A vida mentirosa dos adultos

A vida mentirosa dos adultos Elena Ferrante




Resenhas - A Vida Mentirosa dos Adultos


254 encontrados | exibindo 46 a 61
4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |


Nana 21/09/2020

Gostinho de quero mais...
Desde que li "A amiga genial" e toda a série napolitana, me tornei fã de Elena Ferrante, gosto de tudo que ela escreve, e com esse livro não foi diferente.
Temos aqui vários temas tratados em suas outras obras como a diferença de classes sociais, a adolescência, a perda da inocência, traição, amizades e relacionamentos familiares.
A história é bem comum e seus personagens são tão reais que parecia tudo verdade.
Giovanna, a personagem principal, é uma garota de 15 anos que ao conhecer sua tia Vittória, se depara com várias mentiras na família e com isso vai amadurecendo aos poucos.
Só não vou dar 5 estrelas porque o final ficou muito vago, mas a minha esperança é que tenha um novo livro com esses personagens. Acredito que essa história não parou por aqui, tem mais a ser explorado!
Bete 21/09/2020minha estante
Vai trocar?


Nana 21/09/2020minha estante
Esse não


Bete 21/09/2020minha estante
Que pena!!!




Boneca sem manual 20/09/2020

Ferrante como sempre mergulhando fundo na experiência de ser mulher, dessa vez na adolescência.
comentários(0)comente



Marina.Castro.F 20/09/2020

Bom, porém perturbador
Helena Ferrante consegue com maestria relatar os sentimentos de revolta e de não pertencer a lugar algum que rondam as adolescentes, além de mostrar a hipocrisia do mundo adulto e dos ritos sociais que o compõe. No entanto, várias figuras e passagens do livro são em demasiado
perturbadoras, sem um sentido aparente além de chocar o leitor. Uma leitura que prende (a partir da parte três), e nos faz relembrar os sentimentos da conturbada fase de passagem da infância para a vida adulta. Apesar de polêmico, gostei do final.
comentários(0)comente



Naty 20/09/2020

Minha particular opinião
De início os primeiros capítulos foram ?chatos?, não me prendiam de forma nenhuma, meio que desnecessários mas quando a história ganha sentido o livro é realmente bom, uma boa história com muitos segredos sendo desvendados ao ponto que quando chega no fim vc se pergunta ?é só isso??, ?cadê o resto??, rsrsrs
Sinceramente acho que ficou faltando contar algo, que a história foi cortada no meio, então na minha opinião o livro é muito bom mas os primeiros capítulos poderiam ser uma síntese e ter dado mais espaço pra fechar a história melhor.
comentários(0)comente



Carol 20/09/2020

Decepção
Sempre tive vontade de ler algo da elena ferrante. Posso dizer que minha primeira experiência não foi boa. Leitura incômoda e final estranho. Achei até que o livro estava com defeito, faltando folha...
comentários(0)comente



Conça 18/09/2020

Minhas impressões, opniões e sentimentos...
Um livro para adolescentes.
Tantas páginas...quando muito menos daria o mesmo resultado. Segundo livro que leio de Ferrante e confesso que, Dias de abandono supera mil vezes esse.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Vinícius 14/09/2020

Bom
Leitura muito fluida, divertida e densa ao mesmo tempo, a "atmosfera" do livro te envolve e cria uma boa imersão. Algumas partes eu não consegui "captar" direito. Odiei o final, bastante acelerado.
comentários(0)comente



Cassis 13/09/2020

A vida mentirosa dos Adultos
Frio, direto, nú e cruel. São palavras que veem a minha cabeça ao pensar neste livro. Tantos sentimentos, tantas animalizações, tão real e tão diferente do comum. Uma experiência interessante. Intrissecos, como sempre, não me decepciona.
comentários(0)comente



Fabiana.Amorim 13/09/2020

Excelente
Confesso que demorei até começar outro livro de Ferrante após a Tetralogia Napolitana. Antigamente, quando não era tão infiel aos escritores preferidos, esgotava as suas obras, muitas vezes, decepcionando-me , notando repetições que me faziam abandoná-los para sempre. 


Dei adeus a muita gente assim. Talvez eu tivesse ficado com receio de perder a magia da Tetralogia ao ler outro de imediato. Mas isto foi um equívoco somente reparado agora que terminei um e já quero ler outro. 


Ferrante é uma excelente contadora de histórias. Folhetinesca, mas no melhor sentido da palavra... Porque ela prende o leitor até o fim. E apesar do mistério em relação a sua identidade, só posso crer que esta criatura é mulher. E desconfio sempre que há muito de autobiográfico nos seus livros... Ou que ela, com toda licença poética e floreios literários , está recontando histórias acontecidas.  Talvez não. Talvez seja uma mente de imaginação fantástica. 


Mas seja como for, vale muito a pena espiar mais uma vez, pelo buraco da fechadura napolitana. 

Eu como leitora biscoiteira, às vezes me arreto com certos desfechos que dão margens a interpretações. Mas quem sou eu para buscar fechamentos de ciclos felizes  se a própria vida raramente é assim? A vida nas obras de Ferrante, se mostra como ela é . Com todas as oscilações de caráter, vilanias e bondade que fazem de todo ser humano um animal bastante complexo. Este livro só peca porque não é dois nem três. Ela nos acostumou mal. Quero mais.
comentários(0)comente



Marla.Klitzke 12/09/2020

A vida mentirosa dos adultos é uma narrativa que apresenta os conflitos existentes na vida de Giovanna, desde sua infância até sua adolescência.
comentários(0)comente



Clarissa 12/09/2020

Mentiras para criar...
Para quem já leu Elena Ferrante, não iria se surpreender com sua narrativa, real, crua...
A autora tem como estilo as relações humanas, seja individual ou em sociedade.
Neste livro, vamos conhecer a família de Giovanna, uma jovem de 12 anos que tem sua vida afetada quando escuta seu pai comentar que a filha está ficando igual a sua tia Vitória.
Essa comparação entre a jovem e sua tia, faz com que Giovanna entre numa jornada em busca da verdade de sua família... Em suma é a história familiar envolvida em mentiras para criar sua filha, nas convenções que acreditam ser o ideal.
Gostei do livro, onde uma jovem luta para conhecer seu verdadeiro eu.
comentários(0)comente



Thais.Mendes 11/09/2020

O que fazer?
Quando a leitura é fluida, extremamente fluida. A história começa lenta, depois você quer saber muito o que acontece com ela, pra acabar totalmente decepcionado com o final
comentários(0)comente



Bruna 10/09/2020

Giovanna, uma personagem paradoxal
ou eu sou muito piegas em analisar romanticamente a escrita de Ferrante, que gosto de todo o teor poético que ela incita numa frase ou o livro é realmente bom...E para mim são as duas opções.
Sobre a narrativa, eu não esperava diferente, para quem já leu outros títulos dela, principalmente 'amiga genial', sabe que a escrita autodiegética (narrador personagem) é uma característica forte em seus livros; durante a leitura sentia em Giovanna um pouco de Lenu, e tia Vittoria, um pouco de Lila, etc.
Enfim, brevemente explicando o que eu achei de toda a trama em geral:
Todos os adultos mentem, principalmente seus pais, pseudo intelectuais, ungidos pelo conhecimento e que maquiavam uma vida para Giovanna. Logo, que certos episódios no livro são revelados, ela, Giovanna, rebela-se, retirando a máscara e impondo suas vontades próprias. Por outro lado, tem dificuldade de identificação, teme ser igual à sua detestável tia Vittoria, passa a mentir com frequência, até a respeito de seus sentimentos, é tão confusa, que logo no primeiro parágrafo do livro ela mesma cita:

"Eu, por outro lado, escapei para longe e continuo a escapar agora, dentro destas linhas que querem me dar uma história, enquanto, na verdade, não sou nada, nada de meu, nada que tenha de fato começado ou se concretizado: só um emaranhado que ninguém, nem mesmo quem neste momento escreve,sabe se contém o fio certo de uma história ou se é apenas uma dor embaralhada, sem redenção."
Enquanto Giovanna tenta fazer tudo e ser tudo, quando não podia, ela mesma diz não ser nada.
Portanto, a rebeldia, a intensidade nessas atitudes, comprovaram a ela, que eram mais sinceras que sua vida inteira.

"Melhor enfrentar minha tia e pagar dois boquetes naqueles dois do que ficar fechada aqui em San Giacomo dei Capri, nesta vida de merda."


Que venha a série!
comentários(0)comente



Ana 10/09/2020

A escrita da Elena Ferrante é boa, não considerei arrebatador, ou digno de toda a minha empolgação, como na tetralogia.
comentários(0)comente



254 encontrados | exibindo 46 a 61
4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |