O Peso da Glória

O Peso da Glória C. S. Lewis




Resenhas -


32 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Pryska Maia 31/03/2020

C. S. Lewis é aquele autor que eu desejava a todo custo ter na estante, mesmo sem ter tido nenhuma informação detalhada de suas obras - a não ser "As Crônicas de Nárnia".
Fui e comprei logo um box com 5 obras, esse foi o primeiro lido, e, sinceramente, agora entendo meu desejo por esse autor - era disso que eu precisava.
O Peso da Glória é formado por 9 sermões, inspirando, orientando e trazendo a fé de forma brilhante.
Um dos maiores escritores da História, traz de forma lúcida questões importantes para nossos questionamentos. Uma leitura que instiga nossa alma tal qual o nosso intelecto.
Rodrigo 31/03/2020minha estante
Eu comprei 8 dessa coleção e já estou no 4°. Cada um melhor q o outro! E vi q já saiu mais uns 5 ou 6 novos e tô de olho já! kkk


Pryska Maia 01/04/2020minha estante
Maravilha, vamos completar essa coleção ??


almeidalewis 02/07/2020minha estante
Oi prysca quais vc já leu da coleção q vc adquiriu ?


Pryska Maia 02/07/2020minha estante
Oi, por enquanto só esse.


almeidalewis 02/07/2020minha estante
Não li ainda : milagres,o problema do sofrimento, reflexões cristã,o assunto do céu,como ser cristão,o regresso do peregrino e a alegoria do amor. ( que eu tenha na lembrança ) ???




Paulo @paulocorrea.br 02/08/2020

Ótimo
Reflexões que ao estilo de Lewis são tão profundas quanto o mar e tão importante como a música para os que dançam. Até mesmo aqueles que não ouvem este tipo de música como crença ficarão impactados positivamente ao sentir a vibração concernente ao seu estilo livre de falar a todos.

Ótimo.
comentários(0)comente



Gabs 20/06/2020

Um vislumbre da glória e conselhos para uma vida melhor:
O Peso da Glória é um compilado de sermões de C.S Lewis, autor conhecido mundialmente por suas incríveis Crônicas de Nárnia. Em seus sermões, Lewis desenvolve muito mais do que um estudo teológico, nos dá conselhos para um vida melhor: Principalmente a vida espiritual.
Por meio de sermões escritos com o rigor esperado de um professor de Cambrigde e a humildade apaixonada de um devoto da fé cristã, nos são apresentadas incontáveis páginas que ajudam a reflexionar sobre o recorrente (e tentador) hábito de apenas molhar os pés nas águas do cristianismo e, mais, nos instigam a uma verdadeira imersão. Também são oferecidas inúmeras outras que nos advertem sobre um comportamento anti-ético, nos fazem refletir sobre o perdão e até nos relembram a importância de estudar/trabalhar duro, mesmo em momentos sensíveis na conjuntura mundial (em seu segundo sermão O Aprendizado no Período de Guerra, ele nos alerta sobre alguns inimigos do erudito em momentos assim: o entusiasmo, a frustração e o medo, fazendo uma sequência de encadeamentos lógicos que comparam o período de aflições terreno com a trajetória cristã). Esse último aconselhamento o representa como o entusiasta do conhecimento que o autor foi durante sua vida.
Seu sermão inicial e homônimo ao título do livro, nos dá uma noção do inimaginável: Como será glorioso nos despojarmos do que vivemos para uma eternidade infinitamente superior; retirados os corpos de carbono e amoníaco acontecerá a substituição por um corpo de glória, um corpo que será glorificado por refletir a própria glória do Glorificador. Essa ideia imprime em em nossa mente uma imagem tão fantástica que nos maravilha, embora o próprio autor nos advirta que o que imaginamos é apenas como a visão bidimensional de uma figura tridimensional: Nada se compara com o porvir.
Ainda em suas exortações, C.S. não se estaciona em uma crítica vazia de nossos costumes, como alguns insistem em fazer, para além disso ele nos dá esperança: Nos aponta uma solução para nossa moralidade duvidosa vinda do alto, lugar onde não há falha.
Sua escrita se vale principalmente de estudos da bíblia sagrada, como um grande escritor apologético deve proceder; embora não deixe de se usar como fontes complementares teólogos, escritores seculares e até mitologia grega, essa especialmente utilizada em suas vastas explicações comparativas que nos estimulam o espírito e o intelecto.
Se você não for cristão, com certeza admirará o mérito literário do livro, uma escrita feita com método rigoroso e muito esmero; caso você seja um, encontrará ânimo para prosseguir a caminhada. De qualquer forma você se sentirá satisfeito.
comentários(0)comente



Elisa 31/05/2020

Você passa horas lendo e nem percebe (na maioria dos capítulos hahaha)
Certamente, um dos melhores livros escritos por C. S. Lewis.
"O Peso da Glória" é uma reunião de nove preleções dadas por Lewis nos mais diversos locais, em geral, palestras para estudantes em clubes de universidades em Cambridge e Oxford. No início, há uma pequena apresentação da vida de Lewis e dos seus trabalhos. A partir dessa visão geral, entramos no ótimo conteúdo do livro... ainda não consegui decidir qual das preleções é a minha favorita. Contudo, todas são muito esclarecedoras, apesar de algumas mais difíceis que outras (como "por que não sou pacifista")! Isso é um livro para se reler.
Deixo aqui um trecho:
"Creio no cristianismo assim como creio que o Sol nasceu, não apenas porque o vejo, mas porque por meio dele eu vejo tudo mais."
Indico a todos, especialmente aqueles que já tem certa maturidade cristã.
comentários(0)comente



Taty 31/07/2020

Edificante
Lewis como sempre edificando nossas vidas e nos mostrando infinitas possibilidades de pontos de vista diferentes e que não tinham passado por meus pensamentos. Este livro ? comparado com outros que já li foi bem mais tranquilo e a leitura fluiu bem. Ele trata de assuntos como perdão, o que significa ser membro de algum lugar, círculos exclusivos de pessoas, poesia e o peso da glória. Já está como favorito sem dúvidas ? - A promessa da glória é a promessa, quase que incrível e somente possível pela obra de Cristo, de que alguns de nós, que qualquer um de nós que realmente escolher, realmente sobreviverá a esse exame, e encontrará aprovação, isto é, agradará a Deus. Agradar a Deus, ser um ingrediente real da felicidade divina, ser amado por Deus, não apenas objeto de sua clemência, mas ser agradável a Ele, ... parece ser algo impossível, um peso ou fardo de glória que nossos pensamentos dificilmente podem aguentar. Mas é assim. - fico só imaginando conversas e mais conversas com ele ... como é bom conhecer Deus assim ?
comentários(0)comente



Felipe.Teixeira 07/07/2020

C.S. Lewis puro e simples
O livro é uma coletânea com 9 ensaios de Lewis sobre variados temas. Nesses ensaios vão estar presentes assuntos que C.S aborda em outros livros, assim, existe uma boa conversa com outras obras do autor. Os meus preferidos foram: O peso da Glória, Teologia é poesia? e O círculo íntimo, com menção honrosa para Sobre o perdão. Lewis é um escrito e pensador fora de série, livros muito edificantes.
comentários(0)comente



Wanessa Rastoldo 09/06/2020

Creio que este seja o melhor livro do CS. Lewis que já li, até o momento. Creio que era uma leitura que eu precisava fazer e calhou de ser no momento ideal da minha vida. Não sei se tivesse lido antes teria tido a mesma reação nos seus 9 sermões.

Cada sermão aborda um tema diferente que no final, todos apontam para o mesmo alvo, a eternidade. Foi um leitura lenta, onde eu fazia como forma de devocional e foi incrível a leitura.

Com certeza é uma leitura que irei fazer novamente.
comentários(0)comente



Sheilla.Souza 04/02/2020

Me surpreendeu MUITO!!
Livro com 9 sermões e que são explicados em uma simplicidade que só quem leu entende,a escrita é um pouco rebuscada porém não atrapalha no entendimento da leitura num todo. Aconselho a quem ainda não leu e quer ler os livros de Lewis a ler esse, certamente será uma ÓTIMA escolha, a seguir vai uma frases que gostei e que chamou minha atenção:

" A guerra não cria nenhuma situação absolutamente nova; ela simplesmente agrava a situação humana permanente de tal maneira que não podemos ignorá-la."

" A teologia cristã pode acomodar a ciência, a arte, a moralidade, e as religiões não-cristãs. A perspectiva da ciência não é capaz de acomodar nenhuma dessas coisas, nem mesmo a própria ciência."

" Creio no cristianismo assim como creio que o sol nasceu, não apenas porque o vejo, mas porque por meio dele eu vejo tudo mais."

" Ser cristão significa perdoar o indesculpável, porque Deus perdoou o indesculpável em você."
comentários(0)comente



Mari 09/04/2020

O Peso da Glória: uma experiência única.
O peso da glória, do C.S.Lewis, é mais um dos seus livros compostos por sermões que trazem reflexões sobre variados temas como, neste caso, por exemplo: perdão, membresia, aprendizado e guerra e por aí vai.

É sempre difícil escrever sobre os livros do Lewis, seja pela complexidade, seja por tratar de assuntos variados ou apenas pelo peso que o nome do autor traz. E O peso da glória não é diferente, é mais um livro complexo, denso, que começa falando de glória e termina falando sobre nossas falhas. Mesmo trazendo as mesmas características de sempre, a leitura deste livro se diferenciou por ter um certo capítulo muito muito cansativo que quase me fez desistir da leitura! Porém, mesmo com esse capítulo, os sermões deste livro foram bem interessantes para mim e só perdem para Deus no Banco dos Réus.

Resumir este livro é uma tarefa muito difícil, já que ele aborda tantos assuntos. Mas o que pode ser dito é que entre um sermão e outro, o autor faz jus ao seu nome e vai destrinchando o tema de uma forma linda. Com o andar das páginas, uma série de reflexões profundas, dolorosas mas no geral sempre ousadas são lançadas na mente do leitor e não tem como não se maravilhar ou no mínimo parar para refletir sobre cada abordagem.
'' Somos criaturas medíocres, brincando com bebida, sexo e ambição, quando a alegria infinita nos é oferecida, como uma criança ignorante que prefere fazer castelos na lama em meio à insalubridade por não imaginar o que significa o convite de passar um ferido na praia. Nos contentamos com muito pouco.''
Mais uma vez Lewis me surpreendeu abordando temas legais e interessantes, falando sobre a diferença entre pedir perdão e desculpas, membresia real e a que achamos ser real, o poder do círculo íntimo e a glória de Deus entre tantos outros assuntos. Não sei como falar deste livro, mas como em todo livro do Lewis foi mais uma experiência única. O peso da glória é um livro cíclico que começa no topo, falando de glória e termina mostrando nossa mediocridade e como ainda assim somos amados. É um livro para reflexão, um livro para ser degustado aos poucos e relido muitas vezes.

site: https://eraumavezumcaderno.blogspot.com/
comentários(0)comente



FLemos 21/07/2020

Artigos clássicos do Lewis
Este livro contém um total de 9 pregações, palestras ou artigos de Lewis, sendo que 5 delas foram reunidas por ele mesmo e lançados em 1949, e as demais foram agregadas à coletânea por seu amigo pessoal Walter Hooper, em 1980. Apesar de não ser um ministro ordenado da igreja anglicana, pelo que parece ele era esporadicamente chamado para pregar em eventos ou datas especiais das capelas de Oxford e Cambridge, além de falar para associações da cidade e escrever para revistas conforme demanda.
.
Os textos tratam de assuntos realmente variados, desde vida eterna até pacifismo, passando por pecado e perdão. A maioria foi lançada ou durante da II Guerra Mundial, ou logo no pós-guerra, e como o livro segue a ordem cronológica em que Lewis escreveu ministrou as os sermões, conseguimos ver claramente as influências do contexto de guerra nos primeiros capítulos.
.
O texto principal, O Peso da Glória, possui 21 páginas e faz uma belíssima análise sobre as implicações de se ter uma visão latente da alegria eterna prometida aos cristãos, ao encararmos nosso modo de ver as alegrias temporais. Além disso, parte para analisar a glória prometida a nós e ao nosso próximo (um potencial glorificado), e como isso deve nos levar a encarar as nossas relações com mais respeito e temor. O artigo em si é meio longo, e ele dá várias voltas (que quem está acostumado com o Lewis já conhece), mas o fechamento do sermão tem me impactado até hoje, anos após eu ter lido pela primeira vez.
.
Nos outros artigos há muita coisa boa também. Há alguns que ele divaga bastante, por exemplo o capítulo 4, Transposição, que até agora não sei como tirar um proveito dele direito, ou então o capítulo 5, Teologia é Poesia, mas não é nada de outro mundo, somente maçante mesmo. O Lewis algumas vezes faz isso mesmo de dar várias voltas, você até gosta das sacadas dele nos assuntos intermediários e tudo mais, mas quando vai chegando no final você fica com a impressão de que poderia ser muito menor o argumento.
.
Com exceção do Transposição, todos os demais capítulos eu aprecio bastante, com destaque para o Membresia, capítulo 7. Da primeira vez que eu li, não me saltou aos olhos, mas agora que reli para fazer a resenha, diria que está no mesmo nível do Peso da Glória. Fala sobre os perigos do individualismo, do chamado secular à coletividade sem um propósito eterno, critica a visão secular de que a vida espiritual deve ser reservada a ambientes privados e de culto e também fala um pouco sobre o conceito de igualdade. É nesse artigo que está a posição mais clara dele em relação à democracia, que ele considera uma questão necessária, mas só por causa da queda. Sim, é uma salada de críticas, mas no final das contas tá tudo conectado. Ele contrapõe todos esses problemas com uma solução que resolve a todos: participar como membro do corpo de Cristo, cada um com sua função e bem ajustado. Essa identidade em Cristo, como membro distintos, mas unidos eternamente com o Cabeça é a resposta tanto para a solidão, individualismo e coletividade secular sem sentido.
.
Vale muito a pena a leitura, quem está acostumado com outros artigos ele vai gostar muito, com certeza. Sem falar que nesse livro há muitas das frases de efeito que vemos por aí do Lewis. Achá-las e entendê-las no seu contexto sempre me dá uma alegria a mais durante as leituras!
.
Se quer ver mais resenhas como esta, me siga no Instagram: instagram.com/lemosecremos

site: instagram.com/lemosecremos
comentários(0)comente



Amanda 08/06/2020

?Para um jovem, que está na fase inicial de sua vida adulta, o mundo parece estar cheio de ?interiores?, cheio de intimidades e confidencialidades agradáveis com as quais ele deseja se envolver. Contudo, se ele seguir esse desejo, não obterá ?interior? algum que de fato valha a pena. A verdadeira estrada está numa direção completamente diferente. E como a casa em Alice através do espelho.?

??O presente é o único tempo em que algum dever pode ser cumprido ou alguma graça recebida ?
comentários(0)comente



Mariane 31/03/2020

Muito bom
Esse livro me surpreendeu muito! O último livro que eu tinha lido do Lewis foi a abolição do homem, que achei bem difícil e pesado, o que é o oposto desse, que traz 9 sermões bem leves e descontraídos, mas muito bem fundamentados e com ótimo conteúdo. Um dos melhores dele até agora.
comentários(0)comente



Tamyres016 14/04/2020

Frases favoritas
Neste livro, são apresentados vários discursos de C.S. Lewis, a respeito de diversos assuntos, como pacifismo, a glória de Deus e o perdão.

Minhas frases favoritas de cada tema:

O peso da Glória:
"A promessa da glória é promessa, quase que incrível e somente possível pela obra de Cristo, de que alguns de nós, que qualquer um de nós que realmente escolher, realmente sobreviverá a esse exame, e encontrará aprovação, isto é, agradará a Deus."

Por que não sou um pacifista:
"Penso que a arte da vida consiste em lidar com cada um dos males imediatos da melhor maneira possível."

Teologia é poesia?
"Creio no cristianismo assim como creio que o Sol nasceu, não apenas porque o vejo, mas porque por meio dele eu vejo tudo mais."

Membresia:
"Estamos todos constantemente ensinando e aprendendo, perdoando e sendo perdoados, representando Cristo para as pessoas, quando intercedemos por elas, e representando as pessoas para Cristo, quando outros intercedem por nós."

"Obediência é o caminho para a liberdade, humildade é o caminho para o prazer, unidade é o caminho para a personalidade."

"Deus não morreu pelo ser humano por causa de algum valor que tenha percebido nele. O valor de cada alma humana, considerada simplesmente em si mesma, sem um relacionamento com Deus, é zero."

Sobre o perdão:
"Ser um cristão significa perdoar o indesculpável, porque Deus perdoou o indesculpável em você."

Ato falho:
"Se você fizer um contrato com Deus, sobre o quanto você o servirá, verá que você mesmo assinou ambas as cópias do contrato." (Thomas More)
comentários(0)comente



Paulin 16/06/2020

Bela porta de entrada
Simplesmente maravilhoso. Cada capítulo é um assunto diferente, um pensamento muito bem construído e um raciocínio forte, seguro e extremamente convincente. Deus usou demais o Lewis aqui. Fico pensando... se amei esse livro, que não está na prateleira mais alta das obras dele, imagina quando ler Cristianismo Puro e Simples ou Cartas de Um Diabo? Hahaha!
Álexx' 16/06/2020minha estante
Esse tá na minha TBR tb. Cartas ao diabo é um livro muito louco, mas bem legal. E cristianismo puro e simples, sem comentários


Paulin 16/06/2020minha estante
To ligado na fama do Cartas, sei que definitivamente não é um livro comum hahaha, mas to muito curioso. Talvez até por causa disso mesmo.




Marcus Martins 03/07/2020

O Prof. C. S. Lewis
De todos os livros que eu já li de C. S. Lewis esse foi o primeiro onde eu pude ver um lado diferente do autor, o lado mais acadêmico que desenvolve argumentações fundas e ao mesmo tempo extremamente práticas sobre a vida cristã que são capazes de tocar o coração e por vezes até arrancar lágrimas quando aborda temas tão comuns a existência humana como a aflição, a sensação de irrelevância, dentre outros.
Ao meu ver é um das maiores obras de Lewis fora do Universo da facção onde você se conecta com o autor e com a sua mensagem.
Um livro para todo acadêmico amante do conhecimento, principalmente dentro das comunidades cristãs.
comentários(0)comente



32 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3