Corte de Gelo e Estrelas

Corte de Gelo e Estrelas Sarah J. Maas


Compartilhe


Resenhas - Corte de Gelo e Estrelas


94 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


Aline 19/02/2019

O que falar?
Estou doida pelo próximo...
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Helen Formighieri 17/02/2019

Encantador.
Eu vi tantas resenhas falando horrores deste livro que eu fiquei com um pé atrás, pois eu amo demais a saga.
Bom, eu li e to cuspindo glitter de amorzinho que é, matei a saudade dos meus bebês, achei uma delícia os momentos deles juntos e ri igual uma condenada, achei sensacional a profundidade nova que tive do Cassian, da Mor e da Nestha.
Delicinhaaaa de leitura e que venham logo os novos livros!!!
comentários(0)comente



Bia 15/02/2019

Resenha - Corte De Gelos E Estrelas
Tava super mega ansiosa para ler esse livro! Eu sou uma grande fã da trilogia, e essa trilogia foi meu primeiro contato com a autora e logo depois peguei a famosa série Trono De Vidro. Comprei Corte De Gelo E Estrelas em pré-venda na Saraiva online e até agora não chegou! Gente eu estou muito irritada! Comprei logo no fim de agosto quando a Editora Record anunciou a pré-venda, e até agora (25/11/18) meu livro não chegou. Na verdade comprei três livros em pré-venda na Saraiva nessa mesma época e até hoje nenhum chegou, e o pagamento já foi confirmado! Tentei falar com eles e disseram que meu pedido será enviado logo e até agora nada!

Em fim, eu havia comprado a caixa do Clube Livros E Citações com o tema do livro Corte De Gelo E Estrelas, tinha pensado em deixar o da caixa para sorteio para vocês, mas como até agora meu livro da Saraiva não chegou, o da caixa vai ficar comigo mesmo.

Em Corte De Gelo E Estrelas a autora nos trás a situação pós-guerra. Na Corte Noturna se comemora o Solstício, a noite mais longa do ano, e todos estão muito envolvidos com a preparação para a chegada do Solstício, que acaba também sendo o dia do aniversário de Feyre.
Todos na Corte Noturna estão reconstruindo. Reconstruindo não apenas os bens materiais como também os sentimentos, a reconstrução de suas vidas. Muitos da população perderam entes queridos na guerra e agora estão todos tentando seguir com a vida, mas isso não é fácil. A guerra deixou cicatrizes horríveis e longas, que demoram a se curar. Mas todos fazem o possível, incluindo Rhysand e Feyre. Eles não fazem o possível apenas para eles mesmos, mas também para a Corte Noturna inteira.
Além da luta deles para curar seu povo, o livro nos trás o cotidiano de cada um depois da guerra, mostrando eles próprios tentando viver, tentando seguir em frente, depois de todo o horror. Feyre ainda tem pesadelos, ainda se sente abalada e triste com tantas destruições e quer fazer algo a respeito, algo que faça as pessoas se sentirem melhores, que façam elas desabafarem seus escuridões para dar espaço a luz.
Enquanto isso Rhysand e Cassian precisam resolver uma pequena rebelião entre os Illyrianos que pode estar prestes a se tornar algo grande.

Quando o livro chegou em minhas mãos, fiquei muito feliz e ao mesmo tempo triste. Triste porque me surpreendi com a finura desse livro. É tão fininho que li em um dia! Eu sabia que o livro seria fino, porque a autora já tinha anunciado a quantidade de páginas, mas gente... Eu jurava que o livro iria ser mais grossinho, que iria ter mais coisas.

Esse livro ele é só uma abertura para os outros três livros que serão lançados. O próximo será da Nestha. E ninguém sabe de quem vai ser os outros dois, mas todo mundo aposta em Mor e Elain. E eu também.
Feyre está meio deprimida nesse livro, mas não é de se estranhas depois do que passou. Só que ela está deprimida por causa do povo da Corte Noturna, pois existe muitos que estão sofrendo, e ela vê isso todo dia ao passar na rua. A cada dia ela vê uma marca, uma cicatriz e faz com que ela se sinta arrasada e impotente. Ela quer fazer algo, mas como fazer esse algo se ela ainda não superou ela mesma os problemas para ajudar os outros?

Foi maravilhosos ter muitos capítulos de Rhys narrando! Assim como Feyre, Rhys também está tentando superar varias coisas, e ao mesmo tempo tentando cuidar de seu povo, a começar pela suposta rebelião no acampamento Illyriano que é um mistério. Além disso precisa se preparar para a chegada de Keir, o pai cruel de Mor, que está prestes a fazer uma visitinha em Velaris.
Não temos muito de Mor ou Amren. Mor narra um capítulo super curtinho, mas ali não diz muito, só apenas que está prestes a entrar em uma jornada sozinha que pode ser longa. Já Amren, as breves ocasiões em que marca presença nos mostra ela se acostumando ao corpo novo depois do que aconteceu em Corte De Asas E Ruína, ela continua a mesma carrancuda de sempre.
Nestha também não é diferente. Não vemos muito dela no livro, mas nos breves momentos em que aparece ela está azeda, carrancuda, deprimida e solitária. E ela prefere assim. Ela se isolou de todo mundo, se afastou pra bem longe e mau visita qualquer um, mesmo sua irmã Elain ou Feyre.

Elain aparece um pouco mais que Nestha, mas não o suficiente. Eu quero saber mais de Elain, e quero saber logo com quem ela vai ficar. Eu estou com as esperanças depositadas inteiramente em Azriel. Em Corte De Névoa E Fúria eu cheguei a torcer para Lucien quando descobri que ele era parceiro dela, mas ai Azriel entrou na vida de Elain... Não teve como não shippar! Temos momentos até que fofos e discretos deles dois no livro, mas são momentos bem rapidinhos, e isso me deixou extremamente curiosa para saber aonde vai dá essa relação.

Lucien aparece uma única vez, e ele também não está bem. Eu até senti pena dele, mas é um personagem meio complicado. Fiquei bem contente ao vê-lo ajudar Feyre em Corte De Espinhos E Rosas, depois fiquei fula da vida com ele por ficar quieto enquanto via Feyre desmoronar no segundo livro, no terceiro livro eu já não sabia se gostava ou não dele, meio que gostava, pois ele parecia se arrepender de ter ficado parado e deixado Tamlin machucar Feyre, mas ai ele começou a passar a mão na cabeça de Tamlin defendendo-o e em Corte De Gelo E Estrelas não foi diferente. Então decidi que não gosto muito de Lucien.
Sim, temos a presença de Tamlin nesse livro. Ele aparece duas vezes e está... Terrível. Arrasado. Deprimido. Destruído. Isolado. É meio que uma Nestha dois kkkk. Foi interessante vê o “confronto” de Rhys e Tamlin.

Cassian também está tentando seguir a vida, e evitando Nestha. Mas ele não consegue. Ele quer ajudar, mas não sabe como e já cansou dos venenos verbais de Nestha, então ele está meio perdido... E magoado. Estou morrendo de curiosidade para ler o livro de Nestha, mal posso esperar!


site: https://biiabrito.blogspot.com/2018/11/resenha-corte-de-gelo-e-estrelas.html
comentários(0)comente



Talita 14/02/2019

Rhys faz com que o livro seja maravilhoso em poucas páginas
Feyre está se reconstruindo, ainda tem pesadelos com o que aconteceu, como quase perdeu seu parceiro na guerra, como quase perdeu todos aqueles que amam. Mas aquilo ficou para trás, ela tem Rhys ao seu lado, e tem uma cidade que a admira, só falta uma coisa: Que suas irmãs aceitassem realmente a sua nova vida ao seu novo corpo.
Rhys está fazendo de tudo para que sua parceira seja feliz, ele não quer um casamento como a de seus pais, ele não quer infelicidade para nenhum dos dois. Ele quer toda a família reunida no Solstício, quer risadas raramente escutadas vindas de seus irmãos, principalmente das irmãs de Feyre.
O livro nos traz um pouco do cotidiano de Rhys e Feyre, já que nos livros anteriores mal o vimos vivendo normalmente, só o que vimos foi o preparativo de uma guerra. Mas nesse pequeno e intimo conto, só reafirmou o que já sabíamos, que eles foram feitos um para o outro, e ver eles tão felizes depois de tudo o que passaram nos traz sensação de algo conclusivo, mesmo que no final do conto fiquemos querendo saber o que vai acontecer nessa nova fase escolhida pelos dois.
O que me fez ficar confusa foi as escolhas de Elain (irmã de Feyre), ela em um momento abre a porta tão rápido quanto pode para seu parceiro Lucien, e depois no momento seguinte não fala nada e o trata com indiferença, eu realmente não entendi isso. E sem falar na amizade incrivelmente crescente entre ela e Azriel. O que isso significa ?
O que me fez ficar com raiva foi as atitudes de Nestha (outra irmã de Feyre), a indiferença dela com as irmãs me magoou muito, e o pouco caso com Cassian não faz sentido depois do que ela fez no livro anterior.
Realmente temos que ter a continuação dessa história, que tenho certeza que será espetacular como os outros. E o que eu mais quero ? Mais cenas de Rhysand sendo o Grão-Senhor mais poderoso que existe na série.
Obs: Não posso deixar de citar que Amren continua sendo a personagem mais forte e incrivelmente irritante (mais um irritante que diz verdades) da série.

"- Não para você. Jamais para você - Ele passou os braços por minha cintura, beijando minha têmpora - Construa uma casa com um estúdio de pintura. - Então beijou minha outra têmpora - Construa uma casa com um escritório para você e um para mim. Construa uma casa com uma banheira grande o bastante para dois...e para as asas. - Outro beijo, dessa vez na bochecha. - Construa uma casa com quartos para toda a nossa família - Ele beijou minha outra bochecha- Construa uma casa com um jardim para Elain, um ringue de treinamento para os bebês illyrianos, uma biblioteca para Amren e um imenso para Mor..."
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Ludy 12/02/2019

Um presente de solstício
Corte de gelo e estrelas (Spin-off da série Corte de espinhos e rosas) - Sarah J. Maas
238 páginas/Galera Record


"Acho que meu coração sabia que você era meu muito antes de eu perceber."

Com a chegada do Solstício de Inverno, Feyre e Rhys, juntos com seus amigos, estão se preparando para celebrar e recomeçar.

Iniciei essa leitura com muita expectativa, afinal, não tem coisa melhor do que rever personagens tão amados.
Mas o início é morno, senti que Sarah se perdeu e demorou algumas boas páginas para se reencontrar.
Além dos capítulos serem alternados entre Feyre e Rhys, também temos uma parte da história pelos olhos de Cassian e Mor.
Nos livros anteriores, descobri pequenas coisas sobre o passado do círculo íntimo, nesse livro há mais peças que ajudam a aprofundar e esperar por mais livros emocionantes - estou contando com esses livros Sarah.

A parceria de Feyre e Rhys está cada vez mais sólida, mas confesso que senti falta da força que essa personagem tem.
Enquanto Cassian, Az, Mor, Amren, Elain, Lucian e Nestha vão crescendo e aparecendo mais.
Até Tamlim se faz presente, meu coração se apertou com ele.

Vejo Corte de gelo e estrelas como um presente de Solstício da Sarah para nós, leitores.
Aqui não temos ação, intrigas e traições.
É uma leitura leve que equilibra com as páginas intensas dos livros anteriores.
Tem um tom de nostalgia - todos estão relembrando seus passados, suas aflições e dores -, também tem um tom de promessa para o futuro que está por vir.
É como se fosse uma escada para os próximos livros, por conta disso o final fica em aberto.
Ah, esses livros prometem! Minhas expectativas já estão nas alturas.

Sarah se reencontrou e conseguiu trazer uma história prazerosa.
Ela nos mostra como a guerra afetou a todos, mas como podemos superar tendo grandes amigos ao lado.
Recomeçar, reconstruir e celebrar; essas são as 3 palavras que definem esse livro.
Não esperem grandes reviravoltas como teve em Corte de névoa e fúria, nem grandes emoções como foi em Corte de asas e ruína, mas esperem por uma história que aquece o coração - pois eles sobreviveram - e que desperta novos sentimentos .

#resenhaemalgumlugar

site: @emalgumlugarnoslivros
comentários(0)comente



Lanny 09/02/2019

Exagero...
Tem algumas autoras que pegam um personagem bom e transformam em um vilão, não porque fazem coisas terríveis, mas porque fazem coisas estúpidas e ninguém consegue perdoa-lós por isso. É o caso de Tamlin.

Tamlin não é uma pessoa (feérico, macho, Grão-Senhor... whatever) ruim. Ele foi burro e possessivo, mas ruim, nunca. O que Feyre fez contra ele foi muito pior. Mas as pessoas ficam massacrando com ele e tripudiando cada vez mais. Quanto mais ele precisa sofrer pra encontrar a paz? Totalmente desnecessário esse aspecto da história, a não ser que ela seja consertada nos livros seguintes, mas continuar com isso é até mesquinho da parte de todos os envolvidos.

Outra bem babaça é Nestha. Elain até se adaptou mais fácil do que eu esperava, mas ela está sendo um pé no saco.

Já Elain me confunde, será que ela tem interesse em Az? E a parceria com Lucien, como fica?

Muitos aspectos da história ficaram perdidos pra 8m porque eu li o último livro da série de forma arrastada porque achei muito cansativo, daí houve coisas aqui que eu nem lembrava. Tipo, quem é Vassa? Não lembro dela na série, lol, o que é bem ruim já que pela explicação, ela foi bem importante.

Tomara que não demore a sequência e que não seja uma Bíblia.
Mara 12/02/2019minha estante
Lanny, concordo com vc em tudo, achei que a autora pegou pesado com Tamlin e em querer transformá-lo em vilão acabou forçando muito, e o que Feyre fez com ele foi muito pior.

Nestha dispenso comentários, não gosto dela, e o coração de Elaine é um grande ponto de interrogação.

Me arrependi de ler Corte de Gelo e Estrelas, quase me fez odiar a saga que tanto amo....vamos esperar pra ver o que vem pela frente.

Vassa é uma rainha mortal que foi traída e vendida pelas outras rainhas mortais para um feiticeiro, ela foi muito importante na guerra contra Hybern.




Book.Obsession 09/02/2019

Nossos personagens estão tentando lidar com as consequências ocasionadas pela guerra com rei de Hybern e a queda da muralha. Grande parte das famílias tiveram seus entes queridos afetados de alguma forma por essa terrível tragédia e estão tentando reconstruir partes das cidades, suas casas, lidar com perdas e ainda continuar treinando, pois nunca se sabe o que pode ocasionar um novo confronto.

Alguns estão insatisfeitos e uns rumores tem sido motivo de pequenos ciclos querendo se rebelar, porém, Cassian, Azriel e Rhysand, estão monitorando afim de encontrar o foco e minimizar as consequências.

Paralelo a isso, a cidade se prepara para o Solstício de Inverno, e é tempo de muito frio e neve incessante, deixando Velaris ainda mais bonita.

“Às estrelas que ouvem – e aos sonhos que são atendidos.”

Assim como todos estão tentando encarar esse evento uma forma de manter todos unidos e confraternizando, como manda as tradições, Feyre ainda lida com os horrores das lembranças de olhar no espelho Uróboro, da perda de seu pai e sua falta de traquejo em tentar compreender suas irmãs.

Elain é um pouco mais tranquila, mas está tendo dificuldades de aceitar sua nova condição e ter seu noivado arruinado. Ela não quer saber de Lucien e não aceita o laço da parceria, porém, ao lado de Azriel, ela consegue mostrar um pouco mais de segurança e até mesmo conversar.

Nestha é rebelde assumida. Depois de roubar mais poderes do Caldeirão, ver seu pai morrer e ainda lidar com sua nova condição de ter sido transformada em feérica, decidiu se manter afastada de todos principalmente de Cassian, levando uma vida solitária e obscura.

"Ela rasgou a escuridão com garras e dentes. Dilacerou e destruiu. A escuridão eterna ao redor dela estremeceu e se debateu. Ela riu enquanto aquele poder tentava recuar."

Cassian, Azriel, Mor, são fortes e destemidos, sofreram muito e ainda lidam com a carga após tantos anos. Roubam a cena a cada vez que aparecem e espero que nos próximos livros a autora traga mais de suas vidas e que tenham um final feliz.

Rhysand é incansável na luta pela paz. Está sempre indo de um lado para o outro, tentando articular, liderando novas frentes. Ele ainda precisa coordenar a família, mas nunca esquece de seu carinho e amor por Feyre, a quem se dedica com afinco.

E Tamlin... bom... há quem torça para que ele consiga se reerguer. Porém, ainda segue solitário em uma corte destruída.

“– Amo você – sussurrou ele. – Mais do que a vida, mais do que meu território, mais do que minha coroa.”

Resenha completa no blog

site: https://www.bookobsessionblog.com/2019/02/resenha-corte-de-gelo-e-estrelas-sarah.html
@annarabisco 09/02/2019minha estante
Eu estava querendo ler, mas acabei por abandonar Corte de Asas e Ruínas, nunca mais consegui retomar a leitura. Não sei, gosto demais da história, porém não consigo levar a diante. Será que dá pra iniciar a leitura deste mesmo sem ter finalizado o desfecho do Rhys e Feyre no terceiro livro?


Book.Obsession 10/02/2019minha estante
O livro três é bem decisivo. Mas não impede que leia esse, só acredito que possa ficar perdida em meio a cronologia dos acontecimentos, além de pegar muitos spoilers e perde totalmente a graça de finalizar a leitura de Corte de Asas e Ruínas.


@annarabisco 10/02/2019minha estante
Entendo, vou tentar terminar de ler Corte de Asas e Ruínas. Obrigada por responder. *-*


Book.Obsession 10/02/2019minha estante
Por nada!
É sempre difícil dizer adeus a certos personagens, mas espero que goste. Insista que vale a pena!




Ingrid 09/02/2019

Amei!
Meu milésimo livro não poderia ser mais perfeito! Amo tanto Feyre e Rhys, que qualquer vislumbre deles já quero desesperadamente.
Li muitas resenhas que diziam que esse livro é desnecessário, mas discordo veementemente. Para mim, ele foi mais do que necessário, para mostrar que nem só de tiro, porrada e bomba é feita a vida desses personagens. Ele nos mostra como eles estão após o fim da guerra e como cada um está lidando com as cicatrizes que ela deixou, e quão merecedores são da paz e do amor pelos quais tanto lutaram. Esse livro trata de esperança de dias melhores, algo tão importante na vida de todos.
Agora, mal posso esperar pelos próximos livros.
P.S.: Me julguem, mas não consigo gostar da Nestha. Mulherzinha mimada e egoísta, ela culpa a Feyre por ter sido Feita, mas esquece que tudo que aconteceu começou porque ela era uma preguiçosa encostada que ficava nas costas da Feyre, enquanto a irmã tinha que se virar pra colocar o básico - leia-se comida - dentro de casa. Tá só pagando pelo que fez. Sarah vai ter que ralar muito pra me fazer gostar dela. Peguei ranço no primeiro livro e ser coitadinha sofredora nesse não me convenceu. #prontofalei
Elain, coitada, é uma mosca morta que vive sofrendo por quem não a merece. Precisa levar um sacode.
Já Cassian e Az são um show à parte. Amo demais esses meninos. Só não têm sorte no amor, coitados. Sarah, dá novas parceiras pra eles. Nunca te pedi nada.

"Às estrelas que ouvem - e aos sonhos que são atendidos."
comentários(0)comente



Isabella Julia 04/02/2019

Amei
Amei ver a forma como os personagens evoluíram e com toda certeza o livro me deixou com um gostinho de quero mais, muito mais.
comentários(0)comente



Bia 03/02/2019

Um suspiro de esperança!
Sinceramente nem sei o que dizer, esse livro, esse extra foi como um suspiro para relembrar todos aqueles sentimentos que sentimos ao ler a saga, estou triste, por ter terminado o livro, triste por não poder vivenciar uma vida como essa, triste por essa história tão linda e maravilhosa ter chegado ao fim, mas também extremamente feliz por estar viva para ler livros como esse, que fazem meu coração bater mais rápido e dão sentido a minha vida.. Não sei se posso superar esse livro tão cedo, e provavelmente não encontrarei um crush literário como o Rhys, acho que nenhum chegaria aos seus pés...
Simplesmente feliz e triste demais por esse fim!
comentários(0)comente



Elyene 01/02/2019

Bom para curar da ressaca
Terminei o Corte de Asas e Ruína e ficou um vazio tremendo, em luto mesmo! Então, fiz questão de ler esse livro, era uma forma de ter mais um pedacinho das personagens. Mas assumo que o livro parece um filler, a história não anda, são apenas contos (até aí eu já sabia) e, apesar de ter umas cenas boas, sem a adrenalina achei um tanto chato. Apesar de ser o menor livro, foi o que mais demorei a ler porque a gana de saber aonde a história iria chegar não estava alí. Não me arrependo de ter lido, mas sou sincera ao dizer que, depois da montanha russa de emoções da trilogia, esse livro é um marasmo que serviu para eu ir me despedindo mais gradativamente da série (até o próximo, lerei com certeza). Enfim, pelo menos foi bonitinho ver alguns dados a mais das personagens, ajuda a dar maior consistência a história pessoal deles, e é isso. Ah! Ela conseguiu puxar mais algumas pontas para fechar... Espero que ela tenha planos para concluir essa história! Ainda que eu ame a série, deixo 3 estrelinhas para o livro, que foi bem mediano, mas ajudou, assim como a galeria, a trabalhar meu luto!
comentários(0)comente



Genko9 01/02/2019

Aos sonhos que são atendidos.
É de aquecer o coração em meio à fria neve do Solstício de Inverno. Aquele sabor doce de saciedade, misturado com ?quero mais?. O desfecho para a história de Rysh e Feyre é apaixonante e bem merecida, mas as pontas ainda soltas, de problemas ainda a serem resolvidos num mundo que ainda não está em total paz, deixam aquela revolta por não ter mais o que ler pelo momento. A única coisa que incomoda na escrita da Sarah, é que em alguns momento ela se estende demais em descrições de detalhes que mais pra frente não foram falta (ao menos não para mim), fora isso, a história é linda e gostosa de se ler.
Recomendo para quem gostou do universo criado pela Maas, é um bom complemento, e uma porta para mais histórias. (aguardo um futuro decente para Tamlin, ele foi burro, mas para quem não sabia o que realmente era amor, ele já sofreu bastante ao se apaixonar por uma mulher que não era dele)
comentários(0)comente



Man 01/02/2019

O livro é um sonho, maravilhosamente escrito, ver a maior parte dos personagens contando suas histórias é delicioso.
A relação de Rhys e Feyre amaducere a cada dia, Elain começa a melhorar, Nestha continua sendo um pé no saco (o mulher chata...), Mor, Amren, Cassian e Az continuam com seus problemas e descobrimos mais sobre a vida deles.
Amo poder ler cada vez mais dessa família, espero que Sarah J. Maas escreva muitos e muitos livros sobre esse casal espetacular
comentários(0)comente



94 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7