A metamorfose

A metamorfose Franz Kafka




Resenhas - A Metamorfose


758 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |


jupiterinfurs 10/09/2019

Um livro com uma escrita simples e impactante. Um dia depois de terminar a leitura, eu ainda me pego refletindo sobre essa obra. Queremos nos sentir úteis para a sociedade, amados pelos amigos e familiares, queremos que sintam nossa falta, queremos que falem conosco e nos façam sentir importantes, queremos fazer parte de um grupo. Em contrapartida, aceitamos (consciente ou não) ser parte da engrenagem que move a sociedade e as relações. Mas e se um dia você vira um inseto? Não no sentido literal da palavra, mas metaforicamente. Você pode ficar pobre, doente, ficar invalido... um inseto, sem serventia para a sociedade, um peso para os outros. No início as pessoas podem até tentar te ajudar, sentir a tua falta, mas logo depois elas vão se cansar e te tratar como um fardo, um inseto. Com o tempo a tua presença se torna inconveniente, logo você que sempre fez de tudo, que sempre ajudou, sempre fez parte daquilo que considerava importante, que era querido, que era ÚTIL... não é mais. É isso que nós somos: descartáveis. Quando não temos mais utilidade, somos insetos.
Amanda.Coelho 05/12/2019minha estante
Descreveu bem o livro




Alessandra.Ctgn 10/09/2019

Simples e complexo
É um livro que se lê uma tacada só, não só por ser curto mas porque você quer saber o que vai acontecer afinal. A estória pode parecer boba e bizarra mas é de uma profundidade grande. Traz muitas coisas para pensar, muitos sentimentos e interpretações.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Nany.Barth 07/09/2019

Reflexão
Um livro que nos leva a refletir sobre nossas escolhas, comportamento, solidão e utilidade.
Muito bom!
comentários(0)comente



Daniel.Oliveira 04/09/2019

Final deixou a desejar e sem explicação..
Gostei da proposta do livro,só o final que ficou confuso,como Gregor morreu de uma pancada de uma maçã atirada pelo pai?Ninguém morre disso...Serio!
Daniele 05/09/2019minha estante
Mas ele era um inseto, imagine o peso de uma maçã jogada em um inseto.


Amanda Carneiro 08/09/2019minha estante
Ele morreu um tempo depois do ataque do pai. A maçã infeccionou ali, e então ele morreu.


Anienne 25/10/2019minha estante
Esse livro é uma metáfora. Há uma profunda reflexão sobre o descarte que damos às pessoas que sofrem mudanças profundas a partir de dças debilitantes, por exemplo, e que ficam à mercê dos outros.


Daniel.Oliveira 25/10/2019minha estante
Daniele,Amanda e Anienne obrigado por suas explicações.Me ajudou a entender melhor o final.Pq na primeira vez que li,foi um final bem confuso,como se o autor mata-se Gregor (o protagonista)por pura crueldade mesmo.Mas agora entendi,obrigado a todos vcs!




Sabs 29/08/2019

- Um detalhe -
Logo nas primeiras linhas do texto somos informados que Gregor se transformara em um inseto mostruoso, e tal situação é o clímax que nos é dado a seco por Kafka, sem preparação nenhuma, mas com muita serenidade. Ao leitor não resta outra alternativa senão aceitar que o fato é real e seguir sua leitura em busca de alguma explicação. Nosso personagem, no entanto, parece não estar muito preocupado com sua metamorfose. Enquanto nós queremos saber o que houve - ele quer descobrir uma forma de pegar o próximo trem para cumprir seus afazeres no trabalho. As inquietações de Gregor são a maior sacada dessa narrativa, uma vez que o absurdo vira mero detalhe. Um inseto sobre a cama é o de menos: mas como as contas serão pagas? É fantástico perceber também as metamorfoses na casa e na família de Gregor. Todos reagem da maneira que provavelmente cada leitor reagiria se estivesse em semelhante situação. Um familiar próximo e querido transformado em um inseto gigante gera dó, empatia e preocupações. Com uma escrita direta, sem floreios ou adjetivos inúteis, Kafka nos prende nesse jogo de verossimilhança ancorado no irreal, até que a metamorfose esteja inteiramente completa.
comentários(0)comente



Luciana 26/08/2019

“Toda mudança é perturbadora”
Belíssima edição, com ilustrações maravilhosas. Livro clássico, com mais de cem anos, mas que aborda um assunto atual, aceitação . Vale a pena.
comentários(0)comente



Lunii 25/08/2019

A melhor experiência
Recentemente fui instigada a ler alguns clássicos, pra poder dar um ar diferente nas minhas leituras. Decidi experimentar então esse aqui.
Quando era menor, peguei emprestado na biblioteca e não entendia absolutamente nada do livro, depois de muito tempo peguei para ver como era e me surpreendi de maneira muito legal.
Me deixei abrir para uma interpretação da obra, e me senti muito impactada pela forma como o Kafka tratou a exclusão do personagem, toda essa metáfora do inseto e a relação da família.
Esse é um dos livros que pretendo ler num futuro, para relembrar essa leitura rápida e gostosa.
comentários(0)comente



Matheus Felipe 24/08/2019

A metá...fora, de Kafka.
Apesar de ser escrita no século passado, A metamorfose retrata metaforicamente conflitos sociais que estão presentes até hoje. O livro conta a história de Gregor Samsa, que certa manhã acordou metamorfoseado num inseto monstruoso. Embora pareça ficção, a obra traz uma objetividade incrível em cada linha de cada parágrafo de cada página e, por isso, a leitura é saborosa no pequeno intervalo medido entre o começo e o fim.

É necessário frisar que a intenção do autor não era especificamente falar de como um humano se transformou em um bicho asqueroso, mas sim metaforizar as relações sociais e pôr à prova o valor do homem que, em um contexto capitalista, é apenas aquilo que produz. Com efeito, Gregor era importante enquanto trabalhava para sustentar sozinho a todos e para pagar as dívidas da família. Quando não pôde mais trabalhar devido à sua condição, passou a ser um fardo, e logo seus entes passaram a tratá-lo como um um peso morto, como um inseto que deveriam esmagar a chineladas.

Além disso, por não ser compreendido, era tratado da mais humilhante maneira possível, de tal modo que tinha que se esconder para não ser visto pela sociedade, já que era a vergonha da família, ou ainda ter que ver todos os seus móveis serem colocados para fora de seu quarto - quando humano, talvez não fossem tão importantes; como inseto, porém, era tudo que lhe restara. Os pais e irmã apenas o julgavam, e colocavam no pobre Gregor a culpa por tudo que acontecia de ruim no pequeno apartamento. Inclusive, em um dos conflitos, o pai joga uma maça que penetra a asa de Gregor e só faz as feridas aumentarem (as do corpo e as da alma). A trama continua, transformando não só Gregor como também todo o contexto em que ele se insere, e somos levados até o fim pela doce curiosidade de saber o que acontece com aquele indefeso e pobre inseto.

É incrível como 100 anos atrás Kafka já enxergava esse lado egoísta da humanidade. É mais extraordinário, porém, como nada mudou de lá pra cá. Continuamos julgando por aparências, continuamos atacando os nossos diferentes, continuamos incompreendendo nossos filhos, continuamos os donos da razão. E conquanto nos intitulemos tolerantes, sempre caímos na tentação de esmagar os insetos. Ademais, ao fim da leitura reflexões são bem-vindas (e elas virão). Quem nós somos para aqueles que estão presentes em nossas vidas? E quem são eles para nós? Afinal, somos humanos ou, como o pobre Gregor, apenas insetos?
comentários(0)comente



tadeugoulart 19/08/2019

Você é inseto ou humano?
Uma metáfora inspiradora sobre perda, desamparo e um mundo de coisas inevitáveis que podemos enxergar, pela subjetividade, o que seriam.
Samsa, ao acordar metamorfoseado em um inseto monstruoso pode nos inpirar a pensar sobre onde está depositado o controle das nossas vidas. A mudança que se dá na rotina dele me fez pensar nos papéis que exercemos, no que é uma morte, seja social ou física. É um desafio cotidiano lidar com o peso de sermos insetos ou humanos e lidar com as nossas fraquezas.
Leitura um pouco lenta, às vezes. Necessário fazer uma leitura atenta para se conectar.
comentários(0)comente



FabyTedrus 16/08/2019

A Metamorfose - Franz Kafka
Eis um livro bastante bom e bastante perturbador. Curto, gostoso de ler, com uma história que pode parecer sem pé nem cabeça ou pura bizarrice mas se você ler as entrelinhas, tentar enxergar além do que está sendo escrito é BEM bom.
Gosto da ideia de pensar que o fato do protagonista não ligar para a mutação tanto quanto liga para outras coisas mais "mundanas" e com os outros a sua volta, é um jeito bem forte de tocar em feridas como preconceito e usar isso como uma bela metáfora.
Bem interessante, vale a leitura!
comentários(0)comente



Wagner 13/08/2019

Reflexivo!
Procurei o mínimo possível sobre a obra, para poder ter a melhor experiência possível e não me decepcionei, muito pelo contrário, pra mim essa obra permite fazer diversas analogias com situações que vemos no nosso dia a dia. Do meu ponto de vista, o inseto de Franz Kafka é uma alegoria para o tipo de pessoa que vive ou passa por um tipo de situação degradante e dentro do contexto da história podemos fazer diversas analogias. De fato esse livro me tocou...
comentários(0)comente



Guaranádoamazonasémassa 10/08/2019

Há um tempo decidi me ater aos clássicos e, se curtos, melhor ainda. O objetivo é alcançar um número significativo de leituras de livros clássicos. Esse daqui, que se encaixa perfeitamente nos dois pré requisitos, eu não deixaria passar. Sobre o Kafka pouco coneço a respeito, e li a primeira metade dessa obra sem pesquisar nada sobre ela; para sentir o que o autor queria passar. E funcionou, eu realmente me incomodei com o fato de Gregor Samsa, o protagonista, pouco se lixar para o fato de ter virado um inseto asqueroso, e se preocupar mais com as dores e com o compromisso. O livro tem uma pegada bem metafórica, e me fez pensar nos casos de depressão e homossexuaidade que provoca repercussões parecidas. Foi interessante, me fez pensar.
comentários(0)comente



Lázara (Luzia) 09/08/2019

Absurda é a realidade
Como a perda da habilidade social nos apequena diante dos demais.
comentários(0)comente



758 encontrados | exibindo 31 a 46
3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |