Ensaio Sobre a Cegueira

Ensaio Sobre a Cegueira José Saramago




Resenhas - Ensaio Sobre a Cegueira


1062 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |


Isrrael Reis 19/08/2020

Leitura Densa
Eu soube da existencia desse livro através de uma amiga da escola e eu fiquei praticamente obcecado para ler essa obra prima. Quando li pela primeira vez eu abandonei porque (a) eu estava no meio de uma ressaca literaria e (b) o jeito como ele escreve é "estranho".

Depois, comprei o livro (já que da primeira vez que eu li era da escola) e comecei a ler. E cara, foi uma experiencia um tanto peculiar. Os capítulos eram ENORMES e a escrita do Saramago é muito fora da zona de conforto, mas fui até o fim.

A historia me fez sentir sensações que nunca senti lendo um livro (inclusive na parte do estrupo, que parece que a gente está no local). Ele escreve de forma tão detalhista que parece que somos parte da historia.

Mas a leitura em partes ficou cansativa e arrastada, no entanto vale a pena a experiencia.
comentários(0)comente



Wallace 18/08/2020

Ensaio sobre a cegueira
E se todos nós ficássemos cegos? 


Imagine um mundo invadido por uma doença nova e altamente contagiosa, onde os primeiros infectados são colocados em - quarentena - para tentar frear esta inédita epidemia. Imaginou? Rs


Em tempos atuais, este livro nunca foi tão fiel à realidade como nos dias de hoje!


O "ensaio sobre a cegueira" de José Saramago, foi publicado pela primeira vez em 1995 e traz à tona uma epidemia em que os infectados se tornam cegos de uma tal - cegueira branca - e passam a  enxergar apenas uma superfície leitosa ou um mar de leite. O desenrolar do livro nos mostra uma sociedade em ruínas, que aos poucos perde suas definições de civilização e se tornam totalmente selvagens. 

Em meio a fracassada tentativa do governo em conter a epidemia, um grupo de pessoas simples, guiado por uma  - mulher - que não foi infectada, luta para recuperar a humanidade e viver nesse novo mundo totalmente devastado e totalmente - branco -


"Penso que não chegamos, penso que estamos cegos, cegos que veem, cegos que, vendo, não vêem."
comentários(0)comente



Nathy 18/08/2020

Angustiante mas no bom sentido
Esse livro faz com que você fique por muito tempo segurando a respiração, ou que você sinta como se tivesse levado um murro no estômago. De qualquer jeito é um livro pesado, tem que ter cabeça pra ler e acima de tudo olhos ora enxergar e perceber que também podemos ficar cegos, que talvez já estejamos... Gostei demais, Saramago virou um dos meus autores conceituados
comentários(0)comente



Enzo.Baleeiro 18/08/2020

Belíssimo
Que livro espetacular! Um clássico, com certeza. Saramago não decepciona.
comentários(0)comente



Vini 17/08/2020

O que falar sobre ensaio sobre a cegueira? Só lendo para sentir e entrar neste universo do Saramago. Livro espetacular que mostra a essência do ser humano. É incrível. Todo mundo deveria ler esse livro. Está entre os meus favoritos!
comentários(0)comente



Christian.Meneses 15/08/2020

O mundo está todo aqui dentro
Abrir os olhos e não enxergar nada, a não ser um imenso clarão sem fim. É através desse fato desesperador que Saramago realiza em sua obra um enorme experimento social, um verdadeiro ensaio. Postos como ratinhos de laboratório, as pessoas contaminadas pela epidemia de cegueira branca expõe o seu lado mais visceral e animalesco, aliás, ?(...) a cegueira também é isso, viver num mundo onde se tenha acabado a esperança?. A obra, através de enormes parágrafos, personagens sem nomes, falas sem travessão é capaz de te fazer imergir na situação, o tornar tão perdido quanto os cegos e se questionar a todo momento como agiria em determinas situações: de fome, medo, brigas por poder etc. Sem dúvidas uma experiência única de leitura!
juliaalves 16/08/2020minha estante
Excelente obra! Nada como um ensaio de um grupo micro num universo cego pra nos mostrar o rumo que vem seguindo a humanidade no cenário atual.




Helena Gáti 14/08/2020

Ha muito tempo não tinha uma experiência tão intensa com uma leitura que me absorvesse de maneira que quanto mais eu lia, mais eu queria ler. Ao contrário do que muitos dizem, não tive dificuldades com a narrativa e achei a escrita de Saramago genial e única. Esse é um pensamento que acho válido desmistificar, pois acredito que muitos se sintam intimidados pela obra por medo de não entenderem. Penso que sua verdadeira complexidade esteja além do seu formato de texto e escrita.
Um verdadeiro retrato da vulnerabilidade humana, Ensaio Sobre a Cegueira é uma obra que toca o leitor com cada personagem e cada momento vivido por eles. Através de um relato cru e que não poupa esforços para tirar o leitor de sua zona de conforto, Saramago desperta um sentimento de empatia e responsabilidade com outro e nos obriga a lembrarmos que, por bem ou por mal, não estamos sozinhos, e nos convida a refletir que as vezes é preciso fecharmos os olhos para que de fato possamos ver.
comentários(0)comente



Ariane 14/08/2020

Um livro que realmente me deixou incomodada, agoniada, com embrulho no estômago e lágrimas nos olhos. Quase uma experiência antropológica.
comentários(0)comente



Juliana.Pirola 14/08/2020

Reflexão
Ele nos mostra como que uma epidemia pode nos aproximar de desconhecido mas também como nos torna egoístas e mesquinhos, no livro não há mocinhos e vilões explícitos todos ali tem o seu lado bom e ruim revelados de maneira sutil ou escancarada em algum momento.
Ele nos traz uma reflexão que a hierarquia de liderança dentro da sociedade é fundamental e que o fato de você ser a unica pessoa a enxergar em meio de tantos cegos pode ser um peso maior do que você possa imaginar. Você enxergar o caos, a sujeira, a maldade, entre outros, nos tira um pouco a lucidez.
O final nos faz refletir sobre todo o contexto do livro e também o nosso contexto social atual.
Mãe de Aquiles 14/08/2020minha estante
Fiquei com mais vontade de ler depois de ver a sua resenha!




sarah 12/08/2020

Livro para reler em 2050!
Saramago me conquistou!! Apesar de ser uma escrita que não somos tão habituados, por não ter uma separação tão clara de fala-personagem e fala-narrador e por ser bem puxado para o português de Portugal, vale muito o esforço.
Saramago em um livro ?cru e nu?, te faz refletir sobre muitos aspectos, o que me deu o nome do título, este livro vai ser atual hoje, amanhã e daqui anos!! É fácil imaginar que, em meio a uma pandemia de Covid-19, estamos todos cegos, cegos pelo que ocorre em nossa volta, o que vemos e fingimos não ver.
Enfim, em meio tantas passagens que são difíceis de aturar, mas são necessárias, dou com toda convicção as 5 estrelas que este livro merece.
Tico Farpelli 12/08/2020minha estante
Um dos meus livros favoritos da vida




Ada 12/08/2020

Viver num mundo onde se tenha acabado a esperança
Esse livro é pesado, cruel, necessário. Sem palavras até agora!
comentários(0)comente



Baiano 11/08/2020

O livro é sensacional. Leitura diferente porém, após o primeiro capítulo você já se acostuma. O livro te coloca à prova, todos cegos e a cegueira definitivamente não é o maior problema...
comentários(0)comente



Mylena 10/08/2020

Saramago, Saramago...
Não tenho nem palavras pra descrever o quanto esse livro é único! No começo, confesso ter sido um pouco difícil me acostumar com a escrita desse gênio, mas em pouco tempo a leitura "engata" e isso deixa de ser um entrave.
Saramago sabe como ninguém transformar em palavras a imensidão que é o ser humano, seus instintos, seus medos e egoísmos.

"Não estou disposto a perder a vida para que os mais fiquem cá a gozar, Também estarás disposto a não comer se alguém vier a perder a vida para que tu comas, perguntou sarcástico o velho da venda preta, e o outro não respondeu"
comentários(0)comente



Fernanda Taniz 10/08/2020

Favoritado
Eu senti até medo de fazer uma resenha e não expressar fielmente sobre esse livro que tornou-se o melhor que li nos últimos tempos e o melhor desse ano também. Saramago, não precisa nem de apresentações, ele sabia escrever uma história e te prender nela. Esse livro correu super bem, acredito que por causa da escrita com muitas vírgulas do Saramago, eu gosto demais. A história é zero defeitos e do começo ao fim ficamos apreensivos, minha personagem preferida sem dúvidas é a mulher do médico, se existe definição de deus na terra foi aquela mulher. Um livro que eu indicaria pra todas as pessoas que conheço.
comentários(0)comente



Lari 09/08/2020

Um dos melhores livros que já li, a história é bem construída, e o estilo de escrita do José Saramago me surpreendeu muito.
No começo achei um pouco confuso, mas basta algumas páginas e atenção pra compreender o que está sendo lido.
comentários(0)comente



1062 encontrados | exibindo 76 a 91
6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 |