Lola e o Garoto da Casa ao Lado

Lola e o Garoto da Casa ao Lado Stephanie Perkins




Resenhas - Lola e o Garoto da Casa ao Lado


390 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


lara.costa.9256 17/06/2017

Um romance fofinho, bem humorado e divertido
Esse livro conta a história da Lola, uma garota divertida, extrovertida, que adora desenhar as próprias roupas e se fantasiar. Ela tem pais homossexuais, que são muito rígidos e não aprovam o namoro dela com Max, um cara mais velho, vocalista de uma banda de rock, por considerá-lo mal influencia para Lola.
O grande desenrolar da história está em torno da casa ao lado, que apesar de estar vazia pertence à família Bell. Lola já teve um passado mal resolvido com os gêmeos Calliope e Cricket Bell e tudo o que ela menos quer na vida é que eles voltem a ser vizinhos. Mas para o terror de Lola eles voltam a morar na casa ao lado e ela fica d-e-s-e-s-p-e-r-a-d-a, especialmente por causa do Cricket, um amor do passado que volta quando Lola já está em outra.
O que eu mais gostei da leitura é que é levinha, bem humorada, os personagens secundários são construídos na medida certa e é muito legal saber o que aconteceu com a Anna e o St. Clair (Os protagonistas de Anna e o beijo Francês), pois eles também aparecem na história como personagens secundários.
Eu confesso que não me apeguei de cara com a história, mas no decorrer das páginas eu fui entendendo a Lola (afinal ela tem 17 e está passando por situações de uma adolescente) e gostando mais da narrativa. A autora traz alguns dramas familiares, tanto de Lola quanto de Cricket e Calliope, mas ela faz isso de forma natural, com resoluções bem simples, sem deixar a história pesada.
Pra quem procura um romance juvenil, simples e com uma narrativa fluida, eu indico o livro, vale a pena ser lido. E para aqueles que ficam na dúvida, dá sim pra ler Lola e um garoto da casa ao lado sem ter lido Anna e o beijo Francês porque os livros não uma continuação, são histórias diferentes, inclusive são ambientadas em lugares distintos. Mas os personagens do primeiro livro (Anna e o beijo Francês) têm uma ligação com os personagens do segundo livro (Lola e o garoto da casa ao lado).

comentários(0)comente



rafavalente 10/06/2017

O seguimento perfeito e inesperado para Anna e o beijo francês! Uma história completamente diferente do primeiro mas que nos transporta novamente para a pele de uma?adolescente apaixonada!
comentários(0)comente



Alice 05/06/2017

Eu tinha amado Anna e o beijo francês e não pode ser diferente com Lola e o garoto da casa ao lado. A Lola é maravilhosa, autêntica, determinada e apesar de errar ela aprende com os erros e Cricket é fofo demais, aliás a história toda é fofa e gostosa de acompanhar a jornada. Essa escritora tem um talento de fazer essas histórias de amor juvenil como ninguém. Adorei a presença da Anna e do Etienne e saber como eles estão.
comentários(0)comente



Biahh da silva 04/06/2017

Bem-Humorado, engraçado, inspirador e apaixonante
Confesso mesmo agora tendo terminado a leitura eu não consegui me apaixonar e gostar tanto assim da Lola, a historia é muito engraçada e bem-humorada a Lola e Cricket são personagens assim, e toda a escrita da Stephanie Perkins também da um diferencial ao livro e a historia, demorei um pouco para compreender tudo que se passava e o por que de no inicio a Lola ter uma digamos que ressentimento do Cricket mas depois que compreendi nossa que livro lindo, mostrando sobre que amores do passado podem sim voltar no presente, que quando você ama e gosta de alguém de verdade muitas vezes não importa os anos que passe isso não passara com tanta facilidade,que muitas vezes a aparência se engana, e principalmente que você não deve mudar quem você é para que as pessoas gostem de você.
Stephanie Perkins conquistou meu coraçao e já quero ler tudo dela.

site: https://biahhysilva.wordpress.com/2017/06/14/lola-e-o-garoto-da-casa-ao-lado-stephanie-perkins/
comentários(0)comente



Thainara.Bianchi 29/05/2017

Lola e o Garoto da Casa ao Lado Stephanie Perkins

Lola e o garoto da casa ao lado narra a história de Lola uma garota muito estilosa, e quando eu digo estilosa, é seu próprio estilo. Lola adora roupas diferentes, brilhantes e cheias de cor, sem mencionar a peruca que ela gosta de usar.

Lola era vizinha dos gêmeos Bell. Lola era apaixonada por Cricket Bell e melhor amiga de Calliope Bell quando crianças. Depois alguns ocorridos os gêmeos se mudam, e Lola deseja que eles nunca mais voltem.

Após alguns anos esse desejo de Lola não se realiza, já que os gêmeos estão de volta. Calliope uma patinadora famosa, e está fazendo uma turnê e sua família está lhe acompanhando.

E tudo que Lola tentou esquecer agora estava de volta, e lidar com a volta dos Bell não será fácil.
Os personagens são encantadores e a história também.

Stephanie tem uma magia na hora de escrever seus personagens, pois eles são tão perfeitos que acabamos nos apaixonando por eles. Queremos um Cricket como vezinho, ser amiga da Lola e da Anna, e ser amada por Étienne.


site: http://estantedaresenha.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Nádia 02/05/2017

#resenhapomarliterario Lola e o garota da casa ao lado
Entoando um hino de alegria e euforia em homenagem a essa autora MA-RA-VI-LHO-SA que é a Stephanie Perkins! Sabe arrepiar até os pelinhos da bochecha? Éh muitaaa perfeição num livro só!
Uma das melhores obras que li esse ano foi Anna e o beijo francês e qual não foi minha surpresa quando me deparei com o casal literário mais lindo de todo universo dentro desse livro. Anna e Étienne St. Clair
"Tristeza. Desejo. Uma dor dentro de mim, tão forte que não sei como acreditei que ela já tinha me deixado. Olho sua nuca e é como se o oxigênio tivesse desaparecido de meu quarto. Meu coração transborda de emoções. Estou me afogando.
Quero tocá-lo novamente. Tenho que tocá-lo novamente. Se não o tocar novamente, morrerei. Estendo a mão para seu cabelo. Ele nem notará. No entanto, no exato instante em que a ponta de meus dedos está prestes a fazer contato, ele se vira.
E ele joga a cabeça pra trás quando quase lhe acerto um olho."
Acho que tentar descrever a perfeição da escrita da Stephanie seria arriscado, pois eu poderia não achar palavras capazes de transmitir tal fato. Quando comecei a ler, não tinha ideia de que encontraria os personagens de seu outro livro aí dentro e foi simplesmente fantástico como ela interliga as histórias tão naturalmente.
A Lola tem dois pais, o Nathan e o Andy. Sua mãe biológica era moradora de rua e dependente química e a deu quando nasceu para o irmão mais velho Nathan criá-la. Ela tem 17 anos, um guarda-roupas irreverente e ousado, um trabalho de meio período no cinema e um namorado rockeiro de 22 (O qual odeio!). Sua vida estava muito boa até a casa ao lado ser reocupada pelos antigos moradores. Cricket Bell é o garoto da casa ao lado pelo qual Lola tem sentimentos diversos. E aí a vida de Lola sai dos eixos. É realmente a fórmula PERFEITA para a paixão e o humor.
Sim, é romance!
Sim, tem personagens adolescentes!
Sim, eu amo muito TUDO isso! ♡♡

site: https://www.instagram.com/p/52mu_SGv0w/?taken-by=pomarliterario
comentários(0)comente



Nath 30/03/2017

Não consegui me envolver e me conectar com a história.
comentários(0)comente



Dear Book 18/03/2017

Um conto de superação e crescimento pessoal.
[Resenha com corte de trechos ilustrativos e imagens; confira no link no blog]

Por Clarissa: Oi galera,tudo bem? Bom hoje venho com uma indicação é "Lola e o Garoto da Casa ao Lado" Tradução por Robson Falchetti Peixoto. Uma história fofa e madura, um conto de superação e crescimento pessoal.

A Designer- revelação Lola Nolan é uma adolescente que é despojada, autêntica e não acredita em moda. Acredita em trajes. Que a melhor forma de se expressar é mostrando que você é, quanto mais expressiva for a roupa - mais brilhante, mais divertida,mais selvagem - , melhor. No entanto, apesar de o estilo de Lola ser bizarro, ela é uma filha e amiga dedicada, com grandes planos para o futuro.
Sua mãe que lhe a deixou com tio/pai, porque era um drogada que foi um acidente ter a filha, mas a ama com todo o coração, e seu outro pai que ajuda e a ama com todo o carinho do mundo. Porem eles não apoiam o namoro de Lola e Max, mas ao decorrer da hist´rias veremos o que vai acontecer com esse amor bad boy.

E tudo está muito perfeito (mesmo com o seu namorado rockeiro), até os gêmeos Bell - Calliope e Cricket - voltarem ao seu bairro. Cricket é um inventor habilidoso e Calliope uma patinadora renomada voltam, Lola se vê sem chão e sem céu, um grande amor devastador voltou para lhe assombra. Mas quando Cricket sai da sombra de sua irmã e volta a vida de Lola, ela finalmente precisa lidar com uma vida de sentimentos pelo garoto da casa ao lado.
Sua vida estava nos eixos antes disso tudo, mas num piscar de olhos ou num caminhão de mudança, sua vida muda completamente e lhe aparecem um milhão de incertezas.

Lola tem uma personalidade forte mas ao mesmo tempo é frágil, muitas coisas ela terá que se agarrar a sua confiança e seu coração e seguir sua vida. Viver é duro mas cada conquista nos faz mover mais longe.

Eu amei este livro, é uma história meio antiga, mas a mensagem que passa serve para a vida toda. Lola me ensinou que posso ser quem eu quiser, sem ter medo de se arriscar e se entregar ao verdadeiro amor, mesmo que demore algumas chances, mas o mais importante é nunca perder sua essência. O livro aborda muitos tabus, como o de ter pais gays, ser deixada pela mãe, sofrer bullying, sofrer com o machismo e por ser diferente a cada dia. Stephanie Perkins nos faz abrir os olhos, nos dizendo que podemos ser felizes, cada um com o seu jeito.
Além de eu estar apaixonada pela história, me apaixonei pela capa e a escrita jovem e clara, que nos faz sentir, passar porcada momento. Ter um pouco dessa história em nossas vidas, ter um amor verdadeiro e que faça de tudo para conquistar.
Os personagens são descritos com cada um seu caráter e personalidade, o que lhes deixam únicos para serem lembrados para sempre.
O livro vai começando, os capítulos vão se passando e quando você vê já acabou e está lendo os agradecimentos, isso deixar qualquer em depressão.
Esta história não tem muito o que explicar, só lendo que você pega a magia, o sentimento e a emoção de cada página querendo mais e mais.
Espero muito que leiam este livro, que repassem esta história par que mais leiam, indicado para todas as idades.

Deixem suas dicas e cometários!!
Até a próxima e Boa Leitura!


site: http://www.dear-book.net/2016/10/resenha-lola-e-o-garoto-da-casa-ao-lado.html
comentários(0)comente



Viciada.em.ler 16/03/2017

Lola e o garoto da casa ao lado (resenha)
Estou aqui para falar um pouco sobre esse lindo livro!! Fui apresentada a esse livro, por um trabalho da escola no meu 1° ano do ensino médio. Foi paixão a primeira "resenha ouvida" e graças a esse trabalho e graças a esse livro, minha paixão por livros começou. Antes de "Lola e o garoto da casa ao lado" já tinha lido outros livros por conta própria, mas nunca tinha me apaixonado completamente pela leitura.

Lola e o garoto da casa ao lado é um livro muito lindo, desde da capa, da fonte, e principalmente do conteúdo!
Lola é uma moça muito cativante, muito estilosa, (queria ter a coragem de usar tudo o que queria sem importar com o que os outros iram falar), e as coisas que ela passa ao decorrer da história é linda, romântica e ao mesmo tempo você tem vontade de entrar na história e falar pra ela o que ela deve fazer.

Enfim, é uma delícia de história, é uma leitura tão cativante que em um piscar de olhos você já termina, a escrita é simples e fácil de entender.
A autora Stephenie Perkins escreveu também "Anna e o beijo francês" (Foi o best-seller, e é lindooo!!!), Lola é o segundo e o terceiro é "Isla e o final feliz". ATENÇÃO: Não é uma trilogia, são livros individuais, mas tem personagens de cada livro que circulam nos outros livros. É muito interessante, você tem outro olhar que não seja a de quem está narrando.

Espero que gostem, e quem já leu, comenta e diga o que achou!!
comentários(0)comente



Ruane.Cividati 14/03/2017

Lola
Achei muito divertido e uma leitura fluída, a autora conseguiu abordar vários assuntos ao mesmo tempo sem perder a história principal que é a da Lola. Lola é uma adolescente de 17 anos que está no último ano do colégio, filha adotiva de um casal gay, e namorada de um roqueiro quase famoso e mais velho, ela enfrenta várias dificuldades e revelações nesse último ano do colegial que a ajuda a amadurecer e perceber o que realmente importa, quando seu ex-melhor amigo e vizinho volta a morar ao lado.
comentários(0)comente



Bruna 14/02/2017

4,5/5
A primeira impressão que tive desse livro foi dele ser só mais um clichê pra minha coleção. Aparentemente Lola é uma garota de 17 anos que vive com seus pais, o tipico romance na primeira pessoa que te enche com os pensamentos comuns de uma adolescente chatinha, porém eu estava completamente enganada. Lola é uma garota estranha, ela é uma das personagens mais diferentes que eu já li. Ela sempre está com roupas diferentes, como tutus de bailarina e perucas de diversos formatos e cores, um dos seus maiores projetos é um vestido da Maria Antonieta.

Cricket é doce, um rapaz de coração bom e cheio de gentileza. É impossível não se apaixonar por ele. No começo eu fiquei meio em duvidas sobre o passado dele e o quanto ele poderia ser prejudicial pra lola e sua relação com Max (Max é o pior namorado de todos os tempos, sério.) mas assim que conheci ele consegui compreender a dimensão da sua gentileza e o quanto ele presta atenção até nos mínimos detalhes.

A relação familiar é muito bem trabalhada na obra, somos apresentados a um conflito extremamente difícil de superar, mas a autora trabalha muito bem os traumas e traz soluções simples e sucintas, onde são muito bem efetivadas.

A autora escreve incrivelmente bem, o seu vocabulário é simples porém muito recheado de expressões e livre de onomatopeias (graças a Deus), a leitura é bem levinha e fluida, dá pra ler em um dia.

Espero que gostem, abraços.

site: http://www.multiplicandomoda.com.br/search/label/Lola%20e%20o%20garoto%20da%20casa%20ao%20lado
comentários(0)comente



GabsConatti 28/01/2017

O garoto da casa ao lado...
Posso dizer como eu amei esse livro? Assim como Anna e o Étienne me conquistaram em "Anna e o beijo Francês", Lola e Cricket tomaram meu coração
comentários(0)comente



Ana 23/01/2017

Eu li - Lola e o Garoto da Casa ao Lado
Simplesmente maravilhoso, incrível, adorável... É aquele tipo de livro viciante, o qual não conseguimos parar de ler até saber o que vai acontecer no final. E quando chegamos ao final, pensamos: O que vou fazer da minha vida a gora?

Por isso, logo que terminei a leitura, senti uma vontade enorme de compartilhar o quanto gostei de saborear as aventuras da maluquinha Lola Nolan.

A personagem principal é uma aspirante a estilista. Seu maior sonho é desenhar figurinos para o cinema e teatro.

Já no início, ela deixa claro quais são seus três maiores desejos:

“O primeiro é participar do baile de inverno vestida de Maria Antonieta. Quero uma peruca que de tão trabalhada poderia engaiolar um pássaro e um vestido tão largo que eu só serei capaz de entrar no salão através de portas duplas. Mas, quando eu chegar lá, vou segurar as saias no alto para revelar um par de coturnos de plataforma, só para que todo mundo veja que, por baixo dos babados, sou durona feito punk rock.
“O segundo é que meus pais aprovem meu namorado. Eles o odeiam. Odeiam seu cabelo descolorido, sempre com raízes escuras, e odeiam seus braços, tatuados com teias de aranha e estrelas. Dizem que ele tem um ar de superioridade e um sorrisinho presunçoso. E estão fartos de ouvir a música que ele toca explodindo de meu quarto e cansados de brigar por causa da hora que eu devo voltar para casa sempre que saio para ver a banda dele tocar em clubes.
“E meu terceiro desejo?
Nunca, jamais, em hipótese alguma, voltar a ver os gêmeos Bell. Nunca mais.”

Juntamente com seus melhores amigos Lindsey, Anna e St.Clair, Lola terá muitas questões mal resolvidas a enfrentar. Ela vai descobrir que seus sentimentos guardados irão confundir a sua vida, que até então era tranquila e perfeita. Os irmãos Bell trarão bastante confusão, e o que eles pretendem... Bem... Só lendo pra saber.

O estilo irreverente e o bom humor de Lola são encantadores. Estou até querendo comprar algumas perucas estilosas e sair por aí, porque a personagem é muito fofa MESMO.

Suspeita pra continuar falando, até porque sou super fã de personagens criativos, diferentes e confesso... Aqueles bem maluquinhos!

Recomendo infinitamente!


site: http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/2014/06/eu-li-30-lola-e-o-garoto-da-casa-ao-lado.html
comentários(0)comente



AmadosLivros 29/12/2016

Resenha do blog Amados Livros
Quando eu li Anna e o beijo francês eu fiquei sonhando com uma continuação, então imagine a minha alegria ao descobrir Lola e o garoto da casa ao lado. O livro não é necessariamente um sequencia do outro, mas acontece depois dos fatos do primeiro e podemos contar com a participação secundária de Anna e St. Clair.
Esse livro é centrado na Lola, uma adolescente que possui dos pais (sim, Nathan e Andy). Sua mãe biológica, Norah, é irmã de um de seus pais, além de ser uma dependente química, por assim dizer. E, Lola possui um namorado que é bem mais velho que ela, o Max. Lola é super criativa, ela sempre está vestindo roupas ousadas, expressivas e brilhosas (todas criadas pela própria Lola) e muitas vezes olham diferente para ela por causa disso.
A vida estava indo super bem até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem a morar no bairro novamente. No passado, Cricket quebrou o coração da Lola em um milhão de pedacinhos, e ela demorou bastante para conseguir juntar os cacos, e agora, bem, ele está de volta para fazer a vida da Lola virar de cabeça para baixo.

(Continue lendo no blog)

site: http://amadoslivros.blogspot.com.br/2015/07/livro-lola-e-o-garoto-da-casa-ao-lado.html
comentários(0)comente



Bells (Attraverso le Pagine) 11/12/2016

Lola e o garoto da casa ao lado, segundo livro da trilogia Anna, Lola, Isla apresenta a história de Dolores (Lola) Nolan, uma jovem estudante (como a Anna *-*) e aspirante a design de roupas, que mora com seus pais nos EUA e deseja apenas algumas coisinhas: que seus pais aprovem seu namorado mais velho, o músico Max; poder usar um traje à Maria Antonieta no baile de inverno da escola; e nunca mais rever os gêmeos Bell (Cricket e Calliope), ex-vizinhos de Anna que se mudaram a dois anos de seu bairro com assuntos inacabados.

“Não acredito em moda. Acredito em figurino. A vida é curta demais para sermos a mesma pessoa todos os dias [...]”
(Stephanie Perkins, p.10)

Lola e Calliope foram amigas de infância, até que a carreira precoce de Calliope como patinadora acabou afastando uma da outra, o que se estendeu ao irmão gêmeo de Calliope, o jovem nerd e aspirante a inventor Cricket, por quem Lola nutria certa paixão desde pequena; por causa do “foco” na carreira de Calliope, a família Bell viva se mudando constantemente, fazendo com que Lola e Cricket mal pudesse se ver, além do ciúme de Calliope pelo irmão, que por medo de “perde-lo” não queria que ele visse Lola com frequência. E depois da festa de aniversário dos gêmeos da qual Lola não fora convidada nem por Cricket, esta rompe de vez os laços que tinha com ambos.
Anos passam até que Lola supere a perda de seu amor e agora a jovem está namorando o guitarrista da banda Anfetamina, que com seus 22 anos não consegue a aprovação dos pais de Lola, já que a menina tem apenas 17 anos. E como se isso não bastasse, os Bell estão de volta, deixando a cabeça de Lola confusa sobre o amor.

Narrado pela personagem título, Lola e o garoto da casa ao lado tem tudo para ser um bom livro: humor, fofura, romance e fatos cotidianos que acontecem aos personagens que poderiam acontecer com qualquer leitor. E por falar em personagens, estes são super cativantes, tais como os pais de Lola, Andy e Nathan, a melhor amiga de Lola, Lindsey, e Anna e Étienne, o casal super fofo de Anna e o beijo francês (eles aparecem bastante neste livro. Adorei *-*), que trabalham no cinema com Lola.
Outro ponto que vale ser ressaltado é a relação de Lola com os pais, um casal gay que adotou Lola quando esta havia nascido, já que sua mãe, Norah, irmã de Nathan, não tinha condições de criar a filha sozinha. Mesmo com as “brigas” ocasionadas pela não aprovação do namorado de Lola (e que, por sinal, achei um mala esse Max ¬¬), é palpável o quanto ambos amam a filha, que também os admira muito e respeita.

Uma história fofa e tranquila, ótima para ser lida após aquela ressaca literária (olha a dica!) e que deve ser lida por todos e todas \0/

site: http://attraverso-le-pagine.blogspot.com.br/2016/11/resenha-livro-lola-e-o-garoto-da-casa.html
comentários(0)comente



390 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |