A metamorfose

A metamorfose Franz Kafka




Resenhas - A Metamorfose


761 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |


Italo Atsoc 21/10/2019

O estranho em cada um de nós
As duas histórias são incrivelmente impactante tanto quanto suas semelhanças. O confronto de a cada dia nós vivermos diversas situações, estando em constante transformação nos faz refletir sobre quem somo e sobre quem fomos.
É um livro que, através da sua estranheza narrativa se faz similar a quem realmente somos em nossa origem. Ir além do que os textos nos diz e refletir sobre a vida, sobre o sistema a qual estamos inseridos, sobre as convenções da sociedade, sobre valores familiares e prospectiva de futuro se torna necessário, quase que obrigatório. Em A metamorfose Gregor arrebata nossos corações e em o Veredicto o Pai nos surpreende com uma revelação tão instigante, revelação digna de Cena de novela, contudo, a literatura nos tras os mínimos detalhes que nem filme, nem novela jamais poderao nos oferecer. Kafka é um autor incrível. O livro é muito bom. As notas do tradutor nos dão uma profundidade maior em certos aspectos do texto que inicialmente poderia passar batido. Assim super indício esse livro, mas deixando bem claro que lerei essa história por outra editora para ver se haverá muita diferença e ver se perdi muita coisa nessa tradução. Mas afirmo que vale a pena ler esse livro nessa edição.
comentários(0)comente



Luana 20/10/2019

Incrível a quantidade de correlações que você pode fazer com esse livro. Escrito de forma simples mas feroz na sua crítica social escondida, entre aspas. Ótimo livro.
Camila 20/10/2019minha estante
Amo!


Tiago Torres 20/10/2019minha estante
Estou baixando agora... vou colocar na minha lista! =) Baixei "O Processo" dele tambem, ja leu?


Luana 21/10/2019minha estante
Ainda não li "O Processo", na verdade esse foi meu primeiro livro de Kafka. :D




LimaRick 19/10/2019

Maçã na casca
"A Metamorfose" Livro escrito por Franz Kafka, publicado em 1915, traz a estranha história de um acontecimento nada comum. ? ????? ? ????????? ? ? ????? ? ????????? ?
Em um dia como qualquer outro, Gregor Samsa, um Caixeiro Viajante (um tipo de vendedor externo), acorda decidido a iniciar mais um dia de trabalho, mas algo de errado aconteceu, pois Gregor percebeu que não mais tinha um corpo humano, agora ele era um inseto. ? ????? ? ????????? ?
Durante todo o livro vamos acompanhando o desespero de Gregor e sua família, junto com a grande questão, o que teria acontecido? Ninguém sabe qual é a origem de tudo aquilo, é algo sem precedentes, só se sabe que o caixeiro viajante não é mais humano. ? ????? ? ????????? ?
A metamorfose o transformou em um inseto, durante a noite, um grande besouro, algo repugnante e rastejante que causa pavor em todos que lhe põe os olhos. E por isso, seus familiares passam a o manter trancafiado dentro do quarto, como uma vergonha... algo que precisa ser mantido em segredo. Assim gregor passa seus dias, a espreita, e seu quarto se torna seu mundo. ? ????? ? ????????? ?
A minha experiência com a obra foi incrível. Não pude deixar de me questionar "já pensou se isso acontecesse de verdade? E se fosse comigo? O que eu faria nessa situação? " é tudo muito insano.
????? ? ????????? ?
Foi inquietante notar a extrema preocupação do protagonista, com o seu trabalho. Manter o emprego era algo fundamental para Gregor, ele era responsável pelo sustento dos pais e da Irmã, ficar desempregado não era uma opção. E mesmo nas condições esquisitas em que estava, o protagonista fez de tudo para ir ao trabalho ( mesmo como inseto) a possibilidade de perder o cargo era mais tenebrosa do que a sua atual situação. ? ????? ? ????????? ? ????? ? ????????? ?
A leitura é riquíssima, você acaba preso a ela, não consegue largar enquanto não descobre o motivo de tudo aquilo e como vai acabar, se vai acabar, e assim acaba devorando o livro de uma só vez (foi o meu caso, em uma tarde de domingo). A obra é muito chocante. ? ????? ? ????????? ?
comentários(0)comente



Willa Dominik 17/10/2019

É uma leitura entristecedora
Cara, esse é um livro triste.
Nos faz refletir sobre a ideia que temos de utilidade. O outro nos deixa de ser útil quando não é mais capaz de produzir, quando se torna incapacitado, quando é abatido por uma doença, uma condição, uma circunstância.
Eu fiquei muito triste pelo Gregor, de verdade. Você vê uma figura definhar.. de fome, de tristeza, pela falta de contato, atenção e cuidado.
Anienne 25/10/2019minha estante
Tb senti isso. Muito triste.


Willa Dominik 26/10/2019minha estante
sim ):




Kaue.Santos 15/10/2019

Estranhamente maravilhoso.
Estranho, impactante e maravilhoso. Apesar dessa versão ser mais curta, ela é dá uma leitura bem rápida e divertida.
comentários(0)comente



Pan 10/10/2019

Linguagem simples, leitura difícil
Claro que você pode ler este livro como uma historia fantástica, mas no fundo ele é um retrato de algo que deve acontecer sempre. O livro não traz um final feliz e muito menos uma historia feliz, mas através de uma metáfora sobre um homem que sofre uma metamorfose e se transforma em um inseto monstruoso o livro entrega uma historia pesada que retrata a vida das pessoas que se tornam invalidas, seja por uma depressão, por um acidente ou ate mesmo a simples velhice, o que o livro traz é uma retrato bem claro da cultura do descarte em que vivemos. No geral a linguagem é simples e fácil de compreender, mas pode não ser tão fácil terminar o livro (por menor que ele seja) uma vez que a historia pode te tocar de uma forma desconfortável.
Anienne 25/10/2019minha estante
Tb senti assim. Muito, muito triste.




Luiz.Rocha 09/10/2019

Que Capricho!!!
Primeira publicação da editora Antofagica, essa nova edição do clássico de Franz Kafka vem com tradução direto do alemão por Petê Rissatti e belíssimas ilustrações feitas exclusivamente para essa obra de Lourenço Mutarelli, para não falar de vário outros detalhes que só com o livro em mãos para você saborear.
comentários(0)comente



Lipe 08/10/2019

(Re)Leitura
"Quando Gregor Samsa, certa manhã, despertou de sonhos intranquilos encontrou-se em sua cama metamorfoseado em um inseto mostruoso."

Excelente trabalho da editora Antofágica, que mescla de forma excelente o texto da novela de Franz Kafka e desenhos gráficos. "A Metamorfose" (tão simbólica) pode ser uma metáfora e ponto de identificação de qualquer leitor que se sinta excluído socialmente - sobretudo excluído e isolado do seio familiar. Isso inclui, principalmente, os idosos, os depressivos, os dependentes químicos, deficientes físicos e tantos outros, considerados como "aberrações" ou "anormais" socialmente. Obviamente jamais podemos promover o discurso generalizador, mas, infelizmente ainda há muitas famílias como as de Gregor Samsa, que marginalizam "o diferente", seja por pena, tentativas de proteção, ignorância ou crueldade - por considerá-lo um "fardo" para a família. Gregor era o inseto monstruoso, mas era a sua família quem se comportava como tal.
comentários(0)comente



José.Luiz 08/10/2019

Ouvi o Audiobook.
(até onde sei a Antofágica não lançou audiobook desse livro. Como não achei o audiobook aqui no skoob escolhi uma edição mais legal kkk ).

O legal do livro é que ele é ao mesmo tempo fantástico e doido. O autor se dispõe de alguns recursos literários que faz com que a história fique aberta a interpretações, e isso é fantástico.

Acredito que a condição do Gregório(ou Gregor, se preferir) é uma alusão a depressão, ou alguma doença tão grave quanto. Se você parar pra pensar por esse viés, o final torna se um pouco triste, mas mesmo assim é igual aquela máxima: "A vida continua!"

Recomendo que leiam, e tmb ouçam o audiobook.
comentários(0)comente



José.Luiz 08/10/2019

Ouvi o Audiobook.
(até onde sei a Antofágica não lançou audiobook desse livro. Como não achei o audiobook aqui no skoob escolhi uma edição mais legal kkk ).

O legal do livro é que ele é ao mesmo tempo fantástico e doido. O autor se dispõe de alguns recursos literários que faz com que a história fique aberta a interpretações, e isso é fantástico.

Acredito que a condição do Gregório(ou Gregor, se preferir) é uma alusão a depressão, ou alguma doença tão grave quanto. Se você parar pra pensar por esse viés, o final torna se um pouco triste, mas mesmo assim é igual aquela máxima: "A vida continua!"

Recomendo que leiam, e tmb ouçam o audiobook.
comentários(0)comente



Rhuan Maciel 29/09/2019

"Um livro deve ser o machado que quebra o mar gelado em nós"
Surpreendente como um livro tão bom foi escrito em apenas 20 dias.
Também é incrível as possibilidades de discussão sobre, já que aborda temas que podem ser relacionados com a vida cotidiana, como a depressão, o preconceito, e muitos outros.
Ainda abre um tópico filosófico muito interessante, a essência e a aparência do ser. Somos definidos pelo quê? Embora a nossa essência seja o que torna-nos quem somos, o julgamento vêm pelo o que aparentamos ser. Tanto que a indústria da beleza é fortíssima atualmente, faturando dinheiro aos montes.
Franz Kafka deixou uma grandiosa obra para continuar sendo lida por gerações, e com certeza não será esquecida.
comentários(0)comente



João 28/09/2019

Uma mensagem bonita, porém não me prendeu
Bom, acabei de terminar a leitura desse livro e foi o meu primeiro do Kafka e infelizmente não conseguir me conectar com a história. O começo desse livro é legal, mas depois ele se torna a história sobre a rotina de uma barata. Uma provar de que não conseguir me captar com o livro é que só depois de pesquisar que entendi a a metáfora dele, que é muito bonita, sobre como a sociedade nos descarta quando paramos de ser útil, mas era uma história que era possível de ser contanda em 50 páginas. Eu não tô dizendo que o livro é ruim, só que não é uma leitura fácil.
Amanda.Coelho 02/12/2019minha estante
Concordo.




Beatriz Gosmin 26/09/2019

A utilidade humana e as relações estabelecidas por meio dela
Faz tempo que queria ler o livro e finalmente pude realizá-lo.
Curto, para ler em uma sentada, o livro nos coloca a refletir sobre as relações humanas e principalmente pela relação e qualidade de "utilidade" que se atribui a cada ser humano.
A situação vivenciada por gregor me fez associar a talvez, pela minha bagagem e vivência na área social, ao desprezo e abandono em relação a pessoas com deficiência ou idosas (ou qualquer outro motivo) por suas famílias.

Me chocou bastante, fez refletir, cativou.

Leitura muito válida.
comentários(0)comente



LuCoury 24/09/2019

Kafka começa a narrativa objetivo: “Gregor Samsa acordou metamorfo em um monstro terrível”. O por quê? Ele não conta. Deixa espaço para imaginação. E com isso o livro segue, mostrando como cada um reage à metamorfose. O próprio Gregor se preocupou apenas na necessidade de pegar o próximo trem. Seu gerente, em seu atraso na produtividade. Sua família, em como pagar as contas agora que seu provedor não seria mais útil. O metamorfo virou um fardo pois seu valor era medido apenas por aquilo que produzia. Quem não se encaixa no padrão e não produz, vira um inseto à ser descartado.
A família e todo o cenário se transformam e a situação absurda que é alguém se transformar em um inseto, vira um mero detalhe. Livro fantástico para refletir o real valor das coisas atualmente.
comentários(0)comente



Mundo da Vavah 21/09/2019

"A metamorfose" || Franz Kafka || @editoracirandacultural selo @editoraprincipis ||
Antes de qualquer coisa eu preciso te informar que se você leu esse livro é acha que Gregor se transformou em uma barata você está muito enganado e precisa com certeza fazer uma releitura!
O livro conta a história de Gregor Samsa, que certa manhã acordou metamorfoseado num inseto monstruoso, já começamos o livro sabendo disso e a partir desse momento vamos acompanhar como será o entendimento dessa transformação para ele e para todos que o rodeiam. Embora pareça ficção, a obra traz uma peculiaridade incrível em cada página e, por isso, a leitura é desafiadora do início ao fim.
A intenção do autor nunca pareceu especificamente falar de como um humano se transformou em um bicho asqueroso, mas sim metaforizar as relações sociais e pôr à prova o valor do homem que, em um contexto capitalista, é apenas aquilo que produz, que vive para trabalhar, ganhar, crescer e comprar. Nota-se claramente que Gregor era importante enquanto trabalhava para sustentar sozinho a todos e para pagar as dívidas da família. Quando não pôde mais trabalhar devido à sua condição, passou a ser um fardo, e logo seus entes passaram a tratá-lo como um um peso morto, como um inseto que deveriam esmagar a chineladas, simplesmente chegando a conclusão que se aquele fosse o Gregor que iria viver entre eles, seria melhor viver sem ele.
A maneira como ele passou a ser tratado era a mais humilhante possível, passando a sempre se esconder para não ser visto pela sociedade. Na melhor as intensões sua irmã, que foi a única que por um tempo (um pequeno tempo) conseguiu amá-lo daquela forma, coloca todos os móveis do irmão para fora de seu quarto - quando humano, talvez não fossem tão importantes, como inseto, porém, era tudo que lhe restara. A partir de um momento Gregor passa a ser o culpado pro toda desgraça que começa a acontecer naquela família e em um dado episódio o pai se irrita tanto a ponto de atirar uma maçã no filho-inseto, o que o machuca e começa a definhar suas estruturas.
É fascinante imaginar como Kafka, quando escreveu essa pequena história, praticamente 100 anos atrás, nos trouxe uma grande reflexão para uma humanidade que perdura até hoje, uma sociedade preconceituosa, discriminadora ao extremo, intolerantes e a cada dia mais capitalista. Talvez em meio a uma leitura breve como essa possamos tornar nossas atitudes mais amenas, mais reflexivas e tentar quem sabem um pouco mais de respeito aos nossos próximos.
Vale ressaltar que essa edição da principis está primorosa quanto a diagramação, paginação e capa, deixando a leitura ainda mais agradável.
comentários(0)comente



761 encontrados | exibindo 16 a 31
2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 |