A Corrente

A Corrente Adrian McKinty




Resenhas - A Corrente


38 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3


Thaís Vilas Bôas 17/10/2019

Thriller muito inteligente!!!
Quem nunca recebeu uma mensagem de corrente? “Se você não repassar para tantas pessoas, seu dia será um desastre”? Pois é... E quando sua filha é sequestrada e a corrente se trata de pagar um resgate e sequestrar um ente querido de outra pessoa até o seu ser libertado??? Você teria coragem de quebrar a corrente e correr os riscos??

Livro que mostra o que o ser humano é capaz de fazer para salvar a vida de um filho. Qual o limite do certo ou errado quando se está num estado de desespero???

O livro chama a atenção de como estamos expostos com o Facebook, Instagram, Twitter... Endereços, número de telefone, profissão, relacionamento, filhos, hobbies... Enfim, isso apenas facilita o trabalho de quem procura um alvo perfeito. Compartilhar o que se faz a cada segundo? Monitoramento em tempo real é ainda melhor!

Livro inteligente, que prende a atenção do início ao fim... Fica a dica!!

@dboascomcafeelivros
comentários(0)comente



Falcini 15/10/2019

Um thriller para quem não é fã de thrillers
A premissa chama a atenção: uma mãe tem a filha sequestrada e fica sabendo que, além do dinheiro do resgate, precisará sequestar outra pessoas para ter a filha libertada. A organização por trás desse aterrorizante esquema de pirâmide chama a si mesma de A Corrente. O livro é dividido em duas partes: na primeira acompanhamos essa mãe que faz de tudo para ter a filha de volta, seguindo os preceitos da tal corrente e aprendemos como ela funciona. Na segunda aprendemos mais sobre quem fundou a corrente etemos o desfecho da história.
Apesar a premissa interessante, a execução deixa a desejar. Temos muita informação sobre os personagens e, mesmo assim, eles parecem rasos e suas atitudes pouco críveis. Apesar da escrita ágil - talvez até apressada - o livro se desenvolve de maneira monótona e sem surpresas. Lá para ao final do livro o autor parece que começa duvidar da inteligência do leitor e começa a explicar algumas coisas sem necessidade nenhuma.
A boa premissa até sustenta a leitura até o final, mas não é um thriller que eu recomendaria para fãs e leitores regulares do gênero.
Alansantiago 17/10/2019minha estante
Realmente achei que algumas explicações desnecessárias




Bia Sousa 15/10/2019

Uma das melhores leituras de 2019!
O telefone toca e do outro lado uma mulher transtornada diz do outro lado da linha que sequestrou sua filha e que para vê-la de volta seria necessário fazer o pagamento de um resgate e também sequestrar o ente querido de outra pessoa. O quão desesperador essa situação poderia ser? Em A Corrente você poderá sentir o que o desespero é capaz de fazer com uma mãe que deseja sua filha de volta o quanto antes.



“Ninguém sabe o que é medo até ver o filho em perigo. Morrer não é a pior coisa que pode acontecer com uma pessoa. A pior coisa que pode acontecer a alguém é ver alguma coisa acontecendo com o seu filho. O nascimento de um filho transforma imediatamente qualquer um em adulto.”



Rachel teve câncer recentemente e tenta colocar sua vida nos eixos até que se depara com A Corrente, uma organização criminosa muito bem feita, que sabe mexer com o psicológico de qualquer pessoa. Ao entrar nela é impossível sair, A Corrente te marcará para o resto de suas vidas.

Nossa protagonista logo de cara entende os riscos que ela e sua tão amada filha corre e não medirá esforços para fazer tudo o que A Corrente manda. Essa organização criminosa está espalhada por toda a parte, assim, Rachel decide obedecê-los cegamente. Além disso ela busca a ajuda de seu ex cunhado, Pete, pois só ele seria capaz de ajudá-la sem meter os pés pelas mãos.



“É isso que a Corrente faz com você. Ela te tortura e te obriga a torturar outras pessoas.”



Ao iniciar a leitura me senti completamente presa a história, fiquei em pânico com toda a situação, me coloquei no lugar de Rachel e confesso que provavelmente teria as mesmas atitudes que ela para ter quem eu amo de volta. A cada página lida o medo crescia devido às exigências que A Corrente fazia.

A primeira parte do livro me deixou desesperada, o medo não saía de mim, mas a segunda parte da história conseguiu ser ainda mais alucinante, eu simplesmente a devorei pois precisava saber o que, ou quem estava por trás dessa grande organização.



“A Corrente não é nenhuma mitologia. Não é autoperpetuadora. Ela é humana. É feita de seres humanos. É falível, vulnerável, assim como nós. O que nós vamos fazer é encontrar o coração humano que está em seu cerne e acabar com isso de uma vez.”



Rachel não só consegue sua filha de volta como decide que vai quebrar essa corrente, ela não quer se sentir presa a ela pelo resto da vida, ela quer que sua filha viva longe dessa sombra que lhe deixou com marcas psicológicas profundas.

A Corrente foi uma grande surpresa, mesmo estando com boas expectativas para a leitura, eu fiquei com um pouco de receio devido a alguns comentários referente a personalidade/atitudes de Rachel (que na minha opinião foi muito próximo da realidade de uma pessoa que se encontra em total desespero), mas pasmem, eu amei essa leitura.



“A Corrente é um método cruel de explorar o sentimento humano mais importante – a capacidade de amar- para ganhar dinheiro. Não iria funcionar em um mundo no qual não houvesse amor entre pais e filhos ou entre irmãos ou entre casais, e só uma sociopata sem amor, ou que não entende o amor, conseguiria usá-la para alcançar seus objetivos.”



A Corrente não deixa pontas soltas, é bem original e poderia facilmente render uma excelente adaptação para o cinema. Acabei lendo quase metade do livro em pouco mais de duas horas, simplesmente não dava vontade de parar o livro, e eu parei apenas quando cheguei na última página.

Se você ama ler thrillers alucinantes, com leituras completamente envolventes eu não tenho dúvidas de que você ira amar esse livro. A Corrente sem dúvidas foi uma das minhas melhores leituras do ano e quiçá um dos melhores thrillers que já tive o prazer de ler. Então se eu fosse você eu iria correndo aquirir esse livro, e organize a sua agenda para ler esse livro, pois você não vai querer fazer mais nada além de concluir a leitura, e ah, não diga que eu não te avisei, hein?!

site: https://bercoliterario.wordpress.com/2019/10/09/resenha-a-corrente-adrian-mckinty/
comentários(0)comente



Kathrein 13/10/2019

Incrível e instigante
Um livro com ritmo incrível, realmente é impossível parar de ler, eu li com 1 dia, a narrativa é fluída e muito rápida, os capítulos são curtos e isso facilita muito a leitura, virou favorito.
comentários(0)comente



Quequel 13/10/2019

Acho que gostei mais da ideia do que da execução... me pareceu forçado demais em alguns momentos, o autor comenta que no inicio era apenas um conto, talvez seja isso.
comentários(0)comente



Carol.Alves 11/10/2019

Leitura intensa e emocionante até o final
O livro narra a história de uma série de sequestro que não deixam rastros. Todos são vítimas, cúmplices e sequestradores. Mas não existe crime perfeito, a vaidade nos faz errar... narrativa rápida e alucinante faz com que o leitor não queira parar até acabar o livro.
comentários(0)comente



Gabi 10/10/2019

Um thriller diferente.
Esse livro me fisgou pela sinopse. Uma história diferente de tudo que tinha... uma corrente de sequestro tinha tudo pra ser maravilhoso!!!

Eu queria uma coisa com esse livro: me surpreender... e isso foi o que eu menos consegui.

Aqui não tem essa de "consegui descobri", o autor não te permite nem supor, ele simplesmente te entrega a história sem suspense nenhum.

Caaaalma... sim, tem todo o inicio da corrente dos sequestros que você não faz ideia de quem possa ser, só que no inicio não há "investigação". Quando ela realmente começa, tudo é dado de bandeja e o que me deixou mais p* foi que, a todo momento é dito que a corrente é inquebrável, é indestrutível, mas aí... Em poucas páginas o livro termina e de um jeito fora da casinha e eu fiquei "peraí que to perdida".

Nos agradecimentos o autor diz que num primeiro momento essa história seria um conto mas que ele decidiu transformar em livro. Talvez teria sido mais feliz permanecer no conto.
Nay 10/10/2019minha estante
Você tem razão, não existe uma grande surpresa no decorrer e o fim é meio rápido e fraco. Já que se dizia uma organização tão perigosa e forte, foi meio facil o que aconteceu à Corrente.


Simone de Cássia 10/10/2019minha estante
Não dei conta de terminar... abandonei!


Nandhy - @me_encontrei_na_pagina 10/10/2019minha estante
To com esse livro na estante. Com essa resenha e esses comentários vai pro fim da fila rs


Paula.Soares 10/10/2019minha estante
Me senti a mesma coisa tanta gente falando maravilhas mas não achei tudo isso e dei a mesma nota que vc, esperava muito mas.


Erica.Martins 10/10/2019minha estante
Na minha opinião se era uma organização fodona, como que consegue quebrar ela simplesmente daquela forma? Se o autor se preocupasse mais com as coerências da trama ele teria feito um livro sensacional


Paula.Soares 10/10/2019minha estante
Muito fácil né Erica decepcionante.


Alcione 10/10/2019minha estante
Vixi,eu estava lendo sem pretensão nenhuma e como estou de ressaca vou abandonar por ora vendo esses comentários de vocês


Gabi 10/10/2019minha estante
Nay, exatamente!!! Tão foda e fácil de ser achada...


Gabi 10/10/2019minha estante
Simone, só não abandonei pq é muito rápido de ler, mas foi decepcionante.


Gabi 10/10/2019minha estante
Paula, a maioria é publi :(


Gabi 10/10/2019minha estante
Erica, compartilho da sua opinião. Por isso imaginei que fosse ser uma leitura incrível!


Gabi 10/10/2019minha estante
Alcione, ele é rápido de ler, na mesma proporção é decepcionante :(


Paula.Soares 10/10/2019minha estante
Foi o que pensei Gabi falando maravilhas só pra vender.


Alcione 10/10/2019minha estante
Gabi, estou fugindo ainda mais por conta da ressaca


Nay 10/10/2019minha estante
Eu gostei do livro, aliás favoritei, mas o fim decepciona mesmo.


Monique.Araujo 11/10/2019minha estante
Ah pelo menos alguém com o mesmo ponto de vista que eu. O livro pra mim foi realmente dividido do começo ao meio espetacular e do meio pro final meu sentimento é que o autor simplesmente furou um pacto comigo. Sinceramente o final é muito fraco e decepcionante.


Tatiane.Braga 11/10/2019minha estante
Gostei da Sinopse, mas depois desses comentários nem vou ler.




Ronaldo 07/10/2019

No início achei algumas situações muito forçadas, mas a narrativa foi me ganhando de um jeito que relevei esses exageros do autor e viajei na história. O autor preza muito o ritmo, por isso tudo em sua escrita é muito funcional, as ambientações, as motivações e, principalmente, a construção de seus personagens, onde ele delineia muito bem suas forças e a fraquezas, fazendo com que saibamos o que esperar de cada um deles, mas sem um maior aprofundamento. A trama segue previsível no primeiro terço do livro, com os personagens obedecendo ao roteiro estabelecido pela Corrente, sem tentar reagir, com um obstáculo ou outro surgindo no caminho, mas o autor consegue colocar no texto um senso de urgência tão grande, que as páginas voam. Até que acontece uma pequena reviravolta, as coisas saem então do controle e o enredo vai ganhando uma nova abordagem, ficando cada vez mais interessante. Adoro histórias de conspiração, onde pessoas comuns têm de enfrentar inimigos sem rosto e o autor executou esse embate de modo muito instigante. Você torce para que a protagonista avance contra seus opressores, mas ao mesmo tempo teme por ela, já que eles são tão onipresentes e parecem acompanhar cada passo de suas vítimas. Gostei também da história por trás da origem da organização, algo tão simples, mas tão engenhoso. Além disso, o livro traz um grande questionamento ético. A personagem se encontrava numa situação extrema, acho que não existe opção quando a vida de um filho está em risco, mas muitas vezes na vida também nos vemos em situações parecidas, quando somos colocados contra a parede e somos obrigados a agir contra nossos princípios, pois a outra alternativa nos traria consequências graves. Leitura ágil, envolvente, ideal pra curar qualquer ressaca literária.
Drica 07/10/2019minha estante
Ronaldo, parabéns pela resenha, será minha próxima leitura!


Ronaldo 07/10/2019minha estante
Obrigado Drica, acredito que vá gostar.




Tammy 06/10/2019

A Corrente (Livreando)
Rachel ainda está se recuperando de um câncer, levou algum tempo até que finalmente sua vida começasse a entrar em certa "normalidade", mas agora a caminho de sua consulta, não sabe se novamente a maré do azar lhe encontrou. Nervoso para chegar à clínica. Ela não quer se atrasar. Seu telefone toca. Ela atende. O desespero toma conta de si.

Do outro lado da linha há uma mulher que diz que sequestrou a sua filha. Para tê-la de volta, é necessário que Rachel siga algumas instruções à risca. Quem dera que o problema fosse somente o dinheiro, há muito mais por trás desse sequestro. Kylie não foi uma vítima aleatória e a primeira coisa que Rachel aprende é que terá que se tornar um monstro para ter sua filha de volta.

Não será nada fácil, mas seu instinto de sobrevivência em prol da filha moldará Rachel de forma tão significativa e conflitante que com Câncer ou sem ele, ela literalmente não será mais a mesma. Sendo vítima e criminosa ela fará de tudo para ter Kylie de volta.

A Corrente já começa de maneira eletrizante, nos fazendo observar o sequestro e o desespero de uma mãe que terá que fazer o mesmo para ter a sua filha de volta. Em primeiro momento, pensar nessa possibilidade é completamente chocante, mas o incrível dessa leitura é que ela mostra justamente o quanto o ser humano não se conhece cem por cento.

Você pode ter seus valores, crenças e mil e uma fórmula de frases de efeito ou positividade para encarar o dia a dia. Pode pensar que sabe seu limite e por achar isso, está pronto para o julgamento alheio e essa obra vem e te joga na cara a grande pergunta... QUEM VOCÊ PENSA QUE É?

Ao longo dos capítulos vamos absorvendo a desconstrução humana em favor da sobrevivência e os limites sendo destruídos pouco a pouco. Ao final, paramos e analisamos que sim, o ser humano é egoísta por natureza. Então, até que ponto somos capazes de segurar a linha tênue da ética e bom senso? Esse é o questionamento que nos acompanha ao longo da leitura.

Eu não esperava tantos questionamento ao iniciar a leitura, isso é seu diferencial. Ela ultrapassa o viés do mistério em saber o grande vilão. Foi com certeza uma grande surpresa perceber que a trama traz muito mais que um suspense de uma mente psicótica. Indico com toda a certeza a leitura.
comentários(0)comente



Vinny Britto 05/10/2019

Um bom livro com uma idéia original mas que achei que não foi tão bem desenvolvida.
A primeira parte é eletrizante e sem enrolação mas achei que as coisas aconteciam rápido demais. Se em todo início de capítulo não tivesse destacado o dia e o horário, sinto que eu ficaria meio perdido com a passagem de tempo.

Já na segunda parte quando enfim temos as revelações, dá uma caída brusca no ritmo e no fim não teve a mesma qualidade do início.
Tami 05/10/2019minha estante
Concordo muito, achei super chato!




Jaque @blogmalucadoslivros 04/10/2019

Um dos melhores thrillers do ano
Até que ponto você iria para salvar seu filho? Será que filhos é mesmo o ponto fraco de qualquer pai/mãe? e se alguém usasse isso contra você? Em A corrente é impossível não se fazer todas estas perguntas.

?E se eles estiverem mentindo com esse papo de não querer machucá-la? A gente acredita nas pessoas até ver quem elas são de verdade.?

Rachel é uma mulher recém divorciada, que estava a caminho do hospital para falar com sua médica quando recebeu uma ligação, de uma mulher que dizia ter sequestrado sua filha Kylie e que para conseguir ter sua filha de volta, ela precisa pagar um valor em dinheiro e sequestrar outra criança, dando continuidade à corrente.

Segundo esta mulher, ela sequestrou Kylie e seu filho também foi sequestrado por outra pessoa. Ninguém pode chamar a polícia e dar fim nisso, pois eles estão de olho e qualquer descuido, todas estas crianças que estão sequestradas, vão morrer e seus responsáveis também. A única saída é cumprir o que a corrente pede, mesmo que pra isso tenha que cometer alguns crimes.

Mesmo sem entender como algo assim aconteceu com ela, Rachel pega um empréstimo e o próximo passo agora é sequestrar outra criança. Mas como fazer uma maldade tão grande com o filho de alguém, quando ela mesma sabe pela dor que está passando com o sequestro da filha? E o pior de tudo: quando a corrente vai acabar e quantas outras vítimas fará?

Eu adoro um bom thriller, o ultimo thriller que conseguiu me prender ao ponto de não conseguir largar e lutar contra o sono para ler tinha sido A paciente silenciosa, até A corrente chegar e me fazer devorar cada página.

Rachel é uma personagem forte, ela já estava passando por uma fase bem difícil na vida e quando Kylie foi sequestrada ela tinha tudo para desabar, mas ela não perdeu tempo e correu atrás do que podia pela filha, mesmo sendo obrigada a cometer crimes.

A narrativa é fluida e a história é dividida em duas partes; na primeira temos o ponto de vista de Rachel e de Kylie e na segunda conhecemos um pouco mais sobre a corrente e como ela começou. O autor não deixou nenhuma ponta solta, todas as perguntas que fazemos ao longo da trama são respondidas.

A corrente é um thriller instigante porque nos faz se colocar no lugar daqueles personagens de maneira crua, sinceramente estou até agora me perguntando o que eu faria no lugar da Rachel.

Os direitos cinematográficos já foram adquiridos pela Paramount Pictures e só nos resta esperar para que a adaptação faça jus a este thriller tão original.
comentários(0)comente



Pri Paiva 03/10/2019

Thriller que prende do início ao fim.
O livro é um thriller que te prende do início ao fim. Bem escrito e com diálogos fluídos, a corrente não decepciona no quesito tensão.
Já no quesito 'desenrolar da história', ela peca um pouquinho.
Apesar de ter gostado muito do livro, o final se tornou um pouco preguiçoso e um tanto corrido.
O autor desenvolve bem alguns personagens, mas outros ele não teve tanta paciência para descrever.
A Corrente possui uma história diferente de tudo que você já possa ter lido, e isso, por si só, é muito bom! Mas, senti que ficou faltando detalhes que necessitavam um pouco mais de cuidado e menos pressa ao serem descritos durante a finalização da história.
comentários(0)comente



Jenn 02/10/2019

Esperava mais...
Uma coisa sobre ser leitor, é que a cada leitura ficamos mais exigentes e essa é uma coisa que particularmente eu gosto, porque isso nos faz não engolir qualquer coisa que nos é empurrado guela abaixo, e por esse motivo baixei algumas estrelas em relação a esse livro.

A corrente nos trás uma proposta super interessante, para termos nosso ente querido de volta, que foi sequestrado, precisamos sequestrar o ente querido de alguém. Isso brinca com os limites humanos e do que somos capazes de fazer quando algo que amamos esta em jogo. Adorei essa idéia do autor de explorar o lado primitivo da raça humana.

Outra coisa que gostei no livro foi como a tecnologia foi explorada e as criticas que o mesmo faz sobre a forma que a usamos , com as redes sociais nos tornamos públicos demais, e qualquer chance de sermos explorados/sequestrados/espionados fica muito mais fácil ja que por conta própria muitas vezes acabamos nos expondo.

O que não gostei na história foram as saídas fáceis e muitas vezes não criveis.
A forma desleixada que os sequestros foram feitos, a "vilã" super óbvia e caricata, o plot twist óbvio que o autor decidiu colocar, não surpreendendo de forma alguma e por fim, a novela mexicana que virou o fim desse livro kkk.

Ao todo, é um bom livro, de ritmo rápido e cheio de ação, mas não esperem nada arrebatador
comentários(0)comente



FabyTedrus 01/10/2019

A Corrente - Adrian McKinty
Quando o auê por trás de um livro é muito grande, o pé atrás a respeito do dito cujo fica forte, afinal a chance de ser só fogo de palha é grande. O que pra mim, aconteceu com esse livro!
A história de uma pirâmide/corrente de sequestros, algo que eu ainda não tinha visto, é uma ideia bem doida porém interessante. Os capítulos são curtos o que dá uma ajuda no ritmo da leitura. Achei que seria enrolado e benzadeus não foi assim. Os personagens são ok, não me cativei por nenhum deles.
E sobre o desfecho... faltou explicações, as vezes deixar alguns mistérios no ar é uma estratégia interessante, já outras vezes faz com que as suposições possam ser bem banais. O ponto alto no final do livro foi bem forçado na sorte, coisa que já costuma de irritar bastante e por tudo isso não me convenceu. Podia ser melhor!
comentários(0)comente



Virgílio César 01/10/2019

A trama é muito boa, mas algo na maneira da escrita do autor não me agrada. Me deixava disperso na leitura. E do meio em diante perde muito em qualidade, com aquele final sem graça, repetido em 80% dos livros policitais.
comentários(0)comente



38 encontrados | exibindo 1 a 15
1 | 2 | 3