirando a página 300, então não estou por dentro de toda a história. Mas algo me diz que Ian tem algo relacionado a Peg, e que os dois terão alguma relação. Tomara que eu esteja certa!


Marcos 29/08/2012minha estante
eu tipo que peguei esse livro com um certo preconceito...mas pelo amor de deus esse livro e muito fantastico...principalmente o final ...eu amei esse livro esse ta na minha listas de os melhores livros que eu li esse ano.


Ana 26/09/2012minha estante
Concordo. Esse livro me surpreendeu. No inicio tava achando meio chatinho e quase desisti de ler, mas depois da pagina 100 não consegui mais parar. Eu não consigo não amar os personagens. Sério. Um dos melhores livros que eu já li, apesar de não ter lido muitos. Adorei esse livro e super recomendo.


Marina 11/10/2012minha estante
esse livro é ótimo e como tudo que vc falou - ele extrai emoções e te faz refletir sobre os valores humanos - do corpo e da alma.
(mas o Ian vai ser outro autor)


Herbert 02/11/2012minha estante
O livro é muito sem emoção, poderia haver mais acontecimentos não me impressionei em horta alguma e o livro na me cativou.. Os acontecimentos esperados demoram de mais a chegar e a escrita do livro é muito dificil de ser entendida.. Comparada a crepusculo a autora se afundou.


Rosa 10/11/2012minha estante
Esse livro no inicio me deixou meio confusa, queria até parar de ler começando a achar ele chato, logo fiz mais um esforcinho para lê-lo. Gostei tanto do livro que cheguei a ler ele duas vezes.


Bianca 02/12/2012minha estante
Como muitos falaram no começo o livro foi bem chato e cheguei até a me confundir,na parte que ela estava no deserto andando 'sem rumo' praticamente foi uma chatice. Mas no meio do livro me surpreendi bastante, gostei muito, foi legal ver como os humanos aceitaram a Peg ao longo do tempo, coisa que parecia impossível, muito bom mesmo o lvro. Acho que eu esperava um pouquinho mais, mas tenho certeza que não me arrependi de ter lido o livro.


Aline TS 04/12/2012minha estante
T
Tbm achei o inicio cansativo...mas a sua resenha diz tudo! Gostei do livro, e estou torcendo pra autora escrever outro livro com a Peg e o Ian, Melanie e o Jared, o Jamie o tio Jeb, Doc, kyle... Enfim já estou com saudades dos personagens e acho que a autora fez um final com cara de continuação!!!


Letícia 12/12/2012minha estante
Saudades da Peregrina e do Ian!


Loma 01/01/2013minha estante
Só eu que torço pra que ela fique com Jared? Peg tem tudo a ver com ele... E de acordo com Meyer, irá ter mais duas continuações. Infelizmente não sabemos quando irá sair! Mordendo os dedos para a estréia do filme.


Jaque 12/01/2013minha estante
A Hospedeira>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Crepúsculo.


Jaque 12/01/2013minha estante
Ah! Ian>>>>>>>>>>>>>>Jared.


Aline 23/01/2013minha estante
É exatamente o que o Anderson falou. As vezes quando estou sem livros novos eu fico relendo minhas passagens favoritas da Hospedeira... :)
Ian é apaixonante. Jared é imprevisível. Melanie é guerreira e Peg é altruísta. òtimo livro.


Anna Clara 15/02/2013minha estante
Ainda não li o livro infelizmente mais to com muita vontade de ler e ja me recomendaram muito. Parece ser muito bom..


Juliana 17/02/2013minha estante
Comprei esse livro faz cerca de 2, quase 3 anos, e quando comprei, por conta do começo um tanto quanto arrastado, demorei horrores pra ler. Porém, mais ou menos na segunda metade do livro, a ação começa de verdade e foi aí que eu devorei o livro. Horrível mesmo foi a "ressaca" que deu esse livro depois que terminei..


Fabiana 03/03/2013minha estante
eu juro q quase desisti do livro achei cansativo e muito parado mas dai fiquei com Dó de parar de ler e me esforcei pra continuar mas dai depois da metade do livro me prendeu adorei amei e meu deu ate uma tristeza quando terminei de ler


Marcia 29/03/2013minha estante
Estou lendo ainda como muitos disseram, o começo é dificil tive que ler 2 vezes algumas partes pra entender bem, mas apaixonante a Peg x Melanie e adoro o Ian, quanto ao Jared meio bruto até onde li mas agora ja na metade do livro gostando muito aproveitar minha folga hj e continuarei lendo claro.


Joice 04/04/2013minha estante
Comecei a ler hoje espero que eu goste mas tenho certeza que vou gostar é o primeiro livro que eu leio da Stephenie Meyer


Graci Rocha 10/04/2013minha estante
Anderson, gostei do livro, apesar de ter esperado mais cenas de lutas e tal, e mais, gostei da sua resenha... hehehehe


Mia 13/05/2013minha estante
Assim que terminei de ler "A hospedeira" tive uma tremenda depressão pós livro. Eu queria mais. No começo fui arrastando, mas depois não conseguia parar. Achei interessante, mas esperava algo mais...
Amei e odiei na mesma intensidade..


Tauane 19/09/2013minha estante
Era um livro que queria muito ler, comprei, comecei a ler e achei muito cansativo, talvez porque não estava conseguindo entender bem. Mas depois das primeiras 80 páginas comecei devorar o livro. É o meu favorito.


João 10/12/2013minha estante
Esse livro é perfeito, mas não ache que precise de uma continuacao.


PATRICIAHB 31/03/2014minha estante
E ainda tem esse tema inédito, duas identidades na mesma mente, debatendo, discutindo ...


Lucianny 15/01/2016minha estante
Estou com esse livro em minha estante,há quatro anos.Não consigo passar da página 100.




Márcia 29/07/2010

Na verdade, um quadrado amoroso com apenas 3 corpos...
Acho que Stephenie foi infeliz ao escrever esse livro. Em algum ponto - possivelmente - ela deve ter percebido isso.
O livro não é de todo ruim; não é uma leitura de maneira alguma desagradável, porém é só. A aventura não tem objetivo em absoluto.

Os valores humanos são invertidos, questionados, para depois serem totalmente aceitados (?). Stephenie tentou construir uma história tocante por meio da história de uma das "criaturas alienigenas" que tentam fazer a coisa certa por meios errados. Mas o tempo todo ela se contradiz com o que defende por certo e/ou errado no livro.
Quando digo que a aventura não tem objetivo é no sentido literal mesmo... Tá! Peregrina é tomada pelas emoções do corpo de Melanie, saindo a procura do tio desta - com esperança de encontrar os amores de sua hospedeira: Jared e Jamie -, e encontra (?) E DAÍ (?) Acontece mais nada... Os humanos tentam matá-la, ela tenta se enturmar... e assim vai umas belas 300 páginas (!)

Stephenie tentou refletir demais e acabou perdendo a sua essência como escritora - que ela passou tão bem em Crepúsculo [ minha opnião]. Mas bom, jamais esperei que A Hospedeira fosse uma espécie de "continuação" ao estilo de Twilight, mas nem mesmo todo a minha preparação para algo novo com o nome Meyer me poupou da decepção. Stephenie perdeu a graça com Peregrina ( uma personagem tão irritante, insípida e contraditoria quanto Bella, para mim ). O livro não traz a emoção necessária para uma aventura com mais de 500 páginas! O romance de Melanie com Jared - e ate mesmo o suposto romance que deveria ter entre Peg e Jared - foi sobrepujado por Ian. Isso me faz pensar em que triangulo Stephenie se referia no seu comentário: ao triângulo Jared, Melanie e Peregrina ou ao triângulo Peregrina, Jared e Ian (?)
Acho que o livro de qualquer maneira vale a pena ser lido. Alguns, com certeza podem adorar. Talvez uma releitura me faça gostar mais. De qualquer maneira, se quer ler, tenha muita paciência. O livro não é de todo ruim, como já disse, mas não tenha grandes pretensões.

Por outro lado foi bom ler um livro com um final totalmente imprevisível - pelo menos eu esperei o livro todo que fosse, pois como a aventura de Peg não tinha um grande objetivo realmente, não havia, para mim ali, possibilidade de um final feliz. Stephenie conseguiu pelo menos, segurar o "suspense" do final até os últimos capítulos.
Acsa 19/11/2009minha estante
Não li o livro, porém, achei sua resenha ÓTIMA. É raríssimo achar adolescentes que escrevam e argumentam tão bem hoje em dia. Os hábitos de leitura estão se esvaecendo mas o seu, pelo que parece, permanece intacto! Parabéns!


Bibliotecária Vanessa 22/11/2009minha estante
Assino embaixo!!! :D


Bruna 11/12/2009minha estante
Você escreve muito bem, gostei da sua resenha, bem mais expressiva que a minha - hehe - e o que quis dizer com minha resenha foi que o início do livro foi terrível na minha opinião, e que por isso achei-o irritante, tanto é que abandonei a leitura.



Até! =)


Becky 14/01/2010minha estante
adorei a resenha. eu realmente nao me sinto inclinada a ler o livro de uma pseudo-escritora, q para mim já foi um fracasso ao escrever crepúsculo, e de acordo com o q falam de "a hospedeira", foi outro fracasso enorme.

coitada da meyer. ;)


Fe Sartori 26/01/2010minha estante
Concordo com tudo o que você escreveu..

Precisa realmente de muita paciencia pra ler esse livro.


Mayllee Chan 24/02/2010minha estante
Discordo de vários pontos de sua resenha, porém acho que foi muito bem fundada.

Não acredito que Meyer tenha se contradito arbitrariamente em sua narratiava, acredito que na verdade ela apenas ilustrou o ser humano e seus valores, exatamente contraditórios como são!


Ems 02/08/2010minha estante
Não concordo com a sua resenha, não mesmo.

O livro é realmente ótimo, e a Stephanie sabe escrever muito bem, gostei até agora de todos os livros dela, que são poucos. E também acho que mais da maioria achou o livro bom, que com certeza não são vocês aí de baixo, tirando Maylle Chan.


Marina 02/08/2010minha estante
Concordo com vc, o livro é mto arrastado e sem propósito. Acho até que vc foi generosa nas estrelinhas! :) rs


Helo 29/11/2010minha estante
Concordo plenamente!!!
Grande parte do livro é preciso ter paciência para ler, porque a leitura não rende, é massante.
Mas tenho que confessar: chorei no final kkkkkkkkkkkk


Faabi! 25/01/2011minha estante
Mah você é 10 rs ;D !


JorgeMota 08/02/2011minha estante
Jamais vi resenha tão bem feita e que resume a obra sem conter spoilers!

^^


Josy Stoque 23/03/2011minha estante
todos os livros da Stephenie se baseiam unicamente no amor, porém em A Hospedeira ela tentou agregar mais valores. Eu achei incrível! Válido para uma releitura, com certeza! Bem, sou suspeita para falar porque amo a autora e tudo que ela escrever eu vou ler feliz!


Jonathan 28/04/2011minha estante
concordo com você, o livro é ruim!

Tentei com muito afinco mas não consegui continuar a leitura e abandonei - o primeiro livro q eu abandonei -

Ouvir falar bem do livro, que ele não seguia linha crepúsculo mas é bem fraco, personagens contraditórios, só pela peregrina gostar do Jared é ridículo....


Tonný 21/06/2011minha estante
Já li 110 páginas e penso em abandonar, esta muito chato e me arrisco dizer que as vezes me perco na leitura, #meyerfail


Gabs 29/06/2011minha estante
O livro dá muita preguiça, a história não anda. Fiquei meses com preguiça de ler, só terminei porque me deu a louca e li 300 págs em uma manhã, mas a história não sai do lugar, o livro é muito entediante.


Victor 15/08/2011minha estante
Fantástica!


RaphaeleCaixeta 04/09/2011minha estante
Odeiei totalmente o livro nas primeiras páginas, e ate capítulos. A história demora a se desenrolar e aqueles alienígenas chegaram amme irritar. E os dramas da peregrina. Mas no final eu gostei. Bastante.
Nao e dos melhores livros da minha vida.


Elaine 28/11/2011minha estante
Ahh acho que nao vou comprar, Amei Crepúsculo, mais quando Bella deu uma de piriguete kkkkkkkk perdeu a graça, menina chata mal agradecida, se o livro a Hospedeira tem isso nem vou comprar pra nao passar raiva, ate hoje tenho os 4 livros da saga crepúsculo mais parei de ler em Lua nova, é uma reação da autora ficar dando voltas em circulo, porque achei isso em todos os livros dela.


Marianne 21/12/2011minha estante
O livro é ótimo, não entendo como ele "estancou" nas prateleiras. Não é previsível, e apesar de ser um livro basicamente grande você fica preso a cada página querendo saber o que irá acontecer nas próximas.


AlexBDP 23/01/2012minha estante
Uma coisa é fato! Tem que ser insistente para ler esse livro! O seu início realmente é maçante, mas depois que chegamos a parte do deserto tudo melhora!


Luiz 27/02/2012minha estante
Eu discordo pq eu achei um ótimo livro com uma questão super abrangente em vários sentido a ser comentado ,só a cho q o livro terminou com gosto de quero mais n com sentido de que ficou ruin e sim com sentido de que viria um segundo como continuação para tornalo com um desfecho ainda melhor.


Leonardo 23/04/2012minha estante
Releia. Esse erro de achar que o livro é maçante é cometido porque você ainda está admitindo o universo e o clima tenso de "A Hospedeira". O suspense vai embora, mas você entende melhor a história.


Vanildo 05/05/2012minha estante
Para mim a escritora passou muito tempo enchendo linguiça, somente no final é que ficou mais empolgante. Mesmo assim é melhor que a série Crepúsculo.


Brubs 31/05/2012minha estante
Eu amei esse livro, de verdade.


Yasmine 04/06/2012minha estante
Na boa? Melhor do que Crepúsculo. Claro, na minha opinião, nunca gostei de Crepúsculo, e este livro até que a autora foi melhorzinha.


Jeh 18/06/2012minha estante
Comecei a ler agora e estou achando muito monótono. A narração é super chata, não estou gostando da Peregrina. Apesar de Crepúsculo ter umas coisas bem sem noção, a narrativa de Bela era mais envolvente. Vi em algum lugar que a Stephenie Meyer ia fazer mais 2 livros de continuação. Então o livro não acaba?? :o


Letícia S. R. 27/06/2012minha estante
Amei o livro. Confesso que no inicio achei chato e ate pensei em parar de le-lo. Só que eu decidi ler mais um pouquinho pra ver se a historia ficava boa, até o capitulo 10 nem tava gostando muito. Mas a coisa mudou, eu começei a me interessar pelo livro e antes o que eu lia mais pra ver como era a historia se transformou de tal forma que eu nao conseguia parar de ler. Gosto do suspense que tem no livro, me deixa mais curiosa, e o que é mais impactante na minha opinião é que é uma historia tão improvavel com um final feliz impossivel de ser imaginado. Quando voce pensa que tudo acabou para Peg, que o final feliz ia ser só de Mel, voce se surpreende e ve que o final feliz pode ser para todos. E os personagens do livro são incriveis. Peg, ah Peg... no inicio eu não gostava dela, não mesmo, na verdade a odiava, não via a hora da Mel conseguir o corpo de volta e a Peg ir embora pro espaço. Só que depois não tem como continuar a odia-la. Voce simplesmente passa a ama-la. A Mel é guerreira, acho que nao tem outra palavra para distingui-la. Ela é incrivel e não tem como não torcer para ela ficar bem ao lado de Jared, esse que na minha opinião é complicado amar ou odiar, afinal, ama-se Jared pelo amor que ele sente pela Melanie, e pela forma protetora que sempre fora com Jamie, só que quando ele começa a maltratar Peg a gente acaba ficando com raiva, muita raiva de Jared. Jamie, é um garoto incrivel, impossivel não amar, é como se as vezes desse até vontade de entrar no livro só pra dar um abraço nele, sabe? Ele é realmente demais. E Ian. Apaixonante. Acho que isso basta para descreve-lo. Enfim, um ótimo livro, que brevemente hei de rele-lo :]


Márcia 28/06/2012minha estante
A guria ai embaixo fez a resenha dela embaixo da minha u.u


Jessica 18/07/2012minha estante
Comecei a ler o livro e abandonei. Hoje eu achei ele na biblioteca resolvi dar uma segunda chance a ele. Vou ver se consigo ler tudo.


Ana Paula 01/08/2012minha estante
Comecei a ler e abandonei na hora que uma invade o corpo da outra. Já nem lembro mais o nome de quem era a alma e quem era a hospedeira. Sei que achei chato e vi que não ia entender nada do livro. Estou vendo que não errei!


Nayara 07/08/2012minha estante
Bem, como a Letícia, concordo, no início o livro é realmente monótono. Ainda não acabei, estou chegando na 300. Mas a história começou a engrenar. Acho que muita gente não tem paciência, e como eu tenho uma paciência de Jó e nada mais interessante pra fazer, vou lê-lo até o fim. Realmente, a narração de Meyer é cansativa as vezes, e o silêncio de Peg me irrita! Mas ao mesmo tempo acho Peg amável demais. Estou gostando do livro, não acho que seja ruim e chato nesse ponto que as pessoas falam. É só ter calma, a história em si é interessante.


Márcia 08/08/2012minha estante
Nayara, concordo. CALMA é imprescindível para aguentar esse livro e enxergar coisas boas.



Indi 03/09/2012minha estante
Como a maioria, eu achei o livro cansativo no começo, cheguei até a pensar que não o entenderia. Mas como dificilmente desisto de uma leitura, prossegui... E sinceramente gostei muito do livro. Acho que a Meyer fez milagre com a historia que me pareceu muito pobre no começo.
O que não achei muito criativo foi o fim da historia. Muito pouco detalhe, da bastante lugar a uma continuação, mas não sei se é o que vai acontecer.
E sobre o "triângulo amoroso" tbm ficou bem confuso pra mim. Cheguei até pensar que ela estivesse contando a Peg e a Mel como uma só. hehehe


Paloma 22/01/2013minha estante
A história ficou tão chata, que eu abandonei o livro. Não gostei dos conflitos entre Mel e Peg. Foi uma amiga que me indicou, quando contou a história, achei muito legal, mas quando eu li realmente, nossa... É bem escrito, porém não é bem desenvolvido. Não me dá curiosidade de saber onde foi parar Peg, Mel, Jared, como em outros livros que fiquei curiosa, mesmo depois de abandonar.


Nathália 24/01/2013minha estante
Não acho que o livro da hospedeira foi mal escrito, ao contrário da série crepúsculo, a qual a bella me deu um tédio total. Acho que a hospedeira foi o livro que me deu esperanças em relação a stephenie.


Ninha Machado 06/01/2014minha estante
Eu tenho uma opinião um pouco diferente sobre livros em geral, acho que pelo menos as 20 primeiras páginas de qualquer livro devem ser de tirar o fôlego do leitor, instigá-lo, incitar sua curiosidade, para assim deixá-lo com vontade de não querer parar, o que não aconteceu com esse livro (e com muitos). Comecei a ler e me deu um tédio total, tanto que abandonei e não pretendo começar de novo. Estou trocando, aliás! Boas leituras a todos.


Claudia 28/07/2016minha estante
Olha, eu adorei a história, um verdadeiro avanço na habilidade de Meyer como escritora. O problema foi o que a editora Intrínseca fez com a história. A tradução é horrível, a revisão é péssima, e o Jared na verdade tem 26 anos, não 36 - foi um erro de digitação. A reflexão que esse livro traz é enorme se você souber lê-lo.




Arthur 04/11/2011

Se você quer conhecer Meyer, leia The Host
Stephenie Meyer surpreende ao mostrar o quanto amadureceu depois de Twilight. Se você quer conhecer Meyer de verdade, esqueça Twilight e leia The Host.

A Terra foi ocupada por um inimigo que não pode ser detectado. O humano se tornou hospedeiro desses invasores: sua mente é extraída, enquanto o corpo permanece intacto. A nova consciência que o ocupa passa então a conduzir sua vida, que aparentemente prossegue sem alteração. A maior parte da humanidade sucumbiu a tal processo. Melanie Strider não. Junto aos poucos remanescentes de nossa espécie, ela vive em segredo. Até, um dia, ser capturada. Peregrina, a "alma" invasora designada para o corpo de Melanie, fora alertada sobre os desafios de viver dentro de um ser humano: as emoções irresistíveis, as sensações tão intensas, a persistência das lembranças e das memórias, vívidas demais. Mas há uma dificuldade que Peregrina não esperava: a antiga ocupante de seu corpo se recusa a desistir da posse de sua mente. Peregrina investiga os pensamentos de Melanie com o objetivo de descobrir o paradeiro dos humanos que ainda resistem. Entretanto, Melanie ocupa a mente de sua invasora com visões do homem que ama: Jared. Incapaz de se separar dos desejos de seu corpo, Peregrina começa a se sentir intensamente atraída por aquele humano a quem, contrariadamente, foi submetida. Quando os acontecimentos fazem de Melanie e Peregrina improváveis aliadas, elas partem em uma busca incerta e perigosa do homem que as duas amam.

O início do livro é realmente chato e complicado. Reli o prólogo e os dois primeiros capítulos várias vezes até conseguir entender. Mas depois disso, você se vê preso à história e ao mundo criado pela autora.

Ao longo da história, enxergamos o planeta Terra através dos olhos de Peregrina, que na verdade não são dela, mas de sua hospedeira, a humana Melanie. Vemos um mundo violento e sanguinário, que muda com a chegada das Almas. Mas através de Melanie, que ainda sobrevive em sua mente, Peg descobre que a humanidade tem suas qualidades. E por isso decide ajudar um grupo de humanos sobreviventes - entre eles Jared, o amor de Melanie, e Ian, que se apaixona por Peg, formando assim um quarteto amoroso de três corpos.

Stephenie escreve em detalhes todos os sentimentos de todos os personagens, de modo que até as ações dos "vilões" se tornam compreensíveis.

Como já disse no início, se você quer conhecer Stephenie Meyer, leia The Host. Com certeza, é o seu melhor livro. Mal posso esperar pela continuação.
Mayllee Chan 24/02/2010minha estante
Não acredito que terá continuação!

Ele é perfeito por si só!


Natália 27/02/2010minha estante
Acho que o romance da história não se concentra no "quarteto amoroso". Ian está fora de questão (pelo menos, até onde li). O que realmente importa é o triângulo amoroso de Peregrina, Melanie e Jared.



Sua interpretação de "A Hospedeira" foi muito diferente da minha.


Pri Francisquet 02/03/2010minha estante
Acho que a Naty ainda não terminou de ler...pq é claramente um quarteto amoroso...e um quartato que vai álém do amor físico. È um amor de alma.


Carol Barreto 11/07/2010minha estante
Meu irmão comprou, disse q é msm complicado o inicio, mas acho q ele nem terminou de ler, to louca pra ler tbm!!!


Joao L. 04/06/2011minha estante
A Stephanie Meyer ja informou que nao haverá continuação !!!!! Resenha otima ... O Livro é perfeito *-* Me apaixonei pela Peg ... E odiei o Jared ... Ian é fofinho *-*


Aline 01/07/2011minha estante
A própria autora confirmou que já tem o esboço e os dois primeiros capítulos prontos da continuação já tem uns 2 meses


Rafaela 14/08/2011minha estante
eu simplesmente adorei esse livro. Adorei a história, e é mesmo complicado no início. Eu só tenho pena de quem abandonou o livro pensando de fosse um tédio KKK. Amei a Peg e o Ian e apesar de querer mais ainda da história, tenho medo que mais ainda possa estragá-la ):


Maíra Alves 01/09/2011minha estante
Eu AMEI esse livro! Foi um dos que tive que diminuir o ritmo de leitura no final pq tava com pena de acabar de ler, rsrs Senti saudades dos personagens!
Um dos meus favoritos!


Gabi 25/02/2013minha estante
Esse livro foi o unico que me emprestaram e eu nunca devolvi. Realmente a primeira vez que se le o prologo você pensa "Mas que raios tá acontecendo?" Você pode até visualizar a cena, mas nada faz sentido. Concordo com o Arthur em quase tudo, menos que deveria ser lançado um segundo. A Hospeideira é tão perfeito que não quero correr o risco de ser estragado com uma continuação ruim.




Mandy Porto 23/04/2010

Ótimo! *-*
"É um livro de ficção que não parece ficção científica - é sobre um triângulo amoroso com apenas dois corpos. O que mais gostei neste livro foi de explorar o amor de ângulos tão diferentes. O amor pela comunidade, pelo próprio 'eu', pela família - o amor romântico e o amor platônico." - Stephenie

Novo livro de Stephenie Meyer é tão maravilhoso que eu nem sei por onde começar a expressar o que estou sentindo... A hospedeira em um todo é uma obra prima. Uma história repleta de amor, humanidade, sobrevivência... A luta de uma garota em busca de seu amor e familia. Este livro é totalmente diferente do que Stephenie nos apresentou com a saga Crepúsculo. E mais uma vez eu bato palmas para ela por criar algo tão incrível.

A hospedeira é praticamente dividida em três partes, de acordo com os sentimentos de Mel/Peg. Medo, aceitação e segurança. É tão difícil escolher um personagem favorito...porque basicamente todos eles são cativantes. Amei o Ian, Jamie, Jeb, Doc e em alguns momentos eu não sabia se amava ou odiava Mel/Peg e o Jared. Eu fiquei divivida no meio do livro, não sabia o que pensar.

Eu me emocionei, eu me irritei, eu amei. Quando não estava o lendo, eu estava pensando nele, sobre ele. Amei tanto aquela família que eu queria poder tocá-los e ver em vida real. Stephenie criou uma nova espécia inteira, eu não sabia se os odiava ou os amava. A hospedeira é uma leitura completamente diferente de tudo que eu já li.

Eu recomendo, recomendo, recomendo. Um livro para ler para o resto da vida, assim como Crepúsculo.



BLOG: http://www.mylittleworldofbooks.blogspot.com/
Cris 22/02/2011minha estante
Concordo plenamente com você, o livro é demais, é uma ficção científica que realmente não parece ficção científica, me apaixonei pelos personagens... e adorei o finel da história, tbm recomendo... muito bom mesmo, como sempre são os livros da Meyer!!


duda 29/06/2011minha estante
Disse tudo. É o melhor livro da Stephanie, sem dúvidas.


Rafaela 14/08/2011minha estante
concordo, ele é o melhor. O melhor dela, o melhor de todos.


Leonardo 23/04/2012minha estante
Esse ponto que você tocou é o que as meninas que esperavam crepúsculo "parte 2" não notaram. O modo como o amor é abordado é melhor do que o modo "Ele é bonitão , eu amo ele e sempre vou amar, não importa quantas pessoas se f*dam".
Me irritou na minha primeira leitura o tempão que a pe ficou presa. E msimplismente amei o suspense na minha primeira leitura.
Quando reli, eu compeeendi o universo e o clima tenso do livro, que no primeira vez me deu dor de cabeça e enjoo só de tentar imaginar.
CONCORDO E ASSINO Embaixo:
Leonardo




Vanessa 24/10/2009

Maçante.
Acho totalmente errado dizer que a Stephenie Meyer é uma excelente autora, ao contrário, esta longe disso, ainda falta para ela se tornar uma grande autora de livros, talvez os que achem isso nunca leram autores de maior complexidade, pois a leitura dos livros da Meyer é extremamente fácil. Em Crepúsculo, apesar de eu ter gostado, ela peca em muitas coisas, e nesse livro ela conseguiu se sair pior, não consegui passar das 200 páginas, achei o livro péssimo, a história mesmo sendo ficção científica, tem um enredo totalmente confuso só se salvando pelo fato do "romance" que ela sabe implantar muito bem em seus livros. Abandonei este livro e não pretendo voltar a lê-lo.
Márcia 30/10/2009minha estante
Pra quem não gosta de Stephenie Meyer, ler a série "Luz e Escuridão" toda é realmente um grande feito.


Maria 07/11/2009minha estante
Sthephenie Meyer é muito ruim como escritora. Os livros dão a impressão de serem ?carregados? do início ao fim. Bella é uma das personagens mais chatas com que me deparei em livros. Por que a autora precisa dar tanta ênfase no fato dessa menina tropeçar, cair? É engraçado? E o lobisomem então, que coisa mais patética? Li três livros desta autora para realmente dirimir toda a dúvida que tinha a respeito do ?talento? da Stephenie como escritora. E consegui.


Pri Francisquet 07/11/2009minha estante
Bom se vc considerar os livros da sua estante de complexidade como Shakespeare ou a coleção das Brumas,ou Homero, ou até então mangás (eu tbm os leio mas não coloquei aqui no skoob, inclusive a maioria que vc leu eu tenho)o meu gosto deve ser parecido com o seu, ou seja já li livros que vc considera de complexidade. E eu já li outros livros da sua estante como o da Cecilia (autora do Mundo de Sofia, e isso sim achei maçante)J.R.R. Tolkien (não consigo gostar de o senhor dos anéis mas considero ele um autor incrivel por ter construido praticamente um mundo diferente), vc não pode classificar uma autora ruim pelo tipo de livro que ela escreve, e é isso que vc está fazendo. Por que eu já li muitos livros de dificil complexidade, embora não tenha gostado de alguns eu jamais vou dizer que o autor é ruim por que não excreve ao meu gosto, que é o que você fez.

E pela sua estante você gosta tanto de livro que tem q pensar (vamos dizer assim) e não soube aproveitar a lição de vida que vem por de trás do romance da Ste, diferente de Crepúsculo, a Hospedeira veio trazer uma verdadeira lição de amar sem considerar as aparencias.

Você pode não gostar do jeito que ela escreve, mas considerar ela uma autora ruim só pq ela não escreve da maneira que você gosta é errado.


Bibliotecária Vanessa 12/11/2009minha estante
Hoje entendo a crítica de Stephen King em relação a ela... Realmente, ela precisa comer muito cuscuz para ser considerada uma "grande autora"... Ainda bem que não comprei o livro...


Maíra F. 30/11/2009minha estante
Não li esse livro ainda, mas amei a sua resenha, rs. Tentei ler Crepúsculo, mas não aguentei chegar até o final... Até pretendo ler um dia ele inteiro pra poder formar uma opinião mais justa. Mas... não tenho mts dúvidas que a Meyer é uma escritora fraquinha mesmo. O pouco que eu li de Crepúsculo já foi suficiente pra ver, rs. Enfim, ótima resenha! :)


Júlia A. 29/07/2010minha estante
Sim,Meyer não é uma grande escritora. Mas esse livro é bom sim depois da pag 150, hahha. è melhor que crepúsculo. Acho que se você tentasse ler até o final acabaria gostando. Eu estava odiando esse livro mas do meio ao fim fiquei conquistada. Tente ler se possível.


Cinthia 04/08/2010minha estante
Não entendi o povo criticando a autora sem nem ter lido o livro e com base na opinião dos outros.


Hime 29/08/2010minha estante
Aê! Mais uma hater pro nosso mundinhooo!*-*
Não li esse livro, mas pelo que me contaram parece ser realmente ruim e_e' e por ser da meyer, então, fode...://


Charlie 19/01/2011minha estante
haters hahahaha
ridículos. EU AMO ESSE LIVRO.e daí? não sou dotada de complexidade? parem de pagar de cult


Josy Stoque 23/03/2011minha estante
para quem não sabe, as influências literárias da autora não poderiam ser melhores e no entanto, abordam o mesmo tema central que ela, porém sem fantasia e mais realidade (como Jane Austen e William Shakespare). Eu acredito que a Stephenie consegue unir os dois muito bem (romance e fantasia)! Aliado a muito suspense e rico em detalhes.


Vanessa 14/06/2011minha estante
Vou bater o record de comentários em uma resenha? Provavelmente... ;)


Rafaela 14/08/2011minha estante
então você não sabe o que tá perdendo, porque o livro fica muito bom mesmo depois do capítulo vinte. O livro é realmente muito bom.


Luiz 27/02/2012minha estante
eu concordo com a Fer vc deveria pelo menos ter terminado de ler o livro inteiro pra depois formar sua opnião,n q vc n possa ter gostado mesmo,mas digo istu pq faço istu quando penso q n gostu d eum livro vou atéh o fim ,para saber se a minha opnião n vai mudar ;D


Leonardo 23/04/2012minha estante
O livro fica bom so na página 250 pra lá. Esse tempo é pra voc~e se adaptar ao universo e ao clima tenso de "A Hospedeira".
Tente ler denovo, e se o livro era emprestando, compre po 9,99 na americanas.
Vc não irá se arrepender!
Senão eu como meu chapéu!(deception point lover)


Giulia Padovani 04/07/2012minha estante
Sinceramente, concordo no ponto que vc diz que a
Leitura de crepúsculo é fácil, a meyer nao é uma grande autora. Entretanto, crepúsculo e a hospedeira foram livros ótimos, e vc deveria Ler o livro antes de critica-lo. Como vc quer fazer uma resenha para dar a idéia de como o livro é para as outras pessoas, sendo que vc nao tem fatos o suficientes para formar sua opinião. Vc pra mim é só mais uma hater de crepúsculo que sai julgando tudo.


Nayara 07/08/2012minha estante
Giulia, sou sua fã, rs.


Marina 20/10/2012minha estante
mais um criticando A Hospedeira com base no que leu em Crepusculo. GENTE - ACORDA - É OUTRO LIVROOO! Leiam primeiro - depois critique.


Vanessa 29/10/2012minha estante
"Leiam primeiro e depois critique?" Sorry, esse comentário é nonsense, se você vai até a metade de um livro e não se sentiu atraída por ele, não adianta ir até o fim, nada vai mudar... enfim, eu não gostei do livro, e as resenhas são opiniões pessoais. Eu estou surpresa por até hoje, ter gente vindo postar aqui para mostrar sua indignação por "minha opinião pessoal".


Cinthia 01/01/2013minha estante
Não, Vanessa. A coisa é que existem livros que necessitam de toda uma apresentação de background primeiro pra depois a história andar. Não posso dizer por experiência própria, mas vi alguém dizendo que Guerra e Paz toma umas 500 páginas assim pra só depois começar a história de verdade. Quer dizer então que você daria uma estrela sem ter acabado a história para um clássico, porque você não aguentou ir até o final? Você diz que essa é sua opinião pessoal, mas você não terminou o livro... Então isso não é uma opinião, é uma suposição sobre como TODO o livro é de acordo com as páginas que leu. Não falo só pra defender A Hospedeira aqui, eu odeio toda vez que as pessoas abandonam um livro e dão nota mesmo assim... Não é justo. Ou você termina, ou então não dá nota. Você só avaliou o que leu, não o trabalho completo, sua opinião poderia ter mudado até o final da história SIM. (já aconteceu comigo)


Bruna Martins 06/01/2013minha estante
Concordo 100% com a Cinthia.
Eu amei o livro, mas pelo menos eu terminei. Não que eu ache que você tenha que gostar também, mas é ridículo dar um julgamento final sendo que você nem se quer terminou. Você afirmou não ter chegado a página 200. Mas são 560 que realmente surpreendem. Você não leu nem a metade!
Uma opção sua não terminar o livro, mas errado dar uma nota (ainda mais tão fraca) mesmo assim. Isso pode fazer com que pessoas sejam influenciadas e não leiam, achando que realmente é ruim, quando, na verdade, o livro é muito bom no geral.
Não se pode julga-lo só porque veio de uma autora que escreveu Crepúsculo. Lógico que há romance, afinal, Stephenie Meyer parece gostar muito disso. Mas é uma história que oferece MUITO mais que a saga Twilight.
Eu recomendo que todos leiam (e até o final), assim possam tirar uma conclusão própria.


Pedro 07/02/2013minha estante
Sério, o problema desse livro é que é só depois da metade fica bom! Eu já tentei ler umas quatro vezes, mas aí eu chego nas páginas 40, 50 e não consigo mais ler. Adoro Crepúsculo, li os 4 livros, mas a Stephanie Meyer conseguiu dar um downgrade na escrita dela. Um livro é composto de início, meio e fim. Como ler um livro que o ínicio é ruim, quando tem vários outros livros que você quer ler? E o pior é que no começo você não entende nem quem está falando, a Peregrina ou a Melanie.
E todo mundo aqui em baixo falando que não pode julgar um livro antes de lê-lo inteiro, por favor entendem: se você não gostou, você não gostou. Não adianta falar: ah, se você não leu até o final, não pode dar opinião! Claro que pode. Claro que se pode dar nota depois que abandona o livro. Se você abandonou, é porque não gostou.


Amadeu 26/04/2013minha estante
Este livro não é que seja de todo ruim.

Nunca me interessei por Meyer, mas quando li na contracapa que era uma ficção científica a lá Clarke comprei na hora e tomei um tombo nessa expectativa.

Na verdade isso não é um romance, mas sim um belo roteiro prontinho para ser filmado no cinema.


Este livro tem cópias descaradas de Arthur Clarke (A Cidade e as Estrelas), do seriado Stargate e até trechos de músicas do Led Zeppellin (?Meu espírito implora para ir para o oeste - Há um certo trecho que a pesonagem diz isso em clara alusão a música Stairway to Heaven).

E a autora força uma situação poética/filosóficas, tentando escrever prosas poéticas que desviam da ação do livro, tornando-o um verdadeiro ?embromation? (talvez aqui deva dar um desconto por causa da tradução(?)).

Este livro poderia ter ficado melhor com 300 páginas do que com 600 páginas.

O final do livro até que se torna empolgante, mas deixa muitas coisas em aberto, é tanto ?embormation? que muitas subtramas não se fecham.

Um livro apenas regular e tenho que concordar com quem diz que este livro não diz nada.

Acho que há uma explicação pro 8 e 80 desse livro: Os fãs de Crespusculo gostaram, mas os fãs de sci-fi ficaram decepcionados.


Jessé 04/03/2014minha estante
Depois que você terminar o livro eu leio tua resenha.


Naiane 11/01/2015minha estante
Nossa. Pri Francisquet, Josy Stoque, Rafaela... Super concordo com vocês.
Sério, se não gostou até as 200 páginas, continue. Deixa de ser confuso e passar a ser magnífico. Só porque a escrita é "fácil" não quer dizer que seja ruim, de maneira alguma. Na verdade, embora adore livros com escrita bonita, isso torna o livro mais compreensível e facilita que os leitores consigam se ver no personagem.
Fala sério. De verdade. Bom, eu gosto de livros com grande complexidade, gosto, e mesmo assim, isso não me impede nem um pouco de gostar da escrita de Meyer e me interessar por suas histórias. Gosto de Crepúsculo. Me dispus a ler A Hospedeira. Não estou nem um pouco arrependida, pois o livro é simplesmente maravilhoso.
Talvez você não tenha conseguido se identificar com o personagem e/ou não tenha entendido o verdadeiro núcleo do livro.
Entendo que algumas pessoas não gostaram, e não julgo ninguém, pois cada um possui sua opinião, mas sua crítica não foi simplesmente uma crítica. O fato de você não ter gostado não faz com que a autora seja ruim.




Gabriel 12/10/2012

Desfazendo Preconceitos usando alienígenas
Primeiramente, não confundam a palavra "preconceito" levando-o para o lado pejorativo. Quando digo isso, me refiro a um conceito pré-concebido pela premissa inicial da capa dizendo "Da mesma autora de Crepúsculo", já surgem variáveis possibilidades do que se achar - Seja pendendo para o bom ou ruim - embora provavelmente quase nenhuma certeira.

Com este livro estando relacionado a um título de tamanho peso, é difícil não ser parcial em relação ao primeiro julgamento. Essa premissa somada ao resumo do livro na orelha pode criar o pré-conceito de que o livro se trata de um romance... Bem, extraterrestre. O mundo foi dominado por seres alienígenas de forma espectral que se hospedam em corpos humanos. A hospedagem é sua forma de sobrevivência e estudo. Mas existem escondidos grupos de resistência humana - obviamente.

Quando uma "alma" com uma quantidade enorme de planetas vividos no currículo vem para este mudo, as coisas saem dos eixos. Exposta a grande pressão emocional do corpo humano e a consciência do seu corpo que cisma em se manter, Peg se vê no meio do muro. Definitivamente Meyer foi muito feliz na construção desse livro num geral. Faria as pessoas que julgam a autora por sua primeira saga pasmarem. Embora o início do livro seja incrivelmente massante - excluindo partes interessantíssimas que era quando se falava sobre os outros planetas, suas biosferas e universos, que eram como curiosidades que faziam a leitura correr rapidamente além de adicionar uma verossimilhança para a questão dos "aliens" - em um momento seguinte a história começa a andar mais.

Uma deficiência na obra que pode ser desagradável para muitos é que não se trata de um livro de ação, e sim uma história de aprofundamento moral, logo se deve dar importância para os diálogos - que embora repetitivos as vezes, se salvam por uma série de análises morais feitas por uma criatura pura como Peg que é exposta a todo esse conflito de atitudes humanas". O livro trás questões simples, mas que se bem utilizadas criam grandes obras como "O valor da vida humana", "O peso das emoções" e "Se há esperança num mundo tão corrompido até o âmago pelo sofrimento e mortes como o nosso". Tudo corrobora para uma história de diálogos ricos e reflexões inocentes e certeiras.

Outra coisa na qual Meyer foi muito reluzente foi na construção de seus personagens. Peg é uma narradora apaixonante, que embora vise sempre o melhor por esta ser sua natureza, é irremediavelmente também afetada pelos sentimentos fortes de Melanye, sua hospedeira, e toma decisões que mesmo ela sabendo que não são as devidas ou racionais, incontrolavelmente acontecem. O que dizer então de Jamie, que desperta o amor maternal, o mais ilimitado dentre todos os tipos de afeição? Sem falar dos amores por quem ela luta, a paixão, a qual lhe foi forçada, por Jared e a que se frutifica por Ian? Jeb e sua curiosidade incessante, Kyle e sua explosão de angústia que tem um desfecho ótimo ao final do livro... Todos os personagens e todas as emoções são muito bem definidas e narradas por uma personagem "imparcial" que vai nos mostrando o quão fortes e pesadas são essa explosão de lágrimas, de ódio, de paixão, de loucura que temos dentro de nós todos os dias.

O final fica aquém do que eu esperava (A autora finge que um personagem morrerá até o fim para no final ele redespertar e tornar toda a lição de moral deste evento inválida, criando várias páginas inúteis), mas vale muito pelas definições ricas, embora também certas vezes cansativas - Juro que quando apareceu um capítulo com o título "Entediada", quase pedi arrego - da autora que escreveu um livro muito bom para ser apreciado. Ainda que você não seja o tipo de pessoa boa com textos longos, eu lhe indico esse livro!
Nay 12/10/2012minha estante
ótima resenha, livro realmente tem partes cansativas, mas é muito bom, um dos meus favoritos (:




Marina 07/07/2010

Crepúsculo do espaço
É impossível ler A Hospedeira e não perceber os ecos do puritano Edward em Jared e da virginal Bella em Peg. Mais uma vez, a heroína de Stephenie Meyer é uma criatura frágil e que precisa ser protegida, além de ter uma moral correta até demais e um altruísmo tão intenso que chega a ser forçado ("oh, eu preciso morrer para que ele não sofra. Tudo bem eu sofrer, o que eu não posso suportar é vê-lo sofrendo e blá blá blá." Aquela ladainha que já conhecemos).

Se em Crepúsculo houve críticas em relação a como a lenda do vampirismo foi retratado pela autora, ela tão pouco se mostra familiarizada com a ficção científica em A Hospedeira. As explicações da alienígena acerca dos outros planetas nos quais ela viveu e seus respectivos funcionamentos e nomenclaturas soam mais bobos que livro infantil.

Aqui, novamente o livro é narrado em primeira pessoa, então a similaridade com a saga vampiresca é notável nessa aspecto. Também o uso de expressões repetidas que foi tão criticada nos textos da saga ocorrem com mesma frequência (revirou os olhos, franziu o cenho, etc).
Achei o livro desnecessariamente longo, dada a falta de ação ou qualquer tipo de clímax, há trechos muito arrastados. Os pensamentos de Peg ficam muito repetitivos e o final é mega previsível, claro.

Olha, eu sou uma pessoa que gostou da saga de Crepúsculo, mas para mim já deu o que tinha que dar (essa super exposição cansa tbm). Então, ler uma versão extraterrestre dela não me entreteu muito.
Agora, se você é uma daquelas fãs ferrenhas que acha que 4 livros não foi o bastante, aí eu recomendaria. :)

Acho, contudo, que a ideia nem é ruim, só mal executada. Acredito que o filme (que parece que já está sendo feito) pode ser mais promissor. Nas mãos de um bom diretor e um bom roteirista pode ficar bem interessante.
Marlo-kun 08/07/2010minha estante
"Nas mãos de um bom diretor e um bom roteirista pode ficar bem interessante."

Sei que o roteirista é um cara imensamente competente - Andrew Niccol, o mesmo de 'O Show de Truman' e 'Gattaca'. ^^

Abraços! :D


Cláudia 11/07/2010minha estante
A ladainha de eu quero morrer não dá para querer mesmo :)

Aí levei medo agora ... o livro não parece que vai me agradar. Acho que 4 livros foi até mais do que o bastante hehe mas gostei do da Bree rsss

Adorei a resenha, bem sincera, parece que vai sair o filme mesmo né...


Andreia 18/08/2010minha estante
Eu tambem nao gostei desse livro,achei a ET forçada demais.Em contrapartida adorei a saga dos vampiros.
:D


Bruna 15/12/2010minha estante
Excelente resenha, concordo com tudo que se aplica a Crepúsculo!


Amélia 13/11/2012minha estante
Posso não ter amado o livro, mais não achei parecido com crepúsculo em nenhum ponto.


Karolaine Zanol 10/07/2013minha estante
HAHA concordo 100% contigo. Já estou quase ficando sem paciencia pra todo esse lenga-lenga maçante u.u


Maria Fernanda 24/07/2013minha estante
Concordo com tudo!




karine 05/12/2011

Mais do que ficção científica; muito mais.
Relendo esse livro agora, eu pude não só entendê-lo com mais clareza - mas saboreá-lo, página por página, como devem ser feitas com as boas e raras estórias - ou história, considerando que este livro é tão profundo e humano que parece palpável, real. Eu podia tocar os personagens com meus dedos, senti-los através das páginas, rir com eles, chorar a dor deles, sentir o amor deles.
Stephenie Meyer é uma autora imensamente renomada e imensamente criticada. Ela pode ser amada de um modo obsessivo e odiada com a mesma intensidade. Com Crepúsculo, ela conseguiu adentrar no íntimo de algumas mulheres, satisfazer suas ânsias mais secretas, o fruto proibido, a maçã do pecado escondida em cada uma de nós. Stephenie é o tipo de autora que não se contenta com a vicariedade - ela vai fundo, toca nossos íntimos, uma capacidade que pode rendê-la devoção e repulsa. Por poucas horas, as mulheres que se sentiram tocadas por Crepúsculo puderam amar e ser amadas sem medidas, um tipo de amor arrebatador, quase transcendental. Contudo, aqueles que não tinham as ânsias e as feridas que o livro tocou, rapidamente o odiara, e com razão. Com Stephenie, não tem meio termo.
Contudo, não consigo imaginar alguém que não goste de A Hospedeira. Um livro que fala sobre alienígenas - mas que é muito mais humano do que dezenas que já li. Tenho esses personagens gravados fundo em mim, quase como se os conhecesse pessoalmente.
Fala de amor de um jeito inesperado e simples, quase humilde. Aqui tem pessoas que lutam por suas vidas roubadas, e outras que conquistam o direito de viver. Mostra-nos que essência humana é muito mais que um corpo, e a gentileza e amizade podem nascer nos lugares mais improváveis.
Talvez porque Sthepenie seja uma pessoa naturalmente boa, suas personagens sempre me encantam pela generosidade e humildade, fazendo-me admirar a própria autora, da qual essas características claramente transcendem.
Para uns, uma louca desprovida talento, melosa e sem conteúdo. Para mim, só uma mulher que veio falar de amor de um modo tão doce e humilde que encantou outras mulheres de todas as idades. Stephenie Meyer, eu te amo. Seja com Edward Cullen ou Peregrina, você me encanta a cada dia mais. Nenhum autor levado mais a sério conseguiu me tocar tão intimamente quanto você. Para mim, você é uma raridade da literatura.
Mariana 09/02/2010minha estante
Stephenie Meyer, eu te amo [2]. Esse livro é muito perfeito!


Sara 03/08/2010minha estante
Stephenie Meyer, eu te amo [3
Pra mim é o melhor livro da Stephanie.


Renan Medeiros 04/10/2011minha estante
Esse é o melhor livro da autora, com certeza. Não larguei até acabar de ler.


Cinthia 06/12/2011minha estante
realmente, stephenie carrega de um exagero de sentimentos em seus livros, que consegue até transpassar tudo isso para a vida real. seja a favor ou contra ela.




Bibliotecária Vanessa 12/11/2009

Decepcionante!
Quando achei que tava me empolgando, o livro acaba... Até agora estou sem entender qual foi o fundamento desse livro ser categorizado como "literatura para adulto"...
comentários(0)comente

Márcia 23/11/2009minha estante
Huahsua' Verdade. Para mim, o livro é todo linear [ mantém a mesma "dinâmica" rala o tempo todo ] o final que vale a pena - ou um pouco antes do final - mas ai, depois da "surpresa" do final, o livro se acomoda de novo.




Camila 28/10/2009

A Hospedeira
Sensacional. Com esse livro Stephenie Meyer deixa claro que é sim uma escritora fantástica. A autora consegue mais uma vez mostrar a força e a beleza da humanidade, e principalmente do amor. Fiquei completamente hipnotizada e sofri cada vez que precisei parar de ler. A sensibilidade da história me fez chorar várias vezes e agora que terminei, estou com a alma renovada!!
Thainá Cristina 09/03/2012minha estante
Também sofri a cada vez que tive que parar a leitura, risos.


Aline 01/12/2012minha estante
Amei o livro!! Stephenie sabe fazer um triangulo amoroso como ninguem, acho os personagens deles maravilhosos, principamente os masculinos!!




Carol- Books and Tea 12/10/2012

Surpreendente
A Hospedeira
Stephenie Meyer
560 páginas

Claro que ao ver esse livro, todos fazem ligação a Saga feita pela mesma autora, e o julgam digo isso, pois fiz o mesmo.
Mas a narrativa é super envolvente, Meyer se superou muito em A Hospedeira, em nenhum momento você liga a autora de A Hospedeira com a autora da saga.

Adorei o livro como um todo, os personagens, o enredo, como é levada, como os acontecimentos se desenrolam... Enfim tudo.
Não vou escrever muito como de costume, até porque, não tem muito o que dizer, acho que quando você fica com o livro por quase 1 ano em sua mente e sente- se obrigada a fazer uma resenha, já é o suficiente né?

Recomendado!
Boa Leitura ;)
comentários(0)comente



Lu 31/12/2009

Muito bom!
É um livro que demora um pouco a engrenar. Tem um rítimo diferente da Saga Twilight. Mas é bem interessante. Tem um gostinho de quero mais que é característico dos livros da Stephenie Meyer.
Niii 21/10/2009minha estante
Eu quero ler... Todo mundo diz isso.. Que o livro é maçante no começo, mas que depois fica muito bom!


Giulia 26/10/2009minha estante
verdade, o livro quando começa você não entende nada, mais depois é bem legal.

mas é muito estranho mesmo no começo, por que se lê o livro e fica boiando nos primeiros capítulos.


Babi 19/06/2010minha estante
adoreii, ela consegue pegar a atençao, li esse livro em ingles, uma tortura, não vejo a hora de ler o novo livro dela!!!




Tha 20/10/2010

Você nunca sabe quanto tempo vai ter
Nosso mundo foi invadido por seres alienigenas que tomam nossos corpos e mentes nos suprimindo, nos fazendo desaparecer.

As denominadas 'almas' vieram para a Terra para colonizar nosso planeta, com a intenção de torná-lo um lugar pacífico e seguro.

Ao tomarem posse de um corpo as almas roubam para si todas as memórias e sentimentos de seu hospedeiro. Elas roubam suas vidas.

Uma guerra entre humanos e alienigenas começa a ser travada então.

Peregrina, uma das almas, é implantada no corpo da humana Melanie Stryder. O que Peregrina não esperava é que simplesmente Melanie não sucumbiu. Ela não desapareceu como deveria. Ela ainda está lá, em algum lugar na cabeça de sua hospedeira gritando por sua liberdade.

E agora o que fazer? Melanie usa o pouco da força que lhe resta para forçar Peregrina a sair em busca de seu irmão e seu namorado, Jamie e Jared, humanos aliados das forças rebeldes. Ela impõe lembranças de ambos à Peregrina fazendo com que ela aos poucos crie laços de amor com eles mesmo sem conhece-los e vá em busca dos dois.

Porém o que Peregrina não imaginava é que se depararia não com dois, mas com dezenas de humanos.

Aos poucos Peregrina, ou Peg como carinhosamente ela começa a ser chamada pelos "montros" humanos vai tomando conciência de que talvez aqueles a quem ela aprendeu a ver como inimigos possam ser amigos e seres melhores do que as 'almas' haviam suposto.

Ela vai aprendendo a verdadeira essecência de 'ser humano' e vai descobrir que viveu muitas vidas para enfim encontrar o verdadeiro sentido do amor onde menos esperava.

O livro é lindo!

Apesar da narrativa ser lenta e com pouco ação e emoção, há cenas tão marcantes que valem pelo livro todo.

Há boatos de que haverá continuação para o livro. Eu torço para que sim. Porque eu simplesmente me apeguei a essas personagens doces, temperamentais e incriveis que a Steph criou.

Recomendo!!!

Um livro que faz rir, chorar, pensar e acima de tudo acreditar na grandiosidade do poder do amor, que nós, seres humanos, somos capaz de sentir.

"Porque a vida e o amor continuam? Qual o sentido?"
juliablack 05/11/2010minha estante
ver a peg comprender todos os sentimentos que os seres humanos tem dentro de sí foi muito interessante!a relação de amizade que se criou entre mel e peg foi linda e acima de tudo a coragem de auto doar-se!




spoiler visualizar
Márcia 10/11/2009minha estante
Muito boa a resenha... [mas poderia conter um aviso de spoiler's no início.


Aline 07/02/2014minha estante
Gostei do livro, sou fã de Stephenie e pretendo ler todos os seu lançamentos.




Flavia 22/06/2012

Muito bom!!
Geralmente quando faço resenhas, faço um resumo do que se trata a história do livro pra depois vir com comentários e opiniões dos pontos que acho interessante destacar, mas a sinopse desse livro é tão grande e detalhada que o resumo seria inútil e só faria a resenha ficar maior do que já ficou sem a menor necessidade... Então, sem enrolar, vamos aos comentários divididos em 5 passos:

1º - Quando comprei esse livro, foi logo após o lançamento. A febre aftosa de Crepúsculo estava pairando no ar e pensei: "Poxa vida... Me decepcionei com Crepúsculo, agora me aparece essa tal de A Hospedeira pra terminar com o que sobrou da minha vida logo de uma vez"... Mas quando peguei o livro nas mãos e vi que a história não se tratava de vampiros purpurinados, lobisomens que tem aversão à camisetas e triângulos amorosos toscos, resolvi por o livro debaixo do braço e levar pra casa. Não custava nada ler já que eu não estava fazendo nada.

2º - Quando comecei a ler, o início pareceu um pouco confuso e fiquei tentando comparar esse processo dos alienígenas parasitas se alojando nos corpos dos humanos com aquela cena de "MIB - Homens de Preto", onde tem um etezinho cabeçudo da família real (ou que nome tenha a tal família, esqueci) dentro da cabeça do véio, e o corpo é só um meio de transporte, que acaba morrendo depois de ter sido espetado no pescoço pelo "Sr. Baratão que vestiu o Edgar". Comecei a perder a paciência, porque achei isso uma grande besteira, e ler quase 600 páginas de bobagem não é pra qualquer um que tenha um pouco de senso... Nem pra Jó! Mas paciência, persistência e perseverança são características e qualidades que possuo, obrigada! rsrsrs

3º - Pois bem... Comecei a ler, a leitura no início se arrastou muito, mas para a minha grande surpresa, não consegui mais parar de ler esse livro! Nem acreditei que quem teve a ideia de escrever essa história, a forma como foi escrita e o rumo que levou foi a mesma mente doentia e depravada que escreveu Crepúsculo!
Talvez pelos personagens serem interessantes, realmente terem alguma personalidade marcante e convincente e terem um propósito na vida, a história ficou muito mais aceitável, veja abaixo:

4º - Mel e Jared tinham um romance meio que impossível, devido ao mundo invadido em que viviam, e devido a diferença de idade de uns 20 anos entre eles. Mas o amor era tão grande que eles estavam dispostos a enfrentar todas as barreiras. Os alienígenas consideram os humanos seres perigosos, terríveis, destruidores, bárbaros, violentos, delinquentes e outras horrorosidades, e por isso, decidiram botar ordem no buteco invadindo tudo, sem pedir licença, se apossando de seus corpos e mentes, e tomando o controle de suas vidas...Mel acaba sendo capturada pelos aliens e Peregrina passa a habitar seu corpo. Mas o que Peregrina não esperava, era que além de não conseguir controlar a mente de Mel, já que ela se recusa a ser dominada, ainda se deixou confundir com os sentimentos dela por Jared, o que acaba desenvolvendo um tipo de triângulo amoroso. Ainda me aparece Ian, o que transforma esse triângulo em quarteto, mas opa! Só existem 3 corpos... O problema maior, é que Jared agora rejeita Mel, pois acredita que não é ela quem está lá, e não tem a menor vontade de se envolver com uma alienígena monstra que se apossou do corpo de sua amada... Só que as duas, habitando o mesmo corpo e com interesses que acabam se cruzando, precisam chegar a um consenso, mesmo se tornando amigas depois de brigarem muito através de suas mentes... Uma aprendeu a engolir e aceitar a outra e vice versa.

5º - A ideia de humanos que vivem fugindo e se escondendo para não terem os corpos tomados, me lembram esses filmes pós apocalípticos onde a lei número 1 para a meia dúzia de gatos pingados que restaram é a lei da sobrevivência. Mas acima da necessidade dos humanos pela sobrevivência, é possível captar a mensagem sobre um misto de amizade, aceitação, preconceito, rejeição e amor. Eu simplesmente adoro esse tema.

Apesar da confusão no início, o livro é muito, mas muito bom! Esse livro superou minhas expectativas e minha antipatia pela Meyer até que diminuiu. Só tem um porém... Ouvi falar que se trata de mais uma série da autora... mas cade o resto??? 3 anos depois de lançado e necas... Assim eu desisto e Meyer caiu no meu conceito outra vez... Mas recomendo a leitura!
Cinthia 22/06/2012minha estante
Deixe-me dizer que a tradução brasileira está errada, e ao invés de 36, a idade certa do Jared é 26.


Flavia 22/06/2012minha estante
Obrigada, flor!
:)




1284 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |