As Batidas Perdidas do Coração

As Batidas Perdidas do Coração Bianca Briones




Resenhas - As Batidas Perdidas do Coração


196 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Carol 30/09/2019

Um NA dramático e pesado na medida certa
Viviane é uma garota de família rica, que acabou de perder o pai, e com a mãe em depressão, se vê obrigada a assumir o controle da casa. Do outro lado temos Rafael, que teve o pai morto a alguns anos, e agora acaba de ver quatro pessoas de sua família morrerem em um acidente de carro. Duas pessoas que perderam muito, e vão identificar um no outro, suas dores, podendo nascer ai um romance, que poderá salvá-los ou condená-los para sempre.

A primeira coisa que você precisa saber sobre a história, é que ela é muito dramática e sofrida. O tom melancólico é o que conduz boa parte da trama, e não é a toa que os personagens dizem terem se conectados por suas dores. Eles vivem um sentimento forte e avassalador, chegando quase ao nível da dependência emocional. E um ponto interessante, é como a autora não deixou por isso mesmo. Bianca conseguiu mudar a mensagem que vemos na maioria dos romances (e até em situações reais), de que o mocinho é capaz de mudar pela mocinha. A quebra desse pensamento foi um dos motivos que encontrei para gostar da história.

O romance de Viviane e Rafael se desenrola de maneira natural, e intensa. Vemos a que ponto eles são capazes de chegar por amar um ao outro, e aqui as coisas ficam sérias de verdade. A autora resolveu abordar um tema bem pesado, que eu nunca tinha lido em livro nenhum, que é o abuso de álcool e drogas. Não só pelo lado do viciado, mas das pessoas ao redor, que, querendo ou não, são afetadas por essa dependência. A trama vai chegar a níveis bem pesados, ultrapassando o simples limite do romance clichê, e acho que foi nesse ponto que eu percebi como eu tinha amado esse livro. Ele é intenso, real e muito doloroso, em alguns momentos até um pouco dramático demais, mas até essas situações se mostraram necessárias para o desenvolvimento final da história. As últimas páginas são o ápice de tudo que vinha sendo mostrado ali, onde os personagens não só passam por coisas terríveis, como também evoluem de forma incrível. O final pra mim foi perfeito, e mesmo que eu tenha consciência que tem outro livro que dá continuidade a história do casal, por mim tudo poderia ter se encerrado ali mesmo.

"As Batidas Perdidas do Coração" é um New Adult dramático e pesado, com uma leitura rápida, uma escrita que te prende na história, e me deixou ansiosa por outros livros do gênero.
comentários(0)comente



Nat 09/08/2019

Intenso!!!
As Batidas Perdidas do Coração é um livro que emociona e quando eu digo que emociona, eu quero utilizar todos os sentidos possíveis da palavra, pois você se sensibiliza, se fere, se enternece, se comove, se impressiona, se abala, se rende, se encanta, vibra (como uma louca), chora, torce e no fim você pensa e repense em uma série de paradigmas. Não sou hipócrita para dizer que teria um terço da coragem de Viviane, uma vez que eu não teria nem 10% que, normalmente, é a gorjeta que pagamos (ou não) em alguns restaurantes, bares e afins, sem frisar que Rafael é tudo o que alguém sensato deve fugir evitar – de acordo, pelo menos, com o que a sociedade estabelece. Viviane e Rafael são de realidades completamente diferentes. Ela a patricinha rica com o namorado perfeito e de família tradicional. Ele o menino que sempre ralou por tudo e mais perdeu do que ganhou. Preciso dizer que ele é o típico bad boy irresistível e que não repete transa? “Dizer que não sou bom e sou perigoso pra quê? Porra, tá na minha cara. Compra quem quer.” Ou seja, verdadeiros opostos. No entanto, suas vidas se cruzam em meio à tragédia. Aí, minha gente, quando essas vidas se cruzam, não tem oposto certo, uma vez que no caso deles vale este trecho de que “os opostos se distraem e os dispostos se atraem”, e, ó, eles se atraíram muito, eu disse MUITO! Maaaaaas nem só de atração e disposição vive um relacionamento e é aí que a calmaria vira tempestade daquelas pesadas. Apesar de a sinopse apresentar mortes e perdas para ambos e um amor quase que clichê, tem muito mais do que isso envolvido nessa trama de entupir o nariz e acelerar o coração, porque teve momentos que eu pensei que a morte tinha chegado com seu cajado impetuoso e ia levar todo mundo, inclusive eu. Bianca Briones abordou vários temas polêmicos como, álcool, drogas, sexo, morte, amor, perdão e, principalmente, superação de maneira irrepreensível. Teve romance delirante e arrebatador, drama atrás de drama e nada de calmaria, porque desgraça pouca é bobagem. Se você ler este livro, você vai entender meus sentimentos e concordar. O romance resistiu e persistiu à inúmeras dificuldades que é impensável não se render a essa narrativa eletrizante. Ah, eu ainda nem comentei a respeito dos personagens secundários. Eles são incríveis - eu disse INCRÍVEIS - e cada um tem sua importância para tornar o livro a magnitude que é. Eu apenas posso dizer que Rodrigo, Lucas, Bernardo, Lex, Milla e Branca brilharam e brilharam demais! Acho que virei fã de Branca na primeira frase que ela soltou. Adoro gente assim, sem papas na língua e está ali para o que der e vier. Aliás, todos eles são nesse naipe, pois acreditam que família é a base de tudo e sempre está em primeiro lugar – e eu assino embaixo sem pestanejar. Minha gente, esse livro é tudo isso e muito mais, sim. Capa linda de viver, narrativa fluida, história intercalada entre os personagens, trecho de música por capítulo e trilha sonora incrivelmente bacana. Com certeza, As Batidas Perdidas do Coração roubou várias batidas do meu coraçãozinho e se tornou um dos meus favoritos, e dessa vez não foi apenas por causa do romance, porque romântica incorrigível, incurável e assumida aqui sou eu, mas por mostrar que por mais difícil e complicada que seja a vida, sempre existe uma saída para aqueles que querem um recomeço. Superação é a palavra de ordem desse livro. Bianca Briones, minha filha, você não deixou nada a desejar nos temas explorados e mostrou que as escritoras brasileiras não vieram a passeio e, sim, para causar e ficar. Abra alas para Bianca Briones que ela quer passar e te levar daqui. Eu apenas posso dizer que você precisa SE JOGAR em As Batidas Perdidas do Coração urgentemente!!!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Sophia.Merkauth 16/06/2019

Maravilhoso!
Faz um tempo que este livro estava na minha lista de leitura. Por varias vezes pensei em ler, mas acabava sempre pegando outro, até que poucos dias atras, vi uma citação desse livro em um grupo e me despertou, não só o desejo de ler, mas também a curiosidade. E foi um livro que me pegou. Não conseguia parar de ler!
A história é incrível, os personagens são fantásticos e o livro tem tudo na medida certa! Drama, humor, sensualidade, amor, romance, enfim, encanta o leitor do inicio ao fim, pelo menos eu fiquei muito encantada.
Não é só um livro de romance, é um livro de superação. Rafael é uma fênix! O que ele passa e como se levanta, como volta a cair novamente e arruma forças para se levantar é incrível e um exemplo de superação que, nos mostra que quando se tem vontade e determinação, tudo é possível. Viviane é aquela que precisou amadurecer muito rápido, de menininha protegida à mulher forte que ela se tornou, quando o pai adoeceu e a mãe que, deveria ser o pilar de sustentação da família, não deu conta, e essa responsabilidade caiu nas mãos de Viviane, uma menina de 18 anos que vê seu mundo ruir e precisa ter forças para não desabar junto.
Um livro lindo, cheio de altos e baixos, que nos emociona do incio ao fim!
Super recomendado!

Disponível no kindle unlimited: https://amzn.to/2KT6orT

site: https://www.facebook.com/colecionando.romances/
Fabiana.Martino 16/06/2019minha estante
AMO DEMAIS


Fabiana.Martino 16/06/2019minha estante
Amor eterno por Rafa




Janise Martins 14/06/2019

As Batidas Perdidas do Coração
A história do livro já começa com clima tenso e triste, com perdas. Sendo narrado na primeira pessoa por Viviane e Rafael. E cada capítulo começa lindamente com versus de músicas, que se encaixam perfeitamente em cada capítulo. Amo isso.
“Um dia após o outro. Um dia após o outro. Um dia após o outro.
É assim que a vida segue, enquanto você sofre, ri, chora, ama, perde. Ela não para”
A princípio é um clichê, a boazinha e o bad boy, mas não é boazinha de boba inocente. Tudo com eles é muito rápido e intenso, para quê perder tempo né? Acho que esse é o pensamento. O que os uniu além do tal “amor a primeira vista” foi a dor e sofrimento. Todos os personagens são bonzinhos e carismáticos, aliás, menos um, um inútil que aparece lá quase no final no livro.
É um livro cheio de frases de efeito, algumas calam nosso coração. Acredito que cada leitor seja tocado de uma forma ou de outra. Difícil mesmo é o “amor” deles tocar a gente, em menos de dois meses já se amam, um amor para sempre e de tirar o fôlego, já não podem mais viver um sem outro… aquelas coisas que gente só pensa: hellooooooo!!! Apesar de toda essa bobagem forçada é bem escritinho, uma historinha bonitinha.
Esse livro foi escrito no cemitério, tem tanta morte que você não acredita, não dá nem tempo do personagem se recuperar e lá vem a foice!!
Agora eu chamo atenção, porque o texto abaixo possui excesso de palavrão. Sempre digo que quem fala palavrão é porque não nem argumento, pois é esse o caso. É a oportunidade de saltar para o final ou sair da página:

Chega a certa altura da leitura em que o leitor pensa:
_ Que porra é essa?
_ Puta que pariu!
_ O que é isso? Ele deve ser da família do Christian Grey, o cara é fodido em mais de 50 Tons de Cinza!!!!
_ Que azarada do cão!
_ Puta merda!
É tanta desgraça na história que nem dá tempo de ficar triste ou chorar, dá é raiva, isso sim!
Mas o final a gente solta um: Ufaaaa!! Um final feliz, porra! (esse palavrão é uma piadinha interna, digo do livro, que ler entenderá)
Deixa eu apagar a vela e fechar o caixão.
Bjoo.

site: https://janiselendo.blogspot.com/2016/03/as-batidas-perdidas-do-coracao.html
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Fabiana.Martino 12/05/2019

Meu coração perdeu umas batidas por aí, com essa história...
comentários(0)comente



Nanda Doria 24/04/2019

Sofrível!
Acho que nunca resenhei nada aqui, nem meus livros favoritos. Masbeu estou tão chocada que não tinha como não vir falar algo. Será que o problema é comigo? Tanta gente aqui deu 5 estrelas e me enganaram direitinho. Gente, detestei esse livro. A ideia é ótima, mas foi porcamente desenvolvida. Os diálogos são bem vergonhosos, a quantidade de palavrões e termos feios piorou a situação. Há livros em que eu detesto a história, mas mesmo assim não consigo parar de ler porque a escrita é incrível (Exemplo: O lado feio do amor, da Colleen) mas esse livro eu custei muito a terminar porque não to querendo mais abandonar muitos livros. Não senti química no casal, não torci nem um pouco pra ficarem juntos... A sequência de drama e tragédias dá bastante vergonha alheia e impaciência. Tô muito chateada porque as resenhas que li me fizeram ter expectativas.
comentários(0)comente



Tati 05/02/2019

Batidas perdidas do coração , acho que também perdi uma batida por esse livro !!!
Ele é intenso , nós faz refletir de como a vida é frágil , hj as pessoas que amamos estão aqui , mas amanhã tudo muda , e isso nos faz mudar também .
Essa história nos traz dois personagens , ligados pela dor e pelo amor . Vivi é uma patricinha , mais forte do que imaginava , principalmente quando se trata de proteger quem ela ama , Rafa é um bad boy , que em algum momento da dor , ele se perdeu , mas será que com o amor da Vivi ,ele irá conseguir se achar ?
Eu amei , e estou super ansiosa p ler os outros da série , esperando que seja tão bom , quanto esse .
comentários(0)comente



Melissa 17/09/2018

Controverso
Aconselhada e presenteada por uma amiga que viu uma resenha minha de Bianca Briones é que comecei a ler a história de Viviane e Rafael, diga-se de passagem, uma história bem longa e sofrida.

Ambos perderam parentes próximos e estão arrasados pela dor do luto. Ela perdeu seu pai, melhor amigo e seu suporte. Ele perdeu a irmã e os tios em um acidente de trânsito causado por um motorista alcoolizado, mas já havia perdido o pai também algum tempo antes. Apesar da dor em comum, suas realidades são muito diferentes, principalmente do ponto de vista econômico.

Viviane é de uma família rica, famosa e tradicional em São Paulo. Enquanto Rafael teve de trabalhar a vida toda a duras penas para conseguir o seu sustento. Mas como bem dizem: os opostos se atraem e nada é o que parece ser. Todos temos problemas. Alguns mais que outros. Alguns procuram resolvê-los, outros decidem se afundar ainda mais neles.

Então realidades divergentes se cruzam e eles são instantaneamente atraídos e um para/pelo o outro. A vida dos dois muda completamente com esse encontro e eles decidem enfrentar os problemas juntos, apesar de tudo.

Infelizmente ninguém salva ninguém de si mesmo. Não podemos controlar tudo e certas situações estão completamente fora de nosso alcance. Não basta força de vontade e nenhum amor é suficiente para salvar alguém se este não quiser ser salvo.

Dentre muitas idas e vindas, doenças graves, acidentes, flertes, acidentes, brigas, ciúmes, desentendimentos, envolvimento com bebidas, drogas e jogos, desistências, falta de controle e bom-senso, desequilíbrio e uma paixão fugaz, Rafael e Viviane ficam juntos, mas não é bem como esperavam nem quando esperavam.

A gente, às vezes, precisa aprender do pior jeito que amar é deixar o outro livre, mas também é respeito, comprometimento e responsabilidade. É preciso se doar sem se esgotar por inteiro. É necessário estar bem e feliz consigo mesmo para que o amor floresça.

Além de todos os estereótipos e furos no enredo, consegui tirar a mensagem de que não se deve achar que o amor cura tudo. Ou que ser feliz é apenas ter alguém por perto. Um relacionamento é feito com mais de um e ambos devem estar dispostos a ser melhores para si e para o outro. É recíproco. Uma vida de mão dupla, onde nem sempre há flores.

Pontos negativos: Começo muito demorado e final muito acelerado. Não gosto muito de Bad Boys e Patricinhas e tudo que essa temática repercute. Achei a personagem um pouco sonsa e não entendia bem o porquê de ela passar o dia todo sem fazer nada pensando em macho quando fazia 1 mês que o pai dela tinha morrido e a mãe dela estava trancada no quarto com depressão. E tudo bem largar a faculdade do nada. Tudo bem também ir morar em Londres como se fosse a coisa mais normal do mundo. E quando voltar tudo estar às mil maravilhas. Não entendo.

Até mais.


site: https://www.instagram.com/honeynbooks_/
Bruninha.Maciel 16/11/2018minha estante
Olá, gostaria de saber se esse livro é de uma série ou é um livro único ?
Agradeceria se respondesse!!


Melissa 17/11/2018minha estante
Oi, é o primeiro de uma série. Mas não tem ordem, dá pra ler separados, sabe?! Espero ter ajudado =)


Bruninha.Maciel 18/11/2018minha estante
Obrigada, ajudou sim!! ?




Jade Ricieri - @semprelivros 08/08/2018

"“A vida nunca bate mais do que podemos aguentar"

As Batidas Perdidas do Coração é um livro incrivelmente lindo, forte, intenso, repleto dos mais variados tipos de sentimentos e muito emocionante. A trama aborda assuntos sérios como a importância da família, a força de uma amizade verdadeira, a dor de perder alguém próximo que amamos muito e a capacidade que o amor tem de transformar uma pessoa.

Viviane é uma jovem de classe social alta, cursa faculdade de moda e possui uma família influente. Mas, com a recente morte do pai seu mundo perfeito começa a se desmoronar aos poucos.

Rafael é um rapaz que mora na periferia, trabalha como barman, as mulheres vivem correndo atrás dele, mesmo ele não querendo compromisso com nenhuma. É o famoso bad boy, cheio de tatuagens e com um gênio tempestuoso. Possui um passado traumático e no início da história está passando por um período difícil, pois perdeu algumas pessoas queridas em um acidente de carro.

Os dois são totalmente diferentes, mas a dor que sentem os fará se conectarem de uma forma mágica, sendo impossível se manterem afastados, mesmo com todos os obstáculos que tentam separá-los.

O livro é narrado em primeira pessoa e alterna os capítulos entre os protagonistas, sendo também que em cada início de capítulo contém o trecho de uma música, e esse trecho combina perfeitamente com o que será narrado. Ou seja, tem como não amar um livro desses?

Essa foi uma ótima leitura, com personagens apaixonantes e uma trama envolvente e realista. Um dos melhores romances NA que li, sem dúvidas. Bianca Briones arrasou muito, portanto, só os melhores elogios para essa mulher, por favor.

Aqueles que adoram uma boa história de amor, repleta de dramas, traumas e emoções, vão adorar esse livro maravilhoso. Recomendadíssimo!
comentários(0)comente



Renata @riodelivros 09/06/2018

Simplesmente me deixou encantada, maravilhada e foi uma leitura muito emocionte.

Rafa e Vivi são completamente diferentes!
Ela é rica, vem de uma família estável, teve uma vida de privilégios e pode ser considerada uma típica "patricinha". Ele sempre teve que batalhar por tudo e corre atrás a cada novo dia. A única coisa que eles tem em comum é a dor. Conhecer de perto a dor da perda de alguém que se ama.
Vivi acaba de perder o pai de câncer e o Rafa perdeu grande parte da família, seu pai perdeu a vida em um assalto e sua irmã e os tios sofreram um acidente de carro. É no hospital que eles se conhecem, momento que as más notícias os alcançam. Quando menos se espera eles se encontram e acham consolo um no outro.
Eles se descobrem de muitas maneiras. É uma história de superação, sobre um amor imenso e forte, capaz de superar obstáculos que só a vida real pode nos proporcionar.

Um livro forte, triste, muito real e lindo. Emocionante seria a melhor palavra. Terminei o livro com lágrimas nos olhos.
Cada personagem tem sua importância, você se envolve com cada um.
Inclusive confessei pra Thami que não queria terminar esse livro e ela me falou que ainda poderia estar novamente com essa família e os personagens nos outros livros da série. É o primeiro livro que eu leio da autora. Ela coloca paixão em cada página e eu amei a escrita!
Estou aberta para o próximo e sinto cheiro de autora preferida chegando...
comentários(0)comente



CATATAU 14/05/2018

Batidas perdidas no coração e da vida
A vida dá muitas voltas...
E somos pegos de surpresas...
Sentimentos que até então nunca existente na vida...
Resolvendo de vez ficar enfrentando tudo e todos...
Será que Viviane está preparada pra tudo?
Será que Rafael deixará esta vida destruída para construir algo novo com o seu maior amor???
Será que o amor é mais forte do que os vícios que a vida nos prepara?
Conseguirá Rafael mudar pra melhor? Tudo em nome do amor?
Só lendo esta maravilhosa história, onde tudo acontece, pra saber de tudo...
Amei e gostei de cada capitulo, de cada instante que torna nossa leitura muito prazerosa...
comentários(0)comente



Cactolaria 02/05/2018

As Batidas Perdidas do Coração
? [ #Resenha ???] ? | Obra: As batidas  perdidas do coração | Autora: Bianca  Briones | Gênero: Romance/ hot/ drama. .
. ?" O tempo é capaz de desforcar as nossas dores e nos distrair com a vida que segue, mas a dor nunca some por completo. Nós a colocamos em um arquivo do coração e evitamos mexer nela."?
.
. "As batidas perdidas do coração", narra uma romântica e dramática história de amor e superação vivida por Viviane e Rafael. Viviane e Rafael (para os íntimos Vivi e Rafa) perderam as pessoas que mais amavam  de uma forma terrível, Viviane perdeu o pai para o câncer e Rafael toda sua família: pai, tios, primo e irmã em um acidente de carro. A primeira vez que ambos se encontram (no hospital a pois a morte de seus entes queridos) uma conexão e atração logo surgiu, foi inevitável, ambos unidos pela dor da perda. .
.
? "Ele tem seus problemas, eu tenho os meus, e nos encontramos no meio. Ali, naquele mar sem fim que nos aflige, com todas as nossas dores, frustrações e revoltas. Tudo o que queremos é nós sentir vivos outros vez." ?
.
.
Viviane filha de um grande publicitário da cidade de São Paulo, rica, patricinha. Rafael um barmen tatuado, guitarrista e usuário de drogas. Mundos diferentes. Vidas opostas. Dores iguais. Corações batendo no mesmo compasso.
Bianca Briones, criou um universo mágico  ao dar vida a uma história que tem tanto a ensinar, a autora aborda temas que não são fáceis de lidar e que dificilmente é abordada com tanto afinco: como a morte e a dor que a mesma é capaz de consumir; o preconceito entre as classes sociais e como enfrentar uma situação quando quem você ama está se perdendo no mundo das drogas. Escrita em primeira pessoa do singular e narrada pelo ponto de vista dos personagens Rafael e Viviane, acompanhamos, de perto, cada sentimento que os personagens  estão sentindo, desde o seus medos e desesperos, ao amor e esperança.. cada parágrafo é fascinante e terrível ao mesmo tempo, em cada capítulo uma grande surpresa nos aguarda.

Continua no ig literário: @euvoceelivros
comentários(0)comente



Aryana 18/04/2018

Ler esse livro foi uma grande surpresa. Claro que eu esperava um livro super romântico, mas não imaginava que tivesse uma carga emocional tão grande assim.

Viviane tem 18 anos, classe média alta, acaba de perder o pai para o câncer. Mesmo sendo tão jovem, ela se força a amadurecer e tomar conta do seu irmão Rodrigo (apenas meses mais novo que ela) e da sua mãe, que entra em profunda depressão após a morte do marido, a ponto de se esquecer dos filhos.

Rafael tem 23 anos e é de classe social baixa. Viu o pai morrer nas mãos de assaltantes quando era mais novo e, posteriormente, perdeu a irmã e os tios, pais de seu primo Lucas, em um grave acidente, onde o culpado nunca foi julgado por ser filho de gente importante.

Eles sabem que são opostos, mas a dor de perder alguém os aproximaram e os fez se entenderem melhor do que qualquer outra pessoa.

Ela é uma menina rica com o coração de ouro, mas também é uma mulher forte e decidida, com uma postura nada fragilizada. Ela perdeu o pai e o melhor amigo, mas ainda está vivendo. Ainda está ao lado do irmão, dos amigos e então de Rafael, que se torna algo mais com o tempo que se passa. Ela o ama, ela o deseja, ela quer estar ao lado dele conforme as semanas se vão e ele nunca sai da sua vida. Mas Rafael é tão ou mais instável do que ela pensava, e a determinação de Viviane entra aí para balancear os riscos e o medo que ele sente.

Rafael perdeu o pai, a irmã, os tios. Só lhe restou sua mãe e o primo - igualmente abalado pela perda - e um mundo que oferece soluções perigosas para quem quer se extasiar da dor. Rafael não é um santo e a história nunca mente a respeito dele.

Os personagens secundários brilharam igualmente. Branca, Lex, Bernardo, Rodrigo, Lucas. Todos estavam ali pela Vivi e pelo Rafa, à sua maneira. Rodrigo e Lucas, principalmente, irmão da Viviane e primo do Rafael, que sofreram as mesmas perdas dos protagonistas e encontraram a mesma dificuldade de superação encontrada por ambos.

Nos últimos capítulos eu não estava preparada para o que ia acontecer, foi um impacto grande, o ponto alto da história.

As Batidas Perdidas do Coração foi ótimo, foi lindo e foi inesquecível. Quem perdeu uma batida do coração graças a esse livro fui eu!
comentários(0)comente



196 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |