Como Agarrar Uma Herdeira

Como Agarrar Uma Herdeira Julia Quinn




Resenhas - Como Agarrar uma Herdeira


140 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |


Carol M 21/02/2018

Como Agarrar uma Herdeira
Como agarrar uma herdeira é mais um daqueles livros que olhamos primeiro o autor antes da sinopse não é mesmo? Como somos fãs de romances de época aqui no blog, não podemos deixar de trazer mais uma história de Julia Quinn para vocês!


A sinopse traz uma premissa de suspense que eu particularmente amo, e não é muito comum da autora. Mas para mim foi uma decepção, pois existe sim uma ação e um suspense, que duram mais ou menos umas 150 páginas se muito, depois tudo fica muito óbvio, sem graça e chato.

Caroline Trent começa como uma protagonista muito esperta, sagaz e indomável, e no meio do livro simplesmente ela muda completamente, parece que estou lendo sobre outra personagem. Sério isso foi um dos fatores que me fez tirar uma estrela inteira, como assim Julia? Como você resolve mudar uma personagem da água para o vinho sem NENHUM MOTIVO? A essência dela se transforma inteiramente!

Para quem lê as primeiras páginas, a própria autora assume que teve muita dificuldade em escrever essa personagem, então acredito que essa mudança muito brusca de deva a esse fato. Mas não minimiza a minha insatisfação, só a torna mais compreensiva.

E nosso protagonista é um mal-humorado! Sério, Blake é aquele mala que fica emburrado e reclama de absolutamente tudo a história inteira! Os diálogos dele eram penosos para mim, porém é um protagonista que teve uma linearidade no desenvolvimento, e quando chega ao final do livro me deixou satisfeita, porque é isso que se espera de Julia Quinn, um desenvolvimento bom para seus personagens.

O que realmente me empolgou na leitura foi James nosso coadjuvante e protagonista do próximo livro, sério eu achei o cara incrível em TODOS os aspectos. Ele é espirituoso, engraçado, alto astral, esperto... enfim não vi defeitos! Estou muito animada para o próximo volume de Agentes da Coroa por causa dele!

Qual autor decepcionou vocês com personagens principais, mas fez coadjuvantes incríveis?

Até a próxima!


site: www.blogcontracapa.com.br
comentários(0)comente



LuEntreLivros 21/02/2018

Eu esperava mais
Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft e não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou.

Confundida com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso. A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação, que o desarma completamente.

"Mas, quando se guardava no peito um coração partido, era muito mais fácil falar do que fazer."
⠀⠀⠀
Com um enredo divertido, leve e previsível, "Como agarrar uma herdeira" não é meu preferido da autora (sim ainda prefiro Os Bridgertons), mas cumpre o prometido. Você mesmo sabendo que o casal vai ficar junto, se pega suspirando ou até mesmo gargalhando das loucuras dos dois. Devo confessar que amei os personagens secundários (James é maravilhoso),eles fazem a trama ser mais divertida.
⠀⠀⠀⠀
Algumas atitudes de Caroline me irritaram, por mais que seja uma personagem forte, inteligente, certas ações não me agradavam, já Blake fugiu totalmente do padrão galanteador, ele tem uma bagagem, é complexo (amei isso), não que Caroline por ter passado por tantas casas não seja,mas gostei mais dele. ⠀⠀⠀⠀
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O livro inovou com todo ar de investigação, espionagem,fazendo com que não se resuma somente em fofocas, ele tem ação em certas partes,que me deu a sensação de estar no local. Sem mais,o livro é perfeito para quem aprecia um leitura cômica, rápida, encantadora,onde a risada é garantida.

site: https://www.instagram.com/p/BeeJZK-DmKg/?taken-by=luentrelivros
comentários(0)comente



Cheiro de Livro 21/02/2018

Como agarrar uma herdeira
“Como agarrar uma herdeira” é o primeiro de dois livros da série “Agentes da Coroa”, sendo o segundo intitulado “Como casar com um marquês”, ambos de autoria de Julia Quinn. Embora ame muito tudo que Julia escreve, ao ver os títulos desses dois, pensei que seriam bobinhos e mais amadores, já que foram escritos lá atrás, antes de Quinn criar os Bridgertons. Engano meu! Ao sofrer de abstinência pela escrita dela e para apaziguar a ansiedade enquanto espero o próximo lançamento, embarquei em “Como agarrar uma herdeira” e ainda bem que o fiz!

Julia Quinn escreve romances de época e se você, leitor, não está familiarizado com o gênero, deixe-me explicar uma coisa: você começa o livro já sabendo que ele terá um final feliz e quem vai casar com quem. O gostoso de ler esse gênero é ver o relacionamento entre os personagens, o desenvolver do romance. Adoro personagens bem criados, que nos fazem sentir que são reais. E Julia Quinn é mestre nisso.

“Como agarrar uma herdeira” já mostra a que veio na primeira página: nossa protagonista – Caroline Trent – acaba de atirar em um homem que tentava agarrá-la. E ela acertou, tá? Caroline é órfã desde muito cedo e tem passado de tutor em tutor, nenhum sendo simpático ou carinhoso. Essa vida difícil resultou em uma mulher que está prestes a completar 21 anos e terá, então, controle de sua fortuna. Mas o atual tutor não quer perder a grana e ordenou que seu filho a engravidasse, forçando assim o casamento dos dois e mantendo a fortuna. Mas Caroline mete bala no sujeito e acaba recebendo ajuda do mesmo para fugir de casa. Mas na fuga, Caroline acaba sendo confundida com uma espiã e é capturada por Blake Ravenscroft, um agente da Coroa Britânica. Claro que os dois vão se apaixonar, claro que teremos muita angst no meio e muito humor, porque esse é um ingrediente essencial em todos os livros de Julia Quinn.

“Como agarrar uma herdeira” traz, como sempre, uma protagonista feminina inteligente, bonita, mas que tem como maior atributo sua personalidade. Uma coisa que sempre achei sobre romances de época (achava sem ter lido, para ser bem sincera) era que falavam apenas de mulheres em busca de casamento e achava isso muito machista. Mas aí li Julia Quinn, pesquisei o gênero e entendi como estava equivocada. A busca pelo casamento é coerente com a época na qual se passa a história, mas a busca maior é pela felicidade, é por amor, e todas as protagonistas de Julia Quinn são dotadas de personalidades fortes e querem um companheiro para dividir a vida com amor, com carinho e interesse e não somente um cofre e fazedor de herdeiros.

E se você escreve um bom par romântico com angst, você me ganhou! E Julia Quinn, como já disse várias vezes, é rainha nisso!

O trio que estrela “Como agarrar uma herdeira” é uma delícia de ler. Caroline tem raciocínio rápido, uma língua ferina e um coração repleto de vontade de ser feliz. Blake tem um passado amargurado, tem temperamento explosivo, mas é um homem com coração pedindo para ser resgatado. E o terceiro envolvido nisso tudo é o tal marquês do segundo livro – James Riverdale – que é outra delícia de personagem, inteligente, bem-humorado e com um tom quase cafajeste, mas sem o lado ruim disso.

Para quem lê Julia Quinn há bastante tempo, ao ler “Como agarrar uma herdeira” vai sentir a diferença na escrita. Por ele ter sido um dos primeiros livros da autora, é possível ver conversas repetitivas, mas de maneira alguma ele é inferior aos “irmãos mais novos”! O livro entrega o que promete: horas de descanso, muitos suspiros e fé no romance completamente restaurada!

Mas um aviso: livros da Julia Quinn são altamente viciantes! Então tenha um próximo título da autora perto para engatar a leitura. Como já me apaixonei por James também, estou lendo “Como se casar com um marquês”, que também já me encantou nos primeiros capítulos. Em breve resenha desse também aqui.

site: http://cheirodelivro.com/como-agarrar-uma-herdeira/
comentários(0)comente



Thiana 17/02/2018

Pura diversão e romance - Resenha do blog Garotas de Papel
Já fazia um tempinho que não lia nenhum romance de época, apesar de ter vários na fila. Por não ser uma daquelas séries longas, apostei nesse primeiro livro da duologia Agentes da Coroa, escrito pela Julia Quinn.

Em Como Agarrar Uma Herdeira somos apresentados a senhorita Caroline Trent, órfã de pai e mão, durante anos viveu sobre os cuidados de tutores até cair na mão do pior deles, Oliver Prewitt. Apesar da vida luxosa de Oliver, Caroline não pode dizer que bebe da mesma fonte, apesar de que ela acredita que o dinheiro de sua herança esteja sendo usado para as regalinha do seu tutor. Mas faltando algumas semanas para seu aniversário de 21 anos e quando finalmente poderá ter controle de sua vida, ela resolve fugir.

O problema é que antes mesmo de sair da propriedade dos Prewitt, Caroline e capturada por Blake Ravenscroft, uma agente da coroa, que está em uma missão para capturar a espiã espanhola Carlotta De Leon. E claro que confundiu Caroline com a criminosa. Como quer mesmo sair dali ela nem diz que não é, mas também não tenta dizer o contrario.

Com toda essa confusão Caroline vai parar na casa de Blake onde ele tenta extrair da moça provas para incriminar Oliver Prewitt, seu tutor que supostamente está traindo o país.

Fazia tempo que não lia um romance de época tão divertido. Nesse livro o humor reina absoluto. Caroline e Blake vivem em um pé de guerra animadíssimo. Inicialmente em parte por Blake se sentir mal por uma criminosa está despertando algo nele e depois pela negação de seus sentimentos, mesmo quando descobre toda a verdade sobre Caroline.

Já Caroline é uma mistura de prestativa demais, com atrapalhada e falante. Para mostrar sua gratidão por Blake permitir que ela fique em sua casa até completar a idade em que estará livre de Oliver, ela crê que pode realizar algumas tarefas no local o que deixa Blake de cabelos em pé.

E a troca de farpas entre os dois é tão intensa, que nem o Marquês James Riverdale tem paciência suficiente para aguenta-los em alguns momentos. E por falar no Marquês ele é o protagonista do segundo livro dessa duaologia, Como Casar Com Um Marquês.

A escrita de Julia Quinn continua a mesma, não notei nada de diferente em relação a seus outros livros, apenas que esse realmente teve uma veia cômica bem mais latente que os outros dela que li.

Uma coisa que gostei muito é que cada capítulo é iniciado com uma palavra do dicionário que Caroline escreve. Além de colocar o significado a personagem ainda faz uma aplicação em frases que já dão um indicio do que nos aguarda naquele capítulo.

Quinn ainda traz muita sensualidade a alguns momentos da trama, mas nada que seja exageradamente hot, ficando no tom certo para o gênero.

A maior parte da narrativa foi muito fluida, porém nos minutos finais de leitura senti uma queda no ritmo e me via na necessidade de saber como a história terminaria.

Fora isso nada mais me incomodou em Como Agarrar Uma Herdeira, sendo esse um livro que com certeza deve ser lidos pelos fãs da autora e até mesmo uma boa dica para quem quer se aventurar pelos romances de época pela primeira vez.

site: http://garotasdepapel.blogspot.com/2018/02/resenha-como-agarrar-uma-herdeira-julia.html
comentários(0)comente



Camila | @proxima_pagina 16/02/2018

Resenha - Como agarrar uma herdeira
"Já fazia muito tempo desde que experimentará qualquer sensação de pertencimento e, que Deus a ajudasse, pertencia aos braços dele."
.
Caroline Trent não tem uma moradia fixa desde que perderá o pai quando pequena. Foi passando de tutor em tutor até chegar em Oliver, seu atual responsável, que por um momento pareceu ser um homem decente, mas que só estava interessado em uma coisa: Sua herança!
.
Agora prestes a fazer 21 anos e ganhar direito sobre seus bens, Caroline precisa fugir se não quiser que Oliver a case com seu filho, um destino terrível que a jovem nem consegue imaginar, ela só não esperava que sua fuga fosse virar um sequestro ao ser confundida com uma mulher chamada Carlota de Leon.
.
Blake Ravenscroft está decidido a se aposentar do seu cargo de agente da coroa para viver uma vida tediosa, mas para isso precisa resolver seu último caso: Descobrir os planos de traição de Oliver Prewitt. Através da investigação ele chega até uma famosa spiã e ao ver uma moça saindo da casa de Oliver no meio da noite deduz ser ela.
.
Logo os dois entram em uma situação complicada onde Caroline decide fingir ser a spiã para permanecer segura e longe do tuor e Blake tenta tirar informações da moça ao mesmo tempo que uma atração entre eles cresce.
.
"Ela não apenas tinha virado a vida dele de cabeça para baixo, como a jogará de um lado para outro, virara do avesso e, em determinados momentos que era melhor não mencionar, a incendiara."
.
Uma história encantoramente apaixonante e engraçada. Eu não estava preparada para um livro tão maravilhosa, J. Quinn sempre me surpreende, eu não consegui parar de ler e me divertir com esse casal.
.
Caroline e Blake foram personagens muito especiais, ambos tem marcas do passado que precisam encarar para seguir em frente. Além disso a inteligência deles misturado com o orgulho e o gênio forte nos deu momento a deliciosos e engraçados.

E uma das coisas que mais gostei em relação a Caroline é que ela estava disposta a lutar e esperar por Blake quando se viu apaixonada e mesmo com tutores horríveis ela manteve sua personalidade.
.
Uma coisa que não posso deixar de mencionar são os personagem secundários como o Marquês de Riverdale que eu já estava com saudades por causa de "Como se casar com um marquês" que eu li antes desse e os funcionários da casa de Blake que são os melhores.

site: https://proximapagina-pp.blogspot.com.br
comentários(0)comente



Marina - @respire.literatura 15/02/2018

Maravilhoso!
Como Agarrar Uma Herdeira é o primeiro livro da duologia Agentes da Coroa e conta história de Caroline Trent, uma jovem órfão herdeira de uma grande fortuna. É um romance de época incrível, cativante que deixa o leitor completamente apaixonado por mais um livro escrito pela renomada Julia Quinn.

Cansada de sofrer nas mãos do seu último tutor Oliver Prewitt, Caroline Trent decide fugir, afinal falta apenas seis semanas para completar 21 anos e controlar a sua própria fortuna. Entretanto, antes dela fugir, Oliver trama um plano para que Caroline fique sob sua tutela para sempre: obriga seu filho a acabar com a reputação da moça para se casar com ela a força. Essa foi a gota d'água para a jovem.

Então ela foge, mas um ótimo contratempo aparece: ela é sequestrada.
Blake Ravenscroft sequestra Caroline por engano achando que ela é Carlotta De Leon, uma espiã perigosa meio espanhola, meio inglesa que vem traindo a Coroa e ajudando Oliver Prewitt com suas atividades ilícitas.

Caroline que não é boba nem nada, veste o papel de Carlotta e não se preocupa em informar o seu sequestrador que ela não é a tal espanhola que ele tanto procura. Aliás, ela prefere ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso por seis semanas do que próximo de Oliver.

"Caroline teria batido palmas de alegria. Ela não teria conseguido fugir de modo mais eficaz de Prewitt Hall nem se tivesse arranjado transporte por contra própria. Aquele homem pensava que ela era outra pessoa – uma criminosa espanhola, para ser mais precisa –, mas Caroline esclareceria tudo depois que ele a levasse para bem longe dali."

Blake é um agente da coroa e sua última missão é levar Carlotta à justiça. Entretanto, se apaixonar por ela não estava nos seus planos. Sem contar que trabalhar tantos anos a serviço da Coroa o deixou frio e insensível, mas "Carlotta" está se tornando uma tentação para ele.

RESENHA COMPLETA NO BLOG!

site: http://www.anebee.com.br/2018/02/resenha-como-agarrar-uma-herdeira-de.html
comentários(0)comente



Brenda 12/02/2018

Indico
Como todos os livros da Julia Quinn conseguem ser tão bons? Gente, essa autora é incrível, queria ter o talento dela, rs. Muito bom, me apaixonei pelo casal, Caroline e Blake s2s2. Só aguardando o restante de "Agentes da Coroa". Amei!!!
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Paraíso das Ideias 07/02/2018

Sabe
aquele livro que você lê e fica sem chão? Sem atitude? Sem saber como classificar? Pois é, foi assim que Mestre das Chamas me deixou, e mesmo agora dois meses depois da leitura, ainda me sinto incapaz de falar ou avaliar o bendito livro, mas vou fazer meu melhor.

“Como é possível viver quando todo dia é 11 de Setembro?”

Em Mestre das Chamas, Joe Hill nos apresentará um mundo onde um vírus desconhecido está matando pessoas, ninguém sabe de onde veio, mas sabe-se que depois de infectada, a hospedeira desenvolverá marcas pretas e douradas pelo corpo, e que com o passar do tempo o corpo entrará em combustão queimando até não sobrar mais nada. Sinistro né.

Nesse cenário aterrorizador vamos acompanhar a vida da enfermeira Harper Grayson, ela trabalhava como enfermeira em um colégio, mas quando as aulas foram canceladas e a epidemia começou a tomar proporções épicas, Harper se vê na obrigação de ajudar outras pessoas e começa a trabalhar como enfermeira no hospital de verdade, mas aí sua vida afunda miseravelmente.

Harper tinha um acordo com seu marido Jacob ( o babaca ) de que, se um dos dois adquirisse o vírus, eles se matariam, e quando Harper descobre que está contaminada, a notícia vem junto com a revelação de que ela está grávida. Existe uma remota possibilidade de que seu filho não nasça com a doença, mas Jacob está surtado e tudo que ele quer é matá-la, sendo assim ela não tem outra alternativa a não ser fugir e se esconder.

E assim Harper acaba sendo acolhida em um acampamento onde todos estão infectados, mas acreditam que a música e a fé podem manter a doença controlada e assim se manterem vivos. E apesar de parecer seguro, este seria o pior lugar onde ela poderia estar.

“- Vocês venceram a escama? - perguntou Harper.⁃ Melhor do que isso - respondeu Pai Storey - Ficamos amigos dela.”

Sendo filho de quem é, Joe não poderia ter criado um mundo mais pitoresco, com pessoas morrendo contaminadas por um vírus sem cura, o mundo vira um caos, e nesse momento são colocadas em discussão as atitudes que um ser humano pode ter quando coagido ou com medo, em uma luta frenética para se manterem vivos, as pessoas não infectadas começam a ter atitudes grotescas, todas com o subterfúgio de bem maior, pessoas não infectadas caçam e matam outras com a desculpa de purificar o mundo, isso te lembra algo?

Como personagem mais cativante na história temos o Bombeiro, um homem que perdeu pessoas que amava e que aprendeu a controlar suas escamas do dragão ( nome dado para a doença) e a utiliza como arma para salvar e proteger seus amigos. Harper é uma personagem extremamente carente e influenciável, e isso faz com que ela se meta em uma enrascada maior que a outra, além do povo do acampamento que são fanáticos religiosos capazes de qualquer coisa para manter a paz.

No decorrer do enredo vários mistérios são inseridos, e conforme a história se desenrola, vamos descobrindo aos poucos os segredos e vamos desvendando os segredos dos personagens.

O livro é pesado, e se levarmos a cabo as críticas impostas nele, podemos perceber o quanto o ser humano tem medo daquilo que lhe é desconhecido, colocando a prova o que as pessoas são capazes de fazer no momento de medo e loucura.

“Os responsáveis por tomar as decisões sempre conseguem justificar atos terríveis em nome do bem maior. Um massacre aqui, uma pequena tortura ali. Torna-se moral fazer coisas que seriam imorais se fossem atos de um indivíduo normal.”

A escrita do autor é parecida com a do pai, mas apesar de ser bem descritiva não chega a ser cansativa, maluca talvez, mas ainda sim, conforme você vai se apegando aos personagens ou não, fica impossível não querer saber como tudo terminará.

Com uma capa linda e uma diagramação e revisão impecáveis, Joe Hill irá lhe mostrar o pior do ser humano num contexto sombrio e assustador.

Um livro que mexeu comigo ao ponto de me puxar o tapete e me deixar sem palavras, uma história forte e repleta de críticas sociais e humanas que podem ser alocadas no nosso cotidiano em outros temas, uma leitura que vale a pena arriscar.




site: http://paraisodasideas.blogspot.com.br/
comentários(0)comente



Duda - @dudabooks 04/02/2018

#ResenhasDudaBooks | COMO AGARRAR UMA HERDEIRA
Como protagonista, temos Caroline Trent, uma órfã e herdeira de uma grande fortuna. Após a morte de seus pais, Caroline foi criada por vários tutores, mas apenas um permaneceu: Oliver Prewitt.
.
Oliver era muito cruel à Caroline e ambos se odiavam. Mas havia um motivo para ele estar ali: Oliver faria de tudo para que seu filho se casasse com ela para ter direito à grande herança. Mas após um acontecimento trágico, Caroline resolve fugir e esperar até completar 21 anos para assim então, tomar a posse completa de seu dinheiro.
.
Durante sua fuga, ela é capturada por um agente da coroa: Blake Ravenscroft. Ele acreditava que Caroline era na verdade ?Carlotta de Leon?, uma espiã espanhola.
.
A partir daí, a história começa a tomar um rumo diferente. Conheceremos melhor os personagens, principalmente, Caroline, que tem uma personalidade forte e não guarda desaforos.
.
No começo, eu não conseguia me conectar com a personagem, mas ao longo da história, Caroline se mostrou capaz de mudar.
.
A autora arrebatou o meu coração de sentimentos e me fez ficar apaixonada por Romance de Época. Julia Quinn, não é só por causa do seu aniversário, mas você está de parabéns!
.
Estou lendo o segundo volume da duologia, em breve resenha! E tem lançamento vindo por aí...
.
Recomendo para amantes do gênero e para quem curte aquela pitada de clichê na estória.
comentários(0)comente



Glaucia 03/02/2018

Como agarrar uma herdeira é o primeiro volume da duologia Agentes da Coroa, escrito por Julia Quinn que conta a história de Caroline Trent, uma jovem dama que desde a infância tem passado por situações bem difíceis após o falecimento de seu pai.

Sendo órfã muito cedo, Caroline foi enviada para um primo distante que passou a ser seu tutor, no entanto o homem também veio a falecer, situação que fez da vida da moça um verdadeiro inferno quando jogada de primo em primo, sua educação já não dependia de pessoas que tinham um vínculo sanguíneo, mas apenas aceitavam a missão com o intuito de abocanhar parte da herança deixada por seus pais.

Mas foi na casa atual que Caroline viu de frente seu pior pesadelo. Oliver Prewitt quer tomar posse da fortuna de sua “protegida” a qualquer custo, e para isso arma uma emboscada afim de comprometer a reputação da moça e dessa forma obriga-la a casar-se com Percy, seu único filho e herdeiro.

Mesmo contra sua vontade, Percy segue em frente com os planos do pai, mas as coisas não saem conforme o esperado quando nossa mocinha se defende de uma forma inesperada para uma dama convencional. Livrando-se de Percy, Caroline decide fugir e se esconder por seis semanas, tempo exato para a chegada do seu aniversário de vinte e um anos, quando enfim ela poderá reclamar sua herança e cuidar do seu próprio futuro.

Com seu plano em mente, Caroline foge em busca de sua liberdade, ela só não esperava ser surpreendida por Blake Ravenscroft, um agente da coroa que a tempos vem investigando as atividades ilícitas de Oliver Prewitt e a confunde com Carlotta De Leon, uma perigosa espiã espanhola procurada pela justiça. Com a certeza de que capturou alguém importante para interrogar e colocar Oliver na cadeia, Blake leva Caroline como prisioneira.

Caroline deveria tentar provar sua inocência a Blake e dizer o verdadeiro motivo de sua saída na calada da noite da casa de Oliver, contudo ela não tem para onde ir e ficar na propriedade do seu captor parece mais seguro e uma boa forma de colocar seu plano em ação, por isso ela decide fingir ser Carlotta. Será que ela conseguirá manter esse disfarce? E será que Blake a perdoará despois de descobrir sua mentira e seus motivos? Só lendo para saber...

Como fã de Julia Quinn, esse lançamento me ganhou desde a primeira vez que a Editora Arqueiro o anunciou. Mas o mais incrível aqui foi acompanhar o quanto a autora pode mudar a abordagem de seus romances de época e permanecer com uma trama divertida, romântica e irresistível.

Como é de costume, Quinn nos apresenta uma protagonista forte e espirituosa, que corre atrás do que quer e não se dá por vencida com facilidade, mesmo quando tudo ao seu redor a aprisionava, Caroline se manteve firme para o dia em que finalmente desfrutaria de sua liberdade.

Blake por sua vez carrega um trauma que o abala profundamente, e por esse motivo seu coração permanece fechado para o amor e focada apenas em sua última missão para Coroa. No entanto a chegada de Caroline promete balançar essa estrutura.

Ela era uma tentação constante e um lembrete doloroso de tudo o que fora roubado de Blake. Alegre, inocente e otimista, Caroline era tudo o que estivera faltando há tempos no coração dele.

Em Como Agarrar uma Herdeira, Julia Quinn insere muito mais do que um romance avassalador e personagens com história de vida marcante, aqui encontramos ação, comédia, superação e uma instigante investigação que nos prende a história do início ao fim.

site: http://www.maisquelivros.com/2017/11/resenha-como-agarrar-uma-herdeira-julia.html
comentários(0)comente



Lurdes 02/02/2018

Em Como agarrar uma herdeira temos dois protagonistas que após um "pequeno" engano são obrigados a conviver juntos. Caroline está fugindo da casa do tutor, após quase ser violada para assim aceitar se casar com o primo, quando é confundida com uma espiã e acaba sendo sequestrada por um homem do departamento de guerra da Inglaterra. Esse homem é Blake que após descobrir que Caroline não é espiã alguma decide, junto com seu amigo James, que o melhor para a garota é permanecer em sua casa até ela completar vinte e um anos e ter a herança liberada. Caroline aceita de bom grado, já que foi esse o motivo para não revelar que seu sequestro era um engano.

A história tem comédia do início ao fim. Blake é bem irritadinho e Caroline não sabe ficar de boca fechada o que resulta em diálogos super engraçados, pois eles brigam o tempo todo, sem exageros. A expressão "entre tapas e beijos" resume bem esse casal. Em um momento estão discutindo e no outro se agarrando.

Achei o livro bem no estilo dos chick lits da Sophie Kinsella, apenas narrado em outra época. Gostei de todos os personagens desde o mordomo impertinente até o melhor amigo cupido de Blake, James. São todos divertidos e com personalidades interessantes.

No entanto, apenas gostei e não amei a história porque depois de um tempo enjoei daquelas briguinhas bobas entre os dois. Ainda bem que é um livro curto, pois se tivesse mais páginas se tornaria cansativo. Tudo é bem previsível e mesmo as cenas que eram para ser dramáticas, as achei engraçadas, mas curti bastante mesmo assim.
comentários(0)comente



Leituras e Delírios 31/01/2018

Como Agarrar Uma Herdeira é o primeiro volume da duologia Agentes da Coroa escrito pela Julia Quinn. Essa série é relativamente ligada aos Bridgertons, mas não diretamente ligada, alguns personagens tem ligação com a primeira série. A publicação nacional é da editora Arqueiro que arrasou lançando os dois volumes de Agentes da Coroa um depois do outro.

Caroline Trent é uma órfã, herdeira de um comerciante muito rico, que foi forçada a viver com tutores horríveis durante grande parte de sua juventude. Após ser quase violada pelo filho de seu atual tutor, Caroline foge e é sequestrada por Blake Ravencroft, que é um espião da coroa e a confunde com Carlotta de Leon uma espiã espanhola. A moça precisa fugir de seu tutor até completar 21 anis, o que acontecerá em seis semanas, então ela decide ficar escondida com o sequestrador. O único problema é que eles não conseguem se decidir se se odeiam ou se estão terrivelmente atraídos um pelo outro.

Uma das coisas que eu mais amo na escrita da Julia Quinn é como é rápido e fácil se apaixonar pelos personagens que ela cria e como é fácil ler um livro de 200 páginas em um dia. Infelizmente eu não consegui ler Como Agarrar Uma Herdeira em um dia, mas não foi pelo livro e sim pelo fato que eu estava viajando quando peguei para ler, porém mesmo com esse obstáculo a leitura fluiu de maneira muito fácil e eu consegui me apaixonar por esses personagens de maneira muito leve.

Confira a resenha completa no blog!

site: http://www.leiturasedelirios.com.br/2017/09/como-agarrar-uma-herdeira-julia-quinn.html
comentários(0)comente



Cris 31/01/2018

Julia Quinn e seu amor pela famíllia Von Trapp
E como recomendaram este novo livro da autora queiridinha do romance de banca, Julia Quinn!
Lançamento de 2017, ele parecia romper com a série de livros da família "Von Trapp", do qual, li alguns e apenas agradei de um. Mas voltando ao livro, a sinopse falava de espiões da coroa inglesa, à serviço de sua majestade, que trabalhavam contra colegas de profissão franceses na época das guerras napoleônicas.
Isto para mim, não foi um chamariz; foi quase que hipnose.

Porque eu amo pesquisar sobre a época destas guerras e a influência que teve, direta ou indireta, pelo resto do Globo. Até mesmo o Brasil foi "vítima" destas guerras já que, por conta de uma certa batalha entre ingleses e franceses, a família real portuguesa desabou aqui, em Pindorama. E isto é um fato histórico que um contarei de maneira mais completa.

E, mais uma vez, voltando ao livro, esqueçam de Napoleão Bonaparte, esqueçam tudo o que já leram/assistiram sobre espionagem, traição e morte na ficção. James Bond não descende dos espiões deste livro e acredito que seu criador deve estar estrebuchando no túmulo por Quinn zombar tanto do trabalho de espionagem.

Em geral, eu leio as notas dela ao final do livro para encontrar alguma lógica no que serviu para ela de inspiração. Mas neste livro, eu desisti. É um livro patético pela fraqueza da história - e, mais uma vez, de seus personagens parecidíssimos, sai livro, entra livro -, e que não conseguiu unir os dois motes que destacavam na sinopse - uma sinopse pode engrandecer ou matar um livro.

A mocinha parece ter um leve retardo mental (e eu não estou brincando quanto a isto!) e o mocinho parece um adulto que esqueceu de amadurecer.

Deu pena do livro. Vai ganhar uma nota pelo esforço que Julia Quinn teve em romper com a família Von Trapp.


Nota: 0,5/5

site: https://muitoagriquasedoce.blogspot.com.br/2018/01/janeiro-em-livros.html
comentários(0)comente



Mundo de Tinta 31/01/2018

Quando peguei Como agarrar uma herdeira já imaginava que iria amar a leitura, principalmente por ser Julia Quinn, mas o que eu não esperar é rir tanto em um romance de época. Uma surpresa agradável da nossa queria Julia Quinn. Na história conhecemos Caroline, uma moça que esta fugindo de seu tutor atual, e que viu a oportunidade quando em algumas semanas ela poderá ter em suas mãos a sua herança. Tudo vira de cabeça para baixo quando ela é confundida por uma espiã espanhola Carotta De Leon....

Quer saber o resto?! Então me segue!

site: http://blogmundodetinta.blogspot.com.br/2018/01/resenha-de-tinta-como-agarrar-uma.html
comentários(0)comente



140 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 |