Play

Play Kylie Scott




Resenhas - Play


79 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6


Elida.Rodrigues 25/04/2018

Play
Meu livro favorito da série... Quem não conhece o Mal, deveria conhecer... O cara mais engraçado e lindo de todos os tempos... É impossível ficar séria a cada tirada dele ?? O apelido q surgiu do nada pra Anne, então... ??? Meu rockeiro favorito!!
comentários(0)comente



Sabrina Meire 09/03/2018

O que havia com Bad Boys? Alguém precisava inventar uma cura
Muito amor por esse livro e esses protagonistas...
Amei muito e falo sem medo de errar que Malcolm é o melhor da banda Stage Dive.
Que baterista!
Divertido, debochado, convencido e com um coração enorme. Irradia luz por onde passa.

Anne tem uma leveza e um jeito tão descontraído de cuidar de ti e dos seus.

É um romance clichê, com uma leitura muito fluída, apaixonante, envolvente, leve e engraçado; até evitei ler em público de tanto que sorria ou ria mesmo.

Amei a forma como eles lidam com cada acontecimento, com a facilidade em adaptar-se as mudanças, como se curtem, se cuidam e se amam.
___________________________________________

(...)Mas, por um momento perfeito, era só eu e ele.
Estávamos em nossa pequena bolha e nada bem ninguém existia mais."
comentários(0)comente



Camila Marcondes 13/02/2018

Como não amar?
Mal é o melhor integrante da banda, eu amei ele desde o primeiro livro e nesse aí, me apaixonei definitivamente.

Eu amei os personagens e estou amando essa série. A autora tem uma escrita maravilhosa e eu adorei essa história.

O livro me prendeu e como eu disse, o personagem é maravilhoso e eu estou apaixonada! Quem não queria um cara como Mal na vida?

Amei e já estou indo ler o do Jimmy
comentários(0)comente



BLOG UMA EM UM MILHÃO 01/02/2018

Mal Ericson, um dos filhos do rock, o baterista mais desejado do mundo, um homem que sempre tem um belo sorriso no rosto onde usa para mascarar todos os seus sentimentos, um homem determinado, alegre, inteligente, animado, lindo, charmoso, sem travas na língua, o sonho de toda mulher, ou não.

” _Pois é. Ele parece um filhotinho que tomou esteroides. Não sabe a força que tem.”

Anne Rollings uma mulher forte que nunca diz não para quem lhe pede ajuda, uma ruiva charmosa mais que se esconde por trás do trabalho e segue sua vida cuidando de todos a sua volta. Depois de ser roubada pela melhor amiga com quem divide apartamento, Anne é obrigada a ir em uma festa no apartamento de uma amiga para esquecer dos problemas. Ate ai tudo bem, tirando o fato que essa amiga era mulher do guitarrista da banda mais adorada do mundo, e o fato de um certo baterista ter sido seu amor de infância estar presente na festa.

“- Você vai morar comigo?- perguntei, interrompendo toda a bratava masculina e a discussão sobre dinheiro. Eu nem iria tocar na suposta questão dos amigos.

– Sim, moranguinho- disse mal, com o rosto muito sério. – Vou morar com você.

Retrai-me ante o apelido horrendo, mas decidi me concentrar na real preocupação por enquanto.

-Quando foi que falamos sobre isso exatamente?

– Acho que, na verdade, você já tinha saído. Mas isso não muda os fatos. Ele se virou para Ben.”

Uma brincadeira.

Um romance.

Descorbertas.

Amizade.

Um namoro falso.

Um amor verdadeiro

O casal mais fofo do mundo que começou de uma forma errada mais de um jeito certo, ele entrou na vida da Anne sem pedir licença, ele chegou com um único proposito: ajudar sua moranguinho e fazer seus dias os melhores possíveis.

Se ele conseguiu? claro que sim, mais do seu jeito Malcolm de ser, com toda sua intensidade, sua alegria, sua determinação, nosso baterista mesmo com todos seus problemas e medos ainda estava lá para todos seus amigos, mesmo quebrado por dentro.

“– Entãooooooo, você não estava só um pouco a fim de mim. Você é minha maior fã. Você me ama.

– Eu não amo você.

– Você me ama muito. Eu sou tudo pra você. Você estaria perdida sem mim.”

Um romance envolvente, apaixonante e viciante, tenho certeza que assim como eu, você vai se encantar pelo nosso baterista e se derreter ou morrer de rir a cada momento.

Play é o segundo livro da série Stage Dive, ela é composta por quatro livros e cada um conta a história de um componente da banda

site: https://umaemummilhaoweb.wordpress.com/2017/06/26/resenha-play/
comentários(0)comente



Fabiana.Martino 28/01/2018

Mal, o maravilhoso!
Mas que história foi essa? Nem consigo descrever o qto amei, pra mim o melhor da série até agora! Fazia tempo q eu não lia um contemporâneo com tudo na medida certa: humor do começo ao fim, romance, drama, hotissidade. Tudo no ponto e sem exageros. Dessa vez a autora me pegou de jeito. E Malcom tb! Amo!
comentários(0)comente



Nasa 26/01/2018

Play
Vamos começar:

Trilha sonora? Guns N’Roses. Bebida? Whisky.
Benvindo ao mundo de Mal Ericson, o baterista da banda Stage Dive. Esse cara é quente, muito quente. Eu que sou muito de visualizar o que leio fiquei com os olhos semicerrados imaginando esse pedaço de paraíso. Alto, forte, braços musculosos, boca safada, carnuda, ele foi feito para ser desejado. Deus ou o diabo sabiam o que estavam fazendo quando o criaram. E o cabelo comprido? Multiplica Senhor! Eu gritei isso algumas vezes, enquanto me deliciava com as loucuras de Mal.
Estou numa fase Rock realmente, porque enquanto lia Play, da Kylie Scott, mergulhei no melhor da banda Guns N’ Rose. Acordes de guitarra, a voz do Axl Rose, e a bateria estraçalhando meus sentidos me fez devorar o livro.
Li o primeiro livro da série faz uma semana e parti com fome para o segundo, Play, e posso dizer que o titulo é bem colocado. Tudo começa quando Anne Rollins chega em seu apartamento o descobre vazio. Sua colega de quarto partiu e levou tudo, sim, inclusive os móveis.
A situação é critica, ela ganha pouco, gastou as economias e ajuda a irmã que faz faculdade. Triste e abatida é convidada a sair dos seus problemas indo a uma festa. Bem, esse é o ponto de partida. Não por acaso ela era vizinha de Evelyn, aquela que casou em Vegas depois de um porre de tequila. Nada intimo, alguns acenos e bons dias no corredor, mas o suficiente para jogar Anne na montanha russa do mundo da banda.
Sentindo-se deslocada e tensa Anne fica frente a frente com Mal. Ele é doce e sedutor, brincalhão e sexy. O jeans dele é uma loucura! O que posso dizer me apaixonei duas vezes em menos de dez dias. Quem não ficaria?

As coisas ficam confusas quando Mal faz uma proposta a Anne, ser sua namorada de mentira para ajudá-lo. A coisa todo tem gosto de quero mais. Meio que obrigada ela aceita e ai as páginas do livro ficam bem quentes. Anne é do tipo inteligente e segura e Mal um doidivanas sedutor e aos poucos essa brincadeira vira verdade. Entre beijos e toques nada inocentes eles se envolvem numa louca paixão.
Adorei as cenas dos dois juntos pela originalidade. O sexo é o mesmo, mas Mal consegue inovar com sensualidade e um toque brincalhão. A história segue um ritmo envolvente e tem uma boa dose de drama, quando conhecemos a vida de Anne e até mesmo a de Mal, que está enfrentando um problema familiar bem doloroso. Tudo fica complicado quando Mal começa a perder o rumo, ele é selvagem, e o amor é algo novo, muito novo para ele entender.

Entre idas e vindas, fãs malucas, Whisky, baquetas quebradas, brigas, romance e sexo, Anne e Mal nos oferecem uma boa história e alguns ensinamentos importantes.
A série é bem equilibrada e o legal é que continuamos acompanhando a Evelyn e David. Na verdade estamos entrando para família Stage Dive. Senti-me meio que lendo a Irmandade da Adaga Negra. Os integrantes da banda se cuidam e tentam sobreviver em meio a loucura, que rodeia o mundo do Rock. Vou ler os outros, mas Play é meu preferido, ou melhor, Mal Ericson.
Minha nota? 5 beijos mordidos!
comentários(0)comente



Carla.Luciana 15/12/2017

Banda Rock Stage Dive
Play- Foi uma das leituras mais gostosa e rápida que fiz 2017 li esse livro em horas, devorando cada página incansavelmente.
A série dos "meninos" rockeiros é excelente já havia lido Lick que também amei e que me fez ir atrás do segundo livro .
Play conta a história do baterista louco chamado Mal e a Anne .
comentários(0)comente



GabsConatti 12/12/2017

O livro não me prendeu tanto quanto o primeiro, mas é uma história ótima
O livro conta a história do baterista Mal Ericson e de Anne Rollings. Mal precisa, urgente. encontrar uma namorada de mentira. Acontece que ele é muito mulherengo e sabe que as mulheres são interesseiras, portanto precisava encontrar alguém que estivesse disposta a guardar segredo e ajuda-lo.
Em uma festa que Evelyn e David dão em seu apartamento, Mal conhece Anne Rollings, que, coincidentemente, era sua grande fã, em uma conversa a garota deixou escapar que estava passando por problemas financeiros. Mal logo decidiu que Anne seria a mulher perfeita para ser sua namorada de mentira e no dia seguinte já estava comprando moveis novos para a sua casa e tentando convence-la de que eles poderiam se ajudar. A garota, depois de muito protestar e negar, acabou concordando com a maluquice, pois precisava muito de ajuda financeira.
Sendo de mentira ou não, os dois não esperavam que fosse dar tão certo e logo começaram a se questionar se iriam conseguir não misturar os sentimentos. Mal Ericson, o baterista da, mundialmente famosa, banda de rock Stage Dive, precisa melhorar sua imagem, e rápido. Ter uma boa garota ao seu lado parece ser o suficiente. Anne está com problemas financeiros, e dos grandes, acontece que ela acredita que ser paga para ser a namorada de mentira de alguém não poderia terminar bem, porém, depois de passar um tempo com ele, a garota percebeu que ele era muito mais do que um selvagem e festeiro.
O acordo era perfeito, o que ambos não planejaram que este artifício temporário se tornasse permanente, eles não esperavam que fossem encontrar o amor de sua vida
A série Stage Dive é muito gostosinha de se ler, os meninos são engraçados, espirituosos e é interessante perceber que pessoas famosas passam por problemas pessoais, familiares e são pessoas como nós. O Mal é realmente terrível, mas apaixonante, o que torna impossível para a coitada da Anne não se apaixonar por ele. Por outro lado, Anne é uma garota de coração incrível, passa por diversos problemas financeiros apenas para ajudar a irmã concluir os estudos, o que a torta uma garota totalmente diferente do que Mal está acostumado, completamente fora de seu mundo e é por esse motivo que ele se apaixona por ela.
O livro não me prendeu tanto quanto o primeiro, mas é uma história ótima, com seus altos e baixos e eu recomendo muito a leitura. Pretendo, em breve, ler o próximo livro.
Aline.Braga 04/08/2018minha estante
Qual é o primeiro .?


GabsConatti 09/08/2018minha estante
O primeiro chama Lick.


Aline.Braga 10/08/2018minha estante
Obrigada




Andrea 02/12/2017

Mal...
O que dizer do Mal!? Parecia que estava lendo uma comédia, me diverti muito com ele e a Anne
comentários(0)comente



Kit Kat 27/11/2017

Play
Uma proposta, Anne nossa protagonista está com sérios problemas financeiros e digamos que Malcon ou como conhecido Mal e sua galinha dos ovos de ouro, Anne se passará por namorada de Mal em troca de dinheiro, mas existe aquele velho ditado, a males que vem para o bem, e se uma mentira se tornasse verdade ? Há e não vamos nos esquecer, porque o solteiro, gato, sexy, gostoso e milionário precisa de uma namorada de mentira?

Romance +18
comentários(0)comente



Sah 21/11/2017

Lindinho
Assim como o primeiro livro da série, este é bem narrado e muito fofinho!

Malcolm é o baterista agitado da banda, que precisa de uma namorada, nem que seja de mentirinha. Annie é uma batalhadora irmã mais velha que acabou de sofrer um golpe da melhor amiga.

Mal precisa de uma namorada. Annie precisa de ajuda (financeira). O arranjo está feito. Mas e se eles se apaixonarem de verdade, poderão lidar com os motivos que os levaram à esse namoro inventado?

Be Happy! Have Fun!!!
comentários(0)comente



Izabelle 20/11/2017

Livro lindo e maravilhoso
Eu amo o Mal. Ele é tudo, apaixonante, engraçado, um amor de personagem.
Todo amor do mundo pra esse casal, é lindo como o amor deles começou, de uma amizade pra um romance maravilhoso
comentários(0)comente



sarinha 12/10/2017

Amei
Amei.
Adorei.
Apaixonei.

Adorei "Lick" e "Play" não foi diferente. O final foi bem gostosinho assim como a história. Já quero ler "Lead".
comentários(0)comente



Vi 25/09/2017

Eu nunca me diverti tanto com um livro, cheguei a chorar de tanto rir. Li o livro em menos de 12h, um dos melhores livros que já li. O Mal com aquele jeito louco dele, sempre divertido, livro foda!!
comentários(0)comente



chris 11/09/2017

Gostei do livro, mas preciso dizer que não foi um dos melhorea no meu ponto de vista pq n me encantei muito com o Mall. Sério, descobri que não gosto de caras muito sem noção e, em minha opinião, o Mall é totalmente sem noção em alguns momentos e isso não me deu emoção. Mas o livro é legal, mas não é um dos meus preferidos.
Aline.Braga 04/08/2018minha estante
Também não gostei dele.




79 encontrados | exibindo 16 a 31
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6