Belo Desastre

Belo Desastre Jamie McGuire




Resenhas - Belo Desastre


860 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Dai 21/10/2017

Sempre escutei muito falar sobre os irmãos Maddox e agora estou super curiosa pra ler o resto . O que me incomodou foi a possessão do Travis e a incerteza da Abby que as vezes me deixou com raiva . Mas adorei o livro e já quero ler os outros
comentários(0)comente



Isa O.T 01/10/2017

Polêmico
A primeira vez que li esse livro foi em 2011 tinha 16 anos e foi uma paixão a primeira vista. Ainda sim, Belo Desastre não foi uma leitura fácil, Travis ao mesmo tempo que é apaixonante e magnético também é ciumento e profundamente controlador. O romance ao mesmo tempo que é clichê também é tóxico, e te sufoca aos poucos. O pior é que assim como Abby você sabe que tem algo de errado com essa relação, algo de errado com o Travis, mas não consegue se libertar disso, não consegue se libertar dele. Na época eu passei por cima dessas coisas e simplesmente preferi aceitar que Travis era um bad boy, que New Adults eram assim e ele iria melhorar, a Abby mudaria ele. Provavelmente agi assim pela imaturidade, era apenas uma adolescente e não podia negar o quanto Travis mexia comigo, a coisa do bad boy é um apelo quase irresistível para muitas garotas e eu não fugia a regra, talvez ainda não fuja. Mas o fato é que relendo o livro 6 anos depois, minha visão foi outra. Ou melhor, todos os pontos ditos antes continuam mas hoje essas questões que me incomodaram no passado foram algo muito maior, e levaram a minha segunda experiência com esse livro para um rumo bem negativo. A verdade é que hoje vejo a relação de Abby e Travis como abusiva, é uma opinião ok, uma opinião construtiva.
Um ponto positivo é que Abby não é uma garota boba que acha tudo o que o Travis faz lindo, como eu disse ela sabe que tem algo errado aí, mas isso não a impede de entrar de cabeça nessa história e no fim ficar com ele.
Senti a necessidade de refazer minha resenha depois dessa mudança drástica de opinião. De qualquer forma continua sendo um livro que me marcou e por isso as 5 estrelas seguem.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Luana.Lecorny 20/09/2017

Bom livro
Apesar de não ser fã de romance de um modo geral eu gostei do livro.

É uma história clichê, onde um bad boy gato e charmoso se apaixona pela caloura simples e discreta. Me encomodou um pouco a forma possessiva com que Travis tratava seu relacionamento com Abby, mas concluí que no fim das contas que não era agressividade e sim insegurança.
Gostei dos personagens em geral, mas meu voto de favorito vai para Shep Maddox, calmo e seguro, uma bom amigo para se ter por perto. America é boa amiga, Travis e Abby são um furacão e Finch é muito divertido.

Achei um bom livro e estou curiosa para conhecer o ponto de vista de Travis em "Desaste Iminente".
comentários(0)comente



Rai 20/09/2017

Belo em tudo
Esse livro foi marcante para mim porque com ele descobri o amor pela leitura e o amor por livro de romance. Amei o livro!!
comentários(0)comente



Mah 14/09/2017

Belo Desastre
.
A Série Belo Desastre pode parecer em um primeiro momento uma história clichê, onde a mocinha se apaixona pelo bad boy, porém, Abby Abernathy apesar de se esforçar ao máximo para evitar encrenca e deixar para trás seu passado sombrio, se vê em um clube de luta e se depara com Travis "Cachorro Louco" Maddox, o bad boy da faculdade onde estuda, que passa as noites ganhando dinheiro lutando. .
Travis com suas tatuagens e sua reputação nada boa entre as mulheres é tudo de que Abby precisa e deseja evitar. Ele no entanto se vê intrigado com ela,e com sua determinação de ficar longe dele, Travis fica a cada dia mais determinado a conquista-lá, pois no fundo sabe que encontrou nela o seu "beija-flor". .
A relação entre Travis e Abby é uma relação intensa e conturbada, que os leva quase a loucura. Vi alguns questionamentos sobre a atitude do personagem Travis ser ciumento e etc. E sim, ele é um personagem intenso, porém Abby não aceita as "merdas" dele, isso é até uma boa parte das brigas deles, mas ambos estão dispostos a mudar para ficarem juntos. .
Nos livros que sucedem "Belo Desastre" Jamie McGuire nos mostra a evolução e amadurecimento dos personagens, nos mostrando que o amor tudo muda e transforma as pessoas. .
comentários(0)comente



Moony 05/09/2017

Era isso?
Uma estória de um cara super controlador que faz merda para caramba e uma menina tonta que aceita tudo o que ele faz. Mas fazer o quê? Ele é o cara super popular, o gostosão da faculdade e um simples "não" é algo incrivelmente difícil de se dizer. Sinceramente, não entendi por qual motivo as pessoas endeusam tanto esse livro. Achei tão cansativa a leitura e quase me vi pulando cenas porque sabia que nenhuma delas acrescentaria alguma coisa à estória. Achei doentiu o romance deles e superou até After nesse sentido. Pelo menos em After eles lutaram por alguma coisa, lutaram para vencer seu passado. Mas em Belo Desastre a única coisa vi foi uma menina pau mandado de um cara que foi várias vezes muito escroto. E não, eu não caio na ladainha do bad boy que precisa ser curado. Cansei disso. Enfim, nem tenho vontade de ler os outros só pra não ter que repetir a estória.
Cíntia Carvalho 18/09/2017minha estante
Concordo plenamente. Também não gostei.


Caio Faria 20/09/2017minha estante
Também concordo. O cara é muito machista, destrói o refeitório todo pq um garoto estava falando com a Abby, MDS, não gostei. America e Shepley melhores pessoas.


Moony 21/09/2017minha estante
Sim. O casal dos amigos é muito mais legal que o principal. Eu já vi "bad boys" ruins, mas não ao ponto de serem chatos e sem noção como Travis. E o que piora para mim é que Abby não faz nada, ela acha tudo lindo. (-.-)


Caio Faria 22/09/2017minha estante
Ela diz ser difícil, mas perdoa todas as merdas que o Travis faz.




Teté 04/09/2017

Fascinante até que se note o contrário
Esse primeiro livro da série #Desastre é narrado pela personagem principal, Abby. Tanto ela quanto seu objeto de amor, Travis, soam ótimos personagens, até que se note os traços de personalidades doentias.

A leitura é interessante, cativante, fluída. A história teria sido linda se houvesse equilíbrio. A falta de saúde no relacionamento amoroso de Abby e Travis causa na maioria dos leitores um estigma. Hoje, de onde tenho o privilégio de enxergar, percebo que uma literatura desse tipo pode gerar expectativas destruidoras na maiorias dos jovens.

O amor não é sufocante, nem perseguidor. Na história é tudo lindo, e eu gostei sim do livro, só acredito que a maioria que lê, se entorpece principalmente pelo personagem masculino de tal forma em que sonha com um amor assim, avassalador e transformador.

Que garota nunca sonhou exatamente com isso? Ser o talismã de um cara, que além de conseguir mudá-lo, o fará ter olhos apenas para ela, desprezando todo o resto do mundo.

Seria mágico se não fosse trágico.

Se todos pudessem ler através da ótica da irrealidade, poderíamos até mesmo aprender sobre o que não se deve fazer quando se ama alguém de verdade.

Mas apesar de tudo isso, pra quem consegue ler de pé no chão, é um livro bastante curioso. Te prende até que se termine.
Sandy 13/09/2017minha estante
undefined




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Nara Lima Santana 04/08/2017

Que homem é esse minha gente? Morrendo de amores por Travis S2
Leitura com um ritmo bacana de se acompanhar, e que te deixa com vontade de devorar cada vez mais as próximas paginas!
comentários(0)comente



Josiane 04/08/2017

Essa romantização dos relacionamentos abusivos me assusta.
Não é nenhuma novidade que Belo Desastre é o primeiro livro de uma série aparentemente interminável.

Escrito por Jamie McGuire, este New Adult já foi mais enaltecido de diversas formas por seus leitores. O que é assustador.

Devo confessar que se tivesse lido Belo Desastre no ensino médio (quando surgiu a vontade de ler que foi se prorrogando...), eu certamente o teria visto (lido) e encarado essa leitura de outra forma. O que é triste. Mas querendo ou não a forma que encaro (agora) o retrato desses relacionamentos CONTURBADOS é muito diferente de quando eu era adolescente e não sabia diferenciar um relacionamento saudável de um que é abusivo e por sua vez intolerante.

Não posso negar como o livro é bem escrito e tem toda uma estratégia que atrai os leitores o que torna a leitura fluída e sendo assim é muito fácil de ler e de se tornar parte de todo aquele cenário que nos é revelado.

A faculdade, os amigos, as descobertas e os amadurecimentos, tudo isso deveria fazer parte. Mas não é muito isso que eu vi. Por vezes eu me senti enfurecida com os amigos dos personagens principais, isso quando eu já não estava irritada com os próprios.

Travis é um cara cheio de demônios que tem como a Abby a sua via salvadora e redentora de todas as burrices que ele comete. Além de ciumento apresenta um comportamento extremamente controlador e perturbado. O fato dele entrar em brigas arranjadas ou não, quando se trata da "sua Abby", reafirma isso.

A falta de falar o que sente da Abby, de ficar divagando e escondendo os seus sentimentos era desagradável. E é fácil de identificar não só isso, mas também como a autora usou de estratégia para dar reviravoltas na história e na "redenção" do personagem masculino.

Esse relacionamento totalmente conturbado dos dois é apresentado como uma via de acesso, nem tão rápido, para o final feliz. Como se realmente valesse à pena lutar por uma pessoa que tenta controlar a sua vida, os seus passos, com quem você anda e o que você faz. Tudo isso de uma forma natural. Tentando provar o imenso amor que sente. O problema é que essa tal via de acesso não é tão feliz assim afinal de conta.

Essa romantização dos relacionamentos abusivos me assusta.

Enredos assim fortalecem a visão deturpada desses relacionamentos. Que não são naturais. Não são saudáveis. E o resultado disso é a tal da romantização.

Hoje eu percebo isso, e consigo facilmente identificar em alguns livros que já li anteriormente quando eu ainda não tinha a consciência que tenho hoje sobre esse assunto.

Waldilene.Souza 26/08/2017minha estante
Terminei agora e ainda não entendi como as pessoas podem achar o Travis o máximo.


Josiane 26/08/2017minha estante
Sim... e não só o Travis, mas os irmãos também. Não sei se lerei os demais livros dessa série. Acho que é mais como se a autora quisesse se redimir... se bem que acho que não funcionou né?! Obrigada por comentar ;)


Teté 04/09/2017minha estante
Concordo. O livro prende, a autora tem uma escrita muito fluída e interessante, mas realmente, só o que passava pela minha cabeça era: a Kara foi a única a dizer a verdade sobre aquele relacionamento. Dependência emocional, abuso, perseguição, o amor não é assim. Infelizmente nos faltam romances saudáveis, tanto na literatura quanto na vida real. Estou tentando ler o segundo livro para compreender melhor a cabeça do Travis.


Josiane 12/09/2017minha estante
Sim, durante todo o livro a gente vê claramente como não é um relacionamento saudável :/
Sabe que eu também gostaria de ler? Mas como disse, é como se a autora quisesse se redimir de alguma forma com os demais livros da série, como se "quisesse justificar". Quem sabe lendo eu não tenha uma outra impressão?!




spoiler visualizar
Ana 28/07/2017minha estante
falou tudo. nem consegui terminar esse livro de tão ruim. foi uma bela de uma decepção mesmo


Karinahaig 26/08/2017minha estante
não acredito que sua resenha me salvou de perder meu tempo lendo




Gabriela.Gutierrez 09/07/2017

Muito muito bom
Até o momento li os três primeiros livros da série. Esse sem dúvida foi o melhor dos 3. Creio que já poderia ter parado no segundo, não senti muita necessidade de mais. Mas o primeiro livro é bem quente e a história é ao meu ver muito bem contada.
comentários(0)comente



Andsousa 06/07/2017

Belo Desastre
Narrado em primeira pessoa pela pela protagonista Abby Abernathy,começamos a historia entrando no mundo cheio de adrenalina de Travis "cachorro louco"Maddox,o conhecido bad boy da parada e lutador nas horas vagas que pega geral e não está acostumado a ser dispensado. Já Abby é a mocinha recatada e "perfeita"que faz de tudo pra se manter longe de tipos de caras feito o Travis...mais é obvio que ela não consegue resistir por muito tempo ao charme dele, ainda mais quando frequentam as mesmas aulas e o primo dele namora sua melhor amiga.
Depois de uma aposta as coisas entre Abby e Travis começam a mudar e ambos descobrem uma certa atração pelo outro. Mas tudo que Abby deseja e ficar longe de problemas e ficar com Travis significa voltar novamente para o passado que ela fugiu. E nesse rola ou não rola os dois conseguem fazer uma confusão e bagunçar não só o relacionamento deles, mas também o de America e Shepley,seus melhores amigos. Juntos os dois formam definitivamente um desastre. Travis com seu excesso de raiva e ciúme acaba que colocando a prova os sentimentos de Abby por ele. Seu jeito impulsivo de lidar com situações não agrada Abby que por sua vez fica pê da vida...mas na verdade o que eles não percebem é que entre briguinhas e chororo não conseguem ficar sem o outro.
Mesmo que a historia siga a mesma linha do clichê dos new adult, consegui me envolver com os personagens e com a escrita fluida.Não acho que o romance de Travis e Abby seja meio exagerado e abusivo, pelo contrario, penso que ambos conseguem aprender e crescer com os erros e acertos no decorrer do livro. A confiança e fé um no outro só ajudou os dois a se tornarem melhores para si e para as outras pessoas. Eu adorei o livro,gosto muito de historias que se passam na universidade e que narram a vida de jovens que estam se descobrindo,passando por uma das melhores fases da vida.Amei e recomendo!!
comentários(0)comente



Carol 21/06/2017

Amei
Livro de leitura fácil e que não deixa você parar de ler
comentários(0)comente



860 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |