O Oráculo Oculto

O Oráculo Oculto Rick Riordan




Resenhas - O oráculo oculto


96 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7


spoiler visualizar
comentários(0)comente



Graziih 13/11/2017

Mais do que eu imaginei!
Li a serie do Percy Jacson e os olimpianos e dos Herois do Olimpo a um ano mais ou menos. Gosto do trabalho do tio Rick e já li a trilogia dos Kanes.
Admito que estava com um pé atrás sobre As Provações de Apolo, não sei o motivo.
A unica coisa que eu sei é: Estou louca para pegar a continuação!
comentários(0)comente



Camila 06/11/2017

Resenha - O oráculo oculto
“Meu nome é Apolo. Eu era um deus.”

Nesta nova serie proposta pelo escritor Rick Riordan revemos nossos queridos e amados gregos, o livro se passa 6 meses apos a ultima aventura registrada de Percy Jackson e seus amigos, logo no inicio temos o Deus Apolo caindo dentro de uma lixeira sem lembrar se nada que aconteceu desde a luta contra Gaia, porem ele se sente diferente seu corpo maravilhoso foi substituído pelo de um adolescente chamado LESTER PAPADOPOULOS (maldade de Zeus) e ele não parece mais tão divino com espinhas na cara, agora mortal e sem saber o que fazer o Ex-Deus se torna servo da semideusa/moradora de rua Meg McCaffrey e só retornará ao Olimpo se provar ser digno, o problema e que ele tem quase certeza de isso será perigoso.
"- Por favor, pai, aprendi a lição. Por favor, não posso fazer isso!
Zeus não respondeu. Devia estar ocupado demais gravando minha humilhação para postar no Snapchat."
Sem opções ele e sua nova companheira partem para o acampamento meio-sangue com ajuda de Percy Jackson onde esperam encontrar respostas e soluções, afinal quem não adoraria ajudar alguém tão interessante quanto Apolo? Infelizmente já aprendemos que nem tudo dá certo na vida de um semideus e para o Deus Sol não seria diferente.
“Respirei fundo. Em seguida, fiz meu discurso motivacional de sempre para o espelho.
-Você é lindo e as pessoas te amam.”
Ao chegar no acampamento Apolo se vê no meio de uma confusão de oráculos, profecias e campistas desaparecido, um problema que talvez ele mesmo tenha provocado (não que ele fosse dizer isso em voz alta) e que está encarregado de resolver, uma decisão horrorosa em sua opinião afinal um Deus normalmente não faz o trabalho sujo.
Sua tarefa não será fácil, para conclui-lá precisará rever inimigos do passado e encontrar o poderoso Bosque de Dadona, tudo isso sem suas habilidades, força e beleza divina, além de claro estar amarrado a uma pirralha que parece ter prazer em irrita-lo, realmente não poderia ser pior (ops essa frase nunca deveria ser dita em um livro de Rick Riordan).
“As coisas nem sempre precisam terminar da mesma maneira, Apolo. Essa é a parte boa de ser humano. Nós temos uma vida, mas podemos escolher que tipo de historia queremos ter.”
As provações de Apolo foi uma leitura rápida e divertida, o personagem provou realmente ser um deus com seu egoísta e (muito) drama, o que tornou as situações muito mais divertidas, Apolo com sua nova barriga saliente conquistou meu coração e entrou para o time, adorei os novos personagens e amei ainda mais as participações de personagens antigos e já conhecidos, apesar de querer mais.
Como sempre só tenho a elogiar o autor, a escrita está maravilhosa e a edição do livro está muito bonita, temos até um mapa atualizado do acampamento (eu amo livro com mapas), o que eu não poderia deixar de citar aqui é a linda referência que o escritor fez ao Brasil e aos brasileiros, foi muito amor e carinho, esse ai sabe como nos fazer chorar. A grande pergunta é: Quando sai o próximo livro?
"-Apolo, você tem que fazer isso. Você é o senhor da arquearia e das doenças.
-Não sou senhor de nada! Sou um adolescente mortal burro e feio! Não sou ninguém!
A autopiedade bateu com tudo. Achei que o chão se abriria ao meio quando chamei a mim mesmo de ninguém. O cosmo pararia de girar. Percy e Quíron me tranquilizaria imediatamente. Nada disso aconteceu (...)
-Você é Apolo. Nós precisamos de você. Você consegue fazer isso. além do mais, se não conseguir, vou jogar você pessoalmente do alto do Empire State Building.
Essa era exatamente a conversa de que eu precisava, o tipo de coisa que Zeus me dizia antes dos meus jogos de futebol"

site: http://proximapagina-pp.blogspot.com.br/2016/09/resenha-46-as-provacoes-de-apolo.html#.WgDsTmiPLIU
comentários(0)comente



Jão de Batata 17/10/2017

Livrão da P*rra
Que livro meus amigos, que livro.
comentários(0)comente



Gui Campos 04/10/2017

Repetitivo!
Tio Rick foi muito bom na saga Percy Jackson mas nos spin-offs tem se mostrado cada vez pior. De que adianta colocar novos protagonistas se ele não consegue dar voz aos personagens e todos parecem o Percy? Única saga nova que salvou foi Magnus Chase.
Ari Phanie 05/10/2017minha estante
Por isso abandonei os livros do Riordan. Sentia que não havia mta mudança. Ele devia deixar de lado essa fórmula dos heróis mitológicos, e pensar em uma coisa nova.




Mary 10/09/2017

Esta que vos fala acabou de ler este trabalho do autor Rick Riordan, fiquei muito envolvida com a história, e asim como nas aparições do Deus Sol nos outros livro de PJO e OHO Apolo conseguiu me irritar, tive raiva, tive simpatia, tive vontade de estrangulá-lo e de abracá-lo ...
Ele lembra uma versão mais egocêntrica do Percy, não que eu não ama o PJ, mas tem momentos que ele é irritante.
Anciosa pela sequência!!!
comentários(0)comente



Mary 10/09/2017

Esta que vos fala acabou de ler este trabalho do autor Rick Riordan, fiquei muito envolvida com a história, e asim como nas aparições do Deus Sol nos outros livro de PJO e OHO Apolo conseguiu me irritar, tive raiva, tive simpatia, tive vontade de estrangulá-lo e de abracá-lo ...
Ele lembra uma versão mais egocêntrica do Percy, não que eu não ama o PJ, mas tem momentos que ele é irritante.
Anciosa pela sequência!!!
comentários(0)comente



01/09/2017

Melhor livro!
Muito amor! Apenas isso!

Se você assim como eu, leu os demais livros do tio Rock irá AMAR as referências!
comentários(0)comente



Maria Luísa 14/08/2017

O ORÁCULO OCULTO e tio Rick mais uma vez
"O Oráculo Oculto" é o primeiro livro da trilogia greco-romana As Provações de Apolo, do tão famoso Rick Riordan. Funciona como um spin-off de Percy Jackson e Os Olimpianos e Heróis do Olimpo, outras duas séries greco-romanas do autor.

Para julgar a história, acho importante nos lembrar que é um livro para o público jovem, e com a escrita já tão característica do Tio Rick. Esse é o 15° livro do autor que eu leio, então talvez (só talvez hehe) o modo de escrita dele já esteja um pouco saturado para mim. Espere um livro bem humorado, com uma narrativa extremamente fluida e MUITAS referências, além de, claro, a presença de personagens já conhecidos como Percy Jackson, Nico diAngelo (??), Will Solace, Quíron, entre outros.

Agora vamos à história. O livro vai falar sobre Apolo, o Deus mais quente, lindo,(e claro, nem um pouco narcisista) do Olimpo. Depois dos acontecimentos de "Heróis do Olimpo", Zeus o mandou "para a Terra" na forma de um adolescente "cheio de espinhas e banhas" com o belo nome de Lester Papadopoulos. Para recuperar sua forma divina, Apolo terá que passar por várias provações, com a ajuda de sua amiga Meg e dos campistas do Acampamento Meio-Sangue.

P O N T O S P O S I T I V O S:
o principal, pra mim, foi Rick tratar um pouco sobre sexualidade. (Aqui tem um pequeno spoiler, mas nada que vá atrapalhar a trama). Temos um Apolo bissexual, que não vê problema algum nisso ? até porque não deve haver nenhum problema, como ele deixa claro (!) ? e nem no fato de o filho namorar outro garoto;

os haicais antes de cada capítulo são bem legais;

temos um brasileiro no acampamento! "BRASIL!" (Paulo, eu escolhi te amar);

ver a evolução e o amadurecimento de Apolo é muito... divertido. Tudo acontece de forma bastante sutil e gradativamente;

temos, como eu já disse, a presença de vários personagens já muito conhecidos. Mas você não precisa ter lido as outras duas séries pra entender essa trilogia (mas eu recomendo fortemente).


P O N T O S N E G A T I V O S:
apesar de muita gente gostar, algumas vezes o humor me incomodava, como quando a narrativa de uma cena de ação era completamente interrompida para uma piadinha. Mas leitores do Tio Rick já estão acostumados com isso, então...

EU QUERIA MAIS SOLANGELO AAAA


Enfim. Não é um livro profundo ou memorável, mas se você ler com isso em mente, vai aproveitar a experiência. Se gostou de outros livros do Rick, eu recomendo fortemente! ??
comentários(0)comente



Lu, Blog Estranhos Como Eu 07/08/2017

Vale a Pena???
Essa, sem sombra de dúvidas, foi minha melhor leitura do ano de 2017! (por enquanto hahaha). Espero me impressionar muito ainda com os próximos que estão na minha TBR.

Bom, para começar, vou logo dizendo que acompanho a saga de Percy desde O Ladrão de Raios, e tenho lido todos os lançamentos que se sucederam dentro desse universo. As Provações de Apolo é a terceira série de livros que diz respeito aos nossos queridos heróis, tanto gregos quanto romanos. O mais legal é que não precisa acompanhar desde o início para compreender o contexto. Imagina ter que ler os 10 (!!!!) livros anteriores para poder ler As Provações de Apolo? Se bem que eu acho que vocês iriam curtir. Sei que a quantidade assusta, mas os livros são tão empolgantes que valem a pena! Além disso, é muito legal a questão das referências entre um livro e outro. Vamos falar sobre Apolo agora porque é isso que interessa hahah Vocês irão entender o porquê dele ter sido uma das melhores leituras. O que merece destaque nesse livro é essa narrativa fluída que o tio Rick, mais uma vez, criou e não decepcionou! O humor, que não vai te deixar na mão, e também a transformação do deus. Tiro o chapéu. Foi incrível!

Quem acompanha a saga de Percy desde o início conhece a fama do deus Apolo. É um dos mais lindos, mas também o mais irritante, mesquinho, narcisista, fresco , orgulhoso, entre outras características semelhantes. Chega até a parecer inocente diante de tanta cegueira acerca de si mesmo; de que é maravilhoso e todos o devam adorá-lo. Enfim, em O Sangue do Olimpo (o que antecede O Oráculo Oculto, da série Os Heróis do Olimpo), aconteceu uma guerra entre os heróis grego e romanos contra Gaia e seus titãs. Apolo levou culpa por ter ajudado Gaia em seu renascimento, então Zeus, como castigo, transformou o deus na coisa que ele mais abominava, na figura mais imperfeita de todas: o de ser humano. Com isso, Apolo terá que passar por várias provações a fim de demonstrar a Zeus que é digno de ser um deus, para então seu pai conceder-lhe a forma divina novamente.


Com isso, é assim que as coisas começam a ficar engraçadas. Como eu disse, Apolo é um bocado narcisista, o que o fará entrar em contradição com suas condições humanas. Suas reclamações não são chatas (um pouquinho), são hilárias! De tanto que é fresco, ele solta cada pérola que não tem outro jeito a não ser rir dele. O livro ainda quebra a 3º parede (o que faz o narrador se comunica com o leitor). Tinha hora que eu parava e pensava "Menos, Apolo. Beeeem menos" hahaha

" Por algum motivo, os biscoitos eram azuis, e o cheiro era divino. Posso dizer isso porque eu sou divino " (p. 45).

As citações também com celebridades, filmes ou livros famosos vai te deixar com saudades do Apolo recém transformado em humano porque, inegavelmente, toda livro pede um crescimento, tanto da narrativa quando dos personagens, e isso vai acontecer com Apolo. A transformação dele, lá do início da obra, para quando o deus está sendo provado em sua primeira missão (indo para a conclusão do livro) é incrível! Seu amadurecimento acontece tão naturalmente... Você consegue perceber que não tem um tipo de quebra na narrativa, tudo é bem espontâneo, fluído. Impossível o leitor acompanhar esse desenvolvimento e não ficar de boca aberta. Lester Papadopoulos, nome humano de Apolo, se tornará um garoto incrivelmente astuto e, apesar de todas as pulgas atrás da orelha que eu tinha, ele se mostrará preocupado com o bem do próximo e não medirá esforços para salvar a vida de quem ele ama.

“ – As coisas nem sempre precisam terminar da mesma maneira, Apolo. Essa é a parte doa de ser humano. Nós só temos uma vida, mas podemos escolher que tipo de história queremos ter” (p. 291).

Espero que eu tenha conseguido transmitir um pouco do tantão que gostei do livro. É uma fantasia com toques de humor e drama recheado com personagens que adoramos. Se você gosta tanto de Percy como eu e se apaixonou também pela legião de heróis gregos e romanos, essa nova saga de Rick Riordan vai te fazer matar a saudade. Ainda teremos mais quatro lançamentos confirmados pela frente. Neste aqui, por mais que o foco tenha sido em Apolo e as aparições dos outros personagens tenham sido curtas, existem várias deixas que indicarão que haverá interações MUITO em breve com todo esse pessoal que a gente não consegue desapegar

site: http://estranhoscomoeu.com/2017/05/16/resenha-as-provacoes-de-apolo-o-oraculo-oculto-1-rick-riordan/
comentários(0)comente



Cris 30/07/2017

As Provações de Apolo
Finalmente acabei depois de arrastar esse livro metade do ano.
Foi um livro legal pq o Apolo é divertido,so q a leitura não me prendeu mto,nao me conquistou pra eu querer devorar esse livro em dois dias(levei meses pq tinha outros livros mais interessantes).Ainda não sei se vou ou ler a continuação...
Rick Riodan escreve de um jeito descontraído e divertido só q não é bem meu tipo de leitura favorita,mesmo eu tendo amado os livros do Percy Jackson,q li faz anos.Atrapalha mto tb o fato de eu não saber nada da mitologia grega e mesmo ele explicando tudo certinho nos livros ainda sinto q não estou assimilando mta coisa,por isso eu não curto mto a leitura.
Em vários momentos eu fiquei meio entediada mesmo o livro tendo aventura boa parte dele e não fiquei curiosa pela continuação nem se o Apolo vai conseguir passar pelas provações.
comentários(0)comente



Tali @letrasmaislivros 11/07/2017

O Oráculo Oculto
Apolo foi expulso do Monte Olimpo e agora está preso ao corpo de adolescente, repleto de espinhas, chamado Lester Papadopoulos. Esta não é a primeira vez que isto acontece com o deus grego do sol, da poesia e arquearia, porém é a primeira vez que ele se vê sem nenhum resquício de seus poderes divinos, e ele espera logo retornar ao seu corpo divino.

"Sinceramente, nunca vou entender os mortais. Vocês tentam manter a forma física com flexões, abdominais, corridas de dez quilômetros, pistas de obstáculos e outros trabalhos árduos que os deixam suados. Mas sabem o tempo todo que é uma batalha perdida."

Logo no início da história ele conhece Meg McCaffrey, que após descobrir que das outras vezes que Apolo foi transformado em humano, ele teve de servir um mortal durante um tempo até voltar a ser um deus, ela acaba por requisitar seus serviços, e Apolo se vê ligado a esta semideusa corajosa e com poderes incríveis.

Os dois se encontram com Percy Jackson, que os leva até o Acampamento Meio-Sangue, onde o ex-deus acredita que estará seguro. Lá ele conhece seus filhos, e isso gera cenas engraçadas, agora que ele possui a mesma idade que eles.

"Você disse que tem que passar por umas provações ou sei lá o quê para mostrar que é digno, certo? Essa vai ser a primeira."

Apolo descobre que durante o tempo que esteve fora, cerca de seis meses e sem lembranças, os oráculos pararam de funcionar. Mas quando campistas começam a desaparecer misteriosamente e Apolo começa a ter sonhos que lhe parecem visões, fica claro que nunca faltam perigos para os olimpianos.

"Nem todos os monstros eram répteis de três toneladas com bafo venenoso.
Muitos usavam rostos humanos."

Eu gostei muito desta nova série de Rick Riordan, o livro foi recheado de aventura e humor. Apolo é um personagem engraçado, com uma autoestima elevada e sua transformação de deus em humano gera muitas situações interessantes. Meg foi uma personagem surpreendente, pois ela possui uma personalidade, no mínimo, diferente. Ela não liga para o que os outros pensam dela e age como desejar.

"— As coisas nem sempre precisam terminar da mesma maneira, Apolo. Essa é a parte boa de ser humano. Nós só temos uma vida, mas podemos escolher que tipo de história queremos ter."

Os personagens secundários também são interessantes, e vale destacar a presença de Paulo, um semideus brasileiro! Gostei muito do autor ter inserido um personagem com a nossa cultura. Eu recomendo a leitura do livro para os fãs de Percy Jackson, mitologia e fantasia. Com certeza o livro gerará boas risadas e diversão, enquanto vamos relembrando ou aprendendo a mitologia.

site: https://letrasmaislivros.blogspot.com.br/2017/07/resenha-o-oraculo-oculto-rick-riordan.html
comentários(0)comente



AndyinhA 06/07/2017

Trecho e resenha do blog MON PETIT POISON

Tio Rick está de volta e voltamos também com nosso querido amigo Percy Jackson, aliás, nem sei se devo ou não sugerir a leitura dos anteriores. Aliás, leia se você tiver oportunidade, porque muitas coisas que aconteceram nas séries Percy Jackson e Heróis do Olimpo são mencionadas nessa nova série, então para aqueles que ODEIAM spoiler ou não conseguem seguir adiante sem saber de tudo dos anteriores, fica a dica. Se você não leu, não esquente, tem pequenos resumo das situações, mas o autor entende que você leu e vai seguir a vida assim.

Nossa principal diferença aqui é que dessa vez o personagem principal é APOLO, sim o deus, ele foi castigado por Zeus e está na pele de um adolescente de 16 anos, cheio de espinhas e sem seus poderes de deus, ou seja, ele está irritante e isso é muito legal.

Tem várias referências à mitologia, digo tipo Apolo se lembrando das coisas em seus muitos anos (quem de fato está contando a data certa?), essas tiradas funcionaram de forma perfeita, são bons momentos de diversão e de situações nonsense de Apolo.

Aliás, quem é Apolo? É um personagem que nós amamos e odiamos, porque ele pode ser muito legal ou pode ser um pé no saco com aquela coisa de ‘hey, eu sou um deus (ex-deus na verdade) e vocês precisam fazer todas as minhas vontades’, essas oscilações de humor nos deixa dentro de uma montanha russa de emoções.

Para saber mais, acesse:

site: http://www.monpetitpoison.com/2016/07/ApoloPoison.html
comentários(0)comente



LOHS 14/06/2017

Um livro para se divertir! :D
Sou fã assumida de Rick Riordan. Meus personagens favoritos continuam sendo Percy Jackson e Annabeth Chase, mas considero todas as suas séries incrivelmente divertidas e altamente recomendadas! Como já li todas as histórias do tio Rick, estava muito ansiosa para começar As Provações de Apolo e reencontrar meus semideuses favoritos, além de acompanhar novas aventuras perigosas.

Publicado pela editora Intrínseca, O Oráculo Oculto é o primeiro livro da série As Provações de Apolo, que provavelmente será finalizada com cinco volumes. A história tem início meses após a batalha final na guerra contra a deusa Gaia em O Sangue do Olimpo (quinto e último livro da série Os Heróis do Olimpo), mas não é necessário ter lido as sagas anteriores para compreender e se divertir com Apolo, já que o tio Rick deixa o básico do que se passou muito bem explicado. Mas quem já leu Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo poderá se divertir muito mais ao reencontrar tantos personagens queridos e algumas piadinhas internas.

"Depois de viver por tantos milênios, eu tinha dificuldade de me achar no tempo. Eu escutava uma música no Spotify e pensava: "Ah, essa é nova!" Aí, percebia que era o "Concerto para piano nº 20 em ré menor" de Mozart, de mais de duzentos anos atrás. Ou me perguntava por que Heródoto, o historiador, não estava nos meus contatos. Aí lembrava que Heródoto não tem smartphone porque morreu na Idade do Ferro.
É muito irritante a brevidade da vida de vocês, mortais."
Apolo, p. 35

O protagonista da vez é ninguém menos que o deus Apolo. Amaldiçoado mais uma vez por Zeus, Apolo perdeu sua imortalidade e seus poderes. Agora ele é um adolescente repleto de espinhas e sem barriga tanquinho, chamado de Lester Papadopoulos.
Como Apolo já irritou seu pai várias vezes no passado, ele já sabe como funciona a maldição de ser mortal: agora ele deverá enfrentar provações terríveis para mostrar seu valor e poder voltar ao Olimpo.
Obviamente, nada muito fácil.

Ao acordar em um beco sujo de Nova York, Apolo recebe ajuda da semideusa Meg McCaffrey, uma garota sem-teto e um tanto quanto peculiar, que parece ter alguns segredos sombrios.
Meg ajuda Apolo a encontrar nosso já querido Percy Jackson, quem ajuda ambos a chegar em segurança - ou o mais perto disso possível - no Acampamento Meio-Sangue, onde os semideuses gregos vivem em segurança.

A namorada de Percy, Annabeth Chase, não está presente porque foi até San Francisco ajudar seu primo, que é protagonista da saga Magnus Chase e os Deuses de Asgard. É sempre interessante perceber como todas as séries de Rick Riordan se cruzam e se complementam de certa forma.

"Mesmo assim, a visão do Acampamento Meio-Sangue era impressionante. Meu humor sempre melhorava quando eu deparava com aquele lugar, um pequeno lembrete dos bons e velhos tempos, quando os mortais sabiam construir templos e fazer sacrifícios adequados, com fogo e tal. Ah, tudo era melhor na Grécia Antiga! Quer dizer, exceto as pequenas melhorias que os humanos fizeram: a internet, o croissant de chocolate, a expectativa de vida maior."
Apolo, p. 68

Enfim, quando Apolo e Meg encontram abrigo no famoso Acampamento Meio-Sangue, o ex-deus da profecia descobre que muitos semideuses estão desaparecidos e a fonte de profecias dos gregos, o Oráculo de Delfos, não está “funcionando”. E sem novas profecias, não há futuro.

Apolo percebe então que deverá encontrar os outros oráculos perdidos e restaurá-los. Oráculos perdidos?! Pois é. Apolo nos explica nesse livro que a antiga Grécia tinha cinco oráculos proféticos. Só que quatro deles já estão sob o comando de um grupo maléfico que ainda não se tornou público por esperar o "momento certo" para comandar o mundo.

Agora Apolo precisa encontrar o Bosque de Dodona, o primeiro oráculo que nem o próprio ex-deus podia controlar quando ainda tinha todos os seus poderes. Caso o grupo não seja impedido, a humanidade e o Olimpo sofrerão as consequências - mais uma vez.

"Ao longo dos milênios, eu mal conseguia lembrar o nome dos meus filhos. Se eu mandava um cartão de aniversário ocasional ou uma flauta mágica, achava que já estava cumprindo meu papel de pai. Às vezes, eu só percebia que algum havia morrido décadas depois. Durante a Revolução Francesa, fiquei preocupado com meu filho Luís XIV, o Rei Sol, aí fui dar uma olhada nele e descobri que havia morrido setenta e cinco anos antes.
Mas agora eu tinha uma consciência mortal. Meu senso de culpa parecia ter se expandido conforme minha expectativa de vida diminuía. Eu não podia explicar isso para Meg. Ela jamais entenderia. Provavelmente, jogaria uma pedra em mim."
Apolo, p. 159

Viver como mortal mais uma vez será uma aventura imensa para Apolo. Enquanto deus, seus pensamentos eram mais fúteis e frios, mas a cada dia que percebe sua nova mortalidade, Apolo se torna mais apegado a seus filhos no acampamento e também seus companheiros semideuses que continuam ajudando-o.
Além de aprender a lidar com seu novo corpo frágil, seus poderes limitados e sua emoções aprofundadas, Apolo também terá que enfrentar uma aventura mortal para libertar os oráculos e salvar o mundo.

Mais uma vez Rick Riordan escreve uma história deliciosa e altamente divertida. Temos uma pequena participação de personagens queridos e já conhecidos - quero mais! - e alguns novos que prometem ganhar nosso coração também.
Os novos vilões conectam os livros às duas sagas anteriores (Percy Jackson e os Olimpianos e Os Heróis do Olimpo) de uma forma que tenho certeza que vai surpreender muitos fãs!!

Uma novidade bacana na história é a inserção de Paulo Montes, um semideus brasileiro que ainda não aprendeu a falar inglês, mas que está no Acampamento Meio-Sangue para se fortalecer e aprender a viver com seus poderes. O tio Rick presta uma grande homenagem ao nosso país, pois Atena, deusa da sabedoria, queria que todos os deuses do Olimpo aprendessem português porque poderia vir uma época na qual o Olimpo (a morada dos deuses) se mudasse para o Brasil. É muito legal, né?!

Além dessa divertida homenagem, O Oráculo Oculto - assim como seus livros anteriores - não trata apenas de uma fantasia mitológica, mas também fala de valores e relacionamentos humanos. Amor, amizade, traição e perda são algumas das questões sempre muito bem colocadas pelo autor. Mas, o que ele nos mostra de melhor, é a jornada entre a infância e a vida adulta, suas dificuldades e suas alegrias. É impossível não gostar! ;)

site: http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/2016/12/ii-mes-da-fantasia-o-oraculo-oculto-as.html
comentários(0)comente



Flá 10/06/2017

Incrível
O Oráculo Oculto é o primeiro livro da trilogia intituladas As Provações de Apolo. Ele conta sobre o castigo do deus - agora mortal- Apolo, aplicado por Zeus após uma guerra greco-romana orquestrada por Octavian, seu descendente, que quase destruiu a civilização humana.
Depois de cair na terra, encontra Meg (Margaret) McCaffrey, e, com a missão de chegar ao acampamento meio-sangue, entra em um carro (que infelizmente não é um Lamborghini) e começa uma aventura, que rendeu um ótimo livro, para salvar o oráculo de Delfos, assim como os outros oráculos. 302 páginas de pura diversão (e bacon).
Nunca esqueça: você é lindo e as pessoas te amam.
Obra de Rick Riordan que fez tremendo sucesso em apenas um ano de seu lançamento. Obrigada Riordan, por presentear a todos com ótimas histórias.
comentários(0)comente



96 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7