Fragmenta-me

Fragmenta-me Tahereh Mafi




Resenhas - Fragmenta-me


133 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Zelinda 08/03/2014

Perdi alguma coisa?
Será que deixei de ler alguma frase? Ou algum parágrafo? Talvez uma pagina? Quem sabe um dos livros? Definitivamente perdi algum detalhe pra me surpreender tanto com esse livro.

Em nenhum momento dos outros dois livros que Julliete narra, eu sequer imaginei essa face de Adam. Sabe quando ela descreve que tem um trem a milhões de quilômetros por hora que se choca bem no meio da sua cara? Então, foi exatamente isso que aconteceu já nas primeiras páginas. Um choque. Uma surpresa. Uma decepção.

Faltou muita dignidade ao Adam, muita mesmo, por mais que ele queira preservar a sanidade física e mental de James, ele sempre se mostrou apaixonado, preocupado e dedicado nos outros livros em relação à Juliette. Fracture Me nos apresenta um Adam um pouco frio, egoísta, débil e até impaciente com o irmão. Esse livro, pra mim, é uma tentativa forçada da autora de nos fazer engolir o Warner garganta abaixo com todas aquelas 400 bolas de algodão juntas. Não que eu seja de algum Adam team, desde o primeiro livro achei Warner interessante, porém Adam era sim o porto seguro de Juliette. Entretanto, Fracture Me desarma Adam de qualquer competição digna, deixa Adam desprovido de decência, isento de uma ínfima vantagem para disputar o amor de Julliete e o carisma do leitor. Isso sim, achei perverso. Poderíamos ter um Adam completamente competente e merecedor numa balança justa. Fracture Me é, na minha super humilde opinião, frustrante.
Diana 30/03/2014minha estante
E o conto já deixa claro quem vai ser o par romântico do Adam no futuro! haha Concordo com seu ponto de vista, só não me preocupei tanto porque já comecei a ler sendo team Warner.


Ana 05/04/2014minha estante
O que diabos aconteceu com o Adam? Meu Deus, eu nunca me decepcionei tanto com um personagem igual me decepcionei com ele.
Concordo totalmente, acho que a Tahereh deu uma exagerada... Ele era tão diferente! Meu Deus. Mas enfim, não quero dar spoilers.


Giovanna 06/06/2014minha estante
Acredito que o livro foi realmente pra fazer as pessoas aceitarem o Warner (o que pra mim, confesso, é ótimo, porque sempre fui Team Warner), mas também mostrou que o Adam só é assim "frio" porque quer proteger o irmão. O que os dois contos mostraram foi que para o Warner só existe a Juliette, enquanto o Adam ama outras pessoas. Foi triste ver que até mesmo o Kenji se importou mais que ele, mas pelo menos assim a dor vai ser menor quando ela não escolher ele (coisa que eu estou torcendo pra acontecer). No fundo, não consigo ficar com raiva da Tahereh, porque o que ela quis mostrar é que o amor romântico não é o mais importante.


Pri 27/10/2014minha estante
Nunca concordei tanto com uma resenha como concordei com a sua!

Concordo plenamente com tudo o que você expressou. Realmente faltou até mesmo dignidade a esse Adam apresentado em Fragmenta-me (que, em minha humilde opinião, simplesmente não tem como se encaixar ao Adam dos outros livros, mesmo considerando que nos outros livros o víamos através dos olhos apaixonados de Juliete).

Talvez possa estar exagerando um pouco, mas de certa forma, acho que foi até "desonesto" por parte da autora deixar Adam tão desprovido de qualquer traço que pudesse despertar a simpatia do leitor. E digo isso como alguém que, assim como você, também não faz parte de alguma "Adam team". Pelo contrário, depois de ter lido "Destrua-me" estava, na verdade, muito inclinada a preferir Warner.

Como você expressou, também tive a sensação de que esse livro é uma tentativa forçada da autora de nos fazer engolir o Warner garganta abaixo - tentativa essa, que considero desnecessária, pois acredito que a forma com que ela vinha trabalhando o personagem de Warner já tinha no mínimo, nos feito parar para pensar se, no fim das contas, ele não era quem mais se encaixava à Juliete.

Enfim, espero que com o último livro eu possa voltar a me encantar pelo enredo e pela escrita da autora...


Mônica 08/04/2015minha estante
Por isso eu não gosto de "raspas do tacho", esses livros que fazem meio fora da história sempre acho uma decepção. Ainda vou comprar a série Estilhaça-me, mas essas raspinhas não, sempre acho que é a última forma do autor arrancar mais dinheiro da história... e o pior, parece que está virando febre.


duda 25/07/2020minha estante
Falou tudo é um pouco mais!




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fernanda 19/05/2020

chato... zzz
só dei 3 estrelas por causa do Kenji que se mostrou um verdadeiro líder. Porque que livrinho chato! Que me fez ter mais raiva do Adam, personagem sem sal demais.
comentários(0)comente



Karine Braz 28/04/2020

Consequências de todo triângulo literário
Quase todos os triângulos amorosos que já li nos livros a autora estraga um personagem só pra fazer o leitor "aceitar melhor" o casal escolhido por ela nessa confusão e sinceramente? Que desnecessário, eu gostava muito do Adam e não precisava estragar ele pra me fazer ver que o Warner se da melhor com a Juliette. Agora estou triste, o Adam tinha tanto potencial, que desperdício!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



@turista_literaria 04/05/2020

Fragmenta-me
Um livro intermediário entre liberta-me e incendeia-me.
Basicamente revemos os acontecimentos finais de um dos livros e o que acontece posteriormente. O mais interessante é que ele é escrito na visão de Adam, e podemos ver todo o carinho e amor que o garoto tem por James.


?Amo Juliette. De verdade. Quero ajudá-la e apoiá-la e estar ao lado dela. Quero que tenhamos um futuro juntos, Mas, às vezes, eu me pergunto se isso um dia acontecerá.?
comentários(0)comente



Ari 22/07/2020

Chato
Gostei muito do Adam no primeiro livro agora nesse conto me decepcionei muito com o personagem
comentários(0)comente



Fernanda 23/05/2014

Resenha: Fragmenta-me
Resenha: “Fragmenta-me apresenta novos pontos de vistas sobre a série e principalmente sobre o personagem Adam. Acho que esta é a primeira história em que me sinto confusa em relação a qual partido escolher – Team Adam ou Team Warner – já que ambos personalidades já mostraram algumas de suas principais qualidades e defeitos. Eu simplesmente não entendo muito sobre esses sentimentos e não consigo pensar como a autora Tahereh Mafi vai completar este enredo.



CONFIRA A RESENHA COMPLETA NO BLOG SEGREDOS EM LIVROS:

site: http://www.segredosemlivros.com/2014/05/resenha-fragmenta-me-tahereh-mafi.html
Dany 26/05/2014minha estante
Concordo com vc, mais estou mais balançada pelo o Warner, acho que tenho fraco por casos quase perdidos.




spoiler visualizar
comentários(0)comente



Rick 20/01/2014

Sempre evoluindo, né Tahereh?
Eu gostei mais desse livro do que Destrua-me - narrado por Warner -, além dos lindos dezesseis capítulos, traz também o primeiro capítulo do último livro da triologia, nos USA: Ignite Me. O livro em si é bem diferente dos outros, demonstrando que Tahereh teve a vontade real de fazer narrativas diferentes pra encaixar com os personagens. Enquanto Destrua-me é mais levado ao lado Romancista, por Warner, esse livro #2.5 (Fracture Me em USA), tem um pouco mais de leveza e simplicidade, tem uma liberdade com os xingamentos e hostilidade que o Adam Kent tem, e a preocupação um pouco parecida da Juliette, e é bem legal essa coisa de conseguir retratar bem um personagem a ponto de parecer que não é nem a autora que está fazendo. Sem contar que o livro dá muitas curiosidades novas e histórias que só aconteceram no próximo livro. E o primeiro cap de Ignite Me deixa com aquele gostinho de "Não é possível, eu quero mais!" Essa saga vai acabar de forma esplêndida e decidida a ser uma das melhores sagas que tive a oportunidade de ler.

8.8
Nay 05/02/2014minha estante
Gente, nesse site tem o livro pra baixar https://mega.co.nz/#!cQABHSQS!G_ouDUl0q-LeiUifRL81THsZHWMxUAFCq52fuW0Koco
e é em português ainda ;) Finalmente consegui.


Priscila Nonato 23/05/2014minha estante
Olá poderia enviar o arquivo pra mim ,pois não conseguir baixar o livro .




Mimim 30/05/2020

Adam: uma grande decepção
Adam era um personagem que eu adorava (inclusive shippei muito o casal), mas nesse conto foi ficando claro algumas características do personagem que me fizeram ficar decepcionada. Possessivo e ciumento, Adam agiu como um cara covarde e babaca, que se dizia gostar tanto da Juliette - mas apenas enquanto essa se mostrasse indefesa e necessitada da proteção de Adam, que adorava o afago ao ego. O amor não é restritivo, o amor não prende. Adam não amava Juliette, amava a ideia de ser um protetor e de ser amado. Espero que melhore um pouco, pois se tornou um embuste (ou apenas revelou o embuste que já era).
comentários(0)comente



Ju 04/07/2020

Baboseira demais
Achei muito desnecessário esse conto, pois praticamente o livro retrata o final de ?liberta-me?, só que narrada pelo Adam. É um personagem muito enfadonho, ademais não acrescenta em nada, ou seja, o livro foi uma pura baboseira.
comentários(0)comente



Ka 01/03/2020

Legalzinho
Que livro difícil de ler, não por causa dos acontecimentos ou da escrita, mas por causa que eu odeio o narrador da história, simplesmente odeio ele desde o primeiro livro, e por isso foi uma luta ler ele, porém, o livro serve pra por os pingos nos Ís sobre o que acontece entre os o 2 e terceiro livro.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



133 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |