O Papel de Parede Amarelo

O Papel de Parede Amarelo Charlotte Perkins Gilman




Resenhas - O Papel De Parede Amarelo


198 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Paola 12/07/2020

Instigante
É um livro pequeno, ótimo pra carregar na bolsa pra passar o tempo em filas, por exemplo. É bem psicológico, coloca o leitor para refletir sobre o que lê. Gostei bastante, mesmo não sendo o tipo de literatura que me prende, já que é possível ler em poucos dias. Achei os personagens complexos, o que torna o livro interessante.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Taiz 07/07/2020

Curto, mas poderoso.
O Papel de Parede Amarelo é o relato de uma mulher vítima de manipulação emocional e psicológica. À medida que era mantida em isolamento, privada de viver e longe do filho, a personagem passou de uma leve crise nervosa a um quadro irreversível.

O livro é uma bela metáfora à "prisão" vivida por muitas mulheres dentro de relacionamentos abusivos, dos quais não conseguem se libertar. E retrata os danos ao quais a negligência acerca de problemas, como a depressão, podem levar uma pessoa.
comentários(0)comente



Raiane.Moral 25/06/2020

Muito bom a forma como a autora aborda a psicopatologia desencadeada na protagonista desse conto...
Eu diria que não só a relação homem-mulher é que nos adoece, estamos em um tempo que de maneira geral nossas relações tem nos adoecido!!
comentários(0)comente



Emy 25/06/2020

"Toda mulher conhece o papel de parede amarelo e seu bizarro padrão. Muitas o rasgam e saem de dentro dele num ato de transgressão cujo preço é conhecido".
comentários(0)comente



Fellipe 23/06/2020

perturbador
eu diria que é um livro de suspense psicológico que me deixou preso do começo ao fim
comentários(0)comente



Arivegano 22/06/2020

Incrivelmente perturbador
Esse livro fala sobre depressão pós parto e esquizofrenia de forma tão sutil e perturbadora, a leitura pre de tanto a atenção e deixa uma pontada de esperança de que ela fique melhor a todo tempo. É incrível demais!
comentários(0)comente



Maria Leticia 20/06/2020

Ótimo relato da cabeça e dos pensamentos de uma mulher com depressão pós parto e de como seu marido controla todos os seus passos, a impedindo de melhorar.

É triste saber que ainda hoje muitas mulheres são tratadas como a personagem foi em no século XIX.
comentários(0)comente



Talita.Prado 20/06/2020

O livro é muito bom e demonstra como a depressão e o estado puerperal mexem com a mente da mulher. Acima disso, trás o abuso em vestes de proteção, capaz de calar e gerar sentimento de culpa em quem é na verdade vítima.
comentários(0)comente



Amanda 19/06/2020

que agonia e que solidão essa mulher vivia.
que raiva que eu senti de todo mundo ao redor.
comentários(0)comente



Mônica 18/06/2020

O papel de parede amarelo
Você saberia se estivesse enlouquecendo?

Narrado em primeira pessoa por uma mulher, O Papel de Parede Amarelo é um conto impressionante que nos faz devorar as páginas enquanto acompanhamos os relatos de mulher sofrendo "dos nervos".

Levada por seu marido para uma casa dos sonhos para se recuperar de seus nervos, uma mulher se depara com um papel de parede amarelo com estranhos desenhos que não lhe sai da cabeça. Enquanto percebe que não está melhorando, tenta conversar com o marido que é médico, mas este não leva a sério o que a esposa relata e confia que ela está cada vez melhor. Como esposa obediente e devoatada ela se cala e obedece.

O conto vai se desdobrando rapidamente e nos envolvendo a cada palavra em sua trama tão complexa quanto o papel de parede. Um clássico da literatura feminista que deve ser lido por todos.
comentários(0)comente



Raquel.Torres 17/06/2020

#MLI2020
- livro sobre transtorno mental;
- livro recomendado por um booktube.

considerações: é difícil escrever sobre esse livro. acredito que cada pessoa vai interpretar de uma forma e sentir algo diferente(como em todos os livros, óbvio), mas como ?o papel de parede amarelo? conta sobre uma mulher com transtorno mental, suponho que vai realmente mexer diferente com cada leitor.
o livro é bem curto e possui uma delicadeza e profundidade sem igual. além de ter metáforas muito intrigantes e complexas, trabalha também a questão do papel da mulher na sociedade do século XIX, e que até hoje é pauta de discussões feministas. vale muito a pena a experiência.
comentários(0)comente



Vitória Marcone 16/06/2020

A autora traz um relato de adoecimento mental de uma mulher, negligenciada pela família e sociedade. Uma descrição perturbadora de como a mulher "era" vista e tratada.
Um conto com mais de um século que nos mostra o quão pouco avançamos em questões como: a forma como a mulher é vista socialmente e como lidamos com o adoecimento mental.
Uma leitura que nos faz pensar nas tantas barreiras que ainda precisamos ultrapassar.

"O tempo todo ela está tentando atravessar pra se livrar. Mas ninguém consegue atravessar essa estampa - ela estrangula ..."
Ãnimo Total 16/06/2020minha estante
Bem interessante


Vitória Marcone 16/06/2020minha estante
É sim. E é uma leitura rápida, já que é um conto.


Ãnimo Total 16/06/2020minha estante
??????




Vanessa.Lima 14/06/2020

O papel de parede amarelo
Ao observar que um livro de 1892 que foi considerado por muito tempo um conto de terror psicológico e que anos mais tarde é percebido nele o teor e a carga visceral ganhando assim, sua verdadeira forma, interpretação e compreensão como um conto não de terror, mas da descrição do modo de vida daquelas mulheres, só daí o leitor já fica basbaque.
O Papel de Parede Amarelo – passa a ser um clássico da literatura feminista, não à toa. E sim, por continuar após desde sua publicação a trazer em suas páginas questões atuais a qualquer mulher. O conto é narrado todo em primeira pessoa, uma mulher que passa a viver (forçadamente) em confinamento por três figuras masculinas principais, tendo por justificativa os cuidados médicos para cura de uma tristeza profunda, porém “passageira”.
A partir disso, a protagonista fica obcecada por um determinado papel de parede amarelo que há naquele local a relação dessa decoração e seus personagens aproxima o leitor a história e o impacta com tantos detalhes e a carga da descrição que a autora apresenta. Os diálogos são surpreendentes, chega a ser estranho e angustiante os questionamentos levantados.
Vale também a leitura sobre a vida e obra da Charlotte Perkins Gilman, que há também no posfácio. Pessoalmente, é um dos melhores contos que já li.
comentários(0)comente



Val 12/06/2020

Insípido
A história de mulher que perdeu o gosto pela vida e passa a se ver refletida em um papel de parede amarelo sem graça, enquanto se mantém oprimida e isolada, sob pretexto de agradar ao marido
comentários(0)comente



198 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |