A Vida Mentirosa dos Adultos

A Vida Mentirosa dos Adultos Elena Ferrante




Resenhas - A Vida Mentirosa dos Adultos


221 encontrados | exibindo 46 a 61
4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |


Douglas 13/08/2020

Uma viagem à Nápoles, Itália
Confesso que no fim dessa leitura, fiquei em um misto de “alívio” por ter terminado e um gosto de “quero mais”.

A obra narra a história de Giovanna, ou Giannì, mais ou menos a partir dos 13 anos. Nápoles, como disse, é o cenário, ambientada na década de 1990. Tudo começa quando Giannì ouve o pai em uma conversa com a mãe dela em que compara a garota à irmã dele, Vittoria, tia de Giovanna. E a imagem que ela tem da tia é simplesmente a pior do mundo, principalmente em relação à beleza, e isso a abala muito. E a partir daí, muita coisa muda, principalmente com a curiosidade de Giannì com a tia, uma figura que sempre foi afastada da família.

Logo de início, vemos uma garota entrando na adolescência e todos os problemas e situações que vem com isso, a insegurança, a preocupação com a beleza. Tudo ainda mais intensificado com a fala do pai com quem a menina tem certa proximidade, ainda que ele seja um cara estudioso e mais “centrado”, digamos assim, diferente da mãe mais “amorosa”.

Mas essa é uma importante discussão que a autora faz, mostrando a insegurança de uma jovem de desabafar com os pais, perguntar, conversar. E como nem sempre há essa abertura e como isso pode ser frustrante para uma pessoa que está se descobrindo. Acho que Elena consegue esmiuçar de uma forma muito interessante a adolescência de muitas pessoas, essa transformação que sofremos, no corpo, nas ideias, sexualmente etc.

Outra coisa é que a autora explora muito bem essa relação adolescente x adulto, de desafiar mesmo essa vida mentirosa que muitos parecem viver, fazendo isso enquanto detalha a vida adolescente de Giannì, tanto a parte rebelde do jovem, que tão bem conhecemos, seja por experiência própria, seja nos livros e filmes, como também os problemas na escola, a primeira paixão, aquela vontade de ser independente.

Enfim, isso tudo é muito bem descrito no papel de Giovanna, que é por si só uma garota muito sensível e inteligente. E o conceito do livro é exatamente essa desconstrução da vida adulta, colocada de uma maneira inteligente, ainda que “óbvia”, pois é o que vemos em muitas famílias hoje em dia. Mas para uma criança saindo da infância e indo para a adolescência, é algo que influência muito na vida dela.

Outro ponto muito importante e interessante é a relação de Giannì com a tia Vittoria, consagrada por algumas reviravoltas. Tia Vittoria, da forma como nos é descrita pela própria Giovanna, narradora do livro, é uma pessoa muito amarga, mas ao mesmo tempo muito esperta e sagaz. E a relação das duas mostra como são complicadas as relações familiares, principalmente as marcadas por rancor e brigas.

Essa relação também demonstra o contraste de classes entre Vittoria e Giannì. A garota nasceu e foi criada num ambiente de classe média, em Nápoles, numa região mais “nobre”, enquanto Vittoria é da periferia da cidade italiana, revelando as origens do pai de Giannì e como ele se afastou da vida da irmã, daí a imagem criada de Vittoria como uma pessoa perversa. Mas esse contraste geográfico está evidenciado pelas atitudes de ambas personagens, como também nos personagens que estão ao redor delas.

Elena Ferrante e sua escrita eram um mistério pra mim. Nunca tinha lido nada, mas já tinha ouvido falar. Mas só agora fui descobrir que Elena é um pseudônimo de uma pessoa que ninguém sabe quem é. E achei isso muito intrigante. Enfim, não conheço seus outros livros, mas acho que ela conseguiu transmitir com naturalidade aquilo que pretendia, sem que sua imagem, em sua própria visão, precise ser exposta. Mas sua mensagem está aqui, e nos atinge.

Vejo que Elena consegue trazer uma personagem característica dessa geração, que hoje chamamos de Millennials, colocando suas características, dramas e sensações de uma forma muito sensível e ao mesmo tempo de uma forma intensa, de nos deixar pensativos e nostálgicos, até, sobre nossa própria adolescência, sobre as atitudes que tomamos e que com certeza influenciaram em quem somos hoje.

Mas no fim, como disse no começo, não consigo evitar a sensação de que eu queria mais… mas nem sempre mais significa que era necessário...

site: https://estacaoimaginaria.com/2020/07/02/resenha-a-vida-mentirosa-dos-adultos-elena-ferrante/
comentários(0)comente



Bruno 12/08/2020

Amadurecimento
A superproteção é o principal tema do livro. Ótima leitura porém bem repetitiva!
comentários(0)comente



Italo Rangel 10/08/2020

Bom
A história em si é genial, confesso, fazendo jus ao título na medida em que consubstancia e retrata assuntos que são bem recorrentes nas relações adultas de hoje sob a perspectiva de uma criança/adolescente. Contudo, em minha opinião, embora não apague o brilho dessa obra, certas linguagens e cenas obscenas não me agradaram tanto, o que poderiam ter sido poupados e reformulados de outra maneira.
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



Laura.Radicchi 08/08/2020

Este foi o meu primeiro livro da autora. Achei a leitura bem fluída. O livro é dividido em 7 partes que contam a história da protagonista Giovanna dos 13 aos 16anos.
Em muitos momentos me vi na protagonista, principalmente nos momentos em que mostram a relação dela com o pai. Em outros momentos confesso que achei ela uma adolescente chata e mimada. Mas ai lembrei que algumas palavras que meu pai me disse quando se divorciou da minha mãe ficaram marcadas e eu carrego as cicatrizes até hoje, quase 20 anos depois.
Toda a trama sobre crescer, experienciar os laços familiares de maneira intensa é muito bem descrita pela autora. A única coisa que me deixou desanimada foi o final em aberto. Eu gostaria de fato de saber o que acontece com Roberto e Giuliana, aliás queria fazer um parantese. A adoração que todos tinham por Roberto me lembrou muito a adoração que os personagens do livro O coração é um caçador solitário tinham pelo mudo John Singer, no livro o mudo era a cola social que uniam todos os personagens. Roberto não é a cola social e sim a pulseira e a tia Vittoria mas achei interessante o fascínio que todos tinham por ele.
Nah 15/08/2020minha estante
Por onde conseguiu ler ?




Patricia.Olazar 08/08/2020

Leiam
Sem muitas palavras, apenas LEIAM!
Me prendeu do início ao fim, vale a pena a leitura.
comentários(0)comente



Vivian.Panizzi 06/08/2020

É bom.
Não é meu gênero preferido de leitura mas até que foi interessante, a escrita é boa e não gostei do final.
comentários(0)comente



Caio Dantas Cabral 05/08/2020

Experiência de leitura:
Imagina essa situação:

eu estou lendo um livro rapidamente, o devorando, o tempo voa e tenho lido 50 páginas sem nem perceber. no entanto, a história não é tão boa, é simples, muito linear, e sem grandes reviravoltas na trama.

e eu me pergunto, o que me mantém preso nesse livro e está me fazendo ler ele tão rapidamente? ?caramba, eu vou terminar ele em 3 dias.?

a resposta: a escrita da autora é simplesmente incrível, bastante agradável e incrivelmente fluida. eu lia páginas e páginas, e não percebia o tempo passar.

eu estou falando do livro A Vida Mentirosa dos Adultos da Elena Ferrante. o livro que finalizei recentemente. ele foi o livro que veio no mês de junho no clube Intrínsecos.
comentários(0)comente



ELIOMAR.MIGUEL 03/08/2020

Eu achei que a leitura flui bem, por mais que em alguns momentos ela fique muito carregada, dificultando a concentração.
A história começa interessante, mas ao todo não gostei tanto.
Não é um livro que indicaria para os amigos.
comentários(0)comente



Blenda.Michela 03/08/2020

História prende e final decepciona!
A autora tem uma escrita que prende o leitor, livro muito bem escrito, que traz um relato da perda da infância e início da adolescência de maneira bem singela. Ela não poupa detalhes. No entanto o final decepciona pois acontecem fatos que deixam a história em aberto e o leitor fica sem entender, principalmente a decisão final da Giovana. Gostaria que todos os pontos do livro tivessem sido fechado e não restassem dúvidas sobre o destinos dos personagens.
comentários(0)comente



Susy 02/08/2020

Não curti.
Acabei de finalizar o livro e eu não gostei . Esperava outra coisa do livro e me decepcionei. O início do livro é muito cativante, começa com uma criança contando a visão dela dos adultos e como ela descobre que um adulto mesmo que ensine que uma criança não pode mentir, faz totalmente ao contrário e que a vida não passa de uma farsa, acontece que com o passar do livro vira a história de uma adolescente chata e o final é completamente decepcionante, eu esperava que ela virasse adulta no livro e refletisse sobre as questões do que faz a vida dos adultos ser uma farsa. O que não aconteceu . Nunca tinha lido a autora e com a leitura desse livro não tenho interesse em pegar outras histórias para ler.
comentários(0)comente



Ju 02/08/2020

Primeiro livro da Ferrante
Leitura extremamente enrolada! Não achei nada demais em nenhum personagem.. faltou um final mais chocante, algo mais inesperado.
comentários(0)comente



Jacque Mayer 01/08/2020

Não desgostei, mas também não amei
Sendo objetiva aqui, a leitura flui bem. É uma história potencial, mas pra mim faltou um objetivo mais claro para os personagens.
Não fechou bem, não encontrei o ponto alto do livro.
comentários(0)comente



vivsyumie | @vivsbookshelf 01/08/2020

Minha primeira leitura com Elena Ferrante
Gostei da escrita fluída da autora que sempre me deixava cada vez mais curiosa sobre a história da família da Giovanna. Mas depois de passar da metade do livro, percebi que, para eu gostar ainda mais da leitura, precisava haver um objetivo por trás de toda a aventura da personagem.

Mais resenhas no Instagram @vivsbookshelf
comentários(0)comente



spoiler visualizar
comentários(0)comente



221 encontrados | exibindo 46 a 61
4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 |